Sei sulla pagina 1di 31

Novidades no Tratamento do

Lactente Sibilante
Fernanda Tormin Tanos Lopes
Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

Introdução

Como determinar os Apenas 20% experimentam


diferentes fenótipos? sintomas na idade escolar
N.Engl.J Med. 1995.332:133

Cerca de 50% das crianças: quadros


de sibilância no 1°ano de vida N.Engl.J Med. 1995.332:133
Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

Introdução
Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

Introdução
Existem ferramentas
que podem nos
auxiliar na escolha do
“melhor”
tratamento?

Biomarcadores (Ig E,
eosinófilos, FeNO, ESCORES CLÍNICOS
neutrófilos, etc)
Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

• Sibilância frequente nos primeiros 03 anos de vida


• Exclusão de outros diagnósticos

CRITÉRIOS MAIORES (1) CRITÉRIOS MENORES (2)

• Demartite atópica • Eosinofilia (≥4%)

• Pais com asma • Sibilância sem IVAS

• Rinite

Respir Crit Care Med Vol 162.pp 1403-1406, 2000


• 76% das crianças com index de asma positivo apresentavam asma
ativa nas idades de 6 e 13 anos
• 95% das crianças com index negativo não apresentavam asma em
atividade nas idades de 6 e 13 anos

Asma Sensibilidade Especificidade VPP VPN

6-8 anos 22 97 77 90

11-13 anos 15 97 47 85

Respir Crit Care Med Vol 162.pp 1403-1406, 2000


Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

Escore Clínico

• Index de Asma Modificado

CRITÉRIOS MAIORES (1) CRITÉRIOS MENORES (1)

• Dermatite atópica • Sibilância sem IVAS

• Pais com asma • Eosinofilia ≥ 4%

• Sensibilização a • Sensibilização a
aeroalérgenos leite, ovo e amendoim

J.Allergy Clin Immunol 2004;114:1282-7


Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

Tratamento Farmacológico < 5 anos

GINA
Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

• COPSAC birth cohort


• Amostras das vias aéreas para bactérias (cultura) e vírus (PCR) durante episódios
agudos de sibilância nos primeiros 03 anos de vida
• Duração média: 09 dias (independentemente do agente isolado)

Vírus Bactéria Vírus+Bactéria Vírus Bactéria


Isoladamente Isoladamente
65% 85% 55% 10% 31%

J Allergy Clin Immunol 2015;136:1208-14


Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

84% Rinovíurs

• O termo comum sibilância viral parece


inapropriado tendo em vista o achado de
bactérias patogênicas em 86% dos
episódios de sibilância!

J Allergy Clin Immunol 2015;136:1208-14


Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

• Estudo randomizado, duplo-cego, placebo-controlado


• 40 lactentes previamente hígidos hospitalizados por BVA pelo RSV
• Azitromicina (10 mg/kg/d) por 14 dias ou placebo
• Medidas da IL-8 sérica e lavado nasal (randomização, D8, D15)

J Allergy Clin Immunol 2015;135:1171-8


Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

p= 0,03

p= 0,62
Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

• Estudo clínico randomizado, duplo-cego, placebo controlado (09 centros


acadêmicos nos EUA)
• 607 participantes (1 a 6 anos) com sibilância recorrente
• Critérios de exclusão
• Azitromicina (12 mg/kg/d por 05 dias) ou placebo iniciados precocemente
durante episódios de ITR
• Desfecho primário: número de episódios de ITR que evoluíram com ITRI grave
(corticoide oral)
JAMA.2015:31 (19):2034-2044
Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

HR (95% CI) 0,64 (0,41-0,98) P=0,04

NNT 33: 1 RTI


Perda de
NNT 14: 2 RTI
35% da
NNT 10: 3 RTI
amostra!
NNT 7: 4 RTI

JAMA.2015:31 (19):2034-2044
Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

Desenvolvimento
Efeitos Adversos de Resistência

SINTOMAS Randomização:
GASTROINTESTINAIS
• 12% grupo azitromicina
• 8.9% grupo placebo
• 3 participantes do Stafilococcus
grupo azitromicina
Ao Final do estudo: aureus
• 1 participante do grupo
placebo • 20% grupo azitromicina
• 17% placebo

JAMA.2015:31 (19):2034-2044
Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

• População: 72 crianças de 1-3 anos com sintomas recorrentes de


sibilância da coorte COPSAC
• Cada episódio de sintomas de asma, com duração mínima de 03 dias,
era randomizado para um dos seguintes tratamentos:

Azitromicina (10 mg/kg/d) ou Placebo por 03 dias

Stokholm et al.Lancet Respir Med, 2015,9-23


Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

83%
AZM: 3,4 dias
Placebo: 7,7 dias
36%
(p<0,0001)

Stokholm et al.Lancet Respir Med, 2015,9-23


Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

• Evidências prévias
• Estudo randomizado, duplo-cego, placebo-controlado de Agosto de
2007 a Setembro de 2008
• População: 75 crianças de 1-6 anos com sibilância recorrente
• Intervenção: OM-85 BV (1 cp/dia por 10 dias consecutivos a cada mês
por 03 meses) ou Placebo sendo acompanhados por 12 meses

J Allergy Clin Immunol 2010;126:763-9


Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

J Allergy Clin Immunol 2010;126:763-9


A diferença entre

Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

J Allergy Clin Immunol 2010;126:763-9


Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

J Allergy Clin Immunol 2010;126:763-9


Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

Estudo ORBEX
Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

Estudo ORBEX

• OM-85 ou placebo por 24 meses seguido por 12 meses de


observação
• Crianças de 6-18 meses sob risco de asma (DA ou pais com asma)
• 07 centros americanos
• 01/2017 → 04/2022
Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

• Potenciais mecanismos do Mg no controle da asma


• Evidências prévias (estudos em adultos)

European Journal of Clinical Nutrition (2007)61,54-60.doi:10.1038/sj.ecjn.1602475


Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

• Estudo clínico, randomizado, placebo-controlado


• 37 pacientes de 7-19 anos com asma persistente moderada, níveis elevados de Ig
E, prick test positivo (1 ou+ aeroalérgeno), HF de atopia em uso de fluticasona
(250 mcg x 2)
• Magnésio (300 mg/dia) por 2 meses ou placebo

European Journal of Clinical Nutrition (2007)61,54-60.doi:10.1038/sj.ecjn.1602475


Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

OBJETIVOS MEDIDAS (D1 e D60)

•Controle dos •Avaliação clínica


sintomas •Dosagem do Mg
•Hiperreatividade sérico
brônquica •Prick test
•Função pulmonar •Espirometria
•Resposta cutânea •Provocação com
a aeroalérgenos metacolina

European Journal of Clinical Nutrition (2007)61,54-60.doi:10.1038/sj.ecjn.1602475


Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

European Journal of Clinical Nutrition (2007)61,54-60.doi:10.1038/sj.ecjn.1602475


Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

European Journal of Clinical Nutrition (2007)61,54-60.doi:10.1038/sj.ecjn.1602475


Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

Considerações Finais

• A pesquisa e o desenvolvimento de terapias eficazes para o


tratamento e prevenção da sibilância induzida por vírus são
necessários
• O papel dos macrolídeos nesse grupo de pacientes ainda encontra-se
em investigação
• Estudos futuros em populações mais homogêneas e com resultados
padronizados são necessários para determinar o real papel dos
macrolídeos no controle da asma, particularmente na asma
neutrofílica
Novidades no Tratamento do Lactente Sibilante

Considerações Finais

• O potencial efeito do OM-85 BV e do magnésio oral nesse grupo de


pacientes ainda encontra-se em investigação
• NÃO existem evidências suficientes que suportem o uso clínico de tais
medicações no controle da sibilância recorrente
Obrigada!