Sei sulla pagina 1di 2

Ensino médio é uma droga. Muitos filmes trataram desse assunto.

Mas, a maioria deles


não querem dizer isso de maneira literal.

De alguma maneira, Crepúsculo é uma história adolescente típica: Bella, uma desajeitada,
atrapalhada, garota de 17 anos, conhece o garoto mais bonito da escola, Edward. Bella se
encontra mergulhada no jeito misterioso do Edward, e Edward está intrigado com sua
inteligência e intuição. Antes mesmo de eles perceberem o que está acontecendo, eles se
apaixonam. Mas uma coisa faz com que esse filme não se torne muito Ela é Demais:
Edward é um vampiro vegetariano, um dos que não bebem sangue humano. Infelizmente
para a Bella o seu sangue tem um cheiro doce o suficiente para tentar Edward e fazê-lo
sucumbir a essa tentação.

Crepúsculo pe baseado no primeiro livro da mais séria best-seller de Stephenie Meyer. Os


fãs de Crepúsculo são um grupo muito sincero, e embora o filme não esteja programado
para sair antes do dia 12 de dezembro [n. da t. 21 de novembro], eles já tomaram de conta
da Internet, criticando cada pedacinho disponível do filme, do elenco aos teaser trailers.
Felizmente para eles, o roteiro realmente fez um bom trabalho, conseguindo condensar o
romance de 498 páginas da Meyer em 103 páginas de roteiro, sem sacrificar coesão e
clareza. Ainda mais, o roteiro foi tão bem feito que pessoas que olham para filme sem ter
lido o livro não vai ter problema nenhum em entendê-lo.

Uma área em que o roteiro se sobressai é em criar suspense. Enquanto o romance é


narrado por Bella, nós nunca podemos sair de dentro da sua mente, por conseqüência,
nunca conseguimos ver o perigo, exceto pelo limitado ponto de vista dela. O roteiro tem
essa diferença e é onde leva vantagem e um vago sendo de pressagio e de perigo está
estabelecido desde o início. Quando o relacionamento da Bella com Edward começa, não
é muito claro se Edward está se apaixonando por ela ou se ele está apenas usando a tração
dela por ele como um meio de matá-la. Também podemos ver as atividades dos três
vampiros não vegetarianos antes deles se encontrarem com Bella e os Cullen.

Mas é claro, cortando a estória a quinta parte do original, terão como resultado
sacrifícios, alguns deles com certeza irão deixar alguns fãs irritados. Todos os
personagens principais estão nele, mas muitos deles não estão muito bom desenvolvidos
no roteiro como estão no livro. Uma omissão em particular é chocante: Jacob Black um
índio Quileute que se torna amigo da Bella é colocado de lado no roteiro [n. da t. isso foi
em parte concertado com adição de novas cenas], e algumas das cenas chaves dele são
omitidas. Jacob tem um pequeno papel no livro, então sua presença aqui não será sentida
demais. Mas dando ao Jacob importância futura na historia, acho que seu personagem
devia ter sido mais desenvolvido. A família vampira de Edward é também esboçada de
uma maneira bem mais vaga do que no romance, embora o fato que todos os sete Cullens
tenham participação no filma já seja um feito.

Mas, se os personagens secundários são melhores desenvolvidos no final do filme ou não,


esta ainda é, a história da Bella e do Edward. E quanto, a isso o sucesso ou fracasso do
filme vai depender muito das duas estrelas, Kristen Stewart e Robert Pattinson. Acho que
Stewart é boa o suficiente para a tarefa. Em um dos seus recentes filme, de 2007, Into the
Wild, Stewart trouxe maturidade muito além da sua idade para um relativo pequeno
papel. Se Stewart trouxer a mesma complexidade e vulnerabilidade para Bella, talvez um
pouco mais de incomodo misturado, ela fará com que assistam.

Robert Pattinson pode ter qualquer valor. Pattinson, um ator britânico, mais conhecido
para a audiência americana por seu papel como Cedric Diggory em Harry Potter e o
Cálice de Fogo. Apesar do fato de que Cálice de Fofo ser o meu filme favorito na série
Harry Potter, eu honestamente não lembro de nada sobre a performance de Pattinson. A
boa notícia é que talvez não tenha nada a ver com sua habilidade para atuar. Cedric
Diggory era mais um mecanismo na historia do que um personagem, e ele não tinha
muito que fazer em Cálice de Fogo, fora parecer docemente lindo. A notícia ruim é que o
personagem Edward é muito mais difícil que a Bella, e os fãs de Crepúsculo estão
prontos para atacar se o papel for mal feito. Com o seu ódio por si mesmo e seus
sentimento conflitantes com relação a Bella, Edward é muito mais complicado do que
qualquer um no universo Harry Potter. O desafio aqui é fazer o Edward parecer ao
mesmo tempo confiante e confuso, sexy e de alguma forma ameaçador – uma resposta
moderna para Heathcliff de O Morro dos Ventos Uivantes e Edward Rochester, de Jane
Eyre.

De qualquer forma, eu acho que o filme chamará a atenção dos fãs de romance e dos
filmes sobrenaturais. Mas, não leitores de Twilight cuidado: não sejam enganados pelo
teaser trailer cheio de ação que foi postado recentemente; isso é, uma historia de amor, e
o roteiro não esquece isso. Alguém que vai assistir a esse filme esperando uma versão do
vampiresca do Homem Aranha vai ficar desapontado. Mas, se você está procurando um
estranho, romance, Crepúsculo vai dar conta.