Sei sulla pagina 1di 2

3.

SEGURANÇA NA APLICAÇÃO
DE PRODUTOS FITOFARMACÊUTICOS
É proibido em todo o território nacional:
Cumpra as regras estabelecidas,
todos ficam a ganhar!
Aplicação em zonas urbanas, de lazer
Conheça a nova lei que regula
as actividades de distribuição,
Aplicação aérea:
e vias de comunicação:
Aplicações de produtos não autorizados pela DGAV;
Aplicações que não cumpram as orientações dos rótulos;
Só podem aplicar produtos empresas ou É proibida a aplicação aérea.
venda e aplicação de produtos
A partir de 26 de Novembro 2015, realizar aplicações por aplicadores
não habilitados.
entidades autorizadas para o efeito pela DGAV. fitofarmacêuticos e adjuvantes.
Medidas de redução do risco na aplicação:
Considerar sempre os princípios da Protecção Integrada;
Adoptar práticas e produtos com menor risco para a saúde humana e ambiente;
Utilizar meios alternativos de luta (como os biológicos, físicos ou outros).

Equipamentos de protecção individual (EPI):


Utilizar o EPI adequado a cada situação.
Gestão de resíduos de embalagens:
Siga as instruções do rótulo relativas ao procedimento a seguir
após a embalagem ficar vazia;
Não queime, não enterre, não coloque a embalagem no lixo;
Entregue a embalagem num Ponto de Retoma VALORFITO, o qual
poderá ser o local onde comprou o produto.

Gestão de efluentes:
Durante a preparação da calda e limpeza de equipamento de aplicação de PF deverá:
Usar EPI adequado;
Prever um local de preparação da calda, de acordo com os requisitos da lei, afastado
Equipamentos de aplicação Exploração agrícola: Instalações 10 m de cursos de água, valas, poços e nascentes;
de produtos fitofarmacêuticos: e procedimentos: Fazer um cálculo correcto do volume de calda;
Tomar medidas para evitar o transbordo da calda durante o enchimento;
Deverão estar calibrados , inspecionados Efectuar e manter, pelo menos por
Minimizar o volume de água utilizada na limpeza do equipamento;
e em boas condições de manutenção; 3 anos, o registo de todos os tratamentos;
Fazer uma correcta gestão dos efluentes.
Dar preferência a técnicas de redução O armazém deverá estar de acordo com
de arrastamento da calda. os requisitos da Lei nº 26/ 2013.

anipla@anipla.com

www.anipla.com
ANIPLA - Associação Nacional da Indústria para a Protecção das Plantas
Rua General Ferreira Martins, nº10 - 6º A. 1495-137 Algés
Tel. 214 139 213 . Fax: 214 139 214
1. 2. SEGURANÇA NOS CIRCUITOS
COMERCIAIS

A) Instalações e procedimentos operativos: C) Venda Responsável:


Apenas podem exercer a actividade de distribuição
e venda, empresas que disponham de: É proibido vender produtos sem APV/AV concedida

Lei nº 26/2013 ! ! ! pela DGAV;


TÉCNICO
Instalações apropriadas (manuseamento
e armazenagem); Só podem ser vendidos a maiores de idade;
de 11 de Abril A venda só pode ser realizada pelo Técnico
Técnico Responsável habilitado;
Responsável ou pelo Operador de Venda;
Mínimo de um operador de venda
habilitado; No acto da venda dever-se-á :
REGULA: as actividades de distribuição, Informar sobre as precauções a ter;
Manual de procedimentos de acordo
venda e aplicação de produtos fitofarmacêu- com as orientações da DGAV e registado
ticos e adjuvantes, revogando o DL 173/2005, na DRAP competente. Aconselhar sobre as condições correctas de utilização;
de 21 de Outubro. Informar, se for o caso, da data limite de aplicação;
B) Técnico Responsável: A partir de 26 de Novembro de 2015, só é permitida
DESTINATÁRIOS: utilizadores profissionais a venda de produtos fitofarmacêuticos a aplicado-
em explorações agrícolas, florestais, zonas No máximo em 3 locais (do mesmo titular); LOJA res habilitados;
urbanas de lazer e vias de comunicação.
Conhecer os prazos de comercialização e Os registos de venda deverão ser mantidos no mínimo
utilização dos produtos; por 5 anos.
OBJECTIVO: utilização sustentável de produ- TÉCNICO

tos fitofarmacêuticos através da redução dos Praticar a Venda Responsável;


riscos e efeitos da sua utilização na saúde
humana e ambiente. Zelar pela actuação técnica e correcta dos
operadores de venda;

Elaborar e registar os Manuais de Procedi-


mentos Operativos.

Conheça direitos e deveres. Procure sempre um técnico


Mantenha-se informado! especializado.
Proteja-se a si e às suas culturas!