Sei sulla pagina 1di 13

GUIA DE CURSO

BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS


HISTÓRICO DA INSTITUIÇÃO
FMU / FIAM-FAAM
O Complexo Educacional FMU|FIAM-FAAM engloba o Centro Universitário das Faculdades
Metropolitanas Unidas (FMU) e o FIAM-FAAM Centro Universitário. Há 50 anos é referência na
qualidade de ensino e empregabilidade de seus alunos. Em 2014, passou a integrar a Laureate
International Universities, maior rede internacional de universidades do mundo, que conta com mais
de 70 instituições de ensino e mais de 1 milhão de alunos pelo mundo.
O Centro Universitário FMU tem como missão “Promover educação superior acessível e de excelência
para a formação de profissionais com valores éticos e competências destacadas para o Mundo do
Trabalho cada vez mais globalizado e competitivo e formar cidadãos comprometidos com a construção
de uma sociedade melhor e sustentável.”
“Ser a maior e melhor IES no seu segmento, promovendo a Empregabilidade e a Inclusão Social”,
resume a sua visão.
Em 2017, conquistou 100 estrelas no Guia do Estudante da Editora Abril e teve 12 de seus cursos
ranqueados entre os cinco melhores de São Paulo pelo RUF – Ranking Universitário da Folha, tendo
destaque para o curso de Educação Física que conquistou o 1º lugar. Entre seus cursos mais
tradicionais e com nota máxima na avaliação do MEC está o programa de Direito, que conta com mais
de 500 egressos aprovados no 17º Exame Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB),
superando a média de aprovação nacional.

SOBRE O CURSO

O Curso de Graduação em Ciências Biológicas da FMU propõe-se formar biólogos generalista, críticos,
éticos, e cidadãos com espírito de solidariedade, qualificados para um desempenho eficiente e eficaz,
preparando o aluno para os desafios da profissão, por meio de um programa de ensino inovador.
Durante o curso, o aluno conhecerá os conceitos de educação, sociedade e meio ambiente, anatomia,
botânica, genética, zoologia, biofísica, fisiologia, ecossistemas e muito mais.

A profissão de biólogo está entre as mais procuradas do século XXI e o curso de Ciências Biológicas da
FMU forma profissionais altamente capacitados e atualizados nas novas questões ambientais e da
saúde da população, frente à diagnose e solução de problemas. O corpo docente é constituído
exclusivamente por Doutores e Mestres com ampla experiência acadêmica e incentivadores da
aprendizagem, comprometidos e facilitadores da formação profissional com a utilização de
metodologias ativas de ensino.

O curso oferece completa estrutura para a formação do Biólogo:

 Duas habilitações: bacharelado e licenciatura, com duração mínima de 4 anos (8 semestres).


 Currículo inovador, alinhado às necessidades e expectativas do Mercado de Trabalho e
baseado em metodologias ativas de ensino e aprendizagem e recursos de tecnologia atual e
inovadora que colocam o aluno como protagonista e responsável por sua formação.
 Programa prioriza formação sólida nos três pilares das Ciências Biológicas e na integração das
diversas áreas da Biologia: 1) Meio Ambiente e Biodiversidade, 2) Saúde, 3) Biotecnologia e
Produção.
 Vivência acadêmica e profissional é incentivada pelas atividades complementares e pelo
desenvolvimento de posturas e de valores visando cidadãos comprometidos com a sociedade
com uma visão generalista, ética e crítica.
 Saídas Técnicas realizadas em locais estratégicos para um ensino e aprendizado próximo da
carreira profissional e com uma abordagem interdisciplinar relacionando o conhecimento e
diferentes áreas de atuação.
 Eventos acadêmicos que reúnem alunos, professores e pesquisadores convidados de outras
instituições de ensino e pesquisa para networking e interdisciplinaridade na discussão de
importantes tópicos da profissão.
 Mostras de Trabalho de Conclusão de Curso realizadas semestralmente, os alunos têm a
oportunidade de apresentar seus trabalhos e são avaliados por uma banca de especialistas
externos de diversas áreas.
 Convênio de estágios com importantes instituições de pesquisa nas mais diversas áreas da
Biologia que possibilita a vivência do cotidiano da atuação do biólogo em campo de estágio,
possibilitando uma aproximação real da prática profissional, formação de qualidade e maior
empregabilidade.
 Iniciação nas mais diversas linhas de Pesquisa na FMU ou em instituições parceiras, tendo
destaque com prêmios e homenagens em projetos apoiados pela CAPES, CNPQ e FAPESP
(Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).
 Formação de biólogos aptos a pesquisar, elaborar e realizar estudos e pesquisas científicas nos
variados campos da Biologia, relacionando-os com a preservação, a educação e a
responsabilidade socioambiental e proporcionando o conhecimento dos processos evolutivos
e organizacionais dos seres vivos.
 Egressos inseridos nos mais importantes programas de pós-graduação do país.
 Bons indicadores, como as quatro estrelas no Guia do Estudante.

OBJETIVO GERAL DO CURSO

O Curso de Graduação em Ciências Biológicas da FMU tem como objetivo formar o profissional capaz
de desenvolver atividades profissionais em todas as vertentes e âmbitos que o bacharel em Biologia
poderá estar inserido, desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde
ambiental, tanto em nível individual quanto coletivo; assegurar que sua prática seja realizada de forma
integrada e contínua, sendo capaz de pensar criticamente, de analisar os problemas da sociedade e de
procurar soluções para os mesmos.

Além de realizar seus serviços dentro dos mais altos padrões de qualidade e dos princípios da
ética/bioética; tomar decisões baseadas num perfil humanista, crítico e reflexivo, em todos os níveis
de interação com o meio ambiente e a qualidade de vida, com base no rigor científico, ético e
intelectual; assumir posições de liderança, sempre tendo em vista o bem-estar da comunidade; tomar
iniciativas, fazer o gerenciamento e administração tanto da força de trabalho, dos recursos físicos e
materiais e de informação, da mesma forma que devem estar aptos a serem empreendedores,
gestores, empregadores ou lideranças em suas equipes e aprender continuamente, tanto na sua
formação, quanto na sua prática.

PÚBLICO ALVO

3
O curso se destina a pessoas interessadas a desenvolver, ampliar ou formalizar competências e
habilidades na área do curso. O mercado tem se comportado de maneira positiva na absorção de
egressos do curso, que podem ocupar posições de trabalho nos setores público e privado.

O biólogo atua em Meio Ambiente e Biodiversidade, Saúde e, Biotecnologia e Produção. Considerando


o desenvolvimento da Ciência e Tecnologia e a evolução do mercado de trabalho, outras áreas de
atuação poderão ser incorporadas após deliberação pelo Plenário do Conselho Federal de Biologia.

As áreas de atuação do Biólogo são listadas como segue:

A. Atuação em Meio Ambiente e Biodiversidade: Aquicultura: Gestão e Produção; Arborização


Urbana; Auditoria Ambiental; Bioespeleologia; Bioética; Bioinformática; Biomonitoramento;
Biorremediação; Controle de Vetores e Pragas; Curadoria e Gestão de Coleções Biológicas,
Científicas e Didáticas; Desenvolvimento, Produção e Comercialização de Materiais,
Equipamentos e Kits Biológicos; Diagnóstico, Controle e Monitoramento Ambiental;
Ecodesign; Ecoturismo; Educação Ambiental; Fiscalização e Vigilância Ambiental; Gestão
Ambiental; Gestão de Bancos de Germoplasma; Gestão de Biotérios; Gestão de Jardins
Botânicos; Gestão de Jardins Zoológicos; Gestão de Museus; Gestão da Qualidade; Gestão de
Recursos Hídricos e Bacias Hidrográficas; Gestão de Recursos Pesqueiros; Gestão e Tratamento
de Efluentes e Resíduos; Gestão, Controle e Monitoramento em Ecotoxicologia; Inventário,
Manejo e Produção de Espécies da Flora Nativa e Exótica; Inventário, Manejo e Conservação
da Vegetação e da Flora; Inventário, Manejo e Comercialização de Microrganismos; Inventário,
Manejo e Conservação de Ecossistemas Aquáticos: Límnicos, Estuarinos e Marinhos;
Inventário, Manejo e Conservação do Patrimônio Fossilífero; Inventário, Manejo e Produção
de Espécies da Fauna Silvestre Nativa e Exótica; Inventário, Manejo e Conservação da Fauna;
Inventário, Manejo, Produção e Comercialização de Fungos; Licenciamento Ambiental;
Mecanismos de Desenvolvimento Limpo (MDL); Microbiologia Ambiental; Mudanças
Climáticas; Paisagismo; Perícia Forense Ambiental e Biologia Forense; Planejamento, Criação
e Gestão de Unidades de Conservação (UC) e Áreas Protegidas; Responsabilidade
Socioambiental; Restauração e Recuperação de Áreas Degradadas e Contaminadas;
Saneamento Ambiental; Treinamento e Ensino na Área de Meio Ambiente e Biodiversidade.
B. Atuação em Saúde: Aconselhamento Genético; Análises Citogenéticas; Análises
Citopatológicas; Análises Clínicas; Análises de Histocompatibilidade; Análises e Diagnósticos
Biomoleculares; Análises Histopatológicas; Análises, Bioensaios e Testes em Animais; Análises,
Processos e Pesquisas em Banco de Leite Humano; Análises, Processos e Pesquisas em Banco
de Órgãos e Tecidos; Análises, Processos e Pesquisas em Banco de Sangue e Hemoderivados;
Análises, Processos e Pesquisas em Banco de Sêmen, Óvulos e Embriões; Bioética; Controle de
Vetores e Pragas; Desenvolvimento, Produção e Comercialização de Materiais, Equipamentos
e Kits Biológicos; Gestão da Qualidade; Gestão de Bancos de Células e Material Genético;
Perícia e Biologia Forense; Reprodução Humana Assistida; Saneamento Saúde Pública e
Fiscalização Sanitária; Saúde Pública e Vigilância Ambiental; Saúde Pública/Vigilância
Epidemiológica; Saúde Pública e Vigilância Sanitária; Terapia Gênica e Celular; Treinamento e
Ensino na Área de Saúde.
C. Atuação em Biotecnologia e Produção: Biodegradação; Bioética; Bioinformática; Biologia
Molecular; Bioprospecção; Biorremediação; Biossegurança; Cultura de Células e Tecidos;
Desenvolvimento e Produção de Organismos Geneticamente Modificados (OGMs);
Desenvolvimento, Produção e Comercialização de Materiais, Equipamentos e Kits Biológicos;
Engenharia Genética e Bioengenharia; Gestão da Qualidade; Melhoramento Genético; Perícia
e Biologia Forense; Processos Biológicos de Fermentação e Transformação; Treinamento e
Ensino em Biotecnologia e Produção.

4
Ao fim da formação, o estudante deverá ter desenvolvido as seguintes competências/habilidades:

I. Executar pesquisa básica e/ou aplicada nas diferentes áreas da Diversidade Biológica Animal,
comprometendo-se com a divulgação dos resultados das pesquisas em veículos adequados
para ampliar a difusão do conhecimento.
II. Relacionar ciência, tecnologia e sociedade, podendo aplicar em programas sustentáveis de
conservação animal.
III. Desenvolver ações estratégicas capazes de ampliar e aperfeiçoar as formas de atuação
profissional relacionada com a Diversidade Biológica Animal, preparando-se para a inserção
no mercado de trabalho em contínua transformação.
IV. Avaliar o impacto potencial ou real de novos conhecimentos /tecnologias/ serviços e produtos
resultantes da atividade profissional relacionado com a Diversidade Biológica Animal.
V. Desenvolver ações estratégicas capazes de ampliar e aperfeiçoar as formas de atuação
profissional relacionado com a Diversidade Biológica Vegetal, preparando-se para a inserção
no mercado de trabalho em contínua transformação.
VI. Relacionar ciência, tecnologia e sociedade, podendo aplicar em programas sustentáveis de
conservação vegetal.
VII. Atuar em pesquisa básica e aplicada nas diferentes áreas da Diversidade Biológica Vegetal,
comprometendo-se com a divulgação dos resultados das pesquisas em veículos adequados
para ampliar a difusão do conhecimento.
VIII. Atuar em pesquisa básica e aplicada nas diferentes áreas da Diversidade Biológica Vegetal,
comprometendo-se com a divulgação dos resultados das pesquisas em veículos adequados
para ampliar a difusão do conhecimento.
IX. Avaliar o impacto potencial ou real de novos conhecimentos/ tecnologias/ serviços e produtos
resultantes da atividade profissional, recomendando ações sustentáveis.
X. Aplicar a metodologia científica para o planejamento, gerenciamento e execução de processos
e técnicas visando o desenvolvimento de projetos, perícias, consultorias, emissão de laudos, e
pareceres em diferentes contextos.
XI. Desenvolver ações estratégicas ampliando e aperfeiçoando as formas de atuação profissional.
XII. Atuar em pesquisa básica e aplicada nas áreas naturais, urbanas e rurais, comprometendo-se
com a divulgação dos resultados em veículos adequados para ampliar a difusão do
conhecimento.
XIII. Atuar em pesquisa básica e aplicada nas diferentes áreas da Biotecnologia, comprometendo-
se com a divulgação dos resultados em veículos adequados para ampliar a difusão do
conhecimento, estabelecendo relações entre a Biotecnologia e a sociedade.
XIV. Desenvolver ações estratégicas capazes de ampliar e aperfeiçoar as formas de atuação
profissional relacionada com a Biotecnologia, preparando-se para a inserção no mercado de
trabalho em contínua transformação.
XV. Avaliar o impacto potencial ou real de novos conhecimentos /tecnologias/ serviços e produtos
resultantes da atividade profissional, aplicando métodos científicos.

DISCIPLINAS E EMENTÁRIO

AGRESSÃO E PROTEÇÃO AMBIENTAL

Discute o relacionamento do Homem com a natureza e sua interferência nos ecossistemas resultando
na redução e/ou destruição dos habitats faunísticos. Analisa mecanismos e estratégias legais e éticas
de preservação e proteção ambiental, relevantes na sensibilização, conscientização e ação prática.

ÁREAS NATURAIS PROTEGIDAS


5
Discute de maneira crítica e atual os aspectos científicos relacionados a estratégias de administração
e conservação de parques ecológicos e reservas ambientais brasileiras, focando as diversidades
biológicas.

BIOINFORMÁTICA

Discute recursos digitais para a pesquisa, desenvolvimento e aplicação de ferramentas de


bioinformática, disseminando o conhecimento na área da biologia computacional para o
desenvolvimento da tecnologia aliada à profissão.

BIOSSEGURANÇA

Desenvolve conceitos relativos à consciência sanitária e sobre a biotecnologia no ambiente de saúde,


ensino e indústria resgatando a importância da preservação do meio ambiente e redução de riscos a
saúde e a acidentes ocupacionais na manipulação e no descarte de resíduos químicos, biológicos e
tóxicos.

DESENVOLVIMENTO HUMANO E SOCIAL

Explora de que maneira se desenvolve o psiquismo a partir da inserção do indivíduo no ambiente


psicossocial, identificando as manifestações do inconsciente no comportamento do sujeito. Aborda o
fenômeno da percepção e sua relação com o desenvolvimento de aptidões mentais. Dedica-se
também à psicologia organizacional e o impacto da comunicação, motivação e liderança nas relações
de trabalho.

DIVERSIDADE BIOLÓGICA ANIMAL I

Estuda a biodiversidade dos animais com ênfase na zoologia dos cordados (acraniatas e craniatas)
discutindo o manejo de fauna, a fauna exótica, a sistemática filogenética e sua importância na
biotecnologia.

DIVERSIDADE BIOLÓGICA ANIMAL II

Estuda a biodiversidade dos animais invertebrados em uma abordagem funcional e evolutiva,


enfatizando a morfologia adaptativa, a evolução, o manejo, a sistemática filogenética e sua
importância na biotecnologia.

DIVERSIDADE BIOLÓGICA VEGETAL I

Aborda a classificação geral e tendências evolutivas das plantas inferiores, sua caracterização
morfológica, ciclo de vida, habitat, diversidade, importância ecológica e econômica, formações
vegetais brasileiras e suas estratégias adaptativas.

DIVERSIDADE BIOLÓGICA VEGETAL II

Aborda a classificação geral, tendências evolutivas, estratégias adaptativas e importância ecológica e


econômica das plantas superiores; diversidade vegetal e composição florística das principais
formações vegetais brasileiras. Discute a situação internacional e nacional da atuação do biólogo
dentro do campo da diversidade biológica vegetal.

6
ECOLOGIA E AMBIENTE I

Aborda as interações entre os organismos pertencentes às diferentes espécies e o ambiente onde


vivem no contexto dos fatores bióticos, abióticos e da transferência de energia no ciclo da matéria
orgânica.

ECOLOGIA E AMBIENTE II

Aborda de maneira aprofundada as interações entre os organismos pertencentes às diferentes


espécies e o ambiente no contexto de indivíduos, populações, comunidades, ecossistemas e os
principais processos de funcionamento e estrutura dos sistemas ecológicos.

ENTOMOLOGIA

Estuda a Biologia e a Ecologia dos insetos e a interação desses com o ambiente na agricultura e nas
cidades, bem como estratégias alternativas de controle e combate a pragas, reduzindo o uso de
produtos químicos.

ESTÁGIO SUPERVISIONADO I

ESTÁGIO SUPERVISIONADO II

ESTILO DE VIDA SAÚDE E MEIO AMBIENTE

Discute Estilo de Vida, Saúde e Meio Ambiente como objetos complexos. Trata a diversidade cultural,
étnico-racial com ênfase nos afrodescendentes e alteridade nas sociedades complexas e suas
repercussões no estilo de vida, bem-estar, beleza, funcionalidade, corporeidade, qualidade de vida,
saúde e meio ambiente.

ESTRATÉGIAS E GERENCIAMENTO DE RECURSOS NATURAIS

Aborda os conceitos de desenvolvimento sustentável e sustentabilidade; recursos naturais; meio


ambiente; fontes de energias renováveis. Discute a ética como base da educação ambiental e a
cidadania como princípio para educação ambiental. Discorre desde a sensibilização e conscientização
à ação prática nas atividades do ser humano nas zonas urbana e rural.

ESTRUTURA E FUNÇÃO ANIMAL

Aborda de forma evolutiva e comparada os aspectos morfológicos e funcionais dos sistemas corporais
nos vertebrados e sua adaptação em relação ao hábito e ao habitat. Enfatiza as principais diferenças
morfológicas, embrionárias, funcionais e adaptativas entres os vertebrados.

ESTRUTURA E FUNÇÃO HUMANA

Aborda os aspectos da estrutura dos órgãos e os mecanismos homeostáticos, integrando o


conhecimento da estrutura e do funcionamento do organismo normal, as variações anatômicas e as
relações tridimensionais. Estuda os órgãos do aparelho locomotor, nervoso, circulatório, respiratório,
digestório, urinário, genital feminino, genital masculino, bem como os tecidos fundamentais.

7
ESTRUTURA E FUNÇÃO VEGETAL

Aborda a morfologia e a fisiologia de espécies vegetais, enfocando as características anatômicas e


funcionais dos diferentes tecidos que as constituem. Explora a organização estrutural e funcional de
órgãos vegetativos (raízes, caules e folhas) e reprodutores (flores, frutos e sementes).

EVOLUÇÃO

A Disciplina aborda a compreensão e aplicação dos conceitos da Evolução estudando as evidências e


desenvolvendo a análise crítica sobre as teorias evolutivas através de noções básicas, dos padrões e
dos processos evolutivos.

GEOLOGIA E BIOPALEONTOLOGIA

Aborda os processos formadores das rochas interagindo com os organismos que condicionam os
diversos ambientes presentes nos continentes e oceanos, bem como o processo de fossilização, os
ambientes de sedimentação, e os processos responsáveis pelo surgimento e desaparecimento de
determinados seres vivos.

MECANISMOS DE AGRESSÃO E DEFESA I

A unidade curricular aborda o aprendizado dos mecanismos de virulência dos organismos patogênicos
(bactérias, fungos, vírus e parasitos) e sua interação com o sistema imune na manutenção da saúde e
no processo de doença. Enfoca aspectos básicos e aplicados da Imunologia, Microbiologia e
Parasitologia.

MECANISMOS DE AGRESSÃO E DEFESA II

A unidade curricular aborda diferentes aspectos da microbiologia, fornecendo um sólido


embasamento para o estudo da biodiversidade e constituindo importante ferramenta com potencial
aplicação em microbiologia de alimentos, de água, industrial, biotecnologia, ambiental e de
diagnóstico laboratorial. Discute os agentes responsáveis por enfermidades infecciosas assim como os
mecanismos de defesa do sistema imune.

METODOLOGIA CIENTÍFICA

Esta disciplina aborda o uso da metodologia científica para a informação, organização, pesquisa e
apresentação de resultados científicos.

OPTATIVA

PLANTAS E BEM ESTAR

Estuda o benefício dos efeitos das plantas sobre a cultura humana, as comunidades e o indivíduo.
Enfoca o impacto de jardins, parques e áreas verdes e o mercado que envolve a comercialização de
plantas.

PRÁTICAS EM SISTEMAS BIOLÓGICOS E BIOÉTICA

8
Conceitua e delimita o campo de atuação profissional do bacharel em Ciências Biológicas,
possibilitando reflexões teóricas da prática profissional, o desempenho da profissão nos padrões éticos
esperados. Apresenta temas relacionados à Bioética na promoção, proteção e recuperação da saúde,
dando ênfase na relação entre os documentos normativos que sustentam o tema e os dilemas da vida
real.

PROCESSOS BIOLÓGICOS

Aborda de maneira intensa a organização, estrutura e função dos seres vivos com ênfase nos
componentes celulares e moleculares, discutindo a dinâmica das principais vias metabólicas e a
transmissão das informações genéticas.

PROCESSOS MOLECULARES E GENÉTICOS

A unidade de ensino aborda os conceitos e a aplicação do genoma dos eucariontes, a forma da


expressão gênica e o fluxo da informação genética, juntamente com a tecnologia de manipulação do
DNA e a aplicação de processos biológicos no desenvolvimento de produtos e serviços por meio dos
avanços promovidos nas áreas da indústria, saúde humana e animal, agricultura e manejo do meio-
ambiente.

PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO SAÚDE E COMUNIDADE

Promove o conhecimento de diferentes áreas de atenção em saúde e bem-estar e o aprendizado em


grupos interprofissionais, contribuindo para a formação integral do estudante. Permite a integração
teórico-prática na promoção de saúde, prevenção de doenças e melhoria da qualidade de vida, a partir
da prática colaborativa em instituições e comunidades.

SAÚDE AMBIENTAL E TOXICOLOGIA

Desenvolve conceitos de Epidemiologia, de saúde individual e coletiva, correlacionando os fatores


físico-químicos, biológicos, sociais e toxicológicos envolvidos, discutindo a relação existente entre a
saúde, o meio ambiente, agentes toxicológicos e possíveis intervenções nas diferentes situações
visando a saúde, bem-estar e qualidade de vida do ser humano.

SAÚDE COLETIVA

Aborda as políticas de saúde, os sistemas de saúde no Brasil e as características das modalidades de


atenção à saúde. Discute os desafios num contexto de mudanças demográfica e epidemiológica, as
crescentes demandas de saúde e as novas expectativas das populações. Apresenta uma visão global
de prevenção de doenças, promoção e recuperação da saúde e melhoria da qualidade de vida das
populações.

SEMINÁRIOS INTEGRATIVOS

Discute a pesquisa e a fundamentação das intervenções como profissional de saúde integrante de


equipes multiprofissionais. Baseia-se na reflexão, elaboração e tomada de decisão baseadas em
situações concretas e definidas.

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

9
A unidade de ensino aborda as fases de elaboração de um projeto de pesquisa, enfatizando
investigações no âmbito de sua futura profissão. Analisa criticamente a produção científica da área de
ciências da saúde.

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Atividades práticas e/ou teóricas, relacionadas ao contexto do curso que contribuem na formação
profissional mais ampla do estudante, envolvendo alternativa ou simultaneamente, produção,
pesquisa, intercâmbio, visitas técnicas, participação em eventos e outras consideradas próprias ao
curso.

GESTÃO EM SERVIÇOS DE SAÚDE

A disciplina discute temas de gestão em saúde relacionados ao planejamento de uma unidade de


negócios, enfatizando a necessidade do empreendedorismo na área. Abrange as Teorias de
Administração, bem como uma visão das transformações ocorridas nas organizações e o papel do
administrador ao longo do tempo, promovendo uma reflexão crítica a respeito dos modelos gerenciais
no contexto da saúde.

BIOESTATÍSTICA E EPIDEMIOLOGIA

Aborda e explora conceitos relacionados à organização e a forma de análise de dados estatísticos, bem
como introduz ao estudo das probabilidades, amostras, distribuições discretas especiais e contínuas,
aproximação normal, inferências estatísticas, estimação, hipóteses e os testes de variância aplicados
nas áreas biológicas, importantes à descrição e interpretação de dados.

FREQUÊNCIA

A avaliação do desempenho escolar, além do aproveitamento, abrange aspectos de frequência. A


Instituição adota como critério para aprovação a frequência mínima de 75% da carga horária total da
disciplina. O estudante que ultrapassar esse limite está automaticamente reprovado na disciplina. Nas
disciplinas e cursos a distância a frequência é apurada a partir da completude das atividades propostas
no ambiente de aprendizagem e seguem o mesmo critério para aprovação.

FACULDADE METROPOLITANAS UNIDAS

Você, estudante, é parte integrante da comunidade acadêmica da Faculdade Metropolitanas Unidas


e pode desfrutar de toda a infraestrutura que a Instituição oferece.

São diversos campi com instalações modernas, laboratórios de última geração, bibliotecas com acervo
abundante, além de outros diferenciais.

 Campus São Bernardo do Campo - Rua Marechal Deodoro, 1805 - Centro, São Bernardo do Campo –
SP.

 Campus Ponte Estaiada -Rua Ministro Nélson Hungria, 541 - Vila Tramontano, São Paulo - SP.

 Campus Itaim Bibi-R. Iguatemi, 306 - Itaim Bibi, São Paulo.

10
 Campus Ana Rosa - Rua Vergueiro, 2009 - Vila Mariana, São Paulo - SP.

 Campus Centro de Pós-Graduação -Rua Vergueiro, 107 - Liberdade, São Paulo - SP.

 Campus Vila Mariana I- Unidade FMU FAAM - Avenida Lins de Vasconcelos, 3406 - Vila Mariana, São
Paulo - SP.

 Campus Vila Mariana II - Rua Agostinho Rodrigues Filho, 201 - Vila Clementino, São Paulo - SP.

 Campus Santo Amaro - Av. Santo Amaro, 1239 - Vila Nova Conceição, São Paulo – SP.

 Campus Morumbi - Av. Morumbi, 501 - Morumbi, São Paulo – SP.

 Campus Liberdade - Avenida da Liberdade, 899 - Liberdade, São Paulo – SP.

11
12
13