Sei sulla pagina 1di 3

Os 4 polos da criação divina

Deus se preocupa com o homem por completo, não somente a sua alma. Na
nossas igrejas não podemos fazer diferente. Uma prova disso pode ser notada na criação.
Toda a criação divina pode ser dividida em 4 polos. Os 4 polos são: Espiritual (o mais
importante), Físico, sabedoria e relacionamentos. Vejamos em Gênesis esta constatação:

➔ Espiritual:

“Então disse Deus: 'Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança.
Domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais grandes de
toda a terra e sobre todos os pequenos animais que se movem rente ao chão'.
Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os
criou.” Gn 1:26, 27

A Bíblia diz que Deus é Espírito e deseja que o adorem em Espírito e em verdade
(Jo 4:24). Espiritual que dizer relacionamento com Deus. Dizer que o homem foi criado a
imagem e semelhança de Deus, além de dizer que temos um pouco das habilidades que
Deus tem infinitamente (pensar, planejar, projetar, amar), implica dizer que temos uma
essência espiritual. E a principal necessidade espiritual que temos é a de relacionar-se
com Deus, que é Espírito. Temos necessidade de nos reconciliarmos com Ele, já que
estamos jogados no pecado. Não é por menos que o maior de todos mandamentos é
amará a teu Deus de todo coração, com toda tua força (Mt 22: 36-38) .

➔ Relacionamentos:
“Então o Senhor Deus declarou: "Não é bom que o homem esteja só; farei para ele
alguém que o auxilie e lhe corresponda".
Depois que formou da terra todos os animais do campo e todas as aves do céu, o Senhor
Deus os trouxe ao homem para ver como este lhes chamaria; e o nome que o homem
desse a cada ser vivo, esse seria o seu nome.
Assim o homem deu nomes a todos os rebanhos domésticos, às aves do céu e a todos
os animais selvagens. Todavia não se encontrou para o homem alguém que o auxiliasse
e lhe correspondesse.
Então o Senhor Deus fez o homem cair em profundo sono e, enquanto este dormia, tirou-
lhe uma das costelas, fechando o lugar com carne.
Com a costela que havia tirado do homem, o Senhor Deus fez uma mulher e a trouxe a
ele.
Disse então o homem: "Esta, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela
será chamada mulher, porque do homem foi tirada".
Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão
uma só carne.” Gn 2:18-24

Não é a toa que o segundo mandamento mais importante seja Amarás a teu
próximo como a ti mesmo (Mt 22:39). Deus se preocupa muito com os relacionamentos. A
igreja não deve negligenciar isto. Pelo contrário, deve investir na comunhão entre os
irmãos e também no bom relacionamento com os não convertidos. Também devem ser
tratados a fundo os problemas que atacam os relacionamentos entre as pessoas.

➔ Sabedoria:
“O Senhor Deus colocou o homem no jardim do Éden para cuidar dele e cultivá-lo.
E o Senhor Deus ordenou ao homem: 'Coma livremente de qualquer árvore do jardim,
mas não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela
comer, certamente você morrerá' ” Gn 2:15-17

Algumas definições de sabedoria:


• Sabedoria (em grego Σοφία, "sofía") é o que detém o "sábio" (em grego σοφός,
"sofós"). (Wikipédia)
• Conduta orientada de acordo com o conhecimento daquilo que é verdadeiro e
justo. (Dicionário Michaelis UOL)
• Grande circunspeção e prudência; juízo, bom senso, razão, retidão. (Dicionário
Michaelis UOL)
• TEOL - Conhecimento inspirado das coisas divinas e humanas (Dicionário
Michaelis UOL)

A sabedoria é tão importante que tem um livro na Bíblia que fala praticamente só
sobre isso: o livro de Provérbios. Não é a toa que ele tá na Bíblia. A sabedoria do cristão
não é apenas ler a Bíblia. É estudá-la a fundo a aplicá-la aos nossos dias.
Tiago, o irmão do Senhor, fala que a sabedoria que vem do alto é antes de tudo
pura; depois, pacífica, amável, compreensiva, cheia de misericórdia e de bons frutos,
imparcial e sincera (Tg 3:17,leia Tiago 3:13-18 para maior compreensão). Essa é a
sabedoria que devemos buscar e repassar.
Muitas comunidades sofrem por negligenciar este aspecto. A consequência clara
da falta de sabedoria é o fanatismo religioso presente em tais comunidades.

➔ Físico:

“Deus os abençoou, e lhes disse: 'Sejam férteis e multipliquem-se! Encham e subjuguem


a terra! Dominem sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais
que se movem pela terra'.” Gn 1:28

Outro aspecto muito ignorado é este: o físico. Preocupação com o mundo ao redor,
com as questões sociais, políticas e com as necessidades das pessoas. Em síntese, com
a criação de Deus. Com as pessoas (que também são criação de Deus). Geralmente, as
igrejas protestantes tendem a desapegar deste ponto usando versículos como este: “Eles
não são do mundo, como eu também não sou. ”( Jo 17:16). Porém, nos mesmo trecho,
um versículo acima temos o versículo: “Não rogo que os tires do mundo, mas que os
protejas do Maligno.” (Jo 17:15). Se não fosse para nos preocuparmos com os aspectos
físicos, Jesus pediria para que nos tirasse do mundo.
Um olhar errado sobre este ponto é o que ocorre no evangelho social. Esse
evangelho, muito praticado pela igreja católica romana no Brasil nos tempos da ditadura,
negligencia totalmente os aspectos espirituais e a sabedoria, se preocupando apenas
com as coisas palpáveis.

➔ Aplicação prática:

Teve uma igreja que usou esses princípios. Ela teve ótimos resultados. Muita gente
se convertia de verdade, e a igreja ganhou grande simpatia do povo. Havia comunhão
entre os irmãos e principalmente comunhão com Deus. Estou falando da igreja primitiva lá
em Jerusalém. Veja os seguintes versículos:
“Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos (Sabedoria) e à comunhão
(relacionamentos), ao partir do pão (Físico) e às orações (Espiritual).
Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos.
Todos os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum.
Vendendo suas propriedades e bens, distribuíam a cada um conforme a sua necessidade.
Todos os dias, continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em suas casas,
e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração,
louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava todos
os dias os que iam sendo salvos.” At 2: 42-47 (Com parênteses do autor)