Sei sulla pagina 1di 5
Agrupamento de Escolas de Arraiolos Escola EB 2,3/S Cunha Rivara de Arraiolos Ano Lectivo 2009/2010

Agrupamento de Escolas de Arraiolos Escola EB 2,3/S Cunha Rivara de Arraiolos

Ano Lectivo 2009/2010

HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 5º Ano

Teste de Avaliação nº 6

TESTE DE AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL

Nome:

Turma

Nº:

Avaliação:

Data:

/

/

Professor:

Encarregado(a) de Educação:

Observações:

Lê, com muita atenção, o enunciado que se segue e, depois de analisares cuidadosamente os documentos apresentados, responde de forma clara, objectiva e cuidada.

Grupo I

(A Expansão Marítima Portuguesa)

Boa Sorte!
Boa
Sorte!

I.1 Portugal teve condições privilegiadas para iniciar a Expansão Marítima. Observa atentamente os documentos 1 a 3.

Marítima. Observa atentamente os documentos 1 a 3 . D o c u m e n

Documento 1

“Dois anos depois o senhor rei Afonso armou uma grande caravela, onde me mandou por capitão (…) E eu tinha um quadrante, quando fui a estes países, e escrevi na tábua do quadrante a altura do pólo árctico, e achei aí melhor do que na carta.”

Diogo Gomes, Relação do Descobrimento da Guiné e das Ilhas.

Gomes, Relação do Descobrimento da Guiné e das Ilhas . Documento 2 Documento 3 I.1.1 Apresenta

Documento 2

Documento 3

I.1.1 Apresenta três razões que expliquem a prioridade de Portugal na Expansão Marítima.

I.1.2 Partindo da observação do mapa (documento 1) explica por que é que Ceuta era uma cidade importante.

I.1.3 Identifica um dos principais objectivos de Portugal quando iniciou a Expansão Marítima.

I.1.4 Aponta as razões que levaram cada grupo social a apoiar D. João I na Expansão Marítima.

I.2. D. João II tinha como principal objectivo descobrir uma forma de chegar à Índia por mar. Analisa os documentos 4 a 7.

O Cabo da Boa Esperança

Ora foram tão grandes as tempestades que os nossos padeceram em dobrar o cabo, que a cada passo perdiam esperanças de salvamento: donde veio porem-lhe o nome de cabo das Tormentas. (…) Logo que ao Senhor Rei D. João II foi explicado o feito ficou tão alvoraçado que dava já por aberta a estrada para a Índia; e comovido do feliz acontecimento, lhe impôs o nome de Cabo da Boa Esperança.

D. Jerónimo Osório, “Vida e Feitos de El-Rei D. Manuel”

Documento 4

Tratado de Tordesilhas

A Suas Altezas praz […] que se faça e assine pelo dito mar oceano uma linha direita de pólo a pólo […] a 370 léguas das ilhas de Cabo Verde para a parte do poente […]. E que tudo o que aqui é achado e descoberto e daqui adiante se achar e descobrir por o dito Senhor Rei de Portugal e por seus navios, pela parte do levante […], fique e pertença ao dito Senhor Rei de Portugal e seus sucessores. E que tudo […] indo por a dita parte do poente […] seja e fique e pertença aos ditos Senhor Rei e Rainha de Castela.

Texto do Tratado de Tordesilhas (1494).

Documento 6 – Rota seguida por Vasco da Gama na sua viagem à Índia Documento
Documento 6 – Rota seguida por Vasco da Gama na sua
viagem à Índia
Documento 7 – Rota seguida por Pedro Álvares Cabral

I.2.1 Transcreve, do documento 4, uma frase que mostre a importância da passagem do cabo da Boa Esperança.

I.2.2 Identifica o tratado, celebrado com o Reino de Castela, que permitia aos portugueses ter o controlo do comércio com a Índia.

I.2.3 Partindo da observação dos mapas (documentos 6 e 7), indica a que continente chegou a armada de:

a) Vasco da Gama.

b) Pedro Álvares Cabral.

I.3 Toma muita atenção à cronologia que se segue. II.4.1 Ordena cronologicamente (do mais antigo para o mais recente) os acontecimentos, colocando os números de 1 a 5:

- Vasco da Gama descobre o caminho marítimo para o oriente, permitindo estabelecer a carreira da Índia. - Morte do Infante D. Henrique. - O navegador Gil Eanes dobra, na costa ocidental africana, o Cabo Bojador. - É descoberto o Brasil pela armada de Pedro Álvares Cabral. - Assinatura do Tratado de Tordesilhas entre os reinos de Castela e Portugal.

Grupo II (O Império Português no século XVI) II.1 Navegando por mares e oceanos desconhecidos pelos Europeus, os Portugueses descobriram ilhas no Atlântico, contornaram África e chegaram à Índia e ao Brasil. Observa os documentos 8 a 9.

à Índia e ao Brasil. Observa os documentos 8 a 9 . Documento 8 Documento 9

Documento 8

Documento 9

II.1.1 Partindo da observação do mapa (documento 8), indica:

a) os oceanos em que os Portugueses navegavam no século XVI.

b) os continentes em que se localizava o Império Português no século XVI.

II.1.2 Para que serviam as feitorias criadas pelos portugueses em África?

II.1.3 Indica os quatro principais produtos trazidos pelos portugueses de África.

II.1.4 Identifica o navegador português que descobriu o Brasil em 1500.

II.1.5 O rei D. Manuel I detinha o monopólio do comércio com o oriente. Explica, por palavras tuas, o que significa ter o monopólio régio.

II.1.5 Aponta dois dos principais produtos trazidos pelos portugueses da Índia.

II.2 Durante o século XVI, a cidade de Lisboa cresceu e o porto tinha um grande movimento. Atenta no mapa do documento 10.

II.2.1 O que podes observar no mapa do

mandado

10 . II.2.1 O que podes observar no mapa do mandado documento 10 que tenha sido

documento

10

que

tenha

sido

construir por D. Manuel I?

II.2.2 Por que razão Lisboa terá crescido tanto no tempo de D. Manuel I?

Documento 10

FIM

Bom Trabalho!

Boas Férias! E felicidades!!!
Boas Férias!
E felicidades!!!

O Professor, Pedro Bandeira Simões