Sei sulla pagina 1di 3
A PROTEÇÃO A ÁGUA COMO FORMA DE GARANTIA DA DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA Introdução O
A PROTEÇÃO A ÁGUA COMO FORMA DE GARANTIA DA DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA Introdução O

A PROTEÇÃO A ÁGUA COMO FORMA DE GARANTIA DA DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA

Introdução

O presente estudo apresenta uma questão de extrema relevância para os dias atuais e principalmente para o futuro do planeta. Os recursos hídricos te sido alvo de debates e discussões mundo afora, para garantir água com qualidade à população. Todos os meios de comunicação têm apresentado os atos humanos de degradação e desperdício deste elemento primordial à subsistência: a água. Portanto o uso consciente deste bem natural é fator preponderante ao futuro da humanidade.

Objetivo

Promover a proteção, preservação e recuperação da água: essencial à vida no planeta, tendo em vista o contido no Código das Águas, conhecido como a Lei das Águas (Lei 9433/97).

Objetivos Específicos

como a Lei das Águas (Lei 9433/97). Objetivos Específicos Conservar a água com qualidade e o

Conservar a água com qualidade e o meio ambiente através da educação ambiental; Motivar a busca pela melhoria da qualidade de vida através de desenvolvimento sustentável; Assegurar para a atual e às futuras gerações água em quantidade e qualidade apropriadas e meio ambiente sadio.

Assegurar para a atual e às futuras gerações água em quantidade e qualidade apropriadas e meio
Assegurar para a atual e às futuras gerações água em quantidade e qualidade apropriadas e meio
Metodologia Pautado no método de abordagem dedutivo far-se-á a análise da legislação e da doutrina.
Metodologia Pautado no método de abordagem dedutivo far-se-á a análise da legislação e da doutrina.

Metodologia

Pautado no método de abordagem dedutivo far-se-á a análise da legislação e da doutrina. Para tanto utilizar-se-á do método de procedimento casuístico, e do método de investigação bibliográfico, realizando a leitura de várias obras específicas sobre o assunto proposto, apontando-se, assim, todos os reflexos jurídicos do instituto pesquisado. Também utilizar-se-á da pesquisa teórica, contando-se com um arsenal bibliográfico sobre o tema, como forma de embasar a pesquisa proposta.

Resultados

Muito tem sido feito pelas autoridades competentes no que tange a Leis e Decretos, embora, ainda seja pouco, a fim de que o ser humano obedeça de forma imposta aquilo que deveria ser feito de forma natural. O mundo tem despertado para isso, há várias ONGs empenhadas, que se dedicam, fazem conferências, fóruns de debates, a própria Igreja tem lançado aos seus fiéis campanhas de alerta como a “Campanha da Fraternidade” 2011; inclusive conforme aponta a pesquisa, há alguns anos a igreja tem se preocupado em alertar bem como promover campanhas que visam cuidar e gerar uma nova consciência quanto ao meio ambiente, buscando pela garantia de vida e dignidade da pessoa humana, mas em tempo, ainda é possível e necessário fazer mais através de ações eficazes. Além disso, celebridades têm abraçado a causa e dando exemplo de que é necessário preservar o meio ambiente como é o caso da família da modelo Gisele Bünchen, o trabalho apresentou o projeto que é presidido por Valdir Bünchen onde embora tenham travado algumas batalhas tem alcançado resultados favoráveis com o projeto “Água Limpa”.

A ex-senadora Marina Silva adota posição totalmente contra a aprovação do novo Código Florestal, ela
A ex-senadora Marina Silva adota posição totalmente contra a aprovação do novo Código Florestal, ela

A ex-senadora Marina Silva adota posição totalmente contra a

aprovação do novo Código Florestal, ela mostra-se incrédula em relação às mudanças prometidas no texto. "Vai ser prejuízo irreversível para o Brasil se aprovar esse Código do jeito que foi votado na Câmara". E muitos outros que estão em defesa do meio ambiente, a proteger as águas, para que se possa dar uma vida de totalmente dignidade à pessoa humana.

Conclusão

O estudo permitiu concluir que embora seja muito comentado, o ser humano ainda não possui consciência plena da necessidade de preservar o meio ambiente para sua própria subsistência com tanto afinco.

As poluições dos mares e rios é uma realidade, não frequente, porém,

em muitos casos, com danos irreversíveis. O desperdício da água ainda é alarmante. O homem tem visado cultivar o recurso como beneficio financeiro esquecendo-se da necessidade vital. Em contrapartida a tutela constitucional do meio ambiente veio em razão de despertar a consciência humana a fim de que seja possível viver em harmonia com o meio onde se vive.

A ÁGUA nunca discute com os seus obstáculos, apenas os contorna! Seja como a água!