Sei sulla pagina 1di 6

Pronome relativo é uma classe de pronomes que substituem um termo da oração anterior e estabelece relação

entre duas orações.

Nós conhecemos o professor. O professor morreu.

Nós conhecemos o professor que morreu.

Como se pode perceber, o que, nessa frase, está substituindo o termo professor e está relacionando a segunda
oração com a primeira.

Não conhecemos o aluno. O aluno saiu.

Não conhecemos o aluno que saiu.

Como se pode perceber, o que, nessa frase está substituindo o termo aluno e está relacionando a segunda
oração com a primeira.

Quadro dos Pronomes Relativos


Variáveis
Invariáveis
Masculino Feminino

o qual os quais a qual as quais quem


cujo cujos cuja cujas que
onde

O pronome relativo é um termo anafórico ( retoma um termo antecedente)

Todo Pronome relativo retoma um termo antecedente, com o qual mantém relação de sentido

Ex:

Jovens escolarizados e crianças que não tiveram acesso à educação formal têm os mesmos direitos.

Pergunta: Quem não tem acesso à educação formal?


Que= retoma “crianças”
Apenas as crianças não tiveram acesso à educação formal.
1) Pronome Relativo QUE

O pronome relativo "que" é chamado relativo universal, pois seu emprego é extremamente amplo. Esse
pronome pode ser usado para substituir pessoa ou coisa, que estejam no singular ou no plural.

O pronome "que" é o relativo de mais largo emprego, sendo por isso chamado relativo universal. Pode ser
substituído por "o qual", "a qual", "os quais", "as quais" quando seu antecedente for um substantivo. Por
exemplo:
O trabalho que eu fiz refere-se à corrupção. (= o qual)
A cantora que acabou de se apresentar é péssima. (= a qual)
Os trabalhos que eu fiz referem-se à corrupção. (= os quais)
As cantoras que se apresentaram eram péssimas. (= as quais)

OBS: O pronome relativo “que / quem” só aceita preposições monossilábicas:

Ex: A moça de quem falava é linda

A moça sobre quem falava é linda ( errado, sobre = dissílabo )

A vaga para que me candidatei foi preenchida ( errado, para = dissílabo )

A vaga para a qual me candidatei foi preenchida ( certo )


2) Pronome Relativo “QUEM”

É usado para retomar pessoa / ente personificado

Ex:

O Estado, a quem o cidadão recorre, deve protegê-lo ( Estado = ente personificado )

OBS:

A pessoa que amei por toda a vida chegou ( correto )

A pessoa a quem amei por toda a vida chegou ( correto)

O pronome quem, quando retoma pessoa, pede a preposição “a”. Mesmo o verbo sendo um verbo transitivo
direto que não precisa de complemento com preposição.

A preposição “a” não foi exigida pelo verbo.

A pessoa que encontrei merece respeito ( correto )

A pessoa quem encontrei merece respeito ( errado , o pronome relativo quem exige preposição )

A pessoa a quem encontrei merece respeito ( certo , o pronome relativo quem exige preposição )

3) Pronome relativo CUJO

Indica posse

Vem entre dois substantivos

Não se admite artigo após a palavra cujo ( o patrão cujo o funcionário = errado)

Concorda com a palavra que vem depois

Retoma um termo anterior, mesmo não concordando com ele.

A funcionária, cujo currículo desconheço, foi promovida. ( currículo da funcionária )

Os trabalhos, cujas interpretações não tenham sido feitas, serão prejudicados ( interpretações dos trabalhos )

O pronome relativo cujo / cuja retoma um termo anterior a ele, não importando a concordância nominal, pois
esta se dará com o termo posterior

Ex: O homem cuja mulher


4) Pronome relativo ONDE e AONDE

Ambos dão ideia de lugar

Os verbos associados pedem as preposições:

Se pedir a preposição EM: usa-se ONDE

Se pedir a preposição A: usa-se AONDE

Verbos que pedem a preposição EM:


Estar em
Ficar em
Morar em
Permanecer em
Continuar em
Entregar em ( entrega em domicílio )
Verbos que pedem a preposição A:

Chegar ( a preposição não é exigida pela verbo, esse verbo é intransitivo, porém o adjunto adverbial que
acompanha o verbo pede a preposição “a”

Voltar a
COMPARECER a
Ir a
Voltar a ( obs pode pedir a preposição “de” também )

Onde vc mora

Onde vc foi morar

Obs: Na locução verbal, temos um verbo auxiliar + um verbo principal, devemos observar a regencia do verbo
principal ( sempre )
Onde vc foi morar ......................... morar em.............onde

Não sei onde estou.


Moro na rua onde fica o SAMU.
Onde coloquei o celular?

Aonde você quer ir? (Quem vai sempre irá a algum lugar)

Aonde ele está me levando? (Quem leva tem de levar alguém ou algo a um lugar)
Emprego dos pronomes relativos

1. Os pronomes relativos virão precedidos de preposição se a regência assim determinar.


Este é o pintor a cuja obra me refiro.
Este é o pintor de cuja obra gosto.

2. O pronome relativo quem é empregado com referência a pessoas:

Não conheço o político de quem você falou.

3. O relativo quem pode aparecer sem antecedente claro, sendo classificado como pronome relativo
indefinido.

Quem faltou foi advertido.

4. Quando possuir antecedente, o pronome relativo quem virá precedido de preposição.

Marcelo era o homem a quem ela amava.

Note que o verbo é transitivo direto, não exige preposição, porém essa preposição é exigida pelo pronome
“quem”, pois possui antecedente.

5. O pronome relativo que é o de mais largo emprego, chamado de relativo universal, pode ser empregado
com referência a pessoas ou coisas, no singular ou no plural.

Não conheço o rapaz que saiu.


Gostei muito do vestido que comprei.
Eis os ingredientes de que necessitamos.

6. O pronome relativo que pode ter por antecedente o demonstrativo o, a, os, as.

Falo o que sinto. (o pronome o equivale a aquilo)

Esse é o caso DR Demonstrativo – Relativo

O pronome o/a equivalerá a um pronome demonstrativo ( aquilo )

Ela vê o que ninguém vê

o= aquilo
que= pronome relativo
7. Quando precedido de preposição monossilábica, emprega-se o pronome relativo que. Com
preposições de mais de uma sílaba, usa-se o relativo o qual (e flexões).

Aquele é o livro com que trabalho.


Aquela é a senhora para a qual trabalho.

8. O pronome relativo cujo (e flexões) é relativo possessivo equivalente a do qual, de que, de quem.
Deve concordar com a coisa possuída.

Apresentaram provas em cuja veracidade eu creio.

Veracidade das provas

9. O pronome relativo quanto, quantos e quantas são pronomes relativos quando seguem os pronomes
indefinidos tudo, todos ou todas.

Comprou tudo quanto viu.

10. O relativo onde deve ser usado para indicar lugar e tem sentido aproximado de em que, no qual.

Este é o país onde habito.

a) onde é empregado com verbos que não dão ideia de movimento. Pode ser usado sem antecedente.

Sempre morei no país onde nasci.

b) aonde é empregado com verbos que dão ideia de movimento e equivale a para onde, sendo resultado
da combinação da preposição a + onde.

Voltei àquele lugar aonde minha mãe me levava quando criança.