Sei sulla pagina 1di 5

INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS 1

INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS 1

Objetivo: Fornecer ao aluno um conhecimento das imagens radiológicas


abordando qualidade, Anatomia e algumas patologias. Utilizando os
recursos audiovisuais, para estimular principalmente o visual dos alunos

Interpretar uma imagem não é para qualquer um, para se ter este tipo de
conhecimento o profissional da área de imagem necessita passar por um amplo
processo de conhecimento, como anatomia, fatores de qualidades radiológicas,
posicionamentos, patologia e vivência prática.
O técnico em radiologia deve sempre estar atento e preocupado em buscar
uma melhor qualidade das imagens, para que através dela o médico possa dar um
exato diagnóstico de um paciente ou também descartar alguma patologia
.Existem vários fatores que influenciam na qualidade como os acessórios
utilizados, materiais, aparelhos, químicos, um bom posicionamento, as técnicas
radiológicas como (Kvp, MA e Mas) e etc.
Levando a sério todos esses itens acima e com um boa dedicação podemos
ter uma grande noção no que diz respeito a qualidade das imagens.

Chassis

Para fazermos uma radiografia um dos acessórios usados é chamado de


chassis e dentro desse chassis temos uma fina película radiográfica, que quando
sensibilizada pelos raios x é chamada de radiografia.

Principais chassis utilizados:

a) 13 x 18 Outros:
b) 18 x 24
c) 24 x 30 3 x 4 - odontológico
d) 30 x 40
e) 35 x 35 37 x 94 – minhocão
f) 35 x 43
INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS 1
Radiografia: é o registro duradouro de uma imagem de raios x, é feita em um
filme especial através de uma revelação fotográfica. A radiografia abrange todos
os elementos das fotografias como:
a) energia radiante
b) matéria a ser gravada
c) filme fotossensível
d) processo químico

Todos esses elementos são os que formam uma imagem latente, visível e
duradoura.

Formas utilizadas dos Chassis:

Os chassis podem ser usados das seguintes maneiras:

a) Panorâmico : Somente uma incidência posicionada num chassis. (uma


etapa)

b) Dividido: Mais que uma incidência posicionada num mesmo chassi. (duas
etapas)

As incidências podem ser realizadas das seguintes maneiras:

a) longitudinal
b) transversal
c) diagonal

Identificação

A Identificação
INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS 1

Centralização

Boa Imagem

Resultado de uma técnica radiográfica adequada e de alguns fatores


responsáveis pela qualidade de imagem.

Técnicas Radiológicas

Inclui todos os fatores ou variáveis relacionados à precisão com que as


estruturas e tecidos as serem radiografados são reproduzidos em filmes
radiográficos ou outros receptores de imagem.

Fatores de Exposição (Técnica)

O Técnico radiologista ajusta três variáveis ou fatores de exposição no


painel de controle do aparelho de raios x sempre que uma radiografia é feita.
Esses fatores podem ser chamados de exposição ou de técnica e são
denominados de:

 Pico de Kilovoltagem (Kvp).


 Miliamperagem (M.A).
 Tempo de exposição (S).

Cada um desses fatores de exposição possui um efeito específico de


Controle sobre a qualidade da imagem radiográfica.
INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS 1
Obs: Além de ser capaz de posicionar corretamente o
paciente, o técnico/radiologista precisa conhecer certos
fatores que influenciam a qualidade de imagem.

Fatores de Qualidade da Imagem

Certos fatores que avaliam a qualidade de uma imagem radiográfica são


chamados de fatores de qualidade da imagem. Os quatro fatores primários de
qualidade da imagem são os seguintes:

1) Densidade.
2) Contraste.
3) Detalhes.
4) Distorção.

1) Densidade

Pode ser descrita como o grau de enegrecimento da imagem processada.


Quanto maior a densidade, menos luz atravessará a imagem.

2) Contraste

É definido como a diferença de densidade nas áreas adjacentes da imagem


radiográfica. Quanto maior essa diferença maior será o contraste.

3) Detalhes

Pode ser definido como a nitidez das estruturas na Imagem.


A falta de detalhes visíveis é conhecida como borramento ou ausência de
nitidez.
INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS 1
4) Distorção

Pode ser definida como a representação equivocada do tamanho do objeto


ou da sua forma quando projetado no meio de registro radiográfico.