Sei sulla pagina 1di 3

1) Sinal de Murphy relaciona-se a:

(A) Colecistite.
(B) Pielonefrite.
(C) Pancreatite.
(D) Ascite.

2. A presença de sinal de Courvoisier-Terrier é sugestiva de:


(A) Neoplasia de estômago.
(B) Neoplasia de cabeça de pâncreas.
(C) Neoplasia de esôfago.
(D) Neoplasia de rim.

3. Em que situação, dentre as abaixo citadas, o sinal de Blumberg costuma ser mais
caracteristicamente
encontrado?
(A) Obstrução intestinal.
(B) Pancreatite.
(C) Isquemia mesentérica.
(D) Perfuração de úlcera gástrica.

6. Em qual dos seguintes diagnósticos é mais provável se encontrar presente o sinal


do obturador?
(A) Pancreatite aguda
(B) Apendicite aguda
(C) Úlcera perfurada
(D) Colecistite aguda

7. A manobra de Schuster é utilizada para:


(A) Palpação do fígado
(B) Palpação do rim direito
(C) Palpação do baço
(D) Palpação da vesícula biliar

8. Paciente idoso vem à emergência com febre, náuseas e vômitos, leucograma


infeccioso e dor à palpação
e descompressão súbita em fossa ilíaca esquerda. A hipótese mais provável é:
(A) Pancreatite aguda
(B) Colecistite aguda
(C) Gastrite erosiva
(D) Diverticulite
(E) Apendicite

18. A presença de dor, durante a inspiração, quando a ponta dos dedos ou a mão é
colocada sob o gradeado
costal direito é conhecido como:
(A) Sinal de Courvoisier-Terrier
(B) Sinal de Murphy
(C) Sinal de Trousseau
(D) Sinal de Levine

19. Com relação ao sinal descrito na questão anterior, ele se relaciona a:


(A) Cólica ureteral
(B) Pancreatite aguda
(C) Colecistite
(D) Hepatite crônica
23. Um paciente com icterícia intensa apresenta vesícula biliar palpável, este sinal,
conhecido como Sinal de
Courvoiser-Terrier, costuma estar associado a:
(A) Coledocolitíase
(B) Obstrução neoplásica extrínseca de via biliar
(C) Litíase do ducto cístico
(D) Colecistite

25. Um menino de 9 anos apresenta-se com queixa de dor abdominal. Conta que há
24 horas iniciou com
dor na região umbilical, febre e náuseas/vômitos. Posteriormente, a dor passou a se
localizar na fossa
ilíaca direita e o paciente não conseguia esticar o membro inferior direito. No exame
físico, observou-se
que o paciente apresentava dor à descompressão do abdome na fossa ilíaca direita. A
este sinal dá-se o
nome de:
(A) Sinal do obturador
(B) Sinal de Gordon
(C) Sinal de Blumberg
(D) Sinal de Romberg

26. Um paciente com pancreatite apresenta uma grande área de sufusão hemorrágica
(equimose) na região
periumbilical. Este sinal é conhecido como:
(A) Sinal de Homan
(B) Sinal de Janaway
(C) Sinal de Osler
(D) Sinal de Cullen

38. Um paciente dá entrada na sala de emergência com dor localizada em faixa na


região abdominal
superior de grande intensidade e de característica contínua. Refere uma grande
ingestão de alimentos e
de álcool no dia anterior. Observa-se que o paciente encontra-se deitado em posição
fetal e prefere que
não se toque nele. O abdômen apresenta defesa, mas não contratura. Qual a causa
mais provável da dor?
(A) Colecistite aguda
(B) Gastroenterite aguda
(C) Pancreatite
(D) Cólica ureteral

52. Menino de 12 anos inicia com dor epigástrica, vômitos e febre. Após algumas
horas a dor localiza-se em
fossa ilíaca direita. Ao exame físico, apresenta sinal de Blumberg positivo sobre o
ponto de MacBurney.
Sua suspeita seria de:
(A) Apendicite aguda
(B) Colecistite aguda
(C) Pancreatite aguda
(D) Úlcera perfurada
(E) Nenhuma das acima
53. Paciente de 48 anos, feminina, obesa, com história de dores recorrentes em
hipocôndrio direito inicia
com dor epigástrica que irradia para o hipocôndrio direito e região lombar direita
acompanhada de
vômitos. Chega a emergência após 5 horas do início da dor apresentando febre e ao
exame físico com
sinal de Murphy positivo. Trata-se provavelmente de:
(A) Apendicite aguda
(B) Colangite
(C) Pancreatite aguda
(D) Coledocolitíase
(E) Colecistite aguda

56. Um menino de 12 anos é trazido ao hospital por apresentar dor em região


periumbilical. Na primeira
avaliação, o paciente apresentava defesa voluntária à palpação e uma forte dor em
fossa ilíaca direita
quando a fossa ilíaca esquerda era palpada. Na reavaliação, após duas horas, o
abdômen estava em
tábua, com ausência de ruídos hidroaéreos. Pelo quadro descrito, pode-se afirmar
que:
I. O paciente apresenta sinal de Blumberg
II. O paciente apresenta sinal de Rovsing
III. O paciente apresenta sinal de Kehr
IV. Uma forte hipótese diagnóstica é apendicite aguda, sendo o sinal do psoas e o
sinal do obturador
duas manobras importantes para complementar a avaliação semiológica.
Das afirmativas acima, quais são corretas?
(A) I e II
(B) I e III
(C) II e IV
(D) I, II e IV
(E) I, II, III e IV

61)Na manobra de Schuster – palpação do baço – o paciente deverá:


(A) Estar em decúbito dorsal.
(B) Estar em decúbito lateral esquerdo.
(C) Estar em decúbito lateral ventral.
(D) Estar em decúbito lateral direito.
(E) Nenhum acima.