Sei sulla pagina 1di 39

Da Atmosfera ao Oceano: Soluções na

Terra e para a Terra


Evolução dos Conceitos de Ácido e Base

Ácidos e bases

Arrhenius Bronsted-Lowry
Segundo Arrhenius

É qualquer substância capaz de


Ácido
originar iões H+ e iões negativos em
soluções aquosas

Base É um composto capaz de fornecer


iões hidróxido OH- e iões positivos
em solução aquosa
Segundo Bronsted - Lowry

Ácido É toda a espécie química que pode


doar protões (iões H+)

Base É toda a espécie química que pode


aceitar protões (iões H+)
Pares conjugados ácido - base

™ Os ácidos ou as bases podem ser moléculas ou iões

™ Numa reacção ácido - base há espécies químicas que

apenas diferem de um protão. Cada um desses pares

designa-se por par ácido – base conjugado


A todo o ácido corresponde uma base conjugada, e a
toda a base corresponde uma ácido conjugado. A uma
reacção ácido – base correspondem dois pares
conjugados de ácido – base

Ácido 1 + Base 2 Base 1 + Ácido 2


HCl/Cl-

H3O+/H2O

NH4+/NH3

H2O/HO-
Espécies químicas anfotéricas

™ São espécies químicas que podem funcionar ora como


ácidos ora como bases

™ A água quando reage com HCl, comporta-se como base,

pois as moléculas deste tem maior tendência a ceder H+,

quando reage com amoníaco NH3, funciona como ácido, pois

é a água que tem maior tendência para ceder H+


H2O
como base

H2O
como ácido
Auto – ionização da água

Experiências realizadas com aparelhos sensíveis

mostram que a água (pura) apresenta uma pequena

condutibilidade eléctrica, evidenciando, portanto, que a

água se ioniza em pequena extensão


⎡⎣H3O+ ⎦⎤ ⎡⎣OH- ⎤⎦
k '= e
2
e

⎡⎣H2O ⎤⎦ e

Como o número de moléculas de água que se ioniza é muito pequeno,


a concentração da água antes e após a ionização é praticamente a
mesma, podendo ser considerada constante, e fazendo parte,
portanto, do valor da constante de equilíbrio
⎡⎣H3O+ ⎦⎤ ⎡⎣OH- ⎤⎦
k '= e
2
e

⎡⎣H2O ⎤⎦ e

k' × [H2O ] e = ⎡⎣H3O+ ⎤⎦ e ⎡⎣OH- ⎤⎦ e


2

k' × [H2O ] e =KW


2

kW = ⎣H3O ⎦ e ⎣OH ⎤⎦ e
⎡ +
⎤ ⎡ -
Produto iónico da água a 25ºC (Kw)

O produto iónico da água é igual ao produto das


concentrações de H3O+ e OH- e é constante para uma dada
temperatura em qualquer solução aquosa. A 25ºC tem o
valor de 1,0×10-14

KW = ⎡⎣H3O + ⎤⎦ × ⎡⎣OH - ⎤⎦
Variação de Kw com a temperatura

t / ºC KW

0 0,11 x 10 -14

10 0,30 x 10 -14

20 0,68 x 10 -14

25 1,00 x 10 -14

50 5,47 x 10 -14

75 9,55 x 10 -14

100 51,3 x 10 -14


Como se pode verificar:

™ O valor de Kw é da ordem de 10-14 e, mesmo a


100ºC, é ainda muito baixo, o que mostra que a auto
protólise da água ocorre em pequena extensão

™ Kw aumenta com a temperatura porque a


autoprótolise da água é endotérmica
Carácter Químico de uma solução

KW = ⎡⎣H3O+ ⎤⎦ × ⎡⎣OH - ⎤⎦

⎡⎣H3O ⎤⎦ = ⎡⎣OH ⎤⎦
+ -
Solução Neutra

⎡⎣H3O+ ⎤⎦ > ⎡⎣OH- ⎤⎦ Solução Ácida

⎡⎣H3O+ ⎤⎦ < ⎡⎣OH- ⎤⎦ Solução Básica


KW = ⎡⎣H3O+ ⎤⎦ × ⎡⎣OH - ⎤⎦

(
- logKW = - log ⎡⎣H3O+ ⎤⎦ × ⎡⎣OH- ⎤⎦ )
pH=-log ⎡⎣H3O ⎤⎦
+
pOH=-log ⎡⎣OH ⎤⎦-

pKW = pH + pOH
Em solução aquosa, a 25ºC KW = 1,0×10-14

pKW = 14

14 = pH + pOH

⎡⎣H3O+ ⎤⎦ = ⎡⎣OH- ⎤⎦ pH = pOH = 7 Solução Neutra

⎡⎣H3O + ⎤⎦ > ⎡⎣OH- ⎤⎦ pH < 7 Solução Ácida

⎡⎣H3O+ ⎤⎦ < ⎡⎣OH- ⎤⎦ pH > 7 Solução Básica


Uma solução neutra não é aquela em que pH =7,

o que só se aplica a 25 ºC

mas antes aquela em que pOH = pH,

o que se aplica a qualquer temperatura


Força relativa de ácidos e
bases
Força relativa dos ácidos e das bases

A força de um ácido ou de uma base pode medir-se pela


extensão da respectiva reacção com a água.

HA (aq) + H2O (l) → A- (aq) + H3O+(aq)

HA (aq) + H2O (l) ↔ A- (aq) + H3O+(aq)


Força relativa dos ácidos e das bases

Ácido poliprótico

H3PO4 (aq) + H2O (l) → H2PO4- (aq) + H3O+(aq) -1ª ionização

H2PO4- (aq) + H2O (l) → HPO42- (aq) + H3O+(aq) -2ª ionização

HPO42- (aq) + H2O (l) → PO43- (aq) + H3O+(aq) -3ª ionização

A 1ª ionização é mais extensa do que a 2ª e esta é mais extensa que a


3ª ionização.
H3PO4 é um ácido mais forte do que H2PO4-
H2PO4- é um ácido mais forte do que PO43-
Força relativa dos ácidos e das bases

Ácidos fortes e Bases fortes


Dissociação e ionização
Dissociação

Ionização
Dissociação

Dissolução do Hidróxido de sódio

H2O
NaHO (s) Na+ (aq) + HO-(aq)

Dissolução do cloreto de sódio


Reacções de Ionização

Formam-se iões a partir de compostos moleculares

HA (aq) + H2O (l) → A- (aq) + H3O+(aq)

Ácido forte

HCl (aq) + H2O (l) → Cl- (aq) + H3O+(aq)

Ácido fraco
CH3COOH (aq) + H2O (l) ↔ CH3COO- (aq) + H3O+(aq)
Reacções de Ionização
Ácido forte

Reacção completa – a ionização do ácido é muito extensa


Ácido fraco

Reacção incompleta – a ionização do ácido é pouco extensa

Ionização de ácido Ionização de ácido


Ionização de ácido muito fraco α< < 1
forte α≈1 fraco α<1

Quanto mais elevado é o valor do grau de ionizaçã,α,mais forte é o ácido.


Reacções de Ionização
Base fraca

NH3 (aq) + H2O (l) ↔ NH4+ (aq) + H3O+(aq)

Reacção incompleta – a ionização da base é pouco extensa

Quanto mais elevado é o valor do grau de ionização,α,mais


forte é a base.
Reacções de Ionização
Grau de ionização e grau de dissociação,α

É o quociente entre o nº de moléculas (ou moles) ionizadas e o nº

de moléculas (ou moles) dissolvidas.

α=ni/nd
Constante de Acidez, Ka

A reacção entre um ácido e a água pode ser traduzida

esquematicamente por:

HA (aq) + H2O (l) → A- (aq) + H3O+(aq)

Ka – Constante de acidez

⎡⎣A- ⎤⎦ ⎡⎣H3O+ ⎤⎦
ka = e e
⎡⎣HA⎤⎦ e
A constante de acidez, Ka traduz a extensão

da reacção e a força de um ácido

Ka elevado

Reacção extensa no sentido directo

Ácido Forte

Ácidos fortes: HClO4, HI, HBr, HCl, HNO3 (Ka muito elevados)

Ácidos fracos: CH3COOH (Ka = 1,8x10-5)

NH4+ (Ka = 5,6x10-10)


Constante de Basicidade, Kb

A força de uma base também pode ser caracterizada

pela constante de basicidade, Kb

B (aq) + H2O (l) → HB+ (aq) + OH-(aq)

Kb – Constante de basicidade

⎡⎣HB+ ⎤⎦ ⎡⎣OH- ⎤⎦
kb = e e
⎡⎣B⎤⎦ e
A constante de basicidade, Kb traduz a

extensão da reacção e a força de uma base

Kb elevado

Reacção extensa no sentido directo

Base Forte

Bases fortes: NaOH, KOH (Kb elevado)

Bases fracas: NH3 (Kb = 1,8x10-5) ou C5H5N (piridina)

(Kb=1,7x10-10)
EXEMPLOS
de
constantes de acidez e constantes de basicidade
Relação entre Ka e Kb de
pares conjugados ácido - base

⎡⎣A- ⎤⎦ ⎡⎣H3O+ ⎤⎦
HA (aq) + H2O (l) → A- (aq) + H3O+(aq) ka = e e
⎡⎣HA⎤⎦ e

⎡⎣HA⎤⎦e ⎡⎣OH- ⎤⎦ e
A- (aq) + H2O (l) →HA (aq) + OH-(aq) kb =
⎡⎣A- ⎤⎦
e

Quanto mais forte é o ácido (maior Ka), mais fraca

é a base conjugada (menor Kb) e vice-versa


⎡⎣A- ⎤⎦ ⎡⎣H3O+ ⎤⎦ [HA]e ⎣⎡OH- ⎦⎤
Ka ×Kb = e e
× e

⎡⎣HA⎤⎦ e ⎡⎣A- ⎤⎦ e

Ka ×Kb = ⎡⎣H3O ⎤⎦ × ⎡⎣OH ⎤⎦


+ -

Ka ×Kb =Kw

Para quaisquer pares conjugados ácido –base, o produto Ka.Kb é

igual à constante de auto - protólise do solvente, à mesma

temperatura
A professora
Conceição Alves
Escola Secundária /3 Quinta das Palmeiras - Covilhã