Sei sulla pagina 1di 34
ÁCIDOS, BASES E SAIS
ÁCIDOS, BASES E
SAIS

ÁCIDOS

ÁCIDOS - H 2 SO 4 CH 3 CHOHCOOH HSO 4 ácido lático ou ácido sulfúrico

-

H

2 SO 4

CH 3 CHOHCOOH

HSO 4

ácido lático ou ácido sulfúrico íon hidrogeno sulfato ácido 2-hidroxi-propanóico ou íon bissulfato O OH
ácido lático ou
ácido sulfúrico
íon hidrogeno sulfato
ácido 2-hidroxi-propanóico
ou íon bissulfato
O
OH
C
OH
H
2 CO 3
HNO 3
ácido carbônico
ácido nítrico
fenol ou
ácido benzóico
hidroxi-benzeno

BASES

BA SES H H 3 C N H NH NaOH 3 metilamina amônia hidróxido de sódio
H H 3 C N H NH NaOH 3 metilamina amônia hidróxido de sódio N
H
H
3 C
N
H
NH
NaOH
3
metilamina
amônia
hidróxido de sódio
N
Ca(OH) 2

hidróxido de cálcio

piridina

SAIS MgCl 2 CaCO 3 cloreto de magnésio carbonato de cálcio Ba(NO CH 3 COONa
SAIS
MgCl 2
CaCO 3
cloreto de magnésio
carbonato de cálcio
Ba(NO
CH 3 COONa
3
) 2
nitrato de bário
acetato de sódio

FORMAÇÃO DE SAIS

FORMA ÇÃ O D E SAIS A reaç ão entre u m áci do e uma

A reação entre um ácido e uma base é

chamada de reação de neutralização, e o

composto iônico produzido na reação é

chamado sal. A forma geral de uma reação

de neutralização em solução aquosa é:

é chamado sal . A form a gera l de uma reação de neutralização e m

Base

Sal

Ácido

Água

+

+

FORMAÇÃO DE SAIS

FORMA ÇÃ O D E SAIS 2 HCl ( a q ) + Mg(OH) 2 (

2 HCl (aq)

+

Mg(OH) 2(aq)

2 HCl ( a q ) + Mg(OH) 2 ( a q )   MgCl 2(aq)
 

MgCl 2(aq)

 

+ 2 H 2 O (l)

H 2 CO 3(aq)

+

Ca(OH) 2(aq)

H 2 CO 3(aq) + Ca(OH) 2(aq)   CaCO 3(aq) + 2 H 2 O (l)
 

CaCO 3(aq)

+ 2 H 2 O (l)

2 HNO 3(aq)

+

Ba(OH) 2(aq)

2 HNO 3 ( a q ) + Ba(OH) 2 ( a q )   Ba(NO
 

Ba(NO 3 ) 2(aq)

 

+

2 H 2 O (l)

CH 3 COOH (aq)

+

NaOH (aq)

CH 3 COOH ( a q ) + NaOH ( a q )   CH 3
 

CH 3 COONa (aq)

 

+

H 2 O (l)

DEFINIÇÕES DE ÁCIDOS E BASES  Ácidos e Bases de Arrhenius.  Ácidos e Bases
DEFINIÇÕES DE ÁCIDOS E BASES
Ácidos e Bases de Arrhenius.
Ácidos e Bases de Bronsted-Lowry.
Ácidos e Bases de Lewis.

ÁCIDOS E BASES DE ARRHENIUS

ÁCIDO S E BA SES DE ARRHENIUS Svante Arrhenius (1859-1927): Ácido é uma substância que conté

Svante Arrhenius (1859-1927):

Ácido é uma substância que contém

hidrogênio e libera o íon hidrogênio (H + )

como um dos produtos de ionização em água.

HCl(aq)

H + (aq)

Cl - (aq)

hidrogênio (H + ) com o u m dos produtos de ionização e m água. H

+

ÁCIDOS E BASES DE ARRHENIUS

ÁCIDO S E BA SES DE ARRHENIUS Svante Arrhenius (1859-1927): Base é u m compost o

Svante Arrhenius (1859-1927):

Base é um composto que libera íons

hidróxido em água.

NaOH (aq)

Na + (aq)

+

OH - (aq)

e m água . NaOH ( a q ) Na + (aq) + OH - (aq)

NH 4 + (aq)

m água . NaOH ( a q ) Na + (aq) + OH - (aq) N

+

NH 3(aq)

H 2 O (l)

OH - (aq)

+

AUTO-IONIZAÇÃO DA ÁGUA

AUTO -IONIZAÇÃO D A ÁGUA Duas moléculas de água pode m inter agir  mutuament e

Duas moléculas de água podem interagir

mutuamente para formar um íon hidrônio e um

íon hidróxido pela transferência de um próton de uma molécula para outra: + 2 H
íon hidróxido pela transferência de um próton de
uma molécula para outra:
+
2 H 2 O (aq)
H 3 O + (aq)
OH - (aq)
+
-
H
O
+
H
O
H
O
H
+
O
H
H
H
H

AUTO-IONIZAÇÃO DA ÁGUA

AUTO -IONIZAÇÃO D A ÁGUA AUTO-IONIZAÇÃO DA ÁGUA Friedrich Kohlrausch (1840-1910) Demonstr ou que a água

AUTO-IONIZAÇÃO DA ÁGUA

AUTO -IONIZAÇÃO D A ÁGUA AUTO-IONIZAÇÃO DA ÁGUA Friedrich Kohlrausch (1840-1910) Demonstr ou que a água
AUTO -IONIZAÇÃO D A ÁGUA AUTO-IONIZAÇÃO DA ÁGUA Friedrich Kohlrausch (1840-1910) Demonstr ou que a água

Friedrich Kohlrausch (1840-1910)

Demonstrou que a água mesmo depois de

purificada, ainda tinha uma pequena condutividade

elétrica, pois auto-ionização provocava a presença

de concentrações muito baixas de H 3 O + e OH -

mesmo na água mais pura.

ÁCIDOS E BASES DE BRONSTED

ÁCIDO S E BA SES DE BRONSTED 1923 Johannes N . Bronsted (1879-1947 ) e m

1923

ÁCIDO S E BA SES DE BRONSTED 1923 Johannes N . Bronsted (1879-1947 ) e m

Johannes N. Bronsted (1879-1947) em

Copenhague (Dinamarca)

Thomas M. Lowry (1874-1936) em

Cambridge (Inglaterra)

Thomas M . Lowry (1874-1936 ) e m  Cambridg e (Inglaterra) Nov o conceito para

Novo conceito para o comportamento

dos ácidos e bases.

ÁCIDOS E BASES DE BRONSTED

ÁCIDO
ÁCIDO
 Qualquer substância capaz de doar um próton a qualquer outra substância. Assim, os ácidos
Qualquer substância capaz de doar um próton a
qualquer outra substância. Assim, os ácidos podem ser:
Neutros, como o ácido nítrico,
+
+
HNO 3(aq)
H 2 O (l)
NO 3 - (aq)
H 3 O + (aq)
ácido
Ou podem ser cátions ou ânions,
+
+
NH 4 + (aq)
H 2 O (l)
NH 3(aq)
H 3 O + (aq)
ácido
+
H 2 PO 4 - (aq)
H 2 O (l)
H 3 O + (aq)
+
HPO 4 2- (aq)
ácido

ÁCIDOS E BASES DE BRONSTED

BASE
BASE
 Substância que pode receber um próton de uma outra substância. Podem ser:  Um
Substância que pode receber um próton de uma outra
substância. Podem ser:
Um composto neutro,
+
+
NH 3(aq)
H 2 O (l)
NH 4 + (aq)
OH - (aq)
base
Ou um ânion,
+
+
CO 3 2- (aq)
H 2 O (l)
HCO 3 - (aq)
OH - (aq)
base
+
+
PO 4 3- (aq)
H 2 O (l)
HPO 4 2- (aq)
OH - (aq)
base

ÁCIDOS E BASES DE BRONSTED

ÁCIDO S E BA SES DE BRONSTED ÁCIDO S E BASE S POLIPRÓTICAS Form a Ácida

ÁCIDOS E BASES POLIPRÓTICAS

Forma Ácida

Forma Anfiprótica

Forma Básica

-

H 2 S (ácido sulfídrico ou

HS

S

2-

(íons sulfeto)

sulfeto de hidrogênio)

(íon hidrogenossulfeto)

-

H 3 PO 4 (ácido fosfórico)

H

2 PO 4

HPO 4 2-

(íon diidrogenofosfato)

(íon hidrogenofosfato)

-

H

2 PO 4

HPO

2-

PO 4 3-

(íon fosfato)

4

(íon diidrogenofosfato)

(íon hidrogenofosfato)

-

3

3

H 2 CO 3 (ácido carbônico)

HCO

CO

2-

(íon carbonato)

(íon hidrogenocarbonato

ou bicarbonato)

H 2 C 2 O 4 (ácido oxálico)

HC

O 4

-

C

2 O 4 2-

(íon oxalato)

2

(íon hidrogenoxalato)

ÁCIDOS E BASES DE BRONSTED

ÁCIDO S E BA SES DE BRONSTED PARES ÁCIDO -BASES CONJUGADOS Transferênci a de u m

PARES ÁCIDO-BASES CONJUGADOS

Transferência de um próton para a água ou da água:

H 2 O (l)

u m próto n para a água ou da água:  H 2 O (l) H

H 3 O + (aq)

CO 3 2- (aq)

HCO 3 - (aq)

+

H 3 O + (aq) CO 3 2 - (aq) HCO 3 - (aq) + +

+

Base

Base

Ácido

Ácido

O conceito de equilíbrio (representado por

Ácido Ácido O conceit o de equilíbrio (representado po r )  envolv endo ácido s

)

Ácido O conceit o de equilíbrio (representado po r )  envolv endo ácido s e

envolvendo ácidos e bases conjugadas é o princípio

fundamental da teoria de Bronsted.

ÁCIDOS E BASES DE BRONSTED

ÁCIDO S E BA SES DE BRONSTED PARES ÁCIDO -BASES CONJUGADOS - H + H 3

PARES ÁCIDO-BASES CONJUGADOS

S E BA SES DE BRONSTED PARES ÁCIDO -BASES CONJUGADOS - H + H 3 O
S E BA SES DE BRONSTED PARES ÁCIDO -BASES CONJUGADOS - H + H 3 O

- H +

H 3 O + (aq)

HCO 3 - (aq)

H 2 O (l)

- H + H 3 O + (aq) HCO 3 - (aq) H 2 O (l)

CO 3 2- (aq)

+

HCO 3 - (aq) H 2 O (l) CO 3 2 - (aq) + + Ácido

+

HCO 3 - (aq) H 2 O (l) CO 3 2 - (aq) + + Ácido

Ácido

Base conjugada

-
-

Ácido

Base

do HCO 3

conjugado

da H 2 O

+ H +

- Ácido Base do HCO 3 conjugado da H 2 O + H + U m

Um par de compostos que diferem pela

presença de uma unidade H + é denominado

par ácido-base conjugado.

ÁCIDOS E BASES DE LEWIS

ÁCIDO S E BA SES DE LEWIS Teori a de Bronsted e Lowry par a o

Teoria de Bronsted e Lowry para o

comportamento ácido-base, anos 20, opera

bem para soluções em água.

Anos 30: Gilbert N. Lewis (1875-1946)

e m água. Ano s 30 : Gilbert N . Lewis (1875-1946)  Desenvolv eu uma
e m água. Ano s 30 : Gilbert N . Lewis (1875-1946)  Desenvolv eu uma

Desenvolveu uma teoria mais geral.

Compartilhamento do par de elétrons

entre um ácido e uma base e não na

transferência de um próton.

ÁCIDOS E BASES DE LEWIS

ÁCIDO S E BA SES DE LEWIS ÁCID O DE LEWIS É um a substânci a

ÁCIDO DE LEWIS

ÁCIDO S E BA SES DE LEWIS ÁCID O DE LEWIS É um a substânci a

É uma substância que pode receber um

par de elétrons de outro átomo para

formar uma nova ligação.

s de outro átomo par a forma r um a nova ligação. BASE DE LEWIS É

BASE DE LEWIS

É uma substância que pode ceder um

par de elétrons para outro átomo formar

uma nova ligação.

ÁCIDOS E BASES DE LEWIS

ÁCIDO S E BA SES DE LEWIS Um a reação ácido -bas e no sentido de

Uma reação ácido-base no sentido de

Lewis só pode ocorrer se houver uma

molécula (ou um íon) com uma par de

elétrons que possa ser cedido e uma outra

molécula (ou um íon) que possa receber este

par de elétrons:

ou u m í on ) que possa recebe r est e pa r de elétrons:
ou u m í on ) que possa recebe r est e pa r de elétrons:

+

A

B

B

Aon ) que possa recebe r est e pa r de elétrons: + A B B on ) que possa recebe r est e pa r de elétrons: + A B B

on ) que possa recebe r est e pa r de elétrons: + A B B

Base

Aduto ou complexo

Ácido

(Ligação covalente coordenada)

ÁCIDOS E BASES DE LEWIS

ÁCIDO S E BA SES DE LEWIS   + H + + H O H  
 

+

H +

+

H

O H
O H

O

O H
O H

H

 
H + + H O H   H O H

H

H + + H O H   H O H
O
O

O

O

H

   

H

 
 
 

H +

+

H

H

N

H + + H N H   NH 4 +  

H

 
H + + H N H   NH 4 +  

NH 4 +

 
 

H

 

ÁCIDOS E BASES DE LEWIS

ÁCIDO S E BA SES DE LEWIS ÁCIDOS DE LEWIS CATIÔNICOS Cátion s metá licos :

ÁCIDOS DE LEWIS CATIÔNICOS

Cátions metálicos: são ácido de Lewis

potenciais (orbitais vazios).

: s ão ácido de Lewi s  potenciais (orbitais vazios). [Be(H 2 O) 4 ]

[Be(H 2 O) 4 ] 2 + (aq)

+

+

BeCl 2(s)

4 H 2 O (l)

2 Cl - (aq)

OH - : é uma excelente base de Lewis e liga-se

facilmente a cátions metálicos formando hidróxidos.

+

facilment e a cátion s metálicos form ando hidróxidos. + Al(OH) 3 ( s ) OH

Al(OH) 3(s)

OH - (aq)

[Al(OH) 4 ] - (aq)

Base de Lewis

Ácido de Lewis

Al 3 + (aq)

+

L e w i s Ácido de Lewis Al 3 + ( a q ) +

+

Al(OH) 3(s)

3 H 3 O + (aq)

6 H 2 O (l)

Base de Bronsted

Ácido de Bronsted

ÁCIDOS E BASES DE LEWIS

ÁCIDO S E BA SES DE LEWIS ÁCIDOS DE LEWIS MOLECULARES  Óxidos do s não

ÁCIDOS DE LEWIS MOLECULARES

Óxidos dos não-metais: comportamento ácido.

 Óxidos do s não -metais: comportament o ácido. O H - Base de Lewis O
 Óxidos do s não -metais: comportament o ácido. O H - Base de Lewis O
 Óxidos do s não -metais: comportament o ácido. O H - Base de Lewis O

 Óxidos do s não -metais: comportament o ácido. O H - Base de Lewis O

O

H -

Base de Lewis

s não -metais: comportament o ácido. O H - Base de Lewis O H δ -

s não -metais: comportament o ácido. O H - Base de Lewis O H δ -
s não -metais: comportament o ácido. O H - Base de Lewis O H δ -
s não -metais: comportament o ácido. O H - Base de Lewis O H δ -
s não -metais: comportament o ácido. O H - Base de Lewis O H δ -

O

não -metais: comportament o ácido. O H - Base de Lewis O H δ - δ

H

δ -

δ -

comportament o ácido. O H - Base de Lewis O H δ - δ - O
comportament o ácido. O H - Base de Lewis O H δ - δ - O
comportament o ácido. O H - Base de Lewis O H δ - δ - O
comportament o ácido. O H - Base de Lewis O H δ - δ - O

O

C

O

O

C

δ

+

ácido. O H - Base de Lewis O H δ - δ - O C O
ácido. O H - Base de Lewis O H δ - δ - O C O
ácido. O H - Base de Lewis O H δ - δ - O C O

-

O H - Base de Lewis O H δ - δ - O C O O
O H - Base de Lewis O H δ - δ - O C O O

O

Íon bicarbonato

+

+

Ca(OH) 2(s)

CO 2(aq)

δ - O C O O C δ + - O Íon bicarbonato + + Ca(OH)

CaCO 3(s)

H 2 O (l)

Base de Lewis

Ácido de Lewis

FORÇAS RELATIVAS DOS ÁCIDOS E BASES

FO RÇA S RELATIVA S DO S ÁCIDO S E BA SES Alguns ácidos são melhores

Alguns ácidos são melhores doadores de prótons

do que outros, e algumas bases são melhores

aceitadoras de prótons que outras.

EXEMPLO - Solução diluída de ácido clorídrico:

É constituída, em grande parte, por

íons H 3 O + (aq) e Cl - (aq).

FORÇAS RELATIVAS DOS ÁCIDOS E BASES

FO RÇA S RELATIVA S DO S ÁCIDO S E BA SES  O ácido est

O ácido está quase 100% ionizado, e por isso é

considerado como um ácido de Bronsted forte:

HCl (aq)

H 2 O (l)

+

do de Bronsted forte: HCl ( a q ) H 2 O ( l ) +

+

H 3 O + (aq)

Cl - (aq)

Ácido forte ( 100% ionizado)

[H 3 O] + • concentração inicial do ácido

Uma solução aquosa de HCl 0,1 M é constituída,

na realidade, por H 3 O + 0,1 M e Cl - 0,1 M.

FORÇAS RELATIVAS DOS ÁCIDOS E BASES

FO RÇA S RELATIVA S DO S ÁCIDO S E BA SES O ácido acético ,

O ácido acético, por sua vez, ioniza-se muito

pouco, e por isso é considerado um ácido de

Bronsted fraco.

CH 3 COOH (aq)

H 2 O (l)

H 3 O + (aq)

+

+

( a q ) H 2 O ( l ) H 3 O + (aq) +

CH 3 CO 2 - (aq)

) H 3 O + (aq) + + C H 3 C O 2 - (aq)

Ácido fraco (<100% ionizado)

[H 3 O] + <<concentração inicial do ácido

Uma solução aquosa de CH 3 CO 2 H 0,1 M é apenas

0,001 M em H 3 O + (aq) e 0,001 M no CH 3 CO 2 - (aq) . Cerca

de 99% do ácido acético não estão ionizados.

FORÇAS RELATIVAS DOS ÁCIDOS E BASES

FO RÇA S RELATIVA S DO S ÁCIDO S E BA SES O í on óxido

O íon óxido é uma base de Bronsted muito forte

em solução aquosa. É tão forte que não existe

livre na água.

O 2 - (aq)

H 2 O (l)

+

não existe livr e na água. O 2 - (aq) H 2 O (l) + 2

2 OH - (aq)

Base forte.

[OH - ] = 2 x (concentração inicial do O 2 - ).

FORÇAS RELATIVAS DOS ÁCIDOS E BASES

FO RÇA S RELATIVA S DO S ÁCIDO S E BA SES A amôni a aquosa

A amônia aquosa e o íon carbonato em água,

ao contrário, provocam concentração muito baixa

do íon OH - , e por isso são considerados bases de

Bronsted fracas.

NH 3(aq)

H 2 O (l)

bases de Bronsted fracas. N H 3(aq) H 2 O (l) O H - (l) +

OH - (l)

+

NH 4 + (aq)

+

H 2 O (l) O H - (l) + N H 4 + (aq) + +

+

CO 3 - (aq)

H 2 O (l)

HCO 3 - (aq)

OH - (aq)

H 2 O (l) H C O 3 - (aq) O H - (aq) + 

+

H 2 O (l) H C O 3 - (aq) O H - (aq) + 

Bases fracas.

[OH - ] << concentração inicial da base.

FORÇAS RELATIVAS DOS ÁCIDOS E BASES

FO RÇA S RELATIVA S DO S ÁCIDO S E BA SES MODELO DE BRONSTED QUANTO
FO RÇA S RELATIVA S DO S ÁCIDO S E BA SES MODELO DE BRONSTED QUANTO

MODELO DE BRONSTED

QUANTO MAIS FORTE FOR O ÁCIDO, MAIS

FRACA SERÁ A SUA BASE CONJUGADA.

Par conjugado

, MAI S FRACA SERÁ A SUA BASE CONJUGADA. Par conjugado Base mais Ácido mais forte

Base mais

Ácido mais

forte que o Cl -

fraco que o Cl -

HCl (aq)

H 2 O (l)

+

+

- fraco que o Cl - HCl ( a q ) H 2 O ( l

H 3 O + (aq)

Cl - (aq)

2 O ( l ) + + H 3 O + (aq) C l - (aq)

Ácido mais

Base mais

fraca que a H 2 O

forte que o H 3 O +

3 O + (aq) C l - (aq) Ácido mais Base mais fraca que a H

Par conjugado

FORÇAS RELATIVAS DOS ÁCIDOS E BASES

FO RÇA S RELATIVA S DO S ÁCIDO S E BA SES Par conjugado Base mais

Par conjugado

FO RÇA S RELATIVA S DO S ÁCIDO S E BA SES Par conjugado Base mais

Base mais fraca

Ácido mais forte

fraca que o CH 3 CO 2

-

que o CH 3 COOH

+

+

CH 3 COOH (aq)

H 2 O (l)

3 COOH + + CH 3 COOH ( a q ) H 2 O ( l

H 3 O + (aq)

CH 3 CO 2 - (aq)

l ) H 3 O + (aq) C H 3 C O 2 - (aq) Base

Base mais

Ácido mais

forte que a H 2 O

fraco que o H 3 O +

(aq) C H 3 C O 2 - (aq) Base mais Ácido mais forte que a
(aq) C H 3 C O 2 - (aq) Base mais Ácido mais forte que a
(aq) C H 3 C O 2 - (aq) Base mais Ácido mais forte que a
(aq) C H 3 C O 2 - (aq) Base mais Ácido mais forte que a
(aq) C H 3 C O 2 - (aq) Base mais Ácido mais forte que a

Par conjugado

ÁCIDOS E BASES FRACOS

ÁCIDO S E BA SES F RACOS A grande maioria dos ácidos e da s bases

A grande maioria dos ácidos e das bases é fraca.

CONSTANTE DE EQUILÍBRIO: A força

relativa de um ácido ou de uma base que

pode ser expressa quantitativamente.

K a constante de equilíbrio para ácidos fracos

K b constante de equilíbrio para bases fracas

ÁCIDOS E BASES FRACOS

ÁCIDO S E BA SES F RACOS ÁCIDO S FRACOS + + HA (aq) H 2

ÁCIDOS FRACOS

+ + HA (aq) H 2 O (l) H 3 O + (aq) A -
+
+
HA (aq)
H 2 O (l)
H 3 O + (aq)
A - (aq)
[H 3 O + ] [A - ]
K a =
[HA]
BASES FRACAS
B
+
+
(aq)
H 2 O (l)
BH + (aq)
OH - (Aq)
[BH + ] [OH - ]
K b =
[B]
K é menor do que 1 para um ácido e uma base fraca.