Sei sulla pagina 1di 2

Se passa na fazenda são bernardo em viçosa no interior do alagoas, metalinguagem,

animalismo – casimoro Lopes como um cão de guarda.

1934, segunda faze do modernismo . critica sozial

Período entre guerras

O opressor conta a hist´ria

Romance psiclogico.

Memeorias

Perda da humanidade

Escrito de forma oral

Posse esposa e empregados

Marido – tudo de pior do capitalismo

Madalena – humanismo, fica horrorizada com as atitudes do marido.

Se desentendem.

Sempre pensa no material.

Como o filho não tem função pratica, não vale nada;

Desumanização de alguém ambição, ganancia

Toda vez que ouve a coruja tem que escrever

Muito ideológica

Seco bruto e cortante

O homem é produto do meio, critic social

Gírias e expressões

Conseuencia de ser um home d e sucesso custe o que custar;

1 pessoa

Paulo honorio e Madalena; menino filho, padilha perdeu a fazenda para o Paulo honorio.

Criança criada por velha docera e queria vencer na vida, vira agiota, cobra dinheiro a mais e
engana o dono da fazenda são bernardo. Investe e empresta até ganhar a fazenda.

Pensa em casar, encntra a professora e propõe casamento. Eles são muito diferentes e ela
acaba se matando.

Os empregados vão embora e a revolução de 30 fale a fazenda.

Conseguiu o que queria mais acabou perdendo tudo.

A profissão me deu qualidade ruins e faria tudo igual novamente.

Narrador esta falido no fim da vida, é uma retrospectiva, temp acornologio. Década de 30