Sei sulla pagina 1di 19

Universidade Federal de Sergipe

Centro de Ciências Exatas e Tecnologia


Departamento de Ciência e Engenharia de Materiais- DCEM

Espectroscopia na Região do
Ultravioleta/Visível
Prof.ª Dr.ª Michelle Cardinale
Alunos:
Alana Oliveira
Deyse Melo
Félix Raman
Izabel Santos
Príscylla Ferreira
Raphael Oliveira
Introdução
A região UV do espectro foi descoberta em 1801 por John Ritter
no transcurso de experiências fotoelétricas no AgCl.

 Região do UV-VIS: Comprimento de onda de 200 – 780 ηm.

A espectroscopia de absorção UV-VIS baseia-se na energia de


excitação necessária para transição de elétrons entre orbitais
moleculares.

A espectroscopia de absorção UV-VIS envolve a absorção de luz


UV/VIS por uma molécula promovendo o passo de um elétron
desde um orbital molecular fundamental a um orbital excitado.
 Absorção da radiação eletromagnética de comprimentos de onda
na faixa de 160 a 780 nm.

 Comprimentos de onda inferiores a 150 nm são altamente


energéticos que levam à ruptura de ligações químicas.

 Acima de 780 nm atinge-se o IV próximo, onde a energia, já


relativamente baixa, começa apenas a promover a vibração
molecular e não mais transições eletrônicas .
 A absorção da radiação UV/ VIS tem por conseqüências:

 Excitação dos elétrons

 Transições eletrônicas:

“Promoção dos elétrons de valência de um estado menos


energético (estado fundamental) para um estado mais energético
(estado excitado).”
 Espectro UV/ VIS típico:
Lei de Lambert-Beer

 Para medidas de absorção de radiação tem-se:

A Lei de Lambert-Beer permite corrigir a


dependência da concentração e outros fatores
operacionais ao compararmos compostos
distintos.
Limitações reais (fundamentais) da Lei de Beer:
Para soluções com concentrações maiores que 0,01 mol/L, a
distância média entre as espécies diminui a ponto de alterar a
capacidade das espécies em absorver a radiação diminuindo o
valor de e.
O índice de refração do meio também causam desvios. Assim
desvios da lei de Beer são observados com variações
significativas das concentrações. Quando esse fator é
preponderante, uma correção pode ser aplicada,
acrescentando termos à expressão da lei de Beer, onde n é o
índice de refração.
Cubestas
• Quartzo (transparente em toda a faixa
UV/Vis)
UV/Vis
• Vidro (somente visível, absorve muito a
radiação UV).
UV
Características do UV/VIS
• O espectro ultravioleta e visível fornece informações limitadas
sobre as estruturas químicas de uma substância.
• Facilidade na obtenção, tratamento e armazenamento dos dados.

• Ampla aplicação em sistemas orgânicos e inorgânicos.

• Usada em determinações qualitativas e quantitativas devido seu


alto grau de precisão exatidão.

• É uma das técnicas analíticas mais empregadas, em função do


custo relativamente baixo e grande número de aplicações
desenvolvidas.
Parte experimental

 Primeira etapa: Preparação das soluções.

Solução
estoque de
Permanganato
de potássio 16 20
2 mL 4 mL 8 mL
Diluição mL mL
 Segunda etapa:

 Terceira etapa:
Resultados e Discussões
 Este espectro foi obtido após a calibração do espectrômetro com
uma cubeta de água, para a definição do ponto de zero
absorbância.
 A relação entre as diferentes concentrações das soluções de
permanganato e suas respectivas absorbâncias para o
comprimento de onda de 311nm.
Volume pipetado (mL) Concentração (mol/L) Absorbância do KMnO4
2 2 x10-5 0,143
4 4x10-5 0,165
8 8x10-5 0,275
16 1,6x10-4 0,463
20 2x10-4 0,514
 Com as mesmas soluções utilizadas anteriormente para a
obtenção dos dados da absorbância no comprimento de onda de
311nm, também foram analisadas no comprimento de onda de
500nm.
Volume pipetado (mL) Concentração (mol/L) Absorbância do KMnO4
2 2 x10-5 0,079
4 4x10-5 0,104
8 8x10-5 0,174
16 1,6x10-4 0,341
20 2x10-4 0,367
Conclusões
 Com a realização dessa prática pôde-se perceber a importância
da utilização da espectroscopia nos comprimentos do
ultravioleta e visível para a caracterização de substâncias.
 Verificou-se a relação linear entre a absorbância e a
concentração, e constatou que mantendo o caminho óptico
constante, pode-se determinar a concentração de uma espécie
em solução, através da medida de absorbância e da
absortividade.
Referências Bibliográficas
Muito Obrigado!