Sei sulla pagina 1di 3

Cronograma dos Seminários, responsáveis e bibliografia recomendada:

Lembramos que estas são as bases bibliográficas a serem consultadas. Outras devem ser agregadas ao seminário e o texto curto (duas a três páginas, no
máximo) deve ser enviado aos alunos e professora, pelo menos uma semana antes do respectivo seminário.

Tema do Dupla Produtor do texto


Data Bibliografias indicadas
Seminário condutora e da questão
1. Luís
12/0 Teoria no Júlio 2. Greice Theory construction in design research: criteria: approaches, and methods. Ken
3 Design Marcelo 3.Débora Friedman, 2003.
4.
LOBACH, Bernd. Design Industrial: bases para a configuração dos produtos
industriais. São Paulo: Blücher, 2001. Capítulos: 1, 4 e 5.
1.Rodrigo
19/0 Teoria Daniela 2. Fábio BÜRDEK, Bernhard E. Design: história, teoria e prática do design de produtos.. São
3 Funcionalista Arthur 3. Paulo: Blucher, 2006.
4. BAXTER, Mike. Projeto de Produto: Guia prático para o design de novos produtos.
São Paulo: Blucher, 2015. Capítulos: 1 e 2.
1. FLUSSER, Vilem. O Mundo Codificado. São Paulo: Cosac Naify, 2007.
Luís
26/0 Design e 2. Mateus R
Maíra B. PORTUGAL; MIZANZUK Ivan; BECCARI, Marcos. Existe Design? Indagações
3 Filosofia 3. Greice
filosóficas em três vozes. Rio de Janeiro: 2AB Editora, 2013.
4.
02/0 Design e Juliana 1. Júlio GOBÉ, Marc. Brandjam: o design emocional na humanização das marcas. Rio de
4 Sentidos Arthur 2. Matheus V Janeiro: Rocco, 2010.
3. NORMAN, Donald. Design Emocional. Rio de Janeiro: Rocco, 2008. Capítulos: 1, 2, 3 e
4. Daniela 5.
SUDJIC, Deyan. A linguagem das coisas. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2010. Capítulos: 1
e 2.
BAUMAN, Zygmunt. Vida para consumo: a transformação das pessoas em
1. Daniela mercadoria. Rio de Janeiro: Zahar, 2007.
Design e
16/0 Débora 2.Mylene RIBEIRO, Rita A. C., HORTA, Anderson A. COTRIM, Michelle. Tempo & Design: As
Práticas de
4 Larissa 3. gerações e suas lógicas de consumo. Belo Horizonte: EdUEMG, 2018.
Consumo
4.
MCCRAKEN, Grant. Cultura & Consumo II. Rio de Janeiro: Mauad, 2016.
MOURA, M. Design contemporâneo: poéticas da diversidade no cotidiano. In:
FIORIN, E, LANDIM, PC, and LEOTE, RS., orgs. Arte-ciência: processos criativos
1. Maíra [online]. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015, pp. 61-80.
Daniela
23/0 2. Desafios contemporâneos collection. ISBN 978-85-7983-624-4. Available from SciELO
Design e Arte Greice
4 3. Mateus R Books <http://books.scielo.org>
4.Juliana
PEVSNER, Nicolau. Origens da arquitetura moderna e do design. São Paulo: Martins
Fontes, 2001.
MANZINI, Ezio. Design Para a Inovação Social e Sustentabilidade. Rio de Janeiro: e-
Design e os 1. Zé Rocha
papers, 2008.
30/0 três Eixos da Matheus V 2. Larissa
4 Sustentabilida Fábio 3. BARTHOLO, Roberto; CIPPOLA, Carla. (ORGs.) Inovação Social e Sustentabilidade. Rio
de 4. de Janeiro: e-papers, 2012.
1. Marcelo CASTELLS, Manuel. O poder da comunicação. São Paulo: Paz & Terra, 2016.
07/0 Design e Rodrigo 2. Júlio
COSTA, Carlos Zibel. Além das Formas: introdução ao pensamento contemporâneo
5 Tecnologia Mateus R. 3. Zé Rocha
no design, nas artes e na arquitetura. São Paulo: Annablume, 2010.
4.
FOSTER, Hal. Design e Crime, Belo Horizonte, Editora UFMG, 2016.
Design e
Adorno LOOS, Adolf. Ornamento e Crime, Lisboa: Edições Cotovia, 2004.
14/0 Do Maíra 1.Débora MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. Porto Alegre: Sulina, 2011.
Metadesign
2. Mylene
ao
5 Luís 3. VASSÃO, Caio Adorno. Metadesign: ferramentas, estratégias e ética para a
Pensamento
4. complexidade. Porto Alegre: Edgard Blücher, 2010.
Complexo
1. Marcelo VERGANTI, Roberto. Design-driven innovation: mudando as regras da competição: a
21/0 Design e Zé Rocha 2. Rodrigo inovação radical do significado dos produtos. São Paulo: Canal Certo, 2012.
5 Inovação Júlio 3. Capítulos: 1, 2, 3, 6 e 8.
4.
FORTY, Adrian. Objeto de Desejo – design e sociedade desde 1750. São Paulo: Cosac
1. Larissa Naify, 2007. Capítulos: 2, 3, 7, 10, 11
Design e
28/0 Mylene 2.
Comportame LIPOVETSKY, Gilles; SERROY, Jean. A estetização do mundo: viver na era do
5 Matheus V 3.Juliana
ntos Sociais capitalismo artista. São Paulo: Companhia das Letras, 2015. Capítulos: introdução, 1,
4. Luís
3, 5.