Sei sulla pagina 1di 1

8

Uma viagem
Uma viagem
EMOCIONANTE ao Oriente Médio
EMOCIONANTE
ao Oriente Médio

Sebastião Augusto da Silva – Representante da JMM no Estado do Rio de Janeiro e pastor da 2ªIB em Búzios/RJ

D urante algumas semanas, en- tre setembro e outubro de 2010, eu e mais nove irmãos

brasileiros estivemos em uma viagem missionária ao Oriente Médio. Lidera- dos por dois experientes pastores em viagens missionárias – Ibrahim Issa, Co- ordenador Estratégico da JMM para o Oriente Médio, e Adilson Ferreira dos Santos, Representante da JMM em São Paulo – visitamos cinco países onde os batistas brasileiros mantêm trabalhos missionários. No início nenhum dos integrantes do grupo conhecia nada sobre o outro que seguia naquela jor- nada missionária. Em poucos minutos de “prosa” nos tornamos uma equipe unida e bem entrosada. No Líbano, o destaque foi a visita à 1ªIB em Marjeion, que tem duas con- gregações. Na Congregação Batista do Monte da Transfiguração (Monte Her-

mon) vimos uma decisão por Cristo. Foi maravilhoso conhe- cer aquelas montanhas e ver de perto os lugares históricos que movem a nossa fé. No Iraque estivemos em duas cidades: Duhok e Erbil; esta é a segunda cidade mais antiga do mundo. Ali almoçamos na residência do casal missionário Pr. Nasser e Yasmin e co- nhecemos a igreja batista. Em um cul- to, Deus mais uma vez nos abençoou com sete decisões por Cristo Jesus. Em Duhok (a antiga Ur dos Caldeus, que hoje é a região do povo curdo), o governador doou um terreno para a construção de um seminário teológico e uma praça esportiva para crianças. Pudemos constatar que Deus continua movendo montanhas! Na Síria estivemos na cidade de Safita, visitando a igreja daquela ci-

na cidade de Safita, visitando a igreja daquela ci- dade e também um grande castelo, que

dade e também um grande castelo, que serviu como cidade na época das Cruzadas. Infelizmente, ali 14 igrejas foram fechadas pelo governo (duas batistas). Choramos juntos com os

nossos líderes e suas famílias. Mas, ao mesmo tempo, constatamos que a fé desses servos permanece inabalável.

O pastor nos informou que a igreja,

mesmo diante desta limitação, está mais viva e o Senhor tem acrescen- tado outros. A viagem foi emocionante por cau-

sa da tensão que ela produziu em nós,

missionários brasileiros; emocionante por causa da expectativa gerada pelo novo, pelo desconhecido, e até pe- los medos naturais do ser humano. Naqueles campos pudemos ver que, mesmo diante de limitações e até per-

seguições, Deus continua a gir no meio

do seu povo. Amado pastor, precisamos voltar os nossos olhos para os países muçulmanos, pois os povos estão carentes e necessita- dos da Palavra de Deus. Participe de uma das caravanas missionárias que a Junta de Missões Mundiais organizará este ano. Ajude a levar a graça do Pai aos povos não-alcançados ao redor do mundo.

de Missões Mundiais organizará este ano. Ajude a levar a graça do Pai aos povos não-alcançados