Sei sulla pagina 1di 4

Paralelismo Gramatical

1 Paralelismo sintático

Quando falamos em paralelismo, falamos em simetria de construção.

Termos correlacionados devem ser estruturados de forma semelhante.

Quando eu tenho uma correlação sintática, com termos que se relacionam do ponto de vista sintático, tem que ter uma estruturação semelhante.

Ex: Ela tanto gosta de estudar quanto de trabalhar.

(desvio) → forma errada

Nesta frase estamos usando uma correlação, a tanto quanto, ela dá uma visualização de opção tanto gosta quanto.

A

estruturação

semelhante.

tanto quanto

está

passando uma

relação

Ela gosta tanto de estudar quanto de trabalhar.

Forma correta

correlação

correlação

de duas ideias,

do

Ela não só comeu o bolo, mas também os salgados. (desvio)

↘sintagma verbal

↘sintagma nominal

ponto

de

vista

Nessa frase não há simetria de construção, mas se deslocarmos essa correlação iremos conseguir criar a simetria de construção e ai sim, adquirir a construção padrão.

↗objeto direto 1

↗objeto direto 2

↗objeto direto 3

Ela comeu não só o bolo, mas também, os salgados. (padrão)

↗correlação

↗correlação

Ou ela faz os exercício em casa ou no colégio. (desvio) →

errado
errado

↗adj. Adv. De lugar1 ↗adj. Adv. De lugar2

Ela faz os exercícios ou em casa ou no colégio. (padrão)

↗correlação aditiva

Ela não só foi cumprimentada pelo irmão, mas também pela mãe. (padrão)

errada
errada

↗agente da passiva

↗agente da passiva

Ela foi cumprimentada não só pelo irmão, mas também pela mãe. (padrão)

2 Paralelismo semântico

adj. Adv. De lugar

adj. Adv. De lugar

Ex: Fiz duas operações uma em São Paulo outra no coração. (incoerente)

Apesar de estarem correlacionadas, do ponto de vista semântico, elas não se relacionam. São Paulo não se relaciona com coração.

Formas corretas:

Fiz duas operações: uma em São Paulo, outra no Rio de Janeiro. (coerente)

Fiz duas operações: uma no coração, outra no estômago. (coerente)

temos

paralelismo semântico, isto é, entre coisas que tenham a ver.

Quando

criamos

um

paralelismo

sintático,

que

tomar

cuidado

em

criar

também

um

Carlos Drummond de Andrade, além de mineiro, era escritor. (incoerente)

3 Quebra do paralelismo semântico com efeito estilístico

É quando as coisas que estamos relacionando não são num primeiro momento obvia, mas ela existe do ponto de vista semântico.

prep. Acidental que dá ideia de tempo

“Marcela amou-me durante quinze meses e onze contos de reis.”

Nesse caso a relação entre o tempo e o dinheiro existe implicitamente, ela quer dizer, o tempo em que o dinheiro durou.

Outro exemplo:

um rapaz que conheço de vista e de chapéu

”.

Correlação: de ver passar e de cumprimentar.

Outro exemplo:

Palmeiras perde o jogo e a cabeça em La Paz.

Correlação: perda do jogo e perda da razão.

Essas quebras de paralelismo faz que se obtenha um efeito interessante.

4 Correlação Aditivas

Era não só

professor
professor

, mas também

advogado .
advogado
.

Era tanto

bom professor

, quanto

bom advogado

.

redundância

 

Não

falou comigo

e nem

deu satisfação

. (desvio)

 

significado = e não

 

Não

falou comigo

nem

deu satisfação

. (padrão)

4.2 Correlações alternativas

Objeto indireto Objeto indireto2

Falava ou

↗ Objeto indireto ↗ Objeto indireto2 Falava ou ou com minha irmã . Iremos, quer ele

ou com minha irmã .

Iremos, quer ele venha ou não. (desvio)

OBS: A correlação deve ser quer/quer ou ou/ou, não se deve misturar as correlações.

Iremos quer ele venha quer não. (padrão)

Seja

por intenção

, seja

por imprudência

, ele cometeu o crime. (padrão)

4.3 Correlações comparativas

Nesse caso temos que tomar cuidado para não comparar coisas que não são comparáveis.

O

problema do Brasil é menor que a Argentina. (desvio)

O

problema do Brasil a Argentina

Coisas que não dão para comparar

O

problema do Brasil é menor que o da Argentina. (padrão)

O

problema do Brasil compara-se ao problema da Argentina.

O salário de um médico é maior que um enfermeiro. (desvio)

Salário de um médico enfermeiro.

O salário de um médico é maio que o de um enfermeiro. (padrão)

Neste caso comparam-se os salários.

4.4 Paralelismo do e que

Regra: Só podemos adicionar um e quese já tiver um queanterior.

Disse que era uma boa pessoa e que

4.5 Correlacionamento de orações

reduzida de infinitivo

Saí de casa por estar com fome

e
e

porque me chamaram para a praia. (desvio)

desenvolvida

Saí de casa por estar com fome infinitivo)

e
e

por terem me chamado para a praia. (as duas reduzidas de

Uma forma interessante de correlacionar orações é utilizando a corelação não só e como também.

Ex: Saí de casa (padrão)

não só

por estar com fome

, como também por

terem me chamado para a praia

.

Interessi correlati