Sei sulla pagina 1di 5

pcdicas

Microinformática

Hardware - Memória
ROM e RAM
Para que o processador possa executar suas tarefas, ele busca na memória todas as
informações necessárias ao processamento. Nos computadores as memórias são as
responsáveis pelo armazenamento de dados e instruções em forma de sinais digitais.

Existem 2 tipos de memória, ROM e RAM:

Memória ROM
ROM ( Read-Only Memory ) como o nome diz é memória somente de leitura.
Portanto, só permite leitura, ou seja, suas informações são gravadas pelo fabricante
uma única vez e não podem ser alteradas ou apagadas depois, podendo apenas ser
acessadas. Ou seja, seu conteúdo é gravado de modo permanente.

Existem alguns tipos básicos de memória ROM:

- PROM ("Programmable Read-Only Memory"): Tem sua gravação feita por


aparelhos especiais que trabalham através de uma reação física com elementos
elétricos.Os dados gravados na memória PROM não podem ser apagados ou
alterados.

- EPROM ("Electrically Programmable Read-Only Memory"): Os dados gravados


na memória EPROM pode ser apagados pelo uso de radiação ultra violeta
permitindo sua reutilização. É o tipo de memória ROM geralmente usado para
armazenar a BIOS do computador.

- EEPROMs ("Electrically Erasable Programmable Read-Only Memory"): Tipo


similar à EPROM. Seu conteúdo pode ser apagado aplicando-se uma voltagem
específica aos pinos de programação. Portanto, pode ter seu conteúdo modificado
eletricamente, mesmo quando já estiver funcionando num circuito eletrônico.
- FlashROM: Memória flash semelhante às EEPROMs. São mais rápidas e de
menor custo. É um tipo de chip de memória para BIOS de computador que permite
que esta seja atualizada através de softwares apropriados. Essa atualização pode ser
feita por disquete ou até mesmo pelo sistema operacional. Tudo depende dos
recursos que o fabricante da placa-mãe em questão disponibiliza.

- CD-ROM são discos ópticos que retêm os dados não permitindo sua alteração.

Memória RAM
Na placa-mãe também ficam encaixados os módulos da memória principal, também
chamados de "pentes" de memória RAM ("Random Access Memory"), a memória
de acesso aleatório. Esses módulos de memória são os responsáveis pelo
armazenamento dos dados e das instruções que o processador precisa para executar
suas tarefas.

É para a memória RAM que são transferidos os programas (ou parte deles) e os
dados que estão sendo trabalhados nesse momento. É principalmente nela que é
executada a maioria das operações, portanto é nesta memória que ocorrem as
operações da CPU.

Este tipo de memória permite tanto a leitura como a gravação e a regravação de


dados. No entanto, assim que os módulos deixam de ser alimentados eletricamente,
ou seja, quando o computador é desligado, a memória RAM é apagada, ou seja,
perde todos os seus dados. Assim, a memória RAM é uma memória temporária
(volátil).

Daí vem a necessidade de guardar ("salvar") o resultado do processamento no disco


rígido antes de desligá-lo.

A razão da existência e importância da memória RAM está na sua velocidade de


leitura dos dados, que é muito grande. Todas informações que estão contidas nela
podem ser acessadas de maneira mais rápida do que as informações que estão no
disco rígido, no disquete ou no CD-ROM, que são consideradas tipos de memórias
secundárias. Essas, apesar de terem acesso mais lento são permanentes, ou seja, as
informações nelas gravadas ficam armazenadas mesmo quando o micro está
desligado.

Velocidade
Os módulos, também chamados "pentes" de memória RAM variam em capacidade
de armazenamento e em velocidade. Em princípio, quanto mais memória RAM o
computador tiver, tanto mais rápido será o seu funcionamento e mais facilmente ele
suportará a execução de funções simultâneas. Os tamanhos de memória RAM foram
aumentando gradativamente: 16, 32, 64, 128, 256, 512 MB, e assim por diante.

Quando se escolhe um computador esta especificação é quase tão importante quanto


a capacidade do processador, pois a simples adição de mais memória pode deixar
um computador mais rápido, sem que haja a necessidade de trocá-lo por um modelo
mais moderno.

Evidentemente aumentar a memória RAM não garante um processador mais rápido,


mas o torna mais eficiente, já que perde menos tempo para recuperar os dados
armazenados na memória virtual. Essa memória é um recurso pelo qual o sistema
operacional utiliza o disco rígido como uma extensão da RAM quando essa
memória está totalmente ocupada. Como a memória física é mais veloz que o disco
rígido, o desempenho do computador melhora.

Tipos de RAM
Cada tipo tem uma forma de encapsulamento e um modo de funcionamento.

- DRAM ("Dynamic Random Access Memory"): É o tipo dinâmico. Os módulos


possuem alta capacidade, podendo comportar grandes quantidades de dados. No
entanto, o acesso a essas informações costuma ser mais lento que nas memórias
estáticas. Em compensação tem preços bem menores que as memórias do tipo
estático, pois utiliza uma tecnologia mais simples.

- SRAM ("Static Random Access Memory"): É o tipo estático. São muito mais
rápidas que as memórias DRAM, porém armazenam menor quantidade de dados.

Encapsulamento
O chip de memória é um circuito elétrico integrado em uma minúscula fatia de
silício contendo impurezas. É um pouco mais espesso que uma folha de papel e é
muito delicado, não podendo suportar exposição ao ar. Portanto, o que chamamos
de "chip" de memória, é o encapsulamento, ou seja, o invólucro protetor do circuito,
que é feito de material plástico ou resina epoxi. A memória está lá dentro e se liga
ao mundo exterior por fios metálicos que saem do invólucro e se conectam a
contatos metálicos que se encaixarão nos soquetes ou slots (fendas com contatos
elétricos) da placa-mãe.

Há vários tipos de encapsulamento de memória ( DIP, SIPP, SIMM, DIMM, DDR,


sendo que no primeiro semestre de 2005, o tipo de memória mais usado é o DDR
que atinge altas taxas de transferência de dados.

DDR
Os módulos de memórias DDR ( Double Data Rate ) são facilmente distinguíveis: há
apenas uma divisão no encaixe do pente, enquanto que na memória SDRAM há
dois.

Possuem 184 pinos, 16 há mais que as memórias tradicionais, que tem 168. A
voltagem das DDR é 2.5v, contra 3.3v das SDRAM, o que diminui o consumo de
energia e gera menos calor.

É importante ressaltar que as memórias DDR podem realizar duas operações por
vez. Assim, uma memória DDR de 266 MHz trabalha, na verdade, com 133 MHz.
Mas como podem realizar o dobro de operações é como se trabalhasse a 266 MHz.

Memória Secundária
A memória de massa ou memória secundária é utilizada para gravar grande
quantidade de dados que, assim, não são perdidos com o desligamento do
computador. Exemplos: disco rígido e mídias removíveis como: Unidade de CD-
ROM, DVD-ROM, Unidade de disquete, Pen Drive (Flash Memory).

Como em geral a memória secundária não é acessada diretamente pela ULA, mas
por dispositivos de entrada e saída o acesso a essa memória é muito mais lento do
que o acesso à memória primária. Assim, cada dispositivo encontra-se com um
buffer de escrita e leitura para melhorar o desempenho.

No gabinete, internamente destacam-se:

| Disco rígido | Gabinete | Placa mãe | Processador |

Se desejar acessar informações sobre os dispositivos de entrada e saída (periféricos)


clique aqui.
Este "site", destinado prioritariamente aos alunos de Fátima Conti,
pretende auxiliar quem esteja começando a se interessar por internet,
segue as regras da FDL (Free Documentation Licence),
computadores e programas, estando em permanente construção.
Sugestões e comentários são bem vindos.
Se desejar colaborar, clique aqui.
Agradeço antecipadamente.

Deseja enviar essa página?

Se você usa um programa de correio eletrônico devidamente configurado e tem


um e-mail pop3, clique em "Enviar página" (abaixo) para abrir o programa.
Preencha o endereço do destinatário da mensagem.
E pode acrescentar o que quiser.
(Se não der certo, clique aqui para saber mais).

Enviar página

Se você usa webmail copie o endereço abaixo

http://www.cultura.ufpa.br/dicas/mic/mic-memo.htm

Acesse a página do seu provedor. Abra uma nova mensagem.


Cole o endereço no campo de texto.
Preencha o endereço do destinatário.
E também pode acrescentar o que quiser.

Última alteração: 3 jun 2007