Sei sulla pagina 1di 7

Radiação ultravioleta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Ir para: navegação, pesquisa
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou
referência, o que compromete sua credibilidade. (desde Março de
2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e
independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de
notas de rodapé. Encontre fontes: Google — notícias, livros,
Ultravioleta
acadêmico
— Scirus Ciclos por segundo: 750 THz a 300 PHz
A radiação ultravioleta (UV) é a radiação Comprimento de onda: 400 nm a 1 nm
eletromagnética ou os raios ultravioleta com um
comprimento de onda menor que a da luz visível e maior que a dos raios X, de 380 nm a 1 nm. O
nome significa mais alta que (além do) violeta (do latim ultra), pelo fato que o violeta é a cor
visível com comprimento de onda mais curto e maior frequência.
A radiação UV pode ser subdividida em UV próximo (comprimento de onda de 380 até 200 nm -
mais próximo da luz visível), UV distante (de 200 até 10 nm) e UV extremo (de 1 a 31 nm).
No que se refere aos efeitos à saúde humana e ao meio ambiente, classifica-se como UVA (400 –
320 nm, também chamada de "luz negra" ou onda longa), UVB (320–280 nm, também chamada
de onda média) e UVC (280 - 100 nm, também chamada de UV curta ou "germicida"). A maior
parte da radiação UV emitida pelo sol é absorvida pela atmosfera terrestre. A quase totalidade
(99%) dos raios ultravioleta que efetivamente chegam a superfície da Terra são do tipo UV-A. A
radiação UV-B é parcialmente absorvida pelo ozônio da atmosfera e sua parcela que chega à
Terra é responsável por danos à pele. Já a radiação UV-C é totalmente absorvida pelo oxigênio e
o ozônio da atmosfera.
As faixas de radiação não são exatas. Como exemplo podemos ver que o UVA começa em torno
de 410 nm e termina em 315 nm. O UVB começa 330 nm e termina em 270 aproximadamente.
Os picos das faixas estão em suas médias.
Seu efeito bactericida faz com que seja utilizada em dispositivos com o objetivo de manter a
assepsia de certos estabelecimentos comerciais.
Outro uso é a aceleração da polimerização de certos compostos.
Muitas substâncias, ao serem expostas à radiação UV, se comportam de modo diferente de
quando expostas à luz visível, tornando-se fluorescente. Este fenômeno se dá pela excitação dos
elétrons nos átomos e moléculas dessa substância ao absorver a energia da luz invisível. E ao
retornarem aos seus níveis normais (níveis de energia), o excesso de energia é reemitido sob a
forma de luz visível.

Índice
[esconder]
• 1 Subtipos
• 2 Luz negra
• 3 Bibliografia
• 4 Referências

[editar] Subtipos
O espectro eletromagnético da luz ultravioleta pode ser divididia de várias formas. A norma ISO
sobre determinação de irradiância solar (ISO-21348:2007)[1] descreve as seguintes faixas:
Nome Abreviação Faixa de comprimento de onda (nm)
Ultravioleta UV 100 nm – 400 nm
Ultravioleta de vácuo VUV 10 nm – 200 nm
Ultravioleta extremo EUV 10 nm – 121 nm
Ultravioleta longínquo FUV 122 nm – 200 nm
Ultravioleta C UVC 100 nm – 280 nm
Ultravioleta médio MUV 200 nm – 300 nm
Ultravioleta B UVB 280 nm – 315 nm
Ultravioleta próximo NUV 300 nm – 400 nm
Ultravioleta A UVA 315 nm – 400 nm

[editar] Luz negra

Arte com materiais fluorescentes. (Artista: Beo Beyond)


Existem certas lâmpadas ultravioleta que emitem comprimentos de onda próximos à luz visível
entre 380 e 420 nm. Estas são chamadas de lâmpadas de "luz negra".
O UV destas lâmpadas é obtido principalmente através de uma lâmpada fluorescente sem a
proteção do componente (fósforo) que a faz emitir luz visível.
Dentro da lâmpada há um vapor (mercúrio) que, na passagem de elétrons, emite radiação no
comprimento de onda do ultravioleta. Esta radiação liberada "bate" na borda da lâmpada que é
revestida internamente por um fósforo. O fósforo excitado com a energia recebida reemite a
energia em comprimentos de onda do visível (branco).
A diferênça para a luz negra, é que esta não possui o revestimento de fósforo, deixando, assim,
passar toda radiação ultravioleta.
Este tipo de luz é usada em aparelhos elétricos para atrair insetos e eletrocutá-los. Outros tipos de
uso são para identificar dinheiro falso, decoração, boates e tuning.
[editar] Bibliografia
• Francis Rouessac and Annick Rouessac; Chemical Analysis, Modern Instrumentation
Methods and Techniques; John Wiley & Sons, 2000, p189.
Referências
1. ↑ ISO 21348 Process for Determining Solar Irradiances.

[Esconder]
v•e

Espectro eletromagnético

← menor comprimento de onda maior comprimento de onda →


Raios gama · Raios X · Ultravioleta · Espectro visível · Infravermelho · Raios T · Micro-ondas ·
Rádio

Espectro visível Vermelho · Alaranjado · Amarelo · Verde · Azul · Anil · Violeta

Banda W · Banda V · Banda Ka · Banda K · Banda Ku · Banda X · Banda


Micro-ondas
C · Banda S · Banda L

EHF · SHF · UHF · VHF · HF · MF · LF · VLF · ULF · SLF · ELF · FM ·


Ondas de rádio
AM

Tipos de comprimento de onda Micro-ondas · Onda curta · Onda média · Onda longa · Onda tropical (OT)

Obtida de "http://pt.wikipedia.org/wiki/Radia%C3%A7%C3%A3o_ultravioleta"
Categoria: Espectro eletromagnético
Categoria oculta: !Artigos que carecem de fontes desde Março de 2009
Ferramentas pessoais
• Entrar / criar conta
Espaços nominais
• Artigo
• Discussão
Variantes
Vistas
• Ler
• Editar
• Ver histórico
Ações
Busca
Top of Form
Especial:Pesquisa

Pesquisa

Bottom of Form
Navegação
• Página principal
• Conteúdo destacado
• Eventos atuais
• Esplanada
• Página aleatória
• Portais
• Informar um erro
Colaboração
• Boas-vindas
• Ajuda
• Página de testes
• Portal comunitário
• Mudanças recentes
• Estaleiro
• Criar página
• Páginas novas
• Contato
• Donativos
Imprimir/exportar
• Criar um livro
• Descarregar como PDF
• Versão para impressão
Ferramentas
• Páginas afluentes
• Alterações relacionadas
• Carregar ficheiro
• Páginas especiais
• Ligação permanente
• Citar esta página
Noutras línguas
• Aragonés
• ‫العربية‬
• Žemaitėška
• Беларуская
• Беларуская (тарашкевіца)
• Български
• বাংলা
• Brezhoneg
• Bosanski
• Català
• Česky
• Cymraeg
• Dansk
• Deutsch
• Ελληνικά
• English
• Esperanto
• Español
• Eesti
• Euskara
• ‫فارسی‬
• Suomi
• Français
• Galego
• ‫עברית‬
• िहनदी
• Hrvatski
• Magyar
• Bahasa Indonesia
• Ido
• Íslenska
• Italiano
• 日本語
• Basa Jawa
• ಕನನಡ
• 한국어
• Ripoarisch
• Latina
• Lietuvių
• Latviešu
• Македонски
• മലയാളം
• Монгол
• मराठी
• Bahasa Melayu
• Plattdüütsch
• Nederlands
• Norsk (nynorsk)
• Norsk (bokmål)
• Oromoo
• Polski
• ‫پنجابی‬
• Română
• Русский
• Srpskohrvatski / Српскохрватски
• Simple English
• Slovenčina
• Slovenščina
• Shqip
• Српски / Srpski
• Basa Sunda
• Svenska
• தமிழ்
• ไทย
• Türkçe
• Українська
• ‫اردو‬
• Tiếng Việt
• Winaray
• 中文
• Bân-lâm-gú
• 粵語
• Esta página foi modificada pela última vez às 20h58min de 31 de janeiro de 2011.
• Este texto é disponibilizado nos termos da licença Atribuição - Partilha nos Mesmos
Termos 3.0 Não Adaptada (CC BY-SA 3.0); pode estar sujeito a condições adicionais.
Consulte as condições de uso para mais detalhes.