Sei sulla pagina 1di 2
É URGENTE aproximar a escola do meio familiar e social em papel que a criança e

É URGENTE aproximar a escola do meio familiar e social em

É URGENTE aproximar a escola do meio familiar e social em papel que a criança e

papel

que

a

criança

e

o

adolescente vivem, já que

aos

pais e encarregados

de

educação

cabe

um

decisivo

nesse

desenvolvimento.

A Associação, consiste num grupo de Pais e Encarregados de Educação que pretende a defesa e promoção dos interesses dos seus associados em tudo quanto respeite à educação e ensino dos seus filhos e educandos.

Os pais e encarregados de educação

Procuramos colaborar na melhoria das condições da Escola para que os nossos filhos possam crescer em todas as dimensões, quer no aumento do conhecimento do ser e do saber fazer, quer tomando consciência da sua cidadania.

podem

intervir

directamente:

contactando com

o

director

de

. turma, em qualquer momento do

processo educativo;

participando

em

. promovidas pela escola;

actividades

. acompanhando e participando

Somos TODOS chamados a intervir no processo educativo dos NOSSOS FIHOS/EDUCANDOS que se desenvolve no seio da escola.

É URGENTE aproximar a escola do meio familiar e social em papel que a criança e

activamente no percurso escolar do seu educando, designadamente

quanto

ao

processo

de

avaliação.

Através da ASSOCIAÇÃO DE PAIS,

podem manter contactos com a

escola

em

diversas

modalidades e

momentos:

 

. através da integração nos seguintes

órgãos: Conselho Pedagógico Conselho Geral;

e

em

reuniões com o Director

para

. tratar assuntos relacionados com a

vida da escola.

É URGENTE aproximar a escola do meio familiar e social em papel que a criança e

A todos os pais e encarregados de educação assiste o direito de participar no processo educativo dos seus filhos. Esta participação pode ser individualmente, enquanto encarregado de educação do seu filho/educando, ou enquanto membro de uma associação de pais e encarregados de educação.

Lei 24/99 Artigo 41º
Lei 24/99
Artigo 41º

3.

A definição dos períodos em que os

encarregados de educação ou os seus representantes participam na vida da escola deve ser precedida de audição dos mesmos.

Decreto-Lei 80/99

Na redacção dada pelo Dec-Lei 80/99 de 16/03 (e de acordo com o disposto nos nºs 2 e 5 do art.º 15º do Dec-Lei 372/90), são consignados aos Pais, membros dos órgãos de administração e gestão das escolas, os seguintes direitos:

1.Os

pais

têm

direito

a

faltar,

justificadamente, ao serviço para participação em reuniões dos refridos órgãos de administração e gestão para os quais tenham sido convocados, contando-lhes as ausências, para todos os efeitos legais, como tempo de serviço efectivo, salvo no que respeita ao subsídio de refeição;

2.Para

os efeitos previstos no número

anterior, os pais podem dispor de um

crédito

de

dias

seguintes termos:

remunerados,

nos

a.

1 dias por trimestre para reuniões

de Conselho Escolar;

b.

1

dia

por

mês para reuniões

do

Conselho Pedagógico.

 

3.As

faltas

referidas

nos

números

anteriores

podem

ser

dadas

por

periodos

de

meio

dia,

justificadas,

perante

o

serviço,

mediante

a

apresentação da convocatória para a reunião e do comprovativo da presença na mesma.

PARTICIPE NA VIDA ESCOLAR DO SEU FILHO ATRAVÉS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS!

NÃO DEIXE QUE DECIDAM POR SI!

ESTAMOS À SUA ESPERA!

Contacte-nos através de:

Morada:

Telefone

E-mail:

Lei 24/99 Artigo 41º 3. A definição dos períodos em que os encarregados de educação ou
Lei 24/99 Artigo 41º 3. A definição dos períodos em que os encarregados de educação ou