Sei sulla pagina 1di 32

A Psicologia Ecológica do

Desenvolvimento humano

Espaço
Mundo Íntimo
Subjetivo

Espaço
Pessoal
Mundo
Objetivo Espaço
Social
A Psicologia Ecológica do
Desenvolvimento humano

biofisiologia
sistema do eu

consciência

sistema
sociocultural
A Psicologia Ecológica do
Desenvolvimento humano
• Estudo dinâmico: ciclos da vida
Final

Familiar

Passional

Social

Edípico

Diádico

Peri-natal

Gestacional
Conceito da Adolescência
A palavra adolescente surgiu do latim “adolescere”
que, traduzido para o português, resultou em “fazer-
se homem/ mulher” ou ainda “crescer na
maturidade” (Muuss,1976) sendo que, somente a
partir do final do século XIX, foi vista como etapa
destinada do desenvolvimento humano.
Hoje a visão sobre a adolescência é vista como um
período que ocorre entre a infância e que culmina
com a idade adulta, onde se processa várias
transformações tanto a nível físico como
psicológico.
É nestas mudanças que surgem
comportamentos irreverentes que
entram em conflito com alguns
modelos e padrões assimilados na
infância mas também necessárias para
o crescimento. É nesta fase que os
adolescentes começam a questionar
tudo e todos, particularmente os pais.
• Em termos da psicanálise, foi com Freud,
que se iniciou a separação do indivíduo,
particularmente a ruptura com os pais. Na
visão deste autor, esta separação é dolorosa
mas necessária, porque é útil para o futuro
do adolescente, para a sua autonomia,
dependência. É assim que ele (ela) se
desenvolve para a sociedade.
Aspectos Psicológicos da Maturidade
♦ O Grupo Familiar: consolidação da segurança adulta
satisfação sexual

satisfação das falhas básicas


de cada um

história
interesses
adultos e
infantis

estrutura de amor que consolida a família

instrumentos da realização de componentes interesses adultos


não resolvidos das identidades dos pais e infantis
O Ambiente e os Processos de Maturação

A família prepara
para o mundo

A escola é a primeira
experiência de
mundo
O Desenvolvimento Emocional
na Adolescência
♦ O Ambiente e os Processos de Maturação
(Família - Escola - Sociedade
A família tem um peso nas vidas dos adolescentes
não somente nas suas crenças, mas sim nos seus
próprios comportamentos. Os pais têm por dever
encorajar as crianças e os adolescentes, tanto nas
resoluções dos seus problemas como no seu
desenvolvimento intelectual. Uma das melhores
oportunidades seria os pais passarem realmente
mais tempo perto dos filhos, para melhor os ajudar
nos processos de integração.
• Ambos devem ter uma “participação activa” na
dinâmica dos filhos, de modo a proporcionar
um crescimento harmonioso. Neste caso, deve-
se ter sempre em consideração os pais divididos
por motivos de divórcio ou outro tipo de
separação. Por outro lado, quando a separação
não é pacífica, inevitavelmente vai condicionar
o bom crescimento dos filhos.
• Seria bom que na fase da adolescência os
familiares conseguissem adoptar mecanismos
de “negociar” as mudanças, de tal modo que
seja positiva tanto para os pais como para os
filhos.
• É dentro deste mundo “harmonioso” cheio
de aconchego e de transmissão de valores
tudo parece tão linear que se chega a fase da
ruptura, momento esse que pode ser
conflituoso tanto para os pais como para os
adolescentes, mais que faz falta para ambos
– a separação.
• A separação dos adolescentes – progenitores, é
uma das tarefas penosas mas necessárias ao seu
desenvolvimento como homem na sociedade.”
O desligar do indivíduo da autoridade dos pais
é uma das mais necessárias, mais também uma
das mais dolorosa realizações do
desenvolvimento, É inteiramente necessária
que se realize, e devemos supor que todo o ser
humano normal consegue, em certa medida,
consumar essa separação. Com efeito, o
progresso da sociedade depende, em geral da
oposição das duas gerações” (Freud,
1909,p.239)
O Desenvolvimento Humano
• Linear: descrição linear das sucessivas etapas

• Dinâmico: diferentes níveis de organização que


permanecem em ação, latente ou efetiva, nos seguintes

O desenvolvimento humano não se dá por etapas sucessivas


e estanques. Não é um processo linear e sim dinâmico

É um processo de aquisição e desenvolvimento de


potencialidades que envolve o indivíduo, sua carga
genética, suas características constitucionais e seu
ambiente
Aspectos Psicológicos da
Adolescência
rompimento do
emancipação biológica cordão nutriente
Nascimento com a mãe

nasce-se para um vínculo com os pais

rompimento do
emancipação social cordão depen-
dente com os
Adolescência pais

adolesce-se para um vínculo com o mundo


Aspectos Psicológicos da
Adolescência

♦ Puberdade ♦ Fenômeno surgimento dos


biológico caracteres sexuais
secundários

estabelecimento
♦ Adolescência ♦ Fenômeno
da
psicológico
identidade
Aspectos Psicológicos da Adolescência
♦ Transtornos: alguns exemplos
♦ anorexia nervosa ♦ depressão
♦ obesidade ♦ suicídio
♦ diabete melito ♦ alcoolismo
♦ acne ♦ consumo de drogas
♦ gravidez ♦ conflitos de gerações
♦ abortamento ♦ problemas sexuais
♦ delinquência ♦ AIDS
Síndrome Normal da Adolescência
♦ Busca da identidade
♦ Tendência grupal
♦ Crise religiosa
♦ Atitude social revindicativa e contestatória
♦ Condutas contraditórias
♦ Flutuações do humor
♦ Separação progressiva dos pais
♦ Necessidade de intelectualizar e fantasiar
♦ Vivências de temporalidade
Os Desafios do Adolescente

⇒ Consolidação da identidade

⇒ Escolha profissional

⇒ Escolha amorosa

⇒ Integração às estruturas socioculturais da


sociedade em que se vive
Construção da identidade

⇒ Através de uma relação diádica

⇒ Na relação com o outro (social)

⇒ Na reflexão sobre o próprio imaginário


Aspectos da Psicologia Diádica
♦ Dependência:
dependência dependência
absoluta relativa
interdependência

feto-mãe bebê-mãe filho-mãe

a mãe pensa e faz o que o bebê sente;


a mãe faz o que bebê pensa e ambos sentem

a criança pensa e faz, abre-se espaço para a ajuda


convivência

Depende-se menos a medida que há aquisição das funções mentais


Aspectos Psicológicos da
Adolescência
Mudanças biológicas Mudanças sociais

surgimento dos caracteres saída do núcleo familiar


sexuais secundários para o social

Mudanças psicológicas

Luto pela infância


Aceitação da definição sexual
Maior independência com responsabilidades
Angústia existencial
Início da busca da realização pessoal
Idealizações sociais
Aspectos Psicológicos da Maturidade
♦ Progressão da dependência dos pais (infância) e
dos pares (adolescência) para um nível de
autonomia relativa (interdependência emocional).

♦ Estabelecimento de relações interdependentes nas


quais haja influência mútua sem perda da
identidade.

♦ Cada etapa anterior contribui de maneira


significativa para a vida adulta.
“ ADOLESCÊNCIA UM
PERCURSO DE ESPERÂNÇA”
• A formação da identidade dos adolescentes
implica uma conquista da sua emancipação,
da sua autonomização, de lidar com valores
antagónicos e gerir a vida de acordo com as
suas ideias e princípios, em vários níveis:
sexual, psicológico, social, económico,
intelectual e profissional.
• Para o adolescente esta fase é sem duvida
um momento de perda e de ansiedade diante
do novo, do desconhecido, da vivência de
várias crises emocionais por vezes bastante
conflituosa. Como já foi referido os
adolescentes sentem a dor de deixar para
trás o mundo da infância, o corpo infantil, a
dependência, o aconchego dos pais.
• Nesta procura da própria identidade, os
jovens adolescentes questionam-se,
discordam e rejeitam, concordam por vezes
quase tudo que lhes é impostos e não
proposto, porque querem descobrir o seu
caminho a seu rumo por si mesmo.
Os Desafios da Maturidade

♦ Escolha profissional → realização pessoal

♦ Escolha de um companheiro(a) → constituição da


família

♦ Integração às estruturas socioculturais da sociedade


na qual vive
A Estruturação do Mundo Mental

integração bio-psico-social
Aquisição de materna
conheciment Funções
o paterna

cerebralização
2-1,8 milhões de anos

4-6 milhões de anos


O EGO

Espaço
Mundo Íntimo
Subjetivo

Espaço
Pessoal

Mundo
Objetivo Espaço
Social
O EGO
♦ Sistema virtual que operacionaliza o funciona-
mento dos diversos sistemas e programas
mentais, tornando possível a transformação dos
fatos vividos em experiências existenciais
A Escola

⇒ Socialização: formação de grupos; experiências


amorosas. Marginalização e estigmatização.

⇒ Escolha profissional
professores
como modelo
⇒ Escolha objetal
Conquista da
sua
emancipação
; da sua sexual,
autonomiza-
psicoló-
ção, de lidar
com valores gico,
antagónicos e social,
gerir a vida econó-
de acordo mico,
com as suas
intelec-
ideias e
princípios, tual e
em vários profis-
níveis: sional.
• A adolescência é uma fase complexas onde
se mistura um novo aspectos físico com
sentimentos arrebatadores ainda não
experiênciados enquanto crianças.
• . Perante esta conjuntura social e mudanças
na estrutura familiar, esta fase, pela sua
importância, precisa de uma atenção e
acompanhamento personalizado