Sei sulla pagina 1di 45

Cibercultura

Prof. Me. Marcelo Träsel


Comunicação Digital em Publicidade e Propaganda
Famecos/PUCRS
Séculos XIX-XX
• A abordagem científica do mundo domina
o Ocidente por meio do positivismo.
• Ocorre a formação de um pensamento
tecnológico.
• Cibernética (anos 1940): a natureza passa a
ser vista como informação passível de
tradução em código binário.
The Machine Stops (1966 [1909])
Metropolis (Fritz Lang, 1927)
Tempos Modernos (Charles Chaplin, 1936)
Década de 1960

• Início da Guerra Fria entre o Ocidente e o


Bloco Comunista; medo da guerra nuclear.
• Investimento de governo e universidades na
pesquisa em informática.
• Surgem os movimentos de contracultura
no mundo Ocidental.
Planeta dos Macacos (Franklin Schaffner, 1968)
2001: uma odisséia no espaço (Stanley Kubrick, 1968)
Década de 1970
• Acaba o sonho da contracultura.
• Informatização da sociedade se aprofunda
no setor de serviços e governos.
• Nasce a microinformática.
• Hackers criam ferramentas que facilitam a
comunicação mediada por computador.
Colossus: the Forbin Project (Jorge Sargent, 1970)
THX 1138 (George Lucas, 1971)
1972
1975
The Robots (Kraftwerk, 1977)
Década de 1980
Década de 1980

• Computadores pessoais (PCs) ganham as


microempresas e residências.
• Videogames se aperfeiçoam e viram
brinquedos comuns.
• Computação gráfica é cada vez mais usada
na produção de filmes e televisão.
Tron (Steven Lisberger, 1982)
Blade Runner (Ridley Scott, 1982)
1983
Exterminador do Futuro (James Cameron,1984)
1984
Ciberspaço
The Well (1985)
1986
Década de 1990
• Surge a Web e a Internet passa a fazer
parte do cotidiano.
• Os computadores se miniaturizam e são
inseridos em todo tipo de aparelho.
• A informática se torna indispensável para a
vida nos centros urbanos e empresas.
• Aparecem os movimentos transhumanistas.
1993
Toy Story (John Lasseter, 1995)
The Matrix (Irmãos Wachowski, 1999)
Atualidade
• Ambientes tridimensionais começam a
surgir.
• Equipamentos de realidade virtual são uma
realidade.
• Ferramentas da Web 2.0 tornam todo
internauta um produtor de mídia em
potencial.
Definições

• O prefixo “ciber” vem do grego kybernetes,


que signifca “controle”, “timoneiro”.
• Cibercultura é um nome derivado da
palavra “cibernética”.
• Trata-se da cultura da digitalização, da
virtualização progressiva do mundo.
Definições
“Corresponde ao momento em que
nossa espécie, pela globalização
econômica, pelo adensamento das redes
de comunicação e de transporte, tende a
formar uma única comunidade mundial,
ainda que essa comunidade seja - e
quanto! - desigual e conflitante.”
(LÉVY, 2000, p. 249)
Definições
“Longe de ser uma subcultura dos
fanáticos pela rede, a cibercultura expressa
uma mutação fundamental da própria
essência da cultura. De acordo com a tese
que desenvolvi neste estudo, a chave da
cultura do futuro é o conceito de universal
sem totalidade.”
(LÉVY, 2000, p. 247)
Definições
“A cibercultura será uma configuração sócio-
técnica onde haverá modelos tribais associados às
tecnologias digitais, opondo-se ao individualismo da
cultura do impresso, moderna e tecnocrática. Com
a cibercultura, estamos diante de um processo de
aceleração, realizando a abolição do espaço
homogêneo e delimitado por fronteiras
geopolíticas e do tempo cronológico e linear, dois
pilares da modernidade ocidental. No entanto, esta
conectividade generalizada não é isenta de críticas.”
(LEMOS, 2000, p. 77)
Definições
“A cibercultura que se forma sob os nossos
olhos, mostra, para o melhor ou para o pior,
como as novas tecnologias estão sendo,
efetivamente, utilizadas como ferramentas de
uma efervescência social (compartilhamento
de emoções, de conviviabilidade e de
formação comunitária). A cibercultura é a
socialidade como prática da tecnologia.”
(LEMOS, 2000, p. 96)
Definição
“...a técnica moderna se funda num
certo tipo de pensamento, cujo
denominador comum é a crença de que
o maquinismo pode resolver qualquer
problema e satisfazer qualquer exigência
do mundo, não importam sua origem e
natureza.”
(RÜDIGER, 2008, p.11)
Definição
• “...o conjunto de fenômenos de costumes
que nasce à volta das novíssimas
tecnologias de comunicação...” (RÜDIGER,
2008, p.26).
• “...constitui, também, uma formação
histórica cujo veículo tecnológico é a
informática, sobretudo a de comunicação, e
o motor é e será, ainda por muito tempo, o
capitalismo” (idem, p.27).
Definições
“A cibercultura pode ser entendida como um
campo de experiência através do qual esse
fator instituinte dos tempos modernos começa
a se tornar cotidiano à consciência. A formação
que lhe subjaz remete a um conjunto de
práticas e representações, através do qual ele
se põe em vias de rotinização para o homem
comum.”
(RÜDIGER, 2008, p.11)