Sei sulla pagina 1di 3

Diligência – virtude em seguir um objetivo de forma dedicada

ESFORÇO E DILIGÊNCIA
Presb. Eduardo A Mello Freitas

Será que perdemos o nosso vigor transformador? Não teríamos nos


acomodado por conta das bênçãos recebidas? pelas necessidádes básicas
atendidas?

Alguns versículos, pinçados de seu contexto, parecem colaborar com a


acomodação da nossa parte:

Mateus 11:12 Desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus é
tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele
.
Filipenses 2:13 porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o
realizar, segundo a sua boa vontade.

Efésios 2:8 Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós;
é dom de Deus;
Contudo, se cuidarmos de buscar a Palavra com temor, verificaremos que a
mensagem de Deus vai mais além.

I – ESFORÇO NO ANTIGO TESTAMENTO.

Em primeiro lugar, vamos resumir alguns elementos que envolvem o


esforço no Antigo Testamento.
1.1. Devemos nos esforçar por obediência a Deus

Josué 23:6 Esforçai-vos, pois, muito para guardardes e cumprirdes tudo quanto
está escrito no Livro da Lei de Moisés, para que dela não vos aparteis, nem
para a direita nem para a esquerda;

1.2. Devemos nos esforçar porque nossa obra será recompensada

2 Crônicas 15:7 Vós, porém, esforçai-vos e não sejam remissas as vossas mãos;
porque a vossa obra será recompensada.

1.3. Devemos nos esforçar porque o Senhor é conosco

Ageu 2:4 Todavia agora esforça-te, Zorobabel, diz Jeová; esforça-te, Josué, sumo
sacerdote, filho de Jeozadaque; e esforçai-vos, todo o povo da terra, diz Jeová,
e trabalhai; porque eu sou convosco, diz Jeová dos exércitos

Tito 2:14 que se deu a si mesmo por nós, a fim de nos remir de toda a iniqüidade e purificar para si um povo
todo seu, zeloso de boas obras.
Diligência – virtude em seguir um objetivo de forma dedicada

II –ESFORÇO NO NOVO TESTAMENTO

Poderíamos observar que, tal como em Lucas 16:16, a ação em Mateus


11:12 está no presente: o reino dos céus é tomado por esforço. Em ambos os
casos o termo traduzido por “esforço” ou “com força” traz consigo a idéia de certa
violência. Este verbo não é usado mais do que neste contexto e a violência se
consumou em Cristo. Contudo, não para por aí. O Senhor pagou o preço, mas
ainda existe uma luta a ser travada diligentemente por nós, pois a nossa carne é
de natureza contrária ao pendor do Espírito.
Tanto o versículo em Lucas como em Mateus, em seu contexto, nos
confrontam com a tendência carnal de julgar segundo os nossos sentimentos e
nossas intenções, nos justificando a nós mesmos. João Batista não bebia e se
afastou; Jesus bebia e se misturou. O que importa é se atende aos meus
propósitos – diz a carne!
O Apóstolo Paulo alertou os coríntios sobre este mal:
2 Coríntios 6:12 Não tendes limites em nós; mas estais limitados em vossos
próprios afetos.
O mensageiro da igreja em Laodicéia deveria levar a mensagem recebida
da parte de Deus ... lei Apocalipse 3:14-22
As promessas no Novo Testamento não são inferiores às do Antigo
Testamento e o Deus é o mesmo! Deus é zeloso e também o devemos ser.
Tal qual no Antigo Testamento, devemos nos esforçar em obediência a
Deus, Ele é galardoador (Hebreus 11:6) e devemos ir sabendo que Ele está
conosco (Mateus 28:20).
Jesus declarou ...
Lucas 13:24 Respondeu-lhes: Esforçai-vos por entrar pela porta estreita,
pois eu vos digo que muitos procurarão entrar e não poderão.
Não vamos pagar o preço da condenação, pois este já foi pago por Jesus
Cristo e já “nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus [, que
não andam segundo a carne, mas segundo o espírito]” (Romanos 8:1) Porém é
preciso andar, buscar. Não fomos resgatados para ficar parados no caminho. No
contexto de Efésios 2:8, vemos que “somos feitura dele, criados em Cristo Jesus
para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos
nelas”.
Quanto a Filipenses 2:13, vamos lermos o seu contexto:
“Desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor; porque Deus é quem
efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade. Fazei
tudo sem murmurações nem contendas, para que vos torneis irrepreensíveis e
sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e
corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo, preservando a palavra
da vida.”

Tito 2:14 que se deu a si mesmo por nós, a fim de nos remir de toda a iniqüidade e purificar para si um povo
todo seu, zeloso de boas obras.
Diligência – virtude em seguir um objetivo de forma dedicada

De forma alguma o texto dá lugar ao comodismo! Ele nos exorta a que


desenvolvamos a nossa salvação. Somente no que diz respeito à murmuração é
que devemos nos calar, por temor a Deus, porque é Deus quem efetua o querer e
o realizar.
Você já notou que a cura dos dez leprosos se deu enquanto eles estavam
indo se mostrar aos sacerdotes? Se eles não tivessem obedecido à ordem de
Jesus, eles não teriam sido curados! E mais, somente aquele que voltou para
agradecer, aquele que reconheceu ser realização de Deus a sua cura, teve a obra
completada.
Como afirmaram os apóstolos Paulo e João:

Colossenses 1:29 para isso é que eu também me afadigo, esforçando-me o


mais possível, segundo a sua eficácia que opera eficientemente em mim.

2 João 1:8 Acautelai-vos, para não perderdes aquilo que temos realizado
com esforço, mas para receberdes completo galardão.

ALGUMAS OUTRAS REFERÊNCIAS ...

Destacamos as seguintes lutas que requerem nosso esforço e diligência:

Atos 24:16 Por isso, também me esforço por ter sempre consciência pura diante de Deus
e dos homens.

Romanos 12:17 Não torneis a ninguém mal por mal; esforçai-vos por fazer o bem perante
todos os homens;

I Coríntios 9:23 Tudo faço por causa do evangelho, com o fim de me tornar cooperador
com ele.

Efésios 4:3 esforçando-vos diligentemente por preservar a unidade do Espírito no vínculo


da paz;

Colossenses 4:12 Saúda-vos Epafras, que é dentre vós, servo de Cristo Jesus, o qual se
esforça sobremaneira, continuamente, por vós nas orações, para que vos conserveis
perfeitos e plenamente convictos em toda a vontade de Deus.

1 Timóteo 4:15 Medita estas coisas e nelas sê diligente, para que o teu progresso a todos
seja manifesto.

2 Timóteo 2:15 Esforça-te para te apresentar diante de Deus aprovado como obreiro que
não tem de que se envergonhar, e que manejas bem a palavra da verdade.

2 Pedro 1:15 Mas, de minha parte, esforçar-me-ei, diligentemente, por fazer que, a todo
tempo, mesmo depois da minha partida, conserveis lembrança de tudo.

Tito 2:14 que se deu a si mesmo por nós, a fim de nos remir de toda a iniqüidade e purificar para si um povo
todo seu, zeloso de boas obras.