Sei sulla pagina 1di 20

Impresso por Lucas, CPF 071.902.273-85 para uso pessoal e privado.

Este material pode ser protegido por direitos autorais e não pode
ser reproduzido ou repassado para terceiros. 15/01/2020 02:23:04

SISTEMA IMUNOLÓGICO

1. A capacidade de Induzir uma resposta imune especifica e a capacidade de Interagir com os


anticorpos ou linfócitos T sensibilizados, são respecti vamente:
a) Antigenicidade e Imunogenicidade
b) Imunogenicidade e Antigenicidade
c) Imunidade Inata e Imunidade adquirida
d) Imunidade adquirida e imunidade inata
e) Imunidade passiva e Imunidade passiva

2. Células especializadas localizadas abaixo do epitélio que captura antígeno e os transportam para
tecidos linfóides:
a) Linfócitos T
b) Linfócitos B
c) Células dendríticas e macrófagos
d) Monócitos
e) Eosinófilos

3. Em relação aos haptenos é incorreto afirmar:


a) As moléculas são demasiadas pequenas para serem bons antígenos
b) Podem ser bons antígenos se ligados a uma molécula transportadora
c) Penicilina e outras drogas podem comportar-se como haptenos;
d) São eficientes para induzir uma resposta primária, mesmo estando desacoplado a uma proteína
e) Todas estão corretas

4. Em relação aos linfócitos T, é incorreto afirmar:


a) Os receptores reconhecem fragmentos de peptídeos de antígeno
b) Ligados ao Complexo de Histocompatibilidade principal (MHC).
c) As células T CD4+ ( helper ou auxiliares) ajudam B a produzir anticorpos
d) Produzem anticorpos quando estimuladas pelo antígeno
e) As células T CD4+ ajudam fagócitos a destruir micróbios fagocitados

5. Em relação aos linfócitos T, é incorreto afirmar:


a) T CD8+ destroem células que abrigam micróbios intracelulares
b) T CD4+ ajudam B a produzir anticorpos
c) Produzem anticorpos quando estimuladas pelo antígeno
d) As células T CD4+ são considerada T helper ou auxiliares
e) As células T CD8+ são citotóxicos ou citolíticos

6. Em relação as células do sistema imunológico, considere as seguinte s proposiçõe s:


I - Mastócitos são células derivadas da medula óssea muito distribuídas pelos tecidos, principalmente perto
de vasos e subepitelialmente, onde ocorre a maioria dessas reações. Contêm grânulos metacromáticos no
citoplasma com mediadores biológicos; II - Mastócitos e basófilos são ativados pela ligação com IgE (fc), e o
primeiro também o é por C3a e C5a, citocinas derivadas de macrófagos (IL -8), morfina, veneno de abelha e
estímulos físicos; III - Os basófilos são similares aos mastócitos, porém são encont rados principalmente nos
tecidos, e não no sangue. Conclui-se que:
a) Somente as proposições I e II estão corretas
b) Somente as proposições I e III estão corretas
c) Somente as proposições II e III estão corretas
d) Somente a proposição I está correta
e) Todas as proposições estão corretas

7. Locais de amadurecimento celular:

1
Impresso por Lucas, CPF 071.902.273-85 para uso pessoal e privado. Este material pode ser protegido por direitos autorais e não pode
ser reproduzido ou repassado para terceiros. 15/01/2020 02:23:04

a) Nódulos linfáticos
b) Tecido linfóide associado às mucos as
c) Baço e Timo
d) Medula óssea e timo
e) Fígado e baço

8. Locais de iniciação da resposta adaptativa:


a) Nódulos linfáticos e baço
b) Timo
c) Medula óssea
d) Fígado
e) Pâncreas

9. Os linfócitos são a s únicas células com receptore s específicos para antígeno chaves da imunidade
adaptável, são morfologicamente semelhantes, mas são heterogêneos em
a) Linhagem;
b) Funcionament o;
c) Fenótipo;
d) Capacidade de respostas e atividades biológicas complex as e atividades;
e) Todas estão corretas

10. São as únicas células capazes de produzir anticorpos


a) Linfócitos B
b) Plasmócitos
c) Macrófagos
d) Céliulas dentríticas
e) Linfócitos A

11. São característica s da imunidade adquirida


a) Desenvolve-se durante a vida do indivíduo;
b) Principio da aprendizagem por experiência;
c) Confere imunidade espec ífica;
d) Tem memória;
e) Todas estão corretas

12. São característica s da resposta imunológica adquirida, exceto:


a) Desenvolve-se durante a vida do indivíduo
b) Principio da aprendizagem por experiência
c) Não requer exposição prévia ao organismo
d) Pouco eficaz sem a resposta inata
e) Usa componentes celulares e humoriais

13. São caracteristica s da resposta imunológica inata, exceto:


a) Requer exposição prévia ao organismo
b) Presente desde o nascimento
c) Não é específica para o Antígeno
d) A intensidade não varia com o número de exposições
e) Não tem memória

14. São característica s dos macrófagos, exceto


a) Célula grande com vacúolos citoplasmáticos;
b) Produzem anticorpos quando sensibilizados
c) Apresenta diferentes nomes, de acordo com o tecido;
d) Presente em tecidos saudáveis;
e) Realizam a Fagocitose e Apresentam de antígenos

15. São componentes da resposta imunológica inata, exceto:

2
Impresso por Lucas, CPF 071.902.273-85 para uso pessoal e privado. Este material pode ser protegido por direitos autorais e não pode
ser reproduzido ou repassado para terceiros. 15/01/2020 02:23:04

a) Pele e membrana mucosa


b) Timo e baço
c) Cilios e Barreiras de pH
d) Lisosima e Fagocitose
e) Sistema Complemento

16. São fatores que influenciam a imunogenicidade:


a) Estranheza;
b) Alto Peso Molecular;
c) Complexidade;
d) Classes de Antígenos;
e) Todas estão corretas

17. São mediadores que afetam linfócitos, exceto:


a) Fatores mitogênicos;
b) Fatores estimuladores de anticorpos,
c) MIF dependente de antígenos
d) Fatores supressores de anticorpos;
e) Fator quimiostáticos

18. São mediadores que afetam o macrófago, exceto:


a) fator de inibição da migração (MIF);
b) Fator ativador de macrófagos,
c) Fator de agregação de plaquetas
d) Fator quimiostático para macrófagos,
e) MIF dependente de antígenos

19. São órgãos linfóides primários ou centrai s


a) Baço e linfonodos;
b) Placas de Peyer e Amigdala;
c) Timo e medula óssea;
d) Tecido linfóide associado às mucos as (MALT);
e) Todas estão corretas

20. São órgãos linfóides secundários, exceto

a) Timo e medula óssea


b) Baço e linfonodos
c) Placas de Peyer
d) Amigdalas
e) Tecido linfóide associado às mucos as (MALT)
GABARITO : 1- B 2-C 3-D 4-D 5-C 6-E 7-D 8-A 9-E 10-B 11-E 12-C 13-A 14-B 15-B 16-E 17-C 18-C 19-C
20-A
IMUNOLOGIA NAS INFECÇÕES VIRAIS

1. A ativação de linfócito TCD4+ pode seguir diferente s caminhos dependendo do ambiente da


infecção. Esse ambiente é formado por todos os fatores imunológicos pre sente s no sítio da
infecção como:

a) Citocinas e Quimiocínas;
b) Hormônios;
c) Glicose;
d) Oxigenação Local;
e) Todas estão corretas

2. A infecção causada pelo vírus HTLV-1 (Vírus Linfotrófico Humano do Tipo I) induz uma intensa
ativação e proliferação dos linfócitos T infectados devido ação da proteína Tax viral que interfere
com a produção de:

3
Impresso por Lucas, CPF 071.902.273-85 para uso pessoal e privado. Este material pode ser protegido por direitos autorais e não pode
ser reproduzido ou repassado para terceiros. 15/01/2020 02:23:04

a) IL-12 (Interleucina 12);


b) IFN-gama (Interferon Gamma);
c) IL-2 (Interleucina 2), citocina que induz a proliferação de linfócitos;
d) TNF-alfa (Fator de Necrose Tumoral Alfa);
e) Todas estão corretas

3. A infecção pelo vírus HIV leva a destruição dos linfócitos T CD4 por efeito citopático do vírus. ,
induzindo apoptose nessa s células.Em conseqüência ocorre uma diminuição da quantidade de
células T CD4+, a ssociada a uma diminuição de:

a) IL-12 (Interleucina 12) e IFN-gama (Interferon Gamma);


b) TNF-alfa (Fator de Necrose Tumoral Alfa);
c) IFN-gama (Interferon Gamma);
d) IFN-gama (Interferon Gamma) e IL-12 (Interleucina 12);
e) Todas estão corretas

4. A maioria das infecçõe s virais induz a produção de interferons pelas:

a) Células dendríticas
b) Células NK
c) Células T help
d) Macrófagos
e) Monócitos

5. A mais importante característica de escape dos vírus contra a resposta imune:

a) Capacidade replicação viral;


b) Capacidade mutagênica viral
c) Capacidade disseminação viral
d) Capacidade interação com os receptores celulares
e) Simplicidade genética

6. Anticorpo indicativo de infecção passada, em relação ao vírus da hepatite A, estando pre sente na
fase de convalescença e na resposta vacinal:

a) Anti-HAV IgM
b) Anti-HAV IgG
c) Anti-HAV IgA
d) Anti-HAV IgD
e) Anti-HAV IgE

7. A resposta imune inata tem diferentes maneiras de reconhecer e combater a infecção viral,
porém os vírus sempre tentam escapar dos ataques de ssa primeira linha de defesa do sistema
imune, por isso o sistema imune tem que ativar um tipo de resposta mais potente chamada:

a) Imunidade ativa
b) Imunidade passiva
c) Resposta imune adaptativa
d) Resposta imune refratária
e) Resposta imune de escape

8. Com a diminuição dos linfóci tos T CD4, que tem grande importância nas infecções causada s por
patógenos intracelulares, a evolução da doença leva a um quadro de infecções oportunistas
causada s por:

4
Impresso por Lucas, CPF 071.902.273-85 para uso pessoal e privado. Este material pode ser protegido por direitos autorais e não pode
ser reproduzido ou repassado para terceiros. 15/01/2020 02:23:04

a) Mycobacterium tuberculosis;
b) Pneunocistis carinii;
c) Citomegalovirus;
d) Candida albicans e Criptoporidium sp.
e) Todas estão corretas

9. Em relação a imunologia da hepatite C, considere as seguintes afirmativa s:

I – O Anti-HV C quando encontrado no soro dos indivíduos suspeitos de infecção pelo vírus da hepatite
C, define se a infecção é aguda ou crônica; II - São considerados casos de hepatite C aguda aqueles em
que o indivíduo apresentou mudanç a documentada no perfil sorológico (soroconversão), isto é: anti-HCV
Não Reagente na primeira testagem e anti-HCV Reagente na segunda, realizada após 90 dias; III - Para
confirmar a infecção pelo vírus da hepatite C, deve-s e realizar o teste de biologia molecular qualitativo:
HCV -RNA. Conclui-se que:
a) Somente as afirmativas I e II estão corretas;
b) Somente as afirmativas I e III estão corretas;
c) Somente as afirmativas II e III estão corretas;
d) Somente afirmativa I está correta;
e) Todas afirmativas estão corretas;

10. Em relação a infecção viral do HIV, é incorreto afirmar:

a) Os vírus HIV penetram em linfócitos da linhagem T CD4+ através da interação de uma glicoproteína
viral com o receptor CD4 e os receptores de quimiocina CCR5 e CXCR4,
b) Pesquisas demonstram que humanos desprovidos de CCR5 têm menor resistência contra a progressão
da infecção pelo HIV;
c) A infecção pelo vírus HIV leva a destruição dos linfócitos T CD4 por efeit o citopático do vírus, induzindo
apoptose nessas células;
d) Na infecção pelo vírus HIV ocorre uma diminuição da quantidade de células T CD4+, associada a uma
diminuição de IL-12 (Interleucina 12), TNF-alfa (Fator de Nec rose Tumoral Alfa e IFN-gama (Interferon
Gamma).
e) Nenhuma das respostas, pois todas estão corretas

11. Em relação ao Anti-HAV IgM, é incorreto afirmar:

a) É o primeiro marcador a ser solicitado na suspeita clínica de infecção pelo vírus da hepatite A;
b) Constitui o anticorpo específico para a hepatite A, sendo encontrado no soro de todos os indivíduos
infectados recentemente;
c) É o marcador da fase aguda da infecção;
d) Torna-se positivo no início do quadro clínico, desaparecendo após três meses;
e) Este é o anticorpo indicativo de infecção passada, em relação ao vírus da hepatite A;

12. Em relação ao Anti-HBc Total, no diagnóstico da hepatite B, é correto afirmar:

a) É utilizado na triagem para a hepatite B por detectar tanto o anticorpo IgG quanto o anticorpo IgM;
b) Primeiro marcador sorológico a aparecer na infecção aguda;
c) Marcador de infecção recente, encontrado no soro até 32 semanas após a infecção;
d) Caracteriza a fase de replicação viral e, quando reagente, indica alta infecciosidade;
e) Todas estão corretas;

13. Em relação aos marcadores de acompanhamento da infecção, é incorreto afirmar:

a) O Anti-HBc Total determina a presença de anticorpos tanto da classe IgM quanto da classe IgG. Por
isso, diante do Anti-HBc;
b) Anti-HBc IgM é o marcador de infecção recente, encontrado no soro até 32 semanas após a infecção;
c) Anti-HBc IgG é o marcador de infecção passada que caracteriza o contato prévio com o vírus,
permanecendo por toda a vida nos indivíduos; que tiveram infecção pelo vírus da hepatite B.
d) O Anti-HBe caracteriza a fase de replicação viral e, quando reagente, indica alta infecciosidade.

5
Impresso por Lucas, CPF 071.902.273-85 para uso pessoal e privado. Este material pode ser protegido por direitos autorais e não pode
ser reproduzido ou repassado para terceiros. 15/01/2020 02:23:04

e) O anti-HB e surge após o desaparecimento do HBeAg e indica o fim da fase de replicação viral;

14. Em relação aos mecanismos de escape dos vírus a resposta imunológica, considere as
seguintes afirmativas:
I - O mecanismo de escape pode ser direto também, pois alguns vírus infectam e matam células do
sistema imune. O mais conhecido exemplo desse tipo de escape é o vírus HIV -I causador da AIDS ou
SIDA (Síndrome da imunodeficiência adquirida).
II - O vírus HIV-I interage especificamente com linfócitos T CD4+, proporciondo ao vírus uma grande
vantagem, pois a ausência desse tipo celular leva a diminuição da produção de IL -2 e de seu receptor,
levando a uma menor proliferação de outros tipos celulares do sistema imune;

III - Muitos vírus alteram diversas etapas do processo de apresentação antigênica, desde o processamento
dos antígenos virais até a montagem e expressão na membrana plasmática, principalme nte das moléculas
de MHC de classe I. Conclui-se que:
a) Somente as afirmativas I e II estão corretas
b) Somente as afirmativas I e III estão corretas
c) Somente as afirmativas II e III estão corretas
d) Somente a afirmativa I está correta
e) Todas afirmativas estão corretas

15. Em relação aos mecanismos de escape dos vírus a resposta imunológica, considere as
seguintes afirmativas:
I - Diversos mecanismos de controle da infecção viral dependem do reconhecimento de padrões protéicos
presentes nos vírus pelo sistema imune. Seja para o reconhecimento pelos TLR, seja para a produção de
anticorpos ou mesmo na resposta imune mediada por apresentação de antígenos, as células do
sistema imunológico tem que reconhecer determinadas proteínas nos vírus e produzir uma resposta
imune específica para essas proteínas;
II - Devido a sua pequena complexidade em termos de conteúdo de ácidos nucléicos os vírus em geral têm
uma grande capacidade de mudar, ou seja, gerar mutações em seu conteúdo de ácido nucléico seja ele
DNA ou RNA. Essa capacidade limita grandemente a ação do sistema imune contra a infecção viral,
visto que o grande alvo das células imunes: as proteínas virais mudam quando ocorre a mutação no
genoma viral;

III - O vírus causador da AIDS tem mutações freqüentes e assim tende a fugir da resposta imune.
Essa capacidade é relacionada com seu conteúdo genético capaz de gerar mudanças nas proteínas que
constroem o capsídeo viral impedindo a construção de uma resposta imune específica. Conclui -se que:
a) Somente as afirmativas I e II estão corretas
b) Somente as afirmativas I e III estão corretas
c) Somente as afirmativas II e III estão corretas
d) Somente a afirmativa I está correta
e) Todas afirmativas estão corretas

16. Em relação aos mecanismos de escape dos vírus a resposta imunológica, podemos afirmar:

a) Dentre os processos imunes, a apresentação de antígeno é a etapa na qual mais tipos virais podem
interferir;
b) O processo de apresentação antigênica é um evento chave para uma perfeita ativação do sistema
imune e conseqüent e controle da infecção viral;
c) Muitos vírus alteram diversas etapas do processo de apresentação antigênica, desde o processamento
dos antígenos virais até a montagem e expressão na membrana plasmática, principalmente das moléculas
de MHC de classe I;
d) O vírus HIV-I interage especificamente com linfócitos T CD4+, proporcionando ao vírus uma grande
vantagem, pois a ausência desse tipo celular leva a diminuição da produção de IL-2 e de seu receptor,
levando a uma menor proliferação de outros tipos celulares do sistema imune;
e) Todas estão corretas

17. Em relação aos mecanismos de escape dos vírus a resposta imunológica, podemos afirmar:

a) Os vírus, especialmente os maiores e mais complexos que carregam moléculas de DNA, tem diversas
estratégias para escaparem do sistema imune. Uma delas é camuflar sua identidade por meio de

6
Impresso por Lucas, CPF 071.902.273-85 para uso pessoal e privado. Este material pode ser protegido por direitos autorais e não pode
ser reproduzido ou repassado para terceiros. 15/01/2020 02:23:04

mutações;
b) A variação genética, em geral, leva à mudança de antígenos presentes na da cápsula viral inibindo ação
de anticorpos previamente formados;
c) A infecção de células que não são alvo para o sistema imune, por exemplo, os neurônios, também é um
mecanismo de escape;
d) A Raiva Canina causada pelo Rhabdovirus infecta células nervosas, uma vez ocultos nessas células
podem causam sérias conseqüências como a encefalite que decorre da inflamação dos tecidos nervosos;
e) Todas estão corretas

18. Em relação a resposta imune adaptativa contra os vírus, considere as seguintes afirmativas:
I - Os anticorpos antivirais atuam principalmente como moléculas neut ralizantes, isto é, os anticorpos
evitam a ligação do vírus ao seu recept or específico, na célula hospedeira, impedindo a posterior entrada
do vírus nessa célula;
II - Os anticorpos podem ativar a via clássica do complemento levando a lise das cápsulas virais um
exemplo dessa inativação ocorre na infecção pelo Papiloma vírus Humano (HPV), causador do câncer
cervical, que é decorrente da ação de IgA e IgG, presentes mucosa cervical;

III - As atividades dos anticorpos IgA e IgG ocorrem somente na fase extracelular do ciclo viral na infecção
pelo Papiloma vírus Humano (HPV), pois nela os vírus estarão expostos aos anticorpos que normalmente
circulam no sangue ou na linfa. Conclui-se que:
a) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras
b) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras
c) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras
d) Somente a afirmativa I é verdadeira
e) Todas afirmativas são verdadeiras

19. Em relação a resposta imune adaptativa contra os vírus, é incorreto afirmar:

a) Os linfócitos T CD8+ produz interferon gama que reduz diretamente a replicação de certos vírus com o
LCMV (Vírus da Coriomeningite Linfocítica) e o HBV (Vírus da Hepatite B);
b) A produção de anticorpos é realizada pelas células B do sistema imune e depende da captura do vírus
por essa célula, reconhecimento das proteínas virais e conseqüente produção de proteínas (anticorpos)
específicas para cada tipo de vírus;
c) Os anticorpos antivirais atuam principalmente como moléculas neutralizantes, isto é, os anticorpos
evitam a ligação do vírus ao seu recept or específico, na célula hospedeira, impedindo a posterior entrada
do vírus nessa célula;
d) Além da neutralização, os anticorpos podem ter a ação de opsonização das partículas virais inibindo a
fagocitose desses vírus;
e) Anticorpos do tipo IgA são importantes para a neutralização de vírus que entram em contato através das
mucosas respiratória e intestinal.

20. Em relação a resposta imune adaptativa contra os vírus, é incorreto afirmar:

a) A maioria das infecções virais induz a produção de interferons pelas células dendríticas plasmocitóides,
esse fato leva a uma preferência para ativação do padrão Th1;
b) Os vírus da rubéola induz uma resposta do padrão Th1 no inicio da infecção, já na fase final da doença
essa resposta muda para o padrão Th2;
c) O mecanismo de defesa mais ativo contra a infecção viral é o mediado por linfócitos T CD8+
específicos;
d) Os linfócitos T CD8+ tem a capacidade de reconhecer as células infectadas, eliminando-as por indução
de apoptose ou pela liberação de proteínas citolíticas como a perforina;
e) Pode ocorrer resposta mista, como no caso do vírus da rubéola que induz uma resposta do padrão Th1
no inicio da infecção, já na fase final da doença essa resposta muda para o padrão Th2.

21. Em relação a resposta imune adaptativa contra os vírus, é incorreto afirmar:

7
Impresso por Lucas, CPF 071.902.273-85 para uso pessoal e privado. Este material pode ser protegido por direitos autorais e não pode
ser reproduzido ou repassado para terceiros. 15/01/2020 02:23:04

a) Muitos vírus conseguem sobrepujar a resposta imune inat a devido principalmente a sua alta taxa de
replicação, por isso, paralelamente à resposta inat a, também ocorre a ativação da resposta ant ígeno
específica;
b) Normalmente células dendríticas e macrófagos realizam inativação da resposta ant ígeno específica.
c) Devido à natureza de infecção intracelular dos vírus, os antígenos dos mesmos são apresentados
principalmente em contexto de MHC de classe I desencadeando uma resposta de linfócitos TCD4+;
d) A ativação de linfócito TCD4+ pode seguir diferentes caminhos dependendo do ambiente da infecção;
e) Atualmente são conhecidos diversos padrões de resposta imune adaptativa como Th1, Th2, Th17, Th0.

22. Em relação a resposta imune à infecção por HIV, considere as seguintes afirmativas:
I - Muitas infecções virais têm um comportamento cíclico, pois tem um pico de infecção seguido pela
formação de uma resposta imune que tende a eliminar a infecção, porém quando a resposta imune
montou uma resposta específica os vírus podem gerar mutações gerando um novo pico de infecção que
le va a um recomeço da resposta imune;
II - No caso do vírus da AIDS esses picos de infecção podem ter intervalos longos ao longo dos anos, pois
o sistema imune tende a controlar os primeiros tipos virais, porém com o tempo e com o acúmulo de
mutações os vírus mudam de uma forma decisiva e fogem da resposta gerando um pico de infecção
decisivo;

III - No caso do HIV esse pico de infecção gera a destruição das células T CD4+ e com isso o hospedeiro
fica totalmente susceptível a infecções oportunistas como a Tuberculose. Geralmente essas infecções
levam o paciente a óbito mascarando assim a real causa da falência do sistema imune. Conclui-se que:
a) Somente as afirmativas I e II estão corretas
b) Somente as afirmativas I e III estão corretas
c) Somente as afirmativas II e III estão corretas
d) Somente a afirmativa II está correta
e) Todas afirmativas estão corretas

23. Em relação a resposta imune contra os vírus, podemos afirmar:

a) As diferentes células componentes do sistema imunológico têm variadas formas de evit ar o


aprofundamento da infecção viral;
b) Na resposta imune inata a principal arma imune é a degradação das células infectadas e o
reconhecimento dos vírus pelos recept ores d as células imunes;
c) Na resposta imune adaptativa ocorre a produção de anticorpos neutralizantes e a produção de células
específicas capazes de impedir a disseminação da infecção;
d) Os vírus têm uma grande capacidade adaptativa, seu mecanismo de infecção tem a capacidade de se
moldar a res posta imune de forma a sobrepujar a mesma, levando a uma doença crônica;
e) Todas estão corretas

24. Em relação a resposta imune inata à infecção viral, é incorreto afirmar:

a) Os receptores do tipo Toll (TLR), presentes em vários tipos de células do sistema imune são capazes de
ativar essas células gerando uma potente resposta imune;
b) Devido à grande variação do tipo de ácido nucléico que os vírus podem conter, o sistema imune
desenvolveu variações de TLRs específicas para cada tipo de DNA ou RNA presente nos mesmos;
c) Os receptores do tipo Toll (TLR) têm como principal alvo de reconhecimento os ácidos nucléicos;
d) Existem apenas um tipos de TLR envolvidos na resposta cont ra vírus
e) O descontrole na produção de IL-2 (Interleucina 2), citocina que induz a proliferação de linfócitos pode
levar ao aparecimento de leucemias em células T de adultos ou auto -imunidade.

25. Em relação a resposta imune inata à infecção viral, é incorreto afirmar:

a) Vírus que possuem RNA de dupla fita são reconhecidos pelos receptores do tipo Toll TLR3 que leva a
uma cascata de respostas que culmina na produção de IFN do tipo I principalmente pelas células
dendríticas;
b) Vírus que apresentam DNA ou que tem modific ações CPG em seu RNA, são reconhecidos pelos
TLR7/8 e TLR9 respectivamente;
c) O reconhecimento pelos recept ores TLR7/8 e TLR9 leva a produção de IFN -? (Interferon Alfa)
principalmente pelas células dendríticas plasmocitóides, como ocorre em infecções pelo vírus do Herpes

8
Impresso por Lucas, CPF 071.902.273-85 para uso pessoal e privado. Este material pode ser protegido por direitos autorais e não pode
ser reproduzido ou repassado para terceiros. 15/01/2020 02:23:04

simplex do tipo 1 causador de encefalite;


d) As vias de reconhecimento viral podem se somar, pois os vírus que contém DNA obrigatoriamente têm
uma fase de seu desenvolvimento intracelular em que a produção de RNA de simples fita é necessária
para a produção de suas proteínas, o que também ocorre com os vírus que contém RNA de dupla fita;
e) Outro tipo de interação com TLR é caus ada, por exemplo, pelo MCMV (Citomogalovirus Murino ),
reconhecido pelo TLR2, presente na membrana celular, e tamb ém por TLR 3 e 9 ntracelulares.

26. Em relação a resposta imune inata contra vírus, é incorreto afirmar:

a) Mecanismos de interação vírus célula os quais são independentes de receptores do tipo Toll tem como
base a interação da proteína citoplasmática RIG-I (gene induzido por acido retinóico I) com RNA de dupla
fita, tendo como conseqüência a produção de interferon do tipo I;
b) Um dos mecanismos utilizado pelas células NK para inibir a infecção viral é a lise de células que
expressam MHC de classe I, uma vez que a expressão dessa molécula não é inibida pelo vírus infectante;
c) A partir da produção de interferons de tipo I e citocinas inflamatórias ocorre a ativação das células
matadoras naturais ou NK (Natural Killer).
d) Células matadoras naturais ou NK (Natural Killer) têm grande importância na resposta imune inata
contra vírus, pois são capaz es de eliminar células infectadas por esse patógeno;
e) A interação com a célula parasitada somada ao sinal proveniente das citocinas inflamatórias induz a
célula NK a liberar seu conteúdo citolítico de perforinas e granzimas que levarão à morte da célula
infectada;

27. Em relação a resposta imune inata das infecçõe s virais, é incorreto afirmar:

a) A maioria dos vírus infecta seus hospedeiros pelas mucosas, principalmente pelas vias aéreas, o trato
gastrintestinal e o trato urogenital
b) A primeira barreira contra a infecção é a queratina da pele, uma vez rompida essa barreira as células de
Langherans presentes na derme podem capturar o agente invasor, dando inicio a resposta imune
c) O mecanismo de defesa contra os vírus são as defensinas, proteínas expressas por linfócitos B
d) As defensinas são polipeptídios que formam poros em membranas ricas em fos folipídios aniônicos
como as dos vírus causando a destruição dos mesmos.
e) Um fator de proteção importante presente nas mucosas, são os ambientes ácidos existentes na mucosa
gástrica e no ambiente vaginal os quais atuam como barreiras químicas contra a penetração dos vírus.

28. É o primeiro marcador a ser solicitado na suspeita clínica de infecção pelo vírus da hepatite A:

a) Anti-HAV IgM
b) Anti-HAV IgG
c) Anti-HAV IgD
d) Anti-HAV IgA
e) Anti-HAV IgE

29. Marcador que deve ser solicitado na suspeita de infecção pelo vírus da hepatite C:

a) Anti?HCV;
b) Ag-HCV
c) Ag-HVA
d) Ag-HVBc
e) Ag-HBe

30. O Anti-HBs:

a) É o anticorpo contra o antígeno de superfície do vírus da hepatite B;


b) É o único anticorpo que confere imunidade contra o VHB;
c) Esse marcador está geralmente presente entre a primeira e a décima (1ª-10ª) semana após o
desaparecimento do HBsAg, e indica imunidade ativa (contato prévio com o vírus ou resposta vacinal);
d) É detectado na imunidade passiva (uso da imunoglobulina an ti-hepatite B ou transferência de anticorpos
maternos durante a gestação);

9
Impresso por Lucas, CPF 071.902.273-85 para uso pessoal e privado. Este material pode ser protegido por direitos autorais e não pode
ser reproduzido ou repassado para terceiros. 15/01/2020 02:23:04

e) Todas estão corretas;

31. O mecanismo de interação com receptores pode explicar o tropismo dos vírus por
determinadas espécie s e até por determinadas células.
Um exemplo de interaç ão com receptores celulares ocorre na infecção pelo vírus HIV.Esses vírus
penetram em linfócitos da linhagem T CD4+ através da interação de uma glicoproteína viral com o receptor
CD4 e os receptores de:
a) Glicopeptídicos
b) Quimiotripsina CCR7 e CXCR8,
c) Quimiocina CCR5 e CXCR4,
d) Quimiotripsina CCR4
e) Quimiocina CD4 e CD8

32. O mecanismo de interação com receptores pode explicar o tropismo dos vírus por
determinadas espécie s e até por determinadas células.
Um exemplo clássico desse tipo de tropismo é o do vírus que causa a Poliomielite, conhecido como
Poliovirus, que só infecta humanos e camundongos transgênicos que expressam o rec eptor para esse
vírus chamado:
a) Receptores polipeptidicos
b) Polio receptor
c) Beta receptores
d) Alfa Receptores
e) Gama rec eptores

33. Passada s as primeiras barreiras da resposta imune inata, os vírus tem como objetivo final
penetrar nas células, normalmente essa ação é mediada por interação com receptores específico s
expressos pelo tipo celular ao qual o vírus é específico, esse é o chamado:

a) Tropismo celular
b) Quimiotropismo viral
c) Quimiotropismo celular
d) Tropismo viral
e) Interferência viral

34. Primeiro marcador sorológi co a aparecer na infecção aguda da hepatite B, em torno de quatro
semanas após a exposição ao vírus, declinando a níveis indetectáveis em até 24 semanas.:

a) Anti-HBc Total;
b) Anti-HBc IgG
c) HBsAg;
d) Anti-HBc IgM;
e) HBeAg;

35. São citocinas inflamatórias envolvida s na resposta imune inata contra vírus, exceto:

a) TNF? e IL-1 (Interleucina 1);


b) IL-6 (Interleucina 6) e IL-12 (Interleucina 12);
c) C1q, C1r, C1s e C4b2a
d) IL 15 (Interleucina 15) e IL18 (Interleucina 18);
e) Quimiocina MIP e Proteína Inflamatória de Macrófagos 1 Alfa.

36. São marcadores que devem ser solicitados na suspeita de infecção pelo vírus da hepatite B:

a) Anti-HBc IgM e Anti-HBc IgG


b) HBsAg e Anti-HBc Total
c) Anti-HBc IgM e Anti-HBc Total
d) Anti-HBc IgG e Anti-HBc Total
e) Todos estão corretos.
Gabarito
1Re sposta: e) 2Resposta: c) 3Re sposta: e) 4Resposta: b) 5Resposta: b) 6Re sposta: b) 7Re sposta: c)

10