Sei sulla pagina 1di 100

Contabilidade Pública

Marcel Guimarães

marcel.tcu@gmail.com
Aula 5
05/12/2016
 Procedimentos Contábeis Patrimoniais – Variações

patrimoniais quantitativas e qualitativas.

 Exercícios

 Revisão

Prof. Marcel Guimarães


Sistemas

de

Contas
3

Prof. Marcel Guimarães


Sistemas de Contas

Os sistemas registram:

SO Contas contábeis que registram os ATOS de PREVISÃO


da receita e FIXAÇÃO da despesa, bem como suas
execuções.
SF Contas contábeis que registram INGRESSOS E
DISPÊNDIOS de recursos FINANCEIROS que impactam
mediata ou imediatamente o CAIXA da entidade.
SP Contas contábeis que registram ATIVOS e PASSIVOS de
caráter não-financeiro, bem como as VARIAÇÕES
ativas e passivas a eles relacionados.
SC Contas contábeis que registram ATOS
ADMINISTRATIVOS não relacionados à aprovação do
orçamento.

Prof. Marcel Guimarães


Receitas e Despesas
Efetivas e Não-
Efetivas

&
Fatos Contábeis
5

Prof. Marcel Guimarães


Classificação da Receita
Classificações da Receita Orçamentária
Orçamentária
Quanto à Natureza
Extraorçamentária
Quanto à Categoria Corrente
Econômica Capital
Quanto ao impacto na Efetiva
situação líquida patrimonial Não efetiva

Originária
Quanto à obrigatoriedade
Derivada
Primárias ou não-
financeiras
Quanto ao resultado fiscal
Não primárias ou
financeiras
6

Prof. Marcel Guimarães


Classificação da Receita
Classificações da Receita Quanto ao
Impacto na Situação Líquida Patrimonial

RECEITA EFETIVA

A Receita Pública Efetiva é aquela em que os ingressos de disponibilidades


de recursos não constituem obrigações correspondentes e por isto
ALTERAM a situação líquida patrimonial. Ex. impostos.

RECEITA NÃO-EFETIVA

A Receita Pública Não-Efetiva é aquela em que os ingressos de


disponibilidades de recursos NÃO ALTERAM a situação líquida
patrimonial. Ex. operações de crédito.

Prof. Marcel Guimarães


Classificação da Despesa

Classificações da Despesa Quanto ao


Impacto na Situação Líquida Patrimonial

DESPESA EFETIVA

As que ALTERAM a situação líquida patrimonial. Ex. despesas com


pessoal.

DESPESA NÃO-EFETIVA

As que NÃO ALTERAM a situação líquida patrimonial. Ex.


investimentos.

Prof. Marcel Guimarães


Fatos Contábeis

FATOS MODIFICATIVOS: fatos que provocam


alteração do valor do patrimônio líquido.

Ativo Passivo + PL Ex: arrecadação de receita


+A
tributária

Ativo Passivo + PL
-A Ex: doação de bens

Ativo Passivo + PL
-P
Ex: cancelamento de RP

Ativo Passivo + PL
+P Ex: encampação de dívida
passiva

Prof. Marcel Guimarães


Fatos Contábeis

FATOS PERMUTATIVOS: fatos que não alteram o valor


do patrimônio líquido.
Ativo Passivo + PL
+A +P Ex: operação de crédito

Ativo Passivo + PL Ex: alienação de bens


+A
-A

Ativo Passivo + PL Ex: pagamento de


-A -P dívida

Ex: inscrição de
Ativo Passivo + PL despesas relativas à
+P dívida fundada em
-P “serviços da dívida a
pagar” 10

Prof. Marcel Guimarães


RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS

RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS
REC. EFETIVA REC. NÃO EFETIVA
Altera o PL (afeta o valor do Não altera o PL (não afeta o
resultado) valor do resultado)
Fato MODIFICATIVO
Fato PERMUTATIVO
AUMENTATIVO
Não produz mutação Produz mutação patrimonial
patrimonial (= MUTAÇÃO PASSIVA)

11

Prof. Marcel Guimarães


DESPESAS ORÇAMENTÁRIAS

DESPESAS ORÇAMENTÁRIAS
DESP. EFETIVA DESP. NÃO EFETIVA
Altera o PL (afeta o valor do Não altera o PL (não afeta o
resultado) valor do resultado)
Fato MODIFICATIVO
Fato PERMUTATIVO
DIMINUTIVO
Não produz mutação Produz mutação patrimonial
patrimonial (= MUTAÇÃO ATIVA)

12

Prof. Marcel Guimarães


Receitas e despesas efetivas
e não efetivas (enf. orçamentário)
Categoria EFETIVAS NÃO EFETIVAS
Econômica
Tributárias, de contribuições, Recebimento da dívida ativa
Receitas patrimonial, agropecuária,
Correntes industrial, serviços,
transferências correntes, juros
recebidos, multas, etc.
Transferências de capital Operação de crédito, alienação
Receitas de de bens, amortização de
Capital empréstimos

Pessoal civil, serviços de Material de consumo,


Despesas terceiros, subvenções, inativos, adiantamento de salário
Correntes pensionistas, juros da dívida,
transferências correntes

Transferências de Capital Investimentos (material


Despesas permanente, obras, etc.),
de Capital inversões financeiras,
amortização da dívida
13

Prof. Marcel Guimarães


Já foi cobrado em prova...

ESAF/Analista Contábil Financeiro/ SEFAZ CE 2006

As receitas públicas, quanto à afetação patrimonial, são divididas


em receitas efetivas e receitas por mutações patrimoniais. Entre as
opções abaixo, aponte a que é exemplo de receita efetiva.

a) Operações de crédito. Não-efetiva


b) Receita de alienação de bens. Não-efetiva
c) Receita patrimonial. Efetiva
d) Amortização de empréstimos. Não-efetiva
e) Transferências de capital. Receita Efetiva  RECEBEDOR
Despesa Efetiva  CONCEDENTE
LETRA C

Receita Efetiva  aumenta a situação líquida patrimonial da entidade.


Fato contábil modificativo aumentativo.

Receita Não-Efetiva  não altera a situação líquida patrimonial no


momento do seu reconhecimento. Fato permutativo.
14

Prof. Marcel Guimarães


Variações
Patrimoniais

15

Prof. Marcel Guimarães


Res CFC 1.133/08 - DVP
DVP – Demonstração de Variações Patrimoniais

Deve evidenciar as variações QUANTITATIVAS, o resultado


patrimonial e as variações QUALITATIVAS decorrentes da execução
orçamentária.

Para fins de apresentação na DVP, as variações devem ser segregadas em


quantitativas e qualitativas.

Var. Quantitativas

As variações QUANTITATIVAS são decorrentes de transações no setor


público que aumentam ou diminuem o patrimônio líquido.

Var. Qualitativas
As variações QUALITATIVAS são decorrentes de transações no setor
público que alteram a composição dos elementos patrimoniais sem
afetar o patrimônio líquido.
16

Prof. Marcel Guimarães


Variações patrimoniais
São transações que resultam em alterações nos
Variações elementos patrimoniais da entidade do setor público,
Patrimoniais mesmo em caráter compensatório, afetando, ou não, o
seu resultado.

Variação • decorrem de transações que aumentam ou


Patrimonial diminuem o patrimônio líquido, subdividindo-se
em: AUMENTATIVA e DIMINUTIVA
Quantitativa

Variação •alteram a composição dos elementos patrimoniais


sem afetar o PL, determinando modificações
Patrimonial apenas na composição específica dos elementos
Qualitativa patrimoniais.

Variações São variações que, simultaneamente, alteram a


MISTAS OU composição qualitativa e a expressão quantitativa dos
COMPOSTAS elementos patrimoniais.
17

Prof. Marcel Guimarães


Já foi cobrado em prova...
CESPE/MS ADMINISTRATIVO 2009 - Cargo 8: Contador

107 As variações patrimoniais quantitativas alteram a composição dos


elementos patrimoniais sem afetar o patrimônio líquido.

ERRADO

As variações QUANTITATIVAS são decorrentes de transações que


aumentam ou diminuem o patrimônio líquido.

As variações QUALITATIVAS alteram a composição dos elementos


patrimoniais sem afetar o patrimônio líquido.

18

Prof. Marcel Guimarães


Variações Patrimoniais
Quantitativas
AUMENTO do ATIVO
(Bens e Direitos)
Var. Ativas ou
Aumentativas
REDUÇÃO do PASSIVO
(Obrigações)

REDUÇÃO do ATIVO
(Bens e Direitos)
Var. Passivas ou
Diminutivas
AUMENTO do PASSIVO
(Obrigações)

19

Prof. Marcel Guimarães


Variações ATIVAS

Aumento do ativo Redução do passivo

PASSIVO PASSIVO
ATIVO

PL ATIVO PL

PL
PL > 0

20

Prof. Marcel Guimarães


Variações PASSIVAS

Redução do ativo Aumento do passivo

PASSIVO PASSIVO
ATIVO

PL ATIVO PL

PL
PL > 0

21

Prof. Marcel Guimarães


Introdução à DVP

22

Prof. Marcel Guimarães


DVP - Demonstração
das Variações Patrimoniais

DVP é o demonstrativo que apresenta o fluxo de variações


ATIVAS e PASSIVAS da entidade governamental. De acordo
com a Lei 4320/64:

BF – Lei 4.320

Art. 104 - A Demonstração das Variações Patrimoniais evidenciará as


alterações verificadas no patrimônio, resultantes ou
independentes da execução orçamentária, e indicará o RESULTADO
patrimonial do exercício.

23

Prof. Marcel Guimarães


Estrutura DVP
VARIAÇÕES ATIVAS VARIAÇÕES PASSIVAS
RESULT. EXEC. RESULT. EXEC.
ORÇAMENTÁRIA ORÇAMENTÁRIA
Receitas Orçamentárias Despesas Orçamentárias

Mutações Ativas Mutações Passivas


(decorrentes da DESPESA) (decorrentes da RECEITA)
INDEPEN. EXEC. INDEPEN. EXEC.
ORÇAMENTÁRIA ORÇAMENTÁRIA

Acréscimos Patrimoniais Decréscimos Patrimoniais

DÉFICIT SUPERÁVIT

24

Prof. Marcel Guimarães


Estrutura DVP
VARIAÇÕES ATIVAS VARIAÇÕES PASSIVAS
RESULT. EXEC. RESULT. EXEC.
ORÇAMENTÁRIA ORÇAMENTÁRIA
Alterações Resultantes da Execução
Receitas Orçamentárias Despesas Orçamentárias
Orçamentária
Mutações Ativas Mutações Passivas
(decorrentes da DESPESA) (decorrentes da RECEITA)
INDEPEN. EXEC. INDEPEN. EXEC.
ORÇAMENTÁRIA
Alterações ORÇAMENTÁRIA
Independentes da Execução
Orçamentária
Acréscimos Patrimoniais Decréscimos Patrimoniais

DÉFICIT SUPERÁVIT
Resultado patrimonial
Lei 4.320/64, Art. 104 - A Demonstração das Variações Patrimoniais evidenciará as
alterações verificadas no patrimônio, resultantes ou independentes da
execução orçamentária, e indicará o RESULTADO patrimonial do exercício. 25

Prof. Marcel Guimarães


VARIAÇÕES ATIVAS/PASSIVAS

Resultantes das Receitas


Var.
Orçamentária
Resultantes das Despesas

Resultantes de
Superveniências
Var.
Extraorçamentária
Resultantes de
Insubsistências

Nas variações patrimoniais independentes da execução


orçamentária, em geral, não há movimentação financeira.
26

Prof. Marcel Guimarães


Variações Patrimoniais
Variações Variações
Quantitativas Qualitativas
Variações Dep. da Exec.
orçamentária

Rec. e Desp. X
Efetivas

Rec. e Desp.
X
Não Efetivas

Variações Indep. da Exec.


orçamentária

Superveniências
X
e Insubsistências
27

Prof. Marcel Guimarães


Variações
Quantitativas

28

Prof. Marcel Guimarães


Variações Patrimoniais
Aumentativas - VPA
Quanto à dependência da execução orçamentária

 VPA resultante da execução orçamentária

São receitas orçamentárias efetivas arrecadadas, de propriedade


do ente, que resultam em aumento do patrimônio líquido. Exemplo:
receita de tributos.

 VPA independente da execução orçamentária

São fatos que resultam em aumento do patrimônio líquido, que


ocorrem independentemente da execução orçamentária. Exemplo:
incorporação de bens (doações recebidas).

29

Prof. Marcel Guimarães


Alterações Quantitativas
Aumentativas
Representam MODIFICAÇÕES no PL:
Obtenção de
receita de serviços

Recebimento de
PL Aumento no
ATIVO
juros de
empréstimos

Incorporação de
bens por doação
Aumentativas

Perdão de uma
dívida
Redução no
PASSIVO
Prescrição de
compromissos a
pagar
30

Prof. Marcel Guimarães


Variações Patrimoniais
Diminutivas - VPD
Quanto à dependência da execução orçamentária

 VPD resultante da execução orçamentária

São despesas orçamentárias efetivas, de propriedade do ente, que


resultam em diminuição do patrimônio líquido. Exemplo: despesas de
pessoal.

 VPD independente da execução orçamentária

São fatos que resultam em diminuição do patrimônio líquido, que


ocorrem independentemente da execução orçamentária. Exemplo:
depreciação.

31

Prof. Marcel Guimarães


Alterações Quantitativas
Diminutivas
Representam MODIFICAÇÕES no PL: Doação de bens e
valores a terceiros

Reduções no Extravio de materiais


PL ATIVO ou mercadorias

Cancelamento da
dívida ativa
Diminutivas
Reconhecimento de
uma despesa de
serviços

Aumentos no Despesa de pessoal


PASSIVO ou de juros

Incorporação de
dívidas em geral
32

Prof. Marcel Guimarães


Variações
Quantitativas Indep.
da Exec. Orçam.:

Superveniências e
Insubsistências
33

Prof. Marcel Guimarães


Variações Patrimoniais Indep.
da Exec. Orçamentária
Superveniências e Insubsistências

Superveniências Aumentos

Insubsistências Reduções

Ativo Passivo

Bens + Direitos Obrigações

Superveniência do ativo Superveniência do passivo

Insubsistência do ativo Insubsistência do passivo

Patrimônio Líquido
34

Prof. Marcel Guimarães


Superveniência x Insubsistência

SUPERVENIÊNCIA: AUMENTOS Não há problema na nomenclatura

 Ativas ou do ativo: aumentos no ativo (VA)


 Passivas ou do passivo: aumentos no passivo (VP)

INSUBSISTÊNCIA: REDUÇÕES
ATENÇÃO!!!
 Ativas: ?????? Problema na nomenclatura
 Passivas: ??????

Fenômeno Abordagem Tradicional Abordagem STN e CFC

Insubsistência do Ativo Insubsistências Ativas Insubsistências Passivas


Insubsistência do
Insubsistências Passivas Insubsistências Ativas
Passivo

CESPE/FCC ESAF 35

Prof. Marcel Guimarães


Superveniência x Insubsistência
INSUBSISTÊNCIA: PERDAS (abordagem CESPE)

 Ativas ou DO ATIVO: diminuição no ATIVO (VP)


 Passivas ou DO PASSIVO: diminuição no PASSIVO (VA)

Exemplos de insubsistência:

O cancelamento de uma dívida passiva de um ente constitui:


uma insubsistência passiva (DO passivo) - VA

Ativo Passivo + PL
- dívidas

Uma doação de um bem efetuada pelo mesmo ente caracteriza


uma insubsistência ATIVA (DO ativo) - VP

Ativo Passivo + PL
- bens
36

Prof. Marcel Guimarães


VARIAÇÕES INDEP. EXEC.
ORÇAMENTÁRIA

CESPE  Abordagem tradicional

ATIVA = DO ATIVO
Aumento do ATIVO
(VA)
Superveniências
PASSIVAS = DO PASSIVO
Aumento do Passivo
(VP)

ATIVA = DO ATIVO
Diminuição do ATIVO
(VP)
Insubsistências
PASSIVA = DO PASSIVO
Diminuição do PASSIVO
(VA)
37

Prof. Marcel Guimarães


Já foi cobrado em prova...
CESPE/SECONT/ES 2009 - Cargo 2: Auditor do Estado –
Especialidade: Ciências Contábeis

115 As superveniências e as insubsistências, ativas e passivas, compõem os


valores independentes da execução orçamentária, e provocam alterações na
situação patrimonial líquida da entidade.

CERTO

VARIAÇÕES ATIVAS:

Independentes da Execução Orçamentária:


- superveniências de ITENS do ativo
- insubsistências de itens do passivo

VARIAÇÕES PASSIVAS:

Independentes da Execução Orçamentária:


- insubsistências de ITENS do ativo
- superveniências de itens do passivo 38

Prof. Marcel Guimarães


Variações
Qualitativas

39

Prof. Marcel Guimarães


Alterações Qualitativas
Altera-se a QUALIDADE patrimonial, mas NÃO a quantidade do
PL. As alterações qualitativas podem envolver:

 dois itens do ativo: compra de bens à vista


Ativo Passivo + PL
+ bens
- bancos

 um item do ativo e um item do passivo: compra de bens a prazo

Ativo Passivo + PL
+ bens + dívidas

 dois itens do passivo: liquidação da despesa de amortização da


dívida fundada
Ativo Passivo + PL
- dívida fundada
+ dívida flutuante
40

Prof. Marcel Guimarães


Já foi cobrado em prova...
CESPE/UNIPAMPA 2013 - Cargo 6: Contador

Acerca da contabilidade pública e das variações patrimoniais, julgue os itens


que se seguem.

91 A contabilização da liquidação da despesa de amortização da dívida


fundada afeta dois itens do passivo, gerando variação patrimonial.

CERTO

Ativo Passivo + PL
Passivo Financeiro
Despesa de Dívida a Pagar 200

Passivo Permanente
Dívida fundada 1.000
800

Ex: Liquidação de R$ 200 referente à amortização de parte de dívida


fundada de R$ 1.000 41

Prof. Marcel Guimarães


Variações
Qualitativas:

Mutações
Ativas e Passivas
42

Prof. Marcel Guimarães


Estrutura DVP

VARIAÇÕES ATIVAS VARIAÇÕES PASSIVAS


RESULT. EXEC. RESULT. EXEC.
ORÇAMENTÁRIA ORÇAMENTÁRIA
Receitas Orçamentárias Despesas Orçamentárias

Mutações Ativas Mutações Passivas


(decorrentes da DESPESA) (decorrentes da RECEITA)

Sempre DEPENDEM da execução orçamentária

INDEPEN. EXEC. INDEPEN. EXEC.


ORÇAMENTÁRIA ORÇAMENTÁRIA

Acréscimos Patrimoniais Decréscimos Patrimoniais

DÉFICIT SUPERÁVIT
43

Prof. Marcel Guimarães


Mutações Ativas
Mutações ativas ou
Mutações patrimoniais decorrentes da DESPESA

decorrem da incorporação de elementos ativos do patrimônio ou da


desincorporação de elementos do passivo do ente (p. ex, pagamento
de empréstimo tomado).

causadas por
Mutações Ativas DESPESAS NÃO-EFETIVAS
(geralmente, as DE CAPITAL)

Ativo Passivo
Desembolso de recursos
Bens + Direitos Obrigações

acompanhado de
Incorporação Desincorporação

Ex: investimentos, Ex:


inv. financeira, amortização da
mat. de consumo dívida
44

Prof. Marcel Guimarães


Mutação Patrimonial
da Despesa
Fato Permutativo

VAR. ATIVA VAR. PASSIVA

DESP.
MUTAÇÃO ORÇAMEN.
ATIVA NÃO-EFET.

+X -X
Mutação Decorrente
da DESPESA

Efeito final no PL: - X + X = 0


45

Prof. Marcel Guimarães


Mutações Passivas
Mutações passivas ou
Mutações patrimoniais decorrentes da RECEITA

decorrem da incorporação de elementos passivos ou da


desincorporação de elementos do ativos do patrimônio do ente (p. ex,
recebimento de empréstimo concedido)

Mutações causadas por


RECEITAS NÃO-EFETIVAS
Passivas (geralmente, as DE CAPITAL)

Ativo Passivo
Bens + Direitos Obrigações
Ingresso de recursos

Desincorporação Incorporação
Ex: Ex: acompanhado de
alien. de bens,
amort. de emprést., Operação de
receita de dívida crédito
ativa 46

Prof. Marcel Guimarães


Mutação Patrimonial
da Receita
Fato Permutativo

VAR. ATIVA VAR. PASSIVA

RECEITA
ORÇAM. MUTAÇÃO
NÃO-EFET. PASSIVA

+X -X
Mutação Decorrente
da RECEITA

Efeito final no PL: - X + X = 0


47

Prof. Marcel Guimarães


Já foi cobrado em prova...
ESAF/Analista de Finanças e Controle - AFC/CGU - 2003/2004 - Prova 2

15- Por Mutações Ativas entende-se:

a) variações patrimoniais ativas orçamentárias que caracterizam a aquisição de


bens e direitos ou amortização de dívida passiva.
b) variações patrimoniais ativas extra-orçamentárias que caracterizam a alienação
de bens e direitos ou recebimento de dívida ativa.
c) variações patrimoniais passivas orçamentárias que caracterizam a aquisição de
bens e direitos ou amortização de dívida passiva.
d) variações patrimoniais passivas extraorçamentárias que caracterizam a
alienação de bens e direitos ou amortização de dívida passiva.
e) variações patrimoniais ativas extra-orçamentárias que caracterizam a aquisição
de bens e direitos ou amortização de dívida passiva.

Mutação ATIVA Variação ativa orçamentária.

Decorre de uma DESPESA NÃO EFETIVA (em geral, de uma DESPESA DE


CAPITAL)  Aquisição de bens e direitos ou amortização de dívida passiva.

LETRA A
48

Prof. Marcel Guimarães


Variações
Patrimoniais:

Roteiro para
classificação
49

Prof. Marcel Guimarães


Variações Patrimoniais
Roteiro para classificação das variações patrimoniais

Passo 1
Identificar se a variação depende ou não da execução orçamentária.

Dica: verificar se há movimentação financeira envolvida na


operação.

Passo 2 (apenas para variações DEPENDENTES da exec. orçamentária)

Identificar se a receita ou despesa é efetiva (não produz mutação) ou não


efetiva (produz mutação).

Passo 3 (apenas para variações INDEPENDENTES da exec. orçamentária)

a) Identificar se o item faz parte do ativo (bem ou direito) ou do


passivo (obrigação).

b) Identificar se trata-se de um aumento (superveniência) ou redução


(insubsistência) do ativo ou passivo.

50

Prof. Marcel Guimarães


Variações Patrimoniais
Roteiro para classificação das variações patrimoniais
Passo 1
Identificar se a variação depende ou não da execução orçamentária.

Dica: verificar se há movimentação financeira (decorrente de receitas e


despesas orçamentárias) envolvida na operação.

Há movimentação financeira Variações Dep. da Exec.


decorrente de Receitas e orçamentária
Despesas ORÇAMENTÁRIAS

NÃO há movimentação
financeira dec. de Rec. e Desp.
ORÇAMENTÁRIAS
Variações Indep. da
(apenas registro ou Exec. orçamentária
desincorporação de bens,
direitos e obrigações de caráter
não financeiro)
51

Prof. Marcel Guimarães


Variações Patrimoniais
Roteiro para classificação das variações patrimoniais

Passo 2
(Apenas para variações DEPENDENTES da exec. Orçamentária)

Identificar se a receita ou despesa é efetiva (não produz mutação) ou não


efetiva (produz mutação).

1 registro apenas
Rec. e Desp.
Receita ou despesa
Efetivas
orçamentária
Variações Dep.
da Exec.
orçamentária 2 registros
Receita ou despesa
orçamentária
Rec. e Desp. +
Não Efetivas
mutação
52

Prof. Marcel Guimarães


Variações Patrimoniais
Roteiro para classificação das variações patrimoniais

Passo 3 (apenas para variações INDEPENDENTES da exec. orçamentária)

a) Identificar se o item faz parte do ativo (bem ou direito) ou do


passivo (obrigação).

b) Identificar se trata-se de um aumento (superveniência) ou redução


(insubsistência) do ativo ou passivo.

Ativo Passivo

a) Bens + Direitos Obrigações

Superveniência ativa Superveniência passiva

b)
Insubsistência do ativo Insubsistência do passivo

53

Prof. Marcel Guimarães


Variações
Patrimoniais:

exemplos

54

Prof. Marcel Guimarães


Variações patrimoniais
• Realizado empréstimo no valor de R$ 500 ; FATO PERMUTATIVO

• Recebimento de receita de capital (op. de crédito): R$ 500 ; VAR. ATIVA


• Incorporação de dívida fundada de R$ 500 ; VAR. PASSIVA
Houve receita ou despesa decorrente da execução orçamentária?

Sim, receita orç. de capital VP  MUTAÇÃO PASSIVA  MUT. PATRIM. DA RECEITA


BALANÇO PATRIMONIAL – Lei 4.320/64
ATIVO PASSIVO
ATIVO FINANCEIRO PASSIVO FINANCEIRO

Disponibilidades 1.000
500

ATIVO NÃO FINANCEIRO PASSIVO NÃO FINANCEIRO

Bens Móveis Dívida fundada 500

Bens Imóveis 500 SALDO PATRIMONIAL 1.000

55
Variações patrimoniais
• Recebimento de bem móvel em doação: R$ 800 ; FATO MODIFICATIVO AUMENTATIVO

• Incorporação de bem móvel no valor de R$ 800 ; VAR. ATIVA

Houve receita ou despesa decorrente da execução orçamentária?

Não  Var . Ativa Independente da EO VAR. ATIVA SUPERVENIÊNCIA ATIVA

BALANÇO PATRIMONIAL – Lei 4.320/64


ATIVO PASSIVO
ATIVO FINANCEIRO PASSIVO FINANCEIRO

Disponibilidades 500

ATIVO NÃO FINANCEIRO PASSIVO NÃO FINANCEIRO

Bens Móveis 1.300


500

Bens Imóveis SALDO PATRIMONIAL 1.800


1.000

56

Prof. Marcel Guimarães


Variações patrimoniais
• Aquisição à vista de imóvel em utilização: R$ 300 ; FATO PERMUTATIVO

• Realização de despesa de capital (inversão): R$ 300 ; VAR. PASSIVA


• Incorporação de bem imóvel no ativo: R$ 300 ; VAR. ATIVA

Houve receita ou despesa decorrente da execução orçamentária?

Sim, despesa orçamentária de capital VA MUTAÇÃO ATIVA  MUT. PATRIM. DA DESPESA
BALANÇO PATRIMONIAL – Lei 4.320/64
ATIVO PASSIVO
ATIVO FINANCEIRO PASSIVO FINANCEIRO

Disponibilidades 500
200

ATIVO NÃO FINANCEIRO PASSIVO NÃO FINANCEIRO

Bens Móveis

Bens Imóveis 800


500 SALDO PATRIMONIAL 1.000

57

Prof. Marcel Guimarães


Variações patrimoniais
• Morte de um cavalo avaliado em R$ 400 ; FATO MODIFICATIVO DIMINUTIVO

• Desincorporação de bem móvel no valor de R$ 400 ; VAR. PASSIVA

Houve receita ou despesa decorrente da execução orçamentária?

Não  Var . Passiva Independente da EO VAR. PASSIVA INSUBSISTÊNCIA DO ATIVO

BALANÇO PATRIMONIAL – Lei 4.320/64


ATIVO PASSIVO
ATIVO FINANCEIRO PASSIVO FINANCEIRO

Disponibilidades 500

ATIVO NÃO FINANCEIRO PASSIVO NÃO FINANCEIRO

Bens Móveis 500


100

Bens Imóveis SALDO PATRIMONIAL 600


1.000

58

Prof. Marcel Guimarães


Já foi cobrado em prova...
CESPE/TCU 2004 – Cargo: Analista de Controle Externo – Parte II

Com relação à natureza e ao efeito produzido pelos diversos tipos de


variações patrimoniais, julgue o item que se segue.

73 O cancelamento de uma dívida de um ente público constitui uma


insubsistência passiva; uma doação efetuada pelo mesmo ente caracteriza
uma insubsistência ativa. No primeiro caso, ocorre uma variação ativa; no
segundo, uma variação passiva.

CERTO

Cancelamento de dívida  Insubsistência do passivo  Acrésc.


Patrim (VA)

Doação efetuada  Insubsist. do ativo  Decrésc. Patrim (VP)

59

Prof. Marcel Guimarães


Conclusão

60

Prof. Marcel Guimarães


Variações Patrimoniais
Registro Registro Total

Variações
Quantitativas
Sistema
Financeiro OU Sistema
Patrimonial 1 Registro

Fatos modificativos Receita ou despesa


Superveniência ou
orçamentária
insubsistência
EFETIVA

Variações
Qualitativas
Sistema
Financeiro E Sistema
Patrimonial 2 registros

Fatos permutativos Receita ou despesa


MUTAÇÃO
orçamentária NÃO
(ATIVA OU PASSIVA)
EFETIVA
61

Prof. Marcel Guimarães


Variações Patrimoniais
REVISÃO – VARIAÇÕES PATRIMONIAIS

Receitas 1 registro:
Quant. +
Efetivas receita

Receitas Orç. Receitas 2 registros:


Não- Receita +
Variações Qualitativa
Efetivas Mutação
Dependentes Passiva
da Execução
Orçamentária Despesas 1 registro: Quant. -
(Orç.) Efetivas despesa

Despesas Orç. 2 registros:


Despesas
Despesa +
Não- Qualitativa
Mutação
Efetivas
Ativa
Do ativo ou Quant. +/-
Variações Superveniências
Do Passivo
Independentes
da Execução Do ativo ou
Orçamentária Quant. -/+
Insubsistências Do Passivo
(EO)
62

Prof. Marcel Guimarães


Exercícios

63

Prof. Marcel Guimarães


Exercícios
CESPE/TCE-PA 2016 – Cargo 22: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO -
ÁREA: FISCALIZAÇÃO - ESPECIALIDADE: CIÊNCIAS ATUARIAIS

Acerca de contabilidade pública, julgue os itens a seguir.

64 As variações patrimoniais qualitativas podem envolver contas do ativo,


contas do passivo ou de ambos em uma mesma operação; no entanto, em
qualquer dos casos, essas variações não alteram o patrimônio líquido.

CERTO

As variações QUALITATIVAS são decorrentes de transações no setor público


que alteram a composição dos elementos patrimoniais sem afetar o
patrimônio líquido.

64
Exercícios
CESPE/TCE-PA 2016 – Cargo 22: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO -
ÁREA: FISCALIZAÇÃO - ESPECIALIDADE: CIÊNCIAS ATUARIAIS

Acerca de contabilidade pública, julgue os itens a seguir.

65 Se a dívida fundada de determinado órgão público aumentar em


decorrência de atualização cambial, ocorrerá uma variação passiva
orçamentária.

ERRADO

Aumento da dívida fundada em função de atualização cambial 


aumento do passivo  superveniência passiva  variação passiva
extraorçamentária.

65
Exercícios
CESPE/TCE-PA 2016 – Cargo 23: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO -
ÁREA: FISCALIZAÇÃO - ESPECIALIDADE: CONTABILIDADE

[...] julgue os próximos itens, considerando as normas vigentes relativas aos


demonstrativos contábeis do setor público.

93 Nesse caso, a receita efetiva foi superior a R$ 41.000.


66
Exercícios
CESPE/TCE-PA 2016 – Cargo 23: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO -
ÁREA: FISCALIZAÇÃO - ESPECIALIDADE: CONTABILIDADE

93 Nesse caso, a receita efetiva foi superior a R$ 41.000.

ERRADO
67
Rec Efetiva = ICMS arrecadado = 33.800
Exercícios
CESPE/STJ 2015 - CARGO 1: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA DE
ATIVIDADE: ADMINISTRATIVA

Com relação a conceitos e normas aplicáveis à despesa pública, julgue os itens


a seguir.

113 Uma transferência efetuada pela União a um município, para aquisição de


equipamentos médicos, é uma despesa de capital efetiva, de forma que não se
exige contrapartida do município.

CERTO

Transferência  Receita efetiva para município e Despesa efetiva para


a União

68
Exercícios
CESPE/STJ 2015 - CARGO 7: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA DE
ATIVIDADE: APOIO ESPECIALIZADO - ESPECIALIDADE: CONTADORIA

No que concerne à realização das variações patrimoniais qualitativas e


quantitativas, julgue os seguintes itens.

77 A extinção de um passivo sem o desaparecimento de um ativo de igual ou


maior valor ensejará o registro da realização de uma variação patrimonial
aumentativa.

CERTO

Extinção do passivo  redução do passivo  insubsistência passiva 


variação patrimonial aumentativa

69
Exercícios
CESPE/MP-ENAP 2015 - Cargo 1: ADMINISTRADOR

Julgue os próximos itens, a respeito de orçamento público.

55 Situação hipotética: Deslocados para uma importante missão em


localidade remota do país, servidores do Ministério do Planejamento receberam
adiantamento de valores, na forma de suprimento de fundos. Assertiva: De
acordo com o enfoque patrimonial, tal operação não é considerada despesa,
pois não há alteração no patrimônio líquido.

CERTO

Adiantamento  fato permutativo  não é considerada despesa no


enfoque patrimonial, pois não há alteração no PL.

70
Exercícios
CESPE/TCU 2015 - Cargo: Técnico Federal de Controle Externo - Área:
Apoio Técnico e Administrativo - Especialidade: Técnica Administrativa

À luz do Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, julgue os itens


subsequentes.

64 A operação de crédito, que é um exemplo de receita orçamentária não


efetiva, constitui fato contábil permutativo, não afetando a situação patrimonial
líquida do Estado quando do reconhecimento contábil do crédito.

CERTO

operação de crédito receita orçamentária não efetiva  fato contábil


permutativo  não afetando a situação patrimonial líquida do Estado

71
Exercícios
CESPE/TCU 2015 - Auditor Federal de Controle Externo Área: Controle
Externo Especialidade: Controle Externo Orientação: Auditoria
Governamental

Julgue os itens subsequentes, que dizem respeito à estrutura e às


características dos balanços orçamentário, financeiro e patrimonial e da
demonstração das variações patrimoniais, previstos na Lei n.º 4.320/1964.

170 O lançamento contábil da aquisição de veículo a prazo, por um ente


público, caracteriza-se como uma variação patrimonial quantitativa por ser de
caráter compensatório.

ERRADO

aquisição de veículo a prazo  variação patrimonial qualitativa

72
Exercícios
CESPE/MPU 2015 - Cargo 1: Analista do MPU – Área de Atividade: Apoio
Técnico-Administrativo – Especialidade: Atuarial

I concessão de suprimento de fundos, ainda pendente de prestação de contas;


II registro de provisões inerentes a compromissos de cunho atuarial;
III baixa de equipamento considerado inservível;
IV depreciação, no período, de bens móveis de uso.

Considerando que os eventos contábeis apresentados tenham sido registrados no


âmbito da contabilidade do MPU durante o exercício de 2014, julgue os itens que se
seguem.

83 O evento IV representa uma variação patrimonial qualitativa, mas não


quantitativa: há redução do patrimônio líquido concomitante à inclusão da conta
redutora no ativo.

ERRADO

IV depreciação, no período, de bens móveis de uso.

Redução do ativo  insubsistência do ativo  variação quantitativa


diminutiva 73
Exercícios
CESPE/MPU 2015 - Cargo 1: Analista do MPU – Área de Atividade: Apoio Técnico-
Administrativo – Especialidade: Atuarial

I concessão de suprimento de fundos, ainda pendente de prestação de contas;


II registro de provisões inerentes a compromissos de cunho atuarial;
III baixa de equipamento considerado inservível;
IV depreciação, no período, de bens móveis de uso.

Considerando que os eventos contábeis apresentados tenham sido registrados no âmbito


da contabilidade do MPU durante o exercício de 2014, julgue os itens que se seguem.

84 Os eventos I e II devem ser registrados como variação patrimonial quantitativa


diminutiva: ambos caracterizam despesas do MPU sob o enfoque patrimonial.

ERRADO

I concessão de suprimento de fundos, ainda pendente de prestação de contas;


Despesa não-efetiva  Variação qualitativa

II registro de provisões inerentes a compromissos de cunho atuarial;


Aumento do passivo  superveniência do passivo  variação quantitativa
diminutiva
74
Exercícios
CESPE/MPU 2015 - Cargo 1: Analista do MPU – Área de Atividade: Apoio
Técnico-Administrativo – Especialidade: Atuarial

I concessão de suprimento de fundos, ainda pendente de prestação de contas;


II registro de provisões inerentes a compromissos de cunho atuarial;
III baixa de equipamento considerado inservível;
IV depreciação, no período, de bens móveis de uso.

Considerando que os eventos contábeis apresentados tenham sido registrados no


âmbito da contabilidade do MPU durante o exercício de 2014, julgue os itens que se
seguem.

85 O evento III, extraorçamentário, não deve ser registrado como variação


patrimonial.

ERRADO

III baixa de equipamento considerado inservível;

Redução do ativo  insubsistência do ativo  variação passiva


extraorçamentária  variação quantitativa diminutiva
75
Exercícios
CESPE/CÂMARA DOS DEPUTADOS 2014 - CARGO: ANALISTA
LEGISLATIVO – ATRIBUIÇÃO: CONSULTOR DE ORÇAMENTO E
FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA

Com base nessas informações hipotéticas e tendo em vista o plano de contas


aplicado ao setor público composto por oito classes de contas e os critérios
para elaboração das demonstrações contábeis aplicadas ao setor público no
referido exercício, julgue os itens seguintes.

184 Para fins de elaboração da demonstração das variações patrimoniais, a


parcela da depreciação do veículo no período deve ser computada no rol das
variações patrimoniais diminutivas.

CERTO

Depreciação  reduz o ativo  variação patrimonial diminutiva

76
Exercícios
CESPE/DPF ADM 2014 - CARGO 4: CONTADOR – CLASSE A, PADRÃO I

A respeito da composição do patrimônio público, do ativo, do passivo e das


variações patrimoniais, julgue os itens que se seguem.

81 O registro contábil do recebimento de veículo doado à Polícia Federal


corresponde a fato extraorçamentário, o qual é apresentado na demonstração
das variações patrimoniais como variação patrimonial quantitativa.

CERTO

JUSTIFICATIVA DO CESPE

Incorporação de bens móveis por doação corresponde à variação


modificativa aumentativa na demonstração das variações patrimoniais.

Doação é independente do orçamento, extraorçamentário.

77
Exercícios
CESPE/DPF ADM 2014 - CARGO 4: CONTADOR – CLASSE A, PADRÃO I

A respeito da composição do patrimônio público, do ativo, do passivo e das variações


patrimoniais, julgue os itens que se seguem.

Com relação a consolidação das demonstrações contábeis, a transações no setor público, à


Conta Única do Tesouro, ao SIAFI e a regime contábil, julgue os itens seguintes.

97 No momento da concessão de suprimento de fundos, a despesa orçamentária é


empenhada e liquidada, de que decorre a saída dos recursos da Conta Única do Tesouro,
gerando-se o registro de uma variação patrimonial diminutiva.

ERRADO

JUSTIFICATIVA DO CESPE

Quando há uma concessão de suprimento de fundos, a despesa orçamentária é


empenhada, liquidada e paga no ato da concessão e só com a prestação de contas
do suprido é que há o efetivo registro da variação patrimonial diminutiva.

Nota: concessão de suprimento de fundos é despesa não efetiva.

78
Exercícios
CESPE/TCU 2013 - Auditor Federal de Controle Externo

Com relação às demonstrações contábeis da contabilidade governamental,


julgue os itens seguintes.

147 A despesa orçamentária não efetiva decorre de fato contábil


permutativo, como a despesa de aquisição de material de consumo, cuja
variação patrimonial qualitativa é apresentada na demonstração das
variações patrimoniais, segundo o atual modelo do manual de contabilidade
aplicada ao setor público da Secretaria do Tesouro Nacional.

CERTO

despesa orçamentária não efetiva  decorre de fato contábil permutativo

despesa de aquisição de material de consumo  despesa


orçamentária corrente  despesa não efetiva

79
Exercícios
CESPE/TRT 8ª Reg - Cargo 1: Analista Judiciário – Área:
Administrativa - QUESTÃO 36

Segundo entendimento da Secretaria do Tesouro Nacional, a variação


patrimonial decorrente de extravio de bem material do patrimônio de
entidade do setor público é denominada

A insubsistência ativa.
B superveniência passiva.
C despesa orçamentária.
D insubsistência passiva.
E superveniência ativa.

LETRA D

extravio de bem material  redução do ativo

Abordagem tradicional  insubsistência ativa

Abordagem STN  insubsistência passiva 80


Exercícios
CESPE/ANTT 2013 - Cargo 16: Técnico Administrativo

Acerca da contabilidade governamental e suas especificidades, julgue os itens


a seguir.

93 Por ser proveniente de receita, a alienação de bens deve ser tratada, na


contabilidade governamental, como uma mutação ativa.

ERRADO

Recebimento de receita de ALIENAÇÃO DE BENS  receita não efetiva

Produz mutação patrimonial PASSIVA (ou decorrente da receita)

81

Prof. Marcel Guimarães


Exercícios
ESAF/STN 2013 - Cargo: AFC - área: Contábil – Prova 2

53- Em um hospital público, entidade autárquica, o aumento do ativo imobilizado


por reavaliação, o uso de medicamentos na prestação de serviços e a contratação
de uma operação de crédito de longo prazo são considerados, respectivamente,
variação patrimonial

a) aumentativa, qualitativa e diminutiva.


b) qualitativa, diminutiva e qualitativa.
c) qualitativa, quantitativa e quantitativa.
d) quantitativa, quantitativa e qualitativa.
e) quantitativa, permutativa e quantitativa.

LETRA D

aumento do ativo imobilizado por reavaliação  variação quantitativa


aumentativa
o uso de medicamentos na prestação de serviços  variação quantitativa
diminutiva
contratação de uma operação de crédito de longo prazo  variação qualitativa
82
Exercícios
ESAF/DNIT 2013 - Cargo: An. Admin. - Área de Espec.: Contábil - Prova 2

12- Tendo como fundamento o princípio contábil da oportunidade e as regras


estabelecidas na Lei n. 4.320/1964, assinale a opção que indica operações cujo registro
implica na contabilização de uma receita não efetiva e uma despesa efetiva,
respectivamente:

a) recebimentos de créditos tributários inscritos em dívida ativa e baixa de bem doado


a terceiros.
CERTO. Receita não efetiva / “despesa efetiva”
b) recebimento de juros de aplicações financeiras de curto prazo e aquisição de
material de consumo para estoque em almoxarifado.
ERRADO. Receita efetiva / despesa NÃO efetiva
c) incorporação de bens móveis ao patrimônio do ente recebidos por doação e resgate
de títulos da dívida mobiliária externa.
ERRADO. “Receita efetiva”/ despesa NÃO efetiva
d) ingresso de recursos de operações de crédito e aquisição de imóvel já construído.
ERRADO. Receita não efetiva / despesa NÃO efetiva
e) reavaliação de bem imóvel e pagamento de empréstimo bancário.
ERRADO. “Receita efetiva”/ despesa NÃO efetiva

LETRA A
83
Exercícios
ESAF/DNIT 2013 - Cargo: An. Admin. - Área de Espec.: Contábil -
Prova 2

17- Assinale a opção em que a operação caracteriza-se por ser uma despesa
orçamentária de capital e constitui-se em uma despesa efetiva para o ente
público.

a) Aquisição de veículo para posterior doação.


ERRADO. Despesa de capital NÃO EFETIVA
b) Pagamento de juros da dívida contratual.
ERRADO. Despesa CORRENTE EFETIVA
c) Baixa de bem móvel por ter se tornado inservível.
ERRADO. Variação patrimonial diminutiva EXTRAORÇAMENTÁRIA
d) Aquisição de terreno para a construção de imóvel.
ERRADO. Despesa de capital NÃO EFETIVA
e) Transferências de capital.
CERTO. Despesa de capital EFETIVA

LETRA E
84
Exercícios
ESAF/DNIT 2013 - Cargo: An. Admin. - Área de Espec.: Contábil -
Prova 2

4 - Constitui variação passiva independente da execução orçamentária:

a) cancelamento da dívida ativa.


CERTO. Variação PASSIVA EO.
b) amortização de empréstimo concedido.
ERRADO. Fato permutativo.
c) alienação de imóvel.
ERRADO. Fato permutativo.
d) recebimento de crédito.
ERRADO. Fato permutativo.
e) doação recebida de outro ente da Administração.
ERRADO. Variação ATIVA EO.

LETRA A

85
Exercícios
ESAF/DNIT 2013 - Cargo: An. Admin. - Área de Espec.: Contábil -
Prova 2

5 - No tocante às variações patrimoniais, segundo o Prof. João Angélico,

a) as insubsistências passivas constituem variações passivas.


b) as variações ativas compreendem as superveniências ativas.
c) as variações passivas correspondentes às despesas orçamentárias
realizadas constituem variações aumentativas.
d) a variação passiva resultante da execução orçamentária está em
correspondência com a mutação patrimonial ativa.
e) as receitas e despesas correntes estão associadas às variações
permutativas.

LETRA D

João Angélico  Abordagem Tradicional


Insubsistência passiva = Redução do passivo.

Obs: Letra B tb está correta  recurso 86


Revisão

87

Prof. Marcel Guimarães


REVISÃO

RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS
REC. EFETIVA REC. NÃO EFETIVA
Altera o PL (afeta o valor do Não altera o PL (não afeta o
resultado) valor do resultado)
Fato MODIFICATIVO
Fato PERMUTATIVO
AUMENTATIVO
Não produz mutação Produz mutação patrimonial
patrimonial (= MUTAÇÃO PASSIVA)

88

Prof. Marcel Guimarães


REVISÃO

DESPESAS ORÇAMENTÁRIAS
DESP. EFETIVA DESP. NÃO EFETIVA
Altera o PL (afeta o valor do Não altera o PL (não afeta o
resultado) valor do resultado)
Fato MODIFICATIVO
Fato PERMUTATIVO
DIMINUTIVO
Não produz mutação Produz mutação patrimonial
patrimonial (= MUTAÇÃO ATIVA)

89

Prof. Marcel Guimarães


REVISÃO
VARIAÇÕES QUANTITATIVAS

As variações QUANTITATIVAS são decorrentes de


transações que aumentam ou diminuem o patrimônio
líquido.

VARIAÇÕES QUALITATIVAS

As variações QUALITATIVAS alteram a composição dos


elementos patrimoniais sem afetar o patrimônio líquido.

90

Prof. Marcel Guimarães


Revisão
Variações Patrimoniais

Resultantes
da Exec.
Orçamentária
Ativas (VA)
Indep. Da
Exec
Orçamentária
Variações
patrimoniais
Resultantes
da Exec.
Orçamentária
Passivas (VP)
Indep. Da
Exec
Orçamentária
91

Prof. Marcel Guimarães


Revisão – Variações

AUMENTO do ATIVO (Bens e


Direitos)
VAR.
ATIVAS
REDUÇÃO do PASSIVO
(Obrigações)

REDUÇÃO do ATIVO (Bens


e Direitos)
VAR.
PASSIVAS
AUMENTO do PASSIVO
(Obrigações)

92

Prof. Marcel Guimarães


VARIAÇÕES INDEP. EXEC.
ORÇAMENTÁRIA

DO ATIVO
Aumento do ATIVO
(VA)
Superveniências
PASSIVAS
Aumento do Passivo
(VP)

DO ATIVO
Diminuição do ATIVO
(VP)
Insubsistências
DO PASSIVO
Diminuição do PASSIVO
(VA)

93

Prof. Marcel Guimarães


Mutação Patrimonial
da Receita
Decorrentes das RECEITAS não efetivas. Em geral, correspondem às
receitas de capital. Cuidado com o recebimento da dívida ativa (receita
corrente não efetiva  gera mutação).

Fato Permutativo

VAR. ATIVA VAR. PASSIVA

RECEITA MUTAÇÃO
ORÇAM. PASSIVA

Mutação Decorrente
da RECEITA 94

Prof. Marcel Guimarães


Mutação Patrimonial
da Despesa
Decorrentes das DESPESAS não efetivas. Em geral, correspondem às
despesas de capital.

Fato Permutativo

VAR. ATIVA VAR. PASSIVA

MUTAÇÃO DESP.
ATIVA ORÇAMEN.

Mutação Decorrente
da DESPESA
95

Prof. Marcel Guimarães


Revisão - Variações
Patrimoniais
Variações Variações
Quantitativas Qualitativas
Variações Dep. da Exec.
orçamentária

Rec. e Desp. X
Efetivas

Rec. e Desp.
X
Não Efetivas

Variações Indep. da Exec.


orçamentária

Superveniências
X
e Insubsistências
96

Prof. Marcel Guimarães


Revisão –
Variações Patrimoniais
Roteiro para classificação das variações patrimoniais

Passo 1
Identificar se a variação depende ou não da execução orçamentária.

Dica: verificar se há movimentação financeira envolvida na


operação.

Passo 2 (apenas para variações DEPENDENTES da exec. orçamentária)

Identificar se a receita ou despesa é efetiva (não produz mutação) ou não


efetiva (produz mutação).

Passo 3 (apenas para variações INDEPENDENTES da exec. orçamentária)

a) Identificar se o item faz parte do ativo (bem ou direito) ou do


passivo (obrigação).

b) Identificar se trata-se de um aumento (superveniência) ou redução


(insubsistência) do ativo ou passivo.

97

Prof. Marcel Guimarães


Variações Patrimoniais
Registro Registro Total

Variações
Quantitativas
Sistema
Financeiro OU Sistema
Patrimonial 1 Registro

Fatos modificativos Receita ou despesa


Superveniência ou
orçamentária
insubsistência
EFETIVA

Variações
Qualitativas
Sistema
Financeiro E Sistema
Patrimonial 2 registros

Fatos permutativos Receita ou despesa


MUTAÇÃO
orçamentária NÃO
(ATIVA OU PASSIVA)
EFETIVA
98

Prof. Marcel Guimarães


Variações Patrimoniais
REVISÃO – VARIAÇÕES PATRIMONIAIS

Receitas 1 registro:
Quant. +
Efetivas receita

Receitas Orç. Receitas 2 registros:


Não- Receita +
Variações Qualitativa
Efetivas Mutação
Dependentes Passiva
da Execução
Orçamentária Despesas 1 registro: Quant. -
(Orç.) Efetivas despesa

Despesas Orç. 2 registros:


Despesas
Despesa +
Não- Qualitativa
Mutação
Efetivas
Ativa
Do ativo ou Quant. +/-
Variações Superveniências
Do Passivo
Independentes
da Execução Do ativo ou
Orçamentária Quant. -/+
Insubsistências Do Passivo
(EO)
99

Prof. Marcel Guimarães


Obrigado
Marcel Guimarães

marcel.tcu@gmail.com