Sei sulla pagina 1di 46

PATOLOGIAS EXPRESSAS

POR ALTERAÇÕES DA
SÉRIE VERMELHA

POLIGLOBULIAS
ANEMIAS
POLIGLOBOLIAS

PSEUDOGLOBOLIAS OU RELATIVAS

POLIGLOBOLIAS VERDADEIRAS:

• PRIMARIAS

• SECUNDÁRIAS
POLIGLOBOLIAS

POLIGLOBOLIAS RELATIVAS OU PSEUDOPOLIGLOBIAS :

Hemoconcentração por redução do volume plasmático mas


massa globular normal

Exemplos:
desidratação , vómitos, diarreia, sudorese excessiva;
grandes queimados
POLIGLOBULIAS
Eritrocitos > 6x10 / µl Hb > 18g/dl Ht >58%

POLIGLOBULIA PRIMÁRIA - POLICITEMIA VERA

Poliglobulia idiopática
Sem aumento dos níveis de eritropoeitina
Síndrome mieloproliferativo que pode ser
acompanhado por leucocitose e trombocitose
POLIGLOBULIAS
Eritrocitos > 6x10 / µl Hb > 18g/dl Ht >58%

POLIGLOBULIA SECUNDÁRIA :
Com aumento da eritropoeitina
Fisiológico ou compensador :
▪ Hipoxia das alturas
▪ Doença obstrutiva crónica
▪ Cardiopatias congénitas
▪ Hemoglobinopatias em que a hemoglobina tem grande afinidade
para o oxigénio
Não fisiológico :
Tumores renais , uterinos, hepáticos, ovário, doença poliquística
Anemia

Redução da concentração da hemoglobina no sangue


periférico, abaixo dos valores considerados normais
para a idade e sexo do indivíduo.

HOMEM- 40% a 54%


MULHER-35% a 47%
CRIANÇA-35% a 44%
JOVEM-37% a 44%
ANEMIAS QUANTO A POR PERDA DE SANGUE POR DESTRUIÇÃO -
CAUSAS: ANEMIAS HEMOLÍTICAS
▪ Hemorragias Agudas
▪ Hemorragias crónicas CAUSA ERITROCITÁRIA

POR PERTURBAÇÃO DA • Defeitos de membrana


ERITROPOIESE • Hemoglobinas anormais
• Síntese deficiente da
▪ Por carência de hemoglobina
Leucemias elementos fundamentais
Mieloma ▪ Por invasão da medula CAUSA
Múltiplo por tumores EXTRAERITROCITARIA
Metástases…
▪ Por falta de eritropoietina • Parasitas
• Venenos e toxinas
▪ Por ação de agentes • Autoanticorpos
químicos, radiações, • Traumatismo por
microangiopatias
▪ medicamentos, infeções,
toxinas
RETICULOCITOS

Nº de reticulócitos
0,5-2,5%
ou em nºs absolutos
25.000 a 50.000/ mm3

Importante na distinção de anemias


Hipo e Hiperregenerativas
Causas de anemias hemolíticas

CAUSA ERITROCITÁRIA
▪ Deficiências enzimáticas : deficiência de glucose 6 fosfato desidrogenase G6PD,
deficiência de isomerase de glucose fosfato, deficiência de piruvatoquinase
▪ Hemoglobinopatias( anormais ou síntese deficiente): DREPANOCITOSE e
TALASSÉMIA OU ANEMIA DE COOLEY
• Deficiências da membrana : esferocitose hereditária, eliptocitose hereditária,
estomatocitose hereditária e hemoglobinúria paroxística noturna
CAUSA EXTRA EXTRAERITROCITARIA
• Traumatismo por microangiopatias, autoanticorpos, venenos e toxinas
ANEMIAS POR PERDA

HEMORRAGIAS AGUDAS HEMORRAGIAS CRÓNICAS


▪ Perda grande e súbita de ▪ Perda crónica de sangue
sangue frequentemente impercetível
▪ Causa mais provável – Ex. sangue oculto nas fezes
acidentes -situação súbita
grave- serviço de urgência ▪ Espoliação progressiva mas
demorada de ferro
▪ Estimulação medular-
reticulócitos aumentados em ▪ Falta para produção de
circulação eritrócitos – reticulócitos
baixos ou inexistentes.
Anemias por destruição
eritrocitária
ANEMIAS HEMOLÍTICAS
Células sanguíneas na Hemoglobinopatia C
MECANISMO DAS
HEMOGLOBINOPATIAS
Esferocitos Eliptocitose + ponteado basófilo
CÉLULAS
FALCIFORMES

Teste de
falciformação
Sinais de DREPANOCITOSE- anemia de células
falciformes

Além de anemia grave:


• Dores ósseas generalizadas
• Icterícia
• Infeções constantes
• Feridas difíceis de cicatrizar
• Dispneia
• Dor torácica
• Febre
• Dor esplénica por obstrução do baço
ulceras das pernas
em doente com
anemia de células
falciformes -
drepanocitose
devido a
microembolias
Crânio em escova – típico das anemias hemolíticas não
adquiridas
TALASSEMIA ou ANEMIA DO
MEDITERRÃNIO
Drepanocitose/ talassemia e Medicina
Dentária
▪ Grande suscetibilidade às infeções – PROFILAXIA COM ANTIBIÓTICO
▪ Grande suscetibilidade para doença periodontal e carie
▪ Atraso na erupção dentaria
▪ Dentes com sinais de amelogénese imperfeita por perturbação da
mineralização
▪ Ulceras da mucosa oral frequentes
▪ Alterações da oclusão
▪ Alterações radiológicas dos maxilares, geralmente com expansão do
maxilar superior
▪ Dores maxilares alem das dores generalizadas no esqueleto
▪ Stess e bactérias podem desencadear uma crise falciforme
DIAGNÓSTICO DAS HEMOGLOBINOPATIAS

Eletroforese das hemoglobinas


Teste do pezinho

Tratamento:
Transfusões frequentes
Terapia quelante do ferro para retirar o que se
pode acumular nos órgãos
Transplante medular
Mecanismo do
metabolismo da
glicose nas células
vermelhas

deficiência de glucose 6
fosfato
pode ser responsável por
hemólise
Ex. FAVISMO
ANTIMALÁRICOS:
▪ Primaquina
▪ Pamaquina
▪ Pentaquina
Medicamentos que SULFONAMiDAS :
podem provocar
hemólise em pessoas ▪ Sulfanidamida
com deficiência de ▪ Sulfacetamida
Glucose- 6- Fosfato
Desidrogenase ▪ Sulfaoiridina
▪ Sulfametoxazol – Ex.
Bactrim
NITROFURANTOINA – ex.
Furadantina
Patogenia da anemia
hemolítica por
anticorpos a quente

Teste de Coombs direto


Para serem detetados autoanticorpos
Patogenia da anemia
hemolítica por anticorpos
a frio

Teste de Coombs direto utiliza-se para detetar


autoanticorpos ou anticorpos originados por
transfusão
Num quadro de anemia hemolítica a quantidade de hemoglobina que chega ao
fígado é tão elevada que este não a consegue conjugar pelo que não chega à urina
como nas hepatites - ICTERÍCIAS ACOLÚRICAS

EM PRESENÇA DE ICTERÍCIA :

SINAL PARA DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL ENTRE


ANEMIA HEMOLÍTICA E HEPATITE

Nas anemias hemolíticas a urina não altera a cor


Nas hepatites a urina é vermelha escura
Deficit de Ferro

Macrocíticas Deficit
Folatos
de Vit. B12 ou Anemia das infecções
Anemia das insuficiências renais
Anemia da fome
Anemia do Escorbuto Anemia do hipotiroidismo ou
Hipopituitarismo
Falta de “ matéria prima” Anemia das doenças malignas
metastizadas ou não
PERTURBAÇÃO DA ERITROPOIESE Anemia das doenças hepáticas
(anemias hiporregenerativas) Anemia Aplástica
Anemia das conectivites

Invasão medular por células malignas Anemia das hemopatias malignas


Fixação de ferro fora do sistema Anemia Sideroblástica
hematopoiético
Acção de toxinas e tóxicos Microcíticas e Normocíticas
Falta de eritropoietina…
Doente com anemia por
deficiência de Vit B12

Exame objectivo
da cavidade oral
Língua atrófica
Ausência de papilas
Secundário a gastrite
atrófica
Diagnostico especifico:
Doseamento de Vitamina B12 e de Acido Fólico
Classificação das anemias quanto ao
tamanho e coloração dos eritrocitos
1-MICROCÍTICAS E HIPOCRÓMICAS
VCM<83Ft HCM<27pg CCHM <32%
ANEMIA FERROPÉNICA :
Perdas crónicas de sangue : aparelho digestivo e problemas ginecológico
Aporte de ferro deficiente : má absorção, situações de maior exigência,
mau transporte de ferro
ANEMIA SIDEROBLÁSTICA : Ferro depositado fora do sistema
hematopoiético
Células hipocrómicas

Corpos de Pappenheimer
QUANTO AO TAMANHO ▪ Normocíticas
DOS ERITROCITOS ▪ Microcíticas
VGM 86-98 fl
▪ Macrocíticas

QUANTO À
CROMATICIDADE
• Hipocrómicas
• Normocrómicas

QUANTO À CAPACIDADE
DE PRODUÇÃO MEDULAR
Nº de reticulócitos • Hiperregenerativas
0,5-2,5% ou em nºs absolutos • Hiporregenerativas
25.000 a 50.000/ mm3
2-MACROCÍTICAS - ANEMIA MEGALOBLASTICA
VCM>97Ft

1- DEFICIÊNCIA DE VIT. B12


Ma absorção- gastrites, gastrectomizados…
Fármacos – colchicina, neomicina e tabagismo
2- DEFICIÊNCIA DA ACIDO FÓLICO
Deficiência nutricional ( fome, escorbuto )
Má absorção
Aumento das necessidades : gravidez, exercício físico,
neoplasias, hipertiroidismo, doenças inflamatórias crónicas,
alcoolismo, síndromes mielodisplásicos
3-FÁRMACOS :antiepilépticos, alguns citostáticos
Anemia megaloblástica

macrocitose

Megaloblastos circulantes
3-NORMOCÍTICAS , NORMOCRÓMICAS
VCM= 83-97 fl. HCM== 28-32 pg
▪ Anemias das doenças inflamatórias crónicas – artite
reumatóide por ex.
▪ Anemias aplásicas
▪ Invasão da medula óssea
▪ Hemorragias agudas recentes
▪ Anemias hemolíticas
Hemograma completo
Contagem de eritrocitos. Hemoglobina. HCT.
Índices Globulares : VGM; HGM; CMHG,
Morfologias dos eritrocitos

Leucócitos: contagem; formula leucocitária.


Número absoluto das contagens, Morfologia dos
leucócitos: anomalias; formas prematuras

Plaquetas: contagem, morfologia, constantes


PANCITOPÉNIA
Quando há redução de todos os elementos do sangue
DIAGNOSTICAR ANEMIAS
1-DIAGNÓSTICO CLÍNICO:

ANAMNESE E EXAME OBJECTIVO:

SEXO, IDADE SINAIS E SINTOMAS DE ANEMIA E VELOCIDADE DE INSTALAÇÃO DOS


MESMOS PRESENÇA DE DOENÇAS ASSOCIADAS OU DE SINTOMAS NÃO RELACIONADOS À
ANEMIA que sugiram condições USO DE MEDICAÇÕES HISTÓRIA MÉDICA E HÁBITOS EXAME
FISICO...

SINAIS E SINTOMAS DE ANEMIA: Fadiga Palpitações, intolerância aos


esforços Irritabilidade, cefaleia, déficit de concentração Palidez cutâneo-mucosa
Anormalidades de pele e fâneros, perversão do apetite, Sintomas neurológicos
Icterícia, organomegalias, fraturas ósseas Anormalidades

2-DIAGNÓSTICO LABORATORIAL:
HEMOGRAMA com CONTAGEM DE RETICULÓCITOS
EXAMES ESPECÍFICOS DE ACORDO COM DADOS CLÍNICOS E INFORMAÇÕES INICIAIS DO
HEMOGRAMA
DIAGNOSTICAR ANEMIAS
Exames específicos de acordo com dados clínicos e informações iniciais
do hemograma

• Sideremia
• Doseamento da Ferritina
• Grau de saturação da Transferrina
• Doseamento do Acido Fólico e Vitamina B12
• Medulograma
• Eletroforese da hemoglobina
• Pesquisa de hemoglobinas anormais
• Resistência globular a soluções isotónicas
• Teste de Coombs direto
• …
Aquelas em que a medula é
Hiperregenerativas estimulada aumentando a
formação de células, aparecendo
em circulação eritrócitos jovens
– RETICULOCITOS
Anemias por
hemorragia aguda
Anemias hemolíticas Aquelas em que a medula não
consegue repor por falta de “matéria
Hiporregenerativas prima” ou porque está invadida ou
porque foi agredida por agentes
variados
Anemias por hemorragias
Anemias por invasão medular
crónicas- perda de ferro
Falta de eritropoietina
Anemias por deficiência de
Por tóxicos químicos e radiações
Ac. Fólico e vitaminaB12
Medicamentos
ANEMIA MICROCÍTICA

DOSEAMENTO DA
FERRITINA

ALTA BAIXA

HEMOGLOBINOPATIAS
Para
médico ANEMIAS POR PERDAS
assistente
ou de TALASSÉMIAS
família
Investigar
Eletroforese da hemoglobina hemorragias
Resistência globular a soluções hipotónicas crónicas
Pesquisa de hemoglobinas anormais
Para
médico
assistent
Para médico e ou de
especialista família
em ANEMIAS SIDEROBLÁSTICAS
hematologia
ANEMIA NORMOCÍTICA AHAI A
ANEMIAS AUTOIMUNES ( AHAI)
H
ERROS
ERROS TRANSFUSIONAIS
TRANSFUSIONAIS
A
I
RETICULOCITOS

Baixos ELEVADOS

HEMÓLISE HEMORRAGIA
Todas as 3 séries baixas AGUDA
PANCITOPÉNIA LEUCOCITOS
ALTOS OU DEF. NÃO
NORMAIS INTRINS.
DEF.
INTRINSECA
APLASIAS MEDULARES Doenças crónicas
SINDROMES MIELODISPLÁSICOS Doença renal
SINDROMES MIELOPROLIFERATIVOS Endocrinopatias Esferocitose H
Eliptocitose H
COMO FASE ALEUCÓCICA Infecções crónicas
Hemoglobinopatias
DAS LEUCÉMIAS Malignidades C,D,O
Leucémias Def. Enz. dos eritrocitos
Hemoglobinúria
paroxisticanocxturna
Medulograma
ANEMIA MACROCÍTICA

Dos. de Vit. B12


Ou Ac. Fólico

Administração ANEMIAS
Medicamentosa Megaloblásticas

Azotioprina
Zidovudina
Hodroxiuridina

Diagnóstico por Medulograma confirma mas é


essencial para esclarecer se após terapêutica
com Vit B12 a anemia não melhorou.