Sei sulla pagina 1di 48

MH3 Guia do Usuário

MH3 Guia do Usuário MH3 Manual do Usuário 1
IMPORTANTE Por favor, leia este manual cuid adosamente antes de usar seu mixer pela primeira

IMPORTANTE Por favor, leia este manual cuidadosamente antes de usar seu mixer pela primeira vez.

© Indústrias Harman International Ltda., 2002

Todos os direitos reservados Peças do design deste produto podem ser protegidas pelas patentes mundiais.

Peça No. ZM0278 Edição Preliminar 8/1/03

A Soundcraft é uma divisão comercial das Indústrias Harman International Ltda.

Informações contidas neste manual estão sujeitas a mudança sem aviso e não representam um

comprometimento da parte do vendedor. A Soundcraft não será responsável por qualquer perda ou dano que surja do uso de informação ou qualquer erro contido neste manual.

Nenhuma parte deste manual pode ser reproduzida, armazenada em um sistema de recuperação, ou transmitido, em qualquer forma, ou qualquer significado, eletrônico, elétrico, mecânico, ótico, químico, incluindo fotocópia e gravação, para qualquer propósito sem a expressa permissão por escrito da Soundcraft.

sem a expressa permissão por escrito da Soundcraft. Harman International Industries Limited Cranborne House

Harman International Industries Limited Cranborne House Cranborne Road POTTERS BAR Hertfordshire EN6 3JN UK

Tel : +44 (0)1707 665000 Fax: +44 (0)1707 660742 http://www.soundcraft.com

Introdução

Características Chave

Seu design versátil permite FOH, Monitores, ou Monitores do FOH

Semi-modular para layouts flexíveis e facilmente aproveitável

Tamanhos do modelo 24 mono/4 estereo, 32 mono/4 estereo, 40 mono/4 estereo, 48 mono /4estereo, 56 mono/4 estereo.

Estrutura Bus Auxiliar Flexível com 2 sends estéreo para monitoração in-ear.

8 busses grupo e 12 busses auxiliares no modo FOH.

12 busses monitor (8 mono, 2 estereo) no modo Monitor.

Modo swap, permite controlar pelo fader as saídas Aux no modo Monitor.

Matrix 12X4 integral, pode ser expandida para 12X8 com o módulo Matrix opcional.

EQ de 3 bandas nas returns FX 1-8, pode ser movida para a trajetória do fader de saída.

Novo design Mic Amp com alta ambiência e CMRR excepcional.

Novo design de EQ com resposta focada.

Pan LCR nas entradas

8 grupos VCA e 8 grupos Mute com automatização instantânea e controle MIDI

Controle integrado da BSS Áudio Varicurvee DriveRack dbx

Barra Gráfica medidora em LED para todas as entradas e saídas.

VU opcional e ponte medidora de saída.

Garantia

1

A

Soundcraft é uma divisão comercial das Indústrias Harman Internacional Ltda.

O

usuário final é a pessoa que primeiro coloca o equipamento na operação regular.

Revendedor é a pessoa além da Soundcraft de quem o Usuário Final comprou o Equipamento, tal pessoa é autorizada para este propósito pela Soundcraft ou pelo seu Distribuidor acreditado. Equipamento quer dizer o equipamento fornecido com este manual.

2

Se dentro do período de doze meses da data da compra do Equipamento pelo Usuário Final

aparecer algum defeito por razão somente de falha material e/ou transporte, para tal uma extensão que a efetividade e/ou usabilidade disso é materialmente afetada, o Equipamento ou

o

componente com defeito deve ser retornado para o Revendedor ou para a Soundcraft em

sujeito as seguintes condições de que o Revendedor ou a Soundcraft consertem ou troquem

os componentes defeituosos. Qualquer componente substituído se tornará propriedade da Soundcraft.

3

Qualquer equipamento ou componente retornado será de risco do Usuário Final ainda em trânsito (ambos para e do Revendedor ou Soundcraft) e a postagem deve ser pré-paga.

4

Esta garantia somente será válida se:

a)

O Equipamento foi instalado corretamente de acordo com as instruções contidas no manual da Soundcraft; e

b)

O Usuário Final notificar a Soundcraft ou o Revendedor dentro de 14 dias da data em que o defeito aparecer; e

c)

Nenhuma pessoa além dos representantes autorizados da Soundcraft ou o Revendedor tem efeito em qualquer troca de peças, manutenção, ajustes ou reparos no Equipamento; e

d)

O Usuário Final que usou o Equipamento somente para os propósitos recomendados pela Soundcraft, somente com as operações fornecidas como são encontrados nas especificações Soundcraft, e caso contrário em todos os cumprimentos de acordo com as recomendações Soundcraft.

5

Defeitos que surjam como resultado do seguinte não é coberto por esta garantia; falha ou negligência de manuseio, influências químicas, eletro-químicas, ou elétrica, dano acidental, Atos de Deus, negligência, deficiência de corrente elétrica, ar condicionado ou controle de umidade.

6

O

benefício desta garantia não deve ser determinado pelo Usuário Final.

7

Usuários Finais que são os consumidores deveriam notar os direitos debaixo desta Garantia é além de e não afetar qualquer outro direito para o qual eles podem ser intitulados contra o vendedor do Equipamento.

Instalação

Dimensões e Configurações

Dimensões e Configurações MH3 Manual do Usuário 8

Precauções e Instruções de Segurança

Precauções Gerais

Evite armazenar ou usar o console em condições de calor ou frio excessivo, ou em posições onde seja comum estar sujeito a vibração, poeira ou umidade. Não use qualquer líquido para limpar a face da unidade: uma escova de limpeza macia é o ideal. Use somente água ou álcool etílico para limpar o estofamento e as tiras de rabiscar. Outros solventes podem causar danos à pintura ou as peças plásticas.

Evite usar o console próximo a fontes de forte radiação eletromagnética (ex. monitores de vídeo, cabos elétricos de alta potência): isto pode causar degradação da qualidade do áudio devido a voltagens induzidas em fios conectados e chassis. Pela mesma razão, sempre coloque o fornecedor de corrente longe da unidade.

CUIDADO! EM TODO CASO, CONSULTE OS SERVIÇOS DE PESSOAS QUALIFICADAS.

Manuseando e Transportando

O console é fornecido em uma cartolina forte. Se for necessário move-la para qualquer

distancia depois da instalação, é recomendado que este pacote seja usado para protege-lo. Esteja certo de desconectar todos os cabos antes de mover. Se o console for movido regularmente, nós recomendamos que ele seja instalado em um flightcase revestido de espuma. Isto evita aplicar força excessiva em quaisquer botões, interruptores ou conectores.

Fontes de Força & Cabos Sempre use a fonte de força e cabo fornecido com o mixer; o uso de fornecedores alternativos pode causar danos e invalida a garantia; a extensão dos cabos de força pode resultar em mau funcionamento do console. Aviso!!! Sempre desligue a fonte de força antes de conectar ou desconectar o cabo de força do mixer, quando estiver removendo ou instalando módulos, e executando serviços. No caso de uma tempestade elétrica, ou grandes flutuações de tensão, imediatamente desligue o PSU e desplug da corrente principal. AVISO! Sempre desligue a fonte antes de conectar ou desconectar o cabo de força do mixer, quando estiver removendo ou instalando módulos, e operando. No caso de uma tempestade elétrica, ou grandes flutuações de tensão, desligue imediatamente o PSU e desconecte da corrente principal.

Aviso! Sempre certifique de que você usa o PSU correto (CPS800) para seu mixer.

Níveis de Sinal

É importante fornecer os níveis de entrada correto para o console, caso contrário a

performance da distorção ou a proporção signal to noise pode ser degradada; e em casos extremos, danificam o circuito interno. Igualmente, em todas as entradas balanceadas evite fontes com voltagens DC, AC, ou RF grandes; assim estas reduzirão a extensão do sinal disponível nas entradas. Note que 0dBu = 0.775V RMS. Consulte a seção Especificações para detalhes sobre níveis de entrada e saída.

Instalação Principal

Procedimentos de Instalação Geral Para levar vantagem total de uma excelente proporção signal to noise e baixa distorção dos consoles Soundcraft, tenha cuidado em certificar-se de que uma instalação incorreta não degrada a performance do desk. Hum, zumbido, instabilidade e interferência de freqüência de

Rádio podem geralmente ser traçadas para loops terra e sistemas de aterramento inferior. Em algumas áreas, especialmente em áreas industriais, o aterramento principal não é adequado e um fio terra separado para todos os equipamentos de áudio deve ser fornecido. De qualquer maneira, verifique com sua companhia de eletricidade local para assegurar que regulagens de segurança não estão sendo infrigidas ou negadas.

O sucesso, livre de hum, a instalação de um sistema necessita de premeditação, e o

estabelecimento de um set de regras, que devem ser consistentemente aderidas para todos os estágios de instalação.

Considerações de Instalação Inicial

Para uma performance ideal, é essencial que o sistema de aterramento seja limpo e livre de barulho, assim todos os sinais são referências deste aterramento. Um ponto central deve ser decidido para o sistema de ponto terra principal, e todos os terras devem ser ‘começar’ deste ponto. É comum a prática elétrica ‘daisy chain’ aos terras de todas as saídas, mas este método não é apropriado para instalações de áudio. O método preferido é fazer uma instalação terra individual de cada saída, voltar para o ponto inicial do sistema para fornecer uma referência terra segura para cada parte do equipamento. Uma instalação terra separada também funciona

de cada rack de equipamento e área, para o ponto inicial. Isto pode ou não pode ser usado

dependendo das circunstâncias, mas é mais fácil instalar no primeiro lugar, do que mais tarde

quando problemas surgirem. O local do ponto inicial deve estar em um local conveniente, de fácil acesso, preferencialmente próximo ao console ou no rack de equipamento principal.

Instale saídas principais ‘clean’ e ‘dirty’ separadas, instalada individualmente de volta a caixa

de distribuição principal. Use o fornecedor ‘clean’ para todos os equipamentos de áudio e o

‘dirty’ para toda a iluminação, etc. Nunca misture os dois sistemas.

Se necessário, para fornecer o isolamento suficiente da interferência borne principal, instale um

transformador isolado. Isto deve ser fornecido com um campo Faraday, o qual deve estar conectado com o terra. Nunca coloque a caixa do distribuidor principal de entrada próximo ao equipamento de áudio, especialmente gravadores, que são muito sensíveis aos campos eletro-magnéticos.

Certifique-se de que todo o rack do equipamento esteja conectado ao terra, via um fio que volte

ao ponto star.

Equipamentos que possuem entradas e saídas desbalanceadas podem precisar ser isolados

do rack para prevenir loops terra.

Instalando Áudio Tendo fornecido todo equipamento com força e conexões terra, uma consideração deve ser dada ao método de interconexão de fornecimento de áudio e exame adequado destas interconexões. Isto pode ser feito em uma seqüência lógica para evitar problemas e ajuda na localização de problemas no equipamento. Conecte o FOH ou sistema do Monitor ao console e verifique qualquer hum, zumbido, ou RFI. Somente quando você estiver satisfeito com o silêncio do console e o sistema PA você deve proceder com o próximo passo. Conecte gravadores estéreos ou multipistas, FX e sends foldback um por vez, checando e isolando qualquer conexão que degrade a performance. Conecte todos os equipamentos periféricos. Conecte todas as linhas de microfones.

Seguindo esta seqüência muitas vezes e problemas futuros serão salvos, e o resultado será um sistema estável e silencioso.

Protegendo Equipamentos de Áudio são fornecidos com uma variedade de configurações de entrada e saída, que devem ser levadas em consideração quando decidir onde as conexões de proteção devem ser feitas. Existem três fontes de sinal indesejado que estão sendo impressas na tela, que são as seguintes:

Eletrostática estranha ou campos eletromagnéticos. Ruído e Interferência da linha terra Capacidade de juntar a proteção e instalação de sinais Para minimizar efeitos adversos de ajuntamento indesejado para a instalação do sinal, é importante que a proteção seja conectada somente em uma ponta, ex. a proteção não deve carregar nenhum sinal atual. Qualquer sinal na instalação dentro da proteção será juntado a proteção. Esta atual será retornada para a fonte do sinal, diretamente, se a proteção estiver conectada no fim da fonte de sinal, ou indiretamente via a conexão indireta terra, se o sinal estiver conectado no fim do destino do sinal. A conexão indireta provocará um aumento na freqüência cross-talk alta, e deverá ser evitado onde quer que seja possível. Então, em geral, sempre conecte a proteção somente no fim da fonte de sinal. Nas áreas RF high, a proteção pode também ser conectada para a terra via um capacitor 0.01µF. Este apresentará um curto circuito para as freqüências RF, também abaixando a impedância do campo efetivo para terra. De qualquer modo, para freqüências de áudio baixas, a reação do capacitor será suficientemente alta não para causar um problema de loop terra.

Pontos para Lembrar Em todos os casos, use cabos de áudio protegidos gêmeos de qualidade. Verifique a instabilidade na saída. Sempre conecte ambos os condutores em ambas as pontas, e certifique-se de que a proteção esteja conectada somente no fim Não desconecte o terra principal de cada pedaço do equipamento. Isto é necessário para fornecer ambos segurança e retorno da proteção para o ponto star do sistema. O equipamento que tem entradas e saídas balanceadas podem precisar ser eletricamente isolado do rack de equipamento e/ou outro equipamento para evitar loops terra. É importante lembrar que todo o equipamento que está conectado ao principal é uma fonte em potencial de hum e interferência e pode irradiar radiação eletrostática e eletromagnética. Além disso, a principal agirá também como um carregador para muitas formas de interferência RF gerada por motores elétricos, unidades de ar condicionado, dimmers, etc. A menos que o sistema terra esteja limpo, todas as tentativas de melhorar níveis de ruídos e hum serão fúteis. Em casos extremos não haverá alternativas, mas para proporcionar uma ‘technical earth’ completamente separada e independente para substituir o ‘noisy earth’ que estiver entrando. DE qualquer modo, sempre consulte seu eletricista local para assegurar regulagens seguras que não estão sendo infringidas.

Conexões

Conectores Áudio

Conexões Conectores Áudio MH3 Manual do Usuário 12

Diagramas De Blocos

Módulo de Entrada Mono

Módulo de Entrada Mono MH3 Manual do Usuário 14

Módulo de Entrada Estéreo

Módulo de Entrada Estéreo MH3 Manual do Usuário 15

Grupo/Aux/Master FX

Grupo/Aux/Master FX MH3 Manual do Usuário 16

Aux / Máster Matrix

Aux / Máster Matrix MH3 Manual do Usuário 17

Monitor

Monitor MH3 Manual do Usuário 18

VCA / CPU

VCA / CPU MH3 Manual do Usuário 19

Operação do Console

Módulo de Entrada Mono

Entradas mono são modulares em blocos de 8 canais, e apresentam um painel conector traseiro integral.

Pré-Amp

O pré-Amp do módulo apresenta uma alta ambiência e exepcional performance CMRR. A entrada XLR pode

manusear sinais até +26dBu, com uma extensão de ganho de +15dBu para +60dBu (1) e um interruptor de mudança de ganho 20dB (2). Um LED de pico (3) indica níveis de sinal interno em excesso de +18dBu. Este, monitora a saída pré-amp e a saída da seção EQ. Um reversor de Polaridade (4), e um interruptor de força Phantom (5) é fornecido, com indicação no painel traseiro (6) do status da força Phantom. Nota: os LEDS 48V não auto percebem a presença de força phantom externa, com no MH4.

Ponto Insert Balanceado Jacks separados fornecem um pré EQ send e return balanceado, para um nível nominal de 0dBu. Veja os conectores do painel traseiro.

EQ e Filtro HI-PASS Este novo design conserva a resposta tradicional Soundcraft, mas incorpora inclinações mais acentuadas no estágio HF focando o controle onde você quiser, e algo cuidadosamente feito que ultrapasse a banda LF, a qual automaticamente controla as freqüências lower-mid quando realçar os graves.

3

O

filtro hi-pass (7) varia de 30Hz – 400Hz com bypass (8) se necessário. A seção EQ pode ser desligada

soltando o interruptor EQ (9).

A seção EQ é de quatro bandas, com sweep shelving e seções de freqüência baixas, e totalmente médio-

agudo paramétrico e bandas médio-grave. A extensão das freqüências são 30Hz-500Hz(LF)(10), 75Hz- 1.3kHz (Médio Grave)(11), 750Hz-13kHz (Médio Agudo)(12), e 1.2kHz (HF)(13), com +/-15dB de corte ou

realce disponível para qualquer freqüência. O Q varia nas duas bandas médias de 0.5 para 3.

Aux Sends Existem 12 Aux Sends (14), que podem ser usadas como FX sends no FOH, ou mixagem de monitor para monitoração. Aux 1 & 2 e 3 & 4 podem ser trocadas de pares estéreo para sends in-ear, usando os interruptores adjacentes colour-coded STE (15). Cada send tem 5dB de ganho no máximo.

As auxes podem ser trocadas para Pré ou Post pelos interruptores PRE adjacentes (16), os quais estão em pares para os 8 primeiros sends., e como um grupo para Aux 9-12. O sinal pré-fade original para todas as Auxes é pré-EQ mas pode ser mudado para post-EQ através de conexões internas (ambas alimentações seguem o mute channel).

Direcionando o Subgrupo Além disso, para as 12 Aux Sends, 8 busses são fornecidas para sub-agrupagem convencional. Direciona-se para estes via os 8 interruptores de direcionamento individual (17). O PAN para interruptores Grupos (18) permite que qualquer par (par ou impar) de busses de grupo sigam o pan do canal como um par estéreo.

Saída Direta

A saída direta no Jack balanceado de ¼” está disponível do canal, veja o painel conector traseiro. A fonte é

controlada pelo interruptor DIR (19), que troca a saída direta do pré-EQ para post-fade quando o interruptor estiver pressionado. Além disso, existe uma conexão soldada internamente para alterar a alimentação do sinal em ambas as posições do interruptor, como segue:

Interruptor DIR não pressionado – pré-EQ (original) OU pré-filtro Interruptor DIR pressionado – post-fade (original) OU post-EQ.

Direcionando Mix Bus e controles Pan

O

sinal é enviado para a bus mix estéreo e para a bus mono © usando os interruptores MIX (20)e

C

(21). O controle PAN (22), que fornece 3dB de diminuição central, opera no sinal bus mix, a

menos que o pan LCR esteja engrenado.

Paneando LCR

O interruptor LCR (23) muda o modo do Pan pot de esquerdo-direito normal paneando com uma

diminuição central de 3dB, para um paneamento LCR 3-way, necessitando de ambas bus mix, mono (C) e estéreo para ser direcionada, e o paneamento do pan pot de esquerdo para C, e C para direito. Quando o pot estiver fisicamente centralizado, não existe saída das saídas bus mix esquerda e direita.

não existe saída das saídas bus mix esquerda e direita . Fader O fader é um

Fader

O fader é um deslizador de 100 mm(24), que controla o nível de todas as busses, e tem 10dB de

ganho quando totalmente levantado tão bem quanto uma escala expandida ao redor da área de unity gain para uma resolução máxima.

MUTE

O interruptor MUTE (25) muta o sinal para todas as busses, incluindo sends Aux pre-fade. O

circuito mute também pode ser ativado pelo sistema mute group, um sinal mute SIP, um sinal mute

VCA ou controle instantâneo interno do computador scene. Um modo Preview permite edição e checagem dos grupos mute e snapshots sem incomodar a passagem do áudio através do desk, e os Mutes podem ser ajustados para “Safe”.

LED SAFE/PREV

O LED SAFE/PREV é usado para indicar o status Mute safe do canal ou status mute Preview, se o

console estiver no modo Preview. O canal pode ser colocado em in ou out do modo SAFE usando

o interruptor MUTE, depois de primeiro engrenar o modo EDIT SAFE no painel cpu master. Uma

luz firme do LED indica uma condição mute safe. O status Preview é indicado por uma piscada da luz, sobre o modo Preview que estiver entrando no módulo master, se o Mute estiver presente no mute group anterior ou scene.

LED medidor de entrada Todo canal é formado com um LED medidor gráfico de 12 segmentos (26), posicionado proximo a cada fader para uma visibilidade máxima e fornece uma indicação gráfica imediata de sinais que estiverem entrando nas insert return.

LEDS VCA Assign

O módulo é determinado

conjunto com os interruptores VCA master SOLO. Todo o console tem que ser colocado no modo VCA Assign (pressione o interruptor “VCA Assign Mode” localizado no topo do painel cpu master)

para que o interruptor SOLO funcione para ser mudado desta maneira. As determinações atuais VCA são indicadas nos 8 LEDs VCA Assign adjacentes ao fader.

para os 8 Grupos VCA usando o botão SOLO (27) em cada canal, em

SOLO

O botão SOLO fornece alimentação PFL para os monitores e fones de ouvidos dos técnicos, ou

aciona um solo in place, dependendo do modo de seleção para a seção master. O botão solo pode

também ser ativado remotamente de um solo VCA quando determinado para um grupo VCA, permitindo AFL estéreo, Intercancel ou solo adicional é possível, com ou sem prioridade de entrada, e solos podem limpos com um único aperto do botão na seção master. Os botões solo também apresentam uma característica momentânea, pressionando e segurando por mais do que 0,5 seg.

Painel Conector Traseiro de Entrada Mono

INPUT (XLR de 3 pinos fêmea)

Pino 1

Terra

Pino 2

Sinal Positivo

Pino 3

Sinal Negativo

INSERT SEND (jack TSR de ¼”)

Tip

Sinal Positivo

Ring

Sinal Negativo

Sleeve Terra

INSERT RETURN (JACK TSR de ¼”)

Tip

Sinal Positivo

Ring

Sinal Negativo

Sleeve Terra

DIR O/P (XLR de 3 pinos macho)

Pino 1

Terra

Pino 2

Sinal Positivo

Pino 3

Sinal Negativo

Nota: o pequeno buraco no painel traseiro abaixo da entrada XLR é para permitir o ajuste de fábrica do elemente VCA interno do módulo. Nenhum ajuste adicional deste é necessário ou deve ser tentado, a menos que o elemente VCA seja substituído durante o serviço.

Opções de Conectar soldando O MH3 contém algumas conexões opcionais que permitem certas alimentações de sinal interno que são mudados para adequar a preferência do usuário. Para o máximo de confiabilidade estas são conexões soldadas, que até certo ponto, é melhor do que jumpers de aperto, na maioria dos casos.

Cada conexão tem sua função identificada pelo texto no pcb.

Para mudar o ajuste inicial é necessário remover um resistor montado na superfície que direciona a rota inicial, e então cria uma ponte soldada entre o par relacionado dos blocos soldaddos. Uma vez que o resistor é removido, ele pode ser descartado. Um segundo para de blocos soldados adjacentes ao resistor permite que o ajuste inicial seja restaurado se necessário.

Função

Opções

Inicial (ajustado)

Fonte Aux PRE

pre mutada ou post-EQ, ou pre-insert

pre-insert mutada (R218)

Fonte Direta (DIR levantado)

Pré EQ ou pre-filter (ambos não mutados)

Pre-EQ (R217)

Fonte Direta (Dir abaixado)

Post-Fade ou post-EQ

Post-fade (R212)

Módulo de Entrada Estéreo Estágio de Entrada Uma versão estéreo do pré-amp de alta performance

Módulo de Entrada Estéreo

Estágio de Entrada

Uma versão estéreo do pré-amp de alta performance de entrada mono oferece a mesma extensão

de ganho de +15dBu para +60dBu (1) e um interruptor de mudança de ganho 20dB (2). Ele também tem um interruptor de Força Phantom (3), e inversor de polaridade no canal esquerdo (4).

O LED de pico (5) indica sinais em excesso de +18dBu em qualquer canal esquerdo ou direito,

enquanto os dois interruptores MONO (6) cortam qualquer canal esquerdo ou direito, alimentando o canal alternado para ambas trajetórias do modulo, ou se ambos estiverem pressionados, uma

soma mono de L e R para as trajetórias do módulo.

Pontos Inserts Balanceados com interruptor INS Jacks separados fornecem uma pré-EQ send e return balanceada, para canais Esquerdo e Direito, para um nível nominal de 0dBu. Ver o painel conector traseiro.

EQ e Filtro HI-PASS

A seção EQ é de quatro bandas estéreo, com freqüências arrastáveis em todas as bandas e é

ativada pressionando o interruptor EQ (7).

A extensão das freqüências são 35Hz-400Hz(LF)(8), 250Hz-2.5kHz(Médio Grave)(9), 500Hz-

5kHz(Médio Agudo)(10), e 1.8Hz-16kHz(HF)(11), com +/-15dB de corte ou realce disponível para

qualquer freqüência. O Q é fixado para todas as bandas em 1.1.

O filtro High-pass é fixado para 80Hz, e é ativado com o interruptor Hi-pass (12).

Aux Sends

Como na entrada mono, existem 12 sends (13), para usar FX ou Monitor.

Aux 1 & 2 e 3 & 4 podem ser trocados para pares estéreo para sends in-ear, usando os interruptores adjacentes STE (14), codificado-colorido para equilibrar o botão send relacionado. Neste caso, o botão A1 torna-se um controle de nível estéreo, e o botão A2 torna-se o PAN entre Aux 1 e Aux 2. Similarmente para Aux 3 & 4.

Cada send tem 5dB de ganho no máximo, e é sempre alimentado de uma soma mono dos sinais esquerdo e direito. (Se Aux 1 & 2 ou Aux 3 & 4 estiverem ajustados para estéreo, estes sends são alimentados com um sinal estéreo, esquerdo para Aux 1/3 e direito para Aux 2/4.)

Os Auxes podem ser ajustados para Pré ou Post-fader pelos interruptores adjacentes PRE (15), que estão em pares para os 8 primeiros sends, e como um grupo para Aux 9-12. O sinal Pré-fade original para todas as Auxes é pré-EQ mas pode ser mudado para post-EQ através de conexões internas (ambas alimentações seguem o mute channel).

Direcionando o Subgrupo Além disso, para as 12 Aux Sends, 8 busses são fornecidas para sub-agrupagem convencional. Direciona-se para estes via os 8 interruptores de direcionamento individual (16). Normalmente os interruptores Grupos são alimentados por uma soma de sinais esquerdo e direito, mas o interruptor STE (17) permite que qualquer para par/impar de busses de grupo seja usado como um para estéreo, seguindo o controle de Balanço do canal.

Direcionando Mix Bus e controles Pan

O sinal é enviado para a bus mix estéreo e para a bus mono usando os interruptores MIX (18)e C

(19).

O controle BAL (20), permite que o sinal de entrada seja abaixado para o nível zero quando girado

totalmente no sentido horário, e vice-versa para o sinal direito. Na posição central, ambos os canais são alimentados para a unity gain para a bus Mix. O controle balance também afeta o balanço L-R dentro da soma mono enviada para as sends Aux (pré ou post fade) ou grupo de busses.

A bus C (mono) é sempre alimentada diretamente com uma soma mono do sinal post-

fader estéreo.

diretamente com uma soma mono do sinal post- fader estéreo. Fader O fader é um deslizador

Fader

O fader é um deslizador de 100 mm(21), que controla o nível de todas as busses, e tem

10dB de ganho quando totalmente levantado tão bem quanto uma escala expandida ao

redor da área de unity gain para uma resolução máxima.

MUTE

O

interruptor MUTE (22) muta o sinal para todas as busses, incluindo sends Aux pre-fade.

O

circuito mute também pode ser ativado pelo sistema mute group, um sinal mute SIP, um

sinal mute VCA ou controle instantâneo interno do computador scene. Um modo Preview

permite edição e checagem dos grupos mute e snapshots sem incomodar a passagem do áudio através do desk, e os Mutes podem ser ajustados para “Safe”.

LED SAFE/PREV

O LED SAFE/PREV (23) é usado para indicar o status Mute safe do canal ou status mute

Preview, se o console estiver no modo Preview. O canal pode ser colocado em in ou out do modo SAFE usando o interruptor MUTE, depois de primeiro engrenar o modo EDIT SAFE no painel cpu master. Uma luz firme do LED indica uma condição mute safe. O status Preview é indicado por uma piscada da luz, sobre o modo Preview que estiver entrando no módulo master, se o Mute estiver presente no mute group anterior ou scene.

LED medidor de entrada Todo canal é formado com um LED medidor gráfico de 12 segmentos (24), posicionado proximo a cada fader para uma visibilidade máxima e fornece uma indicação gráfica imediata de sinais que estiverem entrando nas insert return.

LEDS VCA Assign

O módulo é determinado para os 8 Grupos VCA usando o botão SOLO (26) em cada

canal, em conjunto com os interruptores VCA master SOLO. Todo o console tem que ser colocado no modo VCA Assign (pressione o interruptor “VCA Assign Mode” localizado no topo do painel cpu master) para que o interruptor SOLO funcione para ser mudado desta maneira. As determinações atuais VCA são indicadas nos 8 LEDs VCA Assign adjacentes ao fader.

SOLO

O botão SOLO (26) fornece alimentação PFL para os monitores e fones de ouvidos dos

técnicos, ou aciona um solo in place, dependendo do modo de seleção para a seção master. O botão solo pode também ser ativado remotamente de um solo VCA quando determinado para um grupo VCA, permitindo AFL estéreo, Intercancel ou solo adicional é possível, com ou sem prioridade de entrada, e solos podem limpos com um único aperto do botão na seção master.

Painel Conector Traseiro de Entrada Estéreo

INPUT ESQUERDA, DIREITA(XLR de 3 pinos fêmea)

Pino 1

Terra

Pino 2

Sinal Positivo

Pino 3

Sinal Negativo

INSERT SEND ESQUERDO, DIREITO (jack TSR de ¼”)

Tip

Sinal Positivo

Ring

Sinal Negativo

Sleeve Terra

INSERT RETURN ESQUERDO, DIREITO (JACK TSR de ¼”)

Tip

Sinal Positivo

Ring

Sinal Negativo

Sleeve Terra

Nota: o pequeno buraco no painel traseiro abaixo da entrada XLR é para permitir o ajuste de fábrica do elemente VCA interno do módulo. Nenhum ajuste adicional deste é necessário ou deve ser tentado, a menos que o elemente VCA seja substituído durante o serviço.

Opções de Conectar soldando O MH3 contém algumas conexões opcionais que permitem certas alimentações de sinal interno que são mudados para adequar a preferência do usuário. Para o máximo de confiabilidade estas são conexões soldadas, que até certo ponto, é melhor do que jumpers de aperto, na maioria dos casos.

Cada conexão tem sua função identificada pelo texto no pcb.

Para mudar o ajuste inicial é necessário remover um resistor zero-ohm que direciona a rota inicial, e então cria uma ponte soldada entre o par relacionado dos blocos soldaddos. Uma vez que o resistor é removido, ele pode ser descartado. Um segundo para de blocos soldados adjacentes ao resistor permite que o ajuste inicial seja restaurado se necessário.

Função

Opções

Inicial

Fonte Aux PRE Esquerda

pre ou post-EQ mutada

post-EQ mutada (R42)

Fonte Aux Pre Direita

pre ou post-EQ mutada

post-EQ mutada (R63)

SEÇÃO DE SAIDA

Vista Superior

A seção de Saida é dividida em dois módulos. O painel fader abaixo destes módulos de saída contém os 8 faders masters VCA e um módulo CPU separado que alojam controles para automatização instantânea, grupos mute, e modos solo. O layout da seção

de

saída é claro e oferece uma excelente flexibilidade tão bem como numerosas facilidades.

O

módulo Group/Return controla as 8 primeiras saidas Aux, as 8 saidas Group, além das 8 entradas FX Return estéreo.

Os 8 faders neste módulo podem controlar quaisquer saida Group ou Aux, dependendo do ajuste do interruptor – está é a chave para a capacidade de propósito duplo do MH3.

O módulo Master/Matrix armazena as 4 Saidas Aux restantes (Aux 9-12), que são sempre controladas pelos faders, além das

quatro saidas matrix, e todas as facilidades master incluindo os faders masters LCR, monitorando e retornando.

Acima de ambos os módulos, um LED medidor gráfico de 12 segmentos faz a monitoração dos níveis de saída. As saídas LCR principais incorporam um medidor gráfico de 24 segmentos de resolução mais alta.

LCR principais incorporam um medidor gráfico de 24 segmentos de resolução mais alta. MH3 Manual do
Módulo Group/Return Saidas Group e Aux com facilidade Swap A chave para a capacidade de

Módulo Group/Return

Saidas Group e Aux com facilidade Swap

A chave para a capacidade de duplo propósito do MH3 é a trajetória de sinal reversível a qual

permite que qualquer sinal Group ou Aux de saída seja controlado por um fader linear, e tenha acesso ao ponto insert.

Para aplicações FOH, os grupos são necessários aos faders para sub-agrupamento, e o ponto insert permite EQ externa ou dinâmica para ser usada no grupo. Os sends Aux nesta aplicação serão usados para sends FX, então controles master giratórios são adequados.

Pressionando o botão GRP/AUX ON FDR (1), além de muda-lo para o modo AUX, o console é configurado para usar Stage Monitor, onde a Saida Aux é controlada pelo fader, e tem uso do ponto insert para inserção EQ. Enquanto isso, a saída group é trocada para o fader giratório.

Isto é possível para trocar o modo fader para cada uma das 8 saídas individualmente, permitindo combinação de sub-grupos e monitora sends ou faders. Esta flexibilidade é essêncial quando estiver fazendo monitoração de mixagens do FOH.

Seção de Saida Fader

Cada uma das 8 seções master Fader compreende um fader de 60mm (2) que alimenta qualquer sinal Aux ou Group para seus respectivos XLR balanceados no painel traseiro. Um ponto insert balanceado pre-fade, via jacks de ¼” separados, permitem a inserção de EQ ou dinâmicos. Cada fader é ordenado por cores com seu controle Aux bus send para fácil identificação quando estiver controlando mixagens no Monitor, e medidor gráfico de 12 segmentos (3) no topo do módulo fornece a medição de qualquer saída fader controlada.

O botão TB (osc) (4) direciona talkback, tom e pink noise da seção talkback central/oscillator para

qualquer saida que estiver sendo controlada pelo fader.

Se sub-grupos estéreo ou sends In-Ear estiverem em uso, os AFLs podem ser conectados como um par estéreo pressionando os botões adjacentes ao mesmo tempo; quando conectados, o AFL aparecem como um AFL estéreo nas saidas wedge & phones. Uma vez que um par de AFLs estiverem conectadas, elas ficam conectadas até que dois botões AFL sejam pressionados simultaneamente outra vez. Pares conectados permanecem conectados mesmo se o console for desligado e ligado outra vez.

Seção de Saída Giratória

Cada uma das 8 seções master giratórias estão equipadas com um fader giratório colorido (7) e solo AFL (8) e controles MUTE (9). (a conexão estéreo AFL não está disponível na seção de saída giratória).

Group para Seção Mix

A trajetória do sinal Group, apesar de ser controlada pelo fader ou não, pode sempre ser

direcionada para as busses mix principais usando os interruptores MIX (10) e C (11) e o controle PAN (12).

FX Return estéreo com EQ movível.

Localizado acima da seção de Saída Group/Aux está uma seção FX return estéreo. Uma entrada line estéreo dos jacks balanceados do painel traseiro alimenta um interruptor –10dB gain (13); via uma seção EQ de 3 bandas estéreo (ver abaixo) para um fader de nivel giratório (14).

Interruptores iluminados, PFL estéreo (15) e Mute (16) são fornecidos.

O sinal estéreo return pode ser direcionado para as busses MIX(17) e C(18), ou diretamente para o

par mais próximo dos faders de Saída diretamente abaixo do return, usando interruptores 1-2, 3-4, 5-6 ou 7-8 (19). Isto fornece o seguinte benefício para o return, além disso, para o FX return padrão para a mixagem principal:

Nas aplicações Monitor, quando um par de Faders de Saída estiver controlando uma alimentação In-Ear estéreo, o return pode fornecer um FX return individual para aquela mixagem.

Alternativamente, se todos os 8 sub grupos não estiverem sendo usados em uma aplicação FOH,

o return pode ser direcionado para os Faders de Saída e então para Mix, permitindo controle do nível return pelos faders lineares.

EQ

A seção EQ de 3 bandas é normalmente parte da trajetória de sinal FX return, na qual caso, ela

opere como um EQ estéreo.

Alternativamente, o EQ pode ser ajustável na trajetória de sinal do Fader de Saída, usando o interruptor EQ TO O/P FDR (20), onde ele pode ser usado para fornecer suavidade na alimentação In-Ear ou sub grupos. Neste caso, cada estágio do EQ funciona como um EQ mono, associado com o Fader de Saída correspondente diretamente abaixo dele. A seção FX return contínua a operar como antes, mas sem EQ.

A seção EQ compreende bandas HF shelving (21) e LF (22), para 12kHz e 60Hz respectivamente,

com uma banda média (23) de 350Hz para 3.5kHz. A equalização da banda média é faixada para 1.1. 15dB de corte ou realce está disponível em todas as bandas.

O EQ pode ser ligado ou desligado usando o interruptor iluminado EQ (24).

Conector Traseiro

INSERT SEND & INSERT RETURN, GRP/AUX (Jack TRS de 1/4”)

Tip

Sinal Positivo

Ring

Sinal Negativo

Sleeve

Terra

FX RETURN ESTÉREO L & R (Jack TRS de ¼”)

Tip

Sinal Positivo

Ring

Sinal Negativo

Sleeve

Terra

SAÍDAS GROUP & AUX (XLR macho de 3 pinos)

Pino 1

Terra

Pino 2

Positivo

Pino 3

Negativo

Nota: sinais mono podem ser conectados para o Jack de entrada Esquerdo e este automaticamente alimentará ambos os lados do return estéreo.

Módulo Master/Matrix Seção de Saída Aux 9-12 Saídas Aux de 9-12 tem suas próprias seções

Módulo Master/Matrix

Seção de Saída Aux 9-12

Saídas Aux de 9-12 tem suas próprias seções de saída dedicadas e são sempre controladas pelos faders lineares.

Cada fader (1) alimenta o sinal Aux para saídas XLR balanceadas no painel traseiro. Existe um ponto insert pré-fade com jacks separados, e botões TB(osc)(2), Mute(3) e AFL(4) são fornecidos.

e botões TB(osc)(2), Mute(3) e AFL(4) são fornecidos. O LED medidor gráfico de 12 segmentos (5)

O LED medidor gráfico de 12 segmentos (5) no topo da seção normalmente

mede as Saídas 9-12, mas pode ser mudado para medir as Saídas Matrix 1-

4 pressionando os botões MTX (6) abaixo dos medidores.

Seção de Saídas Matrix 1-4

Uma seção Matrix 12x4 está localizada imediatamente acima das Saídas 9- 12. Cada uma das 4 Saídas tem um fader master giratório (7), com botões TB(osc)(8), Mute(9), e AFL(10), e 12 botões receive (11) controlam os níveis de mixagem que alimentam a Saída Matrix de cada um dos 8 grupos, as saídas principais L,R e C e uma entrada line externa de uma Jack de ¼” balanceado no painel traseiro. O sinal de Saída Matrix aparece em um XLR balanceado no painel traseiro. A capacidade Matrix pode ser expandida para

8 Saídas se necessário, ajustando o módulo de entrada 4 Mtx + 4 opcional, no lugar do módulo de entrada 8 way para a direita imediata do módulo Master/Matrix.

8 way para a direita imediata do módulo Master/Matrix. Pinos de Saída do Conector Traseiro INSERT

Pinos de Saída do Conector Traseiro

INSERT SEND, INSERT RETURN & EXT IN (Jack TRS ¼”)

Tip

Sinal Positivo

Ring

Sinal Negativo

Sleeve

Terra

SAÍDAS AUX & MATRIX (XLR macho de 3 pinos)

Pino 1

Terra

Pino 2

Positivo

Pino 3

Negativo

Seção Master A seção restante do módulo Master/Matrix contém os faders L, R principais e

Seção Master

A seção restante do módulo Master/Matrix contém os faders L, R principais e faders

de saída C. Uma saída mix estéreo alternativa, um oscilador de teste de ondas e

ruido, funções talkback interna/externa. Esta seção também contém as saídas

monitor, 2-Track return e controles de fonte monitor.

Faders de Saída Principal

Três faders de alta qualidade de 100mm (1) controlam os níveis de saída Stereo Mix esquerdo e Direito e Central (mono). Estes são alimentados para XLRs balanceados

no painel traseiro. O fader central pode ser usado para controlar o nível “Monitors”

para alimentar wedges em uma aplicação de estágio de monitor pressionando o botão “Use C Fader” (2). O nível de Saída Central então será controlado pelo controle giratório MNTR.

Saída Mix estéreo alternativa

A saída ALT é uma saída estéreo adicional, ajusta

pré ou post (3) os faders Master MIX e é controlada

pelo fader giratório ALT STE (4). As saídas aparecem nas XLRs balanceadas no painel traseiro. Ambas as saídas L e R podem ser alimentadas pela soma mono dos sinais MIX L e R usando o interruptor MNO (5), efetivamente permitindo que dois faders controlem as

saídas mix mono-somadas.

Pontos Inserts

Pontos Insert Pré-fade MIX L, R e C (mono) usam sends e return balanceados em jacks de ¼” separados no painel traseiro.

Seção Talkback e Oscillator

separados no painel traseiro. Seção Talkback e Oscillator As seções Talkback e Oscilator dividem uma regulagem

As

seções Talkback e Oscilator dividem uma regulagem comum de botões TB (osc)

de

direcionamento, permitindo-os acessar qualquer uma das saídas controladas por

Fader e as saídas Matrix.

A seção Talkback tem um painel frontal XLR (6) para entrada mic, com ganho

ajustável de 20-50dB (7). (força phantom 48V está disponível através de um jumper

interno).

O sinal mic pode ser direcionado para qualquer buss interna selecionada,

pressionando o botão INT (8) junto com o botão TB apropriado, ou enviado para uma

saída intercom (compatível com Soundcraft MH4, Séries 5 e consoles SM-Séries) usando o botão EXT (9). Os botões INT e EXT são momentâneos se pressionados

por mais do que 0.5 segundos, caso contrário eles são travados.

O Oscilador gera tom, de 55Hz para 11kHz(10), ou pink noise (11). Ele tem um controle Level (12), e usa própria saída XLR balanceada no painel traseiro. O sinal oscilador é direcionado para sua XLR via o interruptor EXT (13). Ele é direcionado para as busses internas do console pressionando o interruptor OSC TO BUSSES (14) e os interruptores locais TB (osc) na saída desejada. Os interruptores TB/Osc para as busses MIX(15) e C (16) estão localizadas adjacente ao interruptor OSC TO BUSSES.

Indicadores de Status PSU Três LEDs de Status PSU (17) indicam a operação PSU normal.

Saídas Monitor e Headphones Controles de nível separados (18 & 19) são fornecidos para monitores

Saídas Monitor e Headphones

Controles de nível separados (18 & 19) são fornecidos para monitores de técnicos e headphones.

A fonte de sinal destas saídas é comum e pode ser selecionada do sinal post-fade MIX (20), do

sinal MIX Central (mono) (para ambas saídas L e R) (21), ou das entradas replay 2TK (22), e pode ser somada pela seleção simultânea se necessário. Estas fontes são automaticamente ignoradas por um sinal solo de entrada ou saída. O nível do sinal PFL ou AFL pode ser ajustado pelo +/-10dB usando o controle PFL/AFL TRIM (23).

O controle giratório de nível Monitor pode ser ajustável com o fader master de Saída Central,

pressionando o botão “Use C Fader” (2) adjacente ao controle giratório.

O sinal Monitor/phones estéreo pode ser somado para mono se necessário pressionando o botão

MNO (24).

A saída headphone é uma Jack estéreo de ¼” (25), discretamente montado em uma tomada na

face do painel do fader; o controle de volume dos phones (19) está localizado adjacente a tomada.

O amplificador de headphone tem uma capacidade de alta potencia, e é determinado para distribuir

sua tensão de saída total mesmo em phones de baixa impedância (ex. 8 ohms).

Entrada 2-Track Replay

Para reprodução de gravador estéreo, CD ou fontes Minidisc, um controle de nível giratório (26) ajusta o nível de sinal das entradas Jack estéreo balanceadas de ¼”. Estes podem ser direcionados para a bus MIX com o interruptor MIX (27), ou monitorado nas saídas monitor/phones como descrito abaixo.

monitorado nas saídas monitor/phones como descrito abaixo. Controles Meterbridge opcional Os botões opcionais, FDR

Controles Meterbridge opcional

Os botões opcionais, FDR 1-8, AUX 9-12 e MTX são usados se o VU opcional estiver ajustado.

Três grandes medidores VU com LEDs de pico integral medem os sinais de saída central, esquerdo e direito. Se a meterbridge não estiver ajustada, estes interruptores estão cobertos por uma placa branca (removível).

A meterbridge apresenta um banco de 8 medidores VU tamanho médio que são para medir um dos

três bancos de fontes, usando o FDR 1-8 (28), AUX 9-12 (29) e MTX (30):

O

interruptor FDR 1-8 seleciona os sinais dos faders Aux/Group 1-8 para alimentar os 8 medidores.

O

interruptor AUX 9-12 seleciona os sinais Aux 9-12 para alimentar os primeiros 4 medidores.

O interruptor MTX seleciona os sinais Matrix 1-4 (e 5-8 se o expander matrix opcional estiver ajustado) para alimentar os medidores 4/8.

Os três interruptores são interligados.

Painel CPU de Automatização

A seção computador de automatização ocupa a área do painel fader entre os faders VCA master e os controles Monitor Master/Phones.

os faders VCA master e os controles Monitor Master/Phones. As funções desta seção são: • Automatização

As funções desta seção são:

Automatização Mute Scene 128 Mute Scenes com Program Change MIDI, Insert, Store, Recall, Next, Up/Down, display de 7 segmentos com Scenes Edit Preview podem também armazenar determinações VCA – consulte a seção VCA ASSIGN abaixo.

8 Grupos Mute com Preview Edit

8 Grupos VCA com Mutes Master & Solo VCA

Sistema Solo Controle AFL/PFL, SIP, Solo Clear, Input Priority, Auto-Cancel.

Sistema Safe Salva Scenes, Mute Groups, VCA Master Mutes, MIDI Mutes & Mutes SIP

Sistema Preview Permite preview & edit de Scenes e grupos Mute

Sistema MIDI Controle mute através do Note On/Off. Controle Scene via Program Change. Carrega Sistemas Exclusivos. Suporta “BSS Varicurve MIDI loop”. Suporta protocolo sysex AFL de Saída do DriveRack 480 dbx.

Sistema em Cascata Conecta duas automatizações de console & solo logic via RS232.

Miscelânea Modos de usuário para determinações Recall VCA em scenes, mutes Recall em scenes, Transmit Program Changes on/off. Mute grupos com atalhos scene, Auto aumento em scene recall., automatização MIDI Note Mode, Hard Reset.

Controles de Tarefa VCA ASSIGN O interruptor VCA ASSIGN seleciona o modo VCA Assign. Para

Controles de Tarefa

VCA ASSIGN

O interruptor VCA ASSIGN seleciona o modo VCA Assign. Para determinar canais

para VCAs, primeiro pressione o interruptor VCA Assign Mode, depois os botões SOLO em um ou mais faders master VCA – estes botões SOLO começam a piscar. Então pressione os botões SOLO de quaisquer canais necessários para ser parte destes grupos. Os LEDs Assign VCA nos canais acendem para indicar a tarefa. As tarefas podem ser desativadas por um segundo aperto no botão do canal SOLO – isto então age como uma troca para tarefa e não-tarefa. Quando terminado, pressione o interruptor VCA Assign mode outra vez para parar de piscar e trave as tarefas. (Isto acontecerá automaticamente se nenhum botão solo for pressionado por um período de 20 segundos).

Para desativar qualquer tarefa individual, repita o procedimento para tarefas para o VCA em questão: pressionando o interruptor SOLO do canal em um canal o qual já está determinado para o VCA selecionado, este será desativado.

Para limpar todas as tarefas de um canal em particular, entre no modo VCA ASSIM, mas não selecione qualquer solo master VCA. Pressionando Solos de entrada nestas condições limpará todas as tarefas destas entradas.

Nota: Tarefas VCA são armazenadas em scenes, mas recall volta ao original, para evitar que mudanças acidentais as tarefas programadas. Para ativar scene recall destas, veja a seção “User Modes” mais adiante neste manual.

EDIT SAFES

O modo EDIT SAFES permite que os botões MUTE nas entradas e saídas sejam

usados para ajustar estes canais no modo SAFE. Isto significa que seus mutes não serão afetados por qualquer grupo mute, scene mute ou mute solo in place, mas pode ainda ser manualmente direcionado. O LED SAFE/PREVIEW adjacente aos interruptores MUTE acenderão rapidamente para mostrar que o mute está no modo SAFE. Colocando um canal no Mute Safe também desmutará o canal, se ele estiver mutado como o resultado de qualquer coisa, exceto uma pressão manual.

MUTE PREVIEW

O modo MUTE PREVIEW permite a checagem de conteúdos mute de um scene ou

grupo mute, da seguinte maneira. Quando o modo Preview estiver ativo, relembrar um scene ou grupo mute mostrará o status daquele scene ou grupo mute piscando o LED SAFE/PREVIEW, ao invés de mutar o canal ou saída. Além disso, pressionando os interruptores MUTE pode ser usado para editar um scene relembrado ou grupo mute, e ele pode então ser re-armazenado ou re-gravado no scene atual, ou outro scene. Pressionando o interruptor Mute Preview trocará entre in e out o modo

preview.

Note que o status mute safe dos canais não podem ser vistos enquanto o modo Mute preview estiver ativo porque o mesmo LED é usado.

Nenhum controle MIDI para ou do console é possível quando o Modo Preview estiver ativo.

Grupos Mute

Interruptores Master de Grupos Mute

Até 8 Grupos Mute podem ser criados e controlados dos 8 interruptores Mute Master.

Em um modo especial (acessível usando Modos do Usuário – ver mais tarde) a função dos Masters Mute pode ser mudada para que eles se tornem teclas “Instant Recall” ou “Shortcut” para qualquer um dos 128 mute scenes. Neste modo, Grupos Mute não estão disponíveis.

Os interruptores Master de Grupos Mute são usados para selecionar ou mudar os “Modos do Usuário” ainda que o console este ligado - ver mais tarde em Modos do Usuário.

console este ligado - ver mais tarde em Modos do Usuário. Masters de Grupo Mute em

Masters de Grupo Mute em Modo de Grupos Mute (modo inicial)

Para armazenar um Grupo Mute, primeiro ligue o Canal ou os Mutes de Saída necessários, depois segure o interruptor STORE imediatamente acima dos interruptores Mute Master e pressione o interruptor Mute master desejado.

Grupos Mute podem ser configurados, editados e testdos no modo Preview, o procedimento é o mesmo, a única diferença é que pressionando os interruptores Mute não mutará os canais, e o status do Mute será mostrado nos LEDs preview que estiver piscando, melhor do que nos próprios interruptores.

A seguinte nota se aplica aos Grupos Mute:

Canais ou saídas não mutarão se elas estiverem salvas. Elas não desmutarão se elas também estiverem mutadas como o resultado de outro Grupo Mute ativo ou Grupo VCA (somente entradas), ou se elas já foram mutadas manualmente.

Um grupo Mute ativo será automaticamente desativado se para qualquer ponto seus membros tiverem sido salvos, se todos estes membros estiverem mutados, ou se ele é feito para não ter membros.

Grupo Mute Masters como ‘Shortcuts” (atalhos) (Modo do Usuário 1 – Grupo de Mute Masters como atalhos scene ativo)

Normalmente, o modo do usuário 1 não está ativo e o Masters Mute funciona como Grupos Mute.

Se o Modo do Usuário 1 (Masters de Grupo Mute como atalhos scene) estiver ativo, pressionando um Master de Grupo Mute relembrará o scene determinado para aquele Grupo Mute. Se no modo preview, pressionar um Master de Grupo Mute previamente- relembrará o scene determinado para aquele grupo Mute.

Para determinar um scene para uma tecla shortcut, primeiro selecione e relembre o número do scene desejado usando os interruptores Up/Down e Recall, então aperte o interruptor Store sobre os Masters Mute, e pressione o interruptor Mute Master necessário. O console é fornecido originalmente tendo os Scenes 1-8 determinados para Mute masters 1- 8.

Seção Scene Control

Automatização Scene Display de 7 segmentos

O display de 3 dígitos com pontos decimais normalmente mostram o número scene. O

display também mostra o número da versão software power up, scenes armazenados

e mensagem de erro.

Os três pontos decimais piscam se o ajuste do mute atual ou o ajuste da tarefa VCA

(Se o modo do usuário 3 estiver ativo) não se equiparar com o último scene relembrado. No modo preview, os três pontos decimais piscam se o status preview-

mute atual não se equiparar com o último scene previamente-relembrado.

se equiparar com o último scene previamente-relembrado. Interruptores YES/NO ( ⇑ / ⇓ ) Usado para

Interruptores YES/NO (/ ) Usado para relembrar um número scene mostrado. Se apertado as teclas, rolarão mais rápido (auto-scroll). Pressionando / enquanto Recall estiver sendo apertado rolará o scene e relembrará o mesmo, mas não se o display estiver auto-rolando. A facilidade YES/NO é usada para confirmar ou cancelar ou inserir ações.

Os LEDs interruptores acendem alternadamente com os interruptores Store & Insert durante uma operação de Armazenagem ou Inserção <yes><no>.

Interruptor Recall Usado para relembrar um número de scene mostrado. Se apertado, as teclas / podem ser usadas para rolar através & relembrar scenes.

O interruptor LED acende quando o scene mostrado atual não é o último scene relembrado (e no modo Preview se o scene mostrado atual não é o último scene previamente-relembrado).

Interruptor Next Usado para relembrar o scene adicional 1 mostrado atualmente. Ele não funciona com as teclas / como o interruptor Recall, mas ao invés disso, permite relembrar uma seqüência automática de scenes quando repetidamente pressionado.

Interruptor Store Usado para armazenar os ajustes mute atuais e tarefas VCA sobre o número do scene mostrado. Quando pressionado o display mostrará <scene number><yes><no>. Os LEDs store/ / piscarão alternadamente. Pressione (Yes) para armazenar o scene. Pressione (No) para cancelar a operação store.

Interruptor Insert

Usado para armazenar os ajustes mute atuais para o número scene mostrado e embaralhar todos os números scenes maiores até um. Note que isto significa que qualquer dado scene armazenado nos scene 128 será perdido. Quando pressionado

o display mostrará <scenenumber><yes><no>. Os LEDs / piscarão

alternadamente. Pressione (Yes) para inserir o scene e apagar qualquer dado no scene 128. Pressione (No) para cancelar a operação insert.

Modos do Usuário

Existem 6 Modos do Usuário especiais que permitem que o funcionamento do console seja feito sobre encomenda de acordo com as necessidades do usuário. Estes são determinados para serem coisas que não precisam ser mudadas com muita freqüência. Uma vez ajustado, os Modos do Usuário são memorizados e somente tem que ser ajustados uma vez.

O status atual dos Modos do Usuário para o console é mostrado por aproximadamente 2 segundos

por iluminação dos LEDs Mute Group Master durante o funcionamento. Se um LED estiver aceso durante o funcionamento, o modo está ativo. Para ligar ou desligar o modo do usuário, segure os interruptores relacionados durante o funcionamento, até mudar o estado interno do LED. Os modos são como seguem:

Modo

Função

Original de Fábrica

1

Mute Group Masters como “atalhos” scene

Não permitido

2

Modo MIDI Note:

 

permitido = sequencer, não permitido = sampler

Não permitido

3

Scene Recall VCA Assign On

Não permitido

4

Scene Recall Mute update off

Não permitido

5

Scene Recall MIDI TX Program Change Off

Não permitido

6

Scene RECALL auto-increment On

Não permitido

Notas de Aplicação:

Mute Group Masters como Atalhos Scene On/OFF

Normalmente os Masters Mute funcionam como Grupos Mute, e muito do tempo em produção tipo Rock and Roll os Grupos Mute serão usados exclusivamente, com pouco uso de automatização Scene.

De qualquer maneira, se o uso mais intensivo de automatização scene-baseada é necessária, pode ser conveniente ter teclas atalhos para pular scenes chaves, ao invés de grupos mute.

Modo Midi Note – Sequencer / Sampler

A aplicação mais provável do controle midi dos interruptores mute serão conectadas dos efeitos de

som através de um sampler, então este modo é permitido. Se for necessário automatizar dinamicamente os mutes, isto pode ser feito gravando os mutes pressionados em um sequencer midi – neste caso o modo Sequencer deve ser selecionado.

Ligar/Desligar Snapshot VCA Recall

Este é desativado originalmente por ser um modo potencialmente perigoso, particularmente para aplicações tipo Rock and Roll normal, onde a automatização scene não está sendo usada. O pressionamento acidental dos interruptores Recall ou Next, pode resultar em tarefas VCA atuais sendo canceladas durante uma performance, por isso esta função é desativada. Para aplicações teatrais ela pode ser útil para ter mudança VCAs em suas tarefas com mudanças scene – se isto for necessário, VCA Recall pode ser ativado.

Ligar/Desligar Atualização Snapshot Recall Mute

Normalmente, relembrar scenes automaticamente relembra os ajustes mute armazenados, tão bem quanto enviar uma mensagem de mudança de programa midi. De qualquer maneira, existem vezes quando você quer enviar mudanças de programa midi, mas NÂO tem os mutes continuamente sendo resetados. Desligar o mute recall permite a seção control scene seja usada como um controle remoto para MIDI FX, sem afetar os mutes do console.

Os grupos mute permanecem totalmente operacionais quando scene mute recall foi desativado.

Scene Recall MIDI TX Program Change On/Off

Em algumas circunstâncias pode ser necessário inibir o envio das mudanças program MIDI quando estiver relembrando scenes – por exemplo, se program changes não estiverem sendo usados para relembrar patches nas unidades FX, mas mutes de canal que estiverem sendo usados para conectar samples FX de som, o program change pode desfazer a operação do sampler.

MIDI In, Conector do Painel Traseiro Thru & Out

pode desfazer a operação do sampler. MIDI In, Conector do Painel Traseiro Thru & Out MH3

Ajustando com o Power Desligado

Os seguintes ajustes são salvos no EPROM com o power desligado e serão restaurados quando o console for ligado de volta:

Mutes Ativos Status do Mute Manual Grupos Mute Ativos (se o Modo do Usuário 1 estiver inativo) Grupos VCA Ativos Sociedade Assign VCA Safes Ativo Atalhos de Grupos Mute (se o Modo do Usuário 1 estiver ativo) “Pareamento” de saída AFL Últimos Scenes relembrados Ajustes do Usuário

Zerando a CPU

CPU Reset

A fim de mudar os Modos do Usuário sem desligar o console, ou no improvável caso de uma

interrupção da CPU, ela pode ser reiniciada ainda que seu interruptor power esteja ligado. As memórias scene, mute group e VCA assign não serão afetadas por este procedimento.

Pressione & segure EDIT SAFES + YES + NO

A CPU será zerada, e seguirá a mesma seqüência boot-up como quando o console é ligado.

No caso de um sério mau funcionamento da CPU, é possível forçar o reboot da CPU pressionando um interruptor interno na pcb CPU. Este está acessível no caso de uma emergência removendo os parafusos que prendem a face CPU ao console, tire cuidadosamente o circuito CPU fora do console até que uma grande pcb CPU, que está montada no fundo do circuito, possa ser alcançada. O interruptor reset está visível no topo lateral do quadro, em direção ao centro do limite frontal da pcb.

Hard Reset

Nota: Antes de realizar um Hard Reset, certifique-se de que foi feito um back up das memórias scene usando um MIDI dump, porque todos os dados salvos serão apagados.

Pressione Store + Recall com o power ligado para realizar um Hard Reset.

Um hard reset limpa todos os dados salvos, restaurando para o “padrão de fábrica”. Todos os scenes serão ‘esvaziados’ (isto é, sem mutes/tarefas VCA), todos os grupos mute serão ‘esvaziados’, todos

os modos do usuário, mutes, safes, etc. serão zerados.

Descarregando e Re-carregando a Memória Interna.

O console usa o protocolo Sys-Ex MIDI padrão para permitir salvar e re-carregar memórias scene

para qualquer equipamento MIDI que pode receber, salvar e transmitir dados Sys-Ex.

Transmitindo um Dump SysEx

Um Dump Out pode ser gerado pressionando todos ao mesmo tempo YES + NO + Recall no painel master, ou pedindo um dump com uma mensagem Dump Out Request Sys-Ex.

Durante um Dump Out, o display piscará ‘_do’. Um pacote de 128 scenes seguidos por um pacote de tarefas Mute Group serão transmitidos.

Notas :

Um Dump Out pode somente ser iniciado quando estiver no modo normal (isto é, sem rolagem/no Store/modos insert), e não será iniciado se estiver ocorrendo um dump in.

Durante um Dump Out toda automatização scene/mode está desativada. Siga completando o dump, o console retornará para operação normal, mostrando o scene atual como usual.

Durante um dump out, nenhuma mensagem mute MIDI será transmitida, e qualquer mensagem MIDI que estiver entrando será ignorada.

Recebendo um SysEx Dump

Para simplificar a operação, o console automaticamente aceitará um dump in, quando ele receber dados válidos na forma de um de seu próprio midi dump. Ele não responderá a qualquer outro tipo de SysEx dump.

Ao receber um pacote válido sysex, o Dump MIDI será realizado. O display piscará ‘_di” durante o dump.

Cada pacote é recebido, decodificado & checado, e se não houver outros erros os dados serão copiados no EEPROM. Se houver problemas uma mensagem de erro será mostrada.

O console reverterá para a operação normal se nenhuma mensagem sysex adicional for recebida 1

segundo após receber a mensagem sysex anterior.

Durante um dump in, nenhuma mensagme MIDI mute será transmitida.

Notas:

Qualquer pacote pode ser recebido em qualquer ordem.

Ao receber um pacote Dump Sysex Válido, o console entrará no modo Dump in.

O Modo Dump in não entrará para um SysEx Request Dump.

Um Dump in será ignorado se estiver nos modos Preview/SIP, ou se houver um dump out atual.

Opção de Conexão do Console

O console pode ser equipado com um módulo de conexão opcional, com interfaces de áudio e lógica,

fornecidas para conectar um segundo console ‘escravo’ quando mais canais de entrada forem necessários. (Note que somente dois consoles podem ser conectados, e cada um deve ser equipado com um módulo de conexão).

Instalando o Módulo de Conexão Opcional Remova os 10 parafusos do painel branco, o qual está a direita do painel conector MIDI, e remova o painel.

Dentro do console, você encontrará 2 flat cables (um de 26-vias à esquerda e um de 50-vias para o centro) e um terra. Prenda os cabos e o fio terra instalado no módulo de conexão. Usando os parafusos que prendem o painel branco no lugar, prenda o módulo de conexão no console.

Na pcb de conector traseira do MIDI existem 8 interruptores DIP, estes terão que ser movidos para a posição OFF. Você talvez tenha que remover temporariamente o quadro MIDI para ter acesso aos interruptores DIP. Recoloque a placa MIDI.

Um módulo de conexão deve estar instalado em cada um dos consoles para que você possa conectar.

Conectando Áudio

A conexão de áudio é concluída simplesmente conectando as saídas principais (group, aux, mix, solo,

etc) do console escravo para as entradas bus correspondentes do console master, usando um Jack

XLR fêmea de ¼”. Um flat cable de 25-vias é necessário.

Conexão Lógica – VCAs, Mute Groups e Solos Um cabo de conexão de propriedade 15-vias é usado para conectar os VCAs e outras facilidades.

Este é compatível com os consoles Soundcraft MH4.

A conexão dos VCAs é feita usando uma interface paralela com entradas bus VCA no conector TO MASTER, e saídas no conector TO SLAVE.

A designação Master/slave dependerá de qual caminho o cabo for conectado.

Isto é, conectado TO MASTER do console Slave para TO SLAVE do console Master.

TO MASTER do console Slave para TO SLAVE do console Master. Os Mute Groups, solos e

Os Mute Groups, solos e automatização dos dois consoles são conectados por meio de uma conexão em série RS232 dentro da conexão de propriedade 15-wy (referida abaixo como o “Cabo Cascata”), juntando as CPUs internas de ambos os consoles.

Os consoles devem ser conectados para carregar.

O console verifica a presença de um cabo cascata no port cascade para carregar. Daí ele determina

se é um console “Master Sozinho”, “Master ligado em cascata” ou “Slave ligado em cascata”.

Uma conexão é automaticamente estabelecida quando dois consoles conectados com um cabo cascata são carregados. Quando a conexão é estabelecida, o console escravo herda os ajustes do console master. O display do escravo piscará ‘SLA’ até que a sincronização com o master seja (automaticamente) alcançada.

Uma vez conectado, toda operação de automatização do console escravo é desativada*, exceto para SIP, Auto Cancel, IP Priority & Solo Clear, as quais funcionam inclusive com os respectivos controles do console master.

Isto significa que o controle solo é global e pode ser ativado de qualquer console master ou escravo.

O comportamento da Automatização é idêntico sobre consoles em cascata como para um console

sozinho.

*A única exceção para isto é para iniciar um MIDI Dump Out – Se UP, ON e Recall estiverem pressionados simultaneamente no console escravo, um MIDI Dump Out (local) será iniciado.

Uma conexão não será estabelecida a menos que o console master esteja no modo normal (isto é, não no modo Edit Safes/Preview/VCA Assign/SIP Active/Dump in/Dump Out). Todos os solos ativos serão limpos em ambos os consoles ao estabelecer uma conexão.

Conexão estabelecida: Sincronizando os ajustes do Console

O escravo agora atualiza o display de sete segmentos para o mesmo, como o console master.

Quaisquer mutes relacionados são ativados para membros de qualquer VCA Master Mutes ativos (piscando), além disso, quaisquer mutes relacionados são ativados para membros de qualquer Mute Group ativo.

Os consoles master e escravo estão agora totalmente sincronizados, e estão no estado Normal, prontos para operação.

Os consoles conectados agora permanecem em uma configuração conectada com um aperto de mão “hello” de resposta de chamada a cada 10s. Se o aperto de mão terminar, todos os solos estarão limpos em ambos os consoles, e o console escravo retornará para o modo normal (i.e. Edit Safes/Preview/VCA Assign sairão). O console slave reverterá para mostrar ‘SLA’, esperando a conexão ser re-estabelecida. Durante este tempo, somente a automatização mute e solo estarão disponíveis no console escravo.

Se uma conexão é re-estabelecida, o console escravo mais uma vez herda os ajustes do console master como acima, e a operação cascata do console continua outra vez. Se uma conexão não for re- estabelecida dentro de 30s, ambos consoles, reverterão para serem um console Master independente com automatização total independentemente por console. Isto é para permitir acesso para todas as funções de automatização em cada console no caso de emergência onde a conexão foi permanentemente rompida. Uma conexão pode agora ser re-estabelecida sem recarregar ambos consoles e re-estabelecer uma conexão.

Operação em Cascata Uma vez que uma conexão é estabelecida, toda automatização Scene, Mode, Mute Group, e Vca Master Mute é realizada do console master. Os seguintes interruptores/LEDs no console escravo serão inutilizados todas as vezes; isto é, apertar os interruptores não terá nenhum efeito, os LEDs sempre acenderão metade (exceto para uma iniciação de um MIDI Dump Out).

Edit Safes, VCA Assign, Preview

Insert, Store, Next, *UP, *DN, *Recall

MG Store, MG Masters 1-8

VCA Masters Mute, VCA Master Solos, VCA Master Levels

(*Excessão: Pressionando UP, DN e Recall simultaneamente no console escravo inicia-se um MIDI Dump Out local).

O display de 7 segmentos no console escravo sempre segue os console master, exceto durante MIDI

Dumps, onde o console carregado mostra ‘_di’ ou’_do’, e o display console remoto ‘_’.

Os controles de automatização solo, que são:

SIP, Auto Cancel, IP Priority, Solo Clear

estão ainda ativos em ambos os consoles master e escravo. Estas características funcionarão globalmente sobre ambos consoles, permitindo que o controle solo seja ativado de qualquer console. Os controles de automatização solo, portanto são sempre mantidos consistentes com cada um sobre ambos consoles, isto é, ativando o interruptor SIP no console master também fará que o console escravo entre no modo SIP relacionado e acenda seu LED SIP etc.

Modos do Usuário sobre consoles em cascata

Modos do Usuário podem ser configurados independentemente por console. De qualquer maneira, os Modos do Usuário 1 (Mute Groups Recall Scenes), 5 (Program Change Tx OFF) e 6 (Recall Auto Increment) não terão efeito no console escravo.

Modos Solo sobre consoles em cascata

O modo solo (Normal, Input Priority, Input Priority + Auto Cancel, Auto Cancel) funciona globalmente sobre ambos consoles. Por exemplo, quando Auto Cancel + Input Priority estiver ON, ativar um solo de entrada no escravo cancelará qualquer outro solo de entrada no escravo além de cancelar qualquer solo de entrada no master.

Operação Mute Group sobre consoles em cascata

Toda automatização Mute Group é realizada do console master. Mensagens relacionadas são automaticamente enviadas para o console escravo, fazendo com que o console escravo atualize seus ajustes para manter a sincronia com o console master.

Os interruptes Mute Group Master no console escravo são desabilitados.

VCA Master Mute/Solo sobre consoles em cascata

Toda automatização VCA Master é realizada do console master. Mensagens relacionadas são automaticamente enviadas para o console escravo, fazendo com que o console escravo atualize seus ajustes para manter a sincronia com o console master.

Os interruptes VCA Master no console escravo são desabilitados.

Automatização Scene sobre consoles em cascata

Toda automatização Scene (Scene UP, DN, Recall, Next, Store, Insert) é realizada do console master. Mensagens relacionadas são automaticamente enviadas para o console escravo, fazendo com que o console escravo atualize seus ajustes para manter a sincronia com o console master.

Trocando Mode sobre consoles em cascata

Toda troca de modo (Edit Safes, Preview, VCA Assign) é realizada do console master. Mensagens relacionadas são automaticamente enviadas para o console escravo, fazendo com que o console escravo atualize seus ajustes para manter a sincronia com o console master.

MIDI Dumping sobre consoles em cascata

MIDI Dump

MIDI Dump (In/Out) funcionará localmente para cada console, isto é, a memória de cada console permanece separada, e em ambas deve ser feito um back up separadamente.

Quando um console (master ou escravo) entrar em um MIDI dump (in/Out), uma mensagem é automaticamente enviada para o outro console, fazendo-o entrar no estado MIDI Suspend. Neste estado, toda automatização scene/mode é desativada e o display mostra ‘_’. Quando o console terminar o dump, uma mensagem é automaticamente enviada para o outro console, fazendo-o sair do estado MIDI Suspend, retornando a operação normal do console.

Implementação MIDI sobre consoles em cascata

MIDI Mutes

A implementação MIDI Mute funciona localmente para cada console.

Qualquer MIDI mute recebido no port MIDI In do console localmente ativará/desativará como de hábito.

Todos os MIDI mutes associados com a ativação/desativação mute manual será transmitida via o port MIDI Out local como de hábito.

Mudanças no Programa Scene

A implementação Mudança de Programa MIDI funciona somente no console master.

Qualquer mudança de Programa MIDI recebida no port in MIDI do console master relembrará scenes como de hábito.

Qualquer mudança de programa MIDI associada com scene recall (a menos que o Modo do Usuário 5 esteja ativo) será transmitida pelo port MIDI Out do console master.

Qualquer mudança de programa MIDI recebida no port MIDI In do console escravo será ignorada.

Nenhuma mudança no programa MIDI com scene recall jamais será transmitida pelo console escravo.

Dbx DriveRack 480 AFL Protocol Solos

A implementação do DriveRack Dbx 480 AFL funciona localmente para cada console.

Qualquer mensagem solo MIDI recebida no port MIDI In do console localmente ativará/desativará solos AFL como de hábito.

Todas as mensagens solo MIDI associadas com ativação/desativação manual solo será transmitida via o port MIDI Out local como de hábito.

Modo BSS Varicurve MIDI Loop

A implementação BSS MIDI Loop AFL funciona localmente para cada console.

Especificações Típicas do MH3

Resposta de Freqüência Entrada XLR para qualquer saída

+0/-1dB, 20Hz-20kHz

T.H.D. & Ruído Todas as medidas para +10dBu

XLR in para Direct Out

XLR in para Mix Out

Entrada Mic E.I.N.

<0.015% @ 1kHz

<0.02% @ 10kHz <0.015% @1kHz <0.02% @10kHz

<-128dBu (fonte 150 Ohm )

largura da banda, 22Hz-22kHz Ruído Residual Saída Mix; sem entradas direcionadas, Mix fader @0dB

Ruído Bus

-95dBu

Saída Mix, faders de entrada @ -, Mix fader 0dB 48 canais direcionados <-85dBu Saída Grp, faders de entrada @ -, Grp fader 0dB

48 canaisdirecionados<-85dBu

Saída Aux , sends de entrada @ -, Aux fader 0dB

48 canaisdirecionados<-86dBu

Vazamento 1kHz, sinais de entrada +20dBu Mutando o Canal de Entrada

>95dB

Corte do fader de entrada

>88dB

Isolamento pan pot de entrada

>72dB

Isolamento de direção Mix

>100dB

Isolamento de direcionamento Group

>99dB

Vazamento Group-group

<-92dB

Vazamento Group-Mix

<-100dB

Vazamento Mix-Group

<-100dB

Aux send off

<-80dB

CMRR Entrada mono

85dB @ 1kHz

Níveis de Entrada & Saída Entrada Mic

+26dBu max

Entradas balanceadas

+21dBu max

Saídas Balanceadas

+21dBu max

Nível de Operação Normal

0dBu

Impedâncias de Entrada & Saída Entrada Mic

2

Todas as outras entradas

>10

Saída Headphone

0.33

Impedância headphone recomendada

4.600

Todas as outras saídas

<75

Oscilador

Filtro HP (Entrada Mono)

55Hz to 11kHz/Pink Noise, Nível variável

30-400Hz, 12dB por oitava

EQ (Entrada Mono) HF:

Hi-Mid:

Lo-Mid:

LF:

1kHz-20kHz, +/-15dB, shelving 750Hz-13kHz, +/-15dB, Q=0.5-3.0 75Hz-1.3kHz, +/-15dB, Q=0.5-3.0 30Hz-500Hz, +/-15dB, shelving

+/-15dB, shelving 750Hz-13kHz, +/-15dB, Q=0.5-3.0 75Hz-1.3kHz, +/-15dB, Q=0.5-3.0 30Hz-500Hz, +/-15dB, shelving
+/-15dB, shelving 750Hz-13kHz, +/-15dB, Q=0.5-3.0 75Hz-1.3kHz, +/-15dB, Q=0.5-3.0 30Hz-500Hz, +/-15dB, shelving
+/-15dB, shelving 750Hz-13kHz, +/-15dB, Q=0.5-3.0 75Hz-1.3kHz, +/-15dB, Q=0.5-3.0 30Hz-500Hz, +/-15dB, shelving

Medindo LED gráfico de 12 segmentos para todas as entradas e Saídas (24 segmentos para Saídas L/R/C) Medidor VU opcional, 8 medidores VU monitoram Faders 1-8 OP/Aux 9-12/Matrix 1-4 via bank selection e L/R/C.

Consumo de Força Força principal: 56 canais: 600VA máx, 24 canais 300VA max. Console de 48 canais: cada 17V leva 8.5A, 8V leva 0,2A (normal)

Peso

24

canais

68kg (150lb)

32

canais

80kg (176lb)

40

canais

92kg (202lb)

48

canais

103kg (227lb)

56

canais

115kg (253lb)

Condições de Operação Margem de Temperatura Umidade Relativa

-10°para +30° 0% para 80%