Sei sulla pagina 1di 247

Módulo 1 - curso de biofísica

• Dr. Marco Rogério Marcondes


• médico
• CRM - 10.569 - Pr.
• Medicina Biológica.
• Tel – 44-3031-3114
• E-mail marcomarcondes@gmail.com
Módulo 1 - curso de biofísica

• O universo apoiará aquilo que você


escolher acreditar a seu respeito.

• Marco
Módulo 1 - curso de biofísica

• O que você fala e o eu pensa cria seu futuro.


Seremos o que falamos e pensamos que
somos.

• Marco
Módulo 1 - curso de biofísica
Fazemos pior que condenar. Tentamos destruir o que não
escolhemos. Se há uma pessoa ou situação com qual não
concordamos, criticamos. Se há uma religião que vai
contra a nossa, consideramos errada. Se há um pensamento
que contradiz o nosso, ridicularizamos. Se há uma idéia
diferente da nossa rejeitamo-a. aí cometemos um erro,
criamos apenas metade de um universo. Aí não
conseguimos ao menos entender a metade que elegemos
quando rejeitamos a outra.
O universo é um todo indivisível. todos somos 1 só. Se eu
criticar algo ou alguém estarei me criticando.
• Marco
Módulo 1 - curso de biofísica
Deveria nenhum médico impedir a cura. Nenhum homem ver
seu povo morrer.
Mas a medicina e a política foram institucionalizadas, e são
instituições que se opõem a essas coisas, às vezes de modo
muito sutil, até mesmo inconsciente, mas inevitavelmente..
porque para elas isso é uma questão de sobrevivência.
A medicina oficial nega tantas técnicas de cura, porque
admitir certos tratamentos seria abalar as estruturas de sua
instituição. Isto não é malévolo, mas insidioso. Os médicos
não fazem por mal, mas porque têm medo.
Todo ataque é um pedido de ajuda!!!!
• Marco
Módulo 1 - curso de biofísica

Pensar, falar e fazer algo que você realmente não


acredita..... É impossível

• Marco
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• A medida que nos empenhamos em explorar o


micro mundo quântico numa nova ordem de
grandeza extremamente pequena, isto significa
explorarmos as menores frações do tempo e as
menores frações do espaço. Se cortássemos um
segundo pelo meio conservando uma metade e
descartando a outra, e repetisse 150 vezes,
atingiríamos a menor fração do tempo. O chamado
tempo de Plank 1x10do ³²‫ ־‬segundo. Que se
denomina Crônon.
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Se cortássemos um centímetro pelo meio


conservando uma metade e descartando a outra, e
repetisse 110 vezes, atingiríamos a menor fração
do espaço. O chamado espaço de Plank 1x10³²‫־‬
do centímetro.
• Esta grandeza de tempo e espaço ainda tem uma
peculiaridade, minis buracos negros de entrada e
minis buracos brancos de saída. Entre eles os
chamados buracos de minhocas.
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Minis buracos negros: são estruturas que a força


gravitacional “suga” até mesmo a luz (por isto é
chamado de negro). O seu equivalente contrário não
poderia ter outro nome: buraco branco. Onde
experimentos matemáticos supõe que, se algo entrar
no buraco negro, sai dele imediatamente no buraco
branco, porém em dimensões temporais e espaiais
diferentes. Entre eles um enorme espaço, percorrido
imediatamete, passando pelos caminhos de minhocas.
Esta estrutura é chamada de Espuma Quântica.
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• As sub partículas, nesta ordem de tamanho. Comportam-


se como se nascessem e morressem a cada instante. Ao
surgirem, compartam-se como se estivessem nascendo e
ao desaparecerem, comportam-se como se estivessem
mortas.
• Conclusão: será possível viver melhor, quando
entenderem que cada momento encerra nele um fim.
Cada momento é o fim de sua vida como eram até este
momento, e o começo de uma nova vida como
escolherem ser.
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• A maneira de experimentar mais vida é provar mais


morte!!
• Viva cada momento de sua vida como uma morte, pois é
isso que a vida se torna quando entendemos a morte
simplesmente como o fim de uma experiência e o
começo de outra. Realizem um pequeno funeral para
cada instante – só assim poderão criar o futuro com
consciência. Criando mais vida.
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Imaginem agora do que é formado vidro.


• De areia!
• De que é formado areia?
• De moléculas de silício.
• De que são formadas as moléculas de silício?
• De átomos de silício.
• De que são formados os átomos?
• De minúsculas sub partículas atômicas, que as mais
conhecidas são prótons, neutrons e elétrons.
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Mas estes prótons, neutrons e elétrons nâo são


entidades materiais e sim entidades energéticas.

• O átomo é formado de energia e não de matéria.

• 99,999999% do átomo é imaterial


NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• No nível da realidade quântica, a


informação está embebida em energia, no
nível quântico tudo é indivisível.

• Não há separação entre mim e vocês,


porque somos todos parte de um vasto
universo de informação e energia.
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• aquele grão de areia, formado por bilhões


de átomos de silício. Estes átomos têm um
núcleo de prótons e nêutrons que aparecem
e desaparecem 9 bilhões de vezes em 1
segundo. e uma nuvem de elétrons
aparecendo e desaparecendo ao redor deste
núcleo 2 bilhões em 1 segundo. Este grão
de areia está morto???
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Se não está morto, ele não come nada para


dar energia a este sistema. De onde vem
esta energia??
• De uma fonte única, contínua e dinâmica.
• A fonte de energia é cósmica. E “alimenta”
a tudo e a todos indistintamente. Para
receber esta energia basta sintonizá-la.
• Como sintonizá-la???
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Neste exato momento, se pegássemos um


pedacinho do espaço quântico. A tal
espuma quântica, aqui entre meus dedos,
teríamos o universo todo contido nele.
• Toda energia e informação está bem aqui.
Neste ponto entre meus dedos. Notícias de
tv, de todos os tempos, vozes em todas as
línguas, estão passando aqui e agora.
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Vocês não estão percebendo nada, porque


vocês não têm instrumentos certos. Mas
tudo está aqui, em um modelo holográfico
quântico. Só que em freqüências que seus
cérebros não tem como decodificar.
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Apenas por um momento, lembre de seu


quarto, que você deixou esta manhã: a cor
das paredes a cama etc. agora abra os olhos.
Como foi que vocês viajaram
instantaneamente até seus quartos, mais
rápido que a luz. E em sentido contrário do
tempo ordinário. Foram para o passado. O
pensamento está além do espaço tempo
ordinário. Fora do cone do espaço-tempo.
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Mas foi somente um feixe de fótons,


pacotes de luz que ascenderam em seus
cérebros. Mas antes de pedir a vocês que
vissem esta imagem, onde ela estava? Onde
mora a memória antes de vocês invocá-la?
De onde suscitou todas aquelas cores,
materiais aí dentro de suas cabeças?
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• A memória não está no cérebro como tanta


gente diz. As pessoas dizem isto porque se
alguém tem uma doença cerebral pode
perder a memória. Mas a memória está além
do cérebro. Precisamos do cérebro para
podermos decodificar as freqüências
emanadas pela fonte e termos uma
“realidade”.
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• O cérebro é apenas um hardware, como um


rádio. O cérebro não produz pensamentos,
ele os decodifica. Os seus pensamentos vem
do “eu não local”. Este “eu não local” está
em tudo. Ele junta todos os momentos
passados e também os futuros num presente
virtual. Para além dos olhos da matéria, e dos olhos
da mente estão os olhos da consciência. E aí temos
memória, insight, imaginação, entendimento, intenção,
curiosidade e sabedoria.
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Hoje sabemos descrever esse domínio, que


chamamos de realidade virtual.
• É aí que estava o pensamento, antes de
vocês tê-lo evocado.
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• A inteligência não-local está dentro e ao redor de nós.


Ela é não material, o potencial a partir do qual tudo
emerge. Ela é a base do nosso ser, é adimensional; não
possui volume, energia ou massa e não ocupa nenhum
espaço, tampouco existe no tempo. Todas as
experiências são projeções localizadas dessa realidade
não-local, que é um potencial singular e unificado
Esse nível de organização é nosso “eu não local”.
• O universo é um enorme reflexo de sua própria
consciência.
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• O tempo linear é a forma da natureza não


nos deixar experimentar tudo ao mesmo
tempo. Mas há um universo não manifesto
onde tudo – passado, presente e futuro está
contido.
• Aqui o tempo é ordinário você não pode
viver o ontem, nem o amanhã. Pelo menos
com esta consciência!!
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Podemos acessar esse universo não


manifesto, e muitas vezes assim fazemos, se
a informação vier do passado. Dizemos.
Oh! É das vidas passadas. Se vem do futuro
dizemos. Oh! É uma profecia, uma
clarividência.
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• O mundo real está atrás das cortinas; na


verdade não estamos aqui. Esta é a nossa
projeção.
NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Imagine que todo universo está dentro de você.


• Imagine que você está conectado a tudo que
existe.
• Imagine que vocês são cristais de freqüência.
• Vocês são receptores e emissores de luz de todos
os seres sencientes
• Vocês também são receptores e emissores de luz
de todo universo potencial.
Introdução
• Cuidado para não alopatizar a medicina biológica.
• Saúde é um bem estar físico, social, emocional e
espiritual.
• Saúde não é ausência de doenças.
• Saúde não é ausência de sintomas.
• Saúde é ser feliz.
• “A saúde é uma declaração do acordo entre o
corpo, a mente e o espírito”.
Introdução
• Quando não estiverem saudáveis, não corram
tomar remédios sintomáticos, sem antes
procurarem ver que parte em vocês estão em
desacordo.

• O corpo lhes mostrará a verdade. Basta observá-


lo. Reparem no que lhes mostra, ouçam o que diz.
Introdução
• Tudo que acontece no corpo de um ser vivo, além
de expressar uma atividade imaterial, pois um
corpo morto, por melhor que esteja não expressa
vida. Ainda é expressão do padrão correspondente
de informação, ou seja, é condensação de imagem.
São milhões de reações químicas por segundo, o
coração segue seu ritmo, acelerando ou
desacelerando, dependendo da necessidade
imediata, hormônios são sintetizados e secretados,
enquanto a temperatura do corpo é
Introdução
• mantida num nível constante, anticorpos são
formados, milhões de células são trocadas etc...
Estas são funções que não se pode explicar em
termos puramente materiais nem tão pouco
explicadas se reduzidas às unidades celulares
isoladas. Pelo contrário, cada uma delas depende
de um padrão correspondente de informação
interconectada, cuja origem é a própria
consciência.
Introdução
• Quando as várias funções corporais se
desenvolvem em conjunto, segundo uma
determinada maneira, aparece um modelo que
sentimos como harmonioso e que, por isso, recebe
o nome de saúde. Se não há harmonia, recebe o
nome de doença. Se há mudança de forma, da vida
(que não é matéria) chamamos de morte.
Introdução
• A doença é um aviso para averiguarmos algo em
desequilíbrio e tentar se curar. É por esse motivo
que um corpo morto não fica doente.
• A perturbação da harmonia, no entanto, acontece
na consciência ( no âmbito da informação).
• O corpo material é o palco em que as imagens da
consciência se expressam.
Introdução
• Por isso é uma insensatez afirmar que o corpo está
doente. Só a consciência pode adoecer, no entanto,
esse “estar doente” se mostra no corpo como
sintoma.
• (quando uma tragédia é representada no palco, não é o palco que é
trágico, mas a peça teatral) Rüdiger Dahlke

• Há muitos sintomas; contudo, todos eles são


expressão de um único fato que denominamos
doença e que sempre acontece na consciência do
ser humano.
Introdução
• Assim como o corpo deve sua vida a uma
consciência, ele também não pode ficar doente
sem ela. Não é somatização ou doença mental.
Esta divisão é muito mais apropriada para impedir
a compreensão da doença do que para facilitá-la.
Este conceito é inútil para localizar a causa das
doenças. Além de que exclui alguns sintomas e
inclui outros. Sem um critério válido.
Introdução
• Pense bem!! O corpo sabe curar sozinho um
ferimento como um corte no dedo. Em alguns
segundos após o corte inicia o processo
inflamatório que culminará em sua cura, após
alguns dias.
• Porque o corpo não sabe curar um câncer, ou uma
artrite ou uma pneumonia???
• Será que não sabe???
• Porque não o faz???
Introdução
• O sintoma atrai para si a atenção, o interesse e a
energia e perturba o corpo. O ser humano não quer
ser perturbado (por isso que os medicamentos
sintomáticos chegaram a esta proporção).
• Desde a época de Hipocrates, a medicina
acadêmica vem tentando convencer os pacientes
de que os sintomas são fenômenos acidentais, cuja
origem deve ser buscada nos processos mecânicos
do organismo.
Introdução
• A medicina acadêmica evita cuidadosamente
interpretar os sintomas, e assim condena os
sintomas e a doença ao exílio da ausência de
significados. Com isso o sinal perde sua
verdadeira função. Os sintomas transformam-se
em sinais sem significado.
• Compare os sintomas com um check control de
um automóvel moderno....
Introdução
• A medicina moderna e científica não fez diminuir o
número de doentes, até vem aumentando. A falácea de
que aumentou a vida média não se deve ao avanço
médico e sim a melhora nutricional e higiene. As
doenças agudas sem dúvida diminuíram, porém
aumentaram demasiadamente as doenças crônicas,
principalmente as iatrogênicas. Também aumentaram
as doenças metabólicas por intolerância alimentar,
aditivos químicos e desequilíbrios ecológicos como
um todo.
Introdução
• Nossa vida não é real, assim como tudo que lhe acontece. a
doença ou a saúde não é um estado de fato, é sim uma
participação do fato. (de estarmos nos vendo neste contexto). Se
pudéssemos ser testemunhos desta verdade. Veríamos isso e
muito mais. O planeta, as estrelas, o oceano, as montanhas, e
tudo mais, estariam se derramando da nossa consciência. O
problema é colocarmos tanta certeza de que isto é realidade.
Porém, nossa estrutura de referência objetiva acredita que isto é
realidade. No todo, nos serve para expor que o céu, as estrelas e
tudo mais parecem estar “lá fora” totalmente independente de
nós. Parece que o filme da nossa existência é realidade de fato.
Homeopatia.

• Os grandes erros da homeopatia no Brasil

• 1- foi reconhecido pela porta dos fundos.


• 2- foi reconhecido sem antes ser conhecido.
• 3- a mente médica continuou alopática.
• 4- aqui ainda se faz remédios homeopáticos
para sintomas.
Homeopatia

• 6- foi reconhecida somente por seus resulta-


dos. Apesar de, até hoje serem
“questionáveis”.
• 7- a população ainda não têm cultura para
fazer medicina biológica.
• 8- a propaganda da venda de medicamentos
para sintomas é fundamental
Medicina biológica

• 9- mitos (mentiras) nutricionais e de


tratamento da medicina ortodoxa.
• 10- terceirização dos problemas. Filho
hiperativo tem que tomar Ritalina. Apesar
dos efeitos colaterais e embotamento os pais
terceirizam para o remédio a excitabilidade
de seu filho sem nunca perguntar o que
levou a isso.
Mitos para vender remédios

• 11- colesterol causa aterosclerose.


• 12- gordura animal faz mal.
• 13- gordura vegetal faz bem.
• 14- gordura hidrogenada - uso sem restrição
maior mal do século.
• 15- nunca tratar a causa das doenças.
• 16- o bem estar se vende na farmácia.
Mitos para vender remédios

• 17- a propaganda faz aumentar as vendas


nas farmácias. Estamos doentes, mal infor-
mados ou somos induzidos???
• 18- a ciência oficial não investe em
pesquisa para tratar as causas das doenças.
• 19- os tratamentos biológicos são conside-
rados a margem da ciência. E nunca podem
ser comprovados.
Mitos para vender remédios

• 20- o que não é considerado científico é


proibido a classe médica de usar.
• O que é científico??
• 21- hoje nos países ditos desenvolvidos, só
são aprovados medicamentos patenteáveis.
Que gera imensos lucros aos grandes labo-
ratórios.
Vamos navegar no mar da física
• O início da era da ciência
• Copérnico percebeu claramente que a terra não era o
centro do universo. Porém esta teoria ia de encontro à
consciência religiosa daquele tempo. Entendia-se que a
terra seria o centro do universo e o homem a figura
central da criação . Sua teoria era uma ofensa à igreja.
Por isso, a demora em divulgá-la. Só o fez no ano de sua
morte em 1543, mesmo assim em forma de hipótese.
• Foi Kepler, cientista e místico que colaborou com o
sistema de Copérnico.
• Mas, quem provocou a verdadeira revolução no mundo
Vamos navegar no mar da física
• científico foi Galileu Galilei, já famoso por suas leis
sobre a queda dos corpos.
• Quando Galileu olhou os céus através do recém inventa-
do telescópio mudou definitivamente as velhas teorias e
a hipótese de Copérnico fosse estabelecida como teoria
científica válida e reconhecida.
• Galileu é mais importante, ainda, por ter sido o primeiro
cientista a combinar a matemática com experimentação
científica, por isso é considerado o pai da ciência
moderna. Dizia que as leis da natureza eram escritas em
caracteres de triângulos, círculos etc...
Vamos navegar no mar da física
• Outro cientista, Francis Bacon, era Chanceler da coroa
na Inglaterra, um grande condenador das bruxas. Iniciou
uma concepção contrária a orgânica, de Terra-mãe para
a mecanicista do Mundo-máquina. Que foi completada
brilhantemente por dois dos maiores pensadores
humanos de todos os tempos. René Decarrtes e Isaac
Newton.
O UNIVERSO MECÂNICO

• René Decartes
• Considerado por muitos o fundador da filosofia
moderna. Decartes era um grande matemático.
• A finalidade de sua vida foi construir um novo sistema
de pensamento.
• Com 23 anos de idade, Decartes teve uma intuição que
iria direcionar sua vida. Vislumbrou “os alicerces de
uma ciência maravilhosa” que unificaria todo o
conhecimento sobre o qual poderia ter absoluta certeza.
Uma ciência que, como a matemática, estaria baseada
O UNIVERSO MECÂNICO
• em princípios fundamentais que dispensariam demons-
trações.
• “Toda ciência é conhecimento certo e evidente.
Rejeitamos todo conhecimento que é meramente
provável e consideramos que só se deve acreditar
naquelas coisas que são perfeitamente conhecidas e
sobre as quais não pode haver dúvidas” Palavras do
próprio Decartes, que denotam a firme crença do
conhecimento científico. Ela constitui a base da filosofia
Cartesiana. Porém, foi exatamente nesta premissa
essencial que Decartes cometeu seu maior erro.
O UNIVERSO MECÂNICO
• A física do século XX mostrou, de maneira convincente,
que todos os conceitos e teorias na ciência são limitados
e aproximados.
• A crença de Decartes para com a verdade científica, no
entanto é ainda o alicerce para as tidas ciências oficiais.
O cientificismo da cultura ocidental capitalista tem sua
base nesta crença. Não porque a acha correta nem
tampouco porque desconhece outra hipótese e sim por
pura ganância, vaidade e conveniência . Porém a maioria
das pessoas que habitam este planeta são marionetes nas
mãos dos poderosos, são quase todos figurantes da exis-
O UNIVERSO MECÂNICO
• tência, são massa de manobra políticas, religiosas e
sociais. Até mesmo cientistas continuam pensando que
este pensamento Cartesiano é o único método científico
válido.
• Decartes chega a terra firme na sua famosa frase “cogito
ergo sum” - “penso logo existo”. Disto não se pode
duvidar. E assim fez sua primeira dedução, uma das
ferramentas para conhecer a verdade. No pensamento
está a essência da natureza humana e tudo que
concebemos de maneira clara e distinta é verdadeiro.
O UNIVERSO MECÂNICO
• Com certeza, Decartes deixou um grande legado
científico para a humanidade. Porém seu método analíti-
co também levou ao reducionismo exagerado na crença
de que “todos os aspectos dos fenômenos complexos
podem ser compreendidos se reduzidos às partes de seus
constituintes”. Pior ainda foi a importância que Decartes
deu a mente. Conduziu à conclusão de que a Mente e
matéria são 2 coisas separadas e diferentes. Palavras de
René Decartes “Não há nada no conceito do corpo que
pertença a mente, e nada na idéia da Mente que pertença
ao corpo. “Deus criou a matéria e a mente separadas”
O UNIVERSO MECÂNICO
• Esta divisão Mente-matéria penetrou profundamente no
pensamento posterior e, até hoje, está influenciando no
comportamento e nas ciências humanas. A medicina,
deixa de lado a enorme dimensão mental e os médicos
lidam com o corpo e esquecem a mente.
• O Universo material era, para Decartes, uma máquina
gigante, que funcionava com leis mecânicas
• Na tentativa de estruturar uma ciência natural completa.
Decartes foi mais longe. “Os organismos vivos, animais
e plantas também eram simples máquinas”. E até hoje
comparamos o cérebro com computadores.
O UNIVERSO MECÂNICO
• O problema não está em comparar o organismo com uma
máquina, que até certo ponto se assemelha, mas sim em
acreditar que nada mais é que uma máquina, este fato
influenciou e ainda influencia enormemente a medicina.
Trazendo como conseqüência a incapacidade de
entender a maior parte da fisiopatologia das doenças
descritas atualmente. O método geral de Decartes,
continuam de grande valia para a ciência, mesmo sendo
mecanicista não chegou a construir um modelo sonhado
e acabado com base no reducionismo matemático. Para
dar certo seus experimentos tinham que ser isolados do
meio. Jamais poderia fazer parte do contexto todo.
O UNIVERSO MECÂNICO
• ISAAC NEWTON (1642-1727)
• Pode se dizer que a ciência moderna iniciou com
trabalho de Newton. Ele afirmava que o universo se
parecia com um relógio. Que todos os fenômenos que
vemos são resultado de umas poucas leis naturais.
Newton realizou uma grandiosa síntese das obras de
Copérnico, Kepler, Bacon, Galileu e Decartes.
Desenvolvendo uma completa formulação matemática
da concepção mecanicista da natureza. O trabalho de
Newton foi assim considerado por Einsten: “Talvez o
maior avanço no pensamento que um único indivíduo
teve alguma vez o privilégio de realizar”.
O UNIVERSO MECÂNICO
• Newton elaborou o sistema matemático do mundo. A
imagem do universo como uma máquina perfeita, que
começou com Decartes, era agora um sistema mecânico
que podia ser comprovado. O universo mecânico
Cartesiano-Newtoniano que podia ser objetivado,
independente do observador humano.
• As 3 leis do movimento são a pedra angular da física e
um exemplo do que se supunha que fosse a ciência.
• E assim, antes de Newton, a gravidade se estudava
dividida em gravidade celeste e gravidade terrestre.
Galileu estudou a gravidade terrestre na queda dos
corpos, o que o fez famoso.
O UNIVERSO MECÂNICO
• Por outra parte, Johanes Kepler descobriu que as órbitas
dos planetas, inclusive a terra, eram elípticas e não
circulares. Fazendo um postulado, hoje intitulado as leis
de Kepler. Porém as leis do movimento de Kepler e a
queda livre dos corpos de Galileu não eram atreladas.
Foi então que Isaac Newton viu a concordância entre
elas. E ainda foi mais longe. Fez a fórmula matemática
exata da força gravitacional. Newton completou seu
próprio trabalho com a lei da gravitação universal. Após
estes postulados tinha a ciência o conhecimento e a
certeza que as leis que o governavam era além de
ordenado, previsível. Como um gigantesco relógio.
A GRANDE MUDANÇA
• O século XX praticamente finalizou com estes
paradigmas concretizados por Copérnico, Galileu,
Bacon, Decartes e terminados por Newton. Uma delas
foi a descoberta de um novo tipo de força, a eletricidade
e o magnetismo, que já não se encaixava no modelo de
máquina. Os 2 nomes mais importantes foram Faraday e
Maxwell, que introduziram o conceito de “campo de
força”. A eletrodinâmica se mostrava um universo muito
mais complexo do que o proposto por Decartes e
Newton. Não que as idéias estavam erradas, porém não
suficientes.
A GRANDE MUDANÇA

• A força magnética estava absurdamente mais potente


que a gravidade 1x10-33.
1/0,000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.001
• a gravidade diante da força magnética parece um sopro
débil de um moribundo para se defender da explosão de
uma estrela.
A GRANDE MUDANÇA
• Em dezembro de 1900, Max Planck, um físico alemão se
perguntou. Porque um objeto fica mais brilhante e muda
de cor quando aquecido? Imagine uma lareira acesa.
Porque não ficamos bronzeados com a radiaçao de luz,
já que toda radiação emite ultravioleta?
• Os elétrons absorvem energia de um ambiente quente,
como uma lareira, e em seguida a re-emitem, sob a
forma de radiação. Como a energia re-emitida é muito
baixa. Os “pacotes” de energia não chegam a produzir
ultravoleta. Desmentindo a velha física. Solucionando e
provando a natureza descontínua da luz.
A GRANDE MUDANÇA
• Max Planck, levou, depois de muitos insights, que
estrutura básica na natureza era granular ou como os
físicos a chamam “descontínuas”. A natureza seria feita
de blocos, mas não de matéria e sim blocos de energia.
Pela 1ª vez se falava em “quantum”. Hoje denominado
fóton. Esta é a razão pela qual muitos consideram Planck
o pai da teoria quântica que viria a seguir. A seguir veio
a relatividade de Einstein que junto com a teoria
quântica pesquisada por um grupo de cientistas de todo
mundo
A GRANDE MUDANÇA
• Como: Max Planck, Albert Einstein, Louis-Victor de
Broglie, Neil Bohr, Paul Dirac, Pauli, Erwin Schödinger,
Werner Heisenberg, entre outros. Modificaram
completamente os conceitos anteriores.
• A teoria quântica mostrou que as partículas subatômicas
não são grãos isolados de matéria, são modelos de
probabilidades, interconexões, numa inseparável teia
cósmica que inclui o observador humano e sua
consciência. E a teoria da Relatividade fez com que esta
teia adquirisse vida por seu caráter intrinsecamente dinâ-
mico, ao mostrar que “sua atividade é a própria essência
de seu ser”
A GRANDE MUDANÇA
• A teoria quântica era tão absurdamente louca até para os
próprios cientistas que a conceberam.
• O próprio Einstein, mesmo com sua cabeça brilhante
que, dentro da sua mente desenvolveu sozinho toda
teoria da relatividade. Chegou em um determinado
momento, exatamente quando se descobriu as conexões
não locais - eventos interconectados e interligados com
informações instantâneas em qualquer ponto do espaço e
à qualquer distância. Disse ele “Deus não joga dados” e
a partir daí retrocedeu em seus pensamentos, que antes
de sua morte já tentava explicar o universo como
geometria, como fez Decartes.......
A GRANDE MUDANÇA
• A transformação maior da nova física está em admitir
que a consciência tem um papel fundamental no
chamado universo físico.
• Estamos em um universo que não é mais dividido em
objetivo nem tampouco subjetivo e sim omnijetivo. O
universo físico está conectado por algum mecanismo
fundamental à consciência. Além da física quântica
atrelar os fenômenos à consciência e ao observador, a
física quântica vai além. “Não há somente um mundo
físico. Participamos de um espectro no qual existem
todas as realidades possíveis”.
A GRANDE MUDANÇA
• Realidade... Que é realidade? O que vemos através das
nossas percepções, do que cremos que seja. A física
quântica afirma sempre que matéria e consciência são 2
aspectos de uma mesma coisa. O universo não é o
mesmo sem nossa participação. Nada existe sem uma
consciência para admirar. Somos participantes e não
mais só observadores. A concepção holográfica da
consciência, onde cada pensamento está contido em
todos os demais pensamentos. Consciência e matéria são
um continuum o holograma da consciência é um campo
biogravitatório oscilante.
A GRANDE MUDANÇA
• Qual é a estrutura da matéria de modo que pode ser
afetada pela consciência??? De que matéria é feita a
consciência????
• Única resposta encontrada.... A consciência obviamente
não é feita de matéria, então como podem mente-matéria
serem interconectadas??? Só se a matéria for feita de
consciência!!!
• O universo mecanicista de Decartes e Newton baseava
na idéia de que a realidade era feita de objetos e espaços
vazios, isto na vida prática é válido. Por isso é muito
difícil imaginar um mundo onde isto perca seu
significado.
A GRANDE MUDANÇA
• Até o início do século XX a idéia era que a matéria fosse
feita de “blocos” de construção, os átomos. Ao entrar
nos átomos houve uma enorme surpresa. Os átomos não
eram feitos de “blocos” ainda menores. Mas de
entidades cuja o princípio, além de não ser mais material
era de probabilidades. A matéria era fundamentalmente
espaço vazio. Com o princípio da incerteza de
Heisenberg o mundo sólido da matéria desabou.
• Ernest Rutherford descobriu a estrutura dos átomos e
imaginou sendo um mini sistema solar com grandes
espaços vazios no átomo.
A GRANDE MUDANÇA
• Werner Heisenberg intrigado com esta estrutura que
acabaria em colapso (pois com o despreendimeto
energético) acabaria sendo atraido pelo núcleo como os
satélites são atraídos pela terra. Foi quando descobriu os
saltos quânticos. Um elétron quando perde energia se
reduz e salta para uma orbita inferior e quando ganha
energia se oxida e salta para uma órbita superior. sem
passar por caminhos intermediários. e os físicos
quânticos descobriram que os “blocos” de construção
dos átomos (elétrons, próton e nêutrons) e outras sub
partículas atômicas, não representavam
A GRANDE MUDANÇA
• propriedades de objetos físicos. As unidades
subatômicas simplesmente não se comportam como
partículas sólidas. Parecem ser entidades abstratas. Estas
entidades se comportam como se fossem ondas, outras
vezes como partículas. Como alguma coisa que nossa
linguagem não consegue explicar. As palavras não
conseguem contar esta realidade. Conhecemos ondas e
partículas, mas a realidade ultrapassa estes conceitos.
Não é nem onda nem partícula. É algo como se fosse ora
uma coisa ora outra. Ou até as 2 ao mesmo tempo!!
Onda ou partícula?????

• Quando a luz se propaga pelo espaço, com-


porta-se como onda. Em múltiplas freqüên-
cias. Está livre.

• Quando a luz interage com a matéria com-


porta-se como partícula (fóton). Em fre-
qüência única. E está presa.
Matéria ou energia????
• Será que a matéria também se comporta como
onda? Em um seminário em 1926 Louis-Victor De
Broglie conseguiu uma equação ondulatória junto
com E. Schrödinger, que é usada para prognosticar
todas as maravilhosas propriedades de objetos
sub-microscópicos . Ao mesmo tempo, com
equações mais complexas W. Heisenberg
descobriu os mesmos padrões. Estes trabalhos
ficaram conhecidos como mecânica quântica.
Matéria ou energia????

• A luz em seu estado de onda de freqüência


é somente energia.

• A luz em seu estado de partícula é a pura


materialização da energia.
Conclusão

• Tudo que vemos ou sentimos ao tato, nada


mais é do que luz condensada. Toda matéria
do universo é luz. Então, já que somos
feitos de luz que oscila e vibra, e que a
matéria são ondas no mesmo conceito. para
compreender, estudar e modificar o corpo
físico teremos que antecipadamente
conhecermos e modificarmos a ENERGIA.
Luz condensada

• Já que os elementos do universo são feitos


de luz congelada, eles diferenciam entre si,
por sua freqüência de oscilação. Podemos
encontrar substâncias simples ou compostas
como a Terra, a Lua, os planetas e as estre-
las. Até mesmo nós somos arquitetado em
um sistema vibracional.
O QUE É REALIDADE?

• Se colocarmos uma gota de limão na língua,


iniciamos eventos bioquímicos com a
saliva, que culminarão em digerir o limão.
Todas as etapas podem ser medidas e
dosadas. Porém, se imaginarmos a gota de
limão na língua, salivamos e os mesmos
processos são verificados.
O QUE É REALIDADE?

• O sensação de medo faz com que aconteça


vários sinais e sintomas como: tremores,
taquicardia, arrepios, aumento de
adrenalina, etc. que podem ser medidos e
comprovados. Mas o medo está na esfera
imaterial, assim como o pensamento e a
imaginação. Como eventos imateriais se
transformam em matéria?
O QUE É REALIDADE?
• Experimentos científicos nos mostram que se
examinarmos o cérebro com mapeamento
cerebral computadorizado, ao pedirmos para
uma pessoa sentir um cheiro, gosto, tato, ouvir
ou olhar determinados elementos, vemos que
certas áreas do cérebro são ativadas. Porém se
pedirmos para ele fechar os olhos e imaginar
os mesmos padrões, as mesmas áreas do
cérebros são ativadas.
O QUE É REALIDADE?
• Então:
• Quem sente os objetos?
• O cérebro ou os órgãos de sentidos?
• O que efetivamente é realidade?
• O que sentimos ou o que imaginamos?
• Pois os mesmos padrões neurológicos são
ativados. Portanto os mesmos neurotransmissores
são usados para dar realidade ao cérebro.
O QUE É REALIDADE?
• O cérebro processa 400.000.000.000 de bits de
informações por segundo. Mas apenas seleciona
2000 informações por segundo.
• A realidade é uma seleção do que se quer que seja
realidade.
• Vemos o que o nosso cérebro tem habilidade de
conscientemente projetar.
• Vemos o que realmente acreditarmos ser possível.
O QUE É REALIDADE?
• Quando você toca um objeto, o que faz com que
lhe pareça duro, mole, liso, áspero etc. é a
interpretação do seu cérebro. Os sentidos são as
ferramentas, usando células nervosas como braços
estendendo-se para o mundo. É como a língua de
uma cobra sente o ar. É como a retina sente a luz.
O cérebro não faz distinção entre a luz que toca a
retina e o campo de energia criado pelo tato. A
verdadeira distinção entre o que se viu ou tocou é
feita por uma espécie de inteligência imaterial.
Sem essa interpretação nada poderia existir!!!
O QUE É REALIDADE?
• Todas as coisas que existem estão ligadas a nossos
sentidos e nossos sentidos estão ligados a esta
inteligência imaterial. A noção comum de que um
objeto é duro, não é verdadeira. A verdade seria
dita dessa forma – “este objeto é duro porque
minha consciência o fez parecer assim”. Este
objeto pode ser transparente para um raio gama.
Ou para um campo neutrínico que atravessa a terra
como se ela fosse ar.
Vivemos a realidade ou o que
imaginamos ser realidade?
• Os físicos imaginavam um universo de objetos e espaços
vazios e pensavam que o espaço vazio era cenário para o
mundo material. Agora o cenário passou a ser ator. O
espaço vazio é a matéria!!
• Uma das características fundamentais da física quântica
é a íntima interconexão existente entre sistemas
diferentes que não estão em contato espacial. As
conexões não locais.
• Todas as coisas estão intimamente interconectadas. A
consciência e o mundo físico estão conectados, é
comparada à realidade dos sonhos que é omnijetiva.
Vivemos a realidade ou o que
imaginamos ser realidade?

• O universo é um pensamento gigante em


lugar de uma máquina gigantesca.

• Neil Bohr e W. Heisenberg se


perguntavam mais de mil vezes.... É
possível que a natureza seja tão absurda
como nos parece nas experiências do
mundo subatômico???
• Anteriormente pensávamos que teríamos
que VER PARA CRER!!

• Agora só precisamos CRER PARA VER!!


Vivemos a realidade ou o que
imaginamos ser realidade?
• Nunca deixem de pensar nisto!!!
• 1- Nada em meu mundo é real.
• 2- O significado de tudo é o significado que eu atribuo
a tudo.
• 3- Eu sou quem eu digo e penso que sou e minha
experiência é a que eu digo e penso que é.
• 4- A verdade é um atributo mutável a seu tempo e
construído a cada instante. O universo é dinâmico,
nunca será o mesmo, nem tampouco acabado.
Interconexão quântica
• Teoria dos spins

• Universo como um bolo de chocolate

• Toda matéria é energia absoluta reciclada


Interconexão quântica
• David Bohn atribuiu a existência à fenômenos
unificados no que chamou de totalidade sem costuras.
Vislumbrava um universo como uma teia de auto
dependência. Chegou a concluir um trabalho mental e
um modelo matemático no qual imaginou um universo
formado por 1 único elétron (que estava presente em
todos os lugares ao mesmo tempo).

• Em física quântica – todos e tudo somos 1 só.


Interconexão quântica
• A afirmação mais radical feita pela nova física é que o
papel do observador não tem mais sentido. Agora é
participante . Não há divisão entre observador e
observado. Estamos em uma realidade omnijetiva. Tudo
está interconectado. A consciência é um campo
biogravitatório similar ao campo gravitatório que
governa a suposta estrutura da matéria. O que quer dizer
que a mente e matéria são vibrações ou ondas diferentes
no mesmo conceito. Estes campos seriam parte de um
continuum, campos dentro de campos – ou estar
consciente da sua própria consciência.
Interconexão quântica

• Os textos tântricos definem 3 estados de


consciência para mostrar que não há divisão
entre consciência e realidade.
• Primeiro se eu crio “algo” e o percebo, criei
uma realidade. Se “eu” perco a
consciência, “algo”e “eu” deixam de existir.
E “algo” sem “eu” não têm sentido para
“eu” nem para “algo”.
Interconexão quântica
• O tranta diz que a consciência não pode criar a matéria.
A matéria não existe. O que existe é consciência.
• A realidade é criada pela mente. A consciência é a
estruturadora da realidade. Nossa consciência cria nossa
realidade.
• Não existe cor, é o nosso cérebro que interpreta as cores,
observe um daltônico. O mundo dele tem consciência
alterada para as cores. Para ele a realidade é a que ele
julga ser real.
• Não existe música. Nada mais é que vibração rítmica do
ar que desloca-se e deforma nosso tímpano.
Interconexão quântica
• Para um surdo não existe música. Porém se ele for
treinado pode perceber pelo tato a vibração do ar. Aí
volta existir. A existência é consciência e a consciência é
fruto da percepção.
• Os matéria não existe são projeções na nossa mente
através dos sentidos. Se “algo” existe é porque temos
consciência dele. Ao vermos um objeto ele é captado
pela nossa visão através de vibrações em um espectro de
de ondas visíveis emitido para o córtex cerebral e
interpretado como tal. Se formos cegos e não tivermos
como perceber que este objeto, para nós ela não existe.
Interconexão quântica
• Para um indivíduo em coma profundo, onde seus
sentidos estão “desligados” para ele, nada existe, nem
ele mesmo existe. Pois ele não tem consciência da
própria existência.
• Além do mais a percepção é coletiva e social. Se “algo”
acontece sem explicação fica no campo do misticismo
ou dos milagres. Tudo aquilo que cremos coletivamente
adquire realidade. Nossos conceitos sobre realidade fica
preso nas supostas arbitrariedades de nossas regras. Não
estou sendo contra as regras. O problema é pensar que
nossas regras são únicas verdades, que a nossa realidade
é a única correta. Devemos aprender que todas são
Princípio da incerteza
• Heisenberg introduziu a matemática matricial, que em
resumo a prova maior foi em nível subatômico que não
existem coisas como ciências exatas. Não podemos medir
exatamente ao mesmo tempo a velocidade e a posição de
uma partícula. Não podemos, em nível subatômico,
observar algo sem afetá-lo. Outra implicação deste
princípio, o fato de não poder determinar a posição e a
velocidade ao mesmo tempo, pode significar que o que
chamamos de partícula em movimento, não seja uma
partícula em movimento. O que estamos observando se
apresenta como se fosse. Portanto, não percebemos as
coisas como são, mas como optamos por vê-las.
Princípio da incerteza

• Em física quântica, o universo se apresenta como nós


desejamos.
• Todos nossos desejos serão realizados.
• Basta termos certeza absoluta do que queremos e de que
consiguiremos.
• Somos criadores da realidade
• O universo só sabe realizar nossos maiores desejos.
Princípio da incerteza
• Durante a maior pare de sua vida você viveu sob o efeito
de suas experiências. Agora está sendo convidado a ser
a causa delas.
• Isso é conhecido como viver com consciência.
• Nunca lhes ocorre que as coisas podem ser ao mesmo
tempo certas e erradas, que apenas num mundo relativo
elas são certas ou erradas. Num mundo absoluto, em que
o tempo e o espaço não existem. Todas as coisas são
tudo.

• Marco
Universos paralelos
• Uma das idéias mais instigantes que surgiu da física
quântica é a tese de Everett sobre universos paralelos.
Em sua tese de doutorado, Everett decidiu interpretar a
onda quântica não como um indicador de probabilidade
de ocorrência de alguma coisa, mas como um indicador
do que realmente ocorre. A razão pela qual esta
conclusão é tão desconcertante está no fato de a onda
quântica representar o fluxo, no espaço-tempo, de todos
os eventos possíveis – mesmo daqueles que são
mutuamente contraditórios!
Universos paralelos
• Por exemplo, quando você atira uma moeda no ar, ela
cai no chão mostrando sempre cara ou coroa.
• Como pode a onda quântica representar a realidade?
• Everett e seus seguidores propuseram como resposta
que, para cada possibilidade, existe um universo paralelo
onde o evento realmente ocorre. Assim, num universo a
moeda cai mostrando cara e em outro coroa. E o que
ainda mais surpreendente, você está sempre em todos os
universos de cada evento possível, observando o destino
da moeda.
Universos paralelos
• Você existe em cada um dos mundos!!!
• Cada mundo, entretanto, é essencialmente desconhecido
para qualquer outro mundo. A não ser que você mude
sua consciência. Ou tenha consciência da sua
consciência.
• Todos os resultados possíveis de uma dada interação
efetivamente ocorrerão. Cada resultado, no entanto, terá
lugar num mundo diferente.
• Tudo já existe na espera da tua decisão (consciência)
alcancá-lo.
Universos paralelos

• Pode, na verdade, haver interação entre mundos


separados?
• Sim!
• A interação destes mundos cria todas as possibilidades.
Cone de luz
• Hermann Minkowski representou o espaço-tempo sob a
forma de uma figura que denominou cone de luz. Esta
figura mostra um evento isolado em um ponto isolado do
espaço-tempo. A partir deste ponto, se olharmos para
cima veremos os eventos futuros, se olharmos par baixo
deste evento veremos o passado. Se olharmos fora do
cone de luz veremos eventos que ocorrem ao mesmo
tempo. Para passar a barreira do cone de luz, precisamos
viajar mais rápido que a luz. Assim como há uma parede
de som para o avião cuja velocidade se aproxima da
velocidade do som.
absoluto
Relativo
futuro

presente

Relativo
passado
• A realidade virtual é imortal, e
infinitamente correlacionada. É o Software
do universo.

• É eterno, porque nunca morrerá, porque


nunca nasceu, sempre esteve lá.
Cone de luz
• Se a consciência pode alterar a função de onda quântica,
há um salto quântico. Salto quântico é um movimento de
um lugar para outro sem percorrer o espaço que os
separa.
• Conclusão: a alteração de consciência pode unir
universos paralelos e pode aí experimentar tudo o que
sempre existiu.
• Pois fora do cone de luz não há espaço-tempo!!
Pontos a serem lembrados
• A ciência atual tomou consciência de que todas as
teorias científicas não são mais que aproximações à
verdadeira natureza da realidade.
• Estamos em uma época diferente e não podemos
continuar só com modelos passados. O ponto de
mutação já está fazendo 1 século e a mutação mental das
ciências ainda não houve.
• O início da era da ciência começou com Copérnico,
Kepler, e principalmente com Galileu, que dizia que “as
leis da natureza estão escritas numa linguagem matemá-
tica e os caracteres em triângulos, círculos e outras
Pontos a serem lembrados
• Figuras geométricas, e através da matemática e
geometria podemos entendê-las”.
• O universo é uma máquina, foi um paradigma
fundamental dos últimos séculos, começando por
Decartes e estruturado por Newton.
• Faraday e Maxwell, que introduziram o conceito de
“campo de força”.
• Planck descobre que a natureza é descontínua e começa-
se a entender os “quantas”.
Pontos a serem lembrados

• Einstein implanta a teoria da relatividade. O que impõe


uma verdade relativa nos termos espaço e tempo.

• A teoria quântica diz que partículas subatômicas são


“modelos de probabilidade”, com interconexões numa
inseparável teia cósmica que inclui o observador.
Pontos a serem lembrados
• A consciência é que cria a matéria.
• A transformação maior da nova física é que admite que a
consciência tem um papel fundamental no chamado
universo físico - a realidade.
• Estamos em um universo omnijetivo.
• Não há um mundo físico separado. Participamos de um
espectro onde existem todas as possibilidades e
realidades possíveis.
• O universo é um pensamento gigante e após o
conhecimento do micro mundo subatômico não se
enquadra mais em um modelo de máquina gigante.
Levando este conhecimento para
a medicina
• Uma conclusão espantosa, é que os medicamentos agem
não por sua ação bioquímica e sim por sua freqüência,
sua energia vibracional que é emprestada para o sistema
orgânico e reequilibrar as freqüências que foram
perdidas. E assim, chegou a conclusão que as doenças
deveriam ser destruídos no campo das vibrações
similares àquelas que tinham os órgãos quando estavam
sadios. Com a mesma freqüência, mas com maior
intensidade, poder-se-ia levar o tecido doente a saúde. O
universo emana todas estas radiações basta a nós a
completa conexão a este sistema. Doença é uma
desconexão (alteração do spin isotópico de simetria)
Somos um acorde de freqüências

• Os seres humanos são feitos de substâncias


simples como cálcio, enxofre, ferro, magné-
sio, potássio etc. que se juntam formando
complexos organo-metáticos. As substân-
cias simples e compostas oscilam em con-
junto e atingem uma freqüência 3 bilhões de
hertz.
Temos uma musicalidade

• Somos um acorde de freqüência. Cada um


de nós possui uma freqüência própria. So-
mos uma sinfonia errante. Somos únicos.
Temos uma freqüência própria que nos
identifica e nos diferencia.
Banda freqüencial da espécie

• Já sabemos que todo ser vivo é um acorde


de freqüências. E que possui um código
genético em seu genoma. Informações
transmitidas pelos seus antecedentes.

• Temos também uma banda de freqüências,


na qual podemos sintonizar informações
originadas por seres da mesma espécie.
Banda freqüencial

• Estas informações são transmitidas por


seres da mesma espécie e que estejam em
perigo de sobrevivência, além de estarem
em estado adrenérgico. (simpaticotônicos)

• O ser receptor destas informações precisam


estar em estado colinérgico. (parasimpatico-
tônicos).
Trabalho de Rupert Scheldrak

• Em seu livro “AS SETE EXPERIÊNCIAS


QUE MUDARAM O MUNDO”

• Ele comprova a existência desta banda


freqüencial e de como ela é usada para o
aprimoramento e adaptabilidade das espé-
cies
Resumo

• Somos seres cósmicos que possuímos uma


gama imensa de minerais e metais.
• Tudo na natureza oscila e vibra.
• O que diferencia a matéria é a freqüência.
• O ser humano é um acorde de freqüências.
• Para interferir no âmago da matéria temos
que entender, estudar e compreender a
energia.
Tudo que somos está
programado

• O DNA é uma grande receita de como


somos e até do pensamos ser.
• Só conseguimos ser ou fazer aquilo que
estamos “pré destinados” para tal.
• Só ficamos doentes das doenças que
“sabemos” fazer. As que temos a receita.
• Esta receita foi montada pela mente coletiva
e cósmica. As probabilidades da função das
ondas quânticas.
Tudo que somos está
programado

• As ondas quânticas se movimentam mais


rapidamente que a luz é um verdadeiro
TÁQUION - (táquion significa “coisa que
anda rápido”).
• A onda quântica, em sumo é uma onda de
probabilidade, que se move mais depressa
que a luz e conecta nossas mentes com o
mundo físico
As doenças são informações

• No nosso código genético está gravado


inúmeras informações para doenças. Até
algumas delas já são conhecidas pelo proje-
to genoma humano.
• Só ficamos doentes das doenças que sabe-
mos “fazer”. Se não tivermos a receita de
como faz, não ficamos doentes.
Doença como entidade.

• As doenças foram nomeadas pelo pai da


medicina (Hipocrates) como entidades
nosológicas. Ele já entendia que a doença
era uma entidade. Mais evoluída e mais
inteligente que a própria vida. Pois ela
sempre vence. Todos morreremos.

• As doenças são arquétipos ancestrais.


• A 2ª lei da termodinâmica estabelece que
todas as manifestações de energia retornam
a sua forma básica original, assim sendo.
Tudo que acontece como matéria se desfará
um dia, cedo ou tarde iremos padecer de
nós mesmos. Perdendo a forma como se
apresenta agora. Retornando aos seus com-
ponentes mais elementares.
• Porque no universo a maioria dos átomos
são hidrogênio? Porque são mais básicos,
têm somente 1 elétron.
• Custa muito caro manter a existência de
substâncias complexas, quanto maior o
nível de complexidade da matéria, mais
vulnerável ela é perante a existência.
• Tudo tende aos caos.
• Lembre-se de uma casa linda na praia. Se
você e ninguém tocá-la. Daqui 15 anos ou
menos esta casa estará destruída. Foi a
entropia.
• Um dia mais cedo ou mais tarde retornare-
mos às formas mais elementares.
Cronobiologia

• O estudo da cronobiologia humana, mais


desenvolvida na França, traz a luz do co-
nhecimento. Que logo que somos conce-
bidos, temos um número determinado de
replicagens celulares e em diferentes espa-
ços de tempo, diferentes em cada órgão.
Por exemplo.
Cronobiologia

• Se pudéssemos ver um corpo como ele


realmente é, nunca veríamos repetir-se.
90% dos átomos do nosso corpo não
estavam nele há 3 meses. De certa forma, a
configuração dos órgãos permanece a
mesma, conforme um projeto original.
• A pele se renova a cada mês, o estomago
troca seu revestimento a cada 4 dias.
Cronobiologia

• Os músculos, mais lentos a cada 4 anos,


porém seus átomos são trocados a cada 3
meses. Assim como o tecido neurológico.
• É como vivêssemos em um edifício onde os
tijolos fossem trocados constantemente.
• Aproveite esta renovação e se renove!!
Cronobiologia

• A cada replicagem, a cópia é feita pela úl-


tima informação e não pela informação que
tinha na concepção. Com o passar do tempo
foram se perdendo informações pela força
centrífuga. Resultado. Estamos cada vez
mais incompetentes para mantermos a vida.
Chegará um momento em que suportar o
peso da existência será impossível.
Acabaremos sucumbindo e caindo fora.
Barreira inter mentes.

• Feita pelo acorde perfeito da freqüência de


quatro cátions - cobre - selênio - cobalto e
cromo.
• A perfeita harmonia freqüencial desta bar-
reira reprime os arquétipos patológicos.
• A quebra desta harmonia faz suscitar infor-
mações do nosso acervo informativo e aí
sim ficamos doentes.
A que faz perder a harmonia
desta barreira protetora.

• 1- fatores ambientais
• 2- nutricionais.
• 3- emocionais.
• 4- microbiológicos.
• 5- parasitas.
• 6- espirituais.
• 7- ecológicos.
Freqüência de alguns minerais

• Minerais tidos como nutrientes:


• cálcio - 4227 h
• potássio - 7665 h
• sódio - 589 h
• magnésio - 2852 h
• cobre - 3247 h
• ferro - 2483 h
• Selênio - 196 h
• manganês - 2795 h
• cromo - 3579 h
• cobalto - 2407 h
• molibdênio - 3133 h
• lítio - 6708 h
• zinco - 2139 h
• como percebemos toda matéria desde os
elementos mais básicos tem freqüência.
• Assim como toda matéria.
• Metais tidos como tóxicos:
• alumínio - 3962 h
• antimônio - 2176 h
• arsênico - 1937 h
• berílio - 2349 h
• cádmio - 2288 h
• chumbo - 2170 h
• mercúrio - 2537 h
• níquel - 232 h.
• A conclusão é que a existência material é
uma ilusão. É uma sensação criada por
informações sensoriais e expressam apenas
uma verdade relativa.
• A sensação táctil de dureza e a própria exis-
tência é proporcionada pela densidade dos
elementos que compõem os objetos e pela
freqüência dos mesmos.
• Lembrar que a matéria é feita de energia
• Energia vibracional.
• Energia oscilatória.
• A percepção da existência material de
qualquer objeto é um atributo da consciên-
cia e não uma realidade de fato.
• Como a mente é um instrumento da consci-
ência.
• Quanto mais consciente um ser, maior é sua
percepção e consequentemente sua
realidade.
• A consciência é fruto dos sentidos.
Outros atributos do efeito
luminoso

• A velocidade da luz em grande parte do


uni-verso é limitada em 300.000 km/s.
• quando vemos um objeto, a luz re-emitida
pelo objeto em questão, demorou um certo
tempo para chegar aos nossos olhos, além
do tempo que se gasta para os neurônios
transmitirem a informação e o cérebro a
interpretar. Quando temos consciência de
uma informação ela já é passado.
Conclusão do que experimentamos
aqui com esta consciência!

• O presente não existe.


• O que existe é sempre passado. Mas que
não volta. então não existe.
• O futuro é uma perspectiva que poderá ou
não se realizar. Portanto, ainda não existe.
• Conclusão o tempo em si mesmo não existe,
o que existe é uma interpretação do tempo.
Relatividade do espaço -tempo
de Einstein

• Imagine um ventilador girando suas pás e


marcando a cada volta.
• Imagine câmeras fotográficas, colocadas a
uma distância de 1 km da diferença entre
elas, sendo que a primeira fique colada ao
marcador, registrando o exato momento em
que a pá passar pelo marcador na volta
número 500.
• A foto deverá ser registrada simultaneamen-
te o evento.
• Quando a câmera 1 registrar a volta 500. A
câmera 2 registrará uma volta anterior.
Porque a luz demorou alguns instantes para
chegar até ela.
• Mais interessante é que para a câmera 2 o
que ela está registrando é passado, porém é
futuro em relação a câmera 3. Que no mês-
mo instante registrou a volta 498.
• O tempo é relativo. Bem como o espaço.
Agora acabou o maior segredo da
vida!

• 1- Porque estamos aqui?


• 2- O que viemos fazer?
• 3- Quem sou eu?
• 4- Para onde vou?
• 5- Há vida após a morte?
Agora acabou o maior segredo da
vida!

• 1- Porque estamos aqui?


• Para experimentarmos e relembrarmos o que já
sabemos.
• O jogo da vida é ter consciência do absoluto. Saber de
onde viemos e que aqui só estamos representando e
experimentando. Ter consciência disto, é o segredo.
• Já que o universo em seu nível absoluto contém tudo,
é tudo. Antes de virmos aqui já sabíamos tudo. Já
éramos tudo. Viemos só colocar em prática o que já
sabíamos.
Agora acabou o maior segredo da
vida!

• 2- O que viemos fazer?


• Antes de vir (porém ao mesmo tempo!!). Criamos a
nos mesmos. Fizemos nosso “roteiro”, escrevemos
nossa história e viemos aqui. Não nos aprimorarmos,
pois já sabemos tudo (a espuma quântica) e sim
experimentarmos o que sabemos. Sabemos tudo,
viemos praticar o que quisermos. conclusão: viemos a
este mundo neste momento e neste lugar porque
escolhemos. Para saber quem somos e recriar a todo
instante, quem desejamos ser.
Agora acabou o maior segredo da
vida!

• 3- Quem sou eu?


• Eu Sou!!!
• Isto significa que Sou o universo. Não Sou parte do
universo. Não estou no universo. O universo está
em mim.
Agora acabou o maior segredo da
vida!

• 4- Para onde vou?


• Vou ficar livre para escolher experimentar e me
recriar em outro universo paralelo. Que está
acontecendo simultaneamente. Escolho minha
próxima história e venho aqui ou em outro lugar
representar minha escolha. Quando decidir crio
forma e experimento e me recrio. Faço isso para
tomar consciência de quem realmente Sou e criar o
que desejar ser. Este é o jogo.
Agora acabou o maior segredo da
vida!

• 5- Há vida após a morte?


• Não existe “morte”. A vida continua eternamente. A
Vida “É”. Apenas mudamos de forma. Depois que
mudamos de forma, as conseqüências desta vida
deixam de existir. Existe apenas conhecimento, as
conseqüências são elementos da relatividade. Não
tem lugar no absoluto porque dependem do “tempo”
linear e de eventos contínuos que inexistem na
esfera do absoluto.
• Ensinar não é ajudar alguém aprender e sim
ajudar alguém a se lembrar
Conclusão QUÂNTICA.....

Podemos saber o passado e o futuro?


Como já sabem que o tempo não existe, nem o
espaço...no absoluto.
Imaginem a existência, a qual chamamos de realidade,
fosse um jogo de video game gravado num CD.
Está tudo no disco. O computador sabe como reagir a
cada movimento possível, pois já foi programado
para ser jogado. Antes de iniciar o jogo, olhando o
CD fora do computador. É um eterno presente.
Conclusão QUÂNTICA.....

O fato é que todos os finais possíveis e os caminhos


que levam a eles já estão programados no CD.
Imagine a realidade cósmica gravada num CD com
infinitas possibilidades já programadas. Todos os
passados e futuros já existem num eterno agora.
O universo está apenas esperando para ver qual você
escolhe desta vez. E quando o jogo terminar, se
ganhar, perder ou empatar, o universo perguntará:
“quer jogar novamente”.
Conclusão QUÂNTICA.....

Para o universo, bem como para o computador, tanto


faz se você ganha ou não. Você não pode levar isto
a sério. O universo sempre lhe oferece uma nova
chance de jogar de novo. Todos os finais que você
experimenta já existem, o final que você
experimenta depende das escolhas que faz.
De várias maneiras, a realidade é como um CD. Todas
as possibilidades já existem e já ocorreram. Mas
você precisa escolher qual deseja experimentar.
Conclusão QUÂNTICA.....

Vivemos iludidos. Criamos ilusões.


A maior ilusão é a de que existimos, após vivermos na ilusão
de que existimos criamos outras ilusões.
de que necessitamos algo
de que erramos
de que não somos um todo interconectados e interligados.
de que temos que cumprir o que o universo nos exige.
de que somos julgados e condenados se não cumprirmos.
de que ainda não sabemos tudo isso.
Conclusão QUÂNTICA.....

Na experiência humana, tudo é considerado a partir do que já


se pensa conhecer e entender. Não estamos conseguindo
evitar isso. Não conseguimos outra maneira de proceder.
Estamos olhando para uma ilusão de dentro de outra ilusão.
Toda conclusão a que chegamos sobre ciência é ilusão, pois é
baseada na nossa ilusão de que existimos, portanto outra
ilusão.
“TODA CONCLUSÃO É UMA ILUSÃO”
Metodologia floral quântica
• Nosso objetivo neste curso é encontrar o
terreno mórbido, no qual afora as doenças de
nossos pacientes. Para não cairmos no
descrédito nossa metodologia deverá ser
voltada a tratar o terreno e nunca somente os
sintomas dele. As terapias que tratam o terreno
são poucas e algumas delas bem complexas.
Como a homeopatia, acupuntu-ra, isopatia,
homotoxicologia, oligoterapia, florais.
Como funciona?

• Regula o terreno biológico;


• Ativa a barreira inter mentes;
• Estímulo magneto elétrico;
• Aumenta a biodisponibilidade;
• Faz repor o oceano primitivo da matrix;
• Então conecta-nos a uma mente de cura;
• Faz uma entropia negativa temporária.
TERRENO

• TEORIA DO PLEOMORFISMO DE
EDERLEIN
Principais Teses de
Enderlein
• 1-A esterelidade do sangue, tanto em
filtrados, quanto em centrifugados, é um
postulado falso da ciência oficial. Os
elementos sanguíneos de todos os animais de
sangue quente, incluindo o homem, mesmo os
saudáveis, apresentam infestações maciças de
Endobiontes em fase primitiva
• 2-O equilíbrio Endobionte (simbiose) se
altera por mudanças do meio, em especial
pH, com desenvolvimento e sobrecarga
quantitativa dos Endobiontes (disbiose)
Principais Teses de
Enderlein
• 3-Não é a célula e sim o colóide a menor
porção viva. O colóide já contém em si uma
dinâmica vital. Ou seja, é uma organização de
matéria viva com vínculo teleológico
• 4- Reprodução sexuada dos germes.
Identificou em todos os microrganismos
estudados a reprodução assexuada (divisão
celular-Auxa-nogenia) e sexuada
(Probaenogenia)
Principais Teses de
Enderlein
• 5-Pleomorfismo dos microrganismos – em
condições precisamente definidas, um
determinado microrganismo pode manifestar
as várias formas de seu estágios de
desenvolvimento (ciclogenia), da forma
coloidal à forma de culminância.
• 6- A virulência do microrganismo é
determinada pela sua fase de ciclo
Principais Teses de
Enderlein
• 7- O adoecimento humano está direta
ou indiretamente relacionado aos
distúrbios dos Endobiontes (Disbiose)
• 8- A cura ou a remissão de um processo
clínico, na maioria das vezes, não se dá
pelo desaparecimento do
microrganismo, mas pela mudança
para outra fase do ciclo.
Principais Teses de
Enderlein
• 9- A fibrina é o sedimento da “coagulação de
proteinas”, derivada do metabolismo
Endobionte.
• 10- Os trombócitos (plaquetas) não são
células, mas thecits dos Endobiontes.
• 11- Os Megacariócitos não são elementos
celulars normais, mas expressões de
infestações maciças de Endobiontes em
estágio primitivo. Essa células perderam a
capacidade de se dividirem
Principais Teses de
Enderlein
• 12- Os Normoblastos e Eritrócitos da MO não
têm núcleos, mas apenas um pseudonúcleo de
colônia de Endobiontes no estágio chondrit.
• 13- Macrócitos são Eritrócitos aumentados
sem pseudonúcleo por infestação
Endobiôntica
• 14- Os grânulos periféricos dos Eritrócitos
não são organelas (Schilling), mas Simprotits
dos Endobiontes
Principais Teses de
Enderlein
• 15- Os Reticulócitos não são Eritrócitos
com organelas especiais, mas
Eritrócitos infestados por chondrits
• 16- O pseudópode nos Leucócitos é
expressão dos fenômenos Endobiontes
da formação de chondrit-dendroide
Principais Teses de
Enderlein
• 17- A causa básica da infectividade dos
filtrados de tuberculose é a presença do
estágio chondrit do bacilo da tuberculose no
material
• 18- O ser humano ao longo da sua evolução
desenvolveu processo simbiótico básico com o
Mucor racemosus Fresen e o Aspergillus
niger
• 19- A forma culminante do fungo Mucor
racemosus pode ser cultivada a partir de
materiais de tumores.
Principais Teses de
Enderlein
• A causa básica da infectividade dos filtrados
de tuberculose é a presença do estágio
chondrit do bacilo da tuberculose no material
• 18. O ser humano ao longo da sua evolução
desenvolveu processo simbiótico básico com o
Mucor racemosus Fresen e o Aspergillus
niger
• 19. A forma culminante do fungo Mucor
racemosus pode ser cultivada a partir de
materiais de tumores.
• Terapia floral quântica

• Entre outras metodologias, que trata


terreno, a terapia floral quântica é a mais
fácil, prática e com efeitos imediatos.
• É uma metodologia que se usufrui do
insight de um francês chamado Jacckes
Menetriereë. Que em 1953 publicou seus
primeiros estudos em oligoterapia. Agora
brilhantemente complementada com a
técnica da medicina floral vibracional
Medicina tradicional chinesa
• Teoria do Yin Yang
• É uma teoria classificatória de
objetos, lugares, pessoas e coisas.
• São antagônicas, complementares,
interligadas, interconectadas, uma
não existe sem a outra.
• O máximo de uma é o início da outra.
Yin e Yang
• Objetos e lugares
• Lados
• yang yin
• acima abaixo
• esquerdo direito
• dorsal ventral
• de fora de dentro
Yin e Yang
• yang yin
• quente frio
• seco úmido
• dia noite
• verão inverno
• primavera outono
• reduzido oxidado
Yin e Yang
no corpo
• yang yin
• cabeça corpo
• dorso ventre
• braços perna
• acima da cintura abaixo
• função estrutura
• posterior anterior
• lateral medial
Yin & Yang
• yang yin
• aguda crônico
• início rápido lento
• evolução rápido lenta
• insônia sonolência
• prolixo lacônico
• febre hipertermia
• obstipação diarréia
Yin & Yang
• yang yin
• extr. Quentes frias
• rubor palidez
• língua vermelha pálida
• urina escassa profusa
• sede ausência de sede
• ansioso depressivo
Yin & Yan
• yang yin
saburra amarela branca
• pulso cheio pulso vazio
• língua fina grande e grossa
• curvo plano
• espaço tempo

Diáteses

• Chamamos diátese ao conjunto de caracte-


rísticas semiológicas que definem um terre-
no propício ao afloramento arquetípico
patológico de um indivíduo.
• Uma diátese exprime o afloramento destes
arquétipos que não são capazes de serem
reprimidos pela barreira inter mentes -
cobre - cobalto - cromo e selênio.
Diátese

• Diátese relaciona o doente já ligado a uma


disfunção funcional e/ou orgânica. De
forma individualizada pelas reações
pessoais.
• O comportamento diatésico é um reflexo
móvel de um estado de evolução da luta
entre a informação patológica e sua repres-
são.
Diátese

• As condições de repressão depende de múl-


tiplos fatores. Sejam eles: ambientais, eco-
lógicos, nutricionais, emocionais, espiritu-
ais, hormonais, etc.
Diáteses
• 1 - constitucionais
• ESTÊNICOS E HIPOSTÊNICOS
2 - evolutivas
• DISTÔNICOS E ANÉRGICOS
3- desadaptativas
• HORMONAL E METABÓLICA
Para conhecer melhor as
personalidades psicológicas
• 1- nervosa
• 2- sentimental
• 3- colérica
• 4- apaixonada
• 5- apática
• 6- amorfa
• 7- fleumático
• 8- sangüíneo
Homotoxicologia

• FASES HUMORAIS

• 1- fase de excreção
• 2- fase de reação
• 3- fase de deposição
Homotoxicologia

• FASES CELULARES

• 1- impregnação
• 2- degeneração
• 3- disdiferenciação ou neoplásica
Homotoxicologia - vicariações

• 1- vicariação progressiva.

• 2- vicariação negativa.
ESTÊNICO
características

• 1- ácido pH < 7,2


• 2- reduzido rH < 22
• 3- magro
• 4- esbelto
• 5- empreendedor
• 6- ágil
• 7- apressado
ESTÊNICO
características

• 8- jovem
• 9- reage agudamente.
• 10- têm doenças alérgicas na infância
• 11- reagem muito as agressões físicas
• 12- evoluem rápido para cura ou agrava.
• 13- padece de males digestivos
• 14- evoluem com muita eliminação
ESTÊNICO
características

• 15- acorda cansado, com vontade de ficar


dormindo sempre um pouco mais.
• 16- ao passar do dia vai melhorando.
• 17- gosta de dormir tarde.
• 18- euforia vespertina.
• 19- melhora com exercícios.
ESTÊNICO
sinais e sintomas

• 1- enxaquecas periódicas
• 2- alergias agudas
• 3- dores diversas.
• 4- perturbações cardio angustiantes.
taquicardias, palpitações, hipertensão.
• 5- gastrites
• 6- colites
• 7- perturbações hepato biliares - come
vomita
• 8- leucorréia albuminosa
• 9- perturbação da micção
• 10- perturbações tireoidianas - hiper
• 11- anomalias menstruais - hipermenorréia,
dismenorréia, polimenorréia
• 12- tendências as hemorróidas
• 13- facilmente se intoxica.
• 14- tem ótima fase de excreção
• 15- afecções alérgicas agudas.
• 16- eczema tópico.
• 17- insônia, euforia, agitação vesperal.
• 18- vomita com facilidade.
• 19- urina ácida e saliva ácida.
• 20- alopécia
• 21- artrite dentária.
• 22- dores reflexas.
• 23- ciática
• 24- lombalgias
Riscos de vicariação progressiva
do paciente ESTÊNICO
• Se não conseguir curar-se sozinho ou
através dos minerais poderá evoluir para:

• 3% para hipostênico

• 87% para distônico

• 10% para anérgico


Sinais e sintomas da vicariação
progressiva do paciente ESTÊNICO

• 1- hipertensão arterial acima de 50 anos.


• 2- artrites crônicas.
• 3- litíase biliar e/ou renal - verificar
nanobactérias e resposta insulínica.
• 4- asma crônica.
• 5- eczemas refratários ao Tto. Convencional
• 6- doença de Basedow Graves.
• 7- fibromioma tumoral e/ou hemorrágico.
Tratamento da descompensação

• 1- Corretor Estênico ® - 20 gotas em jejum


• 2- Halgalis ® -20 gotas em jejum.
• 3- Dessensses ® -20 gotas ao deitar.
• 4- Positivis ® - 20 gotas ao deitar.

• Por 1 mês - após 1 x semana - 6 meses.


Hipostênico

• 1- ácido - pH < 7,2


• 2- oxidado - rH > 22
• 3- com baixa energia. Por isso
• hipostênico.
Hipostênico
características

• 1- introvertido
• 2- perfeccionista
• 3- detalhista.
• 4- minucioso.
• 5- não gosta de imprevistos.
• 6- tem sempre alguma tortuosidade óssea
• 7- medroso.
Hipostênico
características

• 8- tem doenças crônicas.


• 9- alergias crônicas.
• 10- problemas otorrinolaringológicos.
• 11- tendências depressivas.
• 12- corre para álcool e drogas como
refúgio.
• 13- nervoso.
• 14- pouca energia.
Hipostênico
características
• 15- distraído.
• 16- desatento.
• 17- poupa esforços.
• 18- dificuldade de memória
• 19- dificuldade de concentração.
• 20- indiferente ao meio.
• 21- perde energia com o passar do
dia/período
Hipostênico
características

• TODO PACIENTE HIPOSTÊNICO

• É INTOLERANTE A LACTOSE.
Hipostênico
sinais e sintomas

• 1- perturbação respiratórias (ORL)


• 2- infecções freqüentes - gripes
• 3- perturbações digestivas - enterocolites
• 4- atraso de desenvolvimento físico
• 5- alergias juvenis - urticária, eczema, acne
juvenil - crônica.
• 6-Cefaléias difusas.
Hipostênico
sinais e sintomas
• 7- diabetes
• 8- crises reumáticas.
• 9- variações ponderais emagrecimento e
obesidade.
• 10- artrose.- provavelmente já vicariou.
• 11- celulite
• 12- hipotireoidismo
• 13- endo e peri odontias
Hipostênico
sinais e sintomas
• 14- distúrbio do crescimento ósseo e da
estatura.
• 15- lentidão e dificuldade escolar.
• 16- fadiga progressiva
• 17- má memória
• 18- indiferente
• 19- calmo
• 20- cauteloso
Hipostênico
sinais e sintomas

• 21- erros menstruais - hipomenorreia -


dismenorreia leve, oligomenorréia
• 22- colibacilose digestiva e urinária
• 23- tendência a reflexão
• 24- sono muito bom
• 25- laxidex ligamentar *****
• 26- sofre o problema dos outros.
Hipostênico
risco de vicariação progressiva

• Se não tratado a tempo, não tem como


recuperar sozinho. A repressão dos
arquétipos da diátese II se dá somente com
interferência. E por no mínimo 6 meses.

• 1- geralmente evolui para ANÉRGICO 83%


• 2- pode evoluir para DISTÔNICO
Hipostênico
vicariação progressiva

• 3- tuberculose de todas as formas.


• 4- Reumatismos deformantes.
• 5- envelhecimento rápido.
• 6- falhas graves da memória.
• 7- asma e bronquite crônica.
• 8- colite crônica.
• 9- úlcera duodenal.
Hipostênico
tratamento da descompensação

• 1- Corretor Hipostênico ® - 20 gts em


jejum
• 2- Halgalis ® - 20 gotas em jejum
• 3- Dessensses ® - 20 gotas ao deitar.

• Tratamento mínimo por 6 meses.


• Após o 3o mês - pode dar em dias
alternados.
Distônico

• Diátese evolutiva. Ou veio (normalmente)


da Estênico ou raramente da Hipostênico.
• Não é uma diátese constitucional.
• Já existem sinais de doenças em fases
celulares.
• Os exames laboratoriais já podem estar
alterados. Colesterol - triglicérides - ácido
úrico- glicose.
Distônico
características

• 1- alcalino - pH > 7,2


• 2- reduzido - rH < 22
• 3- bipolaridade energética. Comporta-se
horas como parassimpaticotônico horas
como simpaticotônico por isso distônico.
• Cuidado com antioxidantes. Ele já se
apresenta reduzido. (ortomolecular)
Distônico
características

• 3 grandes grupos de sinais e sintomas são


característicos desta diátese.
• A) - problemas circulatórios.
• B) - problemas hormonais.
• C) - problemas emocionais.
Distônico
características

• O paciente passa a “desafinar” no seu acor-


de freqüêncial ideal. Muda seu humor, pri-
meiramente passa a ser ansioso, depressivo,
emotivo, melancólico,
Distônico
sinais e sintomas

• 1- diminuição da memória
• 2- diminuição do entusiasmo
• 3- diminuição do ânimo
• 4- diminuição da energia
• 5- diminuição da concentração
• 6- diminuição da sexualidade
• 7- descontrole nos exames de sangue
Distônico
sinais e sintomas

• 8- fadiga progressiva - durante o dia


• 9- diminuição do sono - não consegue
manter. Inicia bem e não mantém.
• 10- dores em peso nos membros
inferiores.por estase venosa. Melhora
quando levanta os MsIs. 1º sintoma que melhora.
• 11- perturbações circulatórias - varizes,
hemorroidas, flebites, trombose, etc.
Distônico
sinais e sintomas
• 12- doenças cardio-circulatórias. hipertensão
angina, tendendo para o lesional tendendo ao
infarto - cuidado com antioxidantes.
• 13- cálculos renais. nanobactérias
• 14- edema de MsIs
• 15- distúrbios digestivos- diminui produção de
enzimas para digestão.
• 16- cefaléia geralmente occiptal- estagnação do qui
do fígado – bruxismo e hipertensão
Distônico
sinais e sintomas

• 17- artrose degenerativa


• 18- distúrbios hormonais da menopausa e
andropausa.
• 19- perturbações metabólicas - gota -
diabetes, dislipidemias, etc.
• 20- distúrbios vasomotores - vertigens -
acúfenos -
Distônico
sinais e sintomas

• 21- dispnéia neurotônica.


• 22- asma e rinites não alérgicas.
• 23- disfagia funcionais. Pode ser giardia
• 24- cefaléia psicogênica.
• 25- ansiedade vesperal.
• 26- estados espasmódicos.
• 27- hemicranias difusas
Distônico
sinais e sintomas

• 28- urticária crônica


• 29- líquem
• 30- eczema crônico.
• 31- gota.
• 32- hemorróidas.
• 33- ictiose
Distônico
vicariação progressiva

• 1- Trombose
• 2- trombo embolia.
• 3- infarto
• 4- AVC
• 5- artrite.
• 6- aortite.
• 7- rotura de aneurismas.
• 8- artrose incapacitante.
Distônico
tratamento
• 1- Corretor distônico ® - 20 gotas em jejum
• 2- Halgalis ® - 20 gotas em jejum
• 3- remédios sintomáticos.
• A) - caso predomine problemas circulatórios
Perceptum ® + Segurium ® a noite.
• B) - predomínio de sintomas hormonais
• Boream ® + Adapt E® . A noite
• C) emocional – Neurovit ® + Traumavit ®. A
noite.
Distônico
dica importante

• Tratar a diátese de origem constitucional


junto com:

• Corretor Estênico ® - caso seja Estênico - 3


x semana pela manhã.
• Corretor Hipostênico ® - caso seja
Hipostênico - 3 x semana - pela manhã
Anérgico
características

• Esta diátese nunca é constitucional.


• Sempre é evolutiva.
• Normalmente muito grave.
• Muitas vezes neoplásica.
• Normalmente aparece gradual
• Pode ser aguda - pós trauma emocional
• Não evolui espontaneamente.
Anérgico
características

• 1- anergia
• 2- imunodeficiência iatrogênica ou não.
• 3- tendência ao suicídio
• 4- depressão profunda
• 5- crise existencial
• 6- astenia global.
• 7- insônia.
Anérgico
características

• 8- perda do entusiasmo
• 9- perda do ânimo
• 10- buracos na memória
• 11- perda da sexualidade
• 12- anergia total
• 13- paciente não vem e sim é trazido para
consulta.
Anérgico
sinais e sintomas

• 1- tendência a variações de peso


• 2- reumatismo intenso e refratário ao
tratamento convencional.
• 3- infecções crônicas recidivantes
• 4- febre inexplicável
• 5- afeçções virais graves com herpes -
herpes zoster - AIDS.
• 6- tuberculose
Anérgico
sinais e sintomas

• 7- evolução cancerosa.
• 8- senescência
• 9- estados depressivos.
• 10- abulia psíquica
• 11- leucemia
• 12- poliartrites
• 13- deficiência imunológica.
Anérgico
tratamento

• 1- Corretor Anérgico® - 20 gotas em jejum


• 2- Hestelar® - 20 gotas em jejum
• 3-Creativia® - 20 gotas ao deitar
• 4- Boream® - 20 gotas ao deitar
• por 6 meses. Após manter 3 x semana cada
por 1 ano. Talvez o remédio constitucional
2 x semana toda a vida.
Diátese IV
tratamento

• Complementar com tratamento


constitucional.
• Caso venha ser Estênico - dar Corretor
Estênico® - 20 gotas 3 x semana.
• Caso venha ser Hipostênico - dar Corretor
Hipostênico® - 20 gotas 3 x semana.
Anérgico
tratamento complementar

• Dose ponderal.
• Niacinamida ...................500 mg.
• Pantotenato de cálcio .......200 mg.
• Niacina ...............................10 mg.
• Citrato de magnésio..........200 mg.
• 5-hidroxi-triptofano.............60 mg.
• Tome 2 x dia - 60 dias.
Desadaptação

• 1- pancreática ou metabólica.
• Levando:
• 1-síndrome de resposta insulínica acentuada
• 2- síndrome de Vilson
• 3- síndrome x metabólico
• 4- síndrome pluri metabólico
• 5- hipoglicemia reacional
Desadaptação
sinais e sintomas
• 2- hormonal
• 1- acne em adultos
• 2- esteatose hepática.
• 3- cisto de ovários
• 4- endometriose.
• 5- síndrome do pânico
• 6- aumento de peso - talvez a causa mais
comum em pessoas que fazem dietas e não
emagrecem.
Desadaptação pancreática e gonadal
sinais e sintomas

• 7- exame de curva glicêmica alterado. Se


algum resultado no teste for menor ou igual
ao basal em até 180 min. O teste é (+).
Mesmo com o resultado (-) e a semiologia
(+), tratar.
• 8- condição pré diabetes tipo II
• 9- diabetes tipo II
• 10- cálculos renais.
• 11- evidência de caramelização ou glicação.
Desadaptação -problemas com o
cromo

• 1- Como o cromo é o repressor dos


arquétipos de violência, com o baixo teor de
cromo no organismo, temos graves
problemas de violência na humanidade.
• 2- Hoje sabemos da importância do cromo
no controle da glicemia, através do
complexo organo-metálico chamado GTF
(glucose tolerance factor).
Desadaptação - conclusão

• a)- Já que o cromo é repressor dos


arquétipos de violência;
• b)- Já que o cromo regula o açúcar e a
insulina;
• c)- Já que, ao consumirmos mais açúcar,
precisamos de mais cromo;
• d)- Já que comemos cada vez mais
alimentos industrializados que são
Desadaptação - conclusão

• muito pobres em cromo;


• e)- já que a sociedade consome cada vez
mais açúcar. (no início do século XX, o
consumo era de 2,3 kg/h/ano - hoje são 54,7
kg/h/ano;
• f)- Já que cada vez mais deixamos de comer
alimentos integrais que repõe cromo;
• g)- Já que, como sabemos, o stress,
Desadaptação - conclusão

• de qualquer natureza; regimes


hipoprotêicos; exercícios extenuantes;
hemorragias; infecções; traumas cirúrgicos;
traumas emocionais; etc... Aumentam a
excreção urinária de cromo.
• Conclusão - estamos com falta de cromo, ou
em níveis críticos!!!
Desadaptação - conclusão
• Poderemos, como médicos, cientistas, afirmar
que o excesso de violência de hoje pode ser
por falta de cromo?
• Pode ser por excesso de consumo de açúcar?
• LÓGICO!!
• Muitos pesquisadores afirmam isto e muitas
pesquisas têm sido feitas neste sentido. Em
presídios, onde os detentos são privados do
Diátese V- conclusão
• açúcar em sua ração. Notadamente ficam
menos agressivos.
• Só que não há interesse por parte da indústria
alimentícia em mudar este quadro. Cada vez
mais é estimulado o consumo de alimentos
com açúcar. O diabetes era 4% em 1958 agora
são 16% nos EUA. A obesidade era 7%, agora
53,3% dos americanos estão acima do peso
ideal.
Desadaptação
atividade das células de
gorduras

• Adiponectina – substância que protege a


oxidação da LDL. É alterada quando há
resistência insulínica.
• Leptina – hormônio regulador da
quantidade de gordura no corpo. Também
alterada pela resistência insulínica.
• Ácidos graxos livres – é causa e efeito da
resistência insulínica
Desadaptação
atividade das células de
gorduras

• Angiotensina II – substância
vasoconstritora provoca hipertensão e
estimula a interleucina 6.
• Interleucina 6 – produzida 4x mais quando
tem resistência insulina – estimula a
proteína C reativa que causa sensibilidade a
infecção por fungos nas paredes das artérias
causando aterosclerose e suas conseqüên-
cias.
Desadaptação
atividade das células de
gorduras

• Resistina – proteína que deixa as células


resistente a insulina e é produzida pela
gordura viceral.
• Enzimas transformadores de estradiol em
estronas – causando afeminamento em
populações masculinas, câncer de mama,
endométrio, próstata, miomas, endometriose
• Enzimas que ativam o cortisol – que é
diabetogênico e causa ainda mais obesidade
Desadaptação
atividade das células de
gorduras

• PAI-1 - fator coagulante que aumenta com


a resposta insulínica acentuada. Faz
coagular o sangue aumenta o risco de
trombose, embolia e infarto.
• FNT alfa – proteína inflamatória que atinge
o endotélio aumentado as chances de
infecções por fungos, nanobactérias e
clamidias. Dando aterosclerose.
Desadaptação
tratamento
• 1- dieta com pouquíssimo carbohidratos por 30
dias, após introduzir o equivalente a 10% de c-
h na alimentação.
• 2- Adapt M® - 20 gotas em jejum
• 3- Adapt E® - 20 gotas em jejum
• 4- Amplivit® - 20 gotas ao deitar
• 5- Segurium® - 20 gotas ao deitar
• 6- G Controler® + Glicolium®
oligoterapia

• Dr. Marco R. Marcondes. CRM 10569-Pr.

• Médico - Medicina Biológica

• www.medquantic.com.br

• medquantic@medquantic.com.br