Sei sulla pagina 1di 13

PROVA OBJETIVA

LÍNGUA PORTUGUESA 01 - Na primeira linha do texto, o vocábulo arrastão


aparece grafado entre aspas, assim como a expressão
TEXTO 1 “arrepiando bacanas” no terceiro parágrafo, porque:

OS MENINOS DO BRASIL (A) se trata de uma citação;


Clovis Rossi – Folha de São Paulo, 30/10/92 (B) o autor deseja destacar negativamente os vocábulos;
(C) se deseja acentuar o valor significativo dos
Primeiro foi o “arrastão” nas praias do Rio. Logo vocábulos;
depois, nas praias de Fortaleza. Um pouco mais adiante, na (D) se quer realçar ironicamente as palavras;
festa do Círio de Nazaré, em Belém do Pará. Desceu, em (E) destaca as palavras como gírias.
seguida, para a Praça da Sé, em São Paulo. Chegou ontem
a Londrina, no norte do Paraná, cidade em que uma dúzia
de lojas foi “arrastada” por bando de menores que são 02 - O fenômeno do arrastão tem seu percurso descrito no
movidos a cola de sapateiro. primeiro parágrafo do texto; o vocábulo ou expressão que
Vê-se que já não dá sequer para o tolo conformismo de NÃO marca obrigatoriamente uma sucessão de caráter
achar que essa espécie de guerrilha urbana está restrita aos temporal é:
grandes centros, depósitos habituais de todos os problemas
do subdesenvolvimento. Londrina parecia ser apenas uma (A) primeiro;
dessas cidades médias abençoadas pela alta qualidade de (B) logo depois;
vida interiorana. (C) um pouco mais adiante;
É evidente que deve haver, nessa onda de “arrastões” (D) em seguida;
um pouco de modismo. O pessoal vê pela televisão um (E) ontem.
grupo “arrepiando bacanas” no Rio de Janeiro e resolve
fazer a mesma coisa em sua própria cidade. Copiar
comportamentos alheios, muito divulgados pela mídia, é 03 - Entre as causas do fenômeno do “arrastão”, segundo o
um fenômeno até certo ponto corriqueiro. texto, estão:
O problema é que a matéria-prima para a repetição dos
“arrastões” sobra no país. O Brasil, que sempre foi (A) a má distribuição de renda, o modismo, as drogas;
exemplo extremo de má distribuição de renda, tornou-se (B) a televisão, a marginalização social, a má
selvagem nestes muitos anos de estagnação econômica. Se distribuição de renda;
há alguma indústria nacional que não sofre os efeitos da (C) as drogas, a mídia, os meninos de rua;
recessão é a fábrica de produzir miseráveis e (D) a divulgação pela mídia, o abandono da educação,
marginalizados. Da marginalização à marginalidade e dela problemas familiares;
à brutalidade, a distância costuma ser curta. (E) o modismo, a marginalidade e as drogas.
Conseqüência inevitável: os “bacanas” já estão todos
arrepiados. Pior: tornam-se cada vez mais inúteis os
discursos sobre a miséria, sobre a infância desamparada, 04 - “...por bandos de menores que são movidos a cola de
sobre as injustiças sociais. A fábrica de produzir retórica sapateiro”; o comentário INADEQUADO a respeito dos
sobre essa temática é, aliás, outro setor que não entrou em elementos desse segmento do texto é:
recessão.
Seria altamente conveniente que admitíssemos de uma (A) a forma verbal da frase só pode estar no plural;
vez por todas que estamos, todos, desequipados para agir, (B) a voz passiva é adequada ao fato de o sujeito ser
em vez de discursar a respeito. Não é um problema que se paciente da ação verbal;
possa resolver apenas por meio do poder público. Não é (C) bandos é um coletivo acompanhado de um termo
um problema que a filantropia de meia dúzia vá sequer especificador;
atenuar. É uma guerra. Não serve de consolo saber que (D) cola de sapateiro representa o objetivo do arrastão;
produziu poucas vítimas fisicamente até agora. Todo o (E) a pobreza dos menores está também representada
país é vítima quando seus “bacanas” começam a odiar os pelo tipo de droga que usam.
meninos do Brasil.

05 - A existência do arrastão em Londrina, segundo o


texto, vem provar que:

REALIZAÇÃO
2
PROVA OBJETIVA

(A) só há arrastões nos grandes centros urbanos; (B) estagnação econômica;


(B) o modismo chegou ao interior; (C) má distribuição de renda;
(C) essa cidade não possui mais alta qualidade de vida; (D) efeito da recessão;
(D) essa cidade tem problemas do subdesenvolvimento; (E) consumo de drogas.
(E) a televisão corrompe lugares abençoados.

10 - “Todo o país é vítima quando seus “bacanas”


06 - O terceiro parágrafo, em relação aos anteriores, tem começam a odiar os meninos do Brasil”; o comentário
valor de: correto a respeito dos elementos presentes nesse segmento
do texto é:
(A) concessão;
(B) comparação; (A) Todo o país apresenta o mesmo significado que
(C) acréscimo; todo país;
(D) oposição; (B) vítima é um vocábulo que não varia em gênero e
(E) alternância. número;
(C) bacanas refere-se aos elementos das classes sociais
mais abastadas;
07 - O segmento do texto em que pessoas são vistas como (D) os meninos do Brasil são a representação da
coisas (processo de reificação) é: infância brasileira;
(E) o auxiliar começar a indica ação que vai ocorrer
(A) “É evidente que deve haver, nessa onda de num futuro próximo.
“arrastões” um pouco de modismo”;
(B) “Copiar comportamentos alheios, muito divulgados
pela mídia, é um fenômeno até certo ponto 11 - “Não é um problema que se possa resolver apenas por
corriqueiro”; meio do poder público. Não é um problema que a
(C) “O problema é que a matéria-prima para a repetição filantropia de meia dúzia vá sequer atenuar. É uma
dos “arrastões” sobra no país”; guerra.”; o autor recomenda, com essas palavras:
(D) “Da marginalização à marginalidade e dela à
brutalidade, a distância costuma ser curta”; (A) a extinção das campanhas filantrópicas;
(E) “Conseqüência inevitável: os “bacanas” já estão (B) o afastamento do poder público do problema;
todos arrepiados”. (C) um maior armamento das autoridades policiais;
(D) a participação de todos no problema;
(E) o aumento das organizações filantrópicas.
08 - “Da marginalização à marginalidade...”; essa
passagem corresponde a:
12 - “É evidente que deve haver, nessa onda de
(A) do econômico ao social; “arrastões”, um pouco de modismo”; se tivéssemos ondas
(B) do social ao ilegal; em lugar de onda, a forma verbal da frase deveria ser:
(C) do ilegal ao educacional;
(D) do educacional ao político; (A) deve haver;
(E) do político ao econômico. (B) devem haver;
(C) deve haverem;
(D) devem haverem;
(E) dever haver.

LÍNGUA INGLESA
09 - A fábrica de produzir miseráveis e marginalizados só
encontra paralelo no (na): READ TEXT I AND ANSWER QUESTIONS 13 TO 16:

(A) retórica sobre a miséria; TEXT I

REALIZAÇÃO
3
PROVA OBJETIVA

(E) empire.
Delphic Oracle’s Lips May Have Been Loosened by
Gas Vapors
15 - The verb form in “Their conclusion was aggregated
by a modern misconception...” (l.19) is the same as that in:

(A) They are studying reports by experts;


(B) They have suffered many hardships;
(C) They had shown all their knowledge;
(D) They were thought better than the others;
(E) They were splitting some of their earnings.

The oracle of Delphi in Greece was the telephone


psychic of ancient times. People came from all over 16 - The underlined word in “could only be produced”
Europe to call on the Pythia at Mount Parnassus to have (l.20-21) has the same meaning as:
their questions about the future answered. Her answers
5 could determine when farmers planted their fields or (A) lonely;
when an empire declared war. (B) solitary;
The Pythia, a role filled by different women from about (C) solely;
1400 B.C. to A.D. 381, was the medium through which (D) unique;
the god Apollo spoke. (E) single.
10 According to legend, Plutarch, a priest at the Temple of
Apollo, attributed Pythia’s prophetic powers to vapors.
Other accounts suggested the vapors may have come
from a chasm in the ground. READ TEXT II AND ANSWER QUESTIONS 17 TO 22:
This traditional explanation, however, has failed to
15 satisfy scientists. In 1927, French geologists surveyed What Wiped Out the Dinosaurs?
the oracle’s shrine and found no evidence of a chasm or
rising gases. They dismissed the traditional explanation Nearly all of us now know – or think we know –
as a myth. how the dinosaurs perished: some 65 million years ago,
Their conclusion was aggregated by a modern a giant asteroid or comet struck the earth, spewing huge
20 misconception that vapors and gases could only be amounts of dust and debris into the air. That dust,
produced by volcanic activity. 5 according to a widely accepted theory first proposed by
Now, a four-year study of the area in the vicinity of the Nobel Laureate Luis Alvarez, was circulated by the
shrine is causing archaeologists and other authorities to winds and enshrouded the earth for months, blocking
revisit the notion that intoxicating fumes loosened the sunlight and causing temperatures to plummet. As a
25 lips of the Pythia. result, the dinosaurs, and 70% of all other terrestrial
(http://news.nationalgeographic.com, August 14, 2001) 10 species, were wiped out.
But this scenario was challenged last week by
13 - Nowadays Plutarch’s explanation has been: Kevin Pope, a former U.S. space agency scientist.
Reviewing recent studies of atom-bomb blasts and
(A) viewed as a deliberate mischief; analyses of particles in strata at the 65 million-year
(B) carefully elaborated by archaeologists; 15 level, he concluded in Geology that most of the dust
(C) surprisingly labeled as invaluable; particles were too large to have remained suspended in
(D) partly contested by scientists; the air for many months. The finer particles that stayed
(E) thoroughly accepted as true. airborne would not have blocked enough sunlight to
cause mass extinctions. Pope speculates instead that
14 - The Pythia was a(n): soot from the worldwide conflagrations, sulfate aerosols
and other impact phenomena were to blame. His
(A) mount; findings prompted such headlines as ALVAREZ TEAM
(B) oracle; WAS WRONG and DUST DIDN’T DO IT, and
(C) goddess; heartened the relatively few scientists who still contest
(D) temple; the Alvarez theory. Others, however, dispute Pope’s

REALIZAÇÃO
4
20

PROVA OBJETIVA

25
analysis and say his methodology was faulty. While
acknowledging other contributory factors, they still
believe dust was the major component of the sun- 22 - While in “While acknowledging other contributory
blocking shroud that dispatched the dinosaurs. factors...” (l.26-27) indicates:
(TIME, February 4, 2002:7)
(A) contrast;
(B) opposition;
17 - According to Alvarez, dinosaurs eventually (C) time;
disappeared because of a: (D) cause;
(E) concession.
(A) gradual warming of the entire earth;
(B) crash between an asteroid and a comet;
(C) continuous and strong gust of wind;
(D) strong emission of volatile gases; MÉTODOS QUANTITATIVOS
(E) blockage of solar heat and global cooling.

23 - O histograma a seguir apresenta as freqüências dos


18 - Pope’s theory was: números de leitos oferecidos pela rede pública à população
em cento e quarenta municípios:
(A) accepted by all scientists;
(B) heralded as a breakthrough; número 38
de
(C) partly favored by some scientists;
municípios 30
(D) reinforced by the Nobel Laureate;
26
(E) considered a downright failure. 20
16
10
19 - Pope based his theory partly on:

(A) new findings about global warming; 1 a 10 11 a 20 21 a 30 31 a 40 41 a 50 51 a 60 no de leitos


(B) current data on nuclear energy;
(C) recent studies of the sunlight; A média amostral (número médio de leitos) desses dados
(D) accepted ideas on wind movement; agrupados é, aproximadamente, de:
(E) old hypotheses on mass extinction.
(A) 23
(B) 25
20 - In relation to Alvarez’s theory, Pope: (C) 27
(D) 32
(A) questioned it; (E) 35
(B) confirmed it;
(C) exhausted it;
(D) backed it;
(E) welcomed it.

21 - The underlined word in “enshrouded the earth for 24 - Para planejar a extensão de um programa de
months” (l.7) introduces an idea of: assistência social e educação ambiental para as
comunidades carentes de um município, a prefeitura
(A) shelter; contou o número de residências em dez dessas
(B) endowment; comunidades. Os resultados foram:
(C) prejudice;
(D) enclosure; 256 364 198 456 802 56 184 402 95 127
(E) persecution.

REALIZAÇÃO
5
PROVA OBJETIVA

A média amostral desses dados é:

(A) 273 (A) 3,5


(B) 282 (B) 4,1
(C) 286 (C) 4,7
(D) 294 (D) 5,3
(E) 302 (E) 5,9

25 - A amostra a seguir apresenta o número de pessoas 28 - A tabela a seguir apresenta números índices da
ocupadas em 31.12.2001 num determinado setor de inflação brasileira medida pelo IPCA – Índice de Preço ao
atividade em dez municípios escolhidos ao acaso: Consumidor Amplo – do IBGE. A base (= 100) é
dezembro de 1993.
564 1.246 1.634 1.756 8.054 10.262 12.455
13.001 15.165 20.716
mês índice
A mediana do número de pessoas ocupadas nesses outubro/2001 1.788,24
municípios é igual a: novembro/2001 1.800,94
dezembro/2001 1.812,65
janeiro/2002 1.822,08
(A) 8.054 fevereiro/2002 1.828,64
(B) 8.646 março/2002 1.839,61
(C) 9.158
(D) 9.845
(E) 10.262 Se a base (= 100) passar a ser o mês de dezembro de 2001,
então o número índice correspondente a março de 2002
será:
26 - São medidas de dispersão:
(A) 98,54
(A) média, distância interquartílica, variância; (B) 101,49
(B) mediana, média, moda; (C) 103,26
(C) moda, desvio padrão, amplitude amostral; (D) 108,14
(D) variância, mediana, amplitude amostral; (E) 112,05
(E) desvio padrão, variância, distância interquartílica.

BIBLIOTECONOMIA
27 - A amostra a seguir apresenta as idades de oito pessoas
recém-formadas que conseguiram emprego imediato numa 29 - Na literatura da área, o colégio invisível é conceituado
certa localidade: como:

22 24 23 23 25 25 22 28 (A) comunicação formal na área científica;


(B) comunicação informal na área tecnológica;
Lembre que a variância amostral pode ser definida como a (C) comunicação informal na área científica;
média da soma dos quadrados dos desvios em torno da (D) comunicação formal na área tecnológica;
média. A variância amostral destes dados é então igual a: (E) comunicação formal em ciência e tecnologia.

REALIZAÇÃO
6
PROVA OBJETIVA

33 - Os profissionais da informação podem utilizar o


30 - O que caracteriza o documento não convencional é: relatório da biblioteca como um instrumento que permite:

(A) tiragem, acesso e disponibilidade ilimitados; (A) cumprir as funções de administração e


(B) circulação irrestrita, acesso e disponibilidade planejamento;
limitados; (B) controlar as atividades-meio propostas no
(C) tiragem, acesso e disponibilidade limitados; planejamento;
(D) circulação restrita, acesso e disponibilidade (C) redirecionar as atividades-fim propostas para o
ilimitados; sistema;
(E) circulação restrita, acesso e disponibilidade (D) apresentar propostas de orçamentos de acordo com
limitados. os serviços e produtos;
(E) disponibilizar dados para a tomada de decisão.

31 - São consideradas fontes secundárias aquelas que:


34 - Em uma unidade de informação o planejamento deve
(A) apresentam a informação filtrada e organizada de se constituir em um processo dinâmico e interativo e
acordo com um arranjo definido, dependendo da envolver as seguintes etapas:
finalidade da obra;
(B) são largamente dispersas e desorganizadas do (A) elaboração dos objetivos, metas, implementação e
ponto de vista da produção, divulgação e controle; avaliação;
(C) disponibilizam a informação filtrada, sem (B) elaboração da coleta, interpretação, análise das
organização definida, independentemente da informações e avaliação;
finalidade da obra; (C) elaboração do plano, implementação,
(D) têm função de guiar o usuário da informação para acompanhamento e avaliação;
outras fontes de acordo com um plano pré- (D) elaboração do plano, coleta de informações,
estabelecido; implementação, avaliação;
(E) estão disponíveis exclusivamente em meios (E) elaboração de um diagnóstico organizacional.
eletrônicos, seguindo uma ordem pré-
determinada.
35 - Na estrutura organizacional de uma unidade/sistema
de informação as atividades de aquisição devem estar
ligadas às atividades de:

(A) representação temática do conhecimento;


(B) referência;
(C) empréstimo;
(D) representação descritiva do conhecimento;
(E) seleção de materiais.

36 - A organização do processo de aquisição de materiais


32 - O periódico científico é o principal canal de de informação requer o cumprimento das seguintes etapas:
divulgação da ciência e a sua função social destina-se a:
(A) seleção dos fornecedores, utilização dos recursos
(A) agilizar o processo de comunicação científica; financeiros, definição das despesas;
(B) servir como um meio de registro e preservação dos (B) definição de despesas, utilização dos recursos
conhecimentos adquiridos pelo homem; financeiros, seleção dos fornecedores;
(C) conferir prestígio e reconhecimento a autores, (C) tomada de preços, seleção dos fornecedores,
editores e referees; utilização dos recursos financeiros;
(D) assegurar a disseminação do (D) seleção dos fornecedores, seleção dos materiais de
conhecimento/informação resultante de pesquisas; informação, utilização dos recursos financeiros;
(E) divulgar aos pares os resultados de pesquisa. (E) identificação do material bibliográfico, seleção dos
fornecedores, utilização dos recursos financeiros.

REALIZAÇÃO
7
PROVA OBJETIVA

(E) CNEN.

37 - A terminologia utilizada para conceituar


unidades/sistemas de informação reflete mudanças nos 41 - As Bases de Dados Factuais:
seus objetivos e características. As unidades/sistemas que
apresentam ao usuário a informação já analisada, avaliada (A) contêm descrições sinaléticas e analíticas de
e sintetizada denominam-se: documentos primários;
(B) reúnem documentos primários propriamente ditos;
(A) centros referenciais; (C) contêm dados numéricos;
(B) centro disseminador de informação; (D) possuem informações textuais não estruturadas
(C) biblioteca especializada; como as textuais;
(D) centro de análise da informação; (E) abrangem informações de documentos secundários
(E) centro de documentação. e terciários.

38 - Um novo ramo da Ciência da Informação que se


consolidou com o nome de Cientometria pode ser definido
como:

(A) estudo quantitativo da Ciência da Informação;


(B) estudo qualitativo da Ciência da Informação;
(C) estudo quantitativo da Ciência;
(D) estudo científico da Ciência;
(E) estudo técnico-científico da Ciência da Informação.

39 - O início da formação de grandes acervos


bibliográficos legíveis por computador resultou nas
primeiras pesquisas, técnicas e ações relativas ao controle
de qualidade em bases de dados. Este fato remonta à
década de:

(A) 50;
(B) 60;
(C) 70;
(D) 80;
(E) 90.

42 - Segundo Barsotti, o Perfil do usuário é traçado da


40 - O projeto da Biblioteca Digital Brasileira – BDB, para seguinte forma:
Marcondes e Sayão, (publicado na Ciência da Informação,
v.30, n.3, 2001) visa, entre outros objetivos, fornecer (A) cada usuário, dentro de sua área de interesse,
meios para que a comunidade brasileira de C&T possa formula uma ou mais perguntas que são traduzidas
publicar seus trabalhos de forma rotineira, diretamente na em estratégias de busca e gravadas em computador
rede, aumentando com isso sua visibilidade nacional e (após testada sua eficácia), com o código do usuário
internacional, otimizar o fluxo da comunicação científica e a que pertencem. Toda vez que um material novo
reduzir o ciclo de geração do conhecimento. A Instituição está para ser incorporado à coleção, ele será
responsável pelo projeto citado é: comparado com cada perfil e os documentos-
resposta serão enviados ao usuário;
(A) CNPq; (B) o profissional da informação, detecta o interesse da
(B) Biblioteca Nacional; área do usuário, elabora um cadastro que serve,
(C) IBICT; inclusive, de apoio à estrutura organizacional da
(D) IBGE; instituição, e traça o perfil de acordo com as

REALIZAÇÃO
8
PROVA OBJETIVA

questões indicadas. Informações são fornecidas que possibilitem o acesso rápido e eficiente à
conforme as necessidades de informações informação desejada);
apresentadas por cada usuário; (C) serviço direto (dirigido a prestar auxílio pessoal aos
(C) a Unidade de Informação inclui em sua política usuários, incluindo: respostas às questões,
gerencial a elaboração do perfil do usuário interno e condução de busca na literatura, instrução e
externo institucional, visando fornecer a baixo orientação dos usuários); serviço indireto (dirigido
custo e a médio prazo informações de interesse à preparação de instrumentos para melhorar o
pessoal e profissional. Desta forma, todo o material acesso às coleções);
recebido pela Unidade será comparado com cada (D) serviço rígido (dirigido a prestar auxílio pessoal aos
perfil e os documentos remetidos ao interessado; usuários, incluindo: respostas às questões,
(D) o usuário é entrevistado pelo profissional da condução de busca na literatura, instrução,
informação, que transforma os dados em questões orientação e treinamento dos usuários); serviço
informacionais de interesse institucional para a flexível (dirigido à preparação de meios para
recuperação da informação. O cadastro tem melhorar o acesso ao documento);
atualização anual usando as técnicas manual e (E) serviço técnico (dirigido a prestar auxílio técnico
computacional. Assim, todo o material aos usuários, incluindo: resposta às questões,
bibliográfico sem restrição, recebido pela elaboração de busca na Internet, instrução e
Instituição, é repassado ao usuário; orientação dos usuários); serviço organizacional
(E) a instituição ao qual o usuário é afiliado investiga (dirigido a organização da infra-estrutura da
as suas necessidades de informação referentes ao unidade de informação, com o objetivo de fornecer
campo profissional, na área de interesse e também apoio administrativo ao serviço de referência).
nas periféricas, em um período de tempo pré-
estabelecido, e então elabora o perfil. Todo
material bibliográfico recebido pela Biblioteca é
imediatamente informado ao interessado.

44 - Atualmente, os serviços de referência virtual estão


43 - Nas estatísticas para o serviço de referência, que é tornando-se realidade. No início de 2001, foi realizado
dirigido a responder perguntas, a unidade de mensuração é pela Library of Congress o primeiro simpósio para discutir
a questão. No entanto, definir e caracterizar a questão não os conceitos e as suas implementações. Foi apresentada a
é tarefa fácil. Procurou-se então, traçar o serviço em dois definição de Serviço de Referência Digital como:
tipos. São eles:
(A) mecanismo pelo qual as pessoas podem enviar
(A) serviço técnico (dirigido a prestar auxílio técnico perguntas e obter respostas através de e-mail, chat
aos usuários, incluindo: resposta às questões, ou formato Web;
elaboração de busca na Internet, instrução e (B) ferramenta de comunicação capaz de fornecer aos
orientação dos usuários); serviço aplicado (dirigido usuários respostas, em tempo hábil, às questões de
à preparação de instrumentos para melhorar o inteira importância para a fundamentação de
acesso às coleções); pesquisas técnicas e científicas;
(B) serviço operacional (dirigido a prestar auxílio direto (C) instrumento que possibilita o acesso rápido à
aos usuários, incluindo: coleta das respostas; informação solicitada pelo usuário interno ou
organização dos dados; análise das questões; externo à Instituição onde é alocado o serviço;
serviço estrutural (dirigido à criação de ferramentas (D) elemento indispensável de informação para o
desenvolvimento de projetos, pesquisas e estudos,

REALIZAÇÃO
9
PROVA OBJETIVA

nas diversas áreas do conhecimento inseridas nas (C) traçar linhas de atuação junto aos órgãos
instituições públicas e privadas; competentes, visando beneficiar a sociedade
(E) meio computacional destinado a manter atualizadas nacional no mundo global; injetar investimentos
as informações contidas na coleção. Considerada capazes de desenvolver, atualizar e manter serviços
fonte de informação fundamental para o avançados de computação, comunicação e
desenvolvimento do ensino e pesquisa. informação. Estimular a pesquisa e a educação
desenvolvidas no país, criando condições de
competir com o mercado mundial;
(D) estabelecer as bases para uma inserção competitiva
do Brasil na sociedade global da informação, com a
finalidade de integrar e coordenar o
desenvolvimento e a atualização de serviços
avançados de computação, comunicação e
informação e suas aplicações. O Programa também
pretende estimular a pesquisa e a educação,
assegurando que o Brasil tenha condições de
competir no mercado mundial;
(E) mapear as necessidades de informação do país
contidas nas esferas da educação e saúde, visando o
retorno para a sociedade em tempo hábil. Para isso
o Programa prevê, em curto prazo, a implantação de
computadores em rede para suprir as necessidades
detectadas pelo diagnóstico elaborado.

46 - O Protocolo de Comunicação pode ser conceituado


como um elenco de:

45 - Tomando por base o artigo de Silveira, publicado no (A) regras ou padrões cuja finalidade é permitir que os
periódico Ciência da Informação, v.30, n.2, 2001, ao computadores se interliguem e troquem
lançar em 1999 o Programa Sociedade da Informação, o informações com o menor número de erros
governo federal apresentou a seguinte proposta: possível;
(B) computadores e dispositivos complementares
(A) criar mecanismos capazes de integrar o Brasil na conectados entre si por meio de recursos de
sociedade global de comunicação, possibilitando comunicação;
definir diretrizes que proporcionem o (C) dispositivos conectados à rede e capazes de se
desenvolvimento, atualização e manutenção de comunicar com os outros equipamentos da rede;
serviços avançados de computação, como também (D) normas para conexão de computadores
estimular o ensino e a pesquisa praticados no país, internacionalmente acordado;
assegurando as condições de competir no mercado (E) normas estabelecidas para facilitar o intercâmbio de
mundial; informações e evitar erros na alimentação dos
(B) definir políticas de informação e comunicação no dados.
país, visando a integração na sociedade global,
através do desenvolvimento e da atualização de
serviços avançados de computação. Estimular o 47 - Assinale a afirmativa correta para a definição de
ensino, a pesquisa e a extensão, desenvolvidas nas Tabela, segundo as normas de apresentação tabular, do
instituições públicas e privadas do Brasil; IBGE:

REALIZAÇÃO
10
PROVA OBJETIVA

(E) o endereço eletrônico, apresentado entre os sinais /


(A) conjunto de traços estruturadores dos dados /, precedido da expressão “Disponibilizado em:”, da
numéricos e dos termos necessários à sua data de acesso ao documento precedida da
compreensão; expressão “Consultado em:”.
(B) forma não discursiva de apresentar informações,
das quais o dado numérico se destaca como
informação central. Na sua forma identificam-se 49 - A norma da ABNT – Informação e Documentação –
espaços e elementos; Apresentação de Citações em Documentos, NBR 10520,
(C) espaço dedicado à apresentação de dados numéricos especifica que nas transcrições no texto com mais de três
e de títulos representativos; linhas estas devem ser destacadas com:
(D) forma discursiva de apresentar dados numéricos,
percentuais e títulos, de maneira expressiva, (A) 4cm da margem esquerda e direita, com letra menor
destacando os resultados; que a do texto utilizado e sem as aspas;
(E) apresentação simbólica de dados resultantes de (B) 4cm da margem esquerda, com letra menor que a
estudos enquadrados dentro de normas vigentes, do texto utilizado e sem as aspas;
estabelecidas por um órgão designado pelo (C) 4cm da margem esquerda, com letra do mesmo
governo. tamanho que a do texto utilizado e sem as aspas;
(D) 4cm da margem esquerda, com letra menor que a
do texto utilizado e com as aspas;
(E) 4cm para a margem esquerda e direita, com a fonte
diferenciada do texto e em tipo menor, iniciando
com reticências.

50 - Conforme o AACR2 a entrada correta é:


48 - A norma da ABNT – Informação e Documentação –
Referências – Elaboração, NBR 6023, no item intitulado (A) Fortaleza (CE). Arquivo Nacional;
Monografia em meio eletrônico, aponta que, quando tratar- (B) Arquivo Municipal (Fortaleza, CE);
se de obras consultadas on-line, são essenciais as (C) Fortaleza (CE). Prefeitura. Arquivo Municipal;
informações sobre: (D) Ceará. Fortaleza. Arquivo Municipal;
(E) Fortaleza, CE, Arquivo Municipal.
(A) o endereço eletrônico, apresentado entre os sinais <
>, precedido da expressão “Disponível em:”, da
data de acesso ao documento precedida da 51 - No caso de autor com vários pseudônimos, segundo o
expressão “Acesso em:”, e do horário da consulta, AACR2, a entrada principal será para aquele que
precedida da expressão “Acessado na hora:” ; predominar na seguinte ordem de preferência:
(B) o endereço eletrônico, apresentado entre os sinais
( ), precedido da expressão “Disponível em:”, da (A) obras críticas, nas edições mais recentes do autor,
data de acesso ao documento precedida da nas outras fontes de referência;
expressão “Acesso em:”; (B) edições mais recentes do autor; nas obras críticas,
(C) o endereço eletrônico, apresentado entre os sinais < nas outras fontes de referência;
>, precedido da expressão “Disponível em:” e a (C) obras críticas, nas outras fontes de referência, nas
data de acesso do documento, precedida da edições mais recentes do autor;
expressão “Acesso em”; (D) outras fontes de referência, nas obras críticas, nas
(D) o endereço eletrônico, apresentado entre os sinais edições mais recentes do autor;
[ ], precedido da expressão “Disponibilizado em:”, (E) edições mais recentes do autor, nas outras fontes de
da data de acesso ao documento precedida da referência, nas obras críticas.
expressão “Consultado em:”;

REALIZAÇÃO
11
PROVA OBJETIVA

56 - A indexação pode ser melhorada usando-se:


52 - Para o AACR2, fazem parte da definição de material
cartográfico os tipos de documentos como: (A) indexação ponderada, subcabeçalhos, ordem de
citação e elos entre os termos;
(A) desenhos técnicos, mapas, cartas aeronáuticas, (B) declaração de assunto com ordem de citação,
diapositivos, cartões-relâmpago; princípio da modulação;
(B) fotografias aéreas, globos, cartas aeronáuticas, (C) ordem de citação (ordem vertical) e ordem de
náuticas e celestes, mapas; intercalação (ordem vertical);
(C) fotografias, desenhos, mapas, micro-imagens (D) indexação ponderada, elos entre os termos,
dispostas bidimensionalmente, slides; indicadores de função, subcabeçalhos;
(D) cartões-relâmpago, atlas, globos, materiais (E) elos entre os termos, hospitalidade e flexibilidade, e
especiais, fotografias; índice em cadeia.
(E) mapas, plantas, fotografias, cartões-relâmpago,
materiais especiais.
57 - A organização lógico-hierárquica serve de base para a
formação das(os):
53 - No caso de mudança de nome de uma entidade
(AACR2), a entrada principal será; (A) listas de cabeçalhos de assunto e sistemas de
classificação bibliográficos;
(A) pelo novo nome; (B) índices de citações e índices de concordâncias;
(B) de acordo com o título da publicação; (C) listas de cabeçalhos de assunto e tesauros;
(C) pela série, se houver, ou pelo título da publicação; (D) tesauros e sistemas de classificação bibliográficos;
(D) mantida pelo nome anterior; (E) índices de concordâncias e tesauros.
(E) pela localidade e nome atual da entidade.

58 - São fatores que interferem na qualidade da indexação:


54 - Assinale a entrada principal correta, segundo as regras
do AACR2: (A) o vocabulário, a estrutura, as regras de formação e
uso, e as regras de sintaxe da linguagem
(A) Espírito Santo (Vitória). Simpósio Interamericano documentária notacional;
de Exportação (4.: 1999); (B) especificidade, exaustividade, revocação, precisão
(B) Vitória (ES). Prefeitura. Simpósio Interamericano da linguagem de indexação e as qualificações do
de Exportação (4. : 1999); indexador para o contexto do Sistema de
(C) Simpósio Interamericano de Exportação (4.1999: Recuperação da Informação;
Vitória,ES ); (C) consistência na especificidade, nível da
(D) Brasil. Vitória (ES). Prefeitura. Simpósio exaustividade, qualificações do indexador e
Interamericano de Exportação (4. : 1999); hospitalidade da linguagem documentária;
(E) Vitória (Espírito Santo). Prefeitura. Simpósio (D) a estrutura, o vocabulário, as regras de sintaxe, e as
Interamericano de Exportação (4. : 1999). regras de formação e uso da linguagem
documentária verbal;
(E) a gramática, o vocabulário, a estrutura da
55 - Indique a entrada principal, considerando-se as regras linguagem de indexação, as qualificações do
do AACR2: indexador e a ambiência do Sistema de
Recuperação da Informação.
(A) Sócrates (Filósofo de Atenas);
(B) Sócrates;
(C) Sócrates, Filósofo Grego; 59 - Os termos que irão constituir o vocabulário de uma
(D) Filósofo Sócrates; linguagem de indexação deverão ter garantia literária,
(E) Sócrates, Alópece. assim serão coletados de fontes de informação autorizadas.
Os documentos que a ABNT – Métodos para análise de

REALIZAÇÃO
12
PROVA OBJETIVA

assuntos – Determinação de seus assuntos e seleção de


termos de indexação, NBR 12676, indica são:

(A) periódicos, catálogos de bibliotecas e guias


bibliográficos;
(B) manuais, glossários, obras de referência e
relatórios;
(C) dissertações, teses, bases de dados e glossários;
(D) fontes primárias e fontes secundárias
especializadas;
(E) dicionários, enciclopédias, tesauros e tabelas de
classificação.

60 - O número de classificação (notação) é a parte


notacional da entrada da classe/conceito. É um código
usado para representar a classe, determinando o seu local
dentro do esquema de classificação. A descrição da classe
define o conceito por meio do uso da linguagem:

(A) funcional;
(B) natural;
(C) organizacional;
(D) notacional;
(E) artificial.

REALIZAÇÃO
13
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE
Concurso Público Tecnologista Júnior I & Analista em Ciência e Tecnologia Júnior I – 2002
Gabarito Prova Objetiva Biblioteconomia

QUESTÃO OPÇÃO QUESTÃO OPÇÃO


1 E 31 A
2 C 32 C
3 A 33 A
4 D 34 C
5 B 35 E
6 A 36 B
7 C 37 D
8 B 38 C
9 A 39 B
10 C 40 C
11 D 41 D
12 A 42 A
13 D 43 C
14 B 44 A
15 D 45 D
16 C 46 A
17 E 47 B
18 C 48 C
19 B 49 B
20 A 50 B
21 D 51 B
22 E 52 B
23 C 53 A
24 D 54 C
25 C 55 B
26 E 56 D
27 A 57 D
28 B 58 C
29 C 59 E
30 E 60 B

Realização: NÚCLEO DE COMPUTAÇÃO ELETRÔNICA/UFRJ