Sei sulla pagina 1di 29

HISTÓRIA POLÍTICA

ROMA
MONARQUIA

REI
PODER POLÍTICO, RELIGIOSO,
JURÍDICO E MILITAR

SENADO ASSEMBLÉIA
Cidadãos que votavam as leis criadas
Conselho de anciãos (aristocratas -
pelo senado
patrícios) que fiscalizava o rei e
elaborava as leis
MONARQUIA
Os primeiros reis foram
de origem sabina ou
latina Os etruscos tomaram o
poder político e
aboliram o Senado

Houve uma revolta dos aristocratas (patrícios)


expulsando os etruscos, abolindo a
monarquia e implantando a república.
REPÚBLICA
“coisa do povo”
PATRÍCIOS
Aristocracia proprietária das maiores e melhores
terras e detentoras do poder político

PLEBEUS
Pequenos agricultores, comerciantes, pastores
e artesãos

CLIENTES
Não-proprietários que se colocavam a serviço de um
patrono (patrício) que cedia uma gleba de terra
mediante um pagamento anual

ESCRAVOS
REPÚBLICA
SENADO Poder Político e Legislativo
Conselho de anciãos (300 senadores).
Elaborar leis, controlar as finanças do Estado, a religião, a
administração do território público e a política exterior.

MAGISTRATURAS Poder Judiciário e Executivo


CÔNSULES (presidiam os comícios, o Senado e o exército), os PRETORES
(poder judiciário), os CENSORES (recensear a população e vigiar os costumes),
os QUESTESOUROS PÚBLICOS (arrecadar os impostos e cuidar do tesouros
público) e os EDIS (organizavam os espetáculos oficiais e cuidavam da
segurança pública)

COMÍCIOS Poder legislativo


Assembléias populares e patrícios encarregadas de votar as leis e eleger os
magistrados. Centuriais (os cidadãos se dividiam segundo sua riqueza) e Tribais
(os cidadãos se dividiam em tribos)
REPÚBLICA
Luta de classes: PATRÍCIOS X PLEBEUS
• Direitos concedidos aos plebeus
• Igualdade jurídica (Lei das 12 Tábuas)
• Igualdade civil, permitindo casamento entre patrícios
e plebeus
• Igualdade política elegendo seus próprios
magistrados (Tribunos da Plebe)
• Igualdade religiosa adquirindo o direito à cargos
sacerdotais
vis pacem, para bellum
“queres a paz, prepara-te para a guerra”
Guerras Púnicas
• CAUSAS
• Cartago sentia-se ameaçada com a expansão romana
• Domínio da Sicília e hegemonia comercial do Mediterrâneo
• CONSEQUÊNCIAS
• Início definitivo da expansão romana
APOGEU DA
REPÚBLICA
ROMANA
Consequências da expansão
+ Comércio

Roma = Cidade Nova classe


Homens Novos

Influência da
cultura grega Disputa política
entre Homens
Novos e Patrícios
Consequências da expansão
+
Escravos
Patrícios

Enfraquecimento Gosto pelo Luxo


dos médio e
pequenos
proprietários

Êxodo Rural
Nova realidade política

PARTIDO POPULAR PARTIDO


ARISTOCRÁTICO
Homens Novos Grandes
Maior participação proprietários de
política terras
Desempregados Contra as reformas
Redistribuição de que limitavam
terras (reforma seus privilégios
agrária) políticos e
econômicos
Reformas – Irmãos Graco
Tibério Graco
- projeto para limitação dos latifúndios
- foi assassinado por conspirar contra a república
Caio Graco
- retomou o projeto para limitação dos latifúndios
- Apoio dos “Homens Novos”
- Lei Frumentária
- defendeu a criação de colônias agrícolas
nas terras conquistadas para
transferir os camponeses sem terras
- Sofreu grande oposição da
aristocracia e foi pressionado
a suicidar-se
Luta política
partido popular x aristocracia
Ditadura de Mário
- Cônsul e “Homem Novo”
- Reformas do exército (profissionalizou soldados)
- Com o apoio do exército, implantou uma ditadura
- restringiu os privilégios da aristocracia, reduzindo o
poder
do Senado
- fez reformas populares e aumentou o poder dos
cavaleiros
Ditadura de Silas
- aristocrata
- violenta repressão contra os cavaleiros e
as camadas populares
- Restabeleceu os privilégios da aristocracia,
restaurando o Senado
A resposta escrava
Rebelião de Sertório
- Motivou a Espanha contra o domínio
romano
- foi morto após seis anos de luta
Insurreição de Espártaco
- gladiador e escravo
- se rebelando contra o Estado de Roma
unindo um grupo de escravos-gladiadores
Conjuração de Catilina
- líder do partido popular
- iniciou uma conspiração contra o Senado e
a República
- fugiu e mais tarde foi morto
1º TRIUNVIRATO
Júlio Pompeu Crasso
César General Ex-Cônsul e
líder do muito rico
partido
popular

Júlio César – ditador supremo/vitalício


•Reformas populares e em benefício dos
cavaleiros
•Oposição da aristocracia
•Em uma conspiração do senado foi acusado de
substituir a república pelo império (poder
centralizador) e foi assassinado
2º TRIUNVIRATO
Otávio Marco Lépido
Sobrinho Antônio Comandante
de César General da cavalaria
Itália Oriente África

•União entre Marco Antônio e Cleópatra


•Receio romano da dominação egípcia
•Otávio se uniu ao Senado e acusou Marco Antônio
de traidor dos ideais romanos
•Otávio derrotou Marco Antônio, Cleópatra suicidou-
se e o Egito virou província romana
República ⇒ Alto Império
-Todo o poder nas mãos de Otávio
- Príncipe – o primeiro cidadão e líder do Senado
- Imperator – comando supremo do exército
- Tribuno da Plebe – sacrossanto e poder de veto
sobre as decisões do senado
- Sumo-pontífice – controle da religião
- Augusto – título divino
- “Pai da pátria”
- Guarda pretoriana
República ⇒ Alto Império
-Principais características do principado de Otávio
Augusto
- Dividiu a sociedade de acordo com a riqueza
- Política do pão e circo
- Século de Augusto
- Nascimento de Jesus Cristo

Pax romana
Estabilidade político-social,
prosperidade econômica e realizações
culturais
Alto Império
-“Todos os caminhos levam a Roma”
- Estradas – Ligação de Roma com
suas províncias
- Intensificação do comércio e
contatos culturais
- Desenvolvimento intelectual e
econômico
Alto Império => Dinastias
-Dinastia Júlio-Claudiana
-Tibério
- Pregações de
Jesus
- Crucificação
-Calígula
- Aumentou -Cláudio
impostos - Boa administração
- Conquista de
territórios

-Nero
- Tirania
- Revolta do senado
e do exército
- Perseguição aos
cristãos (diáspora)
- Suicídio
Cristianismo
-“Eu sou o caminho e a verdade”
- Palestina –província de Roma
- Dissidência do judaísmo
- Monoteísta x Politeísmo romano
- Igualdade entre os homens, amor
ao próximo, perdão e humildade
para conquista a vida eterna
- Difusão entre plebeus e escravos
(camadas populares)
Decadência do Império Romano
CAUSAS
Crescimento do Oposição à estrutura
militar e escravocrata
Fim das guerras de conquistas Cristianismo
Procurando terras
agricultáveis ou com o
Invasão Bárbara
objetivo de saques às
Crise do escravismo cidades

Ruralização
Crise econômica Êxodo Urbano
•Substituição da mão
Dificuldade em Com a falta de obra escrava pelo
manter os da mão de colonato
funcionários obra escrava (arrendamento)
públicos os produtos •Economia rural de
(burocracia) e o ficaram mais subsistência
exército caros
•Vilas autônomas e
auto-suficientes

Inflação
Baixo Império
-Dinastia Ilíria

Diocleciano
-Reforma político-administrativa (Tetrarquia)
Tetrarquia
-Colonato – arrendamento de terras (êxodo urbano)
-Perseguições aos cristãos
-Após sua morte, Roma voltou a ser governada por
um imperador

Constantino
-Edito de Milão - Liberdade de culto aos cristãos
-Fundou Constantinopla, a nova capital do Império

Teodósio
-Se converteu ao cristianismo
-Elevou o cristianismo à religião oficial
-Dividiu o Imperio em Oriente e Ocidente
Invasão Bárbara
-Bárbaro - estrangeiro
- Povos estabelecidos além das
fronteiras do Império Romano
- Os hunos (povos
nômade)empurraram os germanos
para dentro do império
- O povo que mais influenciou na
formação da Europa feudal foi o
povo germano
- Tribos germânicas: vândalos,
visigodos, ostrogodos, saxôes e
francos
Organização social das
tribos germânicas
Nobres
Famílias mais tradicionais (Chefes, generais e reis)

Homens Livres
Camponeses e guerreiros, que tinham
participação política

Antigos Escravos
Homens que conquistaram a liberdade, mas não
tinham direitos políticos

Escravos
Prisioneiros de guerra, devedores ou pessoas que foram
vendidas para a função de escravos
Organização política das
tribos germânicas

100 grupo grupo


FAMÍLIA ALDEIA CENTENA

grupo
CONDADO TRIBO

ESTE AGRUPAMENTO TINHA O OBJETIVO DE


PROTEGER TODOS OS INTEGRANTES DA TRIBO

OS BÁRBAROS NÃO TINHAM UM APARELHO


ESTATAL ORGANIZADO
Organização econômica das
tribos germânicas
•Economia agro-pastoril
•Rodízio de terras
•Distribuição de terras de
acordo com a classe social
•Comércio de trocas

Economia simples,
primitiva