Sei sulla pagina 1di 4

2009

Novos paradigmas, uma reflexão

2009 Novos paradigmas, uma reflexão Dra. Rogéria Calastro, Dra. Sandra Brito, Dr. Marcos Janson, Dra. Ângela

Dra. Rogéria Calastro, Dra. Sandra Brito, Dr. Marcos Janson, Dra. Ângela Fiuza e Dra. Simone Raya

O nosso grupo de estudo tem refle-

tido e buscado a cada ano meios de aprimorar os nossos conhecimen- tos. Para tanto, procuramos estar atualizadas com o que há de mais novo na Ortodontia. Nesse sentido, estamos participando de um cur- so que está se desenvolvendo em módulos bimestrais, que nos pro- porcionará uma atualização sobre tratamentos em pacientes adultos. O curso está sendo ministrado pelo renomado professor Dr. Marcos Janson (*).

A busca pelo aperfeiçoamento é

um meio de oferecer aos nossos pa- cientes, tratamentos mais efetivos e eficazes. O conhecimento adquirido com base científica é uma ferramen- ta necessária para melhorar nossa capacidade como ortodontistas e proporcionar aos nossos pacientes novas possibilidades terapêuticas e melhorias na qualidade de vida.

A reflexão que se faz nesse mo-

mento e a expectativa do começo de um ano novo renovam os sentimen-

tos de esperança, otimismo, defi- nição de novas metas, avaliações, mudanças e empreendedorismo. Segundo José Carlos Teixei- ra, “Empreendedorismo é ousar, transformar, descobrir novas vi- das em cima de produtos que já existem. É sonhar para frente, dar função e vida a produtos antigos. Enfim, empreendedorismo é pro- vocar o futuro, reunir experiên- cias e ousadias, ir além do tradi- cional.” Nesse contexto, o investimento em conhecimento para o tratamen- to ortodôntico em pacientes adul- tos surge paralelamente aos avan- ços na área médica e na qualidade de vida. Há um grande número de pessoas com grande probabilida- de de ultrapassar os 80 anos!

(*)Mestre e Especialista em Ortodontia-USP-Bauru. Professor e

Coordenador do Curso de Especialização em Ortodontia da ABCD-

Salvador-BA. Responsável pela disciplina de Tratamento Interdiscipli-

nar do Curso de Especialização em Periodontia-USP-Bauru. Autor do

livro Ortodontia em Adultos e Tratamento Interdisciplinar.

09

O QUE É INTERPOSIÇÃO LINGUAL?

Entenda o que é essa anormalidade funcional.

 

pág. 02

DISJUNÇÃO PALATINA

 

Uma opção de tratamento da maxila atrésica.

 

pág. 02

VOCÊ SABIA?

 

A

importância da higienização nos dentes

recém-inrrompidos.

 

pág. 02

PERSONAGEM SORRISO

 

“Hoje sou mais feliz.”

pág. 03

ORTODONTIA E ORTOPEDIA FUNCIONAL

 

Conceitos.

pág. 03

ORIENTAÇÕES

 

A

importância

do

elástico

no

tratamento

ortodôntico.

pág. 03

PERGUNTAS E RESPOSTAS

 

Tomografia computadorizada na odontologia.

 

pág. 04

CURIOSIDADES

 

O descobrimento da anestesia.

pág. 04

 
 
na odontologia.   pág. 04 CURIOSIDADES   O descobrimento da anestesia. pág. 04     Feliz
na odontologia.   pág. 04 CURIOSIDADES   O descobrimento da anestesia. pág. 04     Feliz
 

Feliz 2009!

Jornal do Grupo de Estudos em Ortodontia e Ortopedia Facial

Jornal do Grupo de Estudos em Ortodontia e Ortopedia Facial 2

2

Jornal do Grupo de Estudos em Ortodontia e Ortopedia Facial 2
do Grupo de Estudos em Ortodontia e Ortopedia Facial 2 O que é? Interposição lingual É
do Grupo de Estudos em Ortodontia e Ortopedia Facial 2 O que é? Interposição lingual É

O que é?

Interposição lingual

O que é? Interposição lingual É a interposição da lín- gua entre os arcos den- tários,

É a interposição da lín- gua entre os arcos den- tários, durante a fonação, deglutição e em repouso, constituindo uma anor- malidade funcional de- nominada “pressionamen-

to lingual atípico”. Ela está presente em quase 100% dos pacientes que tem mordida aberta anterior.

A interposição lingual

pode ser primária, quando ela é o agente etiológico da mordida aberta anteri-

or. E a secundária origina- se pela adaptação da lín- gua ao espaço existente, causado por sucção do dedo ou chupeta.

Ela também está presente

nos pacientes com hiper- trofia de amígdalas. Nesse caso o contato posterior da língua com as amígda-

las é doloroso, e a língua é projetada para frente e para baixo, provocando interposição lingual entre os incisivos.

O pressionamento lin-

gual atípico deve ser diagnosticado precoce- mente e o seu tratamento

envolve uma abordagem multidisciplinar.

Disjunção Palatina

Uma opção de tratamento da maxila atrésica

Os arcos dentários superior e inferior precisam ter equilíbrio de forma e tama- nho, um dos requisitos para o estabe- lecimento de uma oclusão normal. Eles devem possuir uma forma parabólica, e o arco inferior deve ser proporcionalmente menor que o arco superior, encaixando-se perfeitamente nele.

menor que o arco superior, encaixando-se perfeitamente nele. Quando a maxila possui deficiência em largura, isto

Quando a maxila possui deficiência em largura, isto caracteriza a atresia do arco dentário superior, e pode estar presente na criança, no adolescente e no adulto, porque ela não se auto-corrige. A mordida cruza- da é a má oclusão que está diretamente relacionada com deficiência transversal da maxila, bem como o apinhamento. O tratamento da mordida cruzada na criança e no adolescente deve ser realiza- do precocemente, porque no final do cres- cimento, ela poderá apresentar uma assi- metria facial significativa. Já no paciente adulto o tratamento só é possível através de cirurgia. A expansão da maxila através de disjun- ção é um método ortopédico eficiente para

correção de sua deficiência transversal. Ele foi demonstrado há mais de 40 anos, e em torno dele se realizam muitas pesquisas. Ele consiste na abertura da sutura pa- latina mediana, que é rompida abrupta- mente durante o processo de expansão ortopédica e se reorganiza rapidamente com formação de novo osso. Os apare-

rapidamente com formação de novo osso. Os apare- lhos de eleição para expansão ortopédica da maxila

lhos de eleição para expansão ortopédica

da maxila são os disjuntores fixo HAAS e HYRAX.

O procedimento de expansão rápida da

maxila envolve uma fase ativa, onde se aciona um parafuso até a sua largura al-

mejada, e uma fase passiva, o qual se usa o próprio aparelho como contenção até que a sutura palatina mediana se reorga- nize, formando um novo osso.

O sinal clínico de que houve expansão

é o aparecimento de um diastema (espa- ço) entre os incisivos centrais superio- res que se fecha aproximadamente após um mês. A confirmação de que o osso já se formou, é feita através de Rx oclusal da maxila, na época oportuna.

 

VOCÊ SABIA?

Que quando o dente irrompe na cavi-

A maturação pós-eruptiva dos dentes

dade bucal ele já tem seu tamanho normal,

ocorre devido à presença de elementos

mas o esmalte (sua camada mais externa)

químicos provenientes da saliva, como o

ainda é imaturo, porque não está totalmente

flúor, o zinco, entre outros.

mineralizado.

Assim, os dentes recém-irrompidos

Isso significa que sua estrutura é mais

merecem atenção especial, principalmente

porosa, e portanto, mais solúvel aos ácidos

se a criança estiver usando algum aparelho

bucais. Logo após sua irrupção os dentes

ortopédico ou ortodôntico, porque eles

são mais susceptíveis às lesões de cárie.

geralmente dificultam a sua higienização.

Jornal do Grupo de Estudos em Ortodontia e Ortopedia Facial 3 HOJE SOU MAIS FELIZ

Jornal do Grupo de Estudos em Ortodontia e Ortopedia Facial

Jornal do Grupo de Estudos em Ortodontia e Ortopedia Facial 3

3

Jornal do Grupo de Estudos em Ortodontia e Ortopedia Facial 3
do Grupo de Estudos em Ortodontia e Ortopedia Facial 3 HOJE SOU MAIS FELIZ Meu nome

HOJE SOU MAIS FELIZ

em Ortodontia e Ortopedia Facial 3 HOJE SOU MAIS FELIZ Meu nome é Marília. Desde pequena

Meu nome é Marília. Desde pequena tive problemas com minha arcada dentária, muita dificuldade para mastigar e principalmen- te na higienização. Fui informada que deveria fazer um tratamen- to profundo com relação à minha arcada que era muito fechada. Criei coragem e fui atrás. Conheci a Dra. Rogéria Calastro, que me passou muita segurança, me explicou tudo direitinho e foi aí que comecei. Devo muito a ela, pois o seu carinho e atenção não se compram, ela já tem esse dom, que conquista os seus pacientes. Minha primeira preocupação em usar aparelho era porque só se via adolescente usando, mas aí a Dra. Rogéria me disse que isto era bobagem e que, sendo eu uma pessoa com saúde e ainda jo- vem, valia a pena investir em mim. Graças a Deus correu tudo bem. Tive que passar por várias cirur- gias, fiz implante, mas hoje eu sou mais feliz pois até meu proble- ma periodontal melhorou. Dra. Rogéria foi um anjo que caiu do céu para me iluminar.

Marilia de Carvalho

anjo que caiu do céu para me iluminar. Marilia de Carvalho CONCEITOS DE ORTODONTIA E DE

CONCEITOS DE ORTODONTIA E DE ORTOPEDIA FUNCIONAL

A ortodontia é uma especialidade formalmente reconhecida como aquela que estuda, diagnostica e trata as más oclusões dentárias. Uma má-oclusão pode ser carac- terizada por alterações no alinha- mento dentário, deficiente rela- ção entre os arcos dentários ou, ainda, envolver os ossos basais maxilares. Quando o tratamen- to visa corrigir as desarmonias ósseas, além do alinhamento dentário, diz-se que ele não é só ortodôntico, mas também orto- pédico ou cirúrgico. De maneira geral, pode-se dizer que a ortodontia se caracteriza pela utilização de aparelhos, que aplicam forças para movimentar

os dentes dentro das respectivas bases ósseas (maxila e mandí-

bula). A ortopedia funcional pro- cura o equilíbrio entre os den- tes, músculos e bases ósseas, utilizando aparelhos removíveis.

A atuação da ortopedia funcio-

nal é efetiva quando o paciente

está em crescimento. Então qual

a melhor opção de tratamento?

É usar de forma adequada a or-

todontia e a ortopedia funcional, no que diz respeito à época opor- tuna, baseando-se no diagnósti- co, planejamento e prognóstico adequados, não esquecendo que toda má oclusão é morfogenéti- ca, limitada pelo padrão de cres- cimento facial.

ca, limitada pelo padrão de cres- cimento facial. Orientações A IMPORTÂNCIA DO ELÁSTICO O

Orientações

A IMPORTÂNCIA DO ELÁSTICO

Orientações A IMPORTÂNCIA DO ELÁSTICO O elástico é um dispositivo muito usado no tratamento ortodôntico e

O elástico é um dispositivo muito usado no tratamento ortodôntico e tem como principais características a versatilidade e a criatividade em sua aplicação. A efetividade dos elásticos está direta- mente ligada à colaboração do paciente quanto ao seu uso. Quando ele não os usa corretamente, conforme a prescri- ção do seu ortodontista, não ocorre a movimentação dentária. Por isso, é muito importante que as orientações, de como e quantas horas usar os elás- ticos, sejam seguidas à risca para se alcançar os objetivos e finalizar o trata- mento ortodôntico como planejado.

PERGUNTAS & RESPOSTAS

Jornal do Grupo de Estudos em Ortodontia e Ortopedia Facial

Jornal do Grupo de Estudos em Ortodontia e Ortopedia Facial 4

4

Jornal do Grupo de Estudos em Ortodontia e Ortopedia Facial 4
do Grupo de Estudos em Ortodontia e Ortopedia Facial 4 1- O que é Tomografia Computadorizada

1- O que é Tomografia Computadorizada (TC)? Tomografia é um termo genérico, usado para exemplificar a imagem de uma secção do corpo humano. Desta forma, é um valioso instrumento de diagnós- tico, que possibilita a visualização tridimensional das estruturas anatômicas e de processos patológicos. 2- Quais as principais aplicações clinicas da tomografia computadorizada na Odontologia? Deverá ser solicitada sempre que o profissional necessitar de diagnósticos mais acurados ou em situações de prognósticos duvidosos, como por exem- plo: visualização da real posição de dentes inclusos ou impactados, a relação de proximidade destes com os dentes adjacentes e os riscos de reabsorções radiculares envolvidos, trincas e fraturas coronárias, reavaliações no desen- volvimento de tratamentos ortodônticos, além de facilitar os procedimentos cirúrgicos e de implantodontia. 3- Quais são as principais vantagens da tomografia computadorizada na or- todontia? Por ser um exame baseado nas três dimensões, que proporciona maior niti- dez das imagens dos dentes e ossos, a tomografia computadorizada possibilita a elaboração de planejamentos e prognósticos mais aprimorados e seguros. Outra vantagem é o baixo índice de radiação, mesmo quando comparado aos exames radiográficos bidimensionais panorâmicos e periapicais. Na maioria das vezes, o paciente realiza o exame sentado e não deitado “en- volto ao túnel” do tomógrafo convencional, onde algumas pessoas não se sentem à vontade ou são portadoras de claustrofobia.

Curiosidades

Anestesia: a grande contribuição da odontologia à medicina.

Talvez não exista nenhum avanço no conhecimento da medicina que tenha aliviado mais sofrimentos humanos que o descobrimento dos anestésicos. Este grande presente para a humanidade foi dado por um dentista americano em 1844, Horace Wells , através da desco-

americano em 1844, Horace Wells , através da desco- berta dos efeitos do óxido nitroso. Antes

berta dos efeitos do óxido nitroso. Antes do descobrimento da aneste- sia, a champanha e bebidas alcoólicas menos dispendiosas eram utilizadas como o fito de diminuir a dor da cirur- gia dental, como indica esta caricatu- ra britânica de 1780, Dental School, Universidade do Noroeste, Chicago.

de 1780, Dental School, Universidade do Noroeste, Chicago. FALE COM A GENTE - OPINIÕES E COMENTÁRIOS:

FALE COM A GENTE - OPINIÕES E COMENTÁRIOS: atendimento@sorriaortodontia.com.br

E COMENTÁRIOS: atendimento@sorriaortodontia.com.br Dra. Ângela Fiuza CRO/DF - 737 / IE 1277 Tel.: 3328.9131

Dra. Ângela Fiuza CRO/DF - 737 / IE 1277 Tel.: 3328.9131

Dra. Ângela Fiuza CRO/DF - 737 / IE 1277 Tel.: 3328.9131 Dra. Simone Raya CRO/DF -

Dra. Simone Raya CRO/DF - 3387 / IE 1279 Tel.: 3328.0845

Dra. Simone Raya CRO/DF - 3387 / IE 1279 Tel.: 3328.0845 Dra. Sandra Brito CRO/DF -3452

Dra. Sandra Brito CRO/DF -3452 / IE 1278 Tels.: 3327.0537 / 3326.7921

Brito CRO/DF -3452 / IE 1278 Tels.: 3327.0537 / 3326.7921 Dra. Rogéria Calastro CRO/DF - 4236

Dra. Rogéria Calastro CRO/DF - 4236 / IE 654 Tels.: 3326.7921 / 3327.0537

EXPEDIENTE

-

SORRIA

ORTODONTIA

é

uma

publicação

editada

pelas

ORTODONTISTAS

Dra.

Ângela

Fiúza,

Dra.

Simone

Raya,

Dra.

Sandra

Brito

e

Dra.

Rogéria

Calastro.

Os

artigos

assinados

refletem

a

opinião

do

profissional

em

questão.

Diagramação:

Ramires

Lima

Barreto.