Sei sulla pagina 1di 38
ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
ENSAIO SOBRE A
CEGUEIRA
ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA
“Este é um livro francamente terrível com o qual eu quero que o leitor sofra tanto

“Este é um livro francamente terrível com o qual eu quero que o leitor sofra tanto como eu sofri ao escrevê-lo. Nele se descreve uma longa tortura. É um livro brutal e violento e é simultaneamente uma das experiências mais dolorosas da minha vida. São 300 páginas de constante aflição. Através da escrita, tentei dizer que não somos bons e que é preciso que tenhamos coragem para reconhecer isso”, disse o escritor José Saramago, por ocasião da apresentação pública do seu romance “Ensaio sobre a Cegueira”.

CEGO

  • 1. Privado da vista.

  • 2. Fig. Alucinado, transtornado, obcecado.

  • 3. Que impede a reflexão, o raciocínio; que perturba o julgamento, oblitera a razão.

(Fonte: Dicionário Eletrônico Aurélio)

Existe no Ensaio sobre a Cegueira, de Saramago, uma diferença sutil entre os atos de olhar e de ver:

  • olhar: percepção visual, uma consequência física do sentido humano da visão.

  • ver: possibilidade de observação cuidada, de exame daquilo que nos aparece à vista.

Epígrafe do livro:

“Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara.”

Reparar, portanto, não é nada mais do que se libertar da superficialidade da visão

para aprofundar o interior do que é o

homem e, finalmente, conhecê-lo.

Reparar: 1.fazer reparo ou conserto em; consertar, restaurar, refazer:

O pedreiro reparou o muro parcialmente

destruído.

6. Fixar a vista ou a atenção em; observar,

ver, notar

(Fonte: Dicionário Eletrônico Aurélio)

Jogo

entre

desumanização

e

humanização.

Traz

passagens em que se

desce ao extremo mais

baixo da barbárie, mas

sempre atentando para

momentos

de

solidariedade e de

compaixão momentos em que o reparar se torna fundamental.

A cegueira apresentada por Saramago

pode ser encarada como um sintoma da

alienação do homem em relação a si próprio e aos outros.

Frieza resultante do tecnicismo, que faz com que os homens percam a consciência

de si e se deformem, se massifiquem e

se barbarizem, tornando-se semelhantes

a um objeto.

“Com a valorização do mundo das coisas,

aumenta em proporção direta a

desvalorização do mundo dos homens.”

Karl Marx

IMPORTÂNCIA DA ARTE

Função humanizadora

A arte, principalmente a literatura,

é

humanizadora, quer dizer, reverte o

processo de reificação ao qual os indivíduos estão submetidos.

Ela [a Literatura] não corrompe nem

edifica, portanto; mas, trazendo livremente em si o que chamamos o bem e o que

chamamos o mal, humaniza em sentido

profundo, porque faz viver.

(Antonio Candido, “A literatura e a formação do homem”)

As leituras e interpretações de uma obra literária são múltiplas. O leitor sempre interage ativamente com o texto, lendo-o sob a ótica de seus valores, experiências e perspectivas. Ao refletir sobre a cegueira, pudemos dividi-la em três tipos:

cegueira física; cegueira ideológica. cegueira epistemológica.

Cegueira física

Cegueira física: é aquela que usualmente vem a nossa mente quando pensamos no significado da

palavra. É literal, denotativa.

A cegueira é a falta do sentido da visão. Pode ser total ou parcial.

Vários tipos: visão reduzida, parcial, daltonismo, estrabismo, etc.

Cegueira física • Cegueira física: é aquela que usualmente vem a nossa mente quando pensamos no

As classificações dependem de onde se tenha produzido o dano que impede a visão:

1. nas estruturas transparentes do olho, como as cataratas e a opacidade da córnea;

2. na retina, como a degeneração macular;

3. no nervo diabetes; 4. no cérebro.

óptico, como o glaucoma ou

Os outros dois tipos de cegueira podem ser considerados metafóricos, pois não significam a falta do sentido da visão física e não estão ligados necessariamente aos globos oculares e aos nervos óticos.

Os outros dois tipos de cegueira podem ser considerados metafóricos, pois não significam a falta do

Cegueira ideológica

Cegueira ideológica é o tipo de cegueira provocado por outras pessoas, instituições

ou meios de comunicação

Instrumento de dominação

Age através do convencimento

Falácias

Cegueira epistemológica

Cegueira epistemológica: diz respeito a nossa capacidade de experimentar a

realidade em que estamos inseridos e conhecer a verdade das coisas.

• “Mito da caverna”: A república, de Platão, livro VII.

Mito da Caverna

Platão Adaptação de Maurício de Souza