Sei sulla pagina 1di 3

‘CUIDADO COM O QUE VOCE OUVE, POIS, A FÉ VEM PELO OUVIR

Romanos 10:13-17

Texto Bíblico:

 13 Como dizem as Escrituras Sagradas: “Todos os que pedirem a ajuda do Senhor serão salvos.” 14 Mas como é
que as pessoas irão pedir, se não crerem nele? E como poderão crer, se não ouvirem a mensagem? E como poderão
ouvir, se a mensagem não for anunciada? 15 E como é que a mensagem será anunciada, se não forem enviados
mensageiros? As Escrituras Sagradas dizem: “Como é bonito ver os mensageiros trazendo boas notícias!” 16 Mas nem
todos aceitam a boa notícia do evangelho. Foi Isaías quem disse: “Senhor, quem creu na nossa mensagem?”
17 Portanto, a fé vem por ouvir a mensagem, e a mensagem vem por meio da pregação a respeito de Cristo. (Rm.10:14-
17 NTLH)

Vamos continuar meditando sobre a fé. Até agora, eu apresentei dois motivos, os quais considero de grande
importância para meditarmos sobre esse assunto. Vejamos:

 Jesus declarou que por volta da Sua segunda vinda, dificilmente encontraria fé sobre a Terra.
 Nós aprendemos que a fé enfraquece quando não é alicerçada sobre o amor, segundo a definição bíblica do
mesmo, e que nos últimos dias, “o amor de muitos esfriará”.

Nós temos visto que a fé nos foi dada, a fim de acreditarmos e obedecermos a Deus. Todavia, ela deve se
desenvolver e, para isso, nós precisamos cooperar com o Criador. Nós demonstramos que a fé está viva dentro e
através de nós por meio de atitudes que manifestam a glória de Deus, ou seja, a Sua realidade, bondade e poder.

Então, a fé que nos foi dada inicialmente por Deus, precisa crescer nos alicerces do amor e nós lemos na semana
passada o texto de Paulo aos cristãos de Corinto (1 Co.13), onde ele explica sobre o amor. Ele deixa claro que não
se trata de um sentimento, mas de atitudes semelhantes às que Jesus demonstrou, enquanto viveu fisicamente
entre os homens.

Jesus nunca prejudicou o próximo com as Suas atitudes como nunca distorceu o caráter e a Palavra de Deus. Ele
sempre ensinou a Verdade como ela é e jamais compartilhou falsas esperanças às pessoas, pois desejava que o
ser humano construísse uma fé verdadeira e que agradasse a Deus.

Tanto Jesus como Seus apóstolos, nunca ensinaram a fé como sendo uma esperança terrena ou um artifício
humano que visa manipular o Senhor, o Deus Eterno. A fé não existe para alcançarmos o que mais desejamos
neste mundo, mas para cumprirmos os propósitos de Deus sobre a Terra.

Quando Deus criou o homem, deu a este a capacidade para crer nas leis espirituais, morais e naturais. A comunhão
verdadeira com Deus determinará o nosso respeito às outras leis, tanto morais como naturais.

Por exemplo: Satanás disse a Jesus que pulasse do pináculo do Templo em Jerusalém, pois os anjos o salvariam
antes de cair e ficar estatelado no chão. Seria um milagre maravilhoso e que chamaria toda a atenção para Si. Mas
Jesus recusou, porque pelas leis espirituais Ele deveria obedecer somente a Deus e não ao Diabo. Moralmente
falando, seria também um erro, pois as pessoas não aprenderiam a amar a Deus e viver para Ele, pelo simples fato
de presenciarem o tal milagre.

Adão e Eva caíram na tentação do desejo de se parecerem com Deus, pela aquisição de um conhecimento que,
pensaram eles, lhes faltava – o conhecimento do bem e do mal. Eles acreditaram numa falsa explanação satânica,
tiveram fé em um ensinamento falso, desobedeceram a Deus e delegaram à raça humana um caminho de
afastamento da pureza e do alinhamento com o Criador.

Portanto, o ser humano foi criado para manifestar fé (crença, confiança, fidelidade e obediência) tanto às leis espirituais
como às naturais.
1. O tempo todo você manifesta fé, então, tome cuidado com o que você ouve!

A fé é de extrema importância à vida cotidiana do ser humano, pois ela é exercida em todos os momentos:

 Fazemos viagens de ônibus, carro, trem, avião e de navio, confiando nesses meios de transporte.
 Entramos em uma condução pública confiando que não há um homem bomba dentro do mesmo.
 Entramos num prédio confiando em quem o construiu.
 Tomamos bebidas variadas confiando na qualidade da produção das mesmas.
 Procuramos um médico que nunca vimos antes por indicação de amigos.
 Compramos remédios confiando nos laboratórios que os produzem.
 Obedecemos às leis, crendo que elas protegem tanto a nós como aos outros.
 Nós nos casamos acreditando no caráter do cônjuge e na participação mútua.

Essas e outras inúmeras situações demonstram que todos nós vivemos por meio de uma “fé natural” e que por meio
dela, convivemos com a ciência, tecnologia e principalmente uns com os outros no dia a dia.

Talvez você se lembre do verso base que usamos na semana passada:

 (...) agora existem estas três coisas: a fé, a esperança e o amor. Porém a maior delas é o amor. (1 Co.13:13 NTLH)

A fé não é a esperança e esta não representa propriamente a fé. Tanto a fé como a esperança precisam ser
alicerçadas sobre o amor, sobre a renúncia do “eu”, ou do ego. Como uma pessoa egoísta pode ter uma fé genuína?
Impossível! A fé que está sendo pregada hoje em dia tem gerado cristãos egoístas, fazendo-os pensar somente em
si mesmos e nas coisas que podem obter nesta vida. Jesus disse:

 19 — Não ajuntem riquezas aqui na terra, onde as traças e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e
roubam. 20 Pelo contrário, ajuntem riquezas no céu, onde as traças e a ferrugem não podem destruí-las, e os ladrões não
podem arrombar e roubá-las. 21 Pois onde estiverem as suas riquezas, aí estará o coração de vocês. (Mt.6:19-21 NTLH)

2. A fé tem por alvo nos tornar discípulos de Cristo, não manipuladores de Deus!

Sempre que você ouvir alguém falando de fé, mas que não o conduz a uma vida transformada, tanto espiritual como
moralmente falando, cuidado! Esse ensinamento pode alimentar apenas os seus apetites pessoais e lhe dar uma
falsa esperança, pois não se baseia no amor e na obediência a Deus.

Uma fé que alimenta os seus desejos pessoais, mas não o conduz a cumprir os propósitos de Deus neste mundo
por meio de Cristo e Sua Igreja é falsa. Deus o escolheu para ser uma nova pessoa em Cristo Jesus. Ele o escolheu
para amar o Pai e ser uma bênção ao próximo.

O nosso texto base fala sobre a salvação, mas o termo não significa o livramento de problemas, pois o próprio Jesus
disse que “para cada dia bastam as suas próprias dificuldades”. Em meio a essas dificuldades a fé necessária é aquela
que se fundamenta no amor, a fim de que andemos confiantes em Deus e nas Suas provisões. Essa salvação tem
a ver com a nossa liberdade de servir a Deus e não aos impulsos pessoais como às artimanhas e mentiras satânicas.

Então, a nossa primeira preocupação não deve ser a solução de algo, mas como nós manifestaremos o Evangelho
em meio às adversidades. Eu apresento a Deus o meu problema e peço que mostre sobre como eu devo agir
naquela determinada situação. Uma vez que eu busco viver do modo que agrada a Deus, então, que eu creia
nas Suas provisões e até soluções ou milagres!

A fé que não me ensina a construir a minha vida à semelhança de Jesus, ou seja, aos moldes do Seu relacionamento
com Deus é falsa e eu devo rejeitar esse ensinamento. A fé tem por alvo nos tornar discípulos de Cristo e não
manipuladores de Deus!
Porém, nem todos aceitam a mensagem do Evangelho, porque nem todos querem aprender sobre Jesus Cristo, ou
seja, sobre o Seu modo de pensar e agir para agradar a Deus. A mensagem que muitos querem é aquela que não
os leve a um processo de transformação Divina, mas que apenas atenda aos seus desejos terrenos. Se você
“determina” o que Deus deve fazer, quem deve ter fé em quem?

O meu desejo é que Deus levante homens e mulheres que ensinem às pessoas o verdadeiro Evangelho, a fim de
que elas possam verdadeiramente confiar em Deus, vivendo e morrendo para Ele, a fim de conquistar o verdadeiro
prêmio – a vida eterna em Jesus Cristo, o nosso Senhor!

Como seria a sua vida neste mundo ao estar se preparando mais seriamente para a eternidade?

 Você continuaria a fazer o que está fazendo?


 Você tomaria as decisões que está tomando?
 Você levaria a sua fé com mais seriedade em Cristo Jesus?
 Você ouviria mais a Deus ou as vozes que lhe orientam?
 Você se importaria em abençoar as pessoas, em vez de chorar mágoas?
 Você amaria mais a Deus e confiaria Nele mais do que em si mesmo?

Cuidado com o que você está ouvindo! Cuidado com as vozes que alimentam a sua alma, pois elas poderão afastá-
lo das mais preciosas bênçãos que Deus preparou para você em Jesus Cristo.

A minha esperança é que Deus tenha misericórdia de todos nós e nos conceda um espírito de coragem, a fim de
crermos Nele e nas Suas orientações em todo o tempo, seja na alegria ou na tristeza, na enfermidade ou na saúde,
na riqueza ou na pobreza, pois para Ele morremos e passamos a viver em Jesus Cristo, o nosso Senhor.

Interessi correlati