Sei sulla pagina 1di 2

PILARES PARA SE TRABALHAR COM ORTOPEDIA

Prof Jairo Cardenas

• Exame fácil porém não simples!


• Basicamente 06 pilares para começar a compreender ortopedia equina:
◦ 1) ANATOMIA – Estudar e compreender a anatomia associada a biomecânica de cada
região. O melhor é estudar uma região e depois dissecar uma peça!!!
◦ 2) EXAME FISICO DETALHADO- Realizar o exame físico do aparelho locomotor
DETALHADAMENTE
• Histórico : Animal novo X Animal Velho
Claudicação antiga X Claudicação recente
Tratamento X não
Queda de desempenho apenas X manqueira evidente
-Sempre coletar informações da anamnese com que maneja o cavalo
(tratador ou treinador) e não o dono, ou seja, coletar informações de
quem conhece comportamento do cavalo.
-OBS- Lembrar que o exame de qualquer sistema funciona como uma
engrenagem e por isso TODA etapa é importantíssima para o diagnostico.
• Inspeção: Inspeção ESTATICA – procurar efusões, engrossamento , atrofias
musculares, posições antiangicas, alterações ósseas - “nossos olhos funcionaram
como “laser””. Exemplos: Paralisia do nervo radial – veremos a extensão do
membro torácico com flexão do boleto./ Presença de dor na articulação fêmuro-
tibio-patelar : animal adota hiperflexão do boleto.
-Inspeção DINAMICA – inspecionar o animal em movimento com o
objetivo de procurar responder os seguintes itens:
1) O cavalo REALMENTE claudica ou não?
2) A claudicação é de membros torácicos ou pélvicos?
3) É esquerdo ou direito
4) Se o animal apresenta alteração na triangulação , ou seja se animal tem redução na
fase cranial da passada? Quando o animal apresenta dor ele triangula menos –
exemplo? Claudicação do membro torácico esquerdo – Teremos uma redução da
fase cranial ou seja o membro manco encurta a passagem do membro pra frente ou o
membro manco encurta a passada para trás, na dependência da enfermidade ali
presente. Sempre comparar a triangulação das passadas do membros direito e
esquerdo. Depois que descobrir se existe diferença na triangulação da passada ,
descobrir então se é na fase cranial (encurta o passo quando coloca o membro a
frente -fase de elevação do membro) ou caudal da passada ( encurta quando coloca o
membro para trás- fase de apoio).
OBS- Exemplos de diminuição de triangulação e alterações biomecânicas especificas;
* Fixação dorsal de Patela- Membro hiperestendido e sem flexão
*Ruptura do tendão fibular – Tenta flexionar patela junto com tarso, mas não consegui
porque tarso mantêm estendido.
* Osteoartrite társica- durante a locomoção, há diminuição da flexão da articulação
társica, resultando na redução do arco de elevação do membro e encurtamento da
fase cranial do passo

Com isso, na inspeção dinâmica (passo, trote e círculos) – avaliar a triangulação


dos membros e qual membro ha a claudicação.
- Passo em linha reta -
-Passo ao trote ou marcha
- Círculos – Temos mais compressão das estruturas ósseas , ligamentares e tendíneas
nos lados de dentro do circulo que o cavalo roda e mais extensão no lado de fora
*cuidado ao colocar alguém montado no cavalo para teste de inspeção dinâmica –
algumas claudicações são induzidas pelo cavaleiro!

EXAME FISICO DETALHADO SEMPRE _REPETIÇÂO LEVA AO HABITO

• TESTE DE FLEXAO – Stress da região que possivelmente esta a causa da dor e


claudicação . Com esse teste ira aumentar o grau de claudicação. Cuidado com o
teste para não flexionar mais de uma região junto e articulações que suspeita de
efusões passar US e não fazer teste !
3) SABER IDENTIFICAR E RECONHECER CLAUDICAÇÃO
4) UTILIZAR FERRAMENTAS DIAGNOSTICAS - Usar bloqueios perineurais e acessos sinoviais
antes e depois do raio X (dependendo do caso clinico)
5) DESENVOLVER O DIAGNOSTICO POR IMAGEM -Extremamente importante o exame
radiográfico ( lise óssea/ fraturas/desvios/ cistos/osteocondrite dissecante ) e o exame de
Ultrassonografia (tenopatias/ desmites/ fistulas/ osso subcondral/ cronicidade de lesões/ determinar
espaço articular para coleta de amostrar ou lavagem ou bloqueio)
6) CONHECER OS FUNDAMENTOS TERAPEUTICOS- conhecer a fundo a BASE dos tratamentos
disponíveis. Saber com propriedade das bases farmacológicas dos fármacos, como se desenvolve as
leões?quais opções ? Como cada fármaco funciona? (exemplo: Adequan X Carprofeno?)

POR ISSO TENHA ESSES SEIS PILARES FIRMES ANTES DE QUERER ESTUDAR A
FUNDO AS DOENÇAS !!_ FACIL POREM NÂO SIMPLES-
Prof Jairo Cardenas