Sei sulla pagina 1di 30
Filosofia e Psicologia
Filosofia e Psicologia

Prof. Andrea Dircksen

Bases Epistemológicas da Psicologia Sistemas da Psicologia

FILOSOFIA E PSICOLOGIA
FILOSOFIA E
PSICOLOGIA

Filósofos com relação à cronologia:

  • 1. PRÉ-SOCRÁTICOS (Tales de Mileto, Pitágoras de Abdera

...

  • 2. SÓCRATES;

);

  • 3. PLATÃO;

  • 4. ARISTÓTELES;

  • 5. MEDIEVAIS (Tomas de Aquino

...

);

  • 6. MODERNOS (Descartes, Locke, Berkeley, Voltaire, Hume, Kant

...

);

  • 7. CONTEMPORÂNEOS (Comte, Marx, James, Nietzsche, Althusser, Foucaut, Popper

...

)

CONTEXTO
CONTEXTO

Para que possamos entender as bases epistemológicas da Psicologia temos que, além de conhecer os filósofos que começaram estes questionamentos, conhecer o contexto em que surgiram as teorias;

Forças sociais, econômicas e políticas características de cada época e lugar;

FILOSOFIA E PSICOLOGIA
FILOSOFIA E
PSICOLOGIA

O estudo científico dos aspectos psicológicos só se inicia no momento histórico em que o homem se percebe detentor de uma subjetividade privada - e esta experiência privada é questionada e entra e em crise;

FILOSOFIA E PSICOLOGIA • O estudo científico dos aspectos psicológicos só se inicia no momento histórico
Constituição do Pensamento Psicológico ■ Transição do modelo feudal para o modelo capitalista : conjunto de

Constituição do Pensamento Psicológico

Constituição do Pensamento Psicológico ■ Transição do modelo feudal para o modelo capitalista : conjunto de

Transição do modelo feudal

para o modelo capitalista :

conjunto de idéias e

Constituição do Pensamento Psicológico ■ Transição do modelo feudal para o modelo capitalista : conjunto de

necessidades que

fundamentaram o surgimento da psicologia como ciência;

Constituição do Pensamento Psicológico • Mudança nas relações existentes entre o homem e seus mecanismos de

Constituição do Pensamento Psicológico

Constituição do Pensamento Psicológico • Mudança nas relações existentes entre o homem e seus mecanismos de

Mudança nas relações

existentes entre o homem e

seus mecanismos de subsistência

condições que levaram a acumulação de capital e ao

sistema capitalista de

produção.

IDADE MÉDIA

IDADE MÉDIA Constituição do Pensamento Psicológico Sistema feudal ▼ Visão teológica do mundo ▼ Sociedade estática
IDADE MÉDIA Constituição do Pensamento Psicológico Sistema feudal ▼ Visão teológica do mundo ▼ Sociedade estática
Constituição do
Constituição do
Pensamento Psicológico
Pensamento Psicológico

Sistema feudal

▼

Visão teológica do mundo

Sociedade estática dividida em 3 classes

 

Igualdade humana como produto da vontade divina

 

As explicações sobre o real prescindiam de

 

observação dos fatos da realidade

O conhecimento se dava por revelação e a razão estava submetida à fé

RENASCIMENTO

Constituição do
Constituição do
Pensamento Psicológico
Pensamento Psicológico

Passagem do sistema feudal para o

RENASCIMENTO Constituição do Pensamento Psicológico Passagem do sistema feudal para o capitalismo ▼ Revolução Industrial na

capitalismo

Revolução Industrial na Inglaterra, Revolução francesa, Revolução industrial na Alemanha ▼ Início da Idade Moderna ▼
Revolução Industrial na Inglaterra,
Revolução francesa, Revolução industrial
na Alemanha
Início da Idade Moderna
Ascensão da burguesia
Formação das cidades, excedentes da
produção, surgimento dos mercados

Alterações no campo ideológico

Constituição do Pensamento Psicológico
Constituição do
Pensamento Psicológico

O universo: infinito, indeterminado e em movimento;

O sol como centro do universo HELIOCENTRISMO (Copérnico em 1514 mas só

em 1610 + Galileu confirmou essa teoria, mas foi obrigado a renegá-la pela inquisição para não ser

queimado como Giordano Bruno);

Antropocentrismo em oposição ao Teocentrismo - transição entre Idade Média e Renascimento;

O homem é livre definição do seu lugar social

Constituição do
Constituição do
Pensamento Psicológico
Pensamento Psicológico

Razão separa da fé;

Constituição do Pensamento Psicológico ■ Razão separa da fé; ■ Os dogmas da igreja são questionados;

Os dogmas da igreja são questionados;

A produção de conhecimento começa a se basear em lógicas da matemática e principalmente na observação e experimentação;

Vida coletiva Vida Privada

Constituição do Pensamento Psicológico
Constituição do
Pensamento Psicológico
Constituição do Pensamento Psicológico • O surgimento e o desenvolvimento da burguesia e do modo de

O surgimento e o desenvolvimento da burguesia e do modo de produção capitalista tem como uma de suas implicações a reestruturação geral das idéias e a produção de conhecimento que possibilitasse uma nova interpretação do real.

Constituição do Pensamento Psicológico
Constituição do
Pensamento Psicológico

Nicolau Copérnico (1473-1543) Galileu (1564-1642) Kepler (1571-1630)

A descoberta de Copérnico modificou por completo a concepção cósmica medieval.

Contribuindo para tirar o homem de

sua posição de centro do universo, colocando-o como mera partícula da

máquina cósmica infinita.

Constituição do Pensamento Psicológico
Constituição do
Pensamento Psicológico
Constituição do Pensamento Psicológico • A burguesia necessitava para o desenvolvimento da produção industrial de uma

A burguesia necessitava para o desenvolvimento da

produção industrial

de uma ciência que investigasse as propriedades dos

corpos físicos e o funcionamento das ciências naturais;

Constituição do
Constituição do
Pensamento Psicológico
Pensamento Psicológico

A produção manufatureira e industrial exigia novas

formas de lidar com a natureza

A reestruturação social e política tem implícito um debate ideológico: a visão de mundo do sistema feudal deve ser combatida

Surgimento da Ciência Moderna

Retomada do desenvolvimento das Ciências Naturais

Preocupação em sistematizar um método científico de conhecimento independente da filosofia e da metafísica

Constituição do
Constituição do
Pensamento Psicológico
Pensamento Psicológico

Burguesia momento histórico de ênfase na razão, liberdade e individualização

humana.

Constituição do Pensamento Psicológico • Burguesia – momento histórico de ênfase na razão , liberdade e

Essas idéias são expressas nas teorias do

racionalismo, empirismo e

mecanicismo

Começo do Mecanicismo
Começo do Mecanicismo

Isaac Newton (1642- 1727) submeteu

toda a natureza a uma interpretação

mecanicista precisa;

Começo do Mecanicismo Isaac Newton (1642- 1727) submeteu toda a natureza a uma interpretação mecanicista precisa;

Estendeu as leis da física a todo o universo;

Todos os acontecimentos da natureza são governados por leis naturais que podem ser formuladas tão precisamente quanto os princípios matemáticos;

Começo do Mecanicismo
Começo do Mecanicismo

A descoberta dessas leis passou a se constituir como principal

atividade da ciência;

Começo do Mecanicismo • A descoberta dessas leis passou a se constituir como principal atividade da

O homem estava num mundo em que a sucessão dos

acontecimentos era tão

automática quanto o tique-

taque do relógio;

MECANICISMO
MECANICISMO

Século XVII 200 anos antes da psicologia se estabelecer como ciência;

Todos os processos naturais são mecanicamente determinados e podem ser explicados pela leia da física;

Foco na Física;

O universo era entendido como uma grande máquina;

MECANICISMO
MECANICISMO

Concepção do seres humanos como máquinas;

A investigação da natureza humana só era possível através

do Método Científico;

MECANICISMO
MECANICISMO

A experimentação, a observação e a medição tornaram-se as marcas distintivas da ciência;

MECANICISMO A experimentação , a observação e a medição tornaram-se as marcas distintivas da ciência; ■

O relógio como modelo para o universo físico;

As pessoas podiam ser estudadas como as maquinas (“por partes”);

Os métodos experimentais e quantitativos poderiam também ser aplicados ao estudo da natureza humana;

MECANICISMO
MECANICISMO

Determinismo: todo ato é determinado por eventos

passados;

Reducionismo: estudo por meio da analise, fragmentação e redução;

O pensamento científico vai dominar a Idade moderna;

Epistemologia
Epistemologia

Uma preocupação obsessiva com a produção de crenças válidas emerge

no início da Idade Moderna no séc.

Epistemologia Uma preocupação obsessiva com a produção de crenças válidas emerge no início da Idade Moderna

XVII

Conhecer, a partir de então, passou a ser o mais digno problema da filosofia;

Procurar fundamentos seguros para o conhecimento e regras confiáveis para a sua produção e avaliação veio a ser a questão central do Ocidente.

Epistemologia
Epistemologia

As certezas começam a ser derrubadas. Nesse momento institui-se a dúvida e, para superá-la só um novo método de conhecimento. Essa discussão inicia-se com Bacon e Descartes.

FRANCIS BACON (1561-1626)
FRANCIS BACON
(1561-1626)

O mundo natural é regido por leis próprias que podem ser conhecidas,

sendo essa a tarefa da ciência;

O conhecimento da realidade é possível, mas para se evitar o erro é necessário um método racional;

Elabora o método indutivo, aliando a observação ao raciocínio;

Preocupação com a experimentação Empirismo;

FRANCIS BACON
FRANCIS BACON

MÉTODO INDUTIVO: Parte-se do específico para o geral:

Antonio é mortal. Benedito é mortal. Carlos é mortal. Zózimo é mortal. Ora, Antonio, Benedito, Carlos

e Zózimo são homens.

... Logo, (todos) os homens são mortais.

MÉTODO DEDUTIVO: Quando se parte de uma situação geral e genérica para uma particular.

A dedução é o processo mental contrário à indução.

Todo homem é mortal. (premissa maior)

Pedro é homem. (premissa menor) Logo, Pedro é mortal. (conclusão)

Através da indução, não produzimos conhecimentos novos, porém explicitamos conhecimentos que antes estavam implícitos.

René Descartes

(1596-1650)

A razão como única fonte de

René Descartes (1596-1650) A razão como única fonte de conhecimento e como fundamento da existência real;

conhecimento e como fundamento

da existência real;

A razão tem idéias inatas;

Deus como ser perfeito e infinito não permitiria a existência de idéias falsas sobre a realidade;

O Bom Deus é o fundamento da objetividade do conhecimento;

René Descartes

(1596-1650)

Concepção mecanicista do

corpo: a razão ou o espírito é

René Descartes (1596-1650) • Concepção mecanicista do corpo: a razão ou o espírito é uma forma

uma forma de substância diversa implantada no corpo do homem por Deus e localizada na glândula pineal;

Dualismo mente e corpo;

René Descartes

(1596-1650)

Racionalismo;

A razão fundamenta a existência;

As leis do pensamento são as mesmas leis que regem o Universo, e estão expressas nas leis da

matemática;

Raciocínio dedutivo matemático;

EPISTEMOLOGIA

EPISTEMOLOGIA A crítica ao sistema aristotélico levou a duas possíveis respostas sobre um método de conhecimento:

A crítica ao sistema

aristotélico levou a duas

possíveis respostas sobre um método de conhecimento:

1)

A partir de Bacon a preocupação com a experimentação Empirismo

2) A partir de Descartes o conhecimento pela razão e fundamentado nas leis da matemática Racionalismo

Fim da aula ...
Fim da aula ...

PPS RUBEM ALVES ... Tempos Modernos Charles Chaplin