Sei sulla pagina 1di 36

Química

Ambiental

Aula 1

Ana Cecília
Bulhões Figueira
Plano de Ensino
Ementa
Matéria e Energia, Estrutura atômica, Tabela
periódica, Ligações químicas. Ácidos e bases.
Química do ar, água e solo.

Química dos poluentes e seus efeitos sobre o meio


ambiente e a saúde pública.

Objetivos
Oferecer uma visão geral da Química Ambiental
para que sejam capazes de relacionar questões
dessa ciência aos impactos ambientais mais
recorrentes e assim, propor soluções e medidas
mitigadoras e de remediação. 2
Plano de Ensino
Conteúdo

Capítulo 1 - Matéria e energia.

Capítulo 2 - Ácidos, bases e reações em meio aquoso.

Capítulo 3 - A química da Atmosfera.

Capítulo 4 - A química da Hidrosfera.

Capítulo 5 - A química da Litosfera.

3
Plano de Ensino
Bibliografia Básica

 BAIRD, C. Química Ambiental, 2 ed. Porto Alegre, Bookman,


2008.

 SPIRO, T. G., STIGLIANI, W, M., Química Ambiental. 2 ed. São


Paulo, Pearson, 2009.

 BROWN, T. L., LEMAY, H. E., BURSTEN. B. E., BURDGE, J. R.


Química uma ciência central. 9 ed. São Paulo, Pearson, 2005.

 JERÔNIMO, C.E.M; MELO, H.N.S. Caracterização dos resíduos


químicos de um laboratório de análises físico-químicas e
microbiológicas de águas e efluentes. Rev. Elet. Em Gestão,
Educação e Tecnologia Ambiental, v.7, n.7, p.1520-1526, mar-
ago 2012.
4
Plano de Ensino
Bibliografia Complementar

 ATKINS, P. JONES, L. Princípios de Química -


Questionando a vida moderna e o meio ambiente.
Bookman, 3ª Ed. Porto Alegre, 2005.
 ROCHA, J. C., ROSA, A. H., CARDOSO, A. A. Introdução
à química ambiental. Porto Alegre, Bookman, 2004.
 MANOM E. B., PACHECO, E. B. A. V., BONELLI, C. M. C.,
Meio ambiente poluição e reciclagem. 1ªed., São Paulo,
Edgard Blucher, 2005.
 KOTZ, J. C., TREICHEL, P. Química e Reações Químicas.
4ªed., Rio de Janeiro, LTC, 2002.
 BRUICE, P. Y., Química orgânica. Vol.1, 4ªed., São Paulo,
Pearson, 2006.
5
Sumário
• Matéria e Teoria Atômica

• Tabela Periódica dos Elementos

• Ligações Químicas

• Compostos Iônicos e Moleculares

6
O Estudo da Matéria
MATÉRIA é todo o material físico do universo

• Três estados: sólido, líquido e gasoso

• Os comportamentos físico-químicos da matéria


dependem da estrutura dos átomos que a
compõem e de como interagem entre si.

7
SÓLIDO
LÍQUIDO
O Estudo da Matéria

GASOSO

Figura 1: Diferentes exemplos dos estados da matéria.

Fonte: Petrucci, Harwood and Herring. General Chemistry Principles and


8

Modern Applications 8th Ed. Windsor, Prentice-Hall, 2002


Classificação da Matéria
Matéria

NÃO SIM
É uniforme?

Mistura
Homogênea
heterogênea

NÃO SIM
Tem composição
variável?

Mistura
Substância
homogênea
pura
(solução)

NÃO Pode ser reduzida a SIM


substância mais
simples?

Elemento Composto
9
Matéria e Teoria Atômica
 Entender a estrutura atômica
(evolução dos modelos atômicos)

É FUNDAMENTAL

 para entender como a mesma influencia nas


propriedades da matéria.

10
Modelos atômicos e estrutura atômica
• John Dalton (1803): Postulados
- Toda matéria é composta por partículas
menores (átomos).

- Os átomos são indivisíveis, não podem ser


criados e nem destruídos – “lei de conservação
das massas”.

- Todos os átomos de um elemento são idênticos.

- Os compostos são formados quando átomos de


mais de um elemento se combinam.
11
• J. J. Thomson (1897) – Descoberta do elétron

Fonte: BROWN, T. L., LEMAY, H. E., BURSTEN. B. E., BURDGE, J. R.


- O átomo é subdivisível: experimentos (raio

Química uma ciência central. 9 ed. São Paulo, Pearson, 2005


catódico) revelaram que o átomo tem partículas
carregadas negativamente (elétrons);

- Relação carga/massa do elétron = 1,76.108 C.g-1


O Coulomb (C) é a unidade de carga elétrica no SI.

Figura 2: Esquematização de um tubo de raios catódicos modificado. 12


• Modelo atômico de J.J.Thomson

Fonte: BROWN, T. L., LEMAY, H. E., BURSTEN. B. E., BURDGE, J. R.


Química uma ciência central. 9 ed. São Paulo, Pearson, 2005
- Sugeriu que o átomo poderia ser uma esfera
carregada positivamente na qual alguns elétrons
estão incrustados.

Figura 3: Modelo “pudim de ameixa” do átomo de J. J. Thomson.


13
• Modelo atômico de Ernest Rutherford
• 1914: E. Rutherford demonstrou a existência de

Fonte: Petrucci, Harwood and Herring. General Chemistry Principles and


uma partícula com massa muito superior a massa

Modern Applications 8th Ed. Windsor, Prentice-Hall, 2002


do elétron, porém de mesma carga e de sinal
oposto.

• 1919: Carga positiva no núcleo atômico:


descoberta dos prótons (+).

• 1932: J. Chadwick descoberta dos


nêutrons
(partícula nuclear eletricamente neutra).

Figura 4: Representação do átomo nuclear.


14
O átomo nuclear
Partículas subatômicas: prótons (+), nêutrons e
elétrons (-);
Carga de um elétron = - 1,602.10-19 C
Carga de um próton = + 1,602.10-19 C
(1,602.10-19 C  carga eletrônica)
Tabela 1 – Comparação entre partículas
subatômicas
Partículas Carga
Prótons Positiva (1+)
Nêutrons Nenhuma (neutra)
Elétrons Negativa (1-)
15
O átomo nuclear
- Átomo é neutro: número de prótons = número de
elétrons

- A massa do elétron é desprezível em relação à


massa do próton e do nêutron.

- Número atômico (Z) = número de prótons no


núcleo

- Número de massa (A) = número de prótons +


número de nêutrons no núcleo
A
ZX
16
átomo de Oxigênio O
8
16
Isótopos

São elementos que possuem o mesmo número


atômico (Z), porém com massa atômica (A)
diferentes (n° neutrons ≠).

Exemplos:
11 12 13 14
6C 6C 6C 6C

nuclídeos
1 2 3 35 37
1H 1 H 1H 17Cl 17Cl

nuclídeos nuclídeos
17
A escala de massa atômica
- A massa (em gramas) do 1H é 1,6735.10-24 g e do
16O é 2,6560.10-23 g.

- Usando (u)  unidade de massa atômica:

1 u = 1,66054.10-24 g
1 g = 6,02214.1023 u

- Por convenção: a massa de 12C = exatamente 12 u

- Portanto, a massa atômica do 1H=1u e do 16O=16u

18
A escala de massa atômica
Massas atômicas médias

A massa atômica relativa: massas médias dos


isótopos:

O C natural: 98,892 % de 12C + 1,107 % de 13C.

A massa média do C:
(0,9893)(12 u) + (0,0107)(13,00335) = 12,01 u

19
Organização dos Elementos:
A Tabela Periódica
1871: Lothar Meyer e Dmitri Mendeleev
(ordem crescente de nº de massa)

 Atualmente: 116 elementos

 Ordem crescente de número atômico (Z)


- horizontal.

 Propriedades físicas e químicas similares - vertical.

20
Tabela periódica

http://tabelaperiodicacompleta.com.br
Figura 5: Classificação dos elementos – Tabela Periódica.
21
Tabela periódica
 As colunas na tabela periódica chamam-se
grupos (numeradas de 1A a 8A ou de 1 a 18).

 As linhas na tabela periódica chamam-se


períodos.

19 Número atômico (Z)


K Símbolo atômico
39,0983 Peso atômico

22
Tabela periódica
Alguns dos grupos na tabela periódica recebem
nomes especiais e indicam as similaridades entre os
membros de um grupo.

Tabela 2: Grupos da tabela periódica


Grupo Nome Elementos
1A Metais alcalinos Li, Na, K, Rb, Cs, Fr
2A Metais alcalinos terrosos Be, Mg, Ca, Sr, Ba, Ra
6A Calcogênios O, S, Se, Te, Po
7A Halogênios F, Cl, Br, I, At
8A Gases nobres He, Ne, Ar, Kr, Xe, Rn

23
Propriedades Periódicas
A posição do elemento revela suas propriedades

Figura 6: Propriedades periódicas dos elementos.


24
• Modelo atômico de Niels Böhr

Fonte: Usberco, J.; Salvador, E. Química, 5ª.ed.reform., São Paulo:Saraiva, 2002, p.64-67
Níveis e subníveis energéticos
Camadas
ou níveis Subnível s p d f
n° máx. de e- 2 6 10 14

núcleo

Níveis de Nome da n° máximo


Energia Camada elétrons
1° K 2
2° L 8
3° M 18
4° N 32
5° O 32
6° P 18
7° Q 8 Figura 7: Níveis e subníveis de energia.
25
Transferência de e-  camada mais externa do átomo:
CAMADA DE VALÊNCIA
Diagrama de
Distribuição eletrônica de 26Fe e Linus Pauling
Fe2+
26

Fe = 1s 2 2s2 2p6 3s2 3p6


26
4s2 3d6
Fe2+ (- 2e-) = 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6
26
3d6

Energia crescente:
1s < 2s < 2p < 3s < 3p < 4s < 3d < 4p < 5s < 4d < 5p < 6s < 4f < 5d
< 6p < 7s < 5f < 6d 26
Íons e compostos iônicos
Átomos podem perder ou ganhar elétrons  ÍONS

Íon (+)  CÁTION Íon (-)  ÂNION


Átomos podem perder ou ganhar mais de um elétron

Cargas iônicas, representadas por índice superior


Nos CÁTIONS: +, 2+, 3+ Nos ÂNIONS: -, 2-, 3-

27
Íons e compostos iônicos

Fonte: BROWN, T. L., LEMAY, H. E., BURSTEN. B. E., BURDGE, J. R. Química


Previsão das cargas iônicas
Posição do elemento na Tabela Periódica

uma ciência central. 9 ed. São Paulo, Pearson, 2005


CÁTIONS ÂNIONS

METAIS tendem a perder e- e NÃO METAIS


tendem a ganhar e-
Figura 8: Cargas de alguns íons encontrados em compostos comuns.
28
Íons e compostos iônicos
Ligações químicas:
transferência ou compartilhamento de e-
Elementos buscam a estabilidade (regra do octeto)

COMPOSTOS IÔNICOS: formados pela combinação


de íons  LIGAÇÃO IÔNICA (transferência de e-)

Na+ + Cl- NaCl


Íon sódio Íon cloro Composto iônico
(cloreto de sódio)

 Geralmente entre METAL + NÃO METAL


29
Compostos iônicos
 São ELETRICAMENTE NEUTROS
(cargas positivas = cargas negativas)

Portanto:

- existe um Na+ para cada Cl- gerando NaCl


- existe um Ba2+ para dois Cl- gerando BaCl2

Em geral, a carga de um íon torna-se o índice do


outro (sem sinal): Mg2+ + N3- Mg3N2
íon magnésio íon nitrogênio Composto iônico
(nitreto de magnésio)

30
Moléculas e Compostos Moleculares
• Moléculas são reuniões de dois ou mais átomos
ligados entre si (NÃO METAIS):
Compartilhamento de e-
H• + H• H H ou H H O C O ou O C O
Ligação covalente Ligação covalente coordenada

• Suas fórmulas químicas indicam quais átomos


compõem a molécula e em qual proporção são
encontrados.

• Exemplos: H2O, CO2, CO, CH4, H2O2, O2, O3 e


C 2H 4.
31
Compostos: Iônicos x Moleculares
IÔNICOS MOLECULARES

• Formado por íons • Formado por


moléculas
• Combinam metais
e não-metais • Em geral, somente
não-metais
• Exemplos: NaCl,
CaCl2 • Exemplos: H2O; CH4

32
Fechamento
• Matéria e Teoria Atômica

• Tabela Periódica

• Ligações Químicas

• Compostos Iônicos e Moleculares

33
Química
Ambiental

Atividade 1

Ana Cecília
Bulhões Figueira
Evolução nos modelos atômicos
J. Dalton J.J. Thomson E. Rutherford/N. Bohr
 Átomos  Descoberta dos
indivisíveis  Descoberta dos prótons (+) e do
 Átomos de um elétrons (-) átomo nuclear
mesmo elemento  Átomos formados  Elétrons existiam ao
são iguais por uma esfera redor do núcleo
 Átomos maciça positiva (eletrosfera)
combinam-se com elétrons  Eletrosfera : dividida
entre si para incrustrados em camadas e
formar novos “pudim de passas” subcamadas (por
compostos ordem de energia)

35
Lítio (Li) Flúor (F)
Metal Não Metal
Família 1 ou 1A: Metais
Família 17 ou 7A: Halogênios
Alcalinos
Número atômico = n° e- = 9
Número atômico = n° e- = 3
Distribuição eletrônica
1s2 2s1  C.V. = 2s1 1s2 2s2 2p5 C.V. = 2s2 2p5
Li perde 1e-  cátion Li+ F ganha 1e-  ânion F-
Composto Iônico LiF (fluoreto de lítio)

36