Sei sulla pagina 1di 17

DESEMPENHO DO SEGMENTO

FERROVIÁRIO DE CARGAS
2012

São Paulo, 4 de dezembro de 2012


CAPACIDADE INSTALADA ANUAL

12.000 vagões de carga


150 locomotivas +
FONTE: SIMEFRE/ABIFER
PRODUÇÃO BRASILEIRA DE VAGÕES

8.000
7.597

7.000

6.000 5.616
5.118
5.000
Unidades

4.000 3.668
3.261
3.100 3.000
3.000

2.000
1.327
1.022
1.000

0
2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
* *
* PREVISÃO

FONTE: SIMEFRE / ABIFER


PRODUÇÃO BRASILEIRA DE VAGÕES
PRODUÇÃO POR DÉCADA
40.000
40.000

38.000
36.000

34.000

32.000 30.600

30.000 28.200

28.000

26.000

24.000
22.000
Unidades

20.000

18.000
16.000

14.000
11.500
12.000

10.000

8.000

6.000
3.400
4.000

2.000

0
1970 1980 1990 2000 2010

PREVISÃO
*
FONTE: SIMEFRE / ABIFER *
PRODUÇÃO BRASILEIRA DE LOCOMOTIVAS

* *
* PREVISÃO

FONTE: SIMEFRE / ABIFER


PRODUÇÃO BRASILEIRA DE LOCOMOTIVAS

PRODUÇÃO POR DÉCADA


2.220
2.100

2.020

1.820

1.620

1.420
Unidades

1.220

1.020

820
638
620

420
256
220 175
69
20
70 80 90 00 10
*
PREVISÃO
FONTE: SIMEFRE / ABIFER *
INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS

Vagão para Transporte de Minério de Ferro Vagão para Transporte de Contêineres

Vagão para Transporte de Açúcar


DESEMPENHO DO SEGMENTO
FERROVIÁRIO DE PASSAGEIROS
2012
São Paulo, 4 de dezembro de 2012
CAPACIDADE INSTALADA ANUAL

Mais de 900 carros de passageiros


FONTE: SIMEFRE/ABIFER
PRODUÇÃO BRASILEIRA DE CARROS DE PASSAGEIROS

2012

 Com capacidade instalada anual para fabricar mais de 900 carros de


passageiros, o setor fechará o ano de 2012 com a produção de 240
unidades.

2013

 Previsão de produção entre 350 e 400 unidades, sendo 36 para o


mercado externo.
PRODUÇÃO BRASILEIRA DE CARROS DE PASSAGEIROS

500

447 440
430

400

350
340

300 283
Unidades

240

200 179

100

13
0
2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013

* *
* PREVISÃO

FONTE: SIMEFRE / ABIFER


PRODUÇÃO BRASILEIRA DE CARROS DE PASSAGEIROS
PRODUÇÃO POR DÉCADA

*
* PREVISÃO

FONTE: SIMEFRE / ABIFER


EXPECTATIVAS 2013

 Expansão e modernização das malhas de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto


Alegre , Belo Horizonte e Brasília

 Implementação de sistemas de VLT em diversas capitais e cidades de


médio porte

 Projeto do Trem de Alta Velocidade - Rio, São Paulo e Campinas

INVESTIMENTOS IMPULSIONADOS PELOS PROGRAMAS DE INCENTIVO À MELHORIA DA


MOBILIDADE URBANA , ALÉM DA COPA DO MUNDO DE 2014 E JOGOS OLÍMPICOS EM
2016
AGENDA ESTRATÉGICA DA INDÚSTRIA
FERROVIÁRIA
METAS ALCANÇADAS EM 2012

• Margem de preferência doméstica nas concorrências internacionais no


setor do transporte ferroviário – Decreto Federal 7812/2012;
• Desoneração fiscal para Carros de Passageiros;
• Desoneração da Folha de Pagamentos para setores da Indústria Ferroviária
MPs 563 e 582;
• Depreciação acelerada para vagões, locomotivas e carros de passageiros
MP 578;
• Exigência de Conteúdo Nacional Mínimo – Portarias 222 e 279 do MDIC;
• Prorrogação até o final de 2012 do Programa de Sustentação do
Investimento (PSI) do BNDES, com redução dos juros de 5,5% para 2,5%
ao ano;
• Extensão do programa REPORTO até 2015 e inclusão da Coabilitação - Lei
12.688;
METAS PARA 2013

• Aprovação da redução do custo de energia elétrica utilizada


pelas concessionárias ferroviárias de passageiros - MP 579

• Prorrogação do REINTEGRA

• Prorrogação do PSI com juros de 2,5% a.a. e alongamento do


prazo de financiamento para 15 anos
DIRETRIZES

• Apoiar o PNLT – Plano Nacional de Logística e Transportes


• Apoiar o Programa de Investimentos em Logística
• Apoiar o projeto do Trem de Alta Velocidade Rio- São Paulo –
Campinas
• Apoiar a volta dos Trens Regionais de Passageiros - Governo
Federal e Governos Estaduais
• Colaborar estreitamente com EPL, VALEC e DNIT