Sei sulla pagina 1di 4

Eletroscópio

Equipe: Kahio
Rafaela
Talita
Ticiana
Vânia
O que é
 Um aparelho destinado para verificar existência de cargas
elétricas, ou seja, identificar se um corpo está eletrizado.
 Os tipos mais comuns de eletroscópios são o pêndulo
eletroscópico e o eletroscópio de folha. Para verificar a
existência dessa carga elétrica e a propriedade de repulsão
entre cargas.
 A idéia principal de funcionamento do eletroscópio é fazer
com que as cargas elétricas em excesso no seu interior
sejam divididas em duas quantidades aproximadamente
iguais, que por sua vez são guiadas a duas partes móveis e
próximas do aparelho.
 Devido à mobilidade dessas partes e ao fato delas estarem
carregadas com o mesmo tipo de carga, elas se afastarão
uma da outra.Isto permite mostrar de forma visível a
repulsão entre cargas de mesmo sinal.
Eletricidade - Histórico
 Os fenômenos elétricos eram de menor valor prático que os efeitos
magnéticos, e pouco se aprendeu sobre eles, antes de William
Gilbert .
 Foi Gilbert quem descobriu que o poder de atração do âmbar era
partilhado por muitas outras substâncias. Suas descobertas
estabeleceram a ciência da eletricidade resultante da fricção
(eletrização por atrito).
 Ele fabricou um eletroscópio elementar e utilizou-o para detectar a
presença de cargas elétricas. Seu instrumento era uma agulha
metálica equilibrada para girar com facilidade no centro, que era
apoiado em um suporte.
 Friccionava a substância em estudo, levando-a para junto de uma
das extremidades da agulha. Se a fricção tivesse produzido uma
carga elétrica, a agulha seria atraída e giraria em direção ao corpo
eletricamente carregado.
 Assim, ele descobriu que muitas substâncias além do âmbar
produzem uma deflexão do eletroscópio, inclusive gemas, vidro,
enxofre, cristais e resinas. Chamou-os "elétricos" porque podiam
desenvolver uma atração elétrica.
William Gilbert (1544-1603) Versorium (eletroscópio rudimentar)