Sei sulla pagina 1di 11

Atenção. Estes resumos são preparados pela colega Paula Vieira aqui do Banco Itaú e não pela empresa que prepara o apostilão de ANBID (que responde às dúvidas via GEC_ANBID), a Bankrisk. Dúvidas específicas com relação aos resumos, favor entrar em contato via outlook: Paula Vieira. Importante! Os itens em amarelo são os que sofreram alteração em relação aos resumos apresentados na turma de junho. Se você tem resumos de turmas anteriores, favor desconsiderar e levar este, pois está bem complementado.

CPA-10 - RESUMÃO MÓDULO I – ATUALIZADO PARA A TURMA DE 23 DE SETEMBRO

REGULAÇÃO, AUTO-REGULAÇÃO E FISCALIZAÇÃO

CMN (Conselho Monetário Nacional) Dica: É o chefe! Portanto, não faz, não faz. Ele manda! Cria normas para o Sistema Financeiro Nacional, mas NÃO executa. Órgão normativo. Principais atribuições:

1) Define a meta de inflação. 2) Estabelece diretrizes gerais de política monetária, cambial e creditícia. 3) Estabelece medidas para prevenção e correção de desequilíbrios econômicos. 4) Regula a constituição e regulamentos das Instituições Financeiras. 5) Disciplina todos os tipos de crédito. Dica: Fique atento aos VERBOS “define”, “estabelece”, “regula”, “disciplina”, porque o CMN é o “chefe”, ou seja, não coloca a mão na massa. Ele manda! Ele define, estabelece, regula e disciplina.

BC (Banco Central) É gente que FAZ, ou melhor, gente que “FES”: Fiscaliza, Executa, Supervisiona as Instituições Financeiras, $ em circulação e Câmbio. É um órgão executivo, porque executa. Principais atribuições:

1)

Autoriza o funcionamento e fiscaliza as Instituições Financeiras.

2)

Executa a política monetária (controla a quantidade de $ em circulação) e cambial (vai atuar

se houver uma valorização ou desvalorização forte do Real). 3) Emite moeda, controla crédito e capitais estrangeiros. 5) Oferece redesconto, compra e vende títulos públicos e pede depósito compulsório. Essas 3 atribuições servem para o controle de liquidez ($ em circulação no mercado) e você vê no módulo II. Dica: Se coloca a mão na massa (FES – Fiscaliza, Executa e Supervisiona) no que se refere às instituições financeiras, $ em circulação e Câmbio, então é Banco Central. Cuidado: para NÃO falar que quem “estabelece diretrizes gerais de política monetária, cambial e creditícia” é o Banco Central por causa da política monetária. Para ser Banco Central tem que colocar a mão na massa e nesse caso “estabelece” é coisa de chefe, portanto, CMN.

CVM (Comissão de Valores Mobiliários) Irmã do Banco Central, também é gente que FAZ, ou melhor, gente que “FES” (Fiscaliza, Executa, Supervisiona) e DESENVOLVE um mercado que leva seu nome, o mercado de valores mobiliários (também conhecido como mercado de capitais**). É um órgão executivo, porque executa. São valores mobiliários: FUndos, Debêntures/Notas Promissórias, Ações e Swap (FUDAS). Para saber quais são os valores mobiliários que caem na CPA-10, basta associar. Lembre que a prova da Anbid é uma das mais FUDAS que existem! FUDAS = valores mobiliários. Principais atribuições:

1) Promover medidas incentivadoras da canalização de poupança* ao mercado de capitais**. 2) Estimular o funcionamento das bolsas de valores e das instituições operadoras do mercado de capitais**. 3) Proteger os investidores de mercado.

* “Poupança” aqui deve ser entendido como “investimento”. Dica: Simplifique! Veja que nas atribuições 1 e 2 “Promover medidas incentivadoras” e “Estimular o funcionamento” é o mesmo que desenvolver. Leve palavras-chave para a prova, pois ajuda a encontrar a resposta correta. No caso da CVM, a palavra-chave é mercado de capitais (= mercado de valores mobiliários). Dica: A CVM também coloca a mão na massa, mas somente em operações/atividades específicas das instituições financeiras. São elas as operações com valores mobiliários (FUDAS: Fundos, Debêntures/Notas Promissórias, Ações e Swap).

Fique atento! A CVM, como a mulher super protetora que é, se encarrega de proteger os investidores de mercado. (este conceito caiu na prova de setembro e de março).

CMN Normas

BC Executa Instituições Financeiras Bancos/Distribuidoras/Corretoras

CVM Executa /

Desenvolve

Bolsas / Operações com FUDAS

Fique de olho nessas palavras sublinhadas acima ao analisar uma questão! Assim, ficará mais fácil matar a questão. Responda a pergunta abaixo:

O governo anuncia mudança no prazo das operações de financiamento de bens duráveis. A medida foi deliberada por quem?

a) pelo Banco Central.

b) pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

c) pelo Copom – Comitê de Política Monetária.

d) pelo CMN - Conselho Monetário Nacional.

Se você respondeu Conselho Monetário Nacional, acertou, porque é ele (o chefe) quem “delibera”. Tome essa questão como um exemplo de que se você levar a lógica das definições acima, você responde qualquer questão na prova.

Lembre-se que assim como o nosso chefe aqui no Itaú define as metas de captação, o chefe do Sistema Financeiro Nacional (Conselho Monetário Nacional) é quem define as metas de inflação.

Responda essas perguntas, seguindo os conceitos apresentados acima, quem é que

1)

Cuida da liquidação

(fim, em função da falência)

de uma instituição financeira.

2)

Analisa e libera a constituição de uma instituição financeira.

3)

Supervisiona as operações de Fundos, Debêntures, Ações e Swap.

4)

Analisa e autoriza a constituição de uma corretora.

 

5)

Desenvolve o mercado de capitais

Se você respondeu (1) Banco Central, (2) Banco Central, (3) CVM, (4) Banco Central e (5) CVM, acertou.

Cuidado N° 1! Quando falamos em fiscalizar uma Instituição Financeira, Corretora, Banco, Distribuidora quem faz isso é o Banco Central. A CVM só “entra na parada” quando falamos de operações (atividades) específicas com FUDAS dessas instituições. Portanto, Quem analisa uma Corretora (a Instituição Corretora) para liberar seu funcionamento é o Banco Central. A CVM vai entrar em ação quando falamos das operações com ações desta corretora.

AUTO-REGULAÇÃO

ANBID – Associação Nacional dos Bancos de Investimento

Associados - bancos de investimento e bancos múltiplos com carteira de investimento Principais atribuições:

1)

Auto-regulação de fundos de Investimento.

2)

Auto-regulação das ofertas públicas de títulos e valores mobiliários.

3)

Auto-regulação do Programa de Certificação Continuada (CPA-10).

A ANBID pede Auto-regulação para seus associados. Auto-regulação = padronização de informações (mais claras para os investidores) e de procedimentos. Mas, como assim? A ANBID pede que seus associados divulguem, por exemplo, informações sobre fundos (veremos mais no código de auto-regulação de Fundos) de maneira padronizada para que os investidores possam comparar as informações e também as rentabilidades.

Importante! Leve as 3 atribuições da ANBID acima porque a ANBID sempre pergunta sobre ela mesma na prova. Dica: Foque em palavras-chave para facilitar a análise da questão. E no caso da ANBID, a palavra-chave é auto-regulação”.

PRINCIPAIS INTERMEDIÁRIOS FINANCEIROS

Banco Múltiplo Tipos de carteiras existentes no mercado: comercial, de investimento, desenvolvimento, crédito, financiamento e arrendamento mercantil (leasing). Cuidado! Não queira levar mais do que a prova pede, veremos aqui somente os conceitos de carteiras de investimento e comercial. Não precisa levar as demais.

Quantas carteiras para ser Banco Múltiplo? 2. Uma delas tem que ser COmercial ou de INvestimento (associar* as iniciais com a palavra COIN, que significa moeda em inglês).

*Uma dica para ajudá-lo nos estudos é fazer associações com palavras, pois fica mais fácil de levar para a prova.

Banco Comercial (ou ainda Carteira Comercial de um Banco Múltiplo):

-

Capta

depósitos à vista (Conta Corrente).

Capta depósitos à prazo (CDB).

 

-

Financia a curto é médio prazo

(leve este conceito “curto e médio prazo” que caiu na

 

prova de março e de novo em junho).

 

Banco de Investimento (ou ainda Carteira de Investimento de um Banco Múltiplo)

- NÃO capta

de Investimento de um Banco Múltiplo) - NÃO capta depósitos à vista. Capta depósitos a prazo

depósitos à vista. Capta depósitos a prazo (CDB).

- Financia a médio e longo prazo.

Empresta dinheiro para empresas - capital fixo e de giro (= aquele que gira na empresa = $ para reposição de estoque).

- Administra e vende fundos de investimento (= administração de recursos de terceiros*)

(veja que aqui é “médio e longo prazo”)

- Estrutura a emissão de títulos** e valores mobiliários***.

* Entenda administração de recursos de terceiros (terceiros = clientes) como fundos de investimento. Num fundo de investimento reunimos os valores aplicados dos investidores e administramos os recursos aplicados (investimos o $). É por isso que o nome da taxa que cobramos por administrar o recurso do cliente em um fundo chama-se taxa de administração.

, que vemos a fundo no módulo IV, são como se fossem contratos de empréstimo

feitos pelo governo, empresas e bancos ao mercado para obter recursos. Por exemplo, um investidor que compra títulos públicos federais está emprestando dinheiro para o governo durante um determinado tempo (prazo do título) e vai receber rendimentos (juros) pelo “empréstimo”.

** Títulos
** Títulos

*** Valores Mobiliários = FUDAS

Veja que a ANBID poderia perguntar qual é o Banco Múltiplo das alternativas abaixo que tem

depósito à vista? É aquele que tem

 
 

a) Somente carteira comercial.

 

b) Carteira de investimento e de crédito.

 

c) Carteira comercial e de crédito.

 

d) Somente carteira de investimento.

 

Lembre-se que um banco múltiplo tem que ter pelo menos uma carteira COmercial ou de INvestimento (COIN). Se ele tem depósitos a vista, uma das carteiras tem que ser comercial, e por ser Banco Múltiplo tem que ter pelo menos 2 carteiras (tenho que buscar a resposta com duas

carteiras e que uma seja comercial). Alternativa correta é a “c”.

 

OUTROS INTERMEDIÁRIOS FINANCEIROS

Sociedade Corretora de TVM (Títulos e Valores Mobiliários).

- Opera em Bolsa de Valores e BM&F.

- Administra fundos e clubes de investimento*.

- Home Broker: sistema de uma corretora que permite que o cliente compre e venda ações pela internet. *São como se fossem “fundos de ações”, só que para um público restrito. Como é para um público restrito, levam esse nome de “clube”. Lembrar dos nossos clubes de investimento (Clube Itaú de Investimento, Clube Itaú Top 5 e Clube Itaú Multiações).

Importante: Não existe compra e venda de ações sem o intermédio da corretora. Um cliente ao comprar e vender ações conta sempre com a intermediação da corretora. Esse conceito cai direto na prova.

Sociedade Distribuidora de TVM (Títulos e Valores Mobiliários).

- = Corretoras. Exceção: NÃO PODE OPERAR NO RECINTO BOLSAS.

- Distribui e administra fundos de investimento.

- Intermediar operações de câmbio (definição que caiu na prova de novembro).

- Distribui oferta pública de ações (aquelas que a gente vê quase toda semana no Bom Dia).

Bovespa – Bolsa de Valores de São Paulo

- Local sem fins lucrativos onde são negociados títulos e valores mobiliários*.

Na Bolsa sabemos pela Fátima Bernardes que são negociadas ações (ações está dentro de FUDAS = valores mobiliários) e além de ações encontramos também debêntures e até um tipo de fundo de investimento (FUDA). Opa, Cadê o S de Swap. Swap é na BM&F que veremos abaixo.

- Mega Bolsa: sistema de negociação da Bovespa que processa as ordens de compra ou venda eletronicamente feita pelas corretoras.

- Fiscalização: CVM (faz parte de FUDAS)

BM&F – Bolsa de Mercadorias e Futuros.

- Local sem fins lucrativos onde são negociados derivativos (Swap).

- Fiscalização: CVM (faz parte de FUDAS)

Mas afinal, o que são derivativos? Dica: para levar o que é um derivativo é só pensar no derivativo mais antigo que existe, que é o

noivado.

O noivado é um contrato entre duas pessoas (duas partes) que eu faço hoje para ser

honrado numa data futura. Portanto, para levar a definição de derivativo, é só levar a do noivado.

 

Swap: único derivativo que estudamos para a ANBID. É um contrato entre 2 partes que possibilita troca de rendimentos para ser honrado uma data futura, ou seja, essa troca vai ocorrer em uma data futura. Leve também que o ganho numa operação de swap é o ganho com essa troca

de rendimentos

(diferença entre o que levou de rendimento e o que deu na troca).

SISTEMAS DE LIQUIDAÇÃO E CUSTODIA

São os sistemas que processam o registro, a custódia* e a liquidação** financeira dos

títulos e
títulos e

valores mobiliários (também chamados de ativos).

Os Sistemas de Liquidação 1 e Custódia 2 são uma espécie de “Bankline” dos títulos e ações,

e têm como função passar (“transferir”) o $ que foi emprestado e depois devolver (“transferir”) o dinheiro mais juros para quem emprestou. Eles, assim como o Bankline, também contam com um “histórico de operações realizadas”, pois registram que alguém, por exemplo, emprestou dinheiro para o governo, ou seja, comprou títulos

públicos federais.

Lembre-se que quando alguém compra um título (investe), está emprestando

dinheiro para alguém.

 

1 Como se processa pagamento e recebimento dos recursos. 2 É que nem a custódia dos filhos, que significa guarda. Aqui é porque o sistema guarda (registra) que a Paula, por exemplo, comprou títulos públicos federais, ou seja, que o governo deve $ para a Paula.

SELIC (associe: a palavra Selic nos faz lembrar do governo): Títulos Públicos Federais CETIP (pense em CETIPri que fica mais fácil matar essa questão): Títulos Privados e Swap, que é um Contrato Privado. CBLC (Vamos fazer um atentado ao português? Lembre-se: CBoLÇa): Ações

Opa, mas como eu vou saber quais são os títulos privados? Lembre-se, para a CPA-10, se não for Título Público Federal e Ações, é Título Privado: CDB, Letra Hipotecária, CDI, Debênture/Nota Promissória.

Dica: Se a pergunta for onde a operação foi registrada, liquidada ou onde é feita a custódia do ativo (títulos e valores mobiliários) negociado, você já sabe que se trata de um sistema de liquidação e custódia. Daí verifique se é Título Público Federal, Título Privado, Swap (Contrato Privado) ou Ações que você já vai matar a questão.

SPB – SISTEMA DE PAGAMENTOS BRASILEIRO

A

principal finalidade do Sistema de Pagamentos Brasileiro é transferir recursos entre bancos.

O

Sistema de Pagamentos Brasileiro criou uma alternativa de transferência de recursos

denominada TED (Transferência Eletrônica Disponível), utilizada para valores acima de R$ 5 mil. A TED possibilita que o cliente transfira recursos de um banco para outro banco em tempo real. A TED surgiu como alternativa às formas até então tradicionais de transferência, como

cheques e DOCs.

O objetivo do Sistema de Pagamentos Brasileiro é reduzir o risco sistêmico (presente no

sistema) do mercado financeiro. Leve: Assim como o SBP é terrível contra os insetos, o SPB é considerado terrível contra os riscos (mais precisamente o risco sistêmico).

Dica: Lembrar da TED e que é terrível contra os riscos quando a ANBID perguntar sobre o SPB.

CONTA INVESTIMENTO

Permite que o cliente troque de aplicação financeira (inclusive, de um banco para outro) sem

pagar CPMF (para tal, é necessário que seja um produto integrado à conta investimento).

pagar CPMF (para tal, é necessário que seja um produto integrado à conta investimento).

de um banco para outro) sem pagar CPMF (para tal, é necessário que seja um produto
de um banco para outro) sem pagar CPMF (para tal, é necessário que seja um produto

de

Aposentadoria Programada Individual). Dica: Podemos considerar que a Conta Investimento foi um verdadeiro “presente” para os investidores (já que não pagam a CPMF ao trocar de aplicação). Portanto, podemos fazer uma

Produtos Não Integrados à Conta Investimento: Poupança

Antiga

e

FAPI

(Fundo

associação e levar para a prova que não entra na Conta Investimento nem o passado (Poupança Antiga) nem o futuro (FAPI).

Produtos Integrados à Conta Investimento: Fundos, Títulos Públicos, Títulos Privados e Swap.

Dica: Podemos fazer uma associação e levar para a prova que entram na

Conta Investimento

todos os produtos que caem na CPA-10, exceto Ações

, que é opcional.

Opcional (o investidor que decide se transita ou não na Conta Investimento): Ações e Poupança Nova.

Observação: Essas denominações Poupança Nova e Poupança Antiga são as que estão presentes na lei e, portanto, é dessa maneira que pode cair na ANBID. Mas, o que são esses nomes? É a mesma coisa que Paula Vieira, eu também gostaria de saber da onde surgiu. Portanto, a definição de Poupança Antiga é aquela que não cai na Conta Investimento e Poupança Nova é aquela que é opcional à Conta Investimento (é só isso).

Cuidado! Para que facilitar se ela pode complicar. A ANBID vai falar em Conta Corrente Depósito Investimento. Simplifique na hora de ler Conta Investimento.

ÉTICA

Princípio Integridade (honestidade e sinceridade)

NÃO empurrar o produto para obter vantagens pessoais (bater meta fazer propaganda

enganosa, declaração falsa, fraude, dolo, subordinação dos próprios princípios.

),

Princípio da Objetividade (ser objetivo) Agir com honestidade intelectual e imparcialidade. Agir de acordo com o interesse do cliente. Exercer julgamento profissional razoável e prudente ao prestar serviços profissionais. Mas, o que é honestidade intelectual? Não fingir que sabe o que não sabe nem que não sabe o que sabe. (alguém merece levar esse conceito?). Então não leve o conceito de honestidade intelectual, foque na “e imparcialidade”. Ser imparcial é ter foco no cliente, portanto, princípio da objetividade.

Princípio da Competência (ser competente) Prestar serviços de maneira competente com conhecimento e habilidade, compromisso de aprendizagem e aperfeiçoamento contínuo, sabedoria para reconhecer limitações*. * Literalmente se eu estou em dúvida e peço ajuda para um outro profissional, por exemplo, para o Investfone, eu estou seguindo o princípio da competência (reconhecer limitações).

Pedir ajuda para alguém que entende esclarecer algo para você faz parte do princípio da

Pedir ajuda para alguém que entende esclarecer algo para você faz parte do princípio da competência, pois temos que vestir as “sandálias da humildade” (reconhecer que não

sabemos e buscar a informação com quem sabe).

temos que vestir as “sandálias da humildade” (reconhecer que não sabemos e buscar a informação com

Cuidado! O princípio da competência é regido pelo conhecimento do profissional que atua com a venda de investimentos (ou seja, você) e não pelo conhecimento do cliente. Não faça essa confusão na prova.

Princípio da Confidencialidade NÃO revelar informação confidencial do cliente sem seu consentimento. Exceção: resposta a procedimento judicial.

Princípio do Profissionalismo Comportamento digno, cortês e cooperação entre profissionais para melhores serviços. Zelo e crença na profissão.

Respeito por profissionais da concorrência , envolvendo-se em práticas competitivas justas

Respeito por profissionais da concorrência, envolvendo-se em práticas competitivas justas

e honestas.

Respeito por profissionais da concorrência , envolvendo-se em práticas competitivas justas e honestas .
Exemplo: Não falar mal da concorrência para os clientes, ou falar de produtos da concorrência

Exemplo: Não falar mal da concorrência para os clientes, ou falar de produtos da concorrência

sem nenhum embasamento.

Exemplo: Não falar mal da concorrência para os clientes, ou falar de produtos da concorrência sem

Venda Casada: Venda de um produto somente se o cliente adquirir outro. Não confundir com venda cruzada, que é o que fazemos e é permitida, ou seja, oferecemos produtos complementares àquele que o cliente possui (sugerimos, não o obrigamos a levar, como na venda casada).

Na parte de ética, também devemos levar o conceito de que ao oferecer um produto, temos que avaliar o CRICRI do cliente: Conhecimento (de mercado e do produto), Risco (aversão a risco) e Idade.

LAVAGEM DE DINHEIRO

Crimes que antecedem a lavagem de dinheiro: Drogas, Terrorismo, Armas, Sequestro e Crimes

(contra Adm. Pública – subornos, contra o SFN – colarinho branco

Cuidado! Sonegação fiscal não é crime que antecede lavagem de dinheiro.

)

LAVAGEM DE DINHEIRO – COIN Colocação: Fazer o $ passar pelo Banco Ocultação: confundir o rastreamento (transferências e/ou aplicações múltiplas) INtegração: trazer o $ de volta à economia com aparência de origem “legítima”. Ex: empresas que tomam empréstimos ou geram lucros falsos Aqui, novamente, podemos associar os processos de lavagem de dinheiro com a palavra COIN.

PREVENÇÃO Princípio do Conheça Seu Cliente: as instituições financeiras seguem esse princípio estipulado pelo Banco Central de fazer cadastro, manutenção e acompanhamento das informações do cliente. (Aliás, esse é um conceito comum na ANBID)

OPERAÇÕES SUSPEITAS LAVAGEM DE DINHEIRO Dica: Os itens já estão agrupados, mas ainda assim é muito. Então, Selecione aquilo que você já sabe que é suspeito e deixe para revisar aquilo que não está legal. Você verá que essa lista vai diminuir e muito.

Operações em espécie ou cheques de viagem.

- Depósitos com notas ou documentos falsos; de grandes quantias por meio eletrônico (evita contato pessoal); não significativos (mas total sim).

- Movimentações R$ 10 mil / TED ou Cheque ADM R$ 100 mil ou em quantias inferiores para

burlar limite; de recursos em praças em fronteiras; PF e PJ por meio de cheques e outras formas pagamento. - Troca de grandes quantias (pequeno valor por grande valor ou moeda nacional por estrangeira).

- Compra de cheques de viagem, administrativos, ordens de pagamento, sem propósito.

- Aumentos substanciais nos depósitos / depósito inusitado (+ ainda se transferidos no curto prazo) ou saques a descoberto (com cobertura no dia). Retirada significativa (conta pouco movimentada).

Manutenção de Contas Correntes e Atividades Internacionais. - Movimentação de recursos incompatíveis; de contas que não demonstrem resultado da ocupação.

- Resistência informações para C/C. Recursos incompatíveis.

- Informação falsa / difícil verificação.

- Muitas contas mesmo cliente (total seja significativo).

- Mudança repentina (na forma de movimentação).

- Caixas separados para grandes operações.

- Utilização de caixas-fortes, pacotes cintados ou cofres de aluguel.

- Pagamento inusitado de empréstimo sem explicação origem.

- Induzir funcionário a arquivar relatórios. - Transações com clientes não residentes.

- Abertura/movimentação por procuração ou mandato.

- Abertura de conta em agência bancária localizada em estação de passageiros (aeroporto,

rodoviária

- Pedido de elevação de limites operações; para facilitar financiamento (renda não está clara);

abertura C/C com documentos emitidos em fronteira ou país fronteiriço.

),

salvo se tiver atividade no local.

Atividades Internacionais.

- Operação ou proposta com vínculo em que a pessoa estrangeira seja residente em paraíso fiscal ou onde há muita lavagem.

- Operação de interesse de pessoa não tradicional no banco.

- Pagamentos antecipados de importação e exportação (empresa sem tradição ou com avaliação financeira incompatível).

- Pedido para facilidades indevidas moeda estrangeira.

- Negociação com ouro por quem não trabalha no ramo.

- Transferências freqüentes a título de doação.

Empregados das Instituições e Representantes.

- Alteração no padrão de vida e/ou resultado operacional.

- Negócio realizado fora do procedimento normal.

ANBID Junho (rever questão 15): É suspeito quando encontramos duas partes com transações

ANBID Junho (rever questão 15) : É suspeito quando encontramos duas partes com transações

entre si freqüentes onde um perde o outro ganha e vice-versa.

É suspeito quando encontramos duas partes com transações entre si freqüentes onde um perde o outro

Comunicação ao Banco Central

 

O

que fazer quando identificamos operações suspeitas? Levem: Comunicamos o Banco Central!

O

Banco Central pede que os bancos comuniquem as operações suspeitas a partir de R$ 10.000.

Mas por que, a partir de R$ 10.000? Porque são as movimentações a partir de R$ 10.000 que

o Banco começa a monitorar*. Transferências via TED e cheques administrativos a partir de R$ 100.000 (independentemente de serem suspeitas ou não) também deverão ser comunicadas

ao Banco Central.

 

* É por isso que se torna suspeito aquele que movimenta menos que R$ 10.000, mas que o valor

* É por isso que se torna suspeito aquele que movimenta menos que R$ 10.000, mas

total das movimentações é significativo (porque ele quer burlar o limite).

menos que R$ 10.000, mas que o valor total das movimentações é significativo (porque ele quer

Até D+1 pelo SISBACEN (Sistema de Informações do Banco Central). Atenção (Importante!): O Banco tem que COMUNICAR o Banco Central através do SISBACEN (Sistema de Informações do Banco Central) até D+1 (o dia seguinte). Não é pedir para o Banco Central autorizar o pedido ou fazer a transação, mas sim COMUNICAR. Leve a palavra-chave

“comunicação”.

Revisar conceito que caiu nas questões 16 (prova de novembro), 15 (março) e 14

(junho).
(junho).

Quem está sujeito à Lei de Lavagem do Dinheiro?

 

Para assimilar mais fácil, podemos dizer que toda PJ que realiza a intermediação de $ ou bens, pode facilitar a lavagem do $ e por isso está sujeita a essa lei. Veja os exemplos

abaixo (se levar dessa maneira, não tem erro na ANBID):

 

- PJ que cuida da intermediação e aplicação de $ de clientes.

 

- PJ que compra e vende moeda estrangeira (casas de câmbio) ou ouro.

 

- As Bolsas.

 

- As seguradoras, entidades de previdência ou capitalização.

 

- Administradoras de cartão débito, cartão de crédito ou de consórcios.

 

- PJ de arrendamento mercantil (leasing).

 

- Filiais ou representações de estrangeiros.

 

- PJ que compra e vende imóveis.

 

- Sociedades que efetuem distribuição de dinheiro mediante sorteio.

 

- PF ou PJ que comercializem jóias, metais preciosos, objetos de arte, antiguidades.

 

Comunicação ao Banco Central ocorre quando:

 

-

Operações suspeitas realizadas com mesma pessoa, grupo, conglomerado no mês R$ 10

mil (é a partir de R$ 10 mil que os bancos começam a monitorar as operações).

 

- Qualquer operação que possa indicar a existência de crime.

 

- Todas as transferências via TED e Cheque Administrativo R$ 100 mil (independentemente

de serem suspeitas ou não).

 

PENALIDADES

PJ que facilitar a lavagem leva como penalidade: advertência , multa , inabilitação temporária (a

PJ que facilitar a lavagem leva como penalidade: advertência, multa, inabilitação temporária (a casa de câmbio, por exemplo, não pode operar por um tempo) e cassação (a casa de câmbio

não pode mais operar).

(a casa de câmbio, por exemplo, não pode operar por um tempo) e cassação (a casa

O que é a lavagem?

Primeiro deve haver a ocorrência de um crime antecedente (tráfico de drogas, armas

).

Depois

acontece a lavagem propriamente dita (que é a ocultação ou dissimulação* dos bens direitos ou

valores provenientes deste crime antecedente).

 

*Dissimulação: ocultar com astúcia.

 
O processo de ocultação / dissimulação é o de confundir o rastreamento desse dinheiro ilícito

O processo de ocultação / dissimulação é o de confundir o rastreamento desse dinheiro ilícito por

meio de transferências e/ou aplicações múltiplas.

é o de confundir o rastreamento desse dinheiro ilícito por meio de transferências e/ou aplicações múltiplas.
Cuidado! A lei de lavagem de dinheiro destina-se a punir não os autores do crime

Cuidado! A lei de lavagem de dinheiro destina-se a punir não os autores do crime antecedente, que terão suas penas correspondentes ao crime que cometeram, mas sim àqueles que lavam ou

tentam lavar o dinheiro proveniente deste crime antecedente.

ao crime que cometeram, mas sim àqueles que lavam ou tentam lavar o dinheiro proveniente deste
Para separar as duas coisas (a penalidade do crime antecedente e a da lavagem de

Para separar as duas coisas (a penalidade do crime antecedente e a da lavagem de dinheiro), segue um exemplo: Fernandinho Beira-Mar está respondendo por dois crimes, um referente ao

tráfico de drogas em si e outro referente à lavagem que fez do dinheiro.

respondendo por dois crimes, um referente ao tráfico de drogas em si e outro referente à

Incorre na mesma pena quem para ocultar, dissimular:

- Os converte em ativos lícitos.

- Tem em depósito, movimenta, transfere.

- Utiliza na atividade econômica sabendo que é de crime antecedente.

- Participa de grupo cuja atividade é a prática de crimes antecedentes.

CÓDIGO DE AUTO-REGULAÇÃO DA ANBID

Lembre-se que a auto-regulação significa padronização de informações de qualidade para os investidores e de procedimentos.

CÓDIGO DE AUTO-REGULAÇÃO DA ANBID PARA A INDÚSTRIA DE FUNDOS

Princípios 1) divulgação de informações com transparência, visando o fácil e correto entendimento dos investidores. 2) IFs (Instituições Financeiras) cumprindo com obrigações. 3) Evitar práticas que possam prejudicar a indústria de fundos e a relação fiduciária (relação de confiança do investidor para com a instituição financeira).

Informações relevantes e obrigatórias prospecto (ANBID)

O selo ANBID está no prospecto justamente porque o prospecto é uma exigência da ANBID e

serve para informar que a instituição financeira aderiu e segue os princípios do Código de Auto-Regulação. Este conceito caiu na prova de setembro. Informações presentes no prospecto: este conceito é visto no módulo V.

É proibido pelo Código de Auto-Regulação:

- Fazer projeções de desempenho futuro do fundo.

- Divulgar premiação do fundo cujo período de análise seja inferior a 12 meses.

DIRETRIZES PARA PUBLICIDADE E DIVULGAÇÃO DE MATERIAL TÉCNICO DE FUNDOS O que é: A ANBID, através dessas diretrizes, orienta como a instituição financeira deve divulgar a rentabilidade de seus fundos. São elas:

Inserir Frase: Rentabilidade não é líquida de impostos. Utilizar rentabilidade de no mínimo:

- um mês calendário (mês fechado)

- mês anterior ao anúncio, tabela;

- desde o início do ano ou do fundo;

- últimos 12 meses (leve para a prova que é obrigatório divulgar a rentabilidade dos últimos 12 meses – já caiu na prova de junho e pode voltar a cair). Opa, mas como eu vou lembrar disso na prova? Fácil, basta lembrar das informações presentes na Tabela de Rentabilidades dos Fundos Itaú.

Rentabilidade

No mês

No ano

No ano

12 meses

IMPORTANTE: As rentabilidades de um Fundo Novo somente poderão ser divulgadas depois de 6 meses. Comparação de rentabilidade: deve ser feita entre fundos com a mesma classificação, ou seja, devemos comparar Fundo DI com Fundo DI, Fundo RF com Fundo RF

A rentabilidade anual dos fundos é apresentada com base de dias úteis (justamente porque o

mercado financeiro não funciona no Carnaval, Feriados

)

e são 252 dias úteis.

A ANBID ainda define que a rentabilidade de um fundo pode ser comparada com um indicador

(Poupança, Ibovespa

1°Esteja no prospecto e regulamento. 2°Se não estiver, vale o indicador presente na taxa de performance. 3° Se não tiver, pode ser qualquer indicador de mercado, desde que seja informado que o indicador é mera referência econômica.

) desde que:

CÓDIGO DE AUTO-REGULAÇÃO ANBID PARA CERTIFICAÇÃO CONTINUADA Como vimos no começo do módulo I, a ANBID cuida da auto-regulação do Programa de Certificação Continuada (CPA-10), que se destina a certificar profissionais que têm contato com o público investidor, aumentando a sua capacitação profissional, promovendo a concorrência leal, práticas eqüitativas (iguais) e uniformes entre os profissionais.

TESTE – QUEM É QUEM? CMN, CVM, Banco Central e ANBID.

1)

Oferece redesconto de liquidez.

2)

Auto-regulação do Programa de Certificação Continuada (CPA-10).

3)

Compra e vende títulos públicos.

4)

Estabelece medidas para prevenção e correção de desequilíbrios econômicos.

5)

Estimular o funcionamento das bolsas de valores e das instituições operadoras do mercado de

6)

capitais. Pede depósito compulsório de liquidez.

7)

Proteger os investidores de mercado.

8)

Define a meta de inflação.

9)

Auto-regulação da indústria de fundos de investimento.

10) Executa a política monetária e cambial. 11) Regula a constituição e regulamentos das Instituições Financeiras. 12) Autoriza o funcionamento e fiscaliza as Instituições Financeiras. 13) Promover medidas incentivadoras da canalização de poupança ao mercado de capitais. 14) Estabelece diretrizes gerais das políticas monetária, cambial e creditícia. 15) Auto-regulação das ofertas públicas de títulos e valores mobiliários. 16) Emite moeda, controla crédito e capitais estrangeiros. 17) Disciplina todos os tipos de crédito.

Respostas: 1) Banco Central, 2) ANBID, 3) Banco Central, 4) CMN, 5) CVM, 6) Banco Central, 7) CVM, 8) CMN, 9) ANBID, 10) Banco Central, 11) CMN, 12) Banco Central, 13) CVM, 14) CMN, 15) ANBID, 16) Banco Central, 17) CMN.