Sei sulla pagina 1di 17

A Menina Gotinha de Água vivia no Mar.

Vestia de Azul, Verde e Cor de Luar


A Menina Gotinha de Água vivia no fundo do mar, na espuma das
ondas.

Fugia a rir por entre as algas e no meio de flores de mil cores que há
no mar.
Ás vezes ia até à praia.
Voltava para o lago para ver as baleias e os navios.
Todas juntas eram o mar.
A Gotinha de Água, sentia-se leve, leve….,leve……
Subiu até que viu uma nuvem cor de rosa.
_ Cá estou eu nas nuvens!....
O Sol sorriu.
Beijou os cabelos da Gotinha de Água.
Acenderam-se as sete cores do Arco Iris.
Vieram os ventos e empurraram as nuvens.
A Gotinha de Agua ficou com medo, mas gostou de viajar.
Estou a voar sobre a terra.
Lá em baixo há casas, automóveis e meninos a brincar.
As Gotinhas eram tantas que já não cabiam nas nuvens
Se cair não faz mal, as flores estão murchas.
Vou dar de beber às flores, aos campos, matar a sede aos Homens.
As Gotinhas de Água começaram a cair.
Cantavam enquanto caiam. Os campos, as flores e a abelha
mataram a sua sede de água fresca.
A abelha sorria enquanto bebia aquela gotinha poisada na pétala da
flor.
O sol brilhava.
As seara e as árvores que estavam a morrer abriram os braços.
Havia frutos docinhos, maças, peras, uvas e laranjas.
A Gotinha de Água desceu os caminhos da terra.
Passou pelas raízes e plantas e adormeceu com as suas irmãzinhas
no seio da terra.
Hummmm!..., que saudades do Mar!...
Abriram caminhos e desabrocharam nascentes e fontes de água
fresca.
Deram de beber ao pastor, às ovelhas, às rolas e às formigas.
As gotinhas de água saltaram de pedra em pedra a correr e a cantar,
até ao moinho junto ao ribeiro.
As gotinhas de água caminharam por entre montes e vales.
Um rio a outro se vão juntar e todos juntos são o Mar.
A Menina Gotinha de Água e as suas irmãzinhas corriam ligeiras.
Grandes navios e gaivotas no ar se viam no Mar.