Sei sulla pagina 1di 7

Do vício à reinserção social:

história de vida de um dependente


químico
SENNA, Gilnei Melo de
NECO, Xasmenia Silva
Produção Científica: Escrita e Comunicação
1 INTRODUÇÃO
• Presença das drogas nas culturas ao longo da história da
humanidade;
• Aumento no consumo das drogas, por diferentes fatores;
• Aumento no índice de consumo de crack

Pertinência em pesquisar a história de vida de um ex-usuário


de drogas, desde o primeiro uso de alguma droga e seus
efeitos na vida social.
2 OBJETIVO

 investigar os fatores desencadeantes da


história de vida de um indivíduo que podem
estar associados à dependência química.
3 MÉTODO
 Natureza qualitativa, utilizando o método de História de
Vida (SOARES, 1994).
 Coleta de dados: entrevista aberta com um voluntário, ex-
militar, graduado, que em um período de três anos gastou
todo seu dinheiro no uso de maconha, cocaína e crack. O
mesmo foi escolhido através do vínculo estabelecido com o
pesquisador do trabalho.
 Entrevista: ocorreu em três diferentes encontros com
duração aproximada de uma hora.
4 RESULTADOS E DISCUSSÃO

Os resultados são discutidos a partir de quatro


categorias:

I) Fatores desencadeantes para o início da


dependência

II) Do crime à prisão: o caminho levado pelas drogas

III) O processo de superação


5 CONCLUSÕES
 importância da presença da família no desenvolvimento do
ciclo vital de uma pessoa

 o sistema carcerário, muitas vezes, servem de escola para o


crime, sendo a convivência obrigatória e diária com diversos
apenados e o consumo de drogas de forma livre os grandes
fatores influenciadores

 a fé tem sido uma grande contribuinte para a recuperação de


indivíduos inseridos no mundo das drogas.
Referências
COELHO, C.; PÉREZ-RAMOS, A. M. de Q. e. Abstinência e a redução de
danos no processo de recuperação dos dependentes de substâncias
psicoativas. In: Boletim Academia Paulista de Psicologia - Ano XXVIII, n.
01, 2008, p. 79-86.
MARQUES, A. C. P. R.; CRUZ, M. S. O adolescente e o uso de drogas. In:
Revista Brasileira de Psiquiatria. v.22, n. 2, 2000, p. 32-36.
OLIVEIRA, L. G. de. Avaliação da Cultura do uso de Crack após uma
década de introdução da Droga na cidade de São Paulo. Universidade
Federal de São Paulo/Escola Paulista de Medicina, 2007. [Tese de
Doutorado].
RIGOTTO, S. D.; GOMES, W. B. Contextos de abstinência e de recaída na
recuperação da dependência química. In: Psicologia: Teoria e Pesquisa. v.
18, n. 1, Jan-Abr 2002, p. 095-106.
SOARES, L. E. O Rigor da Indisciplina: ensaios de antropologia
interpretativa. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1994.