Sei sulla pagina 1di 21
DóiDói--meme aa cabeça.cabeça. AbafoAbafo unsuns desesperosdesesperos mudos:mudos: TantaTanta
DóiDói--meme aa cabeça.cabeça. AbafoAbafo unsuns desesperosdesesperos mudos:mudos:
TantaTanta depravaçãodepravação nosnos usosusos,, nosnos costumes!costumes!
Amo,Amo, insensatamente,insensatamente, osos ácidos,ácidos, osos gumesgumes
EE osos ângulosângulos agudos.agudos.
DeDe ““Contrariedades”Contrariedades”
AA PPoesoesiiaa ddee CCesesáárriioo VVererdde:e:
CIVILIZACIVILIZAÇÇÃOÃO,, TÉDIOTÉDIO EE DORDOR
DDee 18641864 aa 18901890,, aa popupopullaçaçããoo ddee LiLissbboaoa passoupassou ddee 163163 763763 parapara 391391
DDee 18641864 aa 18901890,, aa popupopullaçaçããoo ddee LiLissbboaoa passoupassou ddee 163163 763763
parapara 391391 206206 habitantes.habitantes.
ComCom elegânciaelegância ee semsem ostentaçãoostentação
AtravessavasAtravessavas branca,branca, esbeltaesbelta ee fina,fina,
UmaUma chusmachusma dede padrespadres dede batinabatina
EE dede altosaltos funcionáriosfuncionários dada nanaççãoão
«Mas«Mas sese aa atropelaatropela oo povopovo turbulentoturbulento
SeSe fossefosse,, porpor acasoacaso,, aliali pisada!»pisada!»
DeDe repente,repente, parasteparaste embaraçadaembaraçada
AoAo pépé dede umum numerosonumeroso ajuntamento.ajuntamento.
DeDe “A“A Débil”Débil”
AA parpar dodo aumentoaumento populacional,populacional, aa cacapitalpital iaia apresentandoapresentando algumasalgumas
AA parpar dodo aumentoaumento populacional,populacional, aa cacapitalpital iaia apresentandoapresentando algumasalgumas dasdas
característicascaracterísticas dasdas grandesgrandes cidadescidades europeiaseuropeias suassuas contemporâneas.contemporâneas.
IntroduziaIntroduzia--sese nono paíspaís aa civilizaçãocivilização europeiaeuropeia ee aa mentalidadementalidade
IntroduziaIntroduzia--sese nono paíspaís aa civilizaçãocivilização europeiaeuropeia ee aa mentalidadementalidade
progressistaprogressista que,que, atravésatravés dasdas linhaslinhas férreas,férreas, paulatinamentepaulatinamente sese
impunhamimpunham
BatemBatem osos carroscarros dede aluguer,aluguer, aoao fundo,fundo, LLevanevanddoo àà vviiaa--féférrearrea osos
BatemBatem osos carroscarros dede aluguer,aluguer, aoao fundo,fundo,
LLevanevanddoo àà vviiaa--féférrearrea osos queque sese vvãão.o. FFeelilizeszes!!
OcorremOcorrem--meme emem revista,revista, exposições,exposições, países:países:
Madrid,Madrid, Paris,Paris, Berlim,Berlim, Sampetersburgo,Sampetersburgo, oo mundomundo!!
De“Contrariedades”De“Contrariedades”
AA adaptaçãoadaptação dosdos recémrecém--chegadoschegados àà cidadecidade nãonão sese fezfez semsem
AA adaptaçãoadaptação dosdos recémrecém--chegadoschegados àà cidadecidade nãonão sese fezfez semsem
traumattraumatiismossmos pspsííququiicoscos ddee vváárriiaa ororddem.em. OO momoddoo ddee serser ee ddee conconhhecerecer
vaivai entrandoentrando emem conflitoconflito comcom oo novonovo ambiente,ambiente, ondeonde aa técnicatécnica iaia
criandocriando transformaçõestransformações revolucionáriasrevolucionárias nana vidavida colectiva.colectiva.
EE rotarota,, pequeninapequenina,, azafamadaazafamada,,
NoteiNotei dede costascostas umauma rapariga,rapariga,
QueQue nono xadrezxadrez marmóreomarmóreo dumaduma escada,escada,
CComoomo umum rerettaalhlhoo ddaa hhororttaa aaglglomeraomeraddaa
Pousara,Pousara, ajoelhando,ajoelhando, aa suasua giga.giga.
DDee “N“Numum bbaaiirrorro momoddernoerno””
DeDe cócoras,cócoras, emem linha,linha, osos calceteiros,calceteiros, ComCom lentidão,lentidão, terrososterrosos ee
DeDe cócoras,cócoras, emem linha,linha, osos calceteiros,calceteiros,
ComCom lentidão,lentidão, terrososterrosos ee grosseiros,grosseiros,
CCaallçamçam ddee llaaddoo aa llaaddoo aa llongaonga ruarua
(…)(…)
EE aosaos outrosoutros eueu admiroadmiro osos dorsos,dorsos, osos costadoscostados
ComoComo lajões.lajões. OsOs bonsbons trabalhadores!trabalhadores!
OsOs filhosfilhos dasdas lezírias,lezírias, dosdos montados:montados:
OOss ddasas ppllananíícciieses,, aaltltosos,, aprumaaprumaddos;os;
OsOs dasdas montanhas,montanhas, baixos,baixos, trepadores!trepadores!
DeDe “Num“Num bairrobairro moderno”moderno”
VVêê--sese aa cidadecidade mercantil,mercantil, contente:contente: Madeiras,Madeiras, águas,águas,
VVêê--sese aa cidadecidade mercantil,mercantil, contente:contente:
Madeiras,Madeiras, águas,águas, multidões,multidões, telhados!telhados!
((……))
NãoNão sese ouvemouvem aves;aves; nemnem oo chorochoro dumaduma nora!nora!
(…)(…)
Luzem,Luzem, aquecemaquecem nana manhãmanhã bonita,bonita,
UnsUns barracõesbarracões dede
enteente
obrezitaobrezita
EE unsuns quintalóriosquintalórios velhosvelhos comcom parreiras.parreiras.
DeDe “Num“Num bairrobairro moderno”moderno”
EEspaçosspaços mamaiioresores aa percorrerpercorrer ee umum tempotempo queque correcorre mamaiiss vevellozoz ee
EEspaçosspaços mamaiioresores aa percorrerpercorrer ee umum tempotempo queque correcorre mamaiiss vevellozoz ee
insaciavelmenteinsaciavelmente tudotudo devoradevora aa umum ritmoritmo cadacada vezvez maismais célere.célere.
ComoComo éé saudávelsaudável terter oo seuseu conchego,conchego,
EE aa suasua vidavida fácil!fácil!
BóiamBóiam aromas,aromas, fumosfumos dede cozinha;cozinha;
ComCom oo cabazcabaz àsàs costascostas,, ee vergandovergando,,
SobemSobem padeiros,padeiros, clarosclaros dede farinha;farinha;
DeDe ““NumNum bairrobairro modernomoderno””
AA cidadecidade nãonão sese limitalimita aa alargaralargar--sese ee aa elevarelevar--se;se; transformatransforma--se,se,
AA cidadecidade nãonão sese limitalimita aa alargaralargar--sese ee aa elevarelevar--se;se; transformatransforma--se,se, comocomo queque
adquirindoadquirindo umauma almaalma nova.nova.
AA lutaluta pelapela conquistaconquista dede melhoresmelhores condições,condições, masmas maismais caras,caras, ee xx
AA lutaluta pelapela conquistaconquista dede melhoresmelhores condições,condições, masmas maismais caras,caras,
ee xx igeige uu mm aa tenten ss ãoão mm aa ioio r,r, ff aa tigtig aa ntente
VaiVai--nosnos minandominando oo tempo,tempo, oo tempotempo -- oo cancrocancro enorme.enorme.
DeDe “Ironias“Ironias dodo desgosto”desgosto”
ComoComo reagiramreagiram osos homenshomens destasdestas décadasdécadas àà transformaçãotransformação dosdos
ComoComo reagiramreagiram osos homenshomens destasdestas décadasdécadas àà transformaçãotransformação dosdos
ritmritmosos dodo seuseu vivviveerr aanncescestrtraal?l?
HáHá oo sentimentosentimento característicocaracterístico dosdos homenshomens queque tiveramtiveram dede sese
HáHá oo sentimentosentimento característicocaracterístico dosdos homenshomens queque tiveramtiveram dede sese
adapadapttaarr aoao ccrrescescimimeentntoo dasdas cciidadesdades ee queque sese sesentnteemm mmuurraalhlhadosados
NaNa parteparte queque aabbateuateu nono terramoto,terramoto, MuramMuram--meme asas construçõesconstruções
NaNa parteparte queque aabbateuateu nono terramoto,terramoto,
MuramMuram--meme asas construçõesconstruções rectas,rectas, iguais,iguais, crescidas;crescidas;
AfrontamAfrontam--me,me, nono resto,resto, asas íngremesíngremes subidas,subidas,
EE osos sinossinos dumdum tangertanger monásticomonástico ee devoto.devoto.
(…)(…)
MMasas sese vviivemos,vemos, osos empareempareddaaddos,os,
SemSem árvores,árvores, nono valevale escuroescuro dasdas muralhas!
muralhas!
JulgoJulgo avistar,avistar, nana treva,treva, asas folhasfolhas dasdas navalhasnavalhas
EE osos gritosgritos dede socorrosocorro ouvir,ouvir, estrangulados.estrangulados.
DeDe “O“O sentimentosentimento dumdum ocidental”ocidental”
OO tédiotédio transforma-transforma-sese gradualmentegradualmente emem dordor anónimaanónima dede umauma cidadecidade
OO tédiotédio transforma-transforma-sese gradualmentegradualmente emem dordor anónimaanónima dede umauma cidadecidade
ttrragagiicacammeenntete hhuummaaniznizadaada
NasNas nossasnossas ruasruas,, aoao anoiteceranoitecer,, HáHá taltal soturnidade,soturnidade, háhá taltal
NasNas nossasnossas ruasruas,, aoao anoiteceranoitecer,,
HáHá taltal soturnidade,soturnidade, háhá taltal melancolia,melancolia,
QueQue asas sombras,sombras, oo bulício,bulício, oo Tejo,Tejo, aa maresiamaresia
DespertamDespertam--meme umum desejodesejo absurdoabsurdo dede sofrer.sofrer.
DeDe “O“O sentimentosentimento dumdum ocidental”ocidental”
E,E, enorme,enorme, nestanesta massamassa irregularirregular DeDe pprédiosrédios seseppulcraisulcrais,, comcom
E,E, enorme,enorme, nestanesta massamassa irregularirregular
DeDe pprédiosrédios seseppulcraisulcrais,, comcom dimensõesdimensões dede montesmontes,,
AA DorDor humanahumana buscabusca osos amplosamplos horizontes,horizontes,
EE temtem marés,marés, dede fel,fel, comocomo umum sinistrosinistro mar!mar!
DeDe “O“O sentimentosentimento dumdum ocidental”ocidental”
EmEm vezvez dosdos largoslargos horizonteshorizontes dodo campo,campo, asas ruasruas sujas,sujas, movimentadasmovimentadas
EmEm vezvez dosdos largoslargos horizonteshorizontes dodo campo,campo, asas ruasruas sujas,sujas, movimentadasmovimentadas
ee rumorosas.rumorosas.
SemSem canalizações,canalizações, emem muitosmuitos burgosburgos ermos,ermos, SecavamSecavam dejecçõesdejecções
SemSem canalizações,canalizações, emem muitosmuitos burgosburgos ermos,ermos,
SecavamSecavam dejecçõesdejecções cobertascobertas dede mosqueirosmosqueiros
(…)(…)
EE nestesnestes sítiossítios suburbanossuburbanos,, reles!reles!
(…)(…)
EE sujossujos,, semsem ladrarladrar,, ósseosósseos,, febrisfebris,, erranteserrantes,,
Amareladamente,Amareladamente, osos cãescães parecemparecem loboslobos.
(…)(…)
DeDe “Nós”,“Nós”, “Contrariedades”“Contrariedades”
ee “Num“Num bairrobairro moderno”moderno”
EmEm lugarlugar dada noitenoite natural,natural, dede LuaLua ee estrelas,estrelas, aa noitenoite artificialartificial ee
EmEm lugarlugar dada noitenoite natural,natural, dede LuaLua ee estrelas,estrelas,
aa noitenoite artificialartificial ee enenjjoativaoativa dodo ggás.ás.
OO quadroquadro interior,interior, dumdum queque àà candeia,candeia,
EnsinaEnsina aa filhafilha aa ler,ler, meteumeteu--meme dó!dó!
DeDe “O“O sentimentosentimento dumdum ocidental”ocidental”
BiblioBiblioggrafia:rafia: ••PoemasPoemas retiradosretirados dede sitessites váriosvários ••Serrão,Serrão,
BiblioBiblioggrafia:rafia:
••PoemasPoemas retiradosretirados dede sitessites váriosvários
••Serrão,Serrão, Joel,Joel, TemasTemas oitocentistas-oitocentistas-II,, LivrosLivros Horizonte,Horizonte, sl,sl, 19801980
FotoFotoggrafias:rafias:
••http://profissoes.web.simplesnet.pt/index.htmhttp://profissoes.web.simplesnet.pt/index.htm
••http://purl.pt/93/1/iconografia/os_maias/aml_arq_fot_a242_fic.htmlhttp://purl.pt/93/1/iconografia/os_maias/aml_arq_fot_a242_fic.html
••http://lisboaantiga.blogspot.sapo.pt/2166.htmlhttp://lisboaantiga.blogspot.sapo.pt/2166.html