Sei sulla pagina 1di 32

Saúde, Doença, Trabalho

Senac Jabaquara
Profª Renata Cassiano
Binômio Saúde x Doença
 Saúde – principal preocupação do homem
 Doença – fonte de sofrimento e tristeza,

final de tudo na Terra, morte, pesado


fardo financeiro para as pessoas e nações
 Filosofia popular: “ A Saúde e o bom

estado do corpo estão acima de qualquer


riqueza”
Preocupação com a Saúde
 Interesse em saúde pessoal
 Interesse em saúde coletiva (organização

em comunidades, necessidade da
prevenção de doenças e melhoria da
saúde do grupo)
Preocupação com a Doença
 Realidade: habitação inadequada, má
nutrição, ameaça de morte por acidentes e
doenças epidêmicas, outros fatores,
desejo de sobrevivência
 Luta contra as doenças e não pela

preservação da saúde
Medicina x Povo
 Horror as doenças, causas e tratamento
 Folclore

 Cultura

 Nos valores do indivíduo e de sua

família: doença representa perigo


Saúde x Doença
 Raízes biológicas, fenômenos sociais,
variáveis – em comum
 Saúde perfeita – ideal muito variável,

nunca será plenamente alcançado


Definição inicial de Saúde
 Inicialmente definida por seu aspecto
negativo: ausência de doença ou
enfermidade
 Assim como se define a paz pela ausência

de guerra e a riqueza pela ausência da


miséria
Crendices
 Épocas passadas e até hoje entre
nós e mundialmente – saúde ligada
as forças sobrenaturais e doença
resultante da ação de maus
espíritos
Estatisticamente
 Identificada com os parâmetros de
estatística de normalidade
 Mas o que é normal em termos de saúde

ou anormal em termos de risco potencial


para a saúde?
O que é normal?
 O que está relacionado a um padrão
definido com limites de variáveis
 “a ausência de doença, não significa

necessariamente saúde no sentido de bem


estar geral”
 Linha de demarcação entre bom e mau

estado de saúde – delicada e difícil


definição precisa, exceto para doenças
agudas
Estado de Saúde do Homem
 Saúde ótima – teórico, aproximação
máxima das potencialidades completas
 Subótimo – doença subclínica

 Doença manifesta ou de incapacidade

 Morte próxima
Definição pela OMS
 Saúde – estado de completo bem estar
físico, mental e social e não apenas a
ausência da doença
 Completo? Ambicioso, difícil de ser

alcançado
 Bem estar? Subjetivo!
Melhor definição para Saúde
 Relação equilibrada, dinâmica e
harmônica entre as condições biológicas
e o meio físico e social (meio ambiente)
Doença
 Ocorre quando o equilíbrio é perturbado
por um ou mais fatores
 Quando o sistema está em equilíbrio, a

saúde prevalece, e em desequilíbrio a


doença sobrevêm
 Doença – sinal de que o equilíbrio foi

rompido
Elementos condicionantes de Saúde
 Fatores que influenciam a saúde e que
foram esquematizados em 4 grupos:
 Biologia humana – patrimônio genético

individual
 Meio ambiente

 Hábitos de vida

 Organização da assistência à saúde


Olhar complexo para a saúde
 Foi deixada de ser vista de uma forma
simplista
 Não é fenômeno isolado, mas está

associado a vários fatores que se inter


relacionam
 Surge uma perspectiva preventiva

 Níveis de prevenção
Níveis de Prevenção
 Prevenção primária – promoção da saúde
e proteção específica
 Prevenção secundária – diagnóstico

precoce, pronto atendimento e limitação


do dano
 Prevenção terciária - reabilitação
Saúde e Produtividade
Círculo vicioso da doença
Doença – pobreza- menor energia e
capacidade produção baixa – salários
baixos – alimentação e educação
insuficientes - Doença
Trabalho
 Esforço que o homem, no exercício de
sua capacidade física e mental , executa
para atingir os seus objetivos em
consonância com os seus princípios
éticos.
 Dignidade, nobreza

 Garantia da subsistência própria e de

outros
Trabalho
 Direito e dever social
 Maneira de engrandecer a vida
 Promove e beneficia o desenvolvimento
pessoal e da comunidade
 Elemento fundamental para o Progresso e a
prosperidade
 Importante: manutenção da saúde do
trabalhador
Trabalho
 É bom
 É uma necessidade

 Direito do indivíduo

 Benção e não castigo


Trabalho
 Trabalho x doença – ignorado
 Trabalho x saúde – alguns estudos
 1700 – Bernardino Ramazzini (Itália) =
publicou o livro “As doenças dos
trabalhadores” _ Criador da medicina do
trabalho
 Revolução industrial (1760-1830) = problemas
de saúde dos trabalhadores
Revolução Industrial
 Introdução de máquinas no trabalho
 Transformação profunda da sociedade na
segunda metade do século XVIII
 Improvisação dos locais das fábricas
 Mão de obra: crianças e mulheres
 Despreocupação com o estado de saúde e nível
sócio econômico
Conseqüências
Aumento de acidentes de trabalho por:
 Máquinas sem proteção,

 Desconhecimento do processo e da utilização

da máquina
 Desconhecimento da toxicidade das

substâncias
 Ausência de medidas de segurança

 Inexistência de um limite de jornada


Conseqüências
 Aumento das doenças ocupacionais na mesma
proporção do surgimento de novas técnicas
industriais
 Aumento das doenças não profissionai=
condições dos locais de trabalho +
promiscuidade + grande concentração
Ambiente de trabalho
 Pouco ventilados
 Exposição ao ruído – o que dificultava a
comunicação e gerava acidentes
 Pouco iluminados
 Sem saneamento básico
História
 1802 – Parlamento Britânico -Lei da Saúde e
Moral dos Aprendizes – primeira lei de
proteção aos trabalhadores – estabelecia
jornada de 12 horas e proibia o trabalho
noturno
 Evolução do processo industrial = piora das
condições de trabalho
 1830 – Robert Baker – inspetor médico de
fábricas – primeiro serviço médico industrial
em todo o mundo
História
 1833 – começam a melhorar as condições de
trabalho nas fábricas, apesar da resistência dos
empresários
 No Brasil – 1940 – começam as preocupações
com os problemas ocupacionais
 1940 – fundada Associação de Prevenção de
Acidentes do Trabalho
 1943 – entra em vigor a CLT – PROTEÇÃO
LEGAL DOS TRABALHADORES
Importante
 1972 – portarias 3.236 e 3237 do
Ministério do Trabalho – obrigatório nas
empresas com mais de 100 empregados:
serviço de saúde com médico, engenheiro
e técnico em segurança do trabalho e
auxiliar de enfermagem do trabalho
Importante
 1987 – portaria 34 – obrigatoriedade para
todas as empresas em nosso país regidas por
CLT, ter um SESMT ( Serviço Especializado
em Segurança e Medicina do Trabalho)
Reflexão
 René Dubos : “a causa mais comum de
doenças no mundo moderno é a incapacidade
de cumprir, de modo satisfatório, com as
imperiosas exigências da adaptação criadas
pelas mudanças de vida, devido a freqüência e
rapidez com que hoje se produzem essas
mudanças”.
Pense!

“Se doença mata ( o homem), a
ignorância coloca-o em perigo de
morte, a educação para a saúde
pode salvá-lo”