Sei sulla pagina 1di 97

ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL

E DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL RELAT RIO VOLUNTARIADO, PREVENÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL
E DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL RELAT RIO VOLUNTARIADO, PREVENÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL

RELAT

DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL RELAT RIO VOLUNTARIADO, PREVENÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL JOSÉ

RIO

SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL RELAT RIO VOLUNTARIADO, PREVENÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL JOSÉ ANANIAS
SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL RELAT RIO VOLUNTARIADO, PREVENÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL JOSÉ ANANIAS
SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL RELAT RIO VOLUNTARIADO, PREVENÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL JOSÉ ANANIAS
SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL RELAT RIO VOLUNTARIADO, PREVENÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL JOSÉ ANANIAS

VOLUNTARIADO, PREVENÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL

JOSÉ ANANIAS DUARTE FROTA - CEL QOBM COMANDANTE GERAL DO CORPO DE BOMBEIROS

JOÃO VASCONCELOS SOUSA - CEL QOBM COMANDANTE ADJUNTO DO CORPO DE BOMBEIROS

FORTALEZA – CEARÁ

2006

1

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

GOVERNO DO ESTADO Dr. Lúcio Gonçalo de Alcântara Governador do Estado Dr. Francisco de Queiroz

GOVERNO DO ESTADO

Dr. Lúcio Gonçalo de Alcântara Governador do Estado

Dr. Francisco de Queiroz Maia Júnior Vice-Governador do Estado

Francisco de Queiroz Maia Júnior Vice-Governador do Estado SSPDS Gen. Div. Théo Espíndola Basto Secretário da

SSPDS

Gen. Div. Théo Espíndola Basto Secretário da SSPDS

Cel QOPM Laércio Giovani Macambira Marques Secretário Adjunto da SSPDS

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

2

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

APRESENTAÇÃO

APRESENTAÇÃO Assumimos o comando desta aguerrida Corporação no dia 08 de janeiro de 2003, após ser
APRESENTAÇÃO Assumimos o comando desta aguerrida Corporação no dia 08 de janeiro de 2003, após ser
APRESENTAÇÃO Assumimos o comando desta aguerrida Corporação no dia 08 de janeiro de 2003, após ser

Assumimos o comando desta aguerrida Corporação no dia 08 de janeiro de 2003, após ser nomeado pelo Exmo. Sr. Governador do Estado, Dr. Lúcio Gonçalo de Alcântara, Comandante Supremo do Casarão Vermelho. Sob os auspícios de sua visão sistêmica, estabelecemos três diretrizes estratégicas para o Comando do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará, no início de seu governo, na busca do bem comum:

PREVENÇÃO NA COMUNIDADE, FORMAÇÃO DE VOLUNTÁRIOS e a INCLUSÃO SOCIAL. Implantamos, ainda, uma política voltada para a intensificação da parceria com a sociedade, surgindo a brilhante idéia do PROJETO BOMBEIRO VOLUNTÁRIO, onde todos os nossos esforços convergem para um foco único: O BEM COMUM e a PRESERVAÇÃO DA SOCIEDADE.

Permanentemente preocupado com a prevenção a situações adversas, que possam vir a atingir a população cearense, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará concebeu e implementou o PROJETO BOMBEIRO COM VOCÊ que tem por finalidade disseminar uma cultura de prevenção pró-ativa, conscientizando o cidadão de seu papel cooperativo. A prevenção é a ação basilar da Corporação, que visa otimizar os serviços de busca e salvamento, combate a incêndio e atendimento pré-hospitalar.

Podemos dizer que o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará é uma Corporação diferente, uma Corporação do terceiro milênio, do século XXI, que se apartou da reatividade e passou a ser pró-ativa, com esteio na prevenção de acidentes, na busca incessante da diminuição e/ou minimização das conseqüências danosas dos sinistros, pois além de salvar vidas, a prevenção permite grande economia de recursos do erário público, que podem ser disponibilizados para reequipar e modernizar a Corporação.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

3

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PR JETOS CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006
PR JETOS CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

PR

JETOS

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

4

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO BOMBEIRO COM VOCÊ

PROJETO BOMBEIRO COM VOCÊ O PROJETO BOMBEIRO COM VOCÊ, que na realidade engloba várias atividades desenvolvidas
PROJETO BOMBEIRO COM VOCÊ O PROJETO BOMBEIRO COM VOCÊ, que na realidade engloba várias atividades desenvolvidas
PROJETO BOMBEIRO COM VOCÊ O PROJETO BOMBEIRO COM VOCÊ, que na realidade engloba várias atividades desenvolvidas

O PROJETO BOMBEIRO COM VOCÊ, que na realidade engloba várias atividades desenvolvidas por membros da Corporação, tem como objetivo geral a orientação da população quanto aos aspectos preventivos às situações adversas, a fim de que ocorra redução dos desastres, e, caso estes ocorram, o cidadão saiba como agir em acidentes domésticos, enchentes, desastres ecológicos, etc.

O contato com o bombeiro militar, revelando os aspectos básicos da prevenção de acidentes, desenvolve e conscientiza a população cearense sobre a importância de se fazer a prevenção, para que, dessa forma, eleve o nível de informação de nossos cidadãos, e também contribua para a melhoria da qualidade de vida de nossa sociedade. Ensinar os procedimentos necessários em caso de acidentes do lar, formar uma mentalidade preventiva, visando o alcance do bem estar social e desenvolvimento comunitário, promover a defesa permanente contra desastres provocados pelo homem e pela natureza e, finalmente, fazer de cada cearense um voluntário nas ações de prevenção, perpassam todas as ações do projeto. Foram realizadas 3.542.800 visitas.

Os palhaços Faísca e Fumaça realizam show de humor nas escolas do ensino público, ensinando prevenção de forma lúdica às crianças.

ensinando prevenção de forma lúdica às crianças. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

5

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

Convém ratificar, que a parceria entre o CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ e a NACIONAL GÁS permitiu a realização do projeto, pois todo o material didático é custeado por essa empresa privada, que promove um digno exemplo de responsabilidade social.

ACIDENTES COM GLP (GÁS DE COZINHA) ESTATÍSTICA 2003/2003

60 50 40 30 20 10 0 2002 2003
60
50
40
30
20
10
0
2002
2003

Fonte: Instituto Dr. José Frota OBS: Reduzimos a zero com base 2002/2003

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

6

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO SAÚDE, BOMBEIROS E SOCIEDADE

PROJETO SAÚDE, BOMBEIROS E SOCIEDADE O PROJETO SAÚDE, BOMBEIRO E SOCIEDADE, inovador e dinâmico, ocorre com
PROJETO SAÚDE, BOMBEIROS E SOCIEDADE O PROJETO SAÚDE, BOMBEIRO E SOCIEDADE, inovador e dinâmico, ocorre com
PROJETO SAÚDE, BOMBEIROS E SOCIEDADE O PROJETO SAÚDE, BOMBEIRO E SOCIEDADE, inovador e dinâmico, ocorre com

O PROJETO SAÚDE, BOMBEIRO E SOCIEDADE, inovador e dinâmico, ocorre com militares treinados que ministram aulas de educação física nos núcleos constituídos nos bairros de Fortaleza, Região Metropolitana e no Interior do Estado, voltadas para pessoas da terceira idade, promovendo o resgate da auto- estima, socialização, difusão da prevenção, principalmente.

O projeto conta atualmente com 60 mil pessoas cadastradas, distribuídas em cento e trinta núcleos, nas mais diversas localidades: Jardim Iracema, Caucaia, Conjunto Ceará, Bairro Elléry, Conj. Polar, Messejana, Moura Brasil, Praia de Iracema, Barra do Ceará, José Walter, Vila Velha IV, Padre Andrade, Demócrito Rocha, Carlito Pamplona, Vila União, Jardim América, Monte Castelo, Parquelândia, Bezerra de Menezes, Jacarecanga, Granja Portugal, Bom Sucesso, Vila Pery, Mondubim, Parangaba, Benfica, Mucuripe, Cidade 2000, Jereissati I, Timbó, Novo Maracanaú, Alto das Mangabeiras, pajuçara, Mucunã, Acaracuzinho, bem como nos municípios:

Maranguape, Horizonte, Iguatu, Crateús, Crato e Juazeiro do Norte.

Horizonte, Iguatu, Crateús, Crato e Juazeiro do Norte. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

7

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO SAÚDE, BOMBEIROS E SOCIEDADE

PROJETO SAÚDE, BOMBEIROS E SOCIEDADE ' 'Venci o tempo, vencerei a dengue''. A frase foi elaborada
PROJETO SAÚDE, BOMBEIROS E SOCIEDADE ' 'Venci o tempo, vencerei a dengue''. A frase foi elaborada
PROJETO SAÚDE, BOMBEIROS E SOCIEDADE ' 'Venci o tempo, vencerei a dengue''. A frase foi elaborada

''Venci o tempo, vencerei a dengue''. A frase foi elaborada pela dona-de-casa Teresinha Mendonça, 54, e virou lema do projeto A Melhor Idade no Combate ao Dengue, lançado em 2005 no Colégio Militar do Corpo de Bombeiros.

Em parceria com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), o Corpo de Bombeiros tem como objetivo envolver os idosos que participam do programa ''Saúde, Bombeiros e Sociedade'' no combate ao Aedes aegypti.

Cerca de 1.500 idosos foram capacitados para ajudar no combate à dengue através de visitas domiciliares e orientações à população sobre formas de prevenção da doença, distribuindo informativos e procurando focos do mosquito. Os participantes são voluntários no projeto.

do mosquito. Os participantes são voluntários no projeto. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

8

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO PORTAS ABERTAS

PROJETO PORTAS ABERTAS No PROJETO PORTAS ABERTAS é ofertado cursos de capacitação que formam eletricista, predial
PROJETO PORTAS ABERTAS No PROJETO PORTAS ABERTAS é ofertado cursos de capacitação que formam eletricista, predial
PROJETO PORTAS ABERTAS No PROJETO PORTAS ABERTAS é ofertado cursos de capacitação que formam eletricista, predial

No PROJETO PORTAS ABERTAS é ofertado

cursos de capacitação que formam eletricista, predial e residencial, bombeiro hidrossanitário, soldador e serralheiro. Mais de 15 mil

pessoas

foram

capacitadas

para

o

trabalho

através

da

parceria entre o Corpo de Bombeiros e o Governo do Estado.

parceria entre o Corpo de Bombeiros e o Governo do Estado. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

9

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO DEFICIENTES VISUAIS

PROJETO DEFICIENTES VISUAIS O PROJETO DE APOIO AOS DEFICIENTES VISUAIS é um programa pioneiro no Brasil,
PROJETO DEFICIENTES VISUAIS O PROJETO DE APOIO AOS DEFICIENTES VISUAIS é um programa pioneiro no Brasil,
PROJETO DEFICIENTES VISUAIS O PROJETO DE APOIO AOS DEFICIENTES VISUAIS é um programa pioneiro no Brasil,

O PROJETO DE APOIO AOS DEFICIENTES VISUAIS é um programa pioneiro no

Brasil, tem por objetivo oferecer instruções, através de uma cartilha em Braille, de

primeiros socorros e prevenção de incêndios em conjunto com a Sociedade de Assistência aos Cegos. O projeto já atende 500 portadores de necessidades especiais.

Com projeto de autoria do Capitão Christiano de Almeida Sales, cerca de quinhentos deficientes visuais ligados ao Instituto dos Cegos participam de aulas de combate a incêndios e prevenção de acidentes domésticos.

O trabalho, inicialmente destinado a reduzir os acidentes entre os deficientes,

ganhou corpo de tal forma que combate a incêndios integra a grade curricular do Instituto, com 20 horas/aulas. Existe até um livreto, todo ele traduzido para o braille, sobre o tema.

São trabalhadas as técnicas para desobstrução das vias aéreas superiores, o engasgo. Com relação às queimaduras domésticas, muito comuns entre os que não enxergam, nada melhor do que molhar o local, durante oito a dez minutos, em água corrente. O aspecto mais importante dos ensinamentos, de acordo com estudos realizados pelo Tenente, é que são formados de maneira sutil, bombeiros voluntários e, de igual forma, multiplicadores da prevenção.

As dificuldades para o ensino de tantas técnicas e práticas para evitar incêndios e acidentes domésticos são compensadas pelo real interesse dos alunos. Naturalmente que eles não podem ver o fogo, a fumaça, o vidro partido, mas sentem, através do olfato, que algo de anormal ocorre e imediatamente param onde estão e gritam por socorro.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

10

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO SALVANDO COM LIBRAS

PROJETO SALVANDO COM LIBRAS O PROJETO SALVANDO COM LIBRAS, objetiva oferecer instruções de prevenção e combate
PROJETO SALVANDO COM LIBRAS O PROJETO SALVANDO COM LIBRAS, objetiva oferecer instruções de prevenção e combate
PROJETO SALVANDO COM LIBRAS O PROJETO SALVANDO COM LIBRAS, objetiva oferecer instruções de prevenção e combate

O PROJETO SALVANDO COM LIBRAS, objetiva oferecer instruções de prevenção e combate a incêndios, noções de primeiros socorros e educação física para os deficientes auditivos e prepará-los para a inclusão social. O projeto atende 40 deficientes, na cidade de Iguatu.

O projeto atende 40 deficientes , na cidade de Iguatu. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

11

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO SURF-SALVA

PROJETO SURF-SALVA O PROJETO SURF-SALVA estabelece uma parceria entre o Corpo de Bombeiros e praticantes do
PROJETO SURF-SALVA O PROJETO SURF-SALVA estabelece uma parceria entre o Corpo de Bombeiros e praticantes do
PROJETO SURF-SALVA O PROJETO SURF-SALVA estabelece uma parceria entre o Corpo de Bombeiros e praticantes do

O PROJETO SURF-SALVA estabelece uma parceria entre o Corpo de

Bombeiros e praticantes do surf em nosso Estado, dotando-os de

conhecimentos técnicos, físicos e psicológicos, para a realização do resgate

de afogados nos 573km de extensão litorânea. Foram formados 1.500 salva-

vidas voluntários surfistas.

Foram formados 1.500 salva- vidas voluntários surfistas. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

12

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO GUARDAS-VIDAS

PROJETO GUARDAS-VIDAS O PROJETO FORMAÇÃO DE GUARDAS-VIDAS capacita profissionais que farão trabalho preventivo,
PROJETO GUARDAS-VIDAS O PROJETO FORMAÇÃO DE GUARDAS-VIDAS capacita profissionais que farão trabalho preventivo,
PROJETO GUARDAS-VIDAS O PROJETO FORMAÇÃO DE GUARDAS-VIDAS capacita profissionais que farão trabalho preventivo,

O PROJETO FORMAÇÃO DE GUARDAS-VIDAS capacita profissionais que farão trabalho preventivo, orientando as comunidades para possíveis riscos de acidentes e afogamentos. Nas áreas de lazer públicas, a responsabilidade pelo serviço será do órgão responsável pela administração do local e nas áreas privadas, o serviço de salvamento será oferecido por profissionais contratados pelos respectivos proprietários, conforme novel legislação estadual.

proprietários, conforme novel legislação estadual. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

13

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO TRADE TURÍSTICO

PROJETO TRADE TURÍSTICO O PROJETO TRADE TURÍSTICO tem como objetivo precípuo qualificar os Profissionais de Turismo
PROJETO TRADE TURÍSTICO O PROJETO TRADE TURÍSTICO tem como objetivo precípuo qualificar os Profissionais de Turismo
PROJETO TRADE TURÍSTICO O PROJETO TRADE TURÍSTICO tem como objetivo precípuo qualificar os Profissionais de Turismo

O PROJETO TRADE TURÍSTICO tem como objetivo precípuo qualificar os Profissionais de Turismo para receber o Certificado do Curso Primeiros Socorros, através de treinamento a ser realizado nos locais de acordo com a disposição do Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores no Comércio Hoteleiro e Similares - SINTRAHORTUH-CE, com carga horária de 20 h/a (vinte horas/aula), abordando os módulos de Primeiros Socorros.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

14

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO MEU DIA DE BOMBEIRO

PROJETO MEU DIA DE BOMBEIRO A criança necessita de proteção o tempo todo. Os acidentes tendem
PROJETO MEU DIA DE BOMBEIRO A criança necessita de proteção o tempo todo. Os acidentes tendem
PROJETO MEU DIA DE BOMBEIRO A criança necessita de proteção o tempo todo. Os acidentes tendem

A criança necessita de proteção o tempo todo. Os acidentes tendem a ocorrer mais freqüentemente quando ela adquire a habilidade de se virar, engatinhar e pegar objetos. As crianças são imprevisíveis. Eles põem tudo na boca, escalam, abrem portas e gavetas, retiram coisas, adoram brincar com água e olhar pela janela. Mesmo quando começam a entender, ainda não sabem o que é perigoso. Elas necessitam sempre de proteção, supervisão e disciplina.

Governo do Estado do Ceará, representado pelo Corpo de Bombeiros, entende que a prevenção é a melhor forma de excluir as crianças desta trágica estatística. A implementação do MEU DIA DE BOMBEIRO visou justamente elevar o nível de conhecimentos sobre prevenção de acidentes junto às crianças, utilizando uma linguagem própria, brincadeiras, teatrinhos e visitas às Unidades Operacionais do Corpo de Bombeiros. Tornar atrativa a rotina da prevenção representaria a diminuição dos acidentes envolvendo crianças. Para isso, buscou-se o envolvimento da mística do capacete vermelho, com o ditado que diz: "UM DIA TODA CRIANÇA PENSOU EM SER BOMBEIRO". Propiciar um dia agradável e proveitoso para esses pequenos Bombeiros Voluntários, representa o surgimento de cidadãos compromissados com a prevenção de acidentes e com o lema de VIDAS ALHEIAS E RIQUEZAS SALVAR.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

15

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO ESCOLA DE PREVENÇÃO

PROJETO ESCOLA DE PREVENÇÃO Através de uma parceria em 2005 com o Shopping Benfica, através da
PROJETO ESCOLA DE PREVENÇÃO Através de uma parceria em 2005 com o Shopping Benfica, através da
PROJETO ESCOLA DE PREVENÇÃO Através de uma parceria em 2005 com o Shopping Benfica, através da

Através de uma parceria em 2005 com o Shopping Benfica, através da visão empreendedora do empresário João Soares Neto a Escola de Prevenção funcionará nas dependências daquele centro comercial. O Corpo de Bombeiros oferecerá cursos de primeiros socorros e prevenção de incêndios. Segundo avaliação do setor de ensino da Corporação, cerca de 800 mil pessoas serão capacitadas. Os beneficiados moram em 17 bairros da circunvizinhança do shopping. Eles aprenderão a prevenir acidentes domésticos e a aplicar os procedimentos gerais de primeiros socorros.

Cada curso terá uma carga horária de 20 horas/aula e ocorrerá ao longo de uma semana. As aulas transcorrerão no período da manhã e à tarde. As duas primeiras turmas, que juntas possuem 50 alunos, já estão completas. Os participantes não terão ônus com material didático ou com a inscrição.

Os alunos que obtiverem êxito no treinamento receberão certificado emitido pelo Corpo de Bombeiros e pelo Shopping Benfica. O objetivo dos cursos é diminuir os acidentes domésticos por meio da prevenção.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

16

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO CAPACITAÇÃO DE SECRETÁRIAS DO LAR

PROJETO CAPACITAÇÃO DE SECRETÁRIAS DO LAR O projeto, em parceria com a Secretaria do Trabalho e
PROJETO CAPACITAÇÃO DE SECRETÁRIAS DO LAR O projeto, em parceria com a Secretaria do Trabalho e
PROJETO CAPACITAÇÃO DE SECRETÁRIAS DO LAR O projeto, em parceria com a Secretaria do Trabalho e

O projeto, em parceria com a Secretaria do Trabalho e Empreendedorismo –

SETE, teve como objetivo capacitar as secretárias do lar para atuarem preventivamente. Constou na grade curricular do curso noções de primeiros socorros e acidentes do lar e prevenção de incêndios.

O Exmo. Sr. Governador do Estado, Dr. Lúcio Alcântara realizou, no palácio

Iracema (2005), a entrega de certificados as profissionais que estão cotidianamente trabalhando em nossas residências. São elas que vivenciam situações adversas e podem aplicar os conhecimentos necessários a minimização das conseqüências gravosas dos acidentes.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

17

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO GRUPO DE ESCOTEIROS

PROJETO GRUPO DE ESCOTEIROS O PROJETO GRUPO DE ESCOTEIRO JOÃO NOGUEIRA JUCÁ é uma parceria com
PROJETO GRUPO DE ESCOTEIROS O PROJETO GRUPO DE ESCOTEIRO JOÃO NOGUEIRA JUCÁ é uma parceria com
PROJETO GRUPO DE ESCOTEIROS O PROJETO GRUPO DE ESCOTEIRO JOÃO NOGUEIRA JUCÁ é uma parceria com

O PROJETO GRUPO DE ESCOTEIRO JOÃO NOGUEIRA JUCÁ é uma

parceria com a União dos Escoteiros do Brasil cujo objetivo é que os jovens assumam o seu próprio desenvolvimento, especialmente do caráter, ajudando-os a realizar suas plenas potencialidades físicas, intelectuais, sociais, afetivas e espirituais, como cidadãos responsáveis, participantes e

úteis em suas comunidades. O grupo se reúne no Quartel do Comando Geral

da Corporação.

grupo se reúne no Quartel do Comando Geral da Corporação. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

18

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO LITERATURA DE CORDÉIS

PROJETO LITERATURA DE CORDÉIS O PROJETO EDUCATIVO DE LITERATURA DE CORDÉIS visa divulgar a prevenção em
PROJETO LITERATURA DE CORDÉIS O PROJETO EDUCATIVO DE LITERATURA DE CORDÉIS visa divulgar a prevenção em

O PROJETO EDUCATIVO DE LITERATURA DE CORDÉIS visa divulgar a prevenção em linguagem simples, acessível e agradável. Essa é a proposta de uma série de cordéis lançada pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará. A idéia foi do Cabo Domingos Alves Evangelista Neto, que desde criança é fã do gênero e já escrevia cordéis.

desde criança é fã do gênero e já escrevia cordéis. OBRAS PUBLICADAS Bombeiros em Ação; Foguetes,

OBRAS PUBLICADAS

Bombeiros em Ação;

Foguetes, Balões e Rima;

Incêndio é Fogo;

Na praia com segurança;

Bombeiros com Você;

Indiana Jones Cearense;

Consumidor Consciente;

Apelido de Bombeiro é Fogo.

Consumidor Consciente; Apelido de Bombeiro é Fogo. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

19

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO SOMAR

PROJETO SOMAR O PROJETO SOMAR é uma parceria com a Secretaria da Ação Social que objetiva
PROJETO SOMAR O PROJETO SOMAR é uma parceria com a Secretaria da Ação Social que objetiva
PROJETO SOMAR O PROJETO SOMAR é uma parceria com a Secretaria da Ação Social que objetiva

O PROJETO SOMAR é uma parceria com a Secretaria da Ação Social que objetiva a retirada de menores carentes das ruas, ofertando-lhes condições plenas de reintegração à sociedade, repassando conhecimentos técnico- profissionais, moral e cívico, socializando-os para uma nova jornada frente aos direitos que Ihes foram proporcionados em conformidade com o Estatuto da Criança e do Adolescente. São capacitados em: eletricista predial, bombeiro hidráulico, informática, corte de cabelo, carpintaria e auxiliar de cozinheiro.

corte de cabelo, carpintaria e auxiliar de cozinheiro. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

20

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO ALEITAMENTO MATERNO

PROJETO ALEITAMENTO MATERNO O PROJETO ALEITAMENTO MATERNO visa proporcionar uma melhor qualidade de vida ao povo
PROJETO ALEITAMENTO MATERNO O PROJETO ALEITAMENTO MATERNO visa proporcionar uma melhor qualidade de vida ao povo

O PROJETO ALEITAMENTO MATERNO visa proporcionar uma melhor qualidade de vida ao povo cearense, principalmente, às crianças. O despertar de reflexos positivos que servirão de modelo de saúde para o país, efetivam hoje a integração da Secretaria da Saúde do Estado e o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará. Em parceria, dinamizam o Programa Estadual de Aleitamento Materno, que de forma voluntária, poderão contar com a participação do contingente do "Projeto Saúde, Bombeiro e Sociedade", nas ações de esclarecimento, coleta e acompanhamento da atividade de doação do leite materno.

e acompanhamento da atividade de doação do leite materno. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

21

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO JOVEM BOMBEIRO VOLUNTÁRIO

PROJETO JOVEM BOMBEIRO VOLUNTÁRIO O PROJETO JOVEM BOMBEIRO VOLUNTÁRIO constitui uma ação de incentivo à
PROJETO JOVEM BOMBEIRO VOLUNTÁRIO O PROJETO JOVEM BOMBEIRO VOLUNTÁRIO constitui uma ação de incentivo à
PROJETO JOVEM BOMBEIRO VOLUNTÁRIO O PROJETO JOVEM BOMBEIRO VOLUNTÁRIO constitui uma ação de incentivo à

O PROJETO JOVEM BOMBEIRO VOLUNTÁRIO constitui uma ação de incentivo à participação da comunidade por meio do trabalho voluntário em campanhas educativas. Tem por finalidade estimular a cidadania através da participação da comunidade em ações voluntárias de ajuda mútua, divulgação de medidas preventivas e/ou de socorro em situações adversas e sinistros.

e/ou de socorro em situações adversas e sinistros. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ
e/ou de socorro em situações adversas e sinistros. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

22

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO PREVINIR É MELHOR DO QUE REMEDIAR

PROJETO PREVINIR É MELHOR DO QUE REMEDIAR O PROGRAMA PREVENIR É MELHOR DO QUE REMEDIAR, através
PROJETO PREVINIR É MELHOR DO QUE REMEDIAR O PROGRAMA PREVENIR É MELHOR DO QUE REMEDIAR, através
PROJETO PREVINIR É MELHOR DO QUE REMEDIAR O PROGRAMA PREVENIR É MELHOR DO QUE REMEDIAR, através

O PROGRAMA PREVENIR É MELHOR DO QUE REMEDIAR, através de programa de rádio, diariamente de 15h às 16h, na AM Cidade 860, a Corporação transmite à população os conhecimentos preventivos necessários para que se evite o acontecimento de acidentes domésticos.

para que se evite o acontecimento de acidentes domésticos. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

23

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO CAPITÃO TOCHA

PROJETO CAPITÃO TOCHA Este é mais um projeto que agrega-se no trabalho de superação do paradigma
PROJETO CAPITÃO TOCHA Este é mais um projeto que agrega-se no trabalho de superação do paradigma
PROJETO CAPITÃO TOCHA Este é mais um projeto que agrega-se no trabalho de superação do paradigma

Este é mais um projeto que agrega-se no trabalho de superação do paradigma reacionista da Corporação e da comunidade a idéia que somente foi concretizada pelo cartunista Henrique Castro e pela Maj. Roberta, que traduziram em um projeto no lúdico a meta de nosso comando de prevenção de sinistros.

O PROJETO TOCHA é um marco para o estabelecimento da nova cultura prevencionista, utilizando uma linguagem simples, direta, lúdica, por meio de uma revista em quadrinhos, abordando o salvamento de vidas.

uma revista em quadrinhos, abordando o salvamento de vidas. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

24

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO ROBÔ S.A.C.I.

PROJETO ROBÔ S.A.C.I. Um forte aliado no combate a incêndios está prestes a entrar no arsenal
PROJETO ROBÔ S.A.C.I. Um forte aliado no combate a incêndios está prestes a entrar no arsenal

Um forte aliado no combate a incêndios está prestes a entrar no arsenal do Corpo de Bombeiros do Ceará. Trata-se do Sistema de Apoio ao Combate de Incidentes - o SACI - um robô idealizado e construído pelo engenheiro eletrônico Roberto Lins de Macêdo, mestrando da Universidade de Fortaleza. Com tecnologia genuinamente cearense, o robô SACI, que tem como lema “Salvaguardar aqueles que nos salvam”, pode chegar muito próximo a altas temperaturas e também a produtos tóxicos, resguardando bombeiros de locais insalubres.

tóxicos, resguardando bombeiros de locais insalubres. A inovação impulsionou o surgimento da primeira empresa

A inovação impulsionou o surgimento da primeira empresa incubadora da Unifor, a ARMTEC; foi a grande atração do 7º Seminário Nacional do Corpo de Bombeiros, realizado no Rio de Janeiro no início de julho/2004, e já foi testada no Ceará, com grandes possibilidades de ser incorporada ao grupamento. O SACI foi lançado nacionalmente no portfólio de tecnologia apoiado pela Nacional Gás Butano.

portfólio de tecnologia apoiado pela Nacional Gás Butano. A idéia do robô surgiu na sala de

A idéia do robô surgiu na sala de aula da UNIFOR, quando o professor do Curso de Engenharia Eletrônica, Roberto Menescal, apresentou um vídeo sobre um robô parecido. O desafio foi aceito pelo então aluno Roberto Macêdo, coincidentemente filho do professor, que iniciou o desenho do robô

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

25

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

no segundo ano do curso. O protótipo funcionou no final do curso, como trabalho de conclusão.

A construção do SACI foi realizada em algumas etapas que contaram com o

apoio da UNIFOR e também de empresas como a Nacional Gás Butano, Petrobrás-Lubnor, Cascajú e da própria Corporação de Bombeiros.

O SACI tem capacidade para lançar jatos de 4.200 litros de água por minuto

numa distância de até 60 metros, além de ser 21vezes mais potente do que os outros três tipos existentes no mundo, nos Estados Unidos e Japão. O

equipamento pode direcionar jatos sólidos ou em forma de neblina e suporta ainda 400 quilos sobre ele em funcionamento. Operado por controle remoto,

o robô pode ficar até 150 metros distante do operador e funcionar três horas

a plena carga.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

26

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO JUDÔ DANGAI

PROJETO JUDÔ DANGAI Buscando proporcionar uma perfeita sinergia comunitária, favorecendo a prática do esporte JUDÔ,
PROJETO JUDÔ DANGAI Buscando proporcionar uma perfeita sinergia comunitária, favorecendo a prática do esporte JUDÔ,
PROJETO JUDÔ DANGAI Buscando proporcionar uma perfeita sinergia comunitária, favorecendo a prática do esporte JUDÔ,

Buscando proporcionar uma perfeita sinergia comunitária, favorecendo a prática do esporte JUDÔ, bem como a difusão de informações de prevenção, primeiros socorros e cidadania, o NUCLEO DE DEFESA CIVIL, através dos seus componentes, especificamente com a participação efetiva do CB BM GLAUBER DE SOUZA FEIJÓ, (professor FEIJÓ) e seus auxiliares CB BM FRANCISCO RICARDO GADELHA e SD FRANCISCO CELSO ARAÚJO PRATA, à frente da execução do mencionado projeto nas práticas e teorias. O mencionado projeto é desenvolvido nas Instalações da 5ª SB/1º GB, no Conjunto Ceará, com a participação de 120 (cento e vinte) alunos na faixa-etária compreendida entre 05

e 18 anos, da Comunidade local.

compreendida entre 05 e 18 anos, da Comunidade local. Sob a coordenação do Núcleo de Defesa

Sob a coordenação do Núcleo de Defesa Civil da Corporação, o projeto foi fundado em 05 de janeiro de 2004, tem por finalidade tirar os jovens da ociosidade e torná-los atletas de competição e verdadeiros cidadãos,

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

27

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

contribuído sobremaneira para o fortalecimento de uma sociedade mais ordeira.

O N.D.C. está comemorando uma grande conquista, que retrata o resultado

do empenho, dedicação e acima de tudo compromisso com a causa social,

pois está com seus atletas classificados para representar o Estado do Ceará, especificamente o CBMCE, na competição Nacional em Brasília, a realizar-

se em novembro/2005. Informamos adiante por questão de justiça a relação

nominal das atletas classificadas: PATRÍCIA TEIXEIRA (13 ANOS – CATEGORIA ATÉ 36 Kg), MARÍLIA SALES (13 ANOS – CATEGORIA ATÉ 51 Kg) e MARINA OLIVEIRA (14 ANOS – CATEGORIA ATÉ 58 Kg). Ficaram ainda classificados como suplentes outros três atletas masculinos.

No mês de julho/2005, aconteceu a 2a. COPA JUDÔ DANGUAI, com a participação de 400(quatrocentos) atletas de várias academias do Grande Conjunto Ceará e circunvizinhança. O Projeto sangrou-se campeão geral, tendo o maior número de medalhas e troféus conquistados nas diversas categorias.

No mês de julho/2005, o projeto participou com 20 (vinte) atletas no Colégio Militar do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará “Escritora Rachel de Queiroz”, na sua 1a. Copa de Judô, organizada por aquele estabelecimento de ensino, tendo como resultado 14 (quatorze) atletas campeões, prova do compromisso dos professores e empenho dos seus alunos na perfeição da prática do esporte.

O trabalho continua, pois estamos apenas no início de um grande e

promissor projeto, que conta apenas com um ano e meio de existência, totalizando 120 atletas que se dedicam ao esporte de segunda à sexta-feira

nos horários de 18h às 21h, evitando com isso a busca de caminhos negativos ao bom convívio social.

Está é mais uma ação do Núcleo de Defesa Civil, que destaca os reais valores percebidos na tropa, valorizando os Bombeiros, dignificando-os e mostrando a todos através do exemplo, que tudo é possível quando se tem a boa vontade e acima de tudo o compromisso com a Corporação.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

28

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PROJETO PRIMEIRA IDADE

PROJETO PRIMEIRA IDADE Em uma visão inovadora e de Responsabilidade Social, o Corpo de Bombeiros Militar
PROJETO PRIMEIRA IDADE Em uma visão inovadora e de Responsabilidade Social, o Corpo de Bombeiros Militar
PROJETO PRIMEIRA IDADE Em uma visão inovadora e de Responsabilidade Social, o Corpo de Bombeiros Militar

Em uma visão inovadora e de Responsabilidade Social, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará, nas pessoas do Tenente-Coronel Heraldo, Major Holdayne, Tenente Haroldo e Subtenente André (Idealizadores do Projeto), estão levando alfabetização, esportes, conscientização de Preservação da Natureza e Saúde Bucal às crianças do Morro do Trilho, no bairro Arraial Moura Brasil.

Trata-se do Projeto Primeira Idade, que começou em fevereiro do ano de 2005, oferece a oportunidade a 110 (cento e dez ) crianças daquele bairro carente, ministrando-lhes aulas de futebol e xadrez, no turno da manhã e aulas de reforço escolar nas disciplinas de matemática, história, ciências, português e redação, no turno da tarde.

Além disso, as crianças têm atendimento dentário, com aplicação de flúor, aulas de educação ambiental (mutirão de limpeza), saúde (campanhas contra a dengue) e prática de esportes nos fins de semana.

O objetivo deste Projeto é levar um pouco de cidadania e uma vida digna àquelas crianças, alfabetizando-as e conscientizando-as da importância do estudo, do esporte e da preservação da natureza.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

29

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

IO
IO

AP

IO AP FEDERAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

FEDERAL

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

30

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

A SENASP E O CBMCE

A SENASP E O CBMCE O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará participou da
A SENASP E O CBMCE O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará participou da
A SENASP E O CBMCE O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará participou da

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará participou da conclusão do primeiro diagnóstico dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil, representando a Liga Nacional dos Corpos de Bombeiros do Brasil (LlGABOM), ocorrida em Macéio/Alagoas, no dia 10 de novembro de 2004. O aludido evento contou com a participação do Secretário Nacional da Segurança Pública, Dr. Luiz

Fernando Corrêa, que imprime um frutífero trabalho à frente da SENASP sob

a égide de um matiz inovador: agregar os órgãos de segurança pública do País.

Os Corpos de Bombeiros Militares do Brasil foram discriminados desde o nascedouro da política nacional para o setor da segurança. Fato que

consternou a comunidade e os bombeiros, pois o investimento cerrado para

o reaparelhamento dos equipamentos policiais fragilizou as estruturas das

Corporações BM, que foram relegadas ao ostracismo. A capacitação dos militares, o intercâmbio profícuo de experiências, o compartilhamento de soluções, a padronização de equipamentos, métodos e treinamentos são instrumentos impulsionadores de melhorias imediatas dos serviços prestados pelo aparato da segurança pública. Entrementes, tais realizações permaneceram afastadas das lides diárias dos bombeiros brasileiros.

A corrigenda dessa discrepância se avizinha. O Dr. Luiz Fernando Corrêa,

durante os trabalhos da reunião mencionada, ventilou as modificações que o ano 2005 trará. Desde o mês de setembro de 2004, representantes dos corpos de bombeiros de todo o Brasil envidam esforços na tarefa de confecção de um diagnóstico das Corporações. A técnica de construção de cenários prospectivos é a ferramenta gerencial empregada para o delineamento do planejamento estratégico. Com a conclusão do diagnóstico, ocorrida em agosto, todas Corporações, inclusive o CBMCE, serão contempladas com investimentos do Plano Nacional de Segurança Pública, que inicialmente são da ordem de R$ 32 milhões, divididos igualitariamente entre os corpos de bombeiros. As decorrências deste ditoso feito são

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

31

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

taxativamente inquestionáveis. A roda do progresso e do desenvolvimento, movimentada universalmente, carreará para o Brasil maior segurança em amplos aspectos do cotidiano dos cidadãos, além de favorecer melhor interação dos bombeiros com a população.

O trabalho de inclusão desenvolvido pela SENASP promoverá o rompimento dos pesados grilhões que dificultam a marcha infatigável dos bombeiros em defesa da população. A atuação serena, comedida e operosa do Or. Luiz Fernando Corrêa semeará o desenvolvimento das Corporações em meio ao atraso provocado por anos de ostracismo involuntário a que foram submetidas. Homens desta estirpe marcam sua passagem por meio de mudanças benéficas, com reflexos imediatos na vida do cidadão comum. Com sua dinâmica liderança a paisagem da segurança pública nacional tem avançado com firmeza, entretanto os alaridos ruidosos e os aplausos repousam no vácuo, pois os holofotes, o centro das atenções, não integram seus objetivos.

Assim, externamos o particular contentamento quanto às conquistas em processo de implementação para a área da segurança pública brasileira e a certeza de que o Secretário Nacional da SENASP dinâmico e atuante, demonstra inequívoca vocação para efetivar as melhorias necessárias à segurança pública.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

32

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO O Planejamento Estratégico dos Bombeiros tem como objetivo auxiliar na distribuição dos
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO O Planejamento Estratégico dos Bombeiros tem como objetivo auxiliar na distribuição dos

O Planejamento Estratégico dos Bombeiros tem como objetivo auxiliar na

distribuição dos recursos, com a elaboração de planejamento e construção

de cenários prospectivos, diagnosticar a situação das corporações e elaborar

políticas específicas. A ação está inserida em um dos princípios básicos do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP), que é a integração dos órgãos

de segurança pública, em caráter nacional.

A primeira etapa do Planejamento Estratégico aconteceu de outubro a

dezembro de 2004 e teve como objetivo uniformizar os conhecimentos e a linguagem da elaboração dos planejamentos. Após essa uniformização, os oficiais realizaram pesquisas de campo em suas regiões. Nesta segunda fase, serão elaborados cenários prospectivos até 2010.

Os Corpos de Bombeiros Militares do Brasil passaram a fazer parte do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP) em 2004. Em 2005, a instituição recebeu, pela primeira vez, recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública. Foram investidos R$ 32 milhões na compra direta de equipamentos (viaturas, equipamentos de proteção individual, prevenção e combate a incêndio e salvamento). Cada Unidade da Federação receberá equipamentos no valor de R$ 1,2 milhão.

Comandantes dos Corpos de Bombeiros de todos os estados elaboraram em 2005 um plano estratégico de cinco anos para a utilização de recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública. O plano contém prospecções até 2010, com destaque para a previsão de fenômenos como grandes queimadas, incêndios em prédios e monumentos, o crescimento do fluxo turístico e a possibilidade de atentados terroristas. O planejamento auxiliará, ainda, no processo de reestruturação da instituição, que utiliza 76,9% de seu orçamento anual na folha de pagamento.

Os principais objetivos desta ação foram padronizar os procedimentos de ação dos bombeiros, padronizar seus instrumentos de trabalho, definir a Legislação Nacional de Segurança contra Incêndio e Pânico e estruturar a mobilização dos bombeiros aos moldes da Força Nacional de Segurança Pública.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

33

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

SENASP CONCRETIZA PROTOCOLO DE INTENÇÕES

SENASP CONCRETIZA PROTOCOLO DE INTENÇÕES O Governo do Estado do Ceará através do Corpo de Bombeiros
SENASP CONCRETIZA PROTOCOLO DE INTENÇÕES O Governo do Estado do Ceará através do Corpo de Bombeiros
SENASP CONCRETIZA PROTOCOLO DE INTENÇÕES O Governo do Estado do Ceará através do Corpo de Bombeiros

O Governo do Estado do Ceará através do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará com suporte da Secretaria Nacional de Segurança Pública concretizam protocolo de intenções com o TEEX. (abaixo cópia do ofício do Secretário Nacional de Segurança Pública, Dr. Luiz Fernando Corrêa ao Texas Engineering Extension Service,TEEX)

Corrêa ao Texas Engineering Extension Service,TEEX) CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE
Corrêa ao Texas Engineering Extension Service,TEEX) CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

34

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

M
M

LIGAB

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

35

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

LIGA NACIONAL DOS CORPOS DE BOMBEIROS

LIGA NACIONAL DOS CORPOS DE BOMBEIROS A LIGABOM, criada em 10 de dezembro de 2003, tem
LIGA NACIONAL DOS CORPOS DE BOMBEIROS A LIGABOM, criada em 10 de dezembro de 2003, tem
LIGA NACIONAL DOS CORPOS DE BOMBEIROS A LIGABOM, criada em 10 de dezembro de 2003, tem

A LIGABOM, criada em 10 de dezembro de 2003, tem por escopo participar da formulação, acompanhamento e avaliação das políticas e diretrizes nacionais relacionadas com a Defesa Civil, Segurança Pública, Defesa Social e atividades específicas dos Corpos de Bombeiros Militares. Importante organismo no cenário nacional, a LIGABOM interage com diversos órgãos do Governo Federal para o estabelecimento de políticas públicas e sua implementação nos estados com fito primordial de potencializar e dinamizas as ações próprias de um corpo de bombeiros.

O dínamo de mudanças apresentadas pelos bombeiros cearenses, instituição modelar para congêneres em nosso País, foram significativas para a configuração do novo quadro da LIGABOM. O voluntariado, a prevenção, a inclusão social, o resgate de valores como a cidadania e o amor à vida, bem como a aproximação com a comunidade, dísticos de uma instituição eminentemente preocupada com seu povo, com sua gente, bem sinalizam as cores de futuras ações em âmbito nacional.

O Estado do Ceará, construtor de exemplos para o Brasil, Terra da Luz querida e inovadora, celeiro de atuantes agentes de transformação da mesmice, espargirá para o Brasil as seguras ideais de nossos valorosos bombeiros, construindo, oxalá, um perfil social mais atuante para as instituições. A semente para nascimento de um BOMBEIRO SOCIAL está lançada, resta-nos aguardar a colheita para auferir seus resultados.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

36

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

Cel BM José Ananias Duarte Frota , Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do

Cel BM José Ananias Duarte Frota, Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará, foi aclamado por unanimidade, em eleição ocorrida no dia 28 de abril DE 2005, na cidade de Aracaju/SE, como novo Presidente da Liga Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares – LIGABOM, para o biênio 2005/2006. Na ocasião, o dinâmico comandante cearense assumiu a função do então presidente Cel BM Carlos Alberto de Carvalho, Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro, posto ser findo seu mandato.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

37

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

INTERCÂMBI CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006 38

INTERCÂMBI

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

38

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

JICA

JICA JICA - Agência de Cooperação Internacional do Japão - é uma organização que atua no
JICA JICA - Agência de Cooperação Internacional do Japão - é uma organização que atua no
JICA JICA - Agência de Cooperação Internacional do Japão - é uma organização que atua no

JICA - Agência de Cooperação Internacional do Japão - é uma organização que atua no mundo desde de 1974. Suas diretrizes principais são o intercâmbio dos diversos países dos continentes com o Japão e a difusão de técnicas e conhecimentos utilizados naquele país.

São oferecidos cursos técnicos em diversas áreas de atuação, tais como: medicina, agronomia,

técnicas

administração, bombeirísticas, calamidades e catástrofes dentre outras.

O Maj BM Virgílio Ryozaburo Cláudio Sawaki, na época capitão, foi aprovado a

freqüentar o curso de Técnica de Resgate, no Corpo de Bombeiros de Osaka, no

Japão. O referido curso teve duração de aproximadamente três meses (jul a out de 200). Todas as despesas foram custeadas pelo governo japonês. Foram oferecidas 10 vagas para todo o Mundo, sendo 01 destinada para o Brasil. Ao final

da seleção foram escolhidos dois brasileiros, sendo o outro do Rio Grande do Sul.

A seleção foi feita por análise de qualificação profissional através de curriculum enviado ao escritório da JICA no Brasil - Brasília, DF. Foram considerados alguns pré-requisitos básicos, tais como: estar atuando na atividade de resgate há, pelo menos, três anos; ter condições físicas suficientes para enfrentar situações climáticas adversas; proficiência em inglês; boas condições de saúde física e mental dentre outras.

Estão programadas atividades durante o curso específicas na área de resgate em terra, mar e ar. Entre os assuntos a serem abordados, podemos citar: curso básico da língua japonesa; sistema de prevenção e combate a incêndio no Japão; prevenção a desastres em complexos petroquímicos; operações em caso de terremotos; entradas em edificações - escadas, escaladas, técnicas de descida, etc; resgate aéreo; treinamento com calor e fumaça; resgate de vítimas em locais confinados e na água e outros.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

39

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

MIAMI BEACH E MIAMI DADE

MIAMI BEACH E MIAMI DADE A viagem foi realizada em março de 2005 e teve como
MIAMI BEACH E MIAMI DADE A viagem foi realizada em março de 2005 e teve como
MIAMI BEACH E MIAMI DADE A viagem foi realizada em março de 2005 e teve como

A viagem foi realizada

em março de 2005 e

teve como finalidades

o seguinte:

- Contato inicial entre o Comando Sul do governo americano, a Prefeitura de Miami- Beach, Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará e o Departamento de Bombeiros de Miami Beach e de Miami- Dade.

- Formalização de intercâmbio de experiências entre os bombeiros das duas instituições, capacitação.

- Doação de viaturas, materiais e equipamentos para o CBMCE, bem como a construção de cisternas e escolas para o Estado do Ceará.

construção de cisternas e escolas para o Estado do Ceará. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

40

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

TEXAS

TEXAS O governo dos Estados Unidos da América, através da Military Liaison Office realizou convite ao
TEXAS O governo dos Estados Unidos da América, através da Military Liaison Office realizou convite ao
TEXAS O governo dos Estados Unidos da América, através da Military Liaison Office realizou convite ao

O governo dos Estados Unidos da América, através da Military Liaison Office realizou convite ao Comando Geral da Corporação para conhecer o Centro de Treinamento da Guarda Costeira em Virginia, especializado em resgate, cursos de Comando e Controle e Comando em Crises. Ainda, o Departamento em Gerenciamento de Emergências do Estado da Virgínia, bem como a Universidade do Texas e o TEEX, The Texas Engineering Extension Service, centro internacional de referência para treinamento de bombeiros.

A viagem transcorreu nos dias 26 de novembro a 03 de dezembro de 2005 e teve uma grande importância de conhecimentos técnicos, pois fortalecerá o "Projeto Vidas do Ceará", coordenado pelo Cel Duarte Frota, que tem como objetivo a busca de reduzir o trauma.

Na foto acima, da esquerda para a direita, o Cel Santana, Comandante adjunto do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro, Cel Duarte Frota e o Major USA Rick Barrett, Bombeiro Honorário Cearense e anfitrião dessa exitosa viagem.Participaram desta missão o Cel Cannetti do CBMRJ, Cel Anísio do CBMDF, Dr. Nilo secretário adjunto de defesa civil do Distrito Federal, Cap Mauro do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina e Dra. Brigida Carvalho do Military Liaison Office.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

41

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

H
H

MENAGENS

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

42

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

ESCRITORA RACHEL DE QUEIROZ

ESCRITORA RACHEL DE QUEIROZ O ano era 1937, Getúlio Vargas se preparava para instituir o Estado
ESCRITORA RACHEL DE QUEIROZ O ano era 1937, Getúlio Vargas se preparava para instituir o Estado

O ano era 1937, Getúlio Vargas se preparava para instituir o Estado Novo e, em todo o País, teve o cuidado de prender seus possíveis opositores. “No Ceará mandaram os jornalistas simplesmente para a cadeia pública. Mas comigo, uma senhora de boa família, tiveram consideração: fui presa no Quartel do Corpo de Bombeiros de Fortaleza, num imenso salão vazio, onde ficava o cinema, no momento desativado”.

Com essas palavras, a escritora Rachel de Queiroz deixou registrado para a posteridade, através do artigo “O bombeiro”, o que sentiu quando foi presa no Quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará. Ontem, dia em que completaria 93 anos de idade, mais uma homenagem foi realizada para a escritora cearense.

mais uma homenagem foi realizada para a escritora cearense. No próprio Quartel do Comando Geral dos

No próprio Quartel do Comando Geral dos Bombeiros, o governador Lúcio Alcântara, junto com familiares da imortal, descerrou placa alusiva ao aniversário da escritora. As homenagens tiveram continuidade quando o governador assinou decreto que dá o nome da escritora ao Colégio Militar do Corpo de Bombeiros.

Nos dizeres da placa em alusão à escritora, um protesto contra o autoritarismo: ''Nesse quartel, quando a força bruta suplantou a lei, esteve presa a escritora Rachel de Queiroz. O povo do Ceará ardentemente deseja que nunca mais corporação militar no Brasil seja transformada em cárcere para quem pensa diferente do poder dominante'', frases do advogado Djalma Pinto, ex-procurador Geral do Estado e um dos idealizadores das homenagens.

A homenagem pelos 93 anos da escritora foi comunicada, no mês de agosto/2003, para Rachel de Queiroz. “Essa foi uma das homenagens que mais emocionou a Rachel”, revela Maria Luiza de Queiroz Salek, irmã da escritora.

Durante a solenidade, Lúcio Alcântara lembrou que Rachel foi presa por causa de divergências de natureza política com o governo de então. Ressaltou que ela foi detida por defender suas convicções. “Este é também

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

43

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

um monumento à democracia; à liberdade de idéias e defesa das convicções”, afirmou o governador.

As honrarias em memória da jornalista, que faleceu no dia 04/11/2003, no Rio de Janeiro, tiveram continuidade na unidade de ensino dos Bombeiros. Lá, também houve descerramento da placa e assinatura do decreto que dá o nome da escritora ao Colégio Militar do Corpo de Bombeiros. A nova denominação é um estímulo para que a juventude fortaleça a democracia.

um estímulo para que a juventude fortaleça a democracia. No Colégio Militar do Corpo de Bombeiros
um estímulo para que a juventude fortaleça a democracia. No Colégio Militar do Corpo de Bombeiros

No Colégio Militar do Corpo de Bombeiros Escritora Rachel de Queiroz, a amiga de infância da jornalista, Ayla Braveza Caminha, e Maria Luiza de Queiroz receberam a medalha Desembargador Moreira. “Estou muito emocionada, pois o meu pai foi o primeiro comandante do Corpo de Bombeiros”, disse Ayla. Ela lembra que Rachel, enquanto ficou no quartel dos bombeiros, foi tratada pelo seu pai como uma pessoa da família. “Rachel era como uma irmã para mim”, disse.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

44

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

BANCO REAL - TALENTOS DA MATURIDADE

BANCO REAL - TALENTOS DA MATURIDADE Em sua 7ª edição, o Concurso Banco Real Talentos da
BANCO REAL - TALENTOS DA MATURIDADE Em sua 7ª edição, o Concurso Banco Real Talentos da
BANCO REAL - TALENTOS DA MATURIDADE Em sua 7ª edição, o Concurso Banco Real Talentos da

Em sua 7ª edição, o Concurso Banco Real Talentos da Maturidade premiou os melhores trabalhos do

Brasil em 6 modalidades (literatura, monografia, artes plásticas, programas exemplares e contador

de histórias).

A solenidade de entrega foi realizada em Porto

Alegre/RS, no último dia 23 de novembro de 2005, no auditório da FIERGS (Federação das Indústrias

do Estado do Rio Grande do Sul), a premiação da 7ª

edição TALENTOS DA MATURIDADE onde foi consagrado o PROJETO SAÚDE, BOMBEIROS E SOCIEDADE como vencedor da categoria de Trabalhos Exemplares (premiação para iniciativas privadas de valorização da terceira idade).

Banco Real ABN AMRO acredita que um banco pode fazer muito mais do que um banco faz. "Fazer mais que o possível" não é apenas uma promessa ou um slogan publicitário, mas sim a formalização de um compromisso com a sociedade e com os clientes de unir cada vez mais os valores econômicos às decisões de um banco.

Por isso, desde 1998, trabalha para a construção de uma sociedade mais responsável e consciente, onde a Terceira Idade seja valorizada. Nossa responsabilidade é promover e alimentar uma cultura aberta, com base no respeito e na igualdade de oportunidades para todos.

Cap BM Luis Roberto Costa (coordenador do projeto), foi representando o Governo do Estado e o Comando Geral da Corporação nessa grande conquista, onde dedicou o prêmio as 60mil participantes do projeto, agradeceu, ainda, o apoio irrestrito que o Governador do Ceará, Dr. Lúcio Gonçalo de Alcântara vem desencadeando nessa gestão, bem como o investimento social fortalecido e desenvolvido pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará, na pessoa do Comandante Geral, Cel BM José Ananias Duarte Frota.

Na oportunidade, o Cap Roberto outorgou o boton de Bombeiro Honorário ao Sr. Presidente do Banco Real ABN AMRO, Dr. Fábio Barbosa.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

45

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

HISTÓRICO DO CONCURSO Há seis anos, o Concurso Talentos da Maturidade tem o objetivo de

HISTÓRICO DO CONCURSO

Há seis anos, o Concurso Talentos da Maturidade tem o objetivo de estimular os

idosos a se manifestarem artisticamente, além

de

promover uma maior reflexão sobre o tema

na

sociedade.

O

projeto foi instituído pelo Banco Real em

1999, em homenagem ao Ano Internacional do Idoso. Nas seis edições anteriores, o concurso recebeu milhares de inscrições e a expectativa para 2005 é de ampliar o interesse pela participação.

O concurso contempla seis categorias e premia, em ordem de igualdade, os cinco melhores trabalhos de cada uma delas: Literatura (conto e poesia), Monografia, Artes Plásticas, Música Vocal, Programas Exemplares e Contador de Histórias.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

46

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS - PREMIAÇÃO

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS - PREMIAÇÃO CICLO DE PREMIAÇÃO 2005 PARA O CBMCE A Fundação Getúlio Vargas
FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS - PREMIAÇÃO CICLO DE PREMIAÇÃO 2005 PARA O CBMCE A Fundação Getúlio Vargas

CICLO DE PREMIAÇÃO 2005 PARA O CBMCE

A Fundação Getúlio Vargas e a Fundação Ford certificaram o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará pela participação no Ciclo de Premiação 2005 do Programa Gestão Pública e Cidadania com a experiência inovadora.

HISTÓRICO:

O Programa Gestão Pública e Cidadania, desenvolvido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/EAESP) e Fundação Ford com apoio do BNDES, têm por objetivo identificar, divulgar e premiar iniciativas inovadoras de governos estaduais, municipais e organizações indígenas.

O Programa se propõe, também, a estimular o debate e a reflexão crítica sobre processos de transformação na gestão pública subnacional no Brasil, com ênfase na articulação entre governo e sociedade civil.

Desde 1996, mais de 5.000 programas governamentais se inscreveram nos ciclos de premiação. As informações reunidas, referentes às mais diversas áreas e setores, permitem que políticos, representantes da sociedade civil, técnicos da administração pública e pesquisadores conheçam o que está ocorrendo hoje no país, especialmente nos governos locais.

A transferência de recursos e de competências do governo federal para os níveis subnacionais de governo, a partir sobretudo da Constituição de 88, coloca novos desafios à análise sobre a gestão pública nestes níveis de governo. O acesso a informações sobre iniciativas dispersas por diversos estados e por mais de 5500 municípios não é, no entanto, uma tarefa fácil. Um dos grandes objetivos do Programa Gestão Pública e Cidadania é contribuir para minimizar esta lacuna, a partir de seus bancos de dados, atividades de pesquisa, publicações e encontros temáticos diversos.

Visando ampliar seu foco de análise, o Programa Gestão Pública e Cidadania implantou em 1998 um projeto direcionado para a pesquisa e divulgação de práticas e conhecimentos sobre a temática específica de pobreza. Com isto pretendeu-se não apenas contribuir com o debate nacional sobre soluções concretas e alternativas para o combate à pobreza e

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

47

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

à exclusão social, como também revelar o fortalecimento da capacidade de intervenção local, resultante da articulação entre governo e sociedade civil.

Diversos estudos e pesquisas já foram realizados, tendo por base empírica o material do programa, tratando de políticas setoriais (políticas e programas de saúde, políticas para crianças e adolescentes, por exemplo) ou de temas transversais, como "continuidade e descontinuidade de políticas", "incorporação da perspectiva de gênero por políticas públicas locais", "novos arranjos institucionais", "parcerias no combate à pobreza", dentre outros. Há, no entanto, um potencial no material da Gestão Pública, ainda não explorado.

O

Programa Gestão Pública e Cidadania da FGV-EAESP, a Fundação Ford

e

o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)

premiaram 20 projetos inovadores de governos locais entre 722 inscrições recebidas para o ciclo 2005.

As experiências selecionadas receberam o Prêmio Gestão Pública e Cidadania no dia 30 de novembro/2005, na sede do BNDES, no Rio de Janeiro, quando foram escolhidos os cinco destaques pela banca julgadora, onde o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará demonstrou a competência e a criatividade, bem como sua importância para a construção da cidadania no Brasil.

PROJETOS PREMIADOS:

APOIO AOS DEFICIENTES VISUAIS;

ESCOLA DE PREVENÇÃO;

BOMBEIRO NA PRAÇA;

PORTAS ABERTAS – PROMIL;

SAÚDE, BOMBEIRO E SOCIEDADE;

SURF-SALVA.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

48

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PREMIAÇÃO AO PROJETO DEFICIENTES VISUAIS

PREMIAÇÃO AO PROJETO DEFICIENTES VISUAIS PREMIAÇÃO AO PROJETO ESCOLA DE PREVENÇÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO

PREMIAÇÃO AO PROJETO ESCOLA DE PREVENÇÃO

VISUAIS PREMIAÇÃO AO PROJETO ESCOLA DE PREVENÇÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

49

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PREMIAÇÃO AO BOMBEIRO NA PRAÇA

PREMIAÇÃO AO BOMBEIRO NA PRAÇA PREMIAÇÃO AO PROJETO PORTAS ABERTAS - PROMIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR

PREMIAÇÃO AO PROJETO PORTAS ABERTAS - PROMIL

NA PRAÇA PREMIAÇÃO AO PROJETO PORTAS ABERTAS - PROMIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

50

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

PREMIAÇÃO AO PROJETO SAÚDE, BOMBEIRO E SOCIEDADE

PREMIAÇÃO AO PROJETO SAÚDE, BOMBEIRO E SOCIEDADE PREMIAÇÃO AO PROJETO SURF-SALVA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO

PREMIAÇÃO AO PROJETO SURF-SALVA

BOMBEIRO E SOCIEDADE PREMIAÇÃO AO PROJETO SURF-SALVA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

51

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

SELO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

SELO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES –
SELO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES –
SELO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES –

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

52

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

DIA DO PATRONO

DIA DO PATRONO A Assembléia Legislativa homenageia Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará, com uma
DIA DO PATRONO A Assembléia Legislativa homenageia Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará, com uma

A Assembléia Legislativa homenageia Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará, com uma sessão especial no Plenário 13 de Maio. A solenidade lembrou a data de 8 agosto, que também é considerada o Dia do Bombeiro no Estado.

que também é considerada o Dia do Bombeiro no Estado. O coronel Duarte Frota recebeu dos

O coronel Duarte Frota recebeu dos deputados estaduais uma placa comemorativa em alusão ao aniversário da Corporação e participou do descerramento do busto do desembargador Moreira, patrono dos bombeiros cearenses, que será instalado no quartel do Comando Geral.

cearenses, que será instalado no quartel do Comando Geral. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

53

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

GOVERNADOR CÉSAR CALS

GOVERNADOR CÉSAR CALS Homenagem do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará a um dos
GOVERNADOR CÉSAR CALS Homenagem do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará a um dos
GOVERNADOR CÉSAR CALS Homenagem do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará a um dos

Homenagem do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará a um dos maiores ícones da política brasileira, por ocasião do Dia do Bombeiro da Reserva.

Governador César Cals de Oliveira Filho

da Reserva. Governador César Cals de Oliveira Filho O Deputado Marcos Cals, como herdeiro do legado

O Deputado Marcos Cals, como herdeiro do legado saudoso César Cals, recebeu das mãos da Sra. Marise Frota, 1ª Dama do CBMCE, e da Sra. Vanda Alcântara, esposa do Ex-Governador Beni Veras, uma placa em homenagem ao conspícuo GOVERNADOR CÉSAR CALS DE OLIVEIRA FILHO, ícone da política cearense que, por mais de duas décadas, teve marcante atuação, tanto na vida pública do País como do Estado do Ceará.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

54

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

RESGATE EM TIANGUÁ

RESGATE EM TIANGUÁ " muitas vezes o reconhecimento verbal vale mais que a satisfação material." Dr.
RESGATE EM TIANGUÁ " muitas vezes o reconhecimento verbal vale mais que a satisfação material." Dr.
RESGATE EM TIANGUÁ " muitas vezes o reconhecimento verbal vale mais que a satisfação material." Dr.

" muitas vezes o reconhecimento

verbal vale mais que a satisfação material."

Dr. Lúcio Alcântara

Governador do Estado do Ceará, Dr. Lúcio Alcântara, homenageou em abril de 2003, no Palácio Iracema, uma guarnição composta de 16 (dezesseis) Bombeiros Militares, entre Oficiais e Praças, integrantes da equipe de Busca e Salvamento, comandada pelo Cel QOBM João Vasconcelos Sousa, Comandante Adjunto do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará, que resgataram uma criança, vítima de queda de despenhadeiro (30 metros), em trilha ecológica do Município serrano de Tianguá/CE (300 km de Fortaleza).

A criança apresentava fraturas expostas na perna direita e braço esquerdo, tinha uma grande laceração na região pubiana e várias escoriações pelo corpo.Depois de estabilizada, verificada as condições inóspitas para a remoção, inacessibilidade do helicóptero, os fatores climáticos e o horário avançado (noite), a guarnição pernoitou com a vítima no local, aguardando as melhores condições de manipulação e remoção da criança.

condições de manipulação e remoção da criança. Durante a homenagem, o Chefe do Executivo traçou fortes

Durante a homenagem, o Chefe do Executivo traçou fortes e calorosos elogios aos nossos abnegados heróis, demonstrando todo o apreço e reconhecimento que o Estado do Ceará tem para com todos os integrantes do Casarão Vermelho.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

55

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

DESTAQUE OLIMPÍADA CEARENSE PARA CMCB

DESTAQUE OLIMPÍADA CEARENSE PARA CMCB Colégio Militar do Corpo de Bombeiros (CMCB) é destaque na Olimpíada
DESTAQUE OLIMPÍADA CEARENSE PARA CMCB Colégio Militar do Corpo de Bombeiros (CMCB) é destaque na Olimpíada
DESTAQUE OLIMPÍADA CEARENSE PARA CMCB Colégio Militar do Corpo de Bombeiros (CMCB) é destaque na Olimpíada

Colégio Militar do Corpo de Bombeiros (CMCB) é destaque na Olimpíada Cearense de Matemática das escolas Públicas do Estado do Ceará

No dia 02 (dois) de outubro de 2003 foram aplicadas em todo o Estado, as provas da primeira fase da Olimpíada Cearense de matemática, das Escolas públicas do Estado do Ceará. Estima-se que 120 mil alunos participaram desta fase.

As provas da 2a Fase foram realizadas no dia 22 de novembro do mesmo ano, com a participação de aproximadamente 5.300 estudantes.

Consolidando o projeto "LINGUAGEM DAS LETRAS E DOS NÚMEROS", do Governo do Estado do Ceará, no dia 13 de fevereiro de 2004, houve a celebração do evento com a entrega das premiações, tendo ocorrido esta solenidade de comemoração no Centro de Convenções, com a participação de toda a comunidade escolar do Estado, destacando-se a presença do Exmo. Sr. Governador do Estado, Dr. Lúcio Gonçalo de Alcântara e demais autoridades.

Dr. Lúcio Gonçalo de Alcântara e demais autoridades. Um dos pontos altos da solenidade foi a

Um dos pontos altos da solenidade foi a premiação expressiva do Colégio Militar do Corpo de Bombeiros, onde os alunos da escola obtiveram 05 (cinco) medalhas de ouro, 03 (três) medalhas de prata e 02 (duas) medalhas de bronze, destacando-se ainda que o 1° lugar Geral da Olimpíada é aluno do Colégio Militar do Corpo de Bombeiros, Aluno Samir Rodrigues Vieira. Destacaram-se ainda as presenças do Cel QOBM Orestes Lisboa Alves do Nascimento, Comandante da Escola em

Orestes Lisboa Alves do Nascimento, Comandante da Escola em CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

56

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

2003 e do Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Cel José Ananias Duarte Frota, como forma de reconhecimento ao projeto educacional que desenvolveram no CMCB.

Já em março de 2006, o CMCB foi novamente destaque no referido projeto. O CMCB é comandado pelo TenCel Ronald Bezerra Aguiar.

O CMCB é comandado pelo TenCel Ronald Bezerra Aguiar. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO
O CMCB é comandado pelo TenCel Ronald Bezerra Aguiar. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

57

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

ALUNO DO CMCB É APROVADO NO ITA

ALUNO DO CMCB É APROVADO NO ITA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO
ALUNO DO CMCB É APROVADO NO ITA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO
ALUNO DO CMCB É APROVADO NO ITA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

58

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

ES
ES

REALIZAÇ

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

59

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

INVESTIMENTOS

INVESTIMENTOS A Corporação recebeu 15 novas viaturas e equipamentos de combate a incêndio, salvamento e emergência
INVESTIMENTOS A Corporação recebeu 15 novas viaturas e equipamentos de combate a incêndio, salvamento e emergência

A Corporação recebeu 15 novas viaturas e equipamentos de combate a incêndio, salvamento e emergência pré-hospitalar. O investimento de mais R$ 6 milhões, proveniente do Governo do Estado, foi o maior para o CBMCE nos últimos 20 anos.

Entre as viaturas foram distribuídas três ambulâncias, 02 auto-bomba- tanques (ABTs), 03 auto-tanque-bombas (ATBs) e 07 auto-busca salvamento e resgate. Estes últimos foram destinados aos municípios de Juazeiro do Norte, Crato, Iguatu, Sobral, Crateús, Maracanaú e Caucaia.

Crato, Iguatu, Sobral, Crateús, Maracanaú e Caucaia. O evento realizado para a entrega dos equipamentos e

O evento realizado para a entrega dos equipamentos e viaturas aconteceu na Praça do Ferreira. Além do governador Lúcio Alcântara e das outras autoridades relacionadas à Segurança Pública, estiveram presentes centenas de senhoras da "terceira-idade" integrantes do projeto "Saúde - Bombeiros e Sociedade".

do projeto "Saúde - Bombeiros e Sociedade". EQUIPAMENTOS - Além das viaturas, foram entregues ao CB

EQUIPAMENTOS - Além das viaturas, foram entregues ao CB equipamentos de proteção individual como capas, capacetes, máscaras contra gases, mangueiras e equipamentos para treinamento e atendimento pré-hospitalar.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

60

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

De janeiro a outubro deste ano atendemos a 968 ocorrências de incêndios. Certamente esse incremento na frota - que já era de 122 veículos - e nos equipamentos de uso individual nos ajudarão a desenvolver um trabalho cada vez melhor.

nos ajudarão a desenvolver um trabalho cada vez melhor. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO
nos ajudarão a desenvolver um trabalho cada vez melhor. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO
nos ajudarão a desenvolver um trabalho cada vez melhor. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

61

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

I MOSTRA DE ARTES

I MOSTRA DE ARTES No dia 22 de agosto, dia do folclore, o Corpo de Bombeiros
I MOSTRA DE ARTES No dia 22 de agosto, dia do folclore, o Corpo de Bombeiros
I MOSTRA DE ARTES No dia 22 de agosto, dia do folclore, o Corpo de Bombeiros

No dia 22 de agosto, dia do folclore, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará reuniu no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, vários artistas que integram a Corporação para a realização da I Mostra de Artes do Corpo de Bombeiros.

Em concorrida exposição no foyer do teatro, foram apresentados belíssimos trabalhos de pinturas em tela, artes em biscuit e gesso, literaturas, cordéis e diversas fotos antigas relatando a história da Instituição.

No Teatro Dragão do Mar, lotado, apresentaram-se músicos, cantores, poetas e humoristas, dentre os quais, alguns que já fazem sucesso em shows e programas de televisão.

A sensibilidade dos bombeiros aflora não apenas quando salvam vidas, mas no desempenho das artes e na ação que vem promovendo com inúmeros projetos sociais junto à comunidade cearense.

com inúmeros projetos sociais junto à comunidade cearense. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

62

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

SELO DE QUALIDADE 193

SELO DE QUALIDADE 193 Tendo em vista que a normatização é um pressuposto básico para a
SELO DE QUALIDADE 193 Tendo em vista que a normatização é um pressuposto básico para a
SELO DE QUALIDADE 193 Tendo em vista que a normatização é um pressuposto básico para a

Tendo em vista que a normatização é um pressuposto básico para a adequação e certificação de edifícios que tragam uma segurança à sociedade de forma mais arraigada, bem como a necessidade de exponenciar para a sociedade alencarina aquelas empresas que possuem uma segurança contra incêndio e pânico excepcional, o Comando da Corporação publicou em 02 de julho de 2004 a Portaria n.º 099 que criou o SELO DE QUALIDADE 193;

O selo de qualidade 193 será proposto para os seguintes grupos de atividades:

1. Residencial multifamiliar (Hotéis);

2. Residencial transitória (Motel);

3. Comercial;

4. Industrial;

5. Hospitalar;

6. Restaurante;

7. Construtoras.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

63

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

CASA PRÓPRIA PARA OS BOMBEIROS

CASA PRÓPRIA PARA OS BOMBEIROS Caixa Econômica Federal realizou, em abril de 2004, a entrega do
CASA PRÓPRIA PARA OS BOMBEIROS Caixa Econômica Federal realizou, em abril de 2004, a entrega do

Caixa Econômica Federal realizou, em abril de 2004, a entrega do 1º condomínio do Corpo de Bombeiros Militar do Brasil. A homenagem foi referendada ao primeiro Bombeiro Honorário do Estado, JOÃO NOGUEIRA JUCÁ. A obra conta com 156 apartamentos destinados aos militares do Casarão Vermelho.

apartamentos destinados aos militares do Casarão Vermelho. A inauguração contou com a ilustre presença do Exmo.

A inauguração contou com a ilustre presença do Exmo. Sr. Governador do Estado, Dr. Lúcio Gonçalo de Alcântara, que cortou a fita na entrada do condomínio e descerrou a placa juntamente com o Superintendente da Caixa Econômica Federal, Jurandir Santiago.

da Caixa Econômica Federal, Jurandir Santiago. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

64

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

CÂMARA TÉCNICA NACIONAL

CÂMARA TÉCNICA NACIONAL O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Por ocasião da IV reunião
CÂMARA TÉCNICA NACIONAL O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Por ocasião da IV reunião
CÂMARA TÉCNICA NACIONAL O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Por ocasião da IV reunião

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Por ocasião da IV reunião da LIGABOM, realizada em abril/2005, na cidade de

Aracaju/SE, ficou eleito pelos membros da liga a

dos

representantes dos Estados de Pernambuco, Rio de Janeiro, Distrito Federal, São Paulo, Santa Catarina e Ceará para compor a Câmara Técnica que irá analisar, discutir e normatizar o Código Nacional de Segurança Contra Incêndio e Pânico – CONASCIP.

escolha

Através da Portaria nº 002/05 – Presidência, de 16 de maio de 2005, o Exmo. Sr. Presidente da Liga Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil e Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do CEARÁ, Cel QOBM José Ananias Duarte Frota, tendo em vista o que dispõe os artigos 6º e 24 do Estatuto da LIGABOM, nomeou sob a presidência do primeiro os seguinte oficiais que irão compor a referida Câmara Técnica:

Ø Cel BM Luiz Gonzaga da Silva Dutra (CBMPE);

Ø Cel BM Carlos Alberto Bonfim Marques (CBMRJ);

Ø TC BM Álvaro Maus (CBMSC);

Ø TC BM Marcos Antônio Moreira dos Santos (CBMCE);

Ø Maj BM Marcos Monteiro de Faria (CBMSP);

Ø Maj BM Ricardo V. Távora G. de Carvalho (CBMDF);

Ø Maj BM Luiz Cláudio Araújo Coelho (CBMCE).

A 1ª reunião realizou-se no período de 16 a 20 de maio/2005, na cidade de Recife/PE, no Quartel do Comando Geral do CBMPE, onde ficou elaborado a minuta de lei que estabelece e define medidas de segurança contra incêndio, explosão e pânico para edificações e áreas de risco e dá outras providências.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

65

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006 66 By

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

66

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

CÂMARA TÉCNICA ESTADUAL

CÂMARA TÉCNICA ESTADUAL A única notícia constante que preenche as páginas dos noticiários e revistas, sejam
CÂMARA TÉCNICA ESTADUAL A única notícia constante que preenche as páginas dos noticiários e revistas, sejam
CÂMARA TÉCNICA ESTADUAL A única notícia constante que preenche as páginas dos noticiários e revistas, sejam

A única notícia constante que preenche as páginas dos noticiários e revistas,

sejam reais ou virtuais, são

as mudanças e a vertiginosa

velocidade em que são implementadas. Os meios de comunicação reduziram as distâncias, tornando o

planeta Terra minúsculo ante

a capacidade humana de

disponibilizar informações atualizadas e em tempo real.

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará ciente desta revolução procura se adequar a essa nova variável da Era do Conhecimento. Reinventar-se para se adequar às novas demandas é a tônica do processo hoje em voga na Corporação, daí a alvissasseira dinâmica do empreendedorismo e do voluntariado implantadas pelo Comando, sob os auspícios do Exmº Sr. Governador do Estado, Dr. Lúcio Gonçalo de Alcântara.

Hoje o bombeiro está intimamente ligado a sociedade através de projetos que envolvem todas as classes sociais e abrange um leque variado de faixas etárias. É um Corpo de Bombeiros forte e feito por homens de fibra, tenacidade, compromisso, profissionalismo, altivez e abnegação.

Além dessas qualidades, é uma Corporação que não mede esforços para proteger a sociedade cearense, principalmente, e com devoção, os mais necessitados. Em virtude disso procura antecipar-se aos eventos catastróficos, implantando uma cultura de prevenção pró-ativa. O reacionismo deve ser deixado para o passado, pois o momento atual não o admite mais. Quando vidas estão em baila não há como se deter ante as resistências normais que as mudanças trazem. As lufadas benéficas que o empreendedorismo e a cultura de prevenção pró-ativa podem trazer são refletidas nas estatísticas, que apontam para um decréscimo nas ocorrências mais graves e também nas comezinhas.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

67

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

É de domínio público que o incêndio eclode pequeno, de um fogo miúdo, uma centelha, enfim, algo controlável pela ação consciente de uma única pessoa que saiba o que fazer e o que não fazer. Outra forma de domar a voracidade e violência com que o incêndio finda vidas e destrói patrimônios é não deixá-lo surgir: a prevenção é palavra e a ação a ser empreendida.

Na vanguarda dos acontecimentos, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará editou uma norma técnica que trata exatamente sobre a ação dos profissionais que labutam diariamente nas diversas edificações e áreas de risco no Estado do Ceará. Esses profissionais formam as famosas brigadas de incêndio, que em nível nacional são referenciadas na NBR 14276, e que agora, em solo estadual têm uma norma que contempla as peculiaridades próprias à região.

A Norma Técnica nº 001/04 tem por escopo estabelecer as condições

mínimas para a formação, treinamento, certificação e recertificação das brigada de incêndio no âmbito do Estado. A brigada de incêndio será exigida

em todas as edificações e áreas de risco que possuem área total construída

acima de 750m

residenciais unifamiliares. Há uma ressalva quanto às casas de fogos, postos

e/ou mais de dois pavimentos, com exceção das edificações

2

de combustíveis e indústrias que independente da área a brigada de incêndio

será exigida.

Os critérios básicos para a seleção de brigadistas, a organização, o número de membro, as funções dos diversos integrantes, o programa mínimo para formação, as atribuições e atividades a ser desempenhada pela brigada de incêndio são alguns dos tópicos constantes da norma.

Outro avanço contemplado é a ação existente sobre os formadores de brigadas de incêndio, pois exige que os profissionais habilitados sejam credenciados junto ao Corpo de Bombeiros. Fato que anterioremente não

acontecia, pois não havia legislação específica para o assunto. É atuando na fiscalização dos agentes formadores de brigada que se espera conseguir qualidade na prevenção e no combate ao princípio de incêndio, diminuindo

as possiblidades de ocorrências de grande monta nas edificações e áreas de

risco.

Além da função educativa, há na norma uma função coercitiva, uma vez que estabelece que o descumprimento dos requisitos estabelecidos propiciará o início do processo de cassação do Certificado de Aprovação da Obra do Corpo de Bombeiros. Isso para as edificações existentes e para as futuras

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

68

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

edificações exige para aprovação que o responsável técnico apresente a documentação do Assessor Técnico da Brigada de Incêndio da edificação

A dificuldade de se mudar a cultura da reatividade, tão arraigada e entranhada nas pessoas, é perceptível, mas a sociedade receberá os dividendos de tal mudança. A cultura da prevenção pró-ativa tem menor custo, traz segurança e fortalece a responsabilidade de cada um e de todos os membros da sociedade. É papel do Corpo de Bombeiros iniciar esse processo de conscientização, distinguindo rumos a serem trilhados, em sua esfera de atribuições. Em nível macro, os passos iniciais estão sendo encetados e cabe aos indivíduos implementarem em sua rotina diária as ações para dificultar o surgimento de acidentes.

Vale ressaltar que nesta trilha diversas outras entidades cerram fileiras lado

a lado com os bravos soldados do fogo, dentre as quais, com importante

papel desempenhado na elaboração desta Norma Técnica, o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia/Seção Ceará – CREA/CE.

A compreensão do magnífico poder que a parceria entre os órgãos estatais e

a sociedade civil, no intuito de oferecer melhor qualidade de vida ao cidadão,

é o que tem feito com que não só a Corporação, mas a sociedade como um todo, tenham ganhos expressivos nos embates desta seara.

Por isso, o cidadão cearense pode sentir-se seguro pelos valorosos soldados da paz de que dispõe. E certo de que o Corpo de Bombeiros Militar dos Estado do Ceará está sempre alerta e a postos para melhor lhe servir com dedicação e afinco.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

69

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

BRASIL SEM CHAMAS

BRASIL SEM CHAMAS Portaria MCT nº 704, de 11.11.2005   Institui Comissão de Supervisão do
BRASIL SEM CHAMAS Portaria MCT nº 704, de 11.11.2005   Institui Comissão de Supervisão do
BRASIL SEM CHAMAS Portaria MCT nº 704, de 11.11.2005   Institui Comissão de Supervisão do

Portaria

MCT

704,

de

11.11.2005

 

Institui Comissão de Supervisão do Estudo Brasil sem Chamas, no âmbito do MCT, com o propósito de assegurar o desenvolvimento dos trabalhos e o alcance dos resultados esperados.

O Ministro de Estado da

Ciência e Tecnologia no uso das suas atribuições e considerando a necessidade

assegurar o

desenvolvimento dos trabalhos e o alcance dos resultados esperados de um Estudo, compreendendo um conjunto de diagnósticos e avaliações críticas sobre questões relativas ao combate e prevenção de incêndios e suas causas correlatas, com vistas a subsidiar a formulação de um Programa Nacional de fomento à área, denominado "BRASIL SEM CHAMAS", resolve:

de

Art. 1º - Instituir Comissão de Supervisão do Estudo Brasil sem Chamas, no âmbito do MCT, com o propósito de assegurar o desenvolvimento dos trabalhos e o alcance dos resultados esperados.

Art. 2º - A Comissão de Supervisão será composta pelos seguintes membros:

Reinaldo Dias Ferraz de Souza - Coordenador Geral de Serviços Tecnológicos, que a presidirá; Luiz Otávio Damasceno Pinheiro - Financiadora de Estudos e Projetos; Luiz Augusto Cardoso Pinto, Major Bombeiro – Escritório da FINEP em São Paulo; Attilio Tavalloni - Instituto Nacional de Tecnologia; José Carlos Tomina - Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo; Coronel BM José Ananias Duarte Frota - Comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará e Presidente da Liga Nacional dos Comandantes dos Corpos de Bombeiros.

Art. 3º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

SÉRGIO MACHADO REZENDE

Publicado no DOU de 17/11/2005, Seção II, Pág. 3.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

70

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

TAXA DE INCÊNDIO

TAXA DE INCÊNDIO A taxa de incêndio é um tributo pago por estabelecimentos comerciais, industriais diversos
TAXA DE INCÊNDIO A taxa de incêndio é um tributo pago por estabelecimentos comerciais, industriais diversos

A taxa de incêndio é um tributo pago por estabelecimentos comerciais,

industriais diversos e residenciais multifamiliares que possuam mais de 80m 2

de área construída, tem como intuito melhorar a qualidade dos serviços emergenciais especializados do Corpo de Bombeiros (combate a incêndio, emergência Pré-hospitalar, salvamento e outros) proporcionando um nível de segurança e bem estar para a sociedade cearense.

O tributo é cobrado através da Lei nº 11.403, de 21 de dezembro de 1987 a

qual dispõe sobre a taxa de aprovação de projeto de construção, bem como

a taxa de segurança contra incêndio. Esta lei é regulamentada pelo Decreto

nº 19.373, de 30 de julho de 1988, a qual apresenta fato gerador, o cálculo

do tributo, discrimina os contribuintes, a cobrança e as isenções.

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (CAGECE) é a instituição

autorizada pelo governo estadual, a cobrar a taxa através de banco de dados

fornecido pela prefeitura. Facilitando a chegada dos boletos a todos os contribuintes e o cadastro dos inadiplentes.

Como pode ser visto nas palavras supra-citadas a Lei da taxa de incêndio foi sancionada em 1987 e o Decreto que a regulamenta em 1988, o que nos mostra que não é um fato novo. A cobrança foi devidamente regularizada e posta em prática em 2000 e desde este ano vem sendo cobrada de estabelecimento comerciais e industriais sem nenhum transtorno ou queixas.

O fato que gerou o desconforto de uma parte da sociedade foi a cobrança,

após atualização do banco de dados utilizado das residenciais multifamiliares (apartamentos) que possuam área construída superior a 80m 2 . Foram expedidos 155.000 boletos de cobrança, gerando uma expectativa de 9

milhões de reais arrecadados. O motivo da cobrança gerada a estes estabelecimentos se dá em virtude do potencial de risco acumulado pela edificação vertical, o grande número de pessoas e de carga de incêndio em mesma área.

A LEI 11.403 DE 21 DE DEZEMBRO DE 1987

1. Fato Gerador:

Exercício do poder de polícia, manifestado na aprovação de

projetos de sistemas preventivos contra incêndio; Utilização efetiva ou potencial do serviço de combate a incêndio prestado do contribuinte.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

71

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

2. Os valores das taxas têm como referência:

A área do imóvel, construída ou projetada, e o risco apresentado pela edificação.

3. São contribuintes:

Taxa de aprovação de projetos de construção;

Proprietários de obras com mais de 750m 2 ou mais de 02 pavimentos de uso empresarial ou residencial multifamiliar (apartamento);

Taxa anual de segurança contra incêndio

Proprietário de imóveis residenciais multifamiliares com área superior a 80m 2 e de imóvel de uso comercial e industrial.

4. Não são considerados contribuintes:

Proprietário de imóveis em municípios que não possuem Corpo de Bombeiros.

5. Ficam isentos:

Imóveis residenciais com área construída menor que 80m 2 ;

Imóveis residenciais com isenção de IPTU, pelo valor venal;

Prédios públicos;

Imóveis residenciais unifamiliares;

Templos de qualquer culto e os imóveis pertencentes às instituições de assistência social e dos partidos políticos.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

72

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

CURSO DE GERENCIAMENTO DE DESASTRES

CURSO DE GERENCIAMENTO DE DESASTRES durante a ocorrência de desastres. A prevenção de desastres e a
CURSO DE GERENCIAMENTO DE DESASTRES durante a ocorrência de desastres. A prevenção de desastres e a
CURSO DE GERENCIAMENTO DE DESASTRES durante a ocorrência de desastres. A prevenção de desastres e a

durante a ocorrência de desastres.

A prevenção de desastres e a parceria entre instituições governamentais e voluntariado no gerenciamento de situações de perigo generalizado foi tema de um curso promovido pelo Corpo de Bombeiros Militar do Ceará, ministrado por representantes da instituição norte- americana Homens Batista do Texas, especialistas em ações emergenciais

No Ceará, 75 alunos participaram do projeto que já foi realizado no Distrito Federal, em Santa Catarina e no Rio de Janeiro. O curso teve como objetivo de preparar os voluntários para concederem resposta a desastres, a partir dos recursos disponíveis na própria comunidade, além de permitir que o Estado tenha acesso a diferentes idéias sobre prevenção.

O trabalho com voluntariado só foi permitido na estrutura do Corpo de Bombeiros no Ceará, após a modificação na Lei Orgânica da Corporação, aprovada pela Assembléia Legislativa e sancionada pelo governo do Estado em 2003.

O curso oferece treinamento especializado em alimentação, creche, abrigo, limpeza, capelania (assistência psicológica a vítimas de tragédias) e purificação de água. "Nós explicamos aos voluntários qual a importância desse trabalho e ressaltamos a pregação do Bom Samaritano. Jesus falou que se ajudássemos ao próximo estaríamos ajudando a Ele. Nós fazemos isso por causa de Jesus", salientou o instrutor Dick Talley, que ministrou aulas de purificação de água no curso. "Sabemos que as pessoas podem viver várias semanas sem comida, mas só podem passar três dias sem água, por isso ensinamos aos voluntários como pegar uma água suja e para purificá-la ao ponto para beber", explicou Talley.

Segundo os instrutores do curso, a idéia é construir um grupo voluntário permanente e preparado para eventuais tragédias. Para tanto, após a conclusão das aulas foram formados grupos, em áreas específicas, onde os atuais alunos atuaram como agentes multiplicadores, transmitindo a informação adquirida para outros integrantes da sociedade civil. "Sabemos

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

73

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

que temos culturas diferentes (comparando o Brasil com Estados Unidos) e outras tecnologias, mas é preciso iniciar um trabalho nesse sentido, já que se leva tempo para desenvolver e adaptar o serviço de socorro voluntário para a necessidade do Ceará. Estamos a disposição para ajudar", ressaltou Dick.

O curso foi realizado em março/2006, no auditório da Faculdade Metropolitana (FAMETRO) e atendeu representantes de entidades como o Corpo de Bombeiros, o Exército Brasileiro, Polícias Militar e Civil, das defesas civis do Estado e do Município, além de CAGECE, DERT, COELCE, COGERH, FUNCEME, estudantes universitários e outros voluntários da sociedade civil.

universitários e outros voluntários da sociedade civil. Integraram a comitiva, o instrutor Dick Talley, o pastor

Integraram a comitiva, o instrutor Dick Talley, o pastor Jim Howardy e Brígida Carvalho, representando a Embaixada dos Estados Unidos em Brasília. O grupo foi acompanhado pelo Comandante Geral do Corpo de Bombeiros, Coronel Duarte Frota e pelo Pastor Paixão, presidente da Associação dos Evangélicos do Ceará.

presidente da Associação dos Evangélicos do Ceará. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO
presidente da Associação dos Evangélicos do Ceará. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

74

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

COORDENADORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS

COORDENADORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS A Coordenadoria de Atividades Técnicas é o Órgão de Execução Programática
COORDENADORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS A Coordenadoria de Atividades Técnicas é o Órgão de Execução Programática

A Coordenadoria de Atividades Técnicas é o Órgão de Execução Programática responsável pelo controle da observância dos requisitos técnicos contra incêndios e de projetos de edificações antes ou depois de sua liberação ao uso, competindo-lhe.

I. gerenciar o sistema de informações no que diz respeito à análise, cadastro e controle de dados;

II. desenvolver pesquisa científica e avaliar o desempenho operacional da Corporação;

III. analisar projetos de edificações, vistorias e pareceres técnicos;

IV. controlar, manter e manobrar hidrantes.

ESTATÍSTICAS DE ATIVIDADES

1200 1000 800 600 400 200 0 2003 2004 2005 2006 * Fonte: Coordenadoria de
1200
1000
800
600
400
200
0
2003 2004
2005
2006 *
Fonte: Coordenadoria de Atividades Técnicas
(*) Até 10/04/06

Relatório de vistoriaParecer Técnico Reprovação de Projeto Aprovação de Projeto Aprovação da Obra (habite_se) Reprovação da Obra

Parecer TécnicoRelatório de vistoria Reprovação de Projeto Aprovação de Projeto Aprovação da Obra (habite_se) Reprovação da Obra

Reprovação de ProjetoRelatório de vistoria Parecer Técnico Aprovação de Projeto Aprovação da Obra (habite_se) Reprovação da Obra Termo

Aprovação de Projetode vistoria Parecer Técnico Reprovação de Projeto Aprovação da Obra (habite_se) Reprovação da Obra Termo

Aprovação da Obra (habite_se)de vistoria Parecer Técnico Reprovação de Projeto Aprovação de Projeto Reprovação da Obra Termo de Ajustamento

Reprovação da ObraParecer Técnico Reprovação de Projeto Aprovação de Projeto Aprovação da Obra (habite_se) Termo de Ajustamento

Termo de AjustamentoParecer Técnico Reprovação de Projeto Aprovação de Projeto Aprovação da Obra (habite_se) Reprovação da Obra

TOTAL GERAL:

7.425

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

75

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

S
S

CONVÊNI

PARCERIAS

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

76

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO

AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO A ANP celebrou convênio, em 2003, com o Corpo de Bombeiros Militar
AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO A ANP celebrou convênio, em 2003, com o Corpo de Bombeiros Militar
AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO A ANP celebrou convênio, em 2003, com o Corpo de Bombeiros Militar

A ANP celebrou convênio, em 2003,

com o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará, a fim estabelecer cooperação técnica e operacional para a fiscalização das atividades relativas ao setor de revenda de Gás Liquefeito de Petróleo – GLP.

O convênio foi assinado pelo Cel BM

Duarte Frota, Comandante Geral da Corporação, Sr. Sebastião do Rego Barros, Diretor – Geral da ANP e pelo Sr. Cesar Ramos Filho, Coordenador Especial de Fiscalização da ANP.

Ramos Filho, Coordenador Especial de Fiscalização da ANP. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

77

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

AUTARQUIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO

AUTARQUIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO Essa parceria tem como objetivo ministrar o Curso de Suporte Básico de
AUTARQUIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO Essa parceria tem como objetivo ministrar o Curso de Suporte Básico de
AUTARQUIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO Essa parceria tem como objetivo ministrar o Curso de Suporte Básico de

Essa parceria tem como objetivo ministrar o Curso de Suporte Básico de Vida aos integrantes da AMC, habilitando-os a realizar o primeiro atendimento às vítimas de acidentes de trânsito até a chegada da ambulância, proporcionando, por conseguinte, uma segurança mais efetiva à nossa população.

uma segurança mais efetiva à nossa população. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO
uma segurança mais efetiva à nossa população. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

78

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

SECRETARIA NACIONAL DE DEFESA CIVIL

SECRETARIA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Florestais, ainda para o ano de 2003. Em audiência com o
SECRETARIA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Florestais, ainda para o ano de 2003. Em audiência com o
SECRETARIA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Florestais, ainda para o ano de 2003. Em audiência com o

Florestais, ainda para o ano de 2003.

Em audiência com o Secretário Nacional de Defesa Civil, Coronel Jorge do Carmo Pimentel (centro), representando o Comando Geral do Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará, Maj Sérgio Gomes (esquerda) e Maj Anderson (direita), fecharam parceria de cooperação para a execução de vários cursos de interesse institucional - Atendimento Pré- hospitalar e Combate a Incêndios

- Atendimento Pré- hospitalar e Combate a Incêndios CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ
- Atendimento Pré- hospitalar e Combate a Incêndios CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

79

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

FOME ZERO COM A PETROBRÁS

FOME ZERO COM A PETROBRÁS PETROBRÁS doou 1.280 (hum mil duzentas e oitenta) cestas básicas ao
FOME ZERO COM A PETROBRÁS PETROBRÁS doou 1.280 (hum mil duzentas e oitenta) cestas básicas ao
FOME ZERO COM A PETROBRÁS PETROBRÁS doou 1.280 (hum mil duzentas e oitenta) cestas básicas ao

PETROBRÁS doou 1.280 (hum mil duzentas e oitenta) cestas básicas ao PROJETO FOME ZERO. Estes donativos foram destinados aos desabrigados das cidades mais atingidas pelas chuvas em nosso Estado.

A solenidade realizou-se no auditório da LUBNOR (Lubrificantes do Nordeste) e estiveram presentes a Srª Beatriz Alcântara, Primeira Dama do Estado, o Exmo. Dr. Raimundo Gomes de Matos, Secretário de Ação Social, o Exmo Sr. Cel Duarte Frota, Comandante Geral da Corporação, o Sr. Fernandes Cantalejo, Superintendente da Petrobrás no Ceará, o Comandante do 1º Grupamento de Bombeiros, Maj Cleyton, funcionários da empresa e jornalistas da imprensa local.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

80

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

GRUPO PÃO DE AÇUCAR

GRUPO PÃO DE AÇUCAR Pão de Açúcar doa para a Campanha Ceará Solidário, 11 (onze) toneladas
GRUPO PÃO DE AÇUCAR Pão de Açúcar doa para a Campanha Ceará Solidário, 11 (onze) toneladas
GRUPO PÃO DE AÇUCAR Pão de Açúcar doa para a Campanha Ceará Solidário, 11 (onze) toneladas

Pão de Açúcar doa para a Campanha Ceará Solidário, 11 (onze) toneladas de alimentos para os desabrigados das enchentes no ano de 2004.

alimentos para os desabrigados das enchentes no ano de 2004. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO
alimentos para os desabrigados das enchentes no ano de 2004. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

81

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

COLÉGIO SETE DE SETEMBRO – CLUBINHO

COLÉGIO SETE DE SETEMBRO – CLUBINHO Visando promover uma consciência preventiva na sociedade cearense, o Corpo
COLÉGIO SETE DE SETEMBRO – CLUBINHO Visando promover uma consciência preventiva na sociedade cearense, o Corpo
COLÉGIO SETE DE SETEMBRO – CLUBINHO Visando promover uma consciência preventiva na sociedade cearense, o Corpo

Visando promover uma consciência preventiva na sociedade cearense, o Corpo de Bombeiros Militar do Ceará ultrapassa fronteiras entre o público e o privado através de projetos de ensinamentos de prevenção contra acidentes.

Desta feita, o comando da corporação, buscando atingir todas as faixas etárias da população alencarina, fundou o CLUBE DO BOMBEIRO VOLUNTÁRIO.

Trata-se de um projeto inovador, que “invade” os muros escolares levando instruções de combate a incêndios, primeiros socorros e salvamentos ao corpo docente, discente e pais de alunos.

A primeira escola “atingida” pelo Clube

é o Colégio 7 de Setembro, onde nossos bombeiros militares iniciaram, desde o dia 1 o de setembro/2005, aulas dos citados temas, que foram ministradas aos alunos do ensino fundamental e médio das três sedes daquela instituição de ensino.

Nosso objetivo é levar o conhecimento preventivo a todos os alunos, professores e, posteriormente, aos pais de alunos das redes particular e pública de escolas do nosso Estado.

No Colégio 7 de Setembro, a primeira turma de Bombeiros Voluntários já fora concretizada. Após assistirem aulas diárias de ações bombeirísticas, vinte alunos da 6 a , 7 a e 8 a séries fizeram sua primeira apresentação em público, ensinando, no dia 30 de setembro, freqüentadores do Shopping Iguatemi a agirem em situações de emergência.

Com o apoio do Colégio 7 de Setembro, o Clube do Bombeiro Voluntário dá seu primeiro passo rumo à educação preventiva para crianças e jovens e, estes, por sua vez, levarão tais informações a seus familiares e amigos, de forma tal que, no futuro, todos os cearenses estejam “nutridos” da mais profunda prevenção, evitando assim, acidentes

fatais e outras emergências, preservando, com isso, a vida e os bens do nosso povo forte

e batalhador.

É o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará, levando prevenção e vida a todas as

idades de nossa sociedade, através de projetos de inclusão social - como o Projeto Bombeiros Saúde e Sociedade, que leva alegria e motivação aos amigos da terceira idade - e projetos de educação preventiva, como o Clube do Bombeiro Voluntário.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

82

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

MONGERAL SEGUROS E PREVIDÊNCIAS

MONGERAL SEGUROS E PREVIDÊNCIAS O Comandante Geral da Corporação, Cel Duarte Frota, acompanhado do Gerente da
MONGERAL SEGUROS E PREVIDÊNCIAS O Comandante Geral da Corporação, Cel Duarte Frota, acompanhado do Gerente da
MONGERAL SEGUROS E PREVIDÊNCIAS O Comandante Geral da Corporação, Cel Duarte Frota, acompanhado do Gerente da

O Comandante Geral da Corporação, Cel Duarte Frota, acompanhado do Gerente da Sucursal da Empresa Mongeral, Dr. Almir Barreto, realizaram em fevereiro/2006, no Palácio Iracema do Governo do Estado do Ceará, a entrega simbólica dos flutuadores ao Exmo. Sr. Governador do Estado, Dr. Lúcio Gonçalo de Alcântara e ao Exmo. Sr. Secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Gen. Div. Théo Espíndola Basto.

A Empresa Mongeral, na pessoa do grande visionário e empreendedor, Dr.

Almir Barreto, patrocinou 200 flutuadores e foram utilizados por 200 guarda- vidas durante a operação de Carnaval, sonorizando o slogan: “BOMBEIROS

E MONGERAL SALVANDO VIDAS NESTE CARNAVAL”. Este investimento

realizado pela empresa patrocinadora provocou uma economia de R$

35.000,00 aos cofres do Estado. Provando a importância da Parceria Pública

e Privada no crescimento organizacional da Corporação, no seu mister de vidas alheias e riquezas salvar.

O SURGIMENTO Uma idéia simples, fácil de executar cuja patente se deve ao TenCel Heraldo Maia Pacheco e ao Sgt. José Maria da Silva, onde o equipamento irá representar mais agilidade e segurança nos salvamentos aquáticos.

MATERIAL Confeccionado com nylon, fita tubular e quatro garrafas peti de dois litros.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

83

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

ES
ES

LEGISLAÇ

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

84

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

LEGISLAÇÕES

LEGISLAÇÕES Durante o período de 2003 a 2006, foram aprovadas 31 legislações. LEIS 01. Lei n.º
LEGISLAÇÕES Durante o período de 2003 a 2006, foram aprovadas 31 legislações. LEIS 01. Lei n.º

Durante o período de 2003 a 2006, foram aprovadas 31 legislações.

LEIS

01.Lei n.º 13.326 – Serviço Voluntário; 02.Lei n.º 13.353 – Lei de Fixação de Efetivo; 03.Lei n.º 13.407 – Código Disciplinar; 04.Lei n.º 13.438 – Lei de Organização Básica; 05.Lei n.º 13.440 – Modifica e altera a Lei Estadual nº 12.999, de 14 de janeiro de 2000, que dispõe sobre os Colégios Militares Estaduais e dá outras providências. 06.Lei n.º 13.462 – Dispõe sobre a presença obrigatória de profissionais de salvamento aquático; 07.Lei n.º 13.548 – Arrecadador (CAGECE); 08.Lei n.º 13.556 – Código de Segurança Contra Incêndio; 09.Lei n.º 13.566 – Taxa de Incêndio e Selo de Qualidade 193; 10.Lei n.º 13.729 – Estatuto dos Militares Estaduais.

DECRETOS

11.Decreto n.º 27.100 – Regulamenta o Serviço Voluntário; 12.Decreto n.º 27.123 – Denomina o QCG Cel Agostinho Pereira Neto; 13.Decreto n.º 27.141 – Centro de Treinamento Desenvolvimento Humano; 14.Decreto n.º 27.142 – Condecorações e Medalhas; 15.Decreto n.º 27.182 – Denomina o 2º GI Cel Voltaire Magno de Abreu; 16.Decreto n.º 27.183 – Denomina o 3º GI Cel Murilo Filgueiras Cruz; 17.Decreto n.º 27.251 – Denomina o Colégio Militar Escritora Rachel de Queiroz; 18.Decreto n.º 27.393 – Regulamenta a prestação voluntária de serviços administrativos e auxiliares de saúde e de defesa civil; 19.Decreto n.º 27.416 – Regulamenta o Ensino; 20.Decreto n.º 27.582 – Institui a Ordem do Mérito “Dom Pedro II”. 21.Decreto n.º 28.104 – Denomina o Núcleo de Busca e Salvamento Major QOBM Rosana Buson Pompeu de Sousa Brasil.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

85

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

ES
ES

PROMOÇ

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

86

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

ASCENSÃO PROFISSIONAL

ASCENSÃO PROFISSIONAL Com o advento da Lei n.º 13.438, de 07 de janeiro de 2004, que
ASCENSÃO PROFISSIONAL Com o advento da Lei n.º 13.438, de 07 de janeiro de 2004, que

Com o advento da Lei n.º 13.438, de 07 de janeiro de 2004, que dispõe sobre a estrutura organizacional do CBMCE, como também a Lei n.º 13.353, de 01 de setembro de 2003, que fixa o efetivo da Corporação, veio referenciar a importância da reengenharia administrativa, realocando cargos, permutando uns cargos por outros, objetivando a priorização da atividade-fim do Corpo de Bombeiros, em a preservação de vidas e patrimônio

Tudo isso foi possível pela visão sistêmica do Exmo. Sr. Governador do Estado do Ceará, Dr. Lúcio Alcântara, bem como o arrojo, dedicação e límpido senso dos benefícios das aprovações dessas Legislações realizadas pelos nobres Deputados Estaduais, ocasionando assim, a ascensão profissional do público interno. No período de 2003 a 2006 foram realizadas 1.205 promoções nos seus diversos quadros de oficiais e praças.

QUADRO

POSTO E GRADUAÇÃO

TOTAL

 

Tenente Coronel a Coronel

6

Major a Tenente Coronel

19

QOBM

Capitão a Major

39

Tenente a Capitão

49

A Tenente

23

 

Major a Tenente Coronel

4

QOCBM

Capitão a Major

5

Tenente a Capitão

2

QOABM

Tenente a Capitão

14

Subtenente a Tenente

34

 

Sargento a Subtenente

323

QBMP

Cabo a Sargento

232

Soldado a Cabo

455

TOTAL GERAL

1.205

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

87

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

S
S

CURS

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

88

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL

CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL CURSOS TOTAL Curso de Altos Estudos Estratégicos – CAEE 47 Curso Superior de
CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL CURSOS TOTAL Curso de Altos Estudos Estratégicos – CAEE 47 Curso Superior de

CURSOS

TOTAL

Curso de Altos Estudos Estratégicos – CAEE

47

Curso Superior de Comando – CSC

70

Curso de Instrutor de Educação Física – CIEF

2

Cursos de Especialização em Salvamento – CESALV

18

Curso de Salvamento Aquático – CSA

18

Curso de Habilitação de Oficiais – CHO

49

Curso de Mergulho Autônomo – CMAUT

70

Curso de Habilitação a Subtenente – CHST

254

Curso de Habilitação a Sargento – CHS

309

Curso de Habilitação a Cabo – CHC

361

Curso de Especialização em Socorros de Emergência – CESE

65

Curso de Prevenção e Combate a Incêndio Florestal – CPCInf

90

Curso de Habilitação de Vistorias Técnicas – CHVT

60

Curso de Preparação de Instrutores – CPI

2

Curso de Capacitação para Fiscalização de Distribuição de Derivados de Petróleo

31

Estágio de Adaptação de Bombeiros de Aeródromo – EABA

5

Estágio de Salvamento em Mar Aberto – ESAMA

45

Estágio de Operador de Rádio

20

Curso de Oratória

20

Curso de Informática Básica

38

Treinamento sobre Prevenção de Queimados

150

Palestra Tema: Processo Licitatório

40

Palestra Tema: Qualidade Organizacional e Pilares da Liderança

55

Palestra Tema: Salvamento Aquático

60

Palestra Tema: Sinalização Contra Incêndio em Edificações Verticais

60

Seminário Cearense de Segurança Contra Incêndio

80

TOTAL DE BOMBEIROS

2439

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

89

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

CURSO DE APH (PROTOCOLO INTERNACIONAL)

CURSO DE APH (PROTOCOLO INTERNACIONAL) Vinte e três bombeiros cearenses participaram do Curso Internacional de
CURSO DE APH (PROTOCOLO INTERNACIONAL) Vinte e três bombeiros cearenses participaram do Curso Internacional de
CURSO DE APH (PROTOCOLO INTERNACIONAL) Vinte e três bombeiros cearenses participaram do Curso Internacional de

Vinte e três bombeiros cearenses participaram do Curso Internacional de Atendimento Pré-hospitalar.

O treinamento trouxe ao Ceará procedimentos estudados pela Força Tarefa do Corpo de Bombeiros de Miami Dade, nos Estados Unidos, após os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001, em Nova Iorque.

O curso é o que há de mais atualizado em atendimento pré-hospitalar de

emergências médicas, como suporte para um parto, ou em caso de traumas, entre os quais acidentes automobilísticos e quedas.

entre os quais acidentes automobilísticos e quedas. A realização é da Secretaria Nacional da Defesa Civil

A realização é da Secretaria Nacional da Defesa Civil em parceria com a Agência Internacional para o Gerenciamento de Catástrofes para a América Latina e o Caribe (OFDA/Usaid).

O objetivo do treinamento, além de atualizar, é

dar mais qualidade ao serviço oferecido pelo Corpo de Bombeiros Militar do

Ceará, que já realiza essa modalidade de atendimento através do Grupo de Socorro de Urgência (GSU), desde 1989, com média diária de até 50 ocorrências.

desde 1989, com média diária de até 50 ocorrências. Como resultado do treinamento, espera-se evitar lesões

Como resultado do treinamento, espera-se evitar lesões secundárias ocasionadas pela abordagem inadequada de leigos, caso, por exemplo, da remoção de uma vítima de acidente.

O protocolo utilizado no curso já está inserido em outros estados brasileiros: Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal e Maranhão.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

90

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

CURSO DE COMBATE A INCÊNDIOS FLORESTAIS

CURSO DE COMBATE A INCÊNDIOS FLORESTAIS O Curso de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais proporcionado
CURSO DE COMBATE A INCÊNDIOS FLORESTAIS O Curso de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais proporcionado
CURSO DE COMBATE A INCÊNDIOS FLORESTAIS O Curso de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais proporcionado

O Curso de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais proporcionado pela Secretaria Nacional de Defesa Civil, reforça a preocupação constante com a incidência dos incêndios florestais em nosso estado.

Essa capacitação na área florestal representa um avanço nas técnicas e táticas da prevenção e combate aos incêndios florestais, perícia de incêndios florestais, noções de ecologia, meio ambiente e organização das grandes operações de controle ao fogo.

A presença de importantes reservas ambientais, áreas de proteção ambiental e parques ecológicos, mostra a necessidade de uma constante capacitação do efetivo do Corpo de Bombeiros. Todas as disciplinas foram adequadas à realidade do relevo, clima, fauna e flora de nosso estado. Os instrutores designados pela Secretaria Nacional de Defesa Civil compõem a Força Tarefa Nacional de Combate aos Incêndios Florestais.

Força Tarefa Nacional de Combate aos Incêndios Florestais. CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

91

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

CURSO DE EMERGÊNCIAS SUBMARINAS

CURSO DE EMERGÊNCIAS SUBMARINAS O comando do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará, sempre no intuito
CURSO DE EMERGÊNCIAS SUBMARINAS O comando do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará, sempre no intuito
CURSO DE EMERGÊNCIAS SUBMARINAS O comando do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará, sempre no intuito

O comando do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará, sempre no intuito de manter seus profissionais atualizados, submetidos à educação continuada, promoveu a participação de um de seus médicos, TC Marcus Davis, no Curso Expedito de Emergências Submarinas, capacitando assim o primeiro médico especializado em medicina submarina do Ceará.

O curso foi realizado no período de 12 a 23 de abril de 2004, na base de submarinos da Marinha do Brasil, situada em na ilha de Mucanguê em Niterói, Rio de Janeiro, por médicos e mergulhadores escafandristas da mais alta categoria técnica.

Desta forma a corporação e, principalmente a população do Estado, dispõe agora de um médico apto a acompanhar mergulhadores que venham a ser acometidos de patologias relacionadas ao mergulho, ocorrências freqüentes devido ao potencial turístico do Ceará, como também a seu pólo de exploração petrolífera na bacia de Paracuru.

A medicina submarina em sua extensão, a medicina hiperbárica, vai além dos casos de doenças de mergulhadores, abrangendo ainda o tratamento de feridas crônicas de várias etiologias, queimaduras graves, infecções ósseas, etc. Esse serviço poderá também ser prestado a doentes carentes, tão logo o Corpo de Bombeiros adquira sua câmara hiperbárica, como pretende o comando.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

92

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

CURSO DE MERGULHO AUTÔNOMO – CMAUT

CURSO DE MERGULHO AUTÔNOMO – CMAUT O curso tem a finalidade de especializar militares e civis
CURSO DE MERGULHO AUTÔNOMO – CMAUT O curso tem a finalidade de especializar militares e civis
CURSO DE MERGULHO AUTÔNOMO – CMAUT O curso tem a finalidade de especializar militares e civis

O curso tem a finalidade de especializar militares e civis para o exercício das funções de mergulhador autônomo nas atividades de Busca, Resgate e Salvamento Aquático, a fim de que possam desempenhar a atividade especial de mergulho.

O

curso

vem

tendo

como

sede

o

Núcleo

de

Busca

e

Salvamento,

unidade

responsável

pela

grande

maioria das atividades de mergulho de resgate no Ceará.

Ao término do curso, os alunos que lograrem êxito receberão o tão esperado brevê para ostentar no uniforme e terão direito à carteira de mergulhador duas estrelas da Confederação Mundial de Atividades Subaquáticas - CMAS - e da Confederação Brasileira de Pesca e Desportos Subaquáticos - CBPDS - uma vez que o CBECE é uma escola de mergulho filiada a esses dois importantes órgãos reguladores da atividade de mergulho no Brasil e em todo Mundo.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

93

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

CURSO SEQUENCIAL GESTÃO DE REC. HUMANOS

CURSO SEQUENCIAL GESTÃO DE REC. HUMANOS de Bombeiros Militar do Estado do Ceará, em uma visão
CURSO SEQUENCIAL GESTÃO DE REC. HUMANOS de Bombeiros Militar do Estado do Ceará, em uma visão
CURSO SEQUENCIAL GESTÃO DE REC. HUMANOS de Bombeiros Militar do Estado do Ceará, em uma visão

de Bombeiros Militar do

Estado do Ceará, em uma visão empreendedora do Comando da Corporação em possibilitar maior capacitação a seus Bombeiros Militares, na realização do Curso Superior Seqüencial para Militares da Corporação.

O Corpo

A celebração de convênio com a Universidade Estadual Vale do Acaraú, para implantação da primeira turma do curso em GESTÃO EM RECURSOS HUMANOS, é considerado um marco para a instituição e a Universidade.

Militares, na maioria já com idade avançada e que, muitas vezes por abnegação ao amor pelo valoroso serviço que prestam à comunidade, perderam "o bonde" da educação superior e já não mais incluíam em seus objetivos galgarem um nível superior em uma Universidade, vislumbram agora, um direito que há muito Ihes parecia prescrito.

agora, um direito que há muito Ihes parecia prescrito. O convênio entre a Universidade Vale do

O convênio entre a Universidade Vale do

Acaraú e o Corpo de Bombeiros Militar do

Estado do Ceará, além de ter por finalidade aperfeiçoar o serviço já tão bem prestado pelos Bombeiros à comunidade, prevê a concessão de vantagens aos alunos no âmbito financeiro através de descontos nas mensalidades e da comodidade de utilizar as modernas instalações do Colégio Militar

do Corpo de Bombeiros.

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003/2006

94

By Maj Anderson

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

ESTATÍSTICA – 2003/2006

ESTATÍSTICA – 2003/2006 12000 10000 8000 6000 4000 2000 0 Emergência Pré- hospitalar 12.387 Combate a
ESTATÍSTICA – 2003/2006 12000 10000 8000 6000 4000 2000 0 Emergência Pré- hospitalar 12.387 Combate a

12000

10000

8000

6000

4000

2000

0

Emergência Pré- hospitalar 12.387 Combate a Incêndio 7.038 Busca e Salvamento 18.878 2003 2004 2005
Emergência Pré-
hospitalar
12.387
Combate a
Incêndio
7.038
Busca e
Salvamento
18.878
2003 2004
2005
2006 *
TOTAL: 38.303

FONTE: Assessoria de Inteligência do CBMCE. * Ocorrências registradas até fevereiro.

95

PDF created with pdfFactory trial version www.pdffactory.com

NCLUSÃO C CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003

NCLUSÃO

C

NCLUSÃO C CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO CEARÁ RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2003 -

CONCLUSÃO

CONCLUSÃO Essas são as principais ações no campo da prevenção que promovem o estabelecimento de elos
CONCLUSÃO Essas são as principais ações no campo da prevenção que promovem o estabelecimento de elos

Essas são as principais ações no campo da prevenção que promovem o estabelecimento de elos fortes de agregação da Corporação com a comunidade. As diretrizes do Exmo. Sr. Governador do Estado do Ceará, Dr. Lúcio Alcântara, e o apoio do Secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Gen. Théo Espíndola Basto, conduzem a Corporação a um porto seguro, com trajetória delineada com tirocínio, empreendedorismo e visão de futuro.

A Corporação caminha rumo ao povo do Ceará. Pensando assim, o CASARÃO VERMELHO presta contas com a sociedade da "Terra da Luz", durante o período de 2003 a 2006, reforçando o seu eterno compromisso de bem servi-Ia acima de tudo, e dignificá-la nos momentos de dor e sofrimento. Tem sido assim nos últimos 81 anos.

Os bombeiros militares são conscientes de sua dignificante missão de guardiões da vida e buscam a cooperação voluntária de todos os segmentos da sociedade para que, efusivamente, possam bradar em uníssono: COMO É BOM TERMOS TODO UM ESTADO REPLETO DE BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS.