Sei sulla pagina 1di 29

V  

Números inteiros naturais são todos os números normais. Ex: 1,2,3...-1,-2,-3


Z*= Conj. Nº inteiro exceto nº zero
Z*= ( ) Conj. Nº inteiros não negativos
Z_= ( ) Conj. Nº inteiros não positivos

Teoria dos sinais + e -, inventado pelos comerciantes, ( se vendiam alguma


coisa, acrescentava o sinal de menos e a quantidade vendida para saber que
tinha menos. Se adquirisse algo colocava o sinal de mais e a quantidade para
saber que tinha a mais). Ex.:
Um comerciante tinha 2 sacas de feijão com 10Kg cada. Se o comerciante
vendesse num dia 8Kg de feijão, ele escrevia (-8) na frente para não esquecer
que no saco faltava 8Kg.
Mas se ele resolvesse despejar no outro saco os 2Kg de feijão que restavam,
ele escrevia (+2) na frente, para se lembrar de que no saco havia 2Kg de feijão
a mais que a quantidade inicial.
Assim podiam indicar as quantidades, mas também o ganho e a perda dessas
quantidades.

   
   
         
 
 

         !


 !
 !

 "   #     "


 !#
 

† 


  
Se você ganha e perde alguma coisa, você irá subtrair mas permanece o sinal
do nº maior.

 !"!#  # 


(+1) X (+1) = (+1) + com += +
(+1) x (-1)= (-1) + com - = -
(-1)x (+1) = (-1) - com + = -
(-1)x (-1) = (+1) - com - = +

†$%&'( 
$)

(
'
%( 

 $
& ( &(
%& ( *"

!)

(

%( +"

 $   %     



  " '
 ,
"-
.
(
"-" (/ "
c c

1
A potência de um número elevado a um expoente par é um nº positivo.
A potência de um número elevado a um expoente impar é um nº que conserva
o seu sinal.

°# ° ° ° ° °  #°
!°
 !°
!°
!°
 !"
!#
° !#
!#
 °#

%     & 

O par pode ser dividido em duas partes iguais, sem que uma unidade fique no
meio. O ímpar não pode ser dividido em 2 partes iguais.
O número par pode ser dividido em partes iguais e desiguais, mas sem que
haja uma mistura de nº par com nº ímpar.

#.012
$
0
3*3'12,4

5*6'12,4

7*8'12,4


Os nºs pares ao serem divididos por dois tem resto zero.

 
(  ) *  

! , 
 9:
É divisível por 2 quando é par. È os que terminam: 0,2,4,6,8

! , 
 60
ßuando a soma dos algarismos é divisível por 3. Ex.:
123 ( soma= 1+2+3=6) / 36 (3+6=9)

! , 
 80
ßuando os 2 últimos algarismos formam um nº divisível por 4
Ex.: 937, 8, 13'...
c
! , 
 30
ßuando termina em 0 ou 5
475, 800...

! , 
 70
ßuando é divisível por 2 e 3 ao mesmo tempo.
36, 24, 126, 1476

! , 
 50

2
Pegar o O (  %  e  &    
& , . Subtrai o resultado pelos
algarismos restantes.
Se o resultado for divisível por 7, então o nº original também é divisível por 7.
Ex.: 23"
Calcular o dobro do último algarismo È 8x2=16
Subtrai o resultado pelos algarismos restantes È 23-16=7
7 é divisível por 7.

! , 
 :0
ßuando os 3 últimos algarismos formam um nº divisível por 8
Ex.: 876, 400

! , 
 ;0
ßuando a soma dos seus algarismos é divisível por 9.
36 È 3+6 = 9 (9 divide 9)
162 È 1+6+2 = 9
5463 È5+4+6+3 =18 (18:9=2)

! , 
 120
ßuando termina em ZERO.
100,120,780.

! , 
 110
ßuando a diferença entre a soma dos algarismos de ordem impar e par, a
partir da direita for múltipla por 11.( da direita para a esquerda alternando 1
sim um não).
.+.°7

Soma (ímpar) °  23


Soma (par) +  21

Números Primos
c
É aquele que só tem dois divisores: O nº 1 e ele próprio.c
O nº 1 não é primo, tem apenas um divisor
O nº 2 é o único nº par que é primo.

Números Compostos
São os números que possuem mais de 2 divisores

Frações

3

F ç  ve e


s çes s ev e
es 
e s

e ese
  
   (

<
 (
   e s  e 2 3 e  s  ev e
es  e
s s çes eese
  e  e e  
e 

  e çes ev e


es eve s   c  v 
e 
  es
º e ee
e e e 

 
 )  ) 0 98 5:
24 2 = 12  s s  vs ves   2 
78 2 = 39

12  3 = 4  s s  vs ves   3 


39  3 = 13

4 13   
c vs  c   4 e 13 é
e 1
 é s  ssve
e   e

s cç  
Èc 
 È4 13 é  s cç e  ve  ç 24 78

e ç e ç  es e



 

 
e s  c e e  s çes  es e

  é
e
c
 
   c  

s çes3 e 5  é 60
20 6
! ! ! ! !
Ë
 

"#"( $  " 
""$   
+

 $"(%

! !
& ( #$ 
& ($  
 "&
$  '

4
206 2
103 2
53 5
13 3
1
2x2x5x3=60

Adição

A soma requer que todas as frações envolvidas possuam o mesmo


denominador. ($(&


(=
 ).

1 + 2 + 3 = 1+2+3 = 6
77 7 7 7

Com os denominadores diferentes. Primeiro converte as frações ao mesmo


denominador. O (MMC)
1+2+3
35 13

3 5 133
1 5 135
1 1313
1 #   +#

5 + 78 + 45 = 188
195195 195 195

5
Subtração

Também tem que ter o mesmo denominador (é igual a soma).


8-1ʹ2
93 7

Multiplicação

Multiplica tudo independente do denominador ser igual ou diferente.


1. 2. 4 = 1 . 2. 4 =8
35 7 3 5 7 105

Divisão

Inverte as frações divisoras (troca o numerador pelo seu denominador e realiza


a multiplicação).
1 :2 : 7È1 . 5 .13È1.5.13 = 65
11 513 11 2 7 11.2.7 154

Múltiplas Operações

A multiplicação e a divisão tem precedência sobre a adição e a subtração,


assim como nas operações aritméticas com nºs naturais.

1 + 2 .4 ʹ 1 :11
35 7 7 13

1 + 2.4 - 1 .13È1 + 8- 13
35.7 7 . 11 335 77

6
Em caso de parêntese (), resolve primeiro o que está no parêntese().

Potenciação de Fração
Eleva o numerador e o denominador ao expoente.
23 = 23 = 2. 2. 2 = 8
3 333 3 3 27
Radiação de Fração

Extrai a raiz do numerador e do denominador.


4 =4 = 216 = 16 = 4
9 9 3 25 25 5

,-./ 01-1/
Toda fração com denominador 10,100,1000,... chama-se fração decimal.
Escrevendo esta fração na forma decimal temos:

3 =0,34= 0,04 2187 = 218,7


10 100 10
A quantidade de zero anda, È a vírgula anda para a esquerda.

Adição e Subtração
Coloca vírgula sob vírgula e soma-se ou subtraem-se as unidades.

10 + 0,453 + 2,832

Multiplicação com números decimais

Divisão de números Decimais

7
Igualamos as casas decimais entre o dividendo e o divisor. ßuandoo dividendo
for menor que o divisor acrescentamos um zero antes da vírgula no quociente.

23/ 0.- 423/ 516/


O mesmo procedimento como nas frações positivas.

-1ʹ2=-1
3 3

!!!!!78.  . .28.!!!!!

8
Uma grandeza não é independente, está vinculada a outra conveniente.
Uma comparação entre dois números.
Ex.: De cada 20 habitantes, 5 são analfabetos.
Razão = 5
20
A razão entre 2 números e ,, com bт0 é o quociente a , ou a:b
b
(nessa expressão , ͞a͟ chama-se (


(
e ͞b͟, 
>&
(
).

Èc Os times A e B jogaram 6 vezes e o time A ganhou todas .


Razão = 6
6
Èc Uma liga de metal é feita de 2 partes de ferro e 3 partes de zinco.
Razão = 2(ferro) Razão = 3 (zinco)
5 5

A razão entre duas quantidades é o quociente entre elas.


Dados os números 3 e 5, sua razão é 3/5, que em decimal é 0,6. Se  e ,são
dois números quaisquer, então podemos dizer que sua razão por-,, ou 0, e
se referir ͞a razão de para,͟.

? 
@0 é tudo que se pode: contar, medir, pesar, enfim, enumerar.
@0 é a divisão ou relação entre duas grandezas: EX.: se uma classe tiver 40
meninos e 30 meninas, qual a razão entre o nº de meninos e o nº de meninas?
Razão = nº de meninos40:10 = 4
nº de meninas 30:10 3

Na sala da 6ªB de um colégio há 20 rapazes e 25 moças. Encontre a razão entre


o nº de rapazes e o nº de moças. (lembrando que razão é divisão).
20÷5 = 4(Indica que para cada 4 rapazes existe 5 moças).
25÷55
A razão entre o nº de moças e rapazes
25÷5 = 5(para cada 5 moças existe 4 rapazes).
20÷54

Numa proporção quando multiplicamos em cruz o resultado é o mesmo.

ßuando somamos ou subtraímos termo a termo a razão se mantém.

 /.-  .1/ ,-./ 9 1:;  ° <!/ =: :- ;/ /5>  #?
//1- 0.-. . .:5. /5>   @:1/ /8. /5/ ,-./A

9
Para a resolução deste exemplo utilizaremos a terceira propriedade das
proporções. Chamando um dos números de  e o outro de <, podemos montar
a seguinte proporção:

Sabemos que a soma de  com < resulta em °, assim como a adição
de # a  resulta em °. Substituindo estes valores na proporção teremos:

! 
  

p 
Os valores de e  na proporção = , sendo x+y=63 são

a)20 e 40 b)29 e 43 c)30 e 33 d)35 e 28 e)40 e 23

$ &(   0

(  =

(
0
63 5+4=9
Fazendo 63 : 9 = 7

Multiplicando
5 . 7 = 35
4 . 7 = 28

Proporção Direta:
$% 
@ 0
Trabalho produzido È e remuneração obtida
Velocidade média È e distância percorrida
Área È e preço de terreno
Altura de um objeto È e sombra produzida.....
!& % 
@  
(
(
    >&A &
( &
&"A & 
 & 
(
 @A  &(  & &
&
("
 @

Proporção Inversa:

? 
@ 0

 
 ( , B
  
 
C     
 (
), são em geral,
inversamente proporcionais. È Para uma tarefa que 10 operários executam em
20 dias, devemos esperar que 5 operários a realizem em 40 dias.

10

()*+*
=*+
(
, ( *
+-
 È Se v cê   ve c  e c  e

! 
e
"  s #
c  se ec  ! e $ e ecs
e  e  e

„<
. /
(. 0
 12 /

2 1 13 4.
(
5 . 5 1 1
067
8 (1098
 È
:
s 
es es vee e s! e
 e  c  e 

e

Ë   
;   

(
   <
   
(  
  
 
(
    (    
(

  

vs e  es   c


s
Ë
(
(
   < 

v  
º e  es e e
e   c
s    s
e s  s é
e
c
  es esse
e e sej e e
e   c
s  s

e s  s e cj s  e  %


e 

Ë 
 
 (  =) <
 
( 



)
  (
 7  
  )
  (
 3    

 
   
 (772 22 

 e c   e  ecee eve se e e
e   c
  e
&s
 c
ecç je 

'e s e v  660 e  es e e


e   c
s  6 e 5! e s s
( s e e B  (
(e s " e e ecee! e e y e B e  ecee

) + y = 660
)= y
6 5
) + y = ss  
" + y   660
6+5
660 = "=> " = 6  660 = 360
11 6 11 ?
  " +y = 660! e
 y = 300  660 ʹ 360 = 300! >. '672* )@BA 

 :

B
))'''

'' '
'#'C'' 
'C'''C#
#C'




11
X + y = 660 = 60
65 11
X = 60
6
X= 60.6 = 360
660-360= 300

X+y = 6606 +y = 660 x= 6y/5


X=6 5x=6.y
Y5 6 + 5y = 3300 5
5x= 6y 5 5 x=6.300
X= 6y 11y = 3300 5
5 y = 3300/11 x= 1800
Y = 300 5
X= 360

!    





Dividir o número 200 em partes diretamente proporcionais a 2 e 3


$ &(   0

(  =

(
0

2+3=5
200 : 5 = 40
40 . 2 = 80 (x)
40 . 3 = 120 (y)

Inversamente proporcional

12
:/ //./   )? 5<;-:5 :- -/-. D..  E<10 
6 . F '? :- 05. 51.   0.: 5/. . 5<;. 
1/  ) # 1/ $.-.E5: 0.- G:/512  161/8.A
(O problema é dividir $160,00 em partes inversamente proporcionais a 3 e a 5,
pois deve levar em consideração que aquele que / 5/ -1/ deve 0<
-./).

Temos que dividir 160 em partes inversamente proporcionais a 3e a 5, que são


os números de atraso de A e B. Vamos chamar de . =:  tem a receber e
de  . =: ) tem a receber.

X + y = 160x + y = xHx + y = x
X= y1 + 1181 => mas como x+y= 160, então
11 3 5 3 15 3
3 5
160 = xH x = 160 . 1Hx = 160 . 15 .1H x= 100
818 3 83
15 3 15


I    '
I  ##    '  #
J#   
X = 55+3y = 480 x = 5 . 60
Y3 3 3 3
3x = 5Y 8y = 480 x = 300
X = 5Y y = 480/8 3
3 y = 60 x = 100

1 + 1 = 5 + 3 = 8=>160 . 15= 2400 = 300


35 15 15 8 8

300 .1 = 300 = 60 300 .1 = 300 = 100


5 5 3 3

!  

(
   
Dividir o número 130 em partes inversamente proporcionais a: 2,5,6.

Divisão proporcional Composta

13
 ee e   c
    ve
     v 
 ( e s s!  e e
&$- s   c
 e
e e
  e    se&
e 
e
+ 1D ! 10 ( e
s  ( 
e 5 s + 2 D  12 ( e
s
 ( 4 s s  s c
s ee
e s ( e
s 
(  es
cc  e e  (  ee e 
( $ 29400!00  v  c 
js ç e
e s s s e  ( 

' -se e  vs c  s  e  es   c


s! j$ e s
e s
  s eve se   c
s  s
e s e é  s   s

+ 1 D ! 10 ( e
s  ( 5 s!  
es es 
E
e 50 ( e
s!  (
   m123'32
+ 2 D  es  ! 12 ( e
s  (E 4 s! e se
ev e
e  48 ( e
s  (
 m198'8: 

( s e "  


 e eve ecee  1 D ! e e y  
 e
eve ecee  2 D 

) = y " = y
10  5 12  4 5048
) + ye é 29400
50 + 48 98


29400= " => " = 29400 50 = 15000 H9;82213222 = 14400
98 50 98
1 F  "= 15000 , 15000 ÷ 50 ( e
s =300!00 c 
2 F  y= 14400 , 14400 ÷ 48 ( e
s = 300!00 c 

-
es secs
 È é   e
e  e  
ese
( e c es
e
e
 e  
e 
 = 





 
"  !  s #
c e
e 
es   s e Vç s é eese
    
se&e
e 7!2 c s #
c e e
e esss c  es é e 4320 . V s
c c   esc  es e 
/ s e  s eve es 
 es 
  e! & 4320 G = 432 000 000 c
 = 7!2 7!2 = 1
432 000 0007!2 60 000 000



=È  e
e s #
c  se ec   e e &s 
+es e cs s 
  e s ee
es


= Ë(D
 
 
"  c ec e 320 . e 4 ( e e
e  ve c  e é  es e
c 


= 320 = 320 ÷ 4 = 80
4

14
!


% C) È A razão entre o nº de habitantes e a área.
!


= B,((

E

Ex.: O estado do Ceará tem uma área de 148.016 Km2 e uma população de
6.471.800 habitantes. Dê a densidade demográfica do estado do Ceará.
Densidade = 6.471.800 = 43,72 ham/Km2
148,016

Razão Inversa (proporção inversa)


O produto das duas razões é igual a 1, isto é: x = 1

 
Dizemos que a razão é inversa: a razão inversa de  é 

Divida o nº 1228 em partes diretamente proporcionais a 5,6,7,8,


respectivamente.

 
P1 = k. P3 = K. (P1+P2+P3+P4) = 1228

 
P2 = k. P4 = K.
Para encontrar o valor de K devemos substituir o valor de P1,P2,P3,P4 pela
última igualdade.

K.1 + K.2 + K.3 +K.4 5678 2 P = 84 H.1 = 84 H = 168


5 6 7 8 5374 2 5 5
5372 2 P = 84 H.2 = 168 H = 28 H
5371 5 6 6
1371 3 P = 84 H.3 = 252 H = 36 H
17 7 7 7
1 2)2)2)5)3)7 = 84 H P = 84 H.4 = 336 H = 42 H
8 8

K= 168+28 H+36 H+42 H 1228


84 H 84 H
1228 I 1228= 1228.84 H = 1 H3152 H 84 H
84 H 1228 1228

Dividir 981 em partes diretamente proporcionais a 2,6 e 3 e inversamente.



P1= x.

P2= x. (P1+P2+P3) = 981


P3= x.

15
J.K L J.6 L J.3 M 981 N94 K
N 9 4 N9K K
N91 3
N3 3
N1 N
1 KJKJ3 J3 JNM180

J. OKL1 K0 L13 N M 981 J.3 KOM 981 JM981.180M 1 O6 N80 PP JMN40


180 ...180 3 KO ...3 KO

  5K/
Um automóvel, com velocidade média de 90 km/h, percorre um certo espaço
durante 8 horas. ßual será o tempo necessário para percorrer o mesmo espaço
com uma velocidade de 60 km?

Um automóvel percorre 900 kmpor 6 horas . Se a velocidade for mantida que


distância percorrerá em 8 horas?

Considerando a mesma velocidade, se aumentarmos o tempo, aumentaráa


distância percorrida?

Um trem, deslocando-se a uma velocidade média de 400Km/h, faz um


determinado percurso em 3 horas. Em quanto tempo faria esse mesmo
percurso, se a velocidade utilizada fosse de 480 km/h?

16
V
( QRSTU W R
400 3
480 x

Inicialmente colocamos uma seta para baixo na coluna que contém o x (2ª
coluna).
,

>&
: Aumentando a velocidade, o tempo do percurso diminui.
Como as palavras são contrárias (&
( + &), podemos
afirmar que as grandezas são inversamente proporcionais. Assim sendo,
colocamos outra seta no sentido contrário (para cima) na 1ª coluna. Montando
a proporção e resolvendo a equação temos:

V
( QRSTU W R
480 3
400 x

Regra de três composta

Um motociclista, rodando 4h por dia, percorre em média 200 Km em 2 dias.


Em quantos dias esse motociclista irá percorrer 500 Km, se rodar 5 h por dia?
(h=hora, Km=quilômetro).
Vamos representar o número de dias procurado pela letra X. De acordo com os
dados do problema, vamos organizar a tabela:

@: XYL Z5[/ 
M [ \/ [  X\ )
 [   X\/ $

°  °
# # I

A grandeza Número de dias (C) é a que servirá como referência para as outras
grandezas. Analisaremos se as grandezas ßuilômetros (A) e Horas por dia (B)
são diretamente proporcionais ou inversamente proporcionais à grandeza C
que representa o Número de dias. Tal análise deve ser feita de uma forma
independente para cada par de grandezas.

Usaremos a lógica para constatar que se rodarmos maior número de dias,


percorreremos maior quilometragem e se rodarmos menor número de dias
percorreremos menor quilometragem.
Na outra análise, vamos agora considerar as grandezas Número de dias e
Horas por dia. Verificar que para realizar o mesmo percurso, se tivermos maior
número de dias utilizaremos menor número de horas por dia e se tivermos
menor número de dias necessitaremos maior número de horas para p mesmo
percurso. Logo, estas duas grandezas são inversamente proporcionais e desse
modo:

17
Em 8 horas, 20 caminhões descarregam 160m3 de areia. Em 5 horas, quantos
caminhões serão necessários para descarregar 125m3?
b
s ] ^_`]a ^ c  d] ^e] ^
b
^_`0 a ^ af g0 c^` ahi
«  
 

]     
    ]   

:-5. o nº de ./  5<;., podemos 1-1:1 .  


0-13/. Portanto a relação 9 16/-5 . .01.; (seta para cima
na 1ª coluna).
:-5. o 6.;:- de areia, devemos :-5 o nº de 0-13/.
Portanto a relação é 15-5proporcional ( seta para baixo na 3ª coluna).

Uma fábrica em 3 dias de trabalho, produz 360m de tecidos, fazendo funcionar


8 máquinas. Em quantos dias poderá produzir 1.080m de tecidos, fazendo
funcionar 6 máquinas?

 a10 es

Ë    

2 2 ] 2 2 
 ]   ] ]

!
(

(
(
  
!
C>&

(
  

18
Porcentagem
Calcular 40% de 300,00

Calcular 20% de 800




Calcular 20% ou de 800 é dividir 800 em 100 partes e tomar 20 dessas




partes. Como a centésima parte de 800 é 8, então 20 partes de será 160.

Sistema Decimal de medidas(superfície)


Unidade de Comprimento.
Medidas de comprimento: (medir significa comparar).

19
A base pela altura At = b.a
B dividido por 2 2

Base menor
A área do trapézio é igual ao produto da
Altura semi-soma das bases pela altura.
A = (b + b).a
Trapézio 2
Base maior

D área do losango é igual ao a=d.d


D semi-produto das suas losango 2
Diagonais dividido por 2.

Unidades de Volume

Múltiplos Submultiplos
Km3(1 000 000 000 m3) dm3= (0,001 m3)
Hm3(1 000 000 m3) cm3= (0,000001 m3)
Dam3(1 000 m3) mm3= (0,000 000 001 m3)
M3

3 3
È 4,856 dm em cm = 4856,
3 3 3 3 3 3
Km hm dam dm cm mm (4,856 x 1000)

20
Unidade de Capacidade
Múltiplos Submultiplos
hL (100L) dL (0,1L) 1 cm3 = 1 mL ( 1L È m3
daL (10L) cL (0,01L) 1 L = 1000 mL x por 0,001)
mL (0,001L) 1 L = 1000 cm3

Volume dos Sólidos Geométricos

Em certas situações o volume pode ser grande, nesse caso é representado


usando a seguinte unidade: 1m3 = 1000 litros.
Em volume muito pequeno: 1cm3= 1mL.
Cotidiano: 1 litro = 1000cm3 .

21
Unidade de Massa
É usada para medir a massa de um corpo é Kilograma Kg.

O Kg é a massa aproximadamente de 1 dm3 de água a 4 graus de temperatura.

,;51 ;./ :<-,;51 ;./


Kg(1000g) dg (0,1g)
Hg(100g) cg (0,01g)
Dag(10g) mg (0,001g)

Medidas de Tempo

 )  5:;


22
.-  5/
;;/

Medidas Geométricas

É a medida dos elementos do conjunto numérico A, em relação a


multiplicação. Sendo X a média geométrica dos elementos do conjunto
numérico Ai {x1, x2, x3, ..., x n} sendo todos positivos nesse caso temos por
definição
x.x.... .x = x1.x2.x3

n fatores

Média Aritmética Simples

É a média dos elementos do conjunto numérico

A= {x1, x2, x3 ...x n}


(x + x + x ...xn) = x 1 + x2 + x3

N parcelas
X= x1 + x2 + x3 + ...xn
n
$+
(


(

& (,( 
+
 

Média Aritmética Ponderada


Média dos elementos do conjunto numérico A em relação a adição, onde
todos os elementos tem o seu determinado peso.
Sendo X a média aritmética ponderada dos elementos do conjunto numérico.
A = { x1, x 2,x3} com seus respectivos pesos p1, p2, p3.

23
P1. X1p2.x2 p3.x3
X= P1. X1p2.x2 p3.x3 -È soma os produtos e divide o resultado.
P1 + p2 + p3È soma os pesos.

*)
Expressões que contém letras e números unidos por sinais de operações.
Valor numérico de uma expressão: ßuando as letras são substituídas pelos
respectivos valores dados.

3x2 + 2y Èpara x= -1 e y =2
3.(-1)2+ 2.(2)
3+4=7

Termo algébrico ou monômio


(Expressões que contém um termo:3a2; ou 3ab; ou 4xy)
ßualquer nº real, produto de número ou uma expressão na qual figuram
multiplicações de fatores numéricos e literais.
ßunado o termo algébrico não vier expresso o coeficiente ou parte numérica
fica entendido que este coeficiente é igual a1.
(x)4= 1 = 14

Eterno Semelhante
Dois ou mais termos que possuem as mesmas letras elevadas aos mesmos
expoentes e sujeitasas mesmas operações.

A3bx, -4a3bx,2 a3bx =a3bx


-x3y ,+3x3y, 8x3y =x3yÈApresenta a mesma parte literal ( as letras)
3 a2b,-5 a2b, 9 a2b =a2b

Grau de um monômio ( Racional inteiro)

24
s  s e" e
es
2"4  y3  1 = s 
s e" e
es = 4+3+1=8  & 8


 
   /(

 

+
 (   


(j) 

(
  /(


 


(j
(   /(



 


ç e 
3 s
S% se s  s 
3 s see (
es e c
sev   e  e 

° °<! °<
! °<.: °<

 B°!# °B! B°+ °B
 B°! B°!# °B+ °B
! B° °B
°
 k° !!k! k °!° °!k 
°
 ° !  °!° °! 
°
  °° !°  ! !°
°
  ! 
°
 ! 

S ç e 
3
S% se s  
3
see (
e e    c
 s 1º 
3
c  sé c 2º 
3 
3
 e ʹ3 = 1 e -1 sé c s
5"2y3 e 5"2y5 = 5 e -5
s  e s sé c s see e
2
  (  -642 e 1342
1l)
-642--1342
-642+1342=-742

  (  7"2y5 e -3"2y5


1l)
7"2y5--3"2y5
7"2y5+3"2y5= 10"2y5

  cç e 
3 s
  c s s  es 
ºs c
sev s ses e s  s e" e
es
32"-232
+ 
3-223 2 = -653

vs e 
3 s

25
Multiplica o 1º deles pelo inverso do segundo. Conserva a base e subtrai os
expoentes.
12x2y3:(-2xy2)
12x2y3.__1__ = 12x2y3 = -6x(2-1)y(3-2)= -6x1y1
-2xy2 -2x y2

.50128.  .L-1./

Deve-se elevar cada fator do monômio a ͞essa͟ potência.


Eleva-se o coeficiente numérico a potência e multiplica cada um dos expoentes
das variáveis pelo expoente da potência.

 °7
° 
°  °
° 
° 7
°

 °°
°
7°


+ ' 7°È + '7°

!' #<0
'
 #
 <
 0

'''
 #
<
0

#
°' <°0°È °' #<°0°

128. ./ .L-1./

Tira a raiz do coeficiente numérico e de cada um dos seus fatores.





.;1L-1.

#.
F
 G
(Expressões com dois ou mais termos: p(x)= a10.n+a1.n-1+a2.n-2)
Toda expressão constituída por uma soma algébrica.
2 a2b-5x 3x2+2b+1
Polinômios na variável x, são expressões com uma só variável o (x), sem
termos semelhentes.
5x2+2x-3

26

#+ 
 
?   
 1   (
 4"3y2 ʹ 5"4y3 + 2"2y1ʹ "5y4 & 9 e é

3 e   v 

ý.;1Lm1.  1. ;15n1.; . :  1o;  e" e


e e  
& e  v$ve 
 B°!# B° °B! #B   5º & e e ç  v$ve ! e 4º & 
v$ve C


    (
  / ß
s s e s  &éc s
s e es &
###
 
6"3y2 ʹ 2"2y3 ʹ 2"1y4 ʹ y5


   (
  
 s $  e
 e e ç   v$ve

s s e" e
es es   e
 s e   cesce
e 
ecesce
e
6"3y2 ʹ 2"2y3 + 2"1y4 ʹ y5 Èc
 
e  e
 ecesce
e e
e ç  v$ve )!  s s e" e
es e ) ecesce e 3  0
 é c
 
e  e
 e e ç  v$ve 4!  s s e" e
es
e 4 cesce e 2  5

    


(  5 c  e e e ç   v$ve !

s s e" e
es  v$ve es  ese
e
esse  
3 
2"4y2 ʹ 3"3y3 + "2y4 ʹ"1y5 + 7È  
3 c  e e e ç  v$ve
)!  s s s e" e
es e ) e 4  0! es  ese
es
 é 
c  e e e ç  4!  s es $ e   e  &éc e
& 1


1.ý.;1L1.
c
 s c  
3 1º  
3 c  c  
3 2º
 
3 

4 2 ʹ 3 + 5 e ʹ 7
 
3 
3
4 2 ʹ 3 + 5 +  ʹ 7 
4 2-3+5-7 = 4 2-10+5

32-4 2e 22-5 2+1


32-4 2+22-5 2+1
32-4 2+22-5 2+1 = 52-9 2+1

27
:<5 .ý.;1L1.
c
 c  
3 1º  
3 c  sé c e c  
3
2º  
3 e e 
5 23-2 3+3  e - 4 3

:<5 1. .;1C.L1.


523-2 3+3  ʹ - 4 3
523-2 3+3  +4 3
5 23+2 3+3 

S  
3 -4"2y  
3 5"2y2-"2y+2

-4"2y--+5"2y2-"2y+2 ß
 
3 ve e 2º
-4"2y -5"2y2 +"2y ʹ2 &!   c s s s
s s
'e s

:;51 ;1 .ý.;1L1.


s 

  
 
  

  c c   
3 e 
3 e 
é  se
  c  
3 7"2-4"-+2 e 
3 3 2"
7"2-4"-+2 " 3 2"

7"2"3 2" -4""3 2"-"3 2"+2"3 2"


21 3"3-12 3"2-3 3+6 2"

7"2-4"-+2 " 3 2"
21 3"3-12 3"2-3 3+6 2"

s 

  
 
   
   c  
3    
3 ! eve-se   c c  
3
 
3 
  c  
3 3"-4 e  
3 6"-5

3"-4 " 6"-5È 18"2-15"-24"+20 => 18"2-39"+20

+3"6" 3"-5 -46"-4-5


18"2 - 15" -24" + 20
18"2-39"+20

11/.ý.;1L1.
Ë

  
 
s 

v  c  
3  
3 v 
e 
3 vs 
e   vs  21 43-15 32+3 2-6 3 2

28
(21 a4b3):(3 a2) + (15 a3b2):(3 a 2) + (3 a2b):(3 a2) + (-6 a1): (3 a2)
7 a2b3-5ab2+b-2 a-1

161/8.  .;1L-1. . .;1L-1.


2x3-7x-x2+2por x-2
È Tem que deixar em ordem decrescente
2x3-x2-7x+2, x-2 Dividir o monômio de maior grau do dividendo
, pelo de maior grau do divisor.
2x3:x = 2x2
Multiplica o quociente (resultado) pelo divisor e adiciona a simétrica (inverte
o sinal).
(x-2).2x2 = 2x3-4x2Èvai para baixo do dividendo.
Efetua adição
2x3-x2-7x+2 , x-2
-2x3+4x2,2x2
0 + 3x2-7x+2

De novo divide o monômio de maior grau do novo dividendo pelo maior grau
do divisor.
3x2-7x+2 , x-2
, 2x2
3x2:x= 3x
Multiplica o resultado pelo divisor
(x-2).3x= 3x2-6x È passa para baixo do dividendo e inverte o sinal.

Efetua a soma
3x2 - 7x+2 ,x-2
-3x2+6x ,2x2+3x
0-x +2

Divide o monômio de maior grau e multiplica.


X:x = 1
- x + 2 ,x-2
X -2 , 2x2+3x+1
0

29