Sei sulla pagina 1di 59

Componentes do Grupo:

2. Adriana;
3. Ana Rita;
4. Evanete;
5. Itaiana;
6. Luiz Fernando; e
7. Mariana

Página 280 e seguintes.


Macaco fala sobre a ética!

Itaiana
Assimilar conceitos éticos é
tarefa para a vida!

Itaiana
A melhor lição é o exemplo.

Itaiana
Egoísmo, hedonismo, imediatismo e
consumismo: eis a marca de nossa
sociedade.

Itaiana
A responsabilidade de estar aqui:
obrigação de fazer a diferença.

Itaiana
Saneamento Básico:
Itaiana
Saúde:

Itaiana
Moradia:

Itaiana
Educação de base:

Itaiana
Desemprego:

Itaiana
A dignidade da Pessoa Humana

Itaiana
1. Individualidade;

3. Livre desenvolvimento da personalidade;

5. Libertação da angústia da existência;

7. Garantia e defesa da autonomia individual; e

9. Dignidade social decorrente da igualdade perante a lei.

Itaiana
Os advogados e o Código de Ética.

Itaiana
A Ética Geral e Profissional e
o Direito.

Itaiana
“O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo
inviolável por seus atos e manifestações no exercício da
profissão, nos limites da lei.”
(grifo nosso)

Itaiana
“(...) naquele que nem sequer concebe a idéia do mal, já há
progresso realizado, naquele a quem essa idéia acode, mas
que a repele, há progresso em vias de realizar-se; naquele,
finalmente, que pensa no mal e nesse pensamento se compraz,
o mal ainda existe na plenitude de sua força.”

Itaiana
Entrevistas com os alunos

Lembrem-se:
O DEBATE SERÁ ABERTO APÓS A APRESENTAÇÃO!
Ana Rita
• Vestimenta
• Estudar

Extrair do curso jurídico o máximo possível.


Frustração no exame da OAB.

Ana Rita
Problemas:

• Grande número de faculdades de Direito.

• Professores de Direito não se dedicam exclusivamente ao ensino.

• Dedicação dos alunos.

• Dificuldades com a advocacia.

• Dificuldades com o Ministério Público.

Ana Rita
Soluções:

• Estudante deve se manter lúcido

• Usar a inquietação e a fome por justiça.

• Mutirões jurídicos (projetos especiais que ajudam pessoas necessitadas,


conciliações dos juizados especiais na própria faculdade, levar o direito as favelas,
observar as novas áreas como o direito ambiental...)

• Diretório acadêmico (trabalhos sociais)

• Drogas

• Política - acadêmica

• Ética
Ana Rita
Os anos passados dentro de uma Universidade devem ser muito proveitosos,
tanto na aquisição de novos conhecimentos como também na conquista de
novos amigos.

O companheirismo é um ato de grandeza e deve ser sempre espontâneo e


prazeroso.

Companheirismo (Aurélio): Solidário, próprio de companheiro, coleguismo.

Muitas mudanças ocorreram e a massificação do ensino jurídico, fez com que


importantes valores pessoais se perdessem no tempo. Temos obrigação de resgatá-
los.

Adriana
Deveres éticos de um colega para com o outro:

• De Conhecê-lo
• De Solidariedade
• De Coleguismo
• De Respeitar as diferenças
• De Ser Tolerante
• De Ser Virtuoso

É necessário estarmos abertos a um convívio social saudável, a fim de que


possamos ser grandes profissionais, sempre me busca da pacificação da
sociedade e bem estar do próximo.

Adriana
Estágio Profissional: É uma etapa indispensável para a formação do
operador do direito, traduzindo através da prática, a exata dimensão da
atuação que o estudante espera exercer quando for diplomado.

A prática contempla o aluno com o iniciar das atividades que o profissional


reserva e com a demonstração mais cristalina da realidade do Direito na
Sociedade.

O Estágio Profissional é disciplinado pelo Código de Ética e Disciplina da


Ordem dos Advogados do Brasil, que estabelece no capítulo IV, art.
27,28,29,30 e 31 seus preceitos.

Adriana
Inicialmente é necessário que o estagiário esteja inscrito na O.A.B.; na
condição de Estagiário.

Existe uma relação hierárquica de subordinação entre o orientador e o


estagiário a ser respeitada

O estagiário é reflexo do seu orientador. A paciência e a didática é


imprescindível para a boa formação dos estagiários.

Alunos mais interessados e preparados são aqueles que estagiam com


orientadores comprometidos, que se interessam em contribuir para a
Justiça preparando bons profissionais.

Adriana
Direitos:

• Exercer livremente sua função como estagiário nos limites de suas


atribuições.
• Desenvolver atividades de acordo com as condições estabelecidas no
Termo de Compromisso.
• Comunicar-se com a clientela que lhe é destinada.
• Reclamar ao setor competente qualquer ato que afete o bom nome do
estagiário, do seu desempenho e de sua instituição.
• Ter acesso livre nas dependências onde se realizam os
respectivos estágios para praticar algum ato ou tirar dúvidas no
exercício de sua atividade, dentro do expediente que lhe é
destinado.
• Receber documentos mediante recibos destinados as petições.
• Ter assistência e orientação na defesa dos direitos ou interesses
que lhe forem confiados, pelo seu respectivo orientador

Adriana
8. O estagiário poderá pedir afastamento por 90 (noventa) dias, porém, ficará
responsável pelo andamento processual dos processos a ele conferidos, e
comparecerá ao escritório ou instituição, à qual pertence, uma vez por semana
prestando conta do andamento processual com seu orientador.
O pedido de afastamento deverá ser motivado e dirigido ao orientador, devendo
este, após minucioso exame, deferir e enviar ao coordenador ou ao advogado
chefe do escritório ou instituição.
9. Estagiário que não completar os dois anos de estágio, terá direito a uma
declaração do período que estagiou, assinada pelo orientador, coordenador ou
advogado chefe.
10. O estagiário que se formar antes do período de término do estágio, poderá
continuar como estagiário, completando, assim, os dois anos, tendo direito a
sua certidão.
11. Ter seguro contra acidentes pessoais.

Adriana
DEVERES:

I. Assumir o estágio com responsabilidade, zelando pelo bom nome da Instituição do


estágio e do curso que freqüenta.
II. Assinar diariamente o livro de freqüência.
III. Comunicar com antecedência de 24 horas, no caso de falta.
IV. Zelar e cumprir as tarefas que lhes são confiadas.
V. Acompanhar os processos que lhe forem afetos e obedecer à rotina burocrática
do escritório ou instituição na qual está estagiando.
VI. Guardar sigilo profissional sobre o necessário.
VII. Prestar, desinteressadamente, em termos econômicos, serviços às pessoas
carentes, se estagiário de instituição pública.
VIII. Cumprir integralmente o horário estabelecido pela Instituição, observando
assiduidade e pontualidade.
IX. Cumprir com os prazos que lhes são dados para entrega de petições.
X. Ser leal e verdadeiro com os clientes.

Adriana
XI. Apresentar relatório mensal de suas atividades, até o último dia de cada
mês, juntamente com a folha de freqüência devidamente observada e
assinada pelo orientador.
XII. Inscrever-se como estagiário no respectivo quadro da OAB/CE.
XIII. Assistir às audiências que forem designadas pelo seu orientador.
XIV. Quando em audiência, mostrar a carteira de estagiário e requisitar ao
MM. Juiz que conste seu nome no termo de audiência e em seguida assinar.

Adriana
INFRAÇÕES DISCIPLINARES:

I. Ser agenciador de causas mediante participação de honorários advocatícios.


II. Violar, sem justa causa, o sigilo profissional.
III. Solicitar ou receber do cliente qualquer importância pecuniária.
IV. Estabelecer entendimento com a parte adversa sem autorização do advogado
orientador.
V. Reter por mais tempo do que o permitido os documentos para serem
peticionados.
VI. Praticar atos excedentes de sua habilitação.
VII. Promover acordos extrajudiciais que importem em obrigações de pagamento
pelas partes.
Serão aplicadas aos estagiários pelo coordenador, advogado chefe do escritório
ou instituição, após ouvir o orientador forense, as penalidades de acordo com o
regimento interno de cada instituição ou escritório credenciado.
O estagiário que tiver mais de 1/3(um terço) de faltas no semestre, será
automaticamente desligado do estágio.

Adriana
Entrevista: Prof. Dr. Aderbal
Presidente do Tribunal de Ética de Campinas e região.

Mariana Vitória
Contingente enorme de potencial mão-de-obra disponível para
indústria do ensino jurídico;

Proficiência ( competência) na carreira


X
Transmissão de conhecimento

? Motivo ?

1º) Proliferação de faculdades


2º) Transformação da conduta do estudante de direito

Mariana Vitória
O que fazer em relação aos juízes e ou promotores/docentes?

Privilegiar o conhecimento ou a capacidade pedagógica?


Nem sempre o convívio com o alunado é o ideal

? Motivo ?

1º) As turmas são numerosas


2º) As aulas são objetos de preocupação secundária

Mariana Vitória
Produto = Professor X Consumidor = aluno

A Relação professor / aluno deve ser:

• Franca
• Amistosa
• Cooperativa
Se assim for o ensino fluirá naturalmente
• Onde existe afeição, a conduta ética virá por acréscimo, desnecessárias
profundas construções de relacionamento.
• O mestre é sempre alguém que mergulha nessa aventura inexplicável de
colaborar para que alguém encontra a verdade
• É um aprendizado do que poderá extrair proveito, se tiver consciência ética
e real interesse.

Mariana Vitória
O estudante precisa devolver á sociedade um pouco daquilo que ele investiu nele
Todo estudante pode melhorar o seu país

O estudante de direito tem grande poder e a história está pontuada de episódios


heróicos em que a luta dos acadêmicos serviu a defesa da democracia, da liberdade
e da ordem jurídica.

Freqüentar as aulas, estudar, fazer trabalhos, pesquisar e se submeter a avaliações


é o mínimo ético reclamado ao universitário.

• A participação de estudante em ONGs


• Duas áreas estariam a reclamar urgente participação da juventude universitária:
a devastação do Meio Ambiente
• O percentual imenso de analfabetos

Mariana Vitória
O IMPORTANTE É ASSUMIR O COMPROMISSO
INDIVIDUALCOM O SEU MEIO, COM A SUA
COMUNIDADE, COM O FUTURO DO SEU PAÍS.
O MAIS, VIRÁ POR ACRÉSCIMO!!!!!!!!!!!!!

Mariana Vitória
Razões que levam uma pessoa a ser professor de direito:

• Remuneração????????
• Vocação ( existem...)
• Obtenção de prestigio
• Titulo de professor universitário
• Convivência com juventude
• Atualização de estudos
• Adquirir clientela
• Ou estar fora de casa......noitadas

Faculdade de direito – criada 1827 já foi modelo de personagens inesquecíveis


Falta de seriedade na educação gera situação indigna para o professor
Falta de “investimento” no educador gera profissionais não capacitados.

Evanete
Educador Ensino de didática
Da pedagogia
Da psicologia educacional

Lei de Diretrizes e Bases Lei 9.394/96 – pós- graduação (mestrado e doutorado)


Técnica de ensino – auxiliaria notáveis juristas

Problemas na atuação do professor de direito: falta de conscientização que ele não é


na cátedra nem juiz,nem promotor,nem advogado – ele é simplesmente professor

Exigências éticas ao professor de direito: gerar uma orientação moral, fornecendo


diretrizes contra violência, contra a dignidade humana.

Professor hoje se Considera responsável pela Moral do aluno?

Evanete
E o aluno hoje é simplesmente adepto do “ é proibido proibir”.

Jovem de hoje sabe valor de família? De solidariedade? De lealdade?

Para o professor de hoje não basta conhecer ética, mas precisa acredita na ética
e viver eticamente, então formara cidadãos conscientes.

Será o professor o responsável em alertar o aluno da sua não aptidão pelo direito?
Ou este papel seria da instituição educacional?

Professor mais próximo do aluno.

É falta de ética do professor faltar ou é a instituição que esta mal organizada?

Evanete
A Universidade morreu?
... ou houve mudança de estrutura?

• A universidade vive momento de crise

• Universidade “ mera fabricação de habilitações”

• A Universidade é uma idéia-força de imensa importância.

Problemas atuais das universidades:

• Fornecem conhecimentos distantes da necessidade do mundo


• Professores desanimados (valorização de jogadores, artistas)
• Falta de estimulo
• Reforma-se o ensino e há deterioração da educação

Evanete
A educação é uma necessidade urgente de uma pais do terceiro mundo – mas
tem que ser feita de maneira ética.

Os proprietários das escolas precisam ir em socorro da educação pondo como


prioridade a formação, a realização da personalidade do aluno.

O novo currículo jurídico tenta qualificar mais o aluno ( ética e Filosofia)


O aluno tem que encontrar nas Universidades um ponto de defesa e desenvolvimento
da dignidade humana.( união de dirigentes,dos professores,dos alunos e do
pessoal administrativo)

A Universidade hoje e aclamada para levar o aluno ao estudo da dignidade da vida


humana,a promoção da justiça,qualidade de vida pessoal e familiar,a proteção da
natureza,a procura da paz.

Evanete
A Universidade tem responsabilidade ética de promover a verdade, e não ser
somente uma fornecedora de diplomas. A Universidade é a fabrica da educação.

A Universidade hoje tem que sair do modelo padrão da ciência moderna para
uma ciência pos-moderna.

Os escândalos recentes e alta taxa de reprovação da OAB-SP- coloca em


discussão a qualidade de ensino do Direito no país.

Falta de ética dos profissionais e altos índices reprovação-proliferação de


cursos de Direito no país. ( 12 anos mais de 100 mil novos cursos)

OAB – MEC –CNE – relata a importância da Ética na formação.

Evanete
Projeto – OAB vai a faculdade (debates,palestras e workshops)
- intenção atingir 213 instituições paulistas.

A OAB aponta três grandes responsáveis pela deficiência na formação dos


alunos de Direito:

• Falta de discussão sobre Ética

• Falta de conhecimento das prerrogativas do advogado

• Desinformação sobre a OAB e o Exame para obter a licença profissional.

“ A Ética deve estar impregnando as ações de cada dia,seja dentro da sala de


aula ou fora dela”

Evanete
Entrevista com o Prof. Dr. Júlio César S. M. Franco
Juiz de Direito e Professor do 2ºAno - Anchieta

Evanete e Luiz Fernando


Futuro?

Haverá Futuro?

Haverá mais ética?

Um Brasil mais ético?

Universidades éticas?

Luiz Fernando
A conquista para um estágio melhor para o Brasil, está, sem
sombra de dúvidas, diretamente relacionada a EDUCAÇÃO

Educação

Aprender a ser Aprender a fazer Aprender a viver Aprender a conhecer


junto
Basarab Nicolescu Luiz Fernando
A educação do futuro precisa ser transdisciplinar!
Edgar Morin aceitou o desafio da UNESCO e escreveu “Os sete saberes
necessário à educação do futuro”.
1º - Erro e a Ilusão.
2º - Princípios do conhecimento pertinente.
3º - Ensino da Condição Humana.
4º - Identidade terrena.
5º - Enfrentar as incertezas.

6º - Ensino da Compreensão.
7º - A ética do gênero humano

Luiz Fernando
O conhecimento Humano, seus dispositivos, enfermidades, dificuldades
tendências ao erro e a ilusão.

Devemos conhecer o que é conhecer!

Essencial estudar as características mentais e culturais do conhecimento!

Exemplo: Método V. A. K. O. G.

Luiz Fernando
Técnica da compartimentação na transmissão do conhecimento, impede a
apreensão do conjunto, rompe o vínculo entre partes e totalidade.
Aprender objetos no seu contexto, sua complexidade e seu conjunto.

Luiz Fernando
“O ser humano é ao mesmo tempo físico, biológico,
psíquico, cultural, social e histórico”.

Essa unidade complexa é desintegrada para ser


aprendida, estudada, por meio das disciplinas, tendo-
se tornado impossível aprender o que significa ser
humano.

Assim, o educando poderá entender sua identidade


complexa e a comum a todos.

Luiz Fernando
• Globalização, encarada sob a ótica da solidariedade!
• A humanidade tem um mesmo destino, basta verificar as agressões à
Natureza. Efeito estufa.

Suicídio Coletivo!!!

Luiz Fernando
Educação tradicional - certezas!
Mas e as Incertezas?

x +Xy –= z122
+ a + 6 =x/2
25+ y * 132 =X y–+a ▲=a*b
z +* a45+ 6 = 25
C – C –xC+ y = 122▲ x/2= +a y* *b 132 = y +a * 45
▲=a*b X – z + a + 6 = 25X – z + a + 6 = 25
M = A / x/2
C – C – xC+ y = 122 s + y * 132 = y +a * 45 M = A / s▲ = a * b
x/2 + y * 132 = y +a * 45 M = A / s C – CM –= CA / s
X – z + a + 6x=+25 y = 122 ▲ = a * b C – C – C x/2 + y * 132 = y +a * 45

Fórmulas químicas ?
Matemáticas ? Crítico?, Consciente?, Felicidade?
Teorias?

A escola precisa preparar para a vida!


E a vida oferece mais imprevistos do que o previsível !
Luiz Fernando
“É preciso aprender a navegar num oceano de incertezas em meio a
arquipélagos de certeza”

Poeta Grego: o esperado não se cumpre, e ao inesperado um deus abre


o caminho.

Luiz Fernando
A compreensão é o meio e o fim da comunicação humana, e é ignorada pela
educação convencional.
Receptor

Meio

Emissor

Luiz Fernando
Sem compreensão não é possível a democracia!

A compreensão só se chegará se mergulharmos no estudo das causas e


raízes da incompreensão humana, o homem poderá se imunizar contra o
preconceito, o racismo, o desprezo, a indiferença, a insensibilidade...

Assim, teremos condições mais favoráveis ao reconhecimento do próximo, de


seu espaço e de seus direitos.

Conhecendo as causas da incompreensão e ela própria, educar-se-á para a paz!

Luiz Fernando
A educação ética é a alternativa mais eficaz de tornar cada indivíduo um
zeloso controlador da democracia, por meio de uma cidadania consciente.

Precisa se ensinar a ética não apenas nas universidades, com lições de moral
mas plantá-las e semeá-las nas mentes juvenis vontade de mudar o mundo!

Luiz Fernando
Nova utopia – Uma universidade fundada sobre os 4 PILARES e empenhada
Em desenvolver novos saberes será um laboratório de vida democrática e uma
Usina produtora da compreensão.

• A sociedade necessita de novas utopias! Uma vez que a grande maioria


das revoluções sociais foram precedidas de mudanças ideológicas.

• Do mesmo modo ocorre com a Universidade do Futuro, primeiro deve surgir


a idéia e depois a ação! Como tornar as Universidades brasileiras éticas.

• Seja qual for a proposta das novas escolas de direito o que a sociedade pede
é ética! Seja qual for a profissão que o bacharelando de direito escolha, desde
que a execute com ética.

• Judiciário ultima ratio.

Luiz Fernando
• Numa Sociedade desencantada, o re-encantamento da universidade
pode ser uma das vias para simbolizar o futuro!

Lembrem-se!

A ética é muito mais importante do que o conhecimento jurídico, pois se o


profissional tiver ética, sem dúvida cuidará de suprir suas deficiências
técnicas.

Luiz Fernando
Poema da Ética
Ana Carolina - Cantora

Luiz Fernando