Sei sulla pagina 1di 35

Identificar o status atual de cada

membro da Célula.
Pais – Jovens - Filhos
Pais – Jovens - Filhos

Discipulado
1. Deve ser feita pelo menos por um Jovem que
ajuda uma pessoa

2. Responsabilidades de um Consolidador:
a. Acompanhar a participação do Discípulo em todas
as atividades agendadas da Igreja.
b. Ser um apoio no crescimento, estando disposto a
ouvir e aconselhar se for preciso.
c. Orar para que o Caráter de Jesus seja formado em
seu discípulo.
d. Fazer contato semanal, pessoal, por telefone ou
mensagem, verificando suas necessidades.
e. Amar incondicionalmente seu Discipulo.
Discipulado
1. Deve ser feita pelo menos por uma pessoa
Adulta e Madura.

2. Responsabilidades de um Discipulador:
a. Todas as Responsabilidades de um Consolidador.
b. Ensinar a Palavra de Deus e levar o Discípulo a uma maturidade
Espiritual.
c. Ensinar principalmente através do Exemplo pessoal de vida.
d. Ajudar no crescimento pessoal em busca da maturidade Cristã.
Fases de Um crescimento Individual saldável.
Fase 1 : Conhecer a Jesus e iniciar sua caminhada na Fé.
Fases de Um crescimento Individual saldável.

Fase 2 : Crescimento e Maturidade


Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem
perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, Efésios 4:13
Fases de Um crescimento Individual saldável.
Fase 3 : Tempo de produzir Frutos
“Vendo que Pedro e João iam entrar no pátio do templo, pediu-lhes esmola.
Pedro e João olharam bem para ele e, então, Pedro disse: "Olhe para nós! "
O homem olhou para eles com atenção, esperando receber deles alguma coisa.
Disse Pedro: "Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isto lhe dou. Em nome de Jesus
Cristo, o Nazareno, ande". Atos 3:3-6
Resumo da Vida Ministerial de Jesus:

Fase 1 : Aos 12 anos estava no templo conhecendo e


também ensinando a palavra de Deus. Lucas 2:40
Fase 2 : Aos 30 anos, é Batizado e começa seu
Ministério.
Fase 3 : Jesus sobe ao monte para orar e pedir a
direção de Deus para chamar os Discípulos.
Fase 4 : 3 anos de treinamento através de um
discipulado profundo.
Fase 5 : Enviar, Ide por todo mundo e fazei
agora seus próprios discípulos.
Resumo da Vida Ministerial de Jesus:

Fase 1 : Aos 12 anos estava no templo conhecendo e


também ensinando a palavra de Deus. Lucas 2:40
Fase 2 : Aos 30 anos, é Batizado e começa seu
Ministério.
Fase 3 : Jesus sobe ao monte para orar e pedir a
direção de Deus para chamar os Discípulos.
Fase 4 : 3 anos de treinamento através de um
discipulado profundo.
Fase 5 : Enviar, Ide por todo mundo e fazei
agora seus próprios discípulos.
Resumo da Vida Ministerial de Jesus:

Fase 2 : Aos 30 anos, é Batizado e começa seu


Ministério.
Resumo da Vida Ministerial de Jesus:

Fase 3 : Jesus sobe ao monte para orar e pedir a direção de


Deus para chamar os Discípulos.

Fase 4 : 3 anos de treinamento através de um


discipulado profundo.
Resumo da Vida Ministerial de Jesus:

Fase 5 : Enviar, Ide por todo mundo e fazei agora seus


próprios discípulos.
1. Nosso Primeiro Desafio é entender como está nossa Célula hoje.

Líder Maduro

Auxiliar Secretário Apoio


Hora de olharmos como está a Supervisão e Cada Célula
Princípios fundamentais para Multiplicação da Célula

Líder Maduro

Auxiliar Secretário Apoio

Líder Maduro

Auxiliar Maduro Secretário Maduro Apoio Maduro


Hora de olharmos como está a Supervisão e Cada Célula
Princípios fundamentais para Multiplicação da Célula

1. Ter alcançado a Maturidade Cristã.


a. Firmado, Confiável, Constante, abundante em Graça e
Misericórdia, um Exemplo de fé, vitória sobre o pecado
b. Fala a linguagem da Liderança e tem o aval.
c. Ter caráter de Servo e ser tratável.

1. O futuro Líder precisa ter um Tripé alicerçado


2. E cada pessoa do tripé uma pessoa para cuidar
Hora de olharmos como está a Supervisão e Cada Célula

Princípios fundamentais para funcionamento de


uma Célula (Multiplicação):

1. Um Líder de qualidade, maduro, firmado, fiel.


2. Um grupo mínimo de 5 pessoas comprometidas com o
Reino, não perfeitas, mas comprometidas.
3. Um local e horário que seja comum a todos.
Pastoral Ensino
Discipulado

Profético
Evangelismo

Apostólico
Pastoral Ensino
Discipulado

Profético
Evangelismo

Apostólico
Identificar dentro da nossa Célula o status de cada pessoa.
Ensino
Pastoral Discipulado

Profético
Evangelismo

Apostólico

1. ______________ 1. ______________ 1. ______________ 1. ______________


2. ______________ 2. ______________ 2. ______________ 2. ______________
3. ______________ 3. ______________ 3. ______________ 3. ______________
4. ______________ 4. ______________ 4. ______________ 4. ______________
5. ______________ 5. ______________ 5. ______________ 5. ______________
8- PASTOR
7- Auxiliar
Pastoral 243
6-
Coordenador 81
5- SUPERVISOR DE
SETOR 27 972
4- SUPERVISOR 9 324 1701
3- LÍDER DE
CÉLULA 3 108 567
2-
DISCIPULADOR 1 36 189
1-
DISCIPULO 0 12 63
0 4 21
3 7
0 0
0
Definir critérios claros para definição do Estágio atual de cada Membro da Igreja.

Como fazemos em nossa Igreja:


Fazemos uma consolidação Mensal e pontuamos cada membro
de acordo com os critérios abaixo.
1. Participação nos Cultos.
2. Participação na Célula)
3. Envolvimento na Obra.
4. Dizimista.
5. Finanças.
6. Tempo Sozinho com Deus.
7. Família.

Novo Convertido – Discípulo Consolidador


Inicio da Fé Notas Irregular <=7 Notas Estabilizadas(>7)
A finalidade desta avaliação é para dar treinamento de acordo com a
necessidade de cada Grupo.
1º Passo – Uma decisão Verdadeira – Novo Convertido

A – Conhecer verdadeiramente os desafios inclusos nesta decisão.


B – Tomar uma decisão voluntária e firme de começar uma nova vida em Cristo Jesus
C – Ser treinado a buscar a Deus diariamente através do Devocional, com a leitura da
Bíblia e oração.
D – Ser orientado a ter compromisso verdadeiro com Deus e com a Igreja.
E – Levá-lo ao Batismo nas águas e participar da Santa Ceia.
2º Passo – Tornando-se um Verdadeiro Discípulo – Discípulo

A – Envolver-se gradualmente no Reino, deixando de ser multidão e tornando-se Discípulo


B – Começar um processo continuo de mudança de atitude através do conhecimento da
Palavra de Deus.
C- Estar ciente das implicações de ser um discípulo.

Familia

Tempo Sozinho com Deus

Finanças

Dizimista

Envolvimento na Obra

Participação no GED

Participação nos Cultos

0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
3º Passo – Tornando-se um Verdadeiro Discípulo – Díscipulador (Tripé do Líder)

A – Manter ativo os critérios que o levaram de Discipulo para Discipulador.


B – Dedicar-se ao Acompanhamento pessoal de cada discípulo.
C – Colocar-se como instrumento de Deus no processo de crescimento do seu
discípulo.

Familia

Tempo Sozinho com Deus

Finanças

Dizimista

Envolvimento na Obra

Participação no GED

Participação nos Cultos

0 1 2 3 4 5 6 7 8 9
4º Passo – Tornando-se um Líder de GED - LIDER

A - Manter ativo os critérios que o levaram de Discípulador para Líder de GED.


B – Pastorear todo o Grupo direta e indiretamente.
C – Acompanhar o crescimento individual de cada membro de seu GED.
D – Proporcionar através do GED a criação e manutenção de vínculos verdadeiros.

Familia

Tempo Sozinho com Deus

Finanças

Dizimista

Envolvimento na Obra

Participação no GED

Participação nos Cultos

0 2 4 6 8 10
Crescimento Explosivo na Igreja Primitiva

Olhando rapidamente o crescimento da igreja primitiva nos primeiros cinco capítulos


de Atos, encontramos o seguinte: 120 crentes (At 1:15); 3000 crentes (At 2:41);
5000 crentes (At 4:4) e uma multidão de crentes (At 5:14).

E então perguntamos: qual o segredo deste crescimento?


R: Este crescimento começou lá atrás com Jesus, passando três anos com os
apóstolos, investindo em treinamento. Lideres maduros produzirão muitos frutos.
As Fases da Semente.

Inicio
de
Tudo
Fase de
Crescimento e
Amadurecimento

Tempo de
Produzir Frutos
Três fases na Vida de Jesus.
1. Jesus inicia seu processo de Aprendizagem, e identifica a vontade de Deus.
12 anos de Idade
“E ele lhes disse: Por que é que me procuráveis? Não sabeis que me convém tratar dos
negócios de meu Pai?” Lucas 2:49

2. Tempo de silencio, de preparo.

12 ~ 30
“E crescia Jesus em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens.”
Lucas 2:52
3. Tempo de Fazer a vontade de Deus
30 ~ 33

“E o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como pomba; e ouviu-se uma voz
do céu, que dizia: Tu és o meu Filho amado, em ti me comprazo.
E o mesmo Jesus começava a ser de quase trinta anos, sendo (como se cuidava) filho de
José, e José de Heli,” Lucas 3:22-23
Três fases na Vida dos Discipulos
1. Os Discípulos Recebem o chamado para seguirem a Jesus.
Inicio da Fé
“Andando à beira do mar da Galileia, Jesus viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu
irmão André. Eles estavam lançando redes ao mar, pois eram pescadores.
19 E disse Jesus: "Sigam-me, e eu os farei pescadores de homens".
20 No mesmo instante eles deixaram as suas redes e o seguiram.” Mt 4:18~20

2. Tempo de Discipulado ao lado de Jesus.


3 anos

“E, entrando em casa, a ninguém deixou entrar, senão a Pedro, e a Tiago, e a João, e ao
pai e a mãe da menina.” Lucas 8:51

3. Tempo de Fazer a vontade de Deus


???????

“Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e


do Filho, e do Espírito Santo;” Mateus 28:19
“E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de
Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda.” Atos 3:6
Jesus e Seus Discípulos

Jesus

Tiago João André Mateus Filipe Pedro

Judas Judas Tiago Bartolomeu Tomé Simão


Iscariotes

Supervisor

Líder Líder Líder

N. C. N. C. N. C. Aux Secret N. C. Aux N. C. N. C.

N. C. N. C. N. C. N. C.
Consolidação com Propósito
1. Uma vez que alcancei meu objetivo, preciso ajudar outros a
alcança-lo.
2. Todas as ações feitas na consolidação, todas as palavras,
conversas, visitas, orações e etc, devem ter o objetivo de levar o
Discípulo a um crescimento, a chegada de um objetivo claro.
a. Ao começar um trabalho de consolidação, deve-se definir com
clareza o objetivo a ser conquistado, se tornar um
Consolidador como Jesus. Ele é nosso alvo, Ele é nossa
referência.
b. Mostrar ao discipulo claramente os pontos fortes e fracos, que
precisam de uma atenção, ou até mesmo uma ação. Isto pode
ser feito através do relatório de consolidação.
c. Definir uma estratégia clara para vencer as dificuldades
aprensentadas.
d. Buscar uma maneira de estar constantemente relembrando o
desafio, o alvo e o desejando ardentemente
Pessoas Entrando Membros da Igreja Pessoas Saindo da
na Igreja Igreja
Membros da Igreja