Sei sulla pagina 1di 36

SISTEMAS URBANOS DE

ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Planos
Diretores
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
CONCEITUAÇÃO

Plano Diretor é um conjunto de


diretrizes e critérios adotados a
partir da macro-concepção de um
sistema ou grupo de sistemas, tudo
estabelecido com base em estudos
técnicos e econômicos desenvolvidos
por pessoal técnico habilitado, que
se constitui em instrumento de
consulta e apoio cujo principal
usuário é o administrador.
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Planejamento Urbano
Plano Diretor Urbanístico
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
EXIGÊNCIA CONSTITUCIONAL
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
CONCEITUAÇÃO E CONSTITUIÇÃO
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
CONCEITUAÇÃO E CONSTITUIÇÃO
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
CONTEÚDO BÁSICO
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Planejamento Urbano
X
Saneamento
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ÁREAS URBANAS E SANEAMENTO NO BRASIL
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
PLANOS DIRETORES, USO DO SOLO E SANEAMENTO
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
PLANOS DIRETORES, USO DO SOLO E SANEAMENTO
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Procedimentos Gerais
em Sistemas de
Abastecimento de Água
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 1

Planejamento do Trabalho e
Mobilização da Equipe
- Atividade geral de gerenciamento,
necessária em qualquer tipo de serviço a ser
executado;

- Atividade permanentemente desenvolvida ao


longo de todo o trabalho, objeto de sucessivos
ajustes e adaptações.
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 2

Coleta de Dados
Investigações e compilação de todas as informações
disponíveis relacionadas direta ou indiretamente ao
trabalho:

- Normas e procedimentos para projeto;


- Cadastros de sistemas infraestruturais urbanos;
- Elementos topográficos, cartográficos e
aerofotogramétricos;
- Dispositivos legais de zoneamento urbano, uso e
ocupação do solo;
- Caracterização geográfica, demográfica, político-
administrativa, sócio-econômica e cultural da região;
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 2

Coleta de Dados
- Caracterização geológica e geotécnica do subsolo;
- Estudos e projetos existentes dos sistemas infraestruturais
urbanos;
- Estudos hidrogeológicos;
- Sistema viário e dados sobre tráfego;
- Existência e localização de grandes contribuintes;

Fontes de dados: Órgãos públicos, concessionárias de


serviços público, empresas de consultoria e projeto,
empresas de serviços topográficos, geotécnicos, etc.;

Atividade desenvolvida mais intensamente no início dos


trabalhos, mas sempre executada ao longo de todo o serviço.
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 3

Análise e Seleção dos Dados


- Atividade desenvolvida sucessivamente à coleta
dos dados;
- Triagem inicial visando à determinação das
informações suficientemente relevantes para
merecerem análise mais cuidadosa, função de:
-Idade do dado;
-Área de abrangência;
-Origem da informação;
-Possibilidade de utilização da informação;
- Análise dos dados pré-selecionados e seleção
dos que serão utilizados.
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 3

Análise e Seleção dos Dados


SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 4

Diagnóstico da Situação do
Sistema Existente

- Estudo mais detalhado dos dados selecionados,


inspeção das unidades constituintes do(s)
sistema(s) existente(s), complementação de
dados e informações, com conseqüente ganho do
conhecimento do problema;
- Ordenação do conhecimento adquirido;
- Análise particularizada e global do problema;
- Caracterização das potencialidades e
deficiências do(s) sistema(s) existente(s)
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 4

Diagnóstico da Situação do
Sistema Existente
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 5

Exame da Situação dos


Estudos e Projetos Existentes
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 6

Programação de Projetos
e Obras
- Análise das programações de projetos e obras
da(s) entidade(s) responsável(is) pelo(s)
sistemas(s) de abastecimento de água;
- Obtenção de subsídios para a definição do
planejamento global em termos de priorização e
ordenação de ações.
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 7

Estudo dos Recursos Hídricos


- Análise de dados bibliográficos, consultas a órgãos
responsáveis e inspeções locais;
- Análise e complementação dos estudos realizados pelos
órgãos responsáveis;
- Consolidação de inventário dos recursos hídricos que
poderão ser explorados como Corpos Receptores;
- Seleção preliminar e hierarquização dos Corpos
Receptores, considerando-se:
- Disponibilidade quantitativa de água;
- Qualidade da água;
- Proximidade do(s) centro(s) urbanos;
- Condições necessárias à proteção ao curso d’água;
- Proposições de utilização feitas em estudos anteriores;
- Flexibilidade operacional.
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 7

Estudo dos Recursos Hídricos


SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 8

Critérios e Parâmetros de
Projetos
Definição, mediante a consideração das informações
específicas obtidas e das recomendações contidas nas
normas técnicas, bem como dos resultados de debates
desenvolvidos junto a órgãos e entidades fiscalizadoras, dos
critérios e parâmetros básicos de projeto a serem
empregados no trabalho, tais como:
- Horizonte do projeto;
- Consumos "per capita";
- Coeficientes de reforço;
- Grandes Contribuintes;
- Índices de atendimento;
- Diâmetros e materiais a serem empregados;
- Modelos matemáticos a serem utilizados.
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 9

Estudo de Uso e Ocupação do Solo


e Crescimento Demográfico
Análise de estudos existentes e de informações
obtidas junto a órgãos afins e desenvolvimento de
estudos complementares;

Elaboração de estudos relativos:


- a projeções populacionais, sua distribuição física ao
longo do tempo;
- populações flutuantes;
- áreas de expansão e de ocupação residencial,
industrial e comercial.
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 9

Estudo de Uso e Ocupação do Solo


e Crescimento Demográfico
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 10

Soluções para o Abastecimento


de Água
- Setorização do Sistema de Distribuição em função da área
de influência do sistema, do zoneamento demográfico, da
topografia da região e dos elementos existentes constituintes
do sistema (redes de distribuição, reservatórios e Estações
Elevatórias.);

- Concepção de alternativas para o sistema de reesrvação,


em função das setorização definida e das unidades
existentes;

- Concepção de alternativas para o sistema adutor


alimentador dos reservatórios, em função das unidades
existentes, das extensões das linhas adutoras, das
desapropriações necessárias e das dificuldades construtivas;
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 10

Soluções para o Abastecimento


de Água
- Concepção de alternativas para o Sistema de
Tratamento em função das unidades existentes, das
demandas e dos mananciais hierarquizados;

- Concepção de alternativas para o sistema de


captação, recalque e adução de água bruta;

- Seleção das melhores alternativas, reduzindo-se ao


mínimo possível o número das que serão cotejadas
entre si, elegendo-se aquelas que promovam:
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 10

Soluções para o Abastecimento


de Água
- Otimização do aproveitamento dos mananciais
hierarquizados;
- Otimização do aproveitamento das unidades existentes;
- Minimização dos investimentos iniciais;
- Maximização da flexibilidade, da funcionalidade e da
simplicidade operacional;
- Maximização da confiabilidade dos sistemas;
- Otimização das interligações entre os vários sistemas;
- Maximização das facilidades construtivas;
- Minimização da ociosidade das diversas partes do sistema
proposto.

Desenvolvimento, ao nível de anteprojeto, das alternativas


selecionadas para cotejo.
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 11

Critérios para Análise de


Alternativas
Os principais critérios usualmente empregados na
análise de alternativas de solução de sistemas de
Abastecimento de Água são os seguintes:

a) Critérios Técnicos:
São aqueles utilizados para a avaliação das
características técnicas das diversas soluções, a partir
de sua concepção, analisando-se os aspectos relativos a
sua funcionalidade, operacionalidade e aqueles
relativos à implantação das diversas unidades
componentes, aspectos construtivos.
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 11

Critérios para Análise de


Alternativas
b) Critérios Econômico-Financeiros:
Para que se obtenha uma análise econômico-financeira adequada,
dois fatores, atualmente, são considerados básicos. Principalmente o
fator econômico-financeiro propriamente dito, a partir do qual de
procede o cotejo das alternativas estudadas através do levantamento
dos custos de implantação e suas etapas, com cálculo do valor
presente para as obras não imediatas, aliados aos custos
operacionais.
Em segundo lugar, tem-se os fatores diretamente relacionados com a
situação da companhia de saneamento, responsável pela execução
das obras, no que concerne à capacidade de captação de recursos
externos e a própria disponibilidade de recursos para investimentos.
Esses últimos, nortearão os estudos de viabilidade que aliam os custos
à factibilidade do empreendimento, principalmente em sua etapa
imediata de obras.
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 11

Critérios para Análise de


Alternativas
c) Critérios Ambientais:
Os critérios de análise que envolvem a implantação das obras e
sua intervenção no meio ambiente, levam a considerações e
avaliações que são embasadas em fatores diversos, ou seja, além
dos fatores ambientais específicos, outros fatores como sociais,
políticos e institucionais também são levados em conta.
Para cada alternativa faz-se necessário um enfoque que seja
compatível com suas características técnicas e de implantação,
visto que a intervenção ambiental é diretamente relacionada com
elas.
Aliado a esses fatores a serem enfocados, tem-se toda uma
normalização oficial que orienta e estabelece condições, métodos
e procedimentos que norteiam as decisões e avaliações dentro de
uma análise de aspectos ambientais, tendo em vista os meios
físico, antrópico e biótico.
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 11

Critérios para Análise de


Alternativas
d) Critérios Sociais:
Dentro de critérios sociais, os enfoques básicos referem-se
aos benefícios que serão repassados à população em função
da implantação do empreendimento de infra-estrutura.
Notadamente, os estudos conduzem a alternativas que, em
princípio, visam esses benefícios, já que pelas suas próprias
características tratam-se de obras de cunho social, pois
atingem diretamente o bem-estar de populações inteiras.
A avaliação dos benefícios propicia resultados diversos pois
haverá sempre uma relação direta entre a obra a ser
executada e seu benefício, que poderão ser avaliado através
dessa relação, juntamente com os fatores de viabilidade, dado
os custos de implantação.
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 11

Critérios para Análise de


Alternativas
e) Critérios Político-Institucionais:
De uma maneira geral, a solução dos problemas de
saneamento básico, tanto no que se refere ao
abastecimento de água como ao esgotamento sanitário,
deverão contar com o respaldo de ações específicas da
área política, através de uma legislação realista e atual
que venha a orientar a utilização e a gestão dos recursos
hídricos, bem como organizar e controlar a ocupação e a
intervenção ambiental; na área institucional, através do
posicionamento gerencial efetivo e da implementação de
um planejamento estratégico, propiciando o
estabelecimento de metas bem definidas, dentro de um
programa de investimentos de longo prazo.
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 12

Diretrizes Gerais para as


Soluções Recomendadas
- Apresentação da Solução adotada, suas etapas de
implantação, procedimentos e custos específicos, conforme
definido nas atividades anteriores;

- Indicação de dificuldades específicas e das formas de


superá-las (questões de naturezas técnica e institucional);

- Sugestão de diretrizes técnicas para a formulação de


legislação complementar relacionada ao abastecimento
público de água (proteção de mananciais, controle de
poluição, classificação dos corpos d’água, zoneamento
industrial e comercial, etc.);
SISTEMAS URBANOS DE
ABASTECIMENTO DE ÁGUA
ATIVIDADE 12

Diretrizes Gerais para as


Soluções Recomendadas
- Proposição de Plano de Gerenciamento do Sistema;

- Indicação de Política de atendimento a ser adotada, com


definição dos níveis de atendimento e das prioridades a serem
cumpridas;

- Análise das possíveis fontes financeiras e definição do rateio


dos custos entre os órgãos envolvidos;

- Proposição de política tarifária;

- Sugestão de medidas complementares (melhorias de


equipamentos, controle de perdas, etc.).