Sei sulla pagina 1di 16

“Revisão Eficiente é

RESUMO pcdf
Revisão Esquematizada!”

RESUMO
RETA FINAL
ESCRIVÃO DE POLÍCIA DA
POLÍCIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL

Baseado na Metodologia de Pareto 80/20

MATERIAL DE AMOSTRA

Copyright 2019 ©
Proibida sua divulgação sem autorização

@qapconsultoria
qapconsultoriapolicial@gmail.com

MATERIAL DE AMOSTRA
Resumo - reta final
POLICIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL

REVISÃO RETA FINAL - PCDF


ESCRIVÃO DE POLÍCIA CIVIL
Olá futuro(a) Policial Civil do Distrito Federal, neste material você encontrará de
maneira totalmente ESQUEMATIZADA e RESUMIDA os tópicos mais essenciais do edital
de Escrivão da PCDF publicado no dia 05/12/2019. O material procura focar na revisão
eficiente e eficaz, baseado no Método de Pareto 80/20 é possível estudar de forma
estratégica, garantindo 80% das questões em 20% de conteúdo.
Com o mapeamento que foi desenvolvido para criar este material, você
aumentará em 10x o tempo de sua revisão e, ainda, acertará de 80% a 90% no
desempenho das questões ao incrementar com o estudo da Lei Seca com a
Resolução de Questões.
Está totalmente equipado com Teoria, Jurisprudência e Doutrina, todavia sem
perder a qualidade de resumo. Sua elaboração levou em consideração PDF’s dos mais
variados cursos, além de videoaulas e, principalmente, questões de provas anteriores
do Cespe e do contexto de segurança pública (pertinência temática).

Boa Revisão e Bons Estudos!


Você já é um vencedor: Vá e Vença! Hope!

DISCIPLINAS DO EDITAL

CONHECIMENTOS BÁSICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS


 Noções de Direito Constitucional
 Língua Portuguesa
 Noções de Direito Penal
 Língua Inglesa
 Noções de Direito Processual Penal
 Lei Orgânica do DF
 Direitos Humanos
 Conhecimentos sobre o DF e RIDE
 Informática
 Legislação Específica
 Raciocínio Lógico e Matemática

NÍVEL DE ESCOLARIDADE QUANTIDADE DE VAGAS AUTORIZADAS


Nível superior em qualquer área 300 vagas imediatas

“A sua colheita de amanhã é totalmente dependente da


sua plantação, hoje”.
2

Copyright 2019 ©
@qapconsultoria
qapconsultoriapolicial@gmail.com
Resumo - reta final
POLICIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL

SUMÁRIO DO MATERIAL COMPLETO

CONHECIMENTOS SOBRE O DISTRITO FEDERAL E RIDE 09


Aspectos históricos do DF 09
Ideias Mudancistas (Ordem Cronológica) 09
Processo Histórico de Mudança da Capital 09
Características do Distrito Federal 10
Aspectos Étnicos, Políticos e Econômicos do DF e entorno 11
Estrutura Urbana de Brasília 11
Região Integrada de Desenvolvimento e Entorno – RIDE 12
Fatores que levaram a Transferência da Capital 13
Área Metropolitana de Brasília 13
Lei Complementar nº 94 – Legislação com Grifos 13
LÍNGUA INGLESA 14
Principais Conectivos – Main Connectives 14
LEGISLAÇÃO 15
Lei Orgânica do Distrito Federal – LODF 15
Improbidade Administrativa – Lei 8429/92 16
Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Civis da União – Lei 8112/90 17
Formas de Provimento em Cargo Público 17
Estágio Probatório 17
Deslocamento 17
Hipóteses de Vacância 18
Remuneração e Vantagens 18
Das Férias 18
Das licenças 18
Afastamentos 19
Direito de Petição 19
Regime Disciplinar 20
Processo Administrativo 20
Decreto-Lei nº 2.266/85 – Criação da Carreira Policial Civil do DF 21
Desmembramento e a Reorganização da Carreira policial Civil do DF – Lei 9.264/96 21
Regime Jurídico Peculiar dos Funcionários Policiais Civis da União e do DF – Lei 4878/65 24
Requisitos para matrícula na Academia Nacional de Polícia 24
Promoção Funcional 24
Assistência Médico-Hospitalar 24
Prisão Especial 25
Das penas Disciplinares 25
Detenção Disciplinar (Inconstitucional) 25
Aposentadoria 25
Remoção 25
Decreto nº 30.490/2009 – Regimento Interno da Polícia Civil do Distrito Federal 26
Organograma da PCDF 26
Disposições Institucionais 27
Atribuições do Escrivão de Polícia 27
Nova Lei de Abuso de Autoridade – Lei 13.869 28
Da ação Penal 28
Efeitos da Condenação 28
Das Penas Restritivas de Direitos 28
Dos Crimes e das Penas – Legislação Seca 28
DIREITO CONSTITUCIONAL 31
Direitos e Garantias Fundamentais 31
Características dos Direitos Fundamentais 31
Titularidade dos Direitos Fundamentais 31
Limite dos Direitos Fundamentais 31
Crimes Imprescritíveis, Inafiançáveis e Insuscetíveis de Graça ou Anistia 32
Direitos e Deveres Individuais e Coletivos 32
Penas Permitidas e Proibidas 32
Resumo dos Direitos e Deveres 33
Remédios Constitucionais 34
Direito à Informação 34
Extradição 34
Dos Direitos Sociais 35
Direitos dos Trabalhadores – Principais 35
3

Copyright 2019 ©
@qapconsultoria
qapconsultoriapolicial@gmail.com
Resumo - reta final
POLICIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL

Direitos Sociais e Coletivos dos Trabalhadores 35


Direito de Greve 35
Nacionalidade 36
Perda da Nacionalidade 36
Caragos Privativos de Brasileiros Natos 36
Direitos Políticos 36
Alistamento Eleitoral e o voto 37
Condições de Elegibilidade 37
Militar Alistável e Elegível 37
Da Segurança Pública 37
A Segurança Viária 38
DIREITO PENAL PARTE GERAL 39
Conceito, Fontes e Princípios do Direito Penal 39
Conflito Aparente de Normas Penais 40
Aplicação da Lei Penal 41
A Lei Penal no Tempo 41
Lei Excepcional e Temporária 41
A Lei Penal no Espaço 42
Aplicação da Lei Penal em Relação às Pessoas 42
Eficácia da Sentença Estrangeira 42
DIREITO PENAL PARTE ESPECIAL 43
Crimes Contra a Pessoa 43
Crimes Contra a vida 43
Das lesões Corporais 45
Crimes Contra a Honra 46
Crimes Contra o Patrimônio 47
Do Estelionato 50
Crimes Contra a Administração Pública 51
DIREITO PROCESSUAL PENAL 54
Disposições Preliminares do CPP 54
A Lei Processual Penal no Espaço 54
A Lei Processual Penal no Tempo 54
Princípios Processuais Penais 54
Conceito, Finalidade e fontes do direito Processual Penal 55
Inquérito Policial 55
Características do Inquérito Policial 55
Notitia Criminis 56
Diligências e Tramitação do Inquérito Policial 56
Identificação Criminal 56
Indiciamento 56
Prazos e Conclusão do Inquérito Policial 57
Arquivamento do Inquérito Policial 57
Desarquivamento do Inquérito Policial 57
Prisões Cautelares 58
Prisão em Flagrante 58
Audiência de Custódia 58
Prisão Preventiva 59
Prisão Domiciliar 59
Prisão Temporária 59
Juizados Especiais Criminais – Lei 9.099/95 60
DIREITOS HUMANOS 62
Classificação dos Direitos Humanos 62
Teoria dos Status de Jellinek 62
Classificação – Caso Luth 63
Estrutura dos Direitos Humanos 63
Características dos Direitos Humanos – Princípios 63
Declaração Universal dos Direitos Humanos – DUDH 63
Natureza Jurídica da DUDH 63
Pós-Positivismo 64
Afirmação Histórica dos Direitos Humanos 64
Precedentes Históricos dos direitos Humanos 65
Direitos Humanos e a Responsabilidade do Estado 65
Declaração Universal dos Direitos Humanos – Legislação com grifos 66
Programa Nacional de Direitos Humanos – PNH3 – Legislação Seca 68
4

Copyright 2019 ©
@qapconsultoria
qapconsultoriapolicial@gmail.com
Resumo - reta final
POLICIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL

INFORMÁTICA 71
Classificação das Redes e seu Tamanho 71
Intranet, Extranet e Internet 71
Classificação das Redes quanto a sua Forma – Topologia Física 72
Classificação das Redes quanto a sua Arquitetura ou Forma de Interação 72
Cabos e Conexões 72
Meios de Transmissão 73
Fluxo de Comunicação 73
Equipamentos de Rede 73
Protocolos de Internet 74
Ethernet 74
Internet Protocol (IP) 74
TCP e UDP 75
HTTP e HTTPS 75
FTP 75
SMTP 75
POP e IMAP 76
DNS 76
TELNET 76
Proxy 76
Esquema das Principais Portas e Protocolos 77
Camadas de Protocolos e seus Serviços 77
Internet: Correio Eletrônico 78
Tráfego de mensagem 78
Campos de mensagem 78
Responder E-mail 78
Cloud Computing – Metadados 79
Memórias de Computador 79
Segurança da Informação 80
Criptografia 80
Função Hash 80
Assinatura Digital 80
Certificado Digital 80
Procedimentos de Backup 81
Firewall 81
Virtual Private Network (VPN) 82
Malwares – Pragas Virtuais 83
Ataques e Golpes 86
Resumo Principais Fórmulas do Excel 87
RACIOCÍNIO LÓGICO E MATEMÁTICA 88
Proposições 88
Lógica Aristotélica 88
Tautologia, Contradição e Contingência 88
Conectivos Lógicos e Classificação 88
Tabela-Verdade 89
Equivalências Lógicas 89
Lei de Morgan 89
Princípios de Contagem 90
Conjuntos 90
Progressão Aritmética e Geométrica 91
Funções 91

Copyright 2019 ©
@qapconsultoria
qapconsultoriapolicial@gmail.com
Resumo - reta final
POLICIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL

CONTEÚDO VERTICALIZADO
LÍNGUA PORTUGUESA
1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados.
2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais.
3 Domínio da ortografia oficial.
4 Domínio dos mecanismos de coesão textual.
4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de
outros elementos de sequenciação textual.
4.2 Emprego de tempos e modos verbais.
5 Domínio da estrutura morfossintática do período.
5.1 Emprego das classes de palavras.
5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração.
5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração.
5.4 Emprego dos sinais de pontuação.
5.5 Concordância verbal e nominal.
5.6 Regência verbal e nominal.
5.7 Emprego do sinal indicativo de crase.
5.8 Colocação dos pronomes átonos.
6 Reescrita de frases e parágrafos do texto.
6.1 Significação das palavras.
6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto.
6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto.
6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade.

LÍNGUA INGLESA
1 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e itens gramaticais relevantes para o entendimento
dos sentidos dos textos.

CONHECIMENTOS SOBRE O DISTRITO FEDERAL


1 Realidade étnica, social, histórica, geográfica, cultural, política e econômica do Distrito Federal e da
Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE), instituída pela Lei
Complementar nº 94/1998 e suas alterações.

LEGISLAÇÃO
1 Lei nº 8.112/1990 e suas alterações. Lei nº 4.878/1965
2 Decreto-Lei nº 2.266/1985
3 Lei no 9.264/1996
4 Decreto no 30.490/2009 (Regimento Interno da PCDF).
5 Lei Orgânica do Distrito Federal.
5.1 Capítulo V, Seção I ― Da Polícia Civil.
6 Lei nº 13.869/2019.
7 Lei nº 8.429/1992

ATUALIDADES
1 Apenas para a prova discursiva.

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL


1 Constituição Federal de 1988.
1.1 Direitos e Garantias Fundamentais.
1.2 Título V, Capítulo III ― Da Segurança Pública.

Copyright 2019 ©
@qapconsultoria
qapconsultoriapolicial@gmail.com
Resumo - reta final
POLICIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL

NOÇÕES DE DIREITO PENAL


1. Aplicação da lei penal.
1.1 Princípios.
1.2 A lei penal no tempo e no espaço.
1.3 Tempo e lugar do crime.
1.4 Lei penal excepcional, especial e temporária.
1.5 Contagem de prazo.
1.6 Irretroatividade da lei penal.
2 Crimes contra a pessoa.
3 Crimes contra o patrimônio.
4 Crimes contra a administração pública.
5 Disposições constitucionais aplicáveis ao direito penal.

NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL


1 Disposições preliminares do Código de Processo Penal.
2 Inquérito policial.
2.1 Histórico, natureza, conceito, finalidade, características, fundamento, titularidade, grau de
cognição, valor probatório, formas de instauração, notitia criminis, delatio criminis,
procedimentos investigativos, indiciamento, garantias do investigado; conclusão.
3 Prisão e liberdade provisória.
4 Disposições constitucionais aplicáveis ao direito processual penal.
5 Lei no 9.099/1995.

NOÇÕES DE DIREITOS HUMANOS


1 Teoria geral dos direitos humanos.
1.1 Conceitos, terminologia, estrutura normativa, fundamentação.
2 Afirmação histórica dos direitos humanos.
3 Direitos humanos e responsabilidade do Estado.
4 Direitos humanos na Constituição Federal.
5 Política Nacional de Direitos Humanos.
6 A Constituição brasileira e os tratados internacionais de direitos humanos.

INFORMÁTICA
1. Conceito de internet e intranet.
2 Conceitos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados
a internet/intranet.
2.1 Ferramentas e aplicativos comerciais de navegação, de correio eletrônico, de grupos de
discussão, de busca, de pesquisa e de redes sociais.
2.2 Noções de sistema operacional (ambiente Windows).
2.3 Acesso à distância a computadores, transferência de informação e arquivos, aplicativos de
áudio, vídeo e multimídia.
2.4 Edição de textos, planilhas e apresentações (ambientes Microsoft Office).
3 Redes de computadores.
4 Conceitos de proteção e segurança.
4.1 Noções de vírus, worms e pragas virtuais.
4.2 Aplicativos para segurança (antivírus, firewall, anti-spyware etc.).
5 Redes de comunicação.
5.1 Introdução a redes (computação/telecomunicações).
5.2 Noções básicas de transmissão de dados.
5.2.1 Tipos de enlace, códigos, modos e meios de transmissão.
6 Metadados de arquivos.

Copyright 2019 ©
@qapconsultoria
qapconsultoriapolicial@gmail.com
Resumo - reta final
POLICIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL

RACIOCÍNIO LÓGICO E MATEMÁTICA


1 Princípios de contagem.
2 Razões e proporções.
3 Regras de três simples.
4 Porcentagens.
5 Equações de 1º e de 2º graus.
6 Sequências numéricas.
7 Progressões aritméticas e geométricas.
8 Funções e gráficos.
9 Estruturas lógicas.
10 Lógica de argumentação.
10.1 Analogias, inferências, deduções e conclusões.
11 Lógica sentencial (ou proposicional).
11.1 Proposições simples e compostas.
11.2 Tabelas-verdade.
11.3 Equivalências.
11.4 Leis de De Morgan.
11.5 Diagramas lógicos.
12 Lógica de primeira ordem.
13 Princípios de contagem e probabilidade.
14 Operações com conjuntos.
15 Raciocínio logico envolvendo problemas aritméticos, geométricos e matriciais.

Copyright 2019 ©
@qapconsultoria
qapconsultoriapolicial@gmail.com
Resumo - reta final
POLICIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL

CONHECIMENTOS SOBRE O DISTRITO FEDERAL E RIDE


→ ASPECTOS HISTÓRICOS DO DF
A RIDE (Região integrada de Desenvolvimento e São 03, as terras desmembradas do
Entorno) originou-se de quatro municípios gênese: Distrito Federal. Sendo elas:

1. Pirenópolis; 1. Luziânia (Brazlândia);


2. Luziânia; 2. Formosa; e
3. Formosa; e 3. Planaltina.
4. Paracatu.

→ Brasília recebeu, em 1987, o título de Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.


→ O Conjunto Urbanístico de Brasília, foi tombado, em 1990, pelo IPHAN.
→ Os Primeiros habitantes do Distrito Federal eram os INDÍGENAS.

→ IDEIAS MUDANCISTAS (ORDEM CRONOLÓGICA)

→ PROCESSO HISTÓRICO DE MUDANÇA DA CAPITAL

COMISSÃO EXPLORADORA DO PLANALTO CENTRAL


1
Chefiada por Luis Cruls e determinada por Floriano Peixoto em 1892.

O quadrilátero Cruls foi considerado ideal, e no dia do Centenário da Independência, o presidente


Epitácio Pessoa inaugura o OBELISCO, em Planaltina.

COMISSÃO DE ESTUDOS PARA A LOCALIZAÇÃO DA NOVA CAPITAL


2
Chefiada por Djalma Poli Coelho - Missão Poli Coelho. Em 1946 há uma Nova Constituição.

COMISSÃO DE LOCALIZAÇÃO DA NOVA CAPITAL


3
Eurico Gaspar Dutra autoriza na Era Vargas.

Em 1956, Juscelino Kubitschek (JK) encaminha a Mensagem de Anápolis, propondo a criação da


NOVACAP e também a sugestão do nome: Brasília.

→ Urbanista: Lucio Costa → Construções: Candangos (Maioria Região Nordeste).


→ Arquiteto: Oscar Niemayer → Concentração: Cidade Livre (Atual Núcleo Bandeirante)

O Plano de Metas de JK tinha como objetivo acelerar o desenvolvimento do País.

MATERIAL DE AMOSTRA
9

Copyright 2019 ©
@qapconsultoria
qapconsultoriapolicial@gmail.com
Resumo - reta final
POLICIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL

LEGISLAÇÃO
→ LODF – LEI ORGÂNICA DO DISTRITO FEDERAL
À Polícia Civil, órgão permanente dirigido por delegado de polícia de carreira, incumbe,
ressalvada a competência da União, as funções de polícia judiciária e a apuração de infrações
penais, exceto as militares.
Aos integrantes da categoria de delegado de polícia é garantida a INDEPENDÊNCIA
FUNCIONAL no exercício das atribuições de Polícia Judiciária.

PRINCÍPIOS INSTITUCIONAIS DA PCDF Os Institutos de Criminalística, de Medicina Legal e de


 Unidade Identificação compõem a estrutura administrativa da
 Indivisibilidade Polícia Civil, devendo seus dirigentes ser escolhidos
 Legalidade entre os integrantes do quadro funcional do respectivo
 Moralidade instituto.
 Impessoalidade → As atividades desenvolvidas nos Institutos de
 Hierarquia funcional Criminalística, de Medicina Legal e de Identificação
 Disciplina são considerados de natureza TÉCNICO-CIENTÍFICA.
 Unidade de doutrina e de procedimentos.

→ A função de POLICIAL CIVIL é considerada TÉCNICA.

Aos integrantes das categorias de perito criminal, médico-legista e DATILOSCOPISTA POLICIAL é garantida a
independência funcional na elaboração de laudos periciais.
ATENÇÃO! Este parágrafo teve a redação original restaurada em virtude da declaração de
inconstitucionalidade pelo TJDFT.

→ Aos integrantes das categorias de agente de polícia, agente policial de custódia e escrivão de polícia é
garantida a INDEPENDÊNCIA FUNCIONAL na elaboração e no conteúdo dos atos legais delegados ou próprios sob
sua responsabilidade.
→ Aplica-se aos integrantes das carreiras de Delegado de PCDF e de Polícia Civil do Distrito Federal, no que couber,
a lei que trata de direitos e garantias dos servidores públicos civis do Distrito Federal.

Autorizar a realização de concursos públicos para o provimento de


cargos das carreiras da Polícia Civil, o que ocorre sempre que as
vagas excedam a 5% dos respectivos cargos ou, com menor
número, de acordo com a necessidade.
Compete ao: Mediante
Diretor da PCDF DELEGAÇÃO
Decidir sobre o provimento dos cargos e expedir normas
complementares necessárias aos referidos fins.

A delegação exige prévia manifestação da Secretaria de Estado de Planejamento e Orçamento do Distrito


Federal, antes da realização do concurso, que confirme a existência de disponibilidade orçamentária para cobrir
as despesas com o provimento dos cargos.

DA REMOÇÃO
É assegurado, pelo menos 1 vez ao ano ou quando da nomeação por concurso público, o concurso de
REMOÇÃO INTERNO, na hipótese em que o número de interessados seja superior ao número de vagas, com critérios
objetivos, pretéritos e determinados na Polícia Civil do Distrito Federal para todos os cargos e carreiras.
→ O concurso de remoção NÃO ABRANGE as FUNÇÕES COMISSIONADAS.
→ É obrigatória a comprovação dos pré-requisitos objetivos e determinados exigidos de cada função para lotação
pelo concurso de remoção.

UNIDADE ESPECIALIZADA
A Polícia Civil do Distrito Federal pode dispor de unidade especializada na CUSTÓDIA DE PRESOS
PROVISÓRIOS e BENS APREENDIDOS, devendo seu dirigente ser escolhido entre os integrantes da categoria funcional
de Agente Policial de Custódia.

MATERIAL DE AMOSTRA
10

Copyright 2019 ©
@qapconsultoria
qapconsultoriapolicial@gmail.com
Resumo - reta final
POLICIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL

DIREITO CONSTITUCIONAL
I. DIREITOS E GARANTIAS FUNDAMENTAIS
Doutrina: costuma utilizar o termo Dimensão
→ Direitos Fundamentais: Se refere aos direitos
da pessoa humana consagrados em um
momento histórico, em certo Estado. São
constitucionalmente protegidos.
→ Direitos Humanos: Direitos positivados em
tratados internacionais. Protegidos no âmbito
do direito internacional público.

A doutrina considera a existência de Direitos de 4º


Geração.
- Para Paulo Bonavides são eles: Democracia,
informação e pluralismo.
- Para Norberto Bobbio: Engenharia Genética.

I.I CARACTERÍSTICAS DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS


 Historicidade: Fruto da evolução Histórica da humanidade.
 Universalidade: Pertencem a todos, independente da condição.
 Limitabilidade: Não são absolutos, são relativos.
 Inalienabilidade: Não podem ser alienados, negociados.
 Irrenunciabilidade: Não podem ser renunciados.
 Não taxatividade: Rol exemplificativo.
 Complementariedade: Não pode ser interpretado sozinho.
 Concorrência: Podem ser utilizados em conjunto com outros direitos
 Proibição do Retrocesso: Proíbe que os direitos já conquistados sejam perdidos.
 Máxima Efetividade: Não podem ser oferecidos de qualquer maneira.
 Imprescritibilidade: Não se sujeitam a prazos, não se perde no tempo (em regra).

I.II TITULARIDADE DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS


I. Brasileiros Natos e Naturalizados;
TITULARIDADE DOS II. Estrangeiros Residentes no País;
DIREITOS FUNDAMENTAIS III. Estrangeiros em Trânsito no País – Segundo o STF.
IV. Pessoas Jurídicas – Desde que compatível com a personalidade Jurídica.

I.III LIMITES DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS


A limitação dos direitos fundamentais é decorrente da relatividade que estes possuem, nenhum
direito fundamental apresenta característica absoluta: encontram limites em outros direitos.

O STF diz que um direito fundamental não pode servir de salvaguarda de prática de atos ilícitos.

a) Teoria da Reserva do Possível: Precisam ter a possibilidade, condições financeiras e


orçamentárias para que se possa concretizar.

b) Teoria do Mínimo Existencial: O Estado precisa assegurar o mínimo de dignidade a oferecer


o direito.

MATERIAL DE AMOSTRA
11

Copyright 2019 ©
@qapconsultoria
qapconsultoriapolicial@gmail.com
Resumo - reta final
POLICIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL

DIREITO PENAL – PARTE ESPECIAL


I. CRIMES CONTRA A PESSOA
I.I CRIMES CONTRA A VIDA
A vida humana para efeitos penais, pode ser tanto a vida intrauterina quanto a vida extrauterina, de forma que
não só a vida de quem nasceu tem a tutela, como também a vida daqueles que ainda estão no ventre materno.
Todos os crimes contra a vida são de ação penal pública incondicionada.
I.I.I ART. 121 HOMICÍDIO
a) Homicídio Simples (caput): Matar alguém.
- O sujeito ativo pode ser qualquer pessoa física.
- Tutela-se a vida extrauterina.
- Em atividade típica de grupo de extermínio é crime hediondo. Reclusão:
→ A pena é aumentada de ⅓ se o crime é praticado contra: 06 a 20 anos
a) Pessoa menor de 14 (quatorze) anos;
b) Maior de 60 (sessenta) anos.
- A pena é aumentada de ⅓ até a ½ se o for praticado por milícia privada, sob o pretexto
de prestação de serviço de segurança, ou por grupo de extermínio.

b) Homicídio Privilegiado (§1º): O agente comete o crime impelido por motivo de relevante
valor social ou moral, ou sob o DOMÍNIO de violenta emoção, logo em seguida a injusta Juiz pode REDUZIR:
provocação da vítima.
- Se for praticado em concurso de pessoas, a circunstância pessoal (Domínio da violenta
⅙a⅓
emoção) não se comunica.
- O Homicídio qualificado-privilegiado não é hediondo.

c) Homicídio Qualificado (§2º): Todos os homicídios qualificados são hediondos.


- STJ → Sem motivo = homicídio simples.
- Emprego de veneno só incide quando a vítima não sabe.
- Utilizar tortura para matar qualifica o crime, mas se excede na tortura e mata responde
pela tortura qualificada pela morte (lei 9.455/97).
- Se houver mais de uma qualificadora não há dupla ou tripla qualificação. Nesse caso uma
qualifica o crime e a outra é considerada agravante genérica.
→ Tipos de Qualificadoras:
 Paga ou promessa de recompensa, ou outro motivo torpe;
 Motivo Fútil;
 Emprego de veneno, fogo, explosivo, asfixia, tortura ou outro meio insidioso ou cruel,
ou de que possa resultar perigo comum;
 À traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte
ou torne impossível a defesa do ofendido;
 Para assegurar a execução, a ocultação, a impunidade ou vantagem de outro
Reclusão:
crime. 12 a 30 anos
→ Feminicídio: praticado contra mulher por razões da condição de sexo feminino. Não
basta que a vítima seja mulher (Femicídio).
- Há razões do sexo feminino quando envolve:
a) Violência doméstica e familiar
b) Menosprezo ou discriminação à condição de mulher.
- A pena do Feminicídio é aumentada ⅓ até a ½ se for praticado:
a) Durante a gestação ou nos 3 (três) meses posteriores ao parto;
b) Contra menor de 14 anos, maior de 60 anos, com deficiência ou portadora
de doenças degenerativas que acarretem condição limitante ou de vulnerabilidade física
ou mental;
c) Na presença física ou virtual de descendente ou de ascendente;
d) Em descumprimento das medidas protetivas de urgência.
→ Contra Agentes da Segurança e das Forças Armadas: Praticado em função do
cargo contra os agentes ou parentes até 3º grau.

d) Homicídio Culposo (§3º): Ocorre não quando o agente quer a morte, mas quando pratica
uma conduta por inobservância de um dever de cuidado (negligência, imperícia ou
imprudência), e acaba ocasionando a morte.
- Homicídio culposo na direção de veículo automotor: Aplica o art. 302 do CTB.
→ Homicídio Culposo Majorado: (Aumento de ⅓): Detenção:
a) Resulta de inobservância de regra técnica de profissão, arte ou ofício; 01 a 3 anos
b) O agente deixa de prestar imediato socorro à vítima;
c) Não procura diminuir as consequências do seu ato;
d) Foge para evitar prisão em flagrante.
→ PERDÃO JUDICIAL: O Juiz poderá deixar de aplicar a pena, se as consequências da
infração atingirem o próprio agente de forma tão grave que a sanção penal se torne
desnecessária.
12

Copyright 2019 © MATERIAL DE AMOSTRA


@qapconsultoria
qapconsultoriapolicial@gmail.com
Resumo - reta final
POLICIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL

DIREITOS HUMANOS
CONCEITO: conjunto de faculdades e instituições que, em cada momento histórico, concretizam as
exigências de dignidade, liberdade e igualdade humanas, as quais devem ser reconhecidas
positivamente pelos ordenamentos jurídicos em nível nacional e internacional.

→ DIGNIDADE: base dos Direitos Humanos é a dignidade da pessoa.

DIREITOS HUMANOS DIREITOS FUNDAMENTAIS

Conjunto de valores e direitos na ordem internacional Conjunto de valores e direitos na ordem interna de
para a proteção da dignidade da pessoa determinado país para a proteção da dignidade

Destaca-se: Destaca-se:
a) Tratados Internacionais; a) Constituição Federal;
b) Costumes; e b) Leis Específicas;
c) Princípios Gerais do Direito Internacional. c) Atos Normativos secundários.

CLASSIFICAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS


FUNDAMENTOS DOS DIREITOS HUMANOS
Não há consenso em relação aos fundamentos de Direitos Humanos.

TEORIA JUSNATURALISTA TEORIA POSITIVISTA

Normas anteriores e superiores ao direito Diz que são Direitos Humanos os valores e
estatal posto, decorrente de um conjunto de juízos condizentes com dignidade positivado
ideias, fruto da razão humana. no ordenamento.
→ DH decorrentes da evolução histórica. Os Direitos Humanos constituem criação
→ DH compreendem uma ordem suprema, normativa, sendo reconhecidos à medida
universal, divina e inderrogável, não que positivados nos documentos legislativos
decorrendo da manifestação do homem. do Estado.

Fundamento Moral: Direitos Humanos podem ser considerados direitos morais que não aferem sua
validade por normas positivadas, mas diretamente de valores morais da coletividade humana.

Fundamento Racional: Normas extraíveis da razão inerentes à condição humana.

IMPOSSIBILIDADE DE DELIMITAÇÃO DOS FUNDAMENTOS


Nega a possibilidade de fundamentação dos direitos Humanos, por vários motivos:
a) Há divergências quanto à abrangência;
b) Estão em constante evolução;
c) Constituem categoria heterogênea;
d) São consagrados a partir de juízos de valor, que não podem ser justificados e comprovados.

TEORIA DOS STATUS DE JELLINEK

→ Status Subjectionis (passivo): relação na qual a pessoa encontra-se em estado de sujeição em


relação ao Estado.
→ Status Libertatis (negativo): relação na qual a pessoa detém tão somente a prerrogativa de exigir
uma abstenção do Estado.
→ Status Civitatis (positivo): relação na qual a pessoa tem a possibilidade de exigir prestações do Estado.
→ Status Activus (ativo): relação na qual a pessoa poder· participar na formação da vontade do Estado.

13
MATERIAL DE AMOSTRA
Copyright 2019 ©
@qapconsultoria
qapconsultoriapolicial@gmail.com
Resumo - reta final
POLICIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL

INFORMÁTICA
→ CLASSIFICAÇÃO DAS REDES E SEU TAMANHO
De acordo com o tamanho de uma rede, ela pode receber um nome específico.
a) WAN (Wide Area Network): Esta é uma rede mais ou menos do
tamanho de um país ou de um continente.
b) MAN (Metropolitan Area Network): É uma rede metropolitana (urbana).
Ou seja, mais ou menos do tamanho de uma cidade.
c) LAN (Local Area Network): É uma rede mais ou menos do tamanho o
escritório de uma empresa. Ou seja, menor do que uma cidade.
d) PAN (Personal Area Network): Caracteriza por ser uma rede doméstica.
Ou seja, ela liga dispositivos de uma residência. Ela pode ser uma rede
com fio ou pode ser uma rede sem fio quando se usa o bluetooth ou o
infravermelho dos dispositivos.

REDES SEM FIO (WIRELESS):


WLAN: Uma LAN sem fio (Wireless)
As redes sem fio também podem ser classificadas pelo seu WMAN: Uma MAN sem fio (Wireless)
tamanho e seguem uma regra de nomenclatura WWAN: Uma WAN sem fio (Wireless)
adicionando um W antes do nome de cada tipo de rede. WPAN: Uma PAN sem fio (Wireless)

→ INTRANET, EXTRANET E INTERNET


a) INTRANET: é uma rede privada/corporativa. Acessível somente por computadores da rede
corporativa.
Alguns exemplos de serviços disponíveis nas intranets:
- Repositório de dados;
- Página web com links para sistemas corporativos, como:
o Webmail;
o Ponto eletrônico;
o Notícias internas, e etc.

b) EXTRANET: A extranet existe a partir do momento em que uma intranet é acessada por usuários
externos. Geralmente o acesso ocorre via login e senha de usuários. Pode-se oferecer serviços da
intranet de uma empresa a seus clientes, fornecedores e parceiros (que ficam localizados numa rede
fora da intranet da empresa).

c) INTERNET: é uma rede pública. Ela é acessível a qualquer computador conectado a um


provedor de comunicação. Ela conecta redes locais de todo o mundo. E é composta, dentre outros
dados, pela WWW (World Wide Web) que é um conjunto de páginas web espalhadas pelo mundo.

MATERIAL DE AMOSTRA 14

Copyright 2019 ©
@qapconsultoria
qapconsultoriapolicial@gmail.com
Resumo - reta final
POLICIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL

RACIOCÍNIO LÓGICO E MATEMÁTICA


PROPOSIÇÕES
Proposição é toda oração declarativa que pode ser valorada em verdadeira ou falsa, mas não
as duas.

Obs.: A sentença aberta ou função proposicional NÃO é um tipo de proposição. Quando a sentença
possui uma variável é chamada de sentença aberta, o que impede julgá-la verdadeira ou falsa.

LÓGICA ARISTOTÉLICA – LEIS DO PENSAMENTO


A Lógica Aristotélica, também chamada de lógica formal ou lógica da forma, é toda a sua
estrutura fundamentada em 3 Leis do Pensamento, três princípios:
a) Princípio da Identidade: Uma proposição não pode ser mais verdadeira do que outra. Não há
patamares de verdade, ou seja, estão todas no mesmo patamar.
b) Princípio do Terceiro Excluído: Toda proposição tem um dos valores lógicos: ou verdadeiro ou
falso, excluindo-se qualquer outro.
c) Princípio de Não Contradição: Uma proposição não pode ser ao mesmo tempo verdadeira e
falsa.

TAUTOLOGIA, CONTRADIÇÃO E CONTINGÊNCIA


Uma proposição composta pode ser classificada como:
→ TAUTOLOGIA: Proposição composta com a coluna inteira com valor lógico Verdadeiro;
→ CONTRADIÇÃO: Proposição composta com a coluna inteira com valor lógico Falso.
→ CONTINGÊNCIA: Pode ser verdadeiro ou falso.

CONECTIVOS LÓGICOS E CLASSIFICAÇÃO

Proposição simples: não contém nenhuma


outra proposição como parte integrante de
si mesma.
Exemplo:
p: Marcelo é engenheiro.
q: Ricardo é estudante.

Proposição composta: combinação de


duas ou mais proposições.
Exemplo:
P: Marcelo é engenheiro e Ricardo é estudante.
Q: Marcelo é engenheiro ou Ricardo é estudante.

ORDEM DE PRECEDÊNCIA DOS CONECTIVOS

Começaremos sempre trabalhando com o que 1º) Negações (~);


houver dentro dos parênteses. Só depois, 2º) Conjunções (E)
passaremos ao que houver fora deles. Em ambos 3º) Disjunções (OU);
os casos, obedeceremos sempre à seguinte 4º) Condicional (SE...ENTÃO...);
ordem: 5º) Bicondicional (...SE E SOMENTE SE...).

Nº de Linhas da Tabela-Verdade de uma proposição composta = 2 Nº de proposições simples

MATERIAL DE AMOSTRA
15

Copyright 2019 ©
@qapconsultoria
qapconsultoriapolicial@gmail.com
Resumo - reta final
POLICIA CIVIL DO DISTRITO FEDERAL

Link para o material completo: http://bit.ly/revisao-pcdf-escrivao

Procure-nos no Instagram:
@qapconsultoria

Contato:
qapconsultoriapolicial@gmail.com

Vá e vença! Hope! #vempcdf

16

Copyright 2019 ©
@qapconsultoria
qapconsultoriapolicial@gmail.com