Sei sulla pagina 1di 4

Contabilidade Financeira I

Exercícios subordinados aos temas:


- Ativos fixos tangíveis

Exercício 1
Para cada tipo de custo, indique se deve ou não ser capitalizado como ativo fixo tangível:

a) Impostos pagos pela empresa para a legalização de um terreno aquando da sua compra;

b) Custos de limpeza de um terreno onde vai ser instalada uma fábrica;

c) Formação do pessoal para a utilização de uma nova máquina;

d) Custos de re-localização de certos equipamentos dentro da fábrica para permitir a


instalação de novos equipamentos.

Exercício 2
A empresa “O Melhor do Lar - Confeções, Lda.” dedica-se à confeção de artigos para o lar.
Durante o mês passado efetuou as seguintes operações relacionadas com os ativos fixos:

1. Adquiriu, a prazo, a máquina KX 100 Z para o processo produtivo no valor de 100 000 €
(IVA à taxa normal). O valor do seguro de transporte da mesma ascendeu a 2 000 € (IVA
à taxa normal).

2. Deu-se início à construção de uma garagem por parte da empresa. Durante este mês
incorreu nos seguintes custos:

◦ 300 horas de mão-de-obra (custo/hora é de 2,5 €)

◦ 3 000 € de materiais aplicados

◦ custos diversos: 150 €

3. O sócio Abel ofereceu à empresa um contentor metálico, cujo justo valor à data é de
600 €.

Pedido: Proceda ao registo das operações no razão.

Exercício 3
Uma entidade construiu um equipamento para uso próprio. A construção do equipamento
finalizou em 1/11/n, estando pronto para começar a ser utilizado. O início da laboração deu-se
em 1/3/n+1.

Quando deve iniciar a depreciação do equipamento?

1
Filomena A. Brás/Universidade do Minho – 2019/20
Contabilidade Financeira I

Exercício 4

Um ativo foi adquirido em 2/1/20x1 por 36000€. A vida útil era então estimada em 6 anos. Não
há valor residual e a depreciação deve ser efetuada pelo método das quotas constantes. No
início de 20x3, a vida útil remanescente foi estimada em 3 anos.

 Qual o valor da depreciação para cada um dos anos em análise (20x1 a 20x5)?

Exercício 5

Conhecem-se os seguintes dados a 31/12/N referentes a um ativo fixo tangível, mensurado pelo
método do custo.

◦ Custo de aquisição: € 20 000

◦ Depreciações Acumuladas: € 6 000

◦ Valor residual: 0

◦ A 31/12/N a gestão apurou aos seguintes valores relativamente a este ativo:

◦ Justo valor menos custos de venda: € 10 000

◦ Valor de uso: € 11 000

Pedido: Averigue se o ativo está em imparidade e proceda em conformidade.

Exercício 6
Durante este mês a empresa “O Melhor do Lar - Confeções, Lda.” efetuou as seguintes
operações:

1. Venda de um computador adquirido por 1 150 €, cujo valor das depreciações


acumuladas ascende a 575 €. Não há perdas de imparidade registadas. O valor da venda
é de 250 € mais IVA.

2. Ocorreu um incêndio na garagem das instalações que originou a perda total de um


veículo adquirido por 14 000€, depreciado em 3 500 €. As perdas de imparidade
acumuladas são de 1 000€. A indemnização do seguro ascende a 10 000€.

PEDIDO:

Efetue os registos necessários, face aos dados apresentados.

2
Filomena A. Brás/Universidade do Minho – 2019/20
Contabilidade Financeira I

Exercício 7
A empresa ABC durante o mês de maio de n realizou as seguintes operações:

1. A viatura ligeira de passageiros 12-13-CG, adquirida por 25000 € e registada na rubrica


de 434 -Equipamento de Transporte, sofreu um acidente ficando totalmente destruída.
A companhia de seguros irá pagar 3 000 €. A viatura foi adquirida em junho de n-3 e
depreciada à taxa de 20% (método dos duodécimos). Não há qualquer perda de
imparidade acumulada registada na conta 439.

2. A empresa deu por concluído o armazém Y que havia iniciado três meses atrás e cujos
custos globais totalizaram 250 000 € (não há liquidação do IVA).

3. 3. Aquisição a crédito ao fornecedor F2 de uma viatura ligeira de transporte* de


mercadorias no valor de 20 000 (+IVA à taxa normal). Em troca a empresa entregou uma
viatura comercial adquirida em n-2 por 16 000 €, que vinha sendo depreciada de acordo
com o método das quotas degressivas para uma vida útil de 4 anos. O valor de troca foi
de 5 000 € (+ IVA à taxa normal).

* Se a viatura, apesar de classificada como viatura ligeira de mercadorias, tiver mais de 3


lugares, será considerada uma viatura de turismo, pelo que o IVA suportado na sua
aquisição, fabrico ou importação, locação, utilização e transformação, não será dedutível,
com exceção do IVA suportado no consumo de gasóleo, que será dedutível em 50%.

PEDIDO: Efetue os registos necessários, face aos dados apresentados.

Exercício 8 (adaptado de Borges et al., 2009: 229)


A empresa Espinela, SA tem por atividade o comércio, reparação e pintura de automóveis.
Durante os exercícios de N e N+1 realizou, entre outras, as seguintes operações:

1/3/N- aquisição a pronto pagamento de um computador portátil por €2.000 (acrescido de IVA
dedutível à taxa de 23%), depreciável à taxa de 25%. Pagamento através de cheque.

15/5/N+1 – a empresa vendeu a um empregado, a pronto pagamento, o computador portátil


adquirido em 1/3/N. A empresa teve uma mais-valia de €100.

30/5/N+1 – aquisição a crédito ao fornecedor Pinta, uma estufa de pintura de automóveis por
€150.000 (acrescido de IVA dedutível de 23%). Os gastos com a instalação da estufa, efetuada
pela empresa Insalex, totalizaram €10.000 (acrescido de IVA dedutível à taxa de 23%). Estima-
se uma vida útil de 8 anos.

18/06/N+1 – a empresa comprou, para posterior venda, 10 veículos automóveis pelo valor de
€200.000 (sujeito a IVA dedutível à taxa de 23%) ao fornecedor Mitoyjapan.

20/7/N+1 – a empresa passou a utilizar um dos veículos adquiridos a 18/06/N+1, para o serviço
de distribuição de peças.

3
Filomena A. Brás/Universidade do Minho – 2019/20
Contabilidade Financeira I

Pedido: Registo das operações ocorridas com a empresa Espinela, SA, incluindo a depreciação
ocorrida em N e N+1 (para os casos omissos, e se necessitar, admita uma taxa de depreciação
de 25%).

Exercício 8 (adaptado de Borges et al., 2009: 232)


Em junho de N, a Lolite, SA importou uma máquina Trodos 459/SX, para o setor fabril, mas
apenas em fevereiro N+1 esteve apta a entrar em funcionamento. Encargos envolvidos nesta
aquisição:

Em N
Preço da fatura nº 2348/N €55.350 (IVA incluído à taxa de 23%
Despesas de desalfandegamento €250 + IVA a 23%
Despesas de transporte €150 + IVA a 23%

Em N+1
Despesas de instalação €200 + IVA a 23%
Despesas de manutenção e conservação €750 + IVA a 23%

Sabe-se ainda que a taxa de depreciação da máquina é de 12,5%.

Em abril de N+4 substituiu-se a máquina Trodos 459/SX pela Trodos 8900/CX, tecnicamente mais
avançada:

Valor de troca da Trodos 459/SX: €21.000 + IVA a 23%

Valor de fatura da nova máquina: €69.600 + IVA a 23%.

Pedidos:

1- Registo dos eventos relativos a N.


2- Registo dos eventos relativos a N+1.
3- Registo do evento troca da máquina (abril de N+4).

4
Filomena A. Brás/Universidade do Minho – 2019/20